Escolha uma cor para o fundo:  

Selado o Acordo Para as Metas do Protocolo de Kyoto, Porém Sem o Apoio dos EUA

Recursos úteis para sua maior compreensão

Título do Livro 1


Título do Livro 2


Título do Livro 3

Representantes de diversos países assinaram o acordo para o cumprimento das metas do Protocolo de Kyoto, provando que os líderes mundiais são tão radicais quanto os ambientalistas extremistas. Por que o presidente George W. Bush adiou a participação dos EUA? A verdadeira razão o deixará surpreso.

A Nova Ordem Mundial está chegando! Você está preparado?

Compreendendo o que realmente é essa Nova Ordem Mundial, e como está sendo implementada gradualmente, você poderá ver o progresso dela nas notícias do dia-a-dia!!

Aprenda a proteger a si mesmo e aos seus amados!

Após ler nossos artigos, você nunca mais verá as notícias da mesma forma

Agora você está com a
"THE CUTTING EDGE"

Resumo da Notícia: "As Nações Aprovam as Regras para o Protocolo de Kyoto Sem o Apoio dos EUA", de John J. Fialka, The Wall Street Journal, 24/7/2001, pág. A-2.

"BONN — Uma convenção das Nações Unidas sobre mudanças climáticas globais aprovou as regras para a implementação do Protocolo de Kyoto para reduzir as emissões industriais, mas a ausência dos EUA futuramente poderá se revelar custosa para as empresas norte-americanas. O consenso alcançado ontem após as maratonas de negociações parece ter conquistado o apoio de países suficientes para garantir a aprovação do tratado. Os EUA — o maior produtor mundial de dióxido de carbono e outros assim chamados gases de estufa visados para redução — continuam a rejeitar o Protocolo de Kyoto, mas os representantes do governo disseram que Washington não tomará nenhuma medida para impedir sua implementação."

"Um grande incentivo que facilitou essa aprovação foi a possibilidade de as partes realizarem a permuta das emissões, um conceito promovido durante quatro anos pelos EUA [administração Clinton] antes da atual administração Bush abandonar o Protocolo. O Protocolo prevê que as nações industrializadas reduzam suas emissões a 5,2% menos do que os níveis de 1990 durante um período que vai de 2008 a 2012. As empresas e países que reduzirem as emissões para níveis abaixo da meta estabelecida terão créditos a vender. Os países e empresas que não puderem alcançar suas quotas de emissões poderão achar mais barato adquirir os créditos do que instalar novos equipamentos de redução da poluição. A teoria é que os mecanismos baseados nas leis de mercado direcionarão o dinheiro limitado dos investimentos a projetos de redução de emissões de maior relação custo-benefício."

Quando o encontro do G-8 começou em Gênova, na Itália, o presidente George W. Bush irritou os outros chefes de estado ao reafirmar sua oposição ao Protocolo de Kyoto, chamando-o de "fatalmente furado". Como mostraremos neste artigo, o Protocolo de Kyoto É profundamente furado, e o povo norte-americano deveria agradecer ao presidente Bush por sua coragem em retirar a participação dos EUA. O Tratado de Kyoto é furado pelas seguintes razões:

  1. O Aquecimento Global é uma fraude; de modo que o Tratado de Kyoto é completamente desnecessário.

  2. Esse Protocolo não tem qualquer aparato efetivo de coação para forçar um país soberano a cumpri-lo quando os prazos forem atingidos. O único modo efetivo pelo qual uma nação soberana poderia ser forçada a fazer algo é por meio da força militar, ou a ameaça de força militar, de um governo maior e mais poderoso do que os países soberanos que não cumprirem o acordo. Se sanções econômicas não puderam colocar Saddam Hussein, do Iraque, "na linha", você pode apostar seu último tostão que também não colocarão a China ou a Rússia na linha. Portanto, podemos apenas concluir que, quando esse tratado começar a vigorar em 2008, o mundo terá as Nações Unidas apoiadas por recursos militares, capazes e desejosas de forçar essas nações anteriormente soberanas a obedecer.

  3. Esse Protocolo simplesmente reforça a percepção de curto prazo de que o mundo está em crise, dando assim maior ímpeto aos esforços atuais para produzir a religião, o governo, e a economia unificada em escala global.

O presidente Bush secretamente apóia a plena implementação do Tratado de Kyoto, mas sabe que sua implementação arruinaria a economia americana, colocando-a em queda livre. Os Illuminati avaliaram um bom tempo atrás que os americanos nunca aceitariam o Anticristo, a não ser que fossem muito prósperos quando a planejada Terceira Guerra Mundial e todos os seus terrores acompanhantes começarem a ocorrer. Um ex-feiticeiro disse que os Illuminati estavam preparados para praticar o mais alto nível de feitiçaria imaginável para manter a economia dos EUA forte até o fim. Wall Street começaria a cair no momento em que qualquer presidente americano assinasse esse Protocolo.

Além disso, o presidente Bush sabe que o núcleo do seu eleitorado conservador conhece bem o desastre que o Tratado de Kyoto traria ao país, e resistiria até as últimas forças se ele apoiasse o Tratado. No entanto, o maior problema seria que muitos conservadores teriam seus olhos abertos à verdade sobre quem o presidente Bush verdadeiramente é, antes que os desastres planejados comecem a ocorrer.

Essas são as razões por que o presidente Bush decidiu não participar da implementação do Tratado de Kyoto.

Isso significa que podemos baixar nossa guarda e respirar aliviados com a boa sensação de que a fraude do Tratado sobre o Aquecimento Global, recentemente assinado em Kyoto, no Japão, não se tornará lei durante o governo Bush? Aparentemente, esse parece ser o caso. Certamente, muitas pessoas leram ou ouviram matérias de cientistas respeitáveis que advertem que não há nenhuma evidência para endossar as alegações dos ambientalistas radicais de que o mundo esteja à beira de um novo padrão climático de Aquecimento Global. No artigo N1125, "Global Warming A Hoax" (não traduzido), citamos o professor do MIT, Dr. Richard S. Lindzen, que insiste que não há nenhuma evidência crível para apoiar a teoria de que o mundo esteja se tornando mais quente por causa dos gases emitidos pelos países industrializados.

Ouça o Dr. Lindzen novamente: "Não temos nenhuma evidência da gravidade desse problema."

Também demonstramos que essa visão do Dr. Lindzen precisa ser levada a sério por causa de suas brilhantes credenciais. Ele não é um ignorante conversando fiado. Considere suas credenciais para fazer essa importantíssima análise da falsidade do Aquecimento Global:

"A Bolsa Regents e Mérito Nacional no Colégio de Ciências do Bronx (turma de 1956) o impulsionaram como estudante, primeiro para o Instituto Politécnico Rensselaer e dali para a Universidade de Harvard, onde ele foi atraído pela física clássica, e depois para a física atmosférica. Após vários postos acadêmicos, ingressou no corpo de docentes do MIT [Instituto de Tecnologia de Massachusetts] em 1983, como professor de Meteorologia."

Claramente, as opiniões do Dr. Lindzen no tocante ao Aquecimento Global têm de ser levadas a sério; e ele diz que Aquecimento Global é um embuste. O Dr. Lindzen não está sozinho nessa opinião; ele agrega um número crescente de cientistas objetivos que estão nos advertindo a não cair nesse golpe.

Por que essa fraude está sendo perpetrada contra nós? Aqueles que insistem que o mundo está caminhando para um Aquecimento Global são os mesmos que querem estabelecer um sistema de governo, de economia e de religião únicos chamado Nova Ordem Mundial. Uma vez mais, leia e considere atentamente a parte do Plano da Nova Ordem Mundial que especifica que um pânico global será infligido sobre as pessoas para permitir que o mundo ingresse finalmente nesse novo sistema global:

"Quando vier o nosso reinado, nossos oradores raciocinarão sobre os grandes problemas que emocionaram a humanidade, para levá-la afinal ao nosso regime salutar. Quem suspeitará, então, que todos esses problemas foram inventados por nós de acordo com um plano político que ninguém adivinhou durante séculos?" ["Protocolos dos Sábios de Sião", Protocolo 13, também citado em Behold a Pale Horse, de William Cooper, pág. 303 (leia a resenha)].

É diante dessa situação que estamos hoje? Os provedores desse vindouro sistema global querem que entremos em pânico por causa de uma suposta crise global, para que aceitemos a solução deles para o "problema": um governo, uma economia e uma religião globais. Assim, apesar de muitos cientistas brilhantes estarem tocando o trombone em alto e bom som para sabermos que o Aquecimento Global é uma fraude, os líderes do governo federal, influenciados pelo ex-vice-presidente Al Gore e pelo ex-presidente Clinton, e pelos atuais líderes democratas no Congresso, estão preferindo ignorar as advertências, e tentando seguir em alta velocidade no curso que o Aquecimento Global é realmente verdade. Além disso, colocam toda a influência de seus gabinetes nessa luta, garantindo que a mídia de massa entre na batalha do lado dos perpetradores do embuste.

Finalmente, como o governo está "enfiando goela abaixo" essa farsa, a própria liberal Associação Nacional dos Professores estará ensinando às crianças nas escolas públicas que o Aquecimento Global ameaça a sobrevivência da humanidade nesta aldeia global. As crianças levarão para casa muitos panfletos coloridos e textos que alertam sobre o Aquecimento Global, convencendo assim muitos pais, que de outra forma estariam céticos.

A principal ameaça nessa tremenda batalha entre defensores e oponentes do Aquecimento Global é que a batalha porá em ação os princípios do Plano das Seis Etapas para a Mudança de Comportamento. Falamos muito sobre esse processo, que já provou ser muito eficiente para mudar os valores e as atitudes das pessoas de uma forma tão gradual, sutil e invisível que elas nem mesmo percebem que estão sendo manipuladas! De fato, quando tiverem mudado suas mentes, estarão certas que essa transformação foi o resultado da sua própria reflexão sobre o assunto, não o resultado de um plano que esteve em ação por muitos anos. Nós o encorajamos a ler o artigo N1055, "O Plano das Seis Etapas para a Mudança do Comportamento". Entretanto, para os propósitos da nossa discussão hoje, permita-nos definir como esse plano funciona, aplicá-lo ao assunto e então interpretar as implicações de toda a nossa discussão.

O Plano das Seis Etapas para a Mudança de Comportamento

Etapa 1. Alguma prática tão ofensiva que nem deveria ser discutida em público é defendida por um especialista respeitado em um fórum respeitável.

Etapa 2. A princípio, o público fica chocado, depois indignado.

Etapa 3. Entretanto, o simples fato de tal coisa ter sido debatida em público torna-se o assunto do debate.

Etapa 4. No processo, a repetição prolongada do assunto chocante em discussão gradualmente vai anulando seu efeito.

Etapa 5. As pessoas não ficam mais chocadas com o assunto.

Etapa 6. Não mais indignadas, as pessoas começam a debater posições para moderar o extremo, ou aceitam a premissa, procurando, os modos de atingi-la.

Esse método insidioso de mudar as mais recônditas atitudes das pessoas está sendo direcionado com sucesso sobre a população. Milhões de pessoas estão experimentando mudanças de atitude em uma grande variedade de assuntos. Essa mudança de atitude é essencial para alcançar a Nova Ordem Mundial.

Agora que a compreendemos a forma como esse Plano das Seis Etapas para a Mudança de Comportamento funciona nos corações e nas mentes das pessoas, vejamos como ele funcionará com esse assunto do Aquecimento Global.

Etapa 1. Alguma prática tão ofensiva que nem deveria ser discutida em público é defendida por um especialista respeitado em um fórum respeitável.

A farsa do Aquecimento Global é o assunto "ofensivo" a ser discutido em público. Os líderes do governo — presentes e passados — que estão promovendo o Protocolo de Kyoto, certamente se qualificam na mente do cidadão mediano como especialistas respeitados. Quando o cidadão mediano lê seu jornal e vê que todos os outros líderes na Conferência Econômica do G-8 apóiam o Protocolo de Kyoto e estão criticando o presidente Bush por não apoiá-lo, concluirá que Bush está errado nessa questão.

Certamente, a conferência sobre o Aquecimento Global em Kyoto serviu bem na função de ser um fórum respeitado a partir do qual propagar o assunto. Cada país do mundo enviou seus mais respeitáveis representantes à Conferência para tentar obter um acordo em um plano de ação, antes que nossa aldeia global fique fora de controle!

Finalmente, muitos cientistas que estão trabalhando no apoio a esse plano globalista chamado Nova Ordem Mundial estão simplesmente ávidos para oferecer seu apoio a essa questão, sabendo muito bem que sua participação fornece a essa fraude uma capa de respeitabilidade científica que é crucial para o sucesso.

Etapa 2. A princípio, o público fica chocado, depois indignado.

Veja a indignação neste país. Primeiro, ouça o ex-presidente Clinton reconhecendo a existência de tal indignação contra o Aquecimento Global.

"Já vejo que os jornais estão repletos de pessoas dizendo que o céu está caindo! O Tratado é terrível,' disse Clinton. No entanto, ele disse, em um discurso em Miami: 'Toda vez que tentamos melhorar o meio ambiente nos últimos 25 ou 30 anos, alguém predisse que aquilo abalaria a economia. No entanto, o ar está mais limpo, a água está mais limpa, o abastecimento de alimentos está mais seguro. Há cada vez menos lixo tóxico. E, da última vez que verifiquei, tínhamos a taxa de desemprego mais baixa em 24 anos.'"

"Sinalizando os planos de sua administração de apoiar o Tratado, ele concluiu, 'Não acreditem nos céticos. Dêem-nos uma chance para ganhar o caso.'"

Assim, o ex-presidente Clinton simultaneamente satisfez duas tarefas muito importantes com essas declarações. Primeiro, reconheceu a oposição, e definiu os parâmetros do debate, antes que seus oponentes o fizessem. Assim, muitas pessoas estarão ouvindo a oposição sobre esse assunto através do filtro das observações de Clinton, e dizendo a si mesmas que o presidente estava certo, afinal. Em segundo lugar, Clinton igualou essa fraude com muitas das questões legítimas que enfrentamos e corrigimos nas três últimas décadas. Muitas pessoas que poderiam no íntimo duvidar do Aquecimento Global apoiaram essas últimas questões legítimas quando nossos líderes as estavam debatendo; portanto, provavelmente concluirão que os mesmos odiados grandes interesses empresariais que se opuseram a essas questões no passado estão fazendo isso novamente, com o Aquecimento Global. Assim, o Aquecimento Global fica vinculado nas mentes dessas pessoas com as questões legítimas, desse modo tornando-se também legítimo!

Veja algumas verdades sobre o dano que o Tratado de Kyoto causará à nossa economia e a todo o nosso estilo de vida. Lembre-se que o objetivo final dos Illuminati e da Nova Ordem Mundial é desmantelar toda nossa civilização industrial, forçando os sobreviventes da "limpeza" global a viver no campo, como nossos antepassados de duzentos ou trezentos anos atrás.

"Mary H. Novak, vice-presidente da WEFA, uma firma de consultoria econômica organizada por grupos industriais que se opõem ao Tratado de mudanças climáticas, diz que suas previsões vislumbram o desemprego de milhões de trabalhadores. 'A indústria de extração do carvão mineral neste país estará aniquilada', prediz. 'A agricultura, a indústria, e o transporte serão todos seriamente afetados. As receitas das fazendas poderão ter uma redução de até 50%.' " ["O Tratado aumenta o interesse em energias alternativas", New York Times, conforme informado no The Providence Journal-Bulletin, 12/12/1997, pág. A-23].

Esse tipo de oposição está crítico, mas a oposição empresarial foi prevista pelo presidente Clinton em seus comentários citados anteriormente, e já foi severamente contemporizada nas mentes de muitas pessoas.

Algumas organizações que normalmente não são vistas como defensoras da "ganância empresarial" se pronunciaram contra o Tratado de Kyoto:

"A Câmara de Comércio dos EUA condenou o Tratado e advertiu que ele requererá a devastadora redução de 20% no uso de energia para as empresas e para os consumidores. 'Se os negociadores dos EUA estão procurando um meio de prejudicar a mais produtiva e próspera economia do mundo, esse Tratado fará isto', diz Thomas J. Donohue, presidente-executivo da Câmara de Comércio. O Tratado enviará os empregos e as fábricas dos EUA para fora do país, aumentará o preço da gasolina e sufocará o crescimento econômico." [pág. A-22] [Leia o artigo N1106 (não traduzido) para compreender como o Sr. Donohue acertou na mosca; o Plano, realmente prevê a destruição proposital da nossa economia].

O ex-senador John Chafee, um dos mais ardorosos líderes da Nova Ordem Mundial, reconheceu a indignação do público e de seus colegas senadores.

"O senador John Chafee teve mais mudanças de humor este ano que um patriota, ao acompanhar o progresso para o Tratado de mudanças climáticas globais no Japão. Mas, ao deixar a conferência ontem, ele foi novamente muito negativo sobre o tratado e as chances de ele ser ratificado pelo Senado dos EUA. De fato, Chafee está tão preocupado com a veemente oposição proferida por muitos de seus colegas senadores que tomará medidas para impedir que o Tratado seja analisado até que as coisas esfriem. Chafee é o presidente da Comissão de Meio Ambiente e Obras Públicas do Senado, que tem o poder de retardar a análise do Tratado no Senado... Chafee acha que não é necessário ter pressa para debater o Tratado." ["Chafee Retarda a Votação do Tratado Sobre o Aquecimento Global Até Que o Senado Esfrie", por Peter B. Lord, The Providence Journal Bulletin, 12/12/ 1997, pág. A-22].

Em outras palavras, o Senador Chafee vai paralisar qualquer debate no Senado sobre o assunto até que a etapa do Debate do Plano das Seis Etapas para a Mudança de Comportamento produza a erosão da oposição nas mentes das pessoas.

Agora, o debate até aqui mudou muito pouco, permitindo que a mentira cresça nas mentes das pessoas.

Etapa 3. No entanto, o simples fato de tal coisa ter sido debatida publicamente torna-se o assunto do debate.

Esta é uma das partes mais insidiosas do Plano. De repente, os defensores desviarão sua retórica pública, das discussões sobre as questões científicas para se cumprimentarem mutuamente pela maturidade em debaterem o assunto. Essa mudança é muito importante, porque os frágeis fatos científicos da questão representam o Calcanhar de Aquiles no embuste do Aquecimento Global. Desviando o debate dos fatos para o debate público em si mesmo, os defensores fazem uma luz muito mais fraca incidir sobre os fatos científicos. Assim, suas chances de mudar as mentes das pessoas aumentam grandemente.

Etapa 4. No processo, a repetição prolongada do assunto chocante em discussão gradualmente vai anulando seu efeito.

Etapa 5. As pessoas não ficam mais chocadas com o assunto.

Relacionamos as Etapas 4 e 5 juntas porque estão inseparavelmente ligadas. A batalha do debate é crucial para o sucesso do Plano. Quanto mais as pessoas debaterem, mais as mentes de muitas pessoas serão mudadas; e a maior mudança ocorre em direção à defesa do assunto controverso! Em outras palavras, quanto mais debate ocorrer publicamente sobre o Aquecimento Global, mais as mentes serão mudadas para acreditar que ele realmente existe!

Não importa que os opositores do Tratado Sobre o Aquecimento Global vençam todos os os debates; o efeito final será que muitas pessoas serão convencidas em favor do Aquecimento Global, não importa quantas vitórias os opositores obtenham nos debates. Portanto, a mídia de massa liberal organizará muitos debates no próximo ano, utilizando os muitos programas de entrevista e de debates que existem na televisão e no rádio. Quanto mais calor e luz puderem ser gerados, mais as mentes serão mudadas para apoiar o Aquecimento Global. Enquanto muitas pessoas estiverem elogiando a mídia de massa por sua "imparcialidade", os líderes defensores saberão que estão simplesmente cumprindo o papel mais importante no Plano, a criação do debate. Muitas pessoas concluirão que os extremistas devem estar certos, por causa da mentalidade, "Onde há fumaça, há fogo". Portanto, quando virem a "fumaça" artificial nessa questão, concluirão que o Aquecimento Global deve ser real.

Durante o debate, você também ouvirá os defensores dizerem que os riscos de tornar nosso planeta inóspito à vida humana e animal são tão grandes, que não podemos esperar para ver se os opositores estão corretos em sua afirmação que o Aquecimento Global não existe. Se esperarmos mais uma ou duas décadas sem tomarmos medidas drásticas, e percebermos que o Aquecimento Global existe, será tarde demais para fazer qualquer coisa sobre o assunto. A Mãe Terra estará condenada. Esse argumento trapaceiro conquistará os corações e as mentes de muitas pessoas.

Isso nos leva à etapa final do Plano das Seis Etapas para a Mudança de Comportamento.

Etapa 6. Não mais indignadas, as pessoas começam a debater posições para moderar o extremo, ou aceitam a premissa, procurando os modos de alcançá-la.

Uma vez que pessoas suficientes tenham sido convencidas de que possa haver algo com que se preocupar, estaremos prontos para alguém — talvez um ex-líder da oposição — dar um passo à frente e oferecer uma "contemporização". Em vez de ir tão longe quanto o Protocolo de Kyoto previa, essa contemporização permitirá que o Protocolo seja ratificado pelo Senado em uma versão suavizada. Talvez o Protocolo fique com algumas brechas, com muitas exceções para "proteger" as indústrias vitais, pelo menos por enquanto.

Este é um verdadeiro cenário de pesadelo, pelas seguintes razões:

1) Com a simples aprovação de uma versão suavizada, o Senado reconheceria que realmente existe um problema. Milhões de pessoas ficariam convencidas que o Aquecimento Global existe; caso contrário, os senadores não teriam aprovado uma legislação específica.

2) Aprovando uma versão suavizada, os senadores permitiriam que a porta seja aberta apenas um pouquinho. No entanto, com o passar dos anos após a aprovação dessa versão suavizada, os obstáculos poderão ser derrubados, um por um, sem tanto estardalhaço. Passo a passo, a versão suavizada poderá ser fortalecida, até que cheguemos ao ponto em que o impacto completo do Acordo de Kyoto estará sobre nós.

Vimos esse processo ocorrer na questão do aborto, não vimos? Nos poucos anos antes do caso Roe x Wade, os defensores do aborto irrestrito propuseram uma pequena contemporização, lembra-se? Em vez de permitir o aborto irrestrito em qualquer circunstância, os defensores propuseram que permitíssemos o aborto sob condições muito rígidas e limitadas, isto é, apenas para proteger a vida da mãe, ou em casos de incesto ou de estupro. Os defensores apertavam suas mãos, queixando-se publicamente que as mulheres mereciam algo melhor, mas aquilo era o melhor que pôde ser obtido. Privadamente, todavia, os defensores do aborto estavam jubilosos, porque sabiam que tinham acabado de forçar a porta apenas um pouquinho; sabiam que o tempo estava do seu lado agora, e seria apenas uma questão de tempo para poderem escancarar a porta, permitindo o aborto irrestrito sempre que desejado pela mulher.

Os líderes da oposição, enquanto isso, não desconfiavam do que tinham acabado de fazer. Publicamente, estavam jubilosos, dizendo que tinham conseguido evitar um cenário muito pior. Em vez de concordar com o aborto totalmente livre, limitaram o dano a apenas um número muito restrito de casos em que o aborto poderia ser realizado. Esses líderes não perceberam que tinham acabado de aceitar uma derrota adiada.

A história registra que não foi necessário muito para que a porta fosse aberta. Em 1973, a Suprema Corte dos EUA escancarou a porta com sua decisão no caso Roe x Wade. Desde então, em torno de 1.500.000 bebês nascituros são abortados anualmente nos EUA, o que totaliza um Holocausto de mais de 36 milhões de bebês assassinados até aqui! Adolf Hitler exterminou "apenas" 18 milhões de pessoas destituídas de valor em seu Holocausto de sete anos.

Na questão do Aquecimento Global, os defensores proporão a mortal contemporização. Os oponentes devem a todo custo recusar qualquer contemporização. Devemos acordar para o fato que contemporizar em uma legislação de qualquer espécie produz uma derrota posterior.

Queremos retornar ao texto de nosso artigo para examinar as organizações ambientalistas que já estão se alinhando contra o presidente Bush para que o Acordo do Aquecimento Global seja aprovado no Senado. Você precisa tomar nota dos grupos a seguir, pois esse tipo de questão mostra seus verdadeiros caracteres e planos. Normalmente, esses grupos são muito cuidadosos em apresentar uma máscara ao público, para que ninguém os reconheça como os ambientalistas extremistas que realmente são.

As seguintes organizações vieram publicamente em apoio ao Acordo Sobre o Aquecimento Global:

1) The Natural Resources Defense Council [Conselho de Defesa de Recursos Naturais] — "John Adams, diretor executivo... chamou o Acordo de uma 'virada histórica no esforço de proteger o planeta'. Ele disse posteriormente que os acordos devem produzir ação mais agressiva, mas pelo menos o presente Acordo inclui um número substancial de compromissos legais para reduzir os gases que provocam o efeito estufa". [pág. A-22].

2) The Sierra Club — A maioria das pessoas não percebe que o The Sierra Club tem planos profundamente ocultistas, planos de uma Nova Ordem Mundial. Sua imagem pública tem sido cuidadosamente trabalhada para mostrar que está interessado apenas em preservar a Natureza.

3) The Union of Concerned Scientists em Cambridge, Massachusetts — "Nossa primeira prioridade após Kyoto é fechar essas brechas. Entretanto, devido à oposição feroz dos lobistas do combustível fóssil e da propaganda multimilionária, a adoção do Protocolo de Kyoto é uma realização bem-vinda".

Se você está acompanhando as notícias nos últimos dez anos, já viu essas organizações apresentando novos "estudos científicos" sobre muitas questões ambientais. Elas sempre soam o alarme que nossa civilização industrial está matando a Mãe Terra, mas parecem tão oficiais e tão preocupadas, que a maioria das pessoas não percebe que são simplesmente ambientalistas extremistas manifestando-se para transformar radicalmente nossa civilização, destruindo-a. Afinal, esse é o Plano da Nova Ordem Mundial. Grupos como esses são as tropas de choque que objetivam cumprir essa meta.

Finalmente, queremos citar outro segmento de um desses artigos, para mostrar que o Protocolo de Kyoto avança o Plano Econômico globalista da Nova Ordem Mundial, o fascismo. No artigo N1005, "Industrial Policy Is Fascism" (não traduzido), mostramos como o presidente Clinton está cuidadosamente implementando muitas das mesmas posições de Adolf Hitler, quando levou a economia alemã ao fascismo, entre 1933-1939. Lembra-se da definição de uma economia fascista? É o tipo de economia onde os meios de produção [fábricas], as matérias-primas [minerais, campos de petróleo], e as decisões sobre o que produzir, permanecem em mãos privadas. Entretanto, o governo federal intervém no mercado para determinar quantos concorrentes poderão fabricar o mesmo item, quanto é produzido e qual será o preço final. Obviamente, visto que a concorrência está reduzida ou eliminada em uma economia fascista, as grandes empresas obtêm um lucro muito maior! Esse fato explica por que os ricaços, começando com Rothschild em 1776, apóiam esse plano da Nova Ordem Mundial. Toda vez que você ler uma história sobre o envolvimento do governo em uma atividade econômica, saberá que está testemunhando uma gradual intrusão de fascismo. Agora, veja este segmento das últimas notícias a respeito do Protocolo Sobre o Aquecimento Global:

"O plano da Administração Clinton, em resumo, colocaria um limite nacional em todas as emissões de dióxido de carbono e de outros gases que contribuem para o aquecimento da atmosfera. As empresas que produzem e consumem energia receberiam licenças para emitir os gases. Qualquer empresa que cortasse suas emissões para baixo da sua cota poderia vender o excedente com lucro para as empresas que considerassem as reduções mais custosas que o preço das cotas. O resultado: o preço de energia subiria para refletir o custo de reduzir as emissões de carbono. No entanto, o governo não ditaria quais mudanças são adotadas." [Ibidem, pág. A-23].

Você pode efetivamente ignorar a última frase. É claro, o governo federal se envolveria quando definisse as "licenças" para a emissão de gases. Sem essas licenças, todas as empresas quebrariam. Portanto, o governo poderá estrangular as empresas privadas. Você nunca viu um leilão de licenças como verá sob esse esquema. O presidente, e outros funcionários de primeiro e segundo escalão abaixo dele, se tornarão muito ricos quando aceitarem pagamento por fora para a concessão de licenças. Essa situação pode não ocorrer na administração Clinton, mas esse tipo de pagamento de propinas é inevitável, dada a inerente e má natureza humana.

O cenário também está armado para executar a mais importante parte do Plano Econômico Fascista: a redução do número de concorrentes que podem produzir os mesmos itens. Multando ou punindo as empresas que deixarem de atingir as metas estabelecidas para as emissões, o governo federal pode começar a eliminar os competidores, conforme requerido pelo plano fascista para a nossa economia. Essas ações para eliminar os concorrentes que não são parte do Plano, pode assim ser feita utilizando as mais nobres das aspirações. Entretanto, o fascismo será fortalecido e implementado, bem debaixo dos nossos olhos!

O Protocolo de Kyoto é de longe mais do que apenas um embuste. Ele avança a porção da economia globalizada da Nova Ordem Mundial. E, como informamos em N1126, "Global Warming Treaty Accord Reached" (não traduzido), esse tratado assume a existência de um governo global, que poderá forçar os países individuais a adotarem medidas que não queriam adotar. Nós o encorajamos a ler esse artigo, pois o plano é muito sombrio sobre a ação que as Nações Unidas poderão executar contra qualquer nação que se recusar a obedecer.

O simples fato de esse tipo de tratado global ser contemplado e assinado deveria nos deixar muito atentos que o fim dos tempos está sobre nós.


Você está preparado espiritualmente? Sua família está preparada? Você está protegendo seus amados da forma adequada? Esta é a razão deste ministério, fazê-lo compreender os perigos iminentes e depois ajudá-lo a criar estratégias para advertir e proteger seus amados. Após estar bem treinado, você também pode usar seu conhecimento como um modo de abrir a porta de discussão com uma pessoa que ainda não conheça o plano da salvação. Já pude fazer isso muitas vezes e vi pessoas receberem Jesus Cristo em seus corações. Estes tempos difíceis em que vivemos também são tempos em que podemos anunciar Jesus Cristo a muitas pessoas.

Se você recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, mas vive uma vida espiritual morna, precisa pedir perdão e renovar seus compromissos. Ele o perdoará imediatamente e encherá seu coração com a alegria do Espírito Santo de Deus. Em seguida, você precisa iniciar uma vida diária de comunhão, com oração e estudo da Bíblia.

Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia-a-dia.

Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.

Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", dê um clique aqui: http://www.cuttingedge.org

Que Deus o abençoe.

Tradução: Walter Nunes Braz Jr.
Data da publicação: 13/10/2001
Patrocinado por: S. F. F. C. — Vargem Grande Paulista / SP
Revisão: http://www.TextoExato.com
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/n1520.asp