Calendário de Eventos Globalistas em 2014

Forcing Change, Volume 7, Edição 12.

Desde a criação de Forcing Change oito anos atrás, tenho elaborado anualmente um "Calendário Global de Eventos" (antes disso, eu compilava esse calendário para um ministério sediado no estado americano de Indiana e ainda forneço para eles uma versão abreviada). Para muitos leitores de FC, incluindo apresentadores de programas de entrevistas no rádio e outros autores, este calendário é de especial importância. Por quê? Por que coloca um dedo no pulso do amanhã.

Cada calendário anual fornece uma lista dos eventos de mudança que ocorrerão nos meses seguintes. Portanto, a lista apresenta a data, o local e o contexto verificáveis para a transformação social, religiosa, política ou econômica — e, algumas vezes, todas essas transformações ocorrem juntas em um único evento. Considere isto, em termos gerais, como um mapa da estrada para os eventos previstos para 2014.

Mas, é preciso observar que o calendário é limitado, pois centenas de outros eventos similares ocorrerão nos próximos doze meses: desde encontros de cúpula de segurança a reuniões nas Nações Unidas, conferências na comunidade financeira, festivais de Nova Era, simpósios sobre ciência e tecnologia, encontros de chefes de Estado, passeatas e campanhas organizadas. Todos estão procurando mudar o mundo de seu próprio modo, segundo sua própria visão, em apoio à sua cosmovisão em particular. No mínimo, este calendário demonstra que a transformação não ocorre simplesmente por acaso, tampouco é uma "teoria conspiratória" — ao contrário, é o resultado de movimentos e ações observáveis, pequenos e grandes, sutis e diretos.

Cada ano recebe designações de diferentes grupos, agências e organizações. Por exemplo, 2013 foi o Ano Internacional da ONU para a Cooperação pela Água, enquanto que 2014 será o Ano Internacional da ONU dos Pequenos Países-Ilhas em Desenvolvimento, o Ano Internacional da Cristalografia (as estruturas atômicas), e o Ano da Agricultura Familiar. Diversas atividades serão organizadas em torno dessas designações: relações públicas e campanhas educacionais, conferências e encontros, compromissos dos governos nacionais para fazerem avançar a causa em particular que está sendo representada.

Uma das designações para 2014 vem da Internacional Socialista, uma importante e influente organização de partidos políticos socialistas, muitos dos quais formam os governos das nações, estados/províncias e cidades. Essa designação, o Ano para a Paz no Oriente Médio, foi criada em torno de um chamado político publicado, a Declaração Sobre a Paz no Oriente Médio (veja a página 22). A Declaração diz em parte: "Uma delegação de alto nível de ministros dos partidos membros da Internacional Socialista no governo irá a Israel e Palestina para exortar o governo israelense a cessar as atividades contraproducentes para o processo de paz e tomar as decisões firmes necessárias para a paz."

Este ano também marca o início de uma década declarada, a "Década das Nações Unidas da Energia Sustentável para Todos" (2014-2024). Portanto, não é surpresa ver diversos eventos de "desenvolvimento sustentável" agendados para 2014. [Nota: Muitos outros encontros com o tema do desenvolvimento sustentável ocorrerão, além dos que estão listados neste calendário, incluindo diversos foros técnicos e para problemas específicos.]

5-7 de janeiro: Rumo a um Futuro Não Violento.
Onde: Jalpur, Índia.

"Rumo a um Futuro Não Violento" é o tema para a Oitava Conferência Internacional Sobre Paz e Atividades Não Violentas, um programa de conferência de unidade mundial. Patrocinado pela Organização Global Anuvrat e a Universidade Jain Vishva Bharati, os conferencistas incluem o Dalai Lama do Tibete, Moammad Hamid Ansari (vice-presidente da Índia) e Vijay Mehta, presidente da organização Unindo pela Paz, sediada na Grã-Bretanha. As sessões de trabalho enfocarão o trabalho interfé para a não-violência, modelos para coexistência, a criação e desenvolvimento de uma cultura universal, preocupações ambientais e o "Papel dos Jovens na Criação de um Mundo Pacífico".

9-10 de janeiro: Oficinas de Barcelona Sobre a Governança Global.
Onde: Barcelona, Espanha.

Os problemas globais requerem soluções globais. A "necessidade" de supervisão internacional forma a base das Oficinas de Barcelona, uma plataforma em que os acadêmicos podem explorar os desafios e os resultados potenciais das mudanças na ordem mundial — os acertos institucionais, os requisitos para a governança global e a formação das redes necessárias para garantir uma nova estrutura para a cooperação. Os palestrantes no evento em Barcelona incluem Narcis Serra (ex-Ministro da Defesa da Espanha) e Javier Solana (ex-Secretário-Geral da OTAN).

22-25 de janeiro: Foro Econômico Mundial.
Onde: Davos-Klosters, Suíça.

Este evento anual é o mais importante encontro dos líderes mais influentes do planeta, dos setores empresariais e industriais, governos, finanças, bancos, sociedade civil e academia. Portanto, aquilo que acontece no Foro Econômico Mundial reverbera para os círculos políticos e econômicos em todos os continentes. Além disso, ao longo do ano, o Foro realiza encontros regionais especiais na África, Oriente Médio, Ásia-Pacífico e América Latina. Para 2014, os eventos regionais são como segue:

O tema para o evento em Davos neste ano é provocativo — "A Reformatação do Mundo: Consequências para a Sociedade, para a Política e para os Negócios".

25-28 de janeiro: Rainbow Serpent (Serpente do Arco-Íris).
Onde: Lexton, Victoria, Austrália.

Rainbow Serpent é um dos festivais transformacionais mais influentes no Hemisfério Sul. Indo além dos primórdios, quando era principalmente um evento de música e dança, Rainbow Serpent é agora uma experiência social/espiritual unificadora que incorpora ioga, inclusividade radical, crenças autóctones, oficinas e palestras sobre consciência, a liberação das fronteiras, encontros extáticos e participação dentro de uma comunidade orgânica. Parte festival de Nova Era, parte experiência social, parte entretenimento e festa — Rainbow Serpent representa um portal temporário para a nova realidade social/espiritual que está florescendo em todo o mundo.

26 de janeiro: Sábado Mundial da Reconciliação Religiosa.
Onde: Detroit, MI (EUA).

A ser celebrado na Igreja Batista Memorial de Hartford, em Detroit, o Sábado Mundial da Reconciliação Religiosa é um evento interfé baseado em Michigan, "que busca construir um mundo de tolerância, justiça, fidelidade e paz". Leituras, "ofertas de orações... de muitas crenças", e música de uma infinidade de fés mundiais formam a espinha dorsal desta experiência inter-religiosa: o shofar judaico é soado, dançarinos hindus se apresentam e o Chamado Islâmico para a Oração é entoado. Em todo o Sábado Mundial, os jovens exercem um papel integral, participando nas canções, danças, leituras e orações e por meio de uma processional especial intitulada "Crianças da Paz".

1 de fevereiro: Visões Transumanistas.
Onde: San Francisco, CA (EUA).

Este é um evento íntimo de um dia de duração, reunindo futuristas, "biohackers", transumanistas, "imortalistas" e definidores de tendências culturais. O propósito é explorar futuras direções em tecnologia, inovações biomédicas, arte e cultura na busca para alcançar o sonho transumanista de extensão extrema da vida e a revolução evolucionária dirigida de se tornar uma nova espécie.

1-2 de fevereiro: Conferência dos Estudantes de Toda a Índia Sobre Ciência e Busca Espiritual.
Onde: Varanasi, Índia.

Setecentos estudantes, líderes científicos e espirituais e acadêmicos de todo o mundo discutirão o interjogo entre ciência e espiritualidade — e procurarão encontrar uma síntese entre as duas de um modo que harmonize a humanidade. Os temas da conferência incluem: "Realidade Final — Caminhos Científicos e Espirituais", "Máquinas, Mente e Consciência", "Biotecnologia e Bioética", "Espiritualidade e Meio Ambiente", e "Ciência, Ética e Espiritualidade". A administração econômica e sua conexão com os temas espirituais também será explorada, bem como os aspectos da Consciência Vedanta (hindu) para a ciência e a ideia da unidade espiritual cósmica.

1-2 de fevereiro: Estratégicas para o Desenvolvimento Econômico Sustentável na Era Verde.
Onde: Dubai, Emirados Árabes Unidos.

"Sistema bancário verde" e o financiamento do desenvolvimento sustentável global serão explorados nesta conferência acadêmica internacional em Dubai. Os seguintes temas serão discutidos: mercados internacionais de capitais, o papel pivô da comunidade financeira internacional — o Banco Mundial e os bancos centrais nacionais em particular, o financiamento das "indústrias verdes" e o valor da "saúde social", transporte ecologicamente correto, "turismo verde" e a necessidade de formular um conjunto efetivo de instrumentos de gestão global para garantir o desenvolvimento sustentável.

11-12 de fevereiro: Foro Global — Da Economia do Ego para o Sistema Eco".
Onde: Boston, MA (EUA).

Realizado no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e patrocinado por diferentes departamentos do Instituto, este evento de dois dias de duração tem o objetivo de patrocinar a transformação econômica no quadro grande, afastando-se do individualismo e do capitalismo e direcionando para os sistemas ambientais de consciência de grupo — prosperidade compartilhada no ecosistema". As discussões girarão em torno dos tópicos da limitação da propriedade privada, padrões de consumo, uso da terra, transporte, exploração dos recursos minerais, atendimento à saúde comunitária e funções econômicas e sociais.

10-17 de fevereiro: Encontro Tribal.
Onde: Praia "deserta" na Costa Caribenha do Panamá.

Este é um festival transformacional psicodélico para as "tribos do mundo". Convergindo de todo o planeta, os participantes experimentarão uma realidade alternativa construída com base em temas da evolução espiritual, comunidade orgânica, dança extática e arte visionária — com o tema principal de mover a humanidade pelos chakras. O Encontro Tribal é um encontro para a mudança da cosmovisão, conectando os indivíduos com a mente global e com a energia da Terra. Apresentado como um evento "sustentável", o festival sediará oficinas e palestras para ajudar os participantes a mudarem seus padrões de pensamento e de comportamento de modos que reflitam a interdependência global. Conectar a humanidade com o "espírito do mundo" será explorado via cerimônias e orientações práticas dadas por reconhecidos xamãs.

14-16 de fevereiro: Dia Nacional de Pregação Sobre a Mudança Climática.
Onde: Estados Unidos da América.

O fim de semana de 14-16 de fevereiro foi reservado como um tempo para os líderes religiosos dos EUA falarem sobre a mudança climática. Centenas de pastores e professores de diferentes denominações e religiões pregarão sermões sobre o aquecimento global, a necessidade de mudar os comportamentos e valores e o desejo por uma responsa mundial unida para reduzir a mudança climática. A organização que coordena essa pregação nacional é a Interfaith Power and Light (Energia e Luz Interfés).

14-17 de fevereiro: Wisdom 2.0.
Onde: San Francisco, CA (EUA).

Mais de 2.000 participantes são esperados na Conferência Wisdom 2.0, um evento de imersão no estilo de Nova Era que explora o papel das "tradições de sabedoria" e da espiritualidade alternativa, ferramentas de comunicação social e tecnologias avançadas e a cultura evolucionária como mecanismos para alcançar a transformação pessoal e a mudança social. Os palestrantes para o evento deste ano incluem Arturo Bejar (diretor de Engenharia do Facebook), Eckhart Tolle (autor de livros de Nova Era que são endossados abertamente pela apresentadora de televisão Oprah Winfrey), Arianna Huffington (presidente-executiva do Huffington Post), Gopi Kallayil (evangelista-chefe do Google Social for Brands — sim, o título dele é este mesmo), e Jon Kabat-Zinn (mestre em meditação reconhecido internacionalmente).

14-17 de fevereiro: PantheaCon.
Onde: San Jose, CA (EUA).

PantheaCon está entrando em seu vigésimo ano. Este é um encontro muito grande de pagãos e wiccanos de toda a América do Norte. O evento incorpora rituais, aulas, oficinas e sessões de entretenimento. Para você ter uma ideia do tamanho, PantheaCon é realizado no DoubleTree Hotel e o evento ocupa toda a área útil de 15.000 metros quadrados.

17-23 de fevereiro. Semana Hindu do Meio Ambiente.
Onde: Índia e em todo o mundo.

O Projeto Bhumi, um programa de ecologia hindu lançado pelo Centro de Estudos Hindus da Universidade de Oxford, está sediando a primeira Semana Hindu do Meio Ambiente. Em parceria com a Universidade de Oxford e a Aliança de Religiões e Conservação, uma organização interfé-ecológica iniciada pelo príncipe Philip, o Projeto Bhumi e sua Semana Hindu do Meio Ambiente serão a plataforma de lançamento para conferências, seminários e outras atividades destinadas a promover uma consciência verde dentro da comunidade hindu global. A Índia será o país mais impactado, porém a abrangência da Semana é global, com o envolvimento previsto de outros cantos do mundo. Um acontecimento será o lançamento do Manual do Templo Verde (Green Temple Handbook).

24-26 de fevereiro: Encontro de Cúpula Mundial Sobre os Oceanos.
Onde: San Francisco, CA (EUA).

Promovido pelas revistas The Economist e National Geographic, este evento de alto nível está voltado especificamente para tratar a questão da gestão dos oceanos internacionais como parte da "iniciativa global de sustentabilidade dos oceanos". Para este fim, a "governança dos oceanos" é o ponto focal: Como será e como estabelecê-la? Como as grandes empresas podem incentivar maiores controles regulatórios? Que papel a ONU exercerá? E as grandes empresas multinacionais e as instituições financeiras globais? E o Banco Mundial? E os governos federais e a União Europeia? Os palestrantes no Encontro de Cúpula Mundial dos Oceanos refletem a natureza internacional do evento e os círculos de poder que estão sendo cortejados:

Os patrocinadores e apoiadores do Encontro de Cúpula Mundial dos Oceanos incluem:

27-28 de fevereiro: Recuperando o Controle do Sistema Monetário Internacional.
Onde: Viena, Áustria.

Como este ano marca o septuagésimo aniversário do sistema de Bretton Woods, com o Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional como suas instituições de pedras fundamentais, diversas conferências e encontros serão realizados para tratar o assunto da governança financeira global: seu passado, a crise atual e os futuros possíveis. Este evento, "Recuperando o Controle do Sistema Monetário Internacional" é um desses encontros e está sendo promovido em cooperação com o Banco Central da Áustria.

3-4 de março: Foco no Futuro — Capacitando os Agentes de Mudança.
Onde: San José, Costa Rica.

"Você está preocupado com os prementes desafios ambientais, sociais, econômicos e políticos que o mundo está enfrentando atualmente? Cada um de nós tem o poder de fazer uma diferença, de participar na melhoria do futuro do nosso planeta como agentes de mudança." (chamado para a conferência).

Patrocinado pelo Instituto da Educação Global, que está afiliado com as Nações Unidas e com a Universidade da Paz, da ONU, este evento reunirá os principais educadores, pessoal dos serviços sociais, acadêmicos e ativistas que estão em sintonia com a ideia de serem "agentes de transformação" globais — facilitadores que trabalham para mudar os valores, a ética e o comportamento para um novo paradigma internacional, um paradigma que se encaixe com a ideologia da "sustentabilidade".

Os palestrantes nesta conferência são representantes de várias agências da ONU e da Universidade da Paz, das Nações Unidas, incluindo Mírian Villela, da Carta da Terra da UNESCO, cadeira em Educação do Desenvolvimento Sustentável e diretora executiva do Secretariado Internacional da Carta da Terra.

4-5 de março: Primeira Conferência Global da ONU Sobre Parceria para Ação na Economia Verde (PAGE).
Onde: Dubai, Emirados Árabes Unidos.

De um informe à imprensa do UNEP sobre o evento: "A conferência será uma oportunidade para revisar o progresso realizado na implementação da Economia Verde no contexto do desenvolvimento sustentável e na erradicação da pobreza após a conferência Rio+20, e também será uma oportunidade para considerar como as economias mais verdes podem contribuir para a emergente agenda de desenvolvimento pós-2015 e a nova arquitetura global para a sustentabilidade.

Este não é um evento pequeno, pois o propósito é levar adiante o conceito de uma economia verde global por meio de projetos pilotos em 30 países, criar parcerias internacionais para este fim e transicionar as sociedades para os objetivos do desenvolvimento sustentável. Quatro agências da ONU concordaram em colaborar na Parceria para Ação na Economia Verde: o UNEP (Programa Ambiental das Nações Unidas), a OIT (Organização Internacional do Trabalho), a Organização de Desenvolvimento Industrial da ONU, e o Instituto para Treinamento e Pesquisa da ONU. Juntas, estas agências "fornecerão um conjunto abrangente de serviços da economia verde que habilitará os países a transformarem suas estruturas econômicas nacionais para que possam atender às crescentes demandas e desafios do século 21... PAGE criará condições habilitantes nos países participantes, mudando as políticas e investimentos rumo à criação de uma nova geração de ativos, como as tecnologias limpas, infra-estrutura eficiente para os recursos, ecossistemas que funcionem bem, mão de obra qualificada e boa governança." (UNEP Green Economy, informe de notícias).

19-23 de março: A Pira da Fênix.
Where: Lakeland, Flórida.

Criado em 1992, este festival pagão nacional incorpora cursos, seminários, rituais em grupo, experiências espirituais, entretenimento e fornecedores que atendem às comunidades pagã e wiccana. Outro festival Fênix está planejado para outubro.

22 de março: Conferência Ocultista de 2014.
Onde: Glastonbury, Grã-Bretanha.

Embora não seja uma grande conferência, a inclusão aqui no calendário aponta para o fato que a comunidade ocultista está dedicada ao crescimento e atividades. Neste evento, cinco tradições ocultistas estarão representadas: Wicca Alexandrina, Ordem dos Templários do Oriente (OTO - emblema com a pomba), a Ordem dos Bardos, Adivinhos e Druidas (emblema formado por três pontos e linhas), Escola de Mistérios Ocidentais de Dion Fortune, e Illuminates of Thanateros.

Esta conferência permitirá que os participantes e praticantes dessas cinco variedades formem redes, assistam às palestras sobre filosofia e práticas ocultistas e se encontrem para a realização de rituais. Uma celebração da Missa Gnóstica está agendada, como também o ritual da "Marca da Besta", da OTO.

22-23 de março: Prevendo 2025.
Onde: Londres, Grã-Bretanha.

Promovido pela Humanity+ e os Futuristas de Londres, esta conferência de dois dias com 18 palestrantes especialistas explorará o transumanismo — a evolução da humanidade orientada de forma tecnológica. — e a corrida para moldar nosso futuro global. O primeiro dia apresentará o assunto das "visões, pesadelos, obstáculos no caminho e planos". No segundo dia, as apresentações enfocarão a "saúde, espiritualidade, política e transcendência". Os palestrantes incluem a presidente de Humanity+, Natasha Vita-More, Anders Sandberg, do Instituto Futuro da Humanidade, da Universidade de Oxford, David Wood, pioneiro do smartphone, e Ben McLeish, do Movimento Zeitgeist.

5-11 de abril: Foro Urbano Mundial das Nações Unidas.
Onde: Medellin, Colômbia.

Como as cidades são centros de energia política, econômica, cultural e tecnológica, o papel dos grandes centros urbanos dentro da comunidade internacional aumentou rapidamente durante a última década. Ajudando as cidades a se tornarem atores globais está o Foro Urbano Mundial da ONU, um evento significativo que tem o objetivo de fortalecer o papel das cidades dentro do sistema global. Neste ano, o Sétimo Foro Urbano Mundial (WUF7) está previsto para reunir 10 mil participantes. Como os outros Foros Urbanos Mundiais no passado, este está sendo organizado por Habitat, da ONU.

6-16 de abril: Foro Latino-Americano Sobre Governança Global.
Onde: Rio de Janeiro, Brasil.

Patrocinado pela ZEIT-Stifung, com base na Alemanha, e a Fundação Getúlio Vargas, um centro universitário e de estudos e debates do Brasil, este foro focalizará os problemas latino-americanos no contexto da comunidade global e do internacionalismo. Os participantes serão jovens profissionais entre 25-35 anos indicados pelas autoridades do governo, presidentes de grandes empresas multinacionais e reitores das principais universidades.

9-11 de abril: Foro de Transição para o Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.
Onde: Incheon, Coreia do Sul.

Representantes dos governos, personalidades do mundo acadêmico, dos centros de estudos e debates e membros da sociedade civil se reunirão para compartilhar informações sobre a implementação das estratégias do desenvolvimento sustentável, discutir os desafios e colaborar para colocar o desenvolvimento sustentável na vanguarda política. Nota: Como o desenvolvimento sustentável está sendo reenergizado por meio da "Década da Energia Sustentável para Todos, da ONU", que vai de 2014 a 2024, eventos como o Foro da Transição exercerão um papel importante em fortalecer a causa da gestão ambiental internacional — corroborando a estrutura da governança global.

9-12 de abril: Empresas da Paz: Estratégias para a Esperança.
Onde: Ypres, Bélgica.

Reunindo-se no aniversário da Primeira Guerra Mundial, uma importante conferência está ocorrendo para comemorar o centenário da "Guerra para Dar Fim a Todas as Guerras". Este evento é uma ação conjunta entre a Iniciativa Globalização para o Bem Comum e o Foro Europeu SPES, e trará ao campo de batalha de Ypres um ajuntamento de líderes empresariais, cientistas, especialistas em direitos humanos e representantes dos governos — incluindo o presidente do Conselho Europeu, Herman Von Rompuy (que falará sobre a "Europa como um Projeto de Paz") e Mark Eyskens, o ex-primeiro-ministro da Bélgica. Dois pensadores espirituais, o franciscano Thomas Dienberg e o budista Zoltan Valcsicsak tratarão o assunto da "Espiritualidade, Ecologia e Paz". Um dos destaques da conferência será o lançamento da "Carta da Esperança".

8-10 de abril: Conferência Sobre Lei Internacional e Direitos Humanos.
Onde: Estrasburgo, França.

Organizado pelo influente Instituto para a Diplomacia Cultural, que tem uma bateria de ex e atuais diplomatas e políticos em altas posições em sua lista de membros, este evento explorará o papel da Lei Internacional para a criação de um sistema mundial de paz e solidariedade global. Os pontos a serem considerados incluem a sacralização da Lei Internacional nos sistemas nacionais, o enfrentamento da oposição política à Lei Internacional, "reconciliando a jurisdição universal com a soberania" e a reforma da estrutura jurídica global.

17-20 de abril: Marxismo 2014 – Ideias para Desafiar o Sistema.
Onde: Melbourne, Austrália.

Marxismo 2014 é a maior conferência e festival de filmes voltados a fazer avançar o Marxismo na região da Ásia-Pacífico. Um programa "Marxismo para Iniciantes" será parte do evento, como também a Segunda Escola Anual de Rebelião, "um curso radical para crianças". Outros pontos a observar dentro do programa da conferência incluem "História Radical de Darwin", "Teorias de Revolução nas Sociedades Capitalistas Avançadas", "Por Que o Mercado Não Consegue Corrigir o Meio Ambiente", "As Origens da Comunidade Gay" e "Marxismo Ocidental e a Nova Esquerda". A União dos Estudantes da Universidade de Melbourne é um dos patrocinadores oficiais deste evento.

22 de abri: Dia da Terra.
Onde: Global.

Em todo o mundo, crianças e adultos de todas as culturas e religiões se envolverão no Dia da Terra, um tempo para considerar as questões ecológicas e defender a Terra. Iniciado em 1970 com uma entonação abertamente anticristã e antifamília, o Dia da Terra tornou-se agora o "feriado secular" mais reconhecido no planeta. Todavia, o aspecto "pagão verde" do Dia da Terra não deve ser negligenciado. Ao descrever o Dia da Terra em 1990, o ator James Coburn disse o seguinte para a autora cristã Caryl Matrisciana: "— A Mãe Terra é nossa Mãe. Ela é a Deusa Mãe. Ela deveria estar sendo louvada, em vez de estuprada por nós. O que quero dizer é que todas estas pessoas estão aqui hoje por uma razão. Elas estão preocupadas com o que está acontecendo com a Terra, com aquilo que a humanidade está fazendo com a Terra... A Terra é um organismo vivo. Estamos matando aquela a quem mais amamos e ela nos ama. Temos mais é que louvar nossa Deusa Mãe."

23-24 de abril: Futuro da Governança da Internet.
Onde: São Paulo, Brasil.

Autoridades dos governos nacionais, representantes da indústria da informática e líderes do setor da tecnologia da informação, além de representantes da sociedade civil se reunirão para discutir o futuro da governança global da Internet, a privacidade na rede, a abrangência e possíveis limites da vigilância nacional na Internet e novas regras para a era digital internacional. Escrevendo sobre este evento, o Conselho das Relações Internacionais observa: "Ele promete ser um encontro desconfortável para os Estados Unidos, com o potencial de fortalecer aqueles que desejam tirar a administração da Internet do ICANN, que tem múltiplos participantes, e colocá-lo nas mãos da International Telecommunications Union, onde, ironicamente, ele será ainda mais susceptível à manipulação nacional."

28 de abril a 3 de maio: Conferência Internacional Sobre Alternativas Sustentáveis para a Redução da Pobreza e para a Justiça Ecológica.
Onde: Antananarivo, Madagascar.

Esta é uma conferência acadêmica, multidisciplinar e religiosa-ecumênica que opera sob o estandarte de "Uma busca comum por soluções para a crise global e o desenvolvimento sustentável". Promovida pelo Conselho Mundial de Igrejas e com o apoio da Universidade de Saskatchewan (Canadá), da Universidade de New Hampshire (EUA), da Fundação Planta Europa e da Conferência das Igrejas Europeias, este evento procurará fazer a ponte da liderança religiosa/eclesiástica com os objetivos do desenvolvimento sustentável, chamados para uma redistribuição global da riqueza, campanhas para "eco-justiça" e sobre a mudança climática e financiamento de ideias para uma nova "economia ecológica".

30 de abril a 4 de maio: Encontro de Beltaine — Um Evento da Sexualidade Sagrada.
Onde: Darlington, Maryland (EUA).

Beltane é um festival pagão da fertilidade, de origem celta, celebrado na Escócia, Irlanda, Inglaterra e em outras partes do mundo, incluindo os EUA. Para este fim, o Encontro de Beltane em Maryland é um festival pagão voltado apenas para adultos, que reunirá aproximadamente 300 participantes para um período de rituais de fertilidade e celebrações, oficinas sobre tudo, desde poliamorismo até espiritualidade, e um fortalecimento da comunidade neopagã.

1 de maio: Dia de Maio, Dia do Trabalho.
Onde: Global.

Primeiro de maio é um dia internacional por várias razões. Aqui estão dois temas:

A) Como uma celebração pagã, originária da Europa Setentrional, da Primavera e da fertilidade, principalmente nas tradições celtas (Beltane) e germânicas. Hoje, este aspecto do Dia de Maio é celebrado de diferentes formas, algumas vezes com óbvias referências às suas origens e aspectos pagãos e, outras vezes, com associações mais discretas. As atividades do Dia de Maio conectadas com este tema incluem carnavais e desfiles nas ruas, rituais e ritos da fertilidade, celebrações com fogo, levantamento do Mastro de Maio, etc.

B) Dia Internacional do Trabalho: Uma demonstração mundial de solidariedades pelos trabalhadores, sindicatos, com atividades e organizações que frequentemente refletem a história do Dia Internacional do Trabalho, que está diretamente conectado com a Segunda Internacional — uma associação de partidos políticos marxistas e socialistas que tentou criar uma nova ordem socialista. Em seu primeiro congresso em 1889, o Dia Primeiro de Maio foi declarado como um dia internacional de protestos e tem sido assim desde então. Em seu contexto atual, o Dia Primeiro de Maio é um chamado público para apoiar os sindicatos, os ideais socialistas e para realizar comícios contra o capitalismo. Portanto, não é incomum ver estandartes marxistas e comunistas nos protestos e desfiles do Dia Primeiro de Maio.

2-6 de maio: Humanidade Sustentável, Natureza Sustentável: Nossa Responsabilidade.
Onde: Cidade do Vaticano.

Reunindo os líderes da Academia Pontifícia de Ciências do Vaticano e a Academia Pontifícia de Ciências Sociais, esta oficina, que durará vários dias, examinará o estado do relacionamento Humano-Natureza no nível internacional. Diversos tópicos serão explorados, incluindo modelos econômicos alternativos para o desenvolvimento sustentável, "co-evolução humano-natureza", a questão da superpopulação, mudança climática e eventos climáticos extremos, a proteção à biodiversidade, globalização e democracia, e governança internacional dos "bens comuns globais".

8-11 de maio: Beltania.
Onde: Florence, Colorado (EUA).

Criado em torno do tema de Beltane, este é um grande festival pagão, completo, com rituais e cerimônias, apresentações musicais, ritos de passagem para rapazes e moças, uma dança em volta do mastro de maio, uma Rainha de Maio e o Homem Verde (representando os espíritos da fertilidade da estação) e experiências e encontros de honrar a Terra.

19-23 de maio: Foro Econômico de Astana e Conferência Mundial Anticrise.
Onde: Astana, Casaquistão.

Os líderes políticos do Casaquistão estão trabalhando arduamente para transformar Astana, sua capital, em uma Meca para o internacionalismo, principalmente como sede para importantes eventos mundiais em duas áreas: transformação econômica e diálogo religioso.

No lado econômico, o Foro Econômico de Astana reúne muitos laureados pelo Prêmio Nobel, presidentes de instituições financeiras e especialistas em finanças de todo o mundo para discutirem "novas realidades macroeconômicas" e governança financeira global. Em 2013, mais de 12.000 delegados compareceram ao Foro, que foi estabelecido para "conectar a comunidade no desenvolvimento de recomendações para questões globais atuais".

Ocorrendo em conjunto com o Foro está a Conferência Anticrise Mundial, para os criadores de política monetária e fiscal de 100 países. O propósito: implementar a Declaração de Astana, um documento orientador que propõe o fortalecimento radical da governança global, integrar os mercados mundiais, criar uma "nova arquitetura financeira global" e instituir a verdadeira globalização das moedas. Além disso, como o mundo está agora na véspera do septuagésimo aniversário dos Acordos de Bretton Woods, que criaram o Fundo Monetário Internacional e o Banco Mundial, o tempo está maduro — de acordo com os organizadores da conferência — para considerarmos "o futuro do sistema monetário internacional..." Para este fim, uma sessão plenária ocorrerá com funcionários de alto escalão da ONU, representantes do FMI e do Banco Mundial e delegados dos governos nacionais, que será seguida por uma mesa redonda intitulada "Diálogo dos Continentes".

24-30 de maio: Fronteiras Sem Barreiras — Congresso das Humanidades e Ciências Sociais.
Onde: St. Catharines, Ontário, Canadá.

Realizado na Universidade Brock, este é um congresso acadêmico pró-socialista/Marxista. O conferencista principal é o Dr. Prabhat Patnaik, um acadêmico de Rhodes, que vive na Índia e é membro de um grupo de trabalho das Nações Unidas que recomendou "reformas no sistema financeiro global".

26-29 de maio: Caminhos para o Diálogo no Nosso Tempo.
Onde: Melbourne, Austrália.

Baseando-se no precedente do Vaticano II, o Centro para o Diálogo Inter-Religioso na Universidade Católica está construindo com base no ímpeto histórico para fazer avançar o movimento interfé global. Para este fim, o Centro está promovendo uma "conferência teológica internacional" para celebrar o desenvolvimento interfé, explorar novas abordagens e considerar os desafios. A unidade global por meio da cooperação religiosa — unidade e paz mundiais, e o "bem-estar da humanidade e de todo o cosmos no nosso tempo" — é o tema subjacente que ressoa em todo este evento.

4-5 de junho: Encontro de Cúpula do G8.
Onde: Sochi, Rússia.

O Encontro de Cúpula do Grupo dos Oito reúne chefes de Estado dos EUA, Canadá, Japão, Alemanha, Itália, França, Rússia e Grã-Bretanha. Na verdade, este é o quadragésimo aniversário do G7/G8. Como os outros Encontros de Cúpula, o evento de 2014 será um tempo quando os líderes mundiais trabalharão juntos ao considerarem as prioridades globais e delinearem as soluções para os problemas mundiais prementes. Os pontos previstos para a discussão incluem a segurança regional no Oriente Médio e a ascensão do BRIC — um bloco internacional relativamente novo formado pelo Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.

13-14 de junho: Foro de Tallberg.
Onde: Tallberg, Suécia.

Organizado pela Fundação Tallberg, que trabalha para incentivar a harmonia mundial, a evolução e interdependência social globais, este foro reunirá aproximadamente 300 líderes sociais, políticos e culturais para discutirem uma nova visão de internacionalismo.

15-22 de junho: Encontro do Espírito Pagão.
Onde: Earlville, IL (EUA).

Este festival pagão de uma semana de duração é um dos maiores nos EUA e também um dos mais antigos, com seu início nos anos 1980s. Mais de 150 atividades ocorrem durante o evento, incluindo oficinas, rituais, entretenimento, encontros das redes, e a queima contínua do Fogo Sagrado. Dois itens notáveis que deram certa fama a este evento são o Ritual do Solstício de Verão e o labirinto das mil velas. Há também um programa de formação de líderes realizado pelo Instituto Pagão de Liderança durante a semana do evento.

18-20 de junho: Uma Crise de Governança Global?
Onde: Dublin, Irlanda.

"Uma Crise de Governança Global?" é o tema do encontro deste ano da Associação Britânica de Estudos Internacionais (BISA). Embora seja principalmente uma organização e conferência acadêmica, o encontro também se aprofundará na questão da governança global moderna: o que pode ser feito para superar as inadequações e garantir que um sistema robusto e eficaz venha a existir? Os dilemas internacionais que forçaram esta reflexão são muitos. De acordo com a BISA, esses dilemas incluem a inabilidade de garantir a paz duradoura no Iraque e no Afeganistão — o que reflete de forma ruim nas Nações Unidas e na OTAN — e as inadequações do Fundo Monetário Internacional, do G8 e do G20 para atender aos desafios da recessão econômica global. Os participantes da conferência explorarão estes tópicos e sugerirão modos de fortalecer a governança internacional.

19-21 de junho: Governança Global: Novas Normas Envolventes e Desafios Emergentes.
Onde: Istambul, Turquia.

Este é o encontro anual do Conselho Acadêmico do Sistema das Nações Unidas (ACUNS), com o tema da conferência girando em torno do conceito da governança internacional — sua ascensão histórica, sua atual saúde e vitalidade, e o futuro da governança global diante dos emergentes desafios econômicos e de segurança. O papel das Nações Unidas será explorado, incluindo o potencial para novos modelos e alternativas na promoção e administração da cooperação internacional. O ACUNS é uma organização global e profissional de pesquisa, que tem o objetivo de suportar e advogar a governança global por meio do sistema das Nações Unidas. Ele possui o Status Consultivo de Categoria 1 junto ao Conselho Econômico e Social das Nações Unidas.

20-29 de junho: Orgulho Mundial.
Onde: Toronto, Ontário (Canadá).

Toronto sediará o maior encontro público do mundo da "comunidade LGBTTIQQ2SA", durante a Parada do Orgulho Mundial. Visto corretamente como um evento internacional, com considerável influência social e política, estima-se que mais de 2 milhões de pessoas da comunidade LGBTTIQQ2SA global participarão. LGBTTIQQ2SA significa Lésbicas, Gay, Bissexuais, Transsexuais, Transgêneros, Intersexo, Queer (Efeminados), Questioning (Indecisos), 2 Espíritos (NT: Nome dado pelos indígenas americanos aos indivíduos que possuíam características masculinas e femininas simultaneamente; esses indivíduos usavam trajes de ambos os sexos ao mesmo tempo e também exerciam atividades especiais, como xamãs, curandeiros, trabalhavam na elaboração de adornos com penas, eram oleiros, etc.) e Aliados." O que torna isto interessante não é apenas o ajuntamento de pessoas que expressam um estilo de vida sexual alternativo, mas seu poderoso alcance político, um alcance que garantiu um endosso oficial e o financiamente público do governo provincial de Ontário e da cidade de Toronto. Ativismo e campanhas educacionais são parte deste evento, juntamente com uma conferência sobre direitos humanos, a premiação WorldPride Gala and Awards, a Marcha dos Transgêneros e a Marcha das Lésbicas.

26-29 de junho: Socialismo 2014.
Onde: Chicago, IL (EUA).

O distrito de Chicago da Organização Internacional Socialista, uma grande organização socialista/marxista com aproximadamente 90 filiais nos EUA, realiza uma conferência anual no verão para solidificar o ativismo, fortalecer os membros e buscar os objetivos do Marxismo — internamente e no exterior. Centenas de estudantes, organizadores comunitários, educadores, feministas, representantes dos trabalhadores, ambientalistas e ativistas participaram no evento de 2013 e neste ano — devido em parte ao sucesso do ano passado — haverá um dia adicional para mais encontros e formação de redes. O excerto abaixo foi extraído do texto da página na Internet, em http://www.ChicagoSocialists.org, que destaca os temas de 2013. Espere mais do mesmo neste ano, porém com maior energia, pois o socialismo e o marxismo estão ganhando força nas universidade e dentro dos movimentos juvenis.

"Ativistas professores, pais e estudantes discutindo o modo de avançar na luta por justiça na educação. Ativistas do meio ambiente definindo estratégias para os próximos passos do movimento. O jornalista independente Glenn Greenwald falando sobre os crimes de segurança nacional. Socialistas da Grécia, Egito e Grã-Bretanha descrevendo os desafios que estão diante da esquerda revolucionária. Ativistas LGBT destacando a luta pelo direitos dos transgêneros. Ativistas do Idle No More vinculando as lutas históricas de First Nation e dos indígenas americanos com as lutas atuais. Ali Abunimah, da Intifada Eletrônica, falando sobre a luta dos palestinos. Discussões sobre a importância da teoria marxista hoje."

29 de junho-6 de julho: Acampamento dos Bruxos da Califórnia.
Onde: Mendocino, CA (EUA).

Este evento de uma semana de duração está listado aqui, não por que seja grande, mas por que representa um aspecto do interesse espiritual do mundo ocidental que está crescendo em tamanho e influência. Neste evento, os bruxos da Califórnia e de outras partes dos EUA se reunirão no interior das matas de Mendocino para um tempo de experiências espirituais, rituais e ritos, e a formação de uma comunidade wiccana/pagã temporária e inclusiva — "uma jornada mágica de crescimento espiritual e pessoal."

1-3 de julho: Governança do Sistema da Terra.
Onde: Norwich, Grã-Bretanha.

Alguns poucos anos atrás uma nova iniciativa global foi lançada, o Projeto Governança do Sistema da Terra (ESGP), a "maior rede mundial em pesquisa da ciência social na área de governança e mudança ambiental global". Trabalhando em parceria com a Universidade das Nações Unidas, o Conselho Internacional para Ciência e o Conselho Internacional das Ciências Sociais, a ESGP visa quatro áreas específicas: 1) Sistema Global da Água, 2) Sistemas Globais de Alimentos, 3) Sistemas Climáticos e 4) Sistemas Econômicos Globais.

Em 2014, o ESGP está promovendo sua influente conferência anual na Universidade de East Anglia, em Norwich, Grã-Bretanha. O evento enfocará a governança na alocação dos recursos — como gerenciar eficazmente os recursos naturais do planeta, os benefícios econômicos decorrentes, e como correlacionar a governança ambiental com os direitos humanos, deveres sociais, riscos econômicos e responsabilidades coletivas. Estratégias de governança serão exploradas, incluindo o papel das novas tecnologias. A conferência também considerará os atuais obstáculos para a governança global e a "transformação do sistema da Terra", e analisará as opções para superar esses empecilhos políticos, econômicos e sociais.

5-7 de julho: Conferência Sobre Desenvolvimento Sustentável em 2014 — Tecnologia Verde, Energia Renovável e Proteção ao Meio Ambiente.
Onde: Bangcoc, Tailândia.

Este evento, voltado para autoridades dos governos, para aqueles que definem políticas, organizações ambientalistas internacionais, líderes empresariais e acadêmicos de todo o mundo, considerará as estratégias ambientalistas globais, a economia verde, políticas energéticas e regulamentações recomendadas, "sistemas de energia verde", campanhas de mudança climática, responsabilidades das empresas para o alcance do desenvolvimento sustentável e preocupações sociais.

8-14 de julho: Festival Starwood.
Onde: Pomeroy, Ohio (EUA).

Starwood é um influente festival pagão/wiccano e de Nova Era que tem sido culturalmente significativo, dando origem a eventos e encontros neopagãos similares. Ele é um grande encontro (de 1500 a 1800 participantes), com um grande conjunto de oficinas, seminários, rituais, batidas de tambores espirituais, fogueiras sagradas, labirintos e atividades de criação de comunidade. Starwood também é conhecido pelas personalidades influentes que participaram desde 1981, incluindo tipos como Timothy Leary, LaSara Fire Fox e Ralph Mezner.

O texto seguinte foi extraído da página na Internet do festival: "Seja bem-vindo ao Festival Starwood, uma celebração da diversidade e de alternativas em sistemas de crenças, estilos de vida e espiritualidade. Aqui você nunca encontrará uma luta para definir qual verdade é a 'real' verdade, mas, ao contrário, uma comunidade de investigadores..."

11-13 de julho: WorldFuture 2014 – E Se?
Onde: Orlando, Flórida (EUA).

Este é o evento anual da Sociedade Futuro do Mundo, uma organização internacional de futuristas, defensores da ordem mundial, investigadores espirituais, líderes empresariais, pessoas que definem tendências sociais e tecnológicas, personalidades do mundo da política, personalidades da Nova Era, visionários e uma ampla variedade de profissionais que apoiam a unidade global e o avanço humano — incluindo os conceitos do transumanismo.

Cada conferência WorldFuture examinha importantes tendências e previsões e o que é necessário para moldar nosso futuro. Os tópicos dentro do tema deste ano de "E Se?", incluem: "Cidade do Progresso 2.0", "O Futuro Geopolítico Daqui a 25 Anos", "A Aliança do Pacífico no Futuro Global", "Voltando para o Éden: Brincando de Deus com as Plantas e os Animais", "O Futuro do Sexo", e "Universidade da Singularidade: Projetos em Equipe para Mudar Positivamente o Mundo". (Nota: A Universidade Singularidade é uma importante instituição transumanista que está situada no Parque de Pesquisas da NASA, na Califórnia).

Agosto (data exata ainda não divulgada): Foro Global da Aliança das Civilizações, das Nações Unidas.
Onde: Bali, Indonésia.

O Foro Global é uma importante conferência realizada pela Aliança das Civilizações, das Nações Unidas (UNAOC), uma organização da ONU dedicada à harmonia mundial, fazendo a ponte entre culturas, religiões e civilizações na compreensão global e atividades unificadoras e para "gerar vontade política coletiva" para este fim. No Foro Global, representantes de alto nível dos governos e líderes de muitas organizações não governamentais trabalharão com a UNAOC para uma visão de unidade mundial e unicidade.

4-11 de agosto: Festival BOOM.
Onde: Idanha-a-Nova, Portugal.

Dezenas de milhares convergirão para o gigantesco Festival BOOM, um evento psicodélico-transformacional renomado mundialmente, que incorpora um enorme Templo da Dança para acionar "estados místicos de consciência", uma arena "Fogueira Sagrada que honra e promove a sintonia com a Mãe Natureza", um espaço terapêutico para ioga em grupo e outras atrações, que promovem encontros extáticos coletivos. BOOM é um dos muitos festivais transformacionais que ocorrerão em 2014.

7-9 de agosto: Apenas Sustentabilidade — Esperança para os Comuns.
Onde: Seattle, WA (EUA).

Realizado na Universidade de Seattle, uma instituição educacional fundada pelos jesuítas, e patrocinado pelo Centro para Justiça e Sustentabilidade Ambiental da universidade, esta conferência acadêmica encaixa-se com o tema de sua organização anfitriã: "inspirar e preparar uma geração de líderes para atender ao desafio ético sem precedentes que está diante da humanidade no início do século 21: forçar um relacionamento sustentável entre a humanidade e o planeta Terra". Para este fim, a conferência Apenas Sustentabilidade espera criar uma Rede de Justiça e Sustentabilidade Ambiental das instituições jesuítas.

8-10 de agosto: Congresso Humanista Mundial.
Onde: Oxford, Grã-Bretanha.

A cada três anos, acadêmicos humanistas e personalidades ateístas se reúnem para o Congresso Humanista Mundial. Em 2014 o congresso será realizado no Teatro Sheldonian, em Oxford, Inglaterra, o local em que os graduados da Universidade de Oxford recebem a colação de grau sob um estandarte em que há a inscrição latina Dominus illuminatio mea — "O Senhor é a minha luz."

O propósito do congresso é apoiar o humanismo como um movimento intelectual internacional, criar novos contatos e expandir as redes humanistas. Neste ano, o tema do congresso é: "Liberdade de Pensamento e de Expressão: Criando um Iluminismo do Século 21". Alguns dos palestrantes convidados incluem Richard Dawkins, autor de Deus, um Delírio; A. C. Grayling, autor de The God Argument; Wole Soyinka, prêmio Nobel de Literatura; Greg Epstein, capelão humanista na Universidade de Harvard, P. Z. Meyers, da Universidade de Minnesota, que é chamado de "biólogo liberal e ímpio" na relação de palestrantes do congresso; Richard Bartle, cocriador da programação mundial virtual, e Catherine Dunphy, que administra o Projeto Clérigos, "uma comunidade virtual de apoio a líderes religiosos ativos ou inativos que tenham perdido a fé".

10-13 de agosto: Fazendo a Ponte Entre as Fronteiras e Barreiras.
Onde: Detroit, MI (EUA).

Promovida pela Rede Interfé da América do Norte (NAIN), esta conferência reunirá líderes religiosos do Canadá e dos EUA para buscarem cooperação interfé e o ideal da igualdade religiosa. Como o Centro Islâmico da América está localizado na região metropolitana de Detroit, prevê-se que uma visita da NAIN à mesquita estará correlacionada com a conferência.

25 de agosto — 1 de setembro: O Homem Queimado.
Onde: Deserto da Rocha Preta, Nevada (EUA).

O Homem Queimado é um enorme festival transformacional e celebração da contracultura que ocorre no Deserto da Rocha Preta, na região norte do estado de Nevada. Qual é o tamanho do festival? Em 2013, o número de participantes chegou a 68.000. Nas semanas finais de agosto, uma cidade de tendas e barracas surge no meio do deserto. Essa cidade, conhecida como Cidade da Rocha Preta, é construída no formato de uma gigantesca letra "C" em volta de uma enorme efígie humana: o Homem. Essa figura feita de madeira é o ponto focal da celebração. No fim da semana, o Homem é ritualmente destruído, seguido pela queima do templo no domingo. Esse templo é um santuário projetado artisticamente e construído com o tema do Homem Queimado em mente. Em 2012, o tema foi "Fertilidade" e no ano passado o tema foi "O Culto da Carga". O Homem Queimado é uma celebração de inclusividade, autodependência e expressão radical, construção de comunidade e participação — com uma combinação de vida boêmia, autodescoberta, aventureirismo sexual e encontros pagãos. Artesãos de todas as expressões artísticas criam esculturas singulares, surgem acampamentos temáticos e palcos musicais são montados. O uso de roupas é opcional.

O Homem Queimado é considerado "um prato de Petri para o pós-modernismo", procurando experimentar a construção de uma comunidade utópica temporária que reflita "aquilo que o mundo poderia ser". Nota: Durante todo o ano de 2014, dezenas de "queimas regionais" são realizadas em outros estados americanos e também em várias partes do mundo, incluindo AfrikaBurn, na África do Sul.

31 de agosto — 4 de setembro: O Valor dos Valores: Sabedoria Espiritual na Vida Cotidiana.
Onde: Oxford, Grã-Bretanha.

"O Valor dos Valores" é o tema da conferência anual da Iniciativa Globalização para o Bem Comum (GCGI), promovida em associação com a Escola de Ciências Econômicas. Este evento procura explorar e fazer avançar a ideia da Unidade global — a interdependência da consciência do indivíduo, do grupo e de "sistemas inteiros" como pedra fundamental para a construção de um sistema de valores espiritual e global: "Nossos valores espirituais universais focarão nossas mentes em nossa humanidade e destino comuns."

Como uma organização, a GCGI nasceu a partir de uma conferência realizada em Oxford em 2002 e, desde então, tem sido transformada em uma série de conferências interdisciplinares e internacionais que adotam uma abordagem holística: integrar a espiritualidade interfé e ensinos de "sabedoria", parâmetros econômicos globais, Direito Internacional e governança global — as ferramentas sociais, econômicas, políticas e espirituais necessárias para uma sociedade mundial transformada, "globalização para o bem comum". A GCGI é considerada "o principal centro de estudos e debates progressista da Grã-Bretanha" e opera em parceria com diversas instituições, incluindo a Universidade Loyola de Chicago, o Colégio Jesuíta Platter (de Oxford, Grã-Bretanha), Universidade de Birmingham (GB), Universidade Luterana da Califórnia, a Plataforma de Diálogo Intercultural (Turquia) e o Congresso Mundial das Fés.

1-4 de setembro: Conferência das Nações Unidas Sobre os Países em Ilhas Pequenas e em Desenvolvimento.
Onde: Apia, Samoa.

Esta é uma importante conferência no sentido que define a direção política e procura implementar as diretivas das Nações Unidas em relação aos pequenos países em ilhas e, especificamente, como isto se relaciona com os objetivos globais do desenvolvimento sustentável. Um Secretariado especial da ONU foi encarregado de garantir que o processo da conferência receba suporte de todas as agências da ONU.

10-12 de setembro: Encontro Anual dos Novos Campeões.
Onde: Tianjin, China.

Desde 2007, o Foro Econômico Mundial tem promovido um evento anual especial, o Encontro dos Novos Campeões — "o encontro global mais importante em ciência, tecnologia e inovação...". Reunindo 1.500 participantes de 90 países, os Novos Campeões representam a nata dos jovens profissionais nos ramos das tecnologias inovadoras, tendências sociais e ciências. Em 2014, como em outros anos, o encontro incluirá líderes dos governos, membros-chave da academia e gurus econômicos, garantindo que a rede global seja formada e que as informações fluam entre os principais inovadores, autoridades que definem políticas, representantes da comunidade financeira e definidores de tendências — "para uma verdadeira experiência global". Os parceiros estratégicos para os Novos Campeões incluem Barclays, Chevron, Cisco, Citi, Deutshe Bank, Dow, Goldman Sachs, Google, HSBC, Microsoft, Morgan Stanley, Prudential, Saudi Aramco, Siemens, Toshiba e Visa, entre muitas outras empresas transnacionais poderosas. Além disso, existem duas "Fundações Parceiras Estratégicas": a Fundação Bill e Melinda Gates e a Fundação Rockefeller.

17-18 de setembro: Congresso das Religiões do Mundo, Sessão do Secretariado.
Onde: Astana, Casaquistão.

Em 2003, Astana e o governo do Casaquistão promoveram o primeiro Congresso de Líderes das Religiões Tradicionais e do Mundo, um evento interfé global que reuniu reconhecidos especialistas de uma enorme variedade de religiões e de tradições espirituais. O propósito: promover a paz mundial e a unidade global por meio da ação coletiva das religiões. Isto é para ocorrer com ações tangíveis em mente, incluindo a aplicação de pressão cooperativa para fortalecer a segurança internacional, falar sobre as questões sociais e econômicas globais, contribuindo para o "aprimoramento espiritual da sociedade", garantindo a orientação espiritual dos jovens e trabalhando em parceria pelo desenvolvimento sustentável. Para ajudar as religiões do mundo nesta agenda de unidade global, o Congresso das Religiões do Mundo estabeleceu um Secretariado internacional, com sua base em Astana e conectado ao governo do Casaquistão.

No mês de setembro/2014, o Secretariado — um grupo pequeno, porém importante, com representantes do Islão, Cristianismo, Hinduísmo, Judaísmo, Budismo e Taoísmo — está promovendo sua décima terceira sessão, que enfocará o tema e detalhes do próximo Congresso das Religiões do Mundo.

21 de setembro: Dia Internacional da Paz e Vigília.
Onde: Global.

Instituído pelas Nações Unidas, o Dia Internacional da Paz tem o objetivo de levar o mundo mais para perto de uma coexistência pacífica. Todas as grandes religiões participam neste dia anual, que é marcado por cerimônias da paz, encontros interfé de oração, concertos e celebrações, rituais da paz e meditações para a harmonia mundial. Associado com o Dia Internacional da Paz está a Vigília do Dia Internacional da Paz, um componente espiritual de raiz popular do projeto do Dia Internacional da Paz. Essa vigília tem sido apoiada por grupos hindus, como a Sociedade Etérea, a Igreja da Cientologia, Na Luz — uma organização hindu/islâmica, o Templo Budista Yun Lin e o Comitê Menonita Central.

22-23 de setembro: Conferência das Nações Unidas Sobre os Povos Indígenas.
Onde: Nova York, NY (EUA).

Este é um encontro de alto nível da Assembleia Geral das Nações Unidas sobre o avanço da Declaração da ONU Sobre os Direitos dos Povos Indígenas e a promoção do movimento indígena internacional — incluindo as questões de soberania e a situação jurídica na comunidade global, o papel da espiritualidade dos nativos, as obrigações dos tratados, as demandas por terras e recursos, reivindicações econômicas e de ecojustiça e os direitos da Mãe Terra. Um documento resultante é esperado deste evento da Assembleia Geral.

23 de setembro: Encontro de Cúpula de 2014 das Nações Unidas.
Onde: Nova York, NY (EUA).

Com o prazo de 2015 se aproximando no horizonte para uma nova e poderosa estrutura da ONU sobre a mudança climática — "um acordo com base jurídica global sobre a mudança climática" — o secretário-Geral da ONU está promovendo uma intensa conferência de um dia de duração para pressionar os governos a se comprometerem com ações políticas tangíveis de apoio. Na verdade, o Secretário-Geral Ban Ki-moon indicou Enviados Especiais em dezembro de 2013, para "ajudar a envolver os chefes de Estado e os governos de todo o mundo de modo a mobilizar a ação e vontade políticas..." De acordo com a página na Internet do Encontro de Cúpula do Clima, o evento dará aos governos a oportunidade de "fazerem pronunciamentos contundentes e tomarem sérias ações... de modo a elevar o nível de ambição por novas e robustas ações a respeito da mudança climática."

Logicamente, a ONU deseja que um novo "acordo de base jurídica global" seja estabelecido e se torne operacional — quanto mais cedo, melhor — pois ajudará muito em tornar operacional o Fundo Climático Verde. O que é o Fundo Climático Verde? Durante a Convenção de Estrutura Sobre o Clima, da ONU, em 2010, houve o acordo que o Fundo Climático Verde deverá ser uma câmara de compensação financeira, de âmbito global, e um banco de desenvolvimento, financiado por meio de grandes quantidades de "capital público" (taxas e impostos) e, potencialmente, via parcerias de investimento privado. Pense nisto como uma instituição de empréstimo verde, uma espécie de Banco Mundial, FMI e mercado financeiro de Wall Street combinados em um nova "cooperativa de crédito", com vinculações judiricamente legais em âmbito mundial, com os países-membros formando a diretoria. Depois que o Fundo Verde estiver estabelecido, quantidades imensas de recursos obtidos serão então injetados nos projetos nacionais ecologicamente corretos aprovados pela ONU e em programas de transferência financeira norte-sul. Efetivamente, o Fundo Climático Verde elevará o poder político da ONU com os governos nacionais, blocos regionais como a União Europeia, e outras entidades internacionais como o Banco Mundial.

17-26 de outubro: Semana Global de Ação para um Parlamento Mundial.
Onde: Global.

A Campanha para uma Assembleia Parlamentar da ONU promoverá uma semana de ações internacionais em outubro de 2014. Esse período de tempo será dedicado a fazer avançar a causa de um "Parlamento Mundial" — um governo mundial criado em torno de um sistema parlamentar internacional eleito democraticamente. Os organizadores e participantes se envolverão em relações públicas e em campanhas de defesas de direitos, fazendo lóbi e participando de campanhas de conscientização, marchas, protestos e oficinas. Durante a Semana de Ação Global de 2013, oficinas e grupos de discussão foram organizados em Bruxelas, Londres, Barcelona e Buenos Aires. Ao todo, cerca de 50 cidades em todo o mundo tiveram campanhas organizadas e ativas pró-Parlamento Mundial durante a Semana de Ação de 2013. Mais lóbi e pressão dos grupos de defesa são esperados para a Semana de Ação Global de 2014.

Outubro ou Novembro de 2014 (data exata ainda não definida): Conferência das Religiões do Mundo.
Onde: Waterloo, Ontário (Canadá).

Nas três últimas décadas, a Conferência das Religiões do Mundo se reuniu para que os eruditos religiosos pudessem "apresentar seus ensinos e sabedoria coletivos" e, ao mesmo tempo, enfocar as questões prementes dos dias atuais. A cada ano, um tema é escolhido para definir o tom e os representantes religiosos do Islão, Cristianismo, Hinduísmo, Budismo e outras comunidades espirituais, falam sobre esse tema específico. Em geral, a conferência promove o pluralismo religioso e universal, a paz mundial por meio da unidade na diversidade, a irmandade das fés e o internacionalismo. Até os dias finais de 2013, quando este calendário foi elaborado, o tema e a data para o evento de 2014 ainda não tinham sido divulgados.

10-12 de novembro: Conferência Mundial Sobre Educação para o Desenvolvimento Sustentável.
Onde: Okayama, Japão.

Promovido pela UNESCO, este evento trabalhará para "coordenar os esforços globais para tratar, pela via da educação, os desafios sociais, ambientais e culturais do século 21, enfocando três questões fundamentais: mudança climática, biodiversidade e redução dos riscos de desastres, como pontos de entrada para promover a prática do desenvolvimento sustentável por meio da educação." A divisa da conferência é "Aprendendo Hoje para um Futuro Sustentável".

Este é um evento voltado somente para convidados, com aproximadamente 1.000 participantes esperados dos governos nacionais — incluindo Ministros da Educação, academia, organizações não governamentais reconhecidas, organizações juvenis e agências da ONU.

15-16 de novembro: Encontro de Cúpula do G20.
Onde: Brisbane, Austrália.

O Encontro de Cúpula do Grupo dos Vinte é uma reunião de chefes de Estado e representantes do nível ministerial das 20 maiores economias do mundo. Neste ano, o G20 está sendo pressionado a considerar as questões estruturais financeiras mais profundas, incluindo a promoção de acordos globais para o comércio e a reforma do Fundo Monetário Internacional. O Conselho das Relações Internacionais (CFR) está particularmente interessado em fazer o Encontro de Cúpula do G20 criar um Foro dos Ministros das Relações Exteriores do G20 — um encontro regular dos ministros das Relações Exteriores, que trabalharão para encontrar terreno comum nas questões de segurança e estabilidade regionais (especialmente no Oriente Médio).

1-12 de dezembro: Conferência Sobre Mudança Climática das Nações Unidas.
Onde: Lima, Peru.

Baseando-se nos compromissos alcançados nas conferências anteriores sobre o clima, e dirigindo-se até o altamente carregado sucessor para o Tratado de Kyoto, em 2015, o encontro em Lima está sendo previsto como um evento de alta pressão — um tempo de intensas negociações, torção de braços e negociações realizadas nos bastidores. Por quê? Esta é a última conferência antes do prazo de reestruturação para Kyoto 2015, e a comunidade internacional e os governos nacionais querem apresentar uma estrutura de gestão global revisada sobre a "mudança climática".

Declaração Sobre Paz no Oriente Médio

Nota: Esta é uma declaração completa da Internacional Socialista.

O Conselho da Internacional Socialista, reunindo-se em Istanbul, em 11-12 de novembro de 2013, realizou discussões sobre a paz no Oriente Médio com a participação dos partidos-membros de Israel e da Palestina. Trazendo à memória as declarações anteriores da Internacional Socialista sobre o Oriente Médio, em particular a declaração do Conselho da IS em Nova York, em junho de 2010, e do Comitê do Oriente Médio da Internacional Socialista, em junho de 2011, e com a plena participação e apoio das delegações palestina e israelense, o Conselho:

Reconhecemos os esforços intensivos realizados para renovar o processo de paz. Em solidariedade aos nossos partidos-membros que mostraram o pleno compromisso e dedicação a uma solução pacífica para o conflito Israel-Palestina, e desejando incentivar e dar um ímpeto renovado ao processo, a Internacional Socialista decide designar 2014 como o Ano da Paz para o Oriente Médio. Ao longo de 2014, a Internacional Socialista e seus partidos-membros tomarão uma série de medidas coordenadas em suporte ao nosso antigo objetivo de paz entre a Palestina e Israel e pedimos que o governo israelense entre em negociações que levem a este objetivo. Essas medidas incluirão as seguintes:

1. Os parlamentares dos partidos-membros da IS introduzirão discussões em suas respectivas assembléias sobre a paz no Oriente Médio de modo a colocar esta questão crucial na agenda legislativa.

A presença de representantes eleitos dos partidos-membros da IS em dezenas de parlamentos, assembléias e congressos em todo o mundo pode garantir que durante o Ano para a Paz no Oriente Médio, nossa visão para uma solução de dois Estados nunca saia da agenda legislativa.

2. Uma delegação de alto nível de ministros dos partidos-membros da IS no governo irá a Israel e Palestina, para exortar o governo israelense a cessar as atividades contraproducentes ao processo de paz e tomar as decisões firmes necessárias para a paz. A delegação se colocará ao lado dos israelenses e palestinos unidos pelo desejo de paz e reconciliação, em uma demonstração da nossa vontade compartilhada de tornar 2014 o Ano para a Paz no Oriente Médio.

3. Os membros da IS prometem que os líderes de seus partidos escreverão aos embaixadores de Israel em seus respectivos países, informando-os a respeito do Ano para a Paz no Oriente Médio, estabelecido pela IS, e pedindo que o governo israelense trabalhe genuinamente para este fim.

4. A Internacional Socialista coordenará um dia internacional de ação, durante o qual os partidos-membros de todo o mundo farão passeatas em apoio à paz no Oriente Médio, trabalhando com os membros para garantir que o evento receba atenção da mídia local e global.

5. O próximo encontro da Internacional Socialista, na Assembleia da União Interparlamentar, colocará a paz no Oriente Médio no centro de sua agenda e garantirá que nossos parlamentares falem nesse encontro com uma voz unida para levar a iniciativa para o centro dos debates daquela assembleia.

6. Os partidos-membros mobilizarão seus membros em apoio ao objetivo da paz da Internacional, aumentando a conscientização no nível nacional e criando uma rede de raiz popular que possa se engajar em ação coordenada.

7. Nos dois próximos Conselhos da Internacional agendados para 2014, os partidos-membros da IS apresentarão relatórios sobre suas atividades e iniciativas alinhadas com o Ano da Paz no Oriente Médio.

Os partidos que participam no Conselho se comprometem com seu suporte a essas ações como parte de 2014 com Ano para a Paz no Oriente Médio. De agora até o fim de 2013, a Internacional Socialista convidará os líderes de todos seus partidos-membros a formalmente fazerem esse compromisso, colocando este chamado para ação no centro da nossa agenda desde o início do ano.

Uma campanha coordenada e sustentada que mobilize ação, desde o nível de raiz popular até o dos chefes de Estado e governos pode fazer uma diferença tangível nas perspectivas de paz e para uma solução de dois Estados em Israel e Palestina. A realização exitosa do Ano de 2014 para a Paz no Oriente Médio pode servir como uma plataforma para ações coordenadas no futuro e iniciativas da nossa família global.



Fonte: Forcing Change, Edição 12, Volume 7.
Data da publicação: 6/1/2014
Transferido para a área pública em 23/9/2014
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/fc-12-2013.asp