Escolha uma cor para o fundo:  

Os "Reis do Oriente" Estão se Fortalecendo e Formando Alianças Que Lhes Permitirão Marchar Contra Israel no Fim do Período da Tribulação

Recursos úteis para sua maior compreensão

Título do Livro 1


Título do Livro 2


Título do Livro 3

A China pode ser identificada como os "reis do oriente" mencionados no Apocalipse por ser o único país capaz de mobilizar o exército de 200 milhões de soldados. Ela concluiu a construção de uma estrada até o Afeganistão; agora, está se equipando com armamento sofisticado para ter a capacidade de matar um terço de toda a humanidade, exatamente como predito na profecia bíblica.

A Nova Ordem Mundial está chegando! Você está preparado?

Compreendendo o que realmente é essa Nova Ordem Mundial, e como está sendo implementada gradualmente, você poderá ver o progresso dela nas notícias do dia-a-dia!!

Aprenda a proteger a si mesmo e aos seus amados!

Após ler nossos artigos, você nunca mais verá as notícias da mesma forma.

Agora você está na
"THE CUTTING EDGE"


Mapa da Ásia e do Oriente Médio Para Facilitar a Compreensão da Profecia Bíblia

A China É Identificada Como os "Reis do Oriente"

"E mostrarei prodígios no céu, e na terra, sangue e fogo, e colunas de fumaça. O sol se converterá em trevas, e a lua em sangue, antes que venha o grande e terrível dia do SENHOR." [Joel 2:30-31].

O lugar ao qual essa profecia se refere é o Oriente Médio, depois que Israel tiver retornado para sua terra. Deus está profetizando que, antes do "grande e terrível dia do Senhor", que é o período de sete anos da Tribulação — a região sofrerá um forte conflito, os efeitos dos quais eram confusos até o advento das ogivas nucleares: "... prodígios no céu, e na terra, sangue e fogo, e colunas de fumaça..."

Ogivas nucleares certamente criam "colunas de fumaça", e certamente criam condições incandescentes com temperatura mais elevada que a superfície do sol! As explosões nucleares também lançam na atmosfera poeira suficiente para tornar a Lua vermelha, e até mesmo escurecer o sol ao meio-dia.

"E tocou o sexto anjo a sua trombeta, e ouvi uma voz que vinha das quatro pontas do altar de ouro, que estava diante de Deus, a qual dizia ao sexto anjo, que tinha a trombeta: Solta os quatro anjos, que estão presos junto ao grande rio Eufrates. E foram soltos os quatro anjos, que estavam preparados para a hora, e dia, e mês, e ano, a fim de matarem a terça parte dos homens. E o número dos exércitos dos cavaleiros era de duzentos milhões; e ouvi o número deles." [Apocalipse 9:13-16].

Observe a palavra "preso" nesse capitulo. O significado dessa palavra no grego original é deo, Item 1210 na Concordância de Strong. Essa palavra possui outro significado além de aprisionado; o sentido secundário é uma obrigação perante uma autoridade maior. Em outras palavras, os demônios não estão apenas fisicamente presos na área do "grande rio Eufrates", mas quando forem libertos, Deus usará Sua soberania para exigir que eles cumpram a profecia bíblica. Em momento alguém esses seres demoníacos poderão exercer algum tipo de livre-arbítrio, podendo somente agir de acordo com o plano profético de Deus — no qual eles cumprirão essa parte sombria.

Essa incrível profecia nos diz que um dos castigos de Deus é libertar quatro poderosos "anjos" demoníacos que estão presos em algum lugar nas adjacências do rio Eufrates, provavelmente naquela extradimensão em que os anjos e demônios existem. Esses anjos lideram um grande exército totalizando 200.000.000 [duzentos milhões] de soldados.

Essa não é a única vez que vemos seres demoníacos liderando um exército para a batalha durante o período da Grande Tribulação. Em Apocalipse 16:13-14, vemos que espíritos demoníacos possuem o Anticristo e o Falso Profeta, e vão ao redor do mundo enganar os líderes globais para se congregarem no Vale do Megido para a Batalha do Armagedom. Estamos nos adiantando um pouco aqui, mas queremos estabelecer o fato que seres demoníacos receberão a permissão de verdadeiramente enganar as mentes dos líderes humanos durante a Grande Tribulação, e persuadi-los a mobilizarem suas forças para a batalha.

Agora, voltemos a Apocalipse 9:13-16. Vemos que o exército de 200 milhões terá a permissão de matar um terço da população mundial! Em outras palavras, esse exército de 200 milhões estará bem equipado com armas de destruição maciça. Consideramos que existem três tipos de armas de destruição maciça: nucleares, químicas e biológicas. Esse exército inacreditável, com um número sem precedentes de soldados, possuirá poder de fogo suficiente para matar um terço de todos os habitantes da Terra!

Finalmente, observe que Deus revela nessa passagem que reservou esses quatro poderosos anjos demoníacos para um tempo específico: Esse tempo específico é descrito como "a hora, e dia, e mês, e ano". Em outras palavras, Deus determinou, muito tempo atrás, o exato dia, do exato mês, do exato ano em que essa invasão ocorrerá! Deus, está com o controle total. Tudo o que sabemos é que irá acontecer nos sete anos do Período de Tribulação e, muito provavelmente, na última parte dos três anos e meio conhecidos como a Grande Tribulação.

Agora, quando retornamos à passagem em Apocalipse 9, temos uma compreensão mais profunda de quem pode ser esse exército e de onde ele possivelmente poderá vir. Vamos agora ao próximo verso para obtermos mais informações sobre esse exército sem precedentes.

"E assim vi os cavalos nesta visão; e os que sobre eles cavalgavam tinham couraças de fogo, e de jacinto, e de enxofre; e as cabeças dos cavalos eram como cabeças de leões; e de suas bocas saía fogo e fumaça e enxofre. Por estes três foi morta a terça parte dos homens, isto é pelo fogo, pela fumaça, e pelo enxofre, que saíam das suas bocas. Porque o poder dos cavalos está na sua boca e nas suas caudas. Porquanto as suas caudas são semelhantes a serpentes, e têm cabeças, e com elas danificam." [Apocalipse 9:17-19].

Muitos estudiosos da Bíblia têm dificuldade para entender essa passagem, uma vez que esse exército é descrito pelo apóstolo João de uma maneira que não é absolutamente clara. Antes de tentarmos apurar o significado dessa descrição, avancemos no Apocalipse, ao ponto em que vemos esse exército vindo ao grande rio Eufrates.

"E o sexto anjo derramou a sua taça sobre o grande rio Eufrates; e a sua água secou-se, para que se preparasse o caminho dos reis do oriente." [Apocalipse 16:12].

Nessa taça do julgamento, vemos que as águas do Eufrates secam com o propósito específico de permitir que os "reis do oriente" atravessem com seu exército de 200 milhões de homens. Uau, os reis do oriente. Que país ao oriente de Israel é capaz de mobilizar um exército de 200 milhões de soldados? Existe apenas um país: a China.

Quando você conta a Milícia, em conjunto com seu Exército ativo, a China pode mobilizar um exército de 200.000.000 de soldados! Nas últimas décadas, a China impôs um decreto draconiano que cada família pode ter apenas uma criança. Uma vez que a cultura tradicional chinesa prefere os meninos às meninas, os pais chineses têm silenciosamente matado as filhas nascituras para que eles possam engravidar de novo e ter um menino. A China agora está em uma situação em que tem dezenas de milhões de homens a mais do que mulheres. "Esse desequilíbrio sexual irá resultar em um excesso de aproximadamente 70 milhões de homens jovens na China no ano 2000, sem terem mulheres para se casarem... Essa situação poderá cumprir a profecia de João sobre o exército de duzentos milhões do oriente que lutará na Batalha do Armagedom." [A Assinatura de Deus: Descobertas Bíblicas Surpreendentes, de Grant Jeffrey].

Se entendermos que esse exército do oriente, totalizando 200 milhões de soldados, é chinês, então vamos olhar a difícil passagem em Apocalipse 9:17-19. Ficamos sabendo que os cavaleiros desses "cavalos" usavam peitorais de "fogo, jacinto e enxofre", devemos nos perguntar, que tipo de cores seriam essas?

Se você observar a arte chinesa, descobrirá que essas cores são usadas abundantemente! Essas cores são cores tradicionais da China.

Então, lemos que o poder para destruir um terço de toda a humanidade vem tanto da "boca" como da "cauda". Deixando de lado, por um momento, a dificuldade de descrever esses cavaleiros como se estivessem montando "cavalos", eu lhe digo que os tanques modernos, os veículos blindados e as peças de artilharia disparam seus projéteis, ou mísseis, principalmente por suas "bocas", mas outras armas disparam pela traseira, de suas "caudas". Se você já viu um helicóptero ou um avião disparando mísseis por baixo, a fumaça do rastro do míssil dá a impressão que o míssil foi disparado pela traseira.

O Caminho Físico Que o Exército Chinês Terá de Seguir Para Atacar Israel

O exército chinês teria que atravessar os seguintes países, ou pelo menos se aproximar muito deles. Do norte da China, onde esse enorme exército teria que começar a preparar sua marcha, como você pode ver no mapa anterior. A super-rodovia é mostrada em vermelho. Então, conforme a estrada cruza a fronteira da China, segue para a região da Caxemira controlada pelos chineses, passa pela área da Caxemira controlada pelo Paquistão, e depois pela estrada de Karahoram! Em seguida, a estrada segue para o ocidente, passando pelos seguintes países:

Da China até o Afeganistão, essa super-rodovia cruza algumas das mais altas montanhas do mundo. Você pode perceber que, se uma nação quiser deslocar rapidamente 200 milhões de soldados e equipamento bélico por uma distância tão longa, necessitará de uma moderna super-rodovia. Caso contrário, as montanhas impediriam tal mobilização.

Grant Jeffrey diz muito claramente: "O governo chinês gastou quantias enormes e desperdiçou a vida de centenas de milhares de operários construindo uma super-rodovia militar pela Ásia indo em direção a Israel. A rodovia não possui justificativa econômica, e estrangeiros não são permitidos em lugar algum perto dela. A rodovia foi concluída passando pelo sul da China, Tibete, Paquistão e Afeganistão." [Ibidem, pág. 199].

Por que essa rodovia será construída somente até o Afeganistão? Afinal de contas, esse exército de 200 milhões de homens ainda terá que atravessar o Irã, o Iraque e a Jordânia para chegar a Israel. Por que a rodovia seguiria apenas até o Afeganistão? Uma possível resposta é que os chineses não receberam autorização do Irã e do Iraque para construir a super-rodovia; no entanto, não acredito que seja esse o caso, dado o ódio dos árabes contra Israel. Eles fariam qualquer coisa para ver Israel derrotado e aniquilado, incluindo a construção de uma super-rodovia. A segunda possível resposta é que o terreno do Iraque, Irã e Jordânia é tão plano, que grandes tanques, caminhões, e dezenas de milhares de veículos terrestres poderiam facilmente atravessar o terreno. Em termos militares, esse tipo de terreno é chamado de "campo de tanques", pois tanques de guerra podem facilmente se locomover por eles.

Entretanto, uma vez que o exército chegar a Bagdá, terá de atravessar os rios Tigre e Eufrates. Acho interessante que essas profecias não mencionem a travessia do rio Tigre, sendo muito óbvio que o exército deverá atravessá-lo para depois chegar ao Eufrates. Existem apenas três razões pelas quais o Tigre não é mencionado. 1) A Bíblia considera a bacia dos rios Tigre-Eufrates como um só sistema. 2) Para que o exército atravesse o Eufrates pelo oriente, terá de atravessar o Tigre. 3) É no Eufrates que Deus aprisionou os quatro poderosos anjos demoníacos que irão liderar esse exército contra Israel. Qualquer que seja a razão, sabemos que a Turquia construiu seu sistema de represas de forma que eles podem fazer parar a corrente do Tigre e do Eufrates. Os dois grandes rios ficarão secos! Você sabia que o governo da Turquia possui um sistema de represas que pode interromper completamente o fluxo de água do Eufrates? Que o sistema de represas foi construído recentemente é mais uma indicação de que estamos vivendo no fim dos tempos! Agora, examinemos essa pertinente Escritura novamente:

"E o sexto anjo derramou a sua taça sobre o grande rio Eufrates; e a sua água secou-se, para que se preparasse o caminho dos reis do oriente." [Apocalipse 16:12; ênfase adicionada].

Lembra da profecia que esse exército de 200 milhões de homens matará um terço da população mundial? Se esses cálculos estiverem baseados no número de 6 bilhões de habitantes do mundo hoje, então seria uma previsão da morte de aproximadamente 2 bilhões de pessoas. No entanto, nesse momento, pelo menos um quarto da população mundial estará morta pelos julgamentos de Deus, o que significa que, antes que esse exército marche, aproximadamente 1 bilhão e 500 milhões pessoas já morreram, deixando uma população mundial de não mais que 4,5 bilhões. Isso significa que 1,5 bilhões de pessoas serão mortas por esse exército do oriente.

Quando paramos para observar os países pelos quais esse exército passará (ou dos quais se aproximará) vemos duas interessantes situações. Primeiro, vemos a Índia, com uma população ligeiramente superior a 1 bilhão de habitantes. Se a Índia começar a deslocar suas forças para enfrentar o exército Chinês, então é muito provável que a China retaliará com todas as armas de destruição maciça que tiver em mãos. A Índia poderá ser aniquilada.

Segundo, os Planos da Nova Ordem Mundial prevêem a completa aniquilação das populações muçulmanas do mundo (1 bilhão de pessoas), pois a crença em um único deus é forte demais para que aceitem as reivindicações do Cristo da Nova Era [o Anticristo]. É interessante observar que a maior parte da população da Rússia Meridional é muçulmana, de modo que ela seria um alvo para a destruição desde o principio.

No entanto, essa invasão do exército chinês de 200 milhões de soldados resultará na morte de um terço de toda a população mundial. Além disso, quando esse exército chegar a Jerusalém, já terá muitas vitórias e muito sangue nas mãos. Acreditamos que esse é o verdadeiro significado profético na disputa entre o Paquistão, a Índia e a China pelo controle da Caxemira. A China pode estar agindo apenas para assegurar que seu caminho para o Passo de Karahoram permaneça firme em suas mãos ou nas mãos do Paquistão. Se essa guerra realmente explodir, e o Paquistão for dizimado, correndo o risco de perder o controle sobre a crítica passagem pelas montanhas, a China certamente entrará na guerra com todas as armas à sua disposição.

Armando a China com Armas de Destruição Maciça Para o Cumprimento Dessa Profecia

Desde meados dos anos 90, a China vem se armando em uma escala alarmante! Usando o dinheiro obtido principalmente de seus crescentes e lucrativos negócios com a União Européia e com os Estados Unidos, a China vem se armando como um garoto que tem muito dinheiro para gastar em uma loja de doces. A China comprou, roubou e trocou tecnologia de armamentos com a Rússia, Estados Unidos e Israel.

Além disso, a China vem silenciosamente forjando alianças com países que ela considera necessários para avançar em seu objetivo de marchar contra Israel no último momento do Período da Tribulação. Não somente a profecia afirma isso, como acabamos de observar, mas o Plano da Nova Ordem Mundial também prevê isso. Veja:

"Eventualmente, a invasão chinesa, ao que parece, irá se dividir em duas pontas... as forças chinesas irão no fim chegar ao Oriente Médio... acima de tudo, haverá a Grande Guerra Chinesa... os conflitos iniciais que ocorrerão no Sudeste Asiático e na Índia..." (Peter Lemesurier, The Armageddon Script, pág. 223, leia a resenha.).

Observe que esse plano quase se equipara perfeitamente à profecia que citamos acima. A China destruirá poderosamente no "Sudeste Asiático e na Índia", como a profecia indica.

Agora, vejamos alguns artigos para ver o quão fervorosamente a China está se armando:

Resumo da Notícia: "Cresce o Desnível nos Mísseis dos EUA: programa de armas hipersônicas do Pentágono programado para 2010, WorldNetDaily, Charles Smith, 3 de outubro de 2000."

"Apesar do desenvolvimento pelo Pentágono de uma nova geração de mísseis hipersônicos, os EUA ainda estão uma década atrás da Rússia em projetos de mísseis de cruzeiro de alta velocidade, segundo os analistas de defesa. De acordo com a DARPA, a Agência de Pesquisa de Projetos de Defesa Avançados, o Exército dos EUA está desenvolvendo um novo míssil robô hipersônico capaz de viajar a uma velocidade seis vezes maior do que a velocidade do som e armado com suas próprias bombas inteligentes. A nova arma, batizada de Míssil Demonstrador de Rápida Resposta Avançado, ou MDRRA, foi projetada para viajar a 6.400 km/h e atingir alvos a centenas de quilômetros em apenas alguns minutos."

Uau! Esse tipo de equipamento seria uma devastadora arma que poderia penetrar em qualquer sistema de defesa conhecido hoje em dia. Um míssil movendo-se em direção a um alvo a 6.400 km/h desloca-se tão rápido que nem os computadores dos mais sofisticados sistemas de defesa poderia reagir com a presteza suficiente para derrubá-lo antes que ele destruísse seu alvo. Graças a Deus que estamos trabalhando nisso, e não os russos e chineses. Certo? Errado!!

"Todavia, analistas de defesa concordam que os EUA estão uma década inteira atrasados com relação à Rússia na construção de mísseis de cruzeiro de alta velocidade. A Rússia atualmente emprega e exporta o míssil supersônico de cruzeiro SS-N-22 Moskit, apelidado na OTAN de 'Sunburn'. O SS-N-22 é considerado o mais letal míssil antinavios do mundo, e viajava a uma velocidade 2,5 vezes maior que a velocidade do som, a apenas alguns metros acima da superfície da água." [Essa velocidade equivale a aproximadamente 2.700 km/h].

Espere um minuto! Você quer dizer não somente que a Rússia tem esse tipo míssil, mas que também já o está empregando? Além do mais, está exportando para outros países! Isso significa que a China pode ter esse míssil? Significa que tanto a China quanto a Rússia poderão utilizar esse míssil na vindoura Terceira Guerra Mundial? Veja:

"O míssil Sunburn foi vendido para a China. Os SS-N-22 são parte de uma recente aquisição chinesa de dois destróieres da classe Sovremenny. Cada navio de guerra está equipado com dois lançadores de SS-N-22 com quatro mísseis cada, provendo assim oito mísseis por destróier. De acordo com documentos da Marinha norte-americana, cada míssil Sunburn pode ser equipado com uma ogiva nuclear equivalente ao poder de 200.000 toneladas de TNT. Informes a respeito de ogivas nucleares nos mísseis antinavio chineses foram publicados pela primeira vez na WorldNetDaily em 1999."

A Rússia também supriu o Irã com os mísseis supersônicos Sunburn. Se as hostilidades entre o Irã e os Estados Unidos iniciarem, o míssil Sunburn, guiado por radares russos, irá imediatamente atacar o carregamento de petróleo no Estreito de Hormuz, pelo qual passa um terço do petróleo cru consumido no Ocidente. A Marinha norte-americana simplesmente não tem armamentos para se defender do Sunburn. Se os radares e armamentos escalares russos puderem neutralizar os aviões de ataque americanos, os interesses americanos podem sofrer imediatamente, talvez de forma permanente.

Resumo da Notícia: "China e Rússia Flexionam Seus Músculos ao Unirem Forças para os Jogo de Guerra", Simon Tisdall, The Guardian,- Reino Unido, 8/8/2005

"A próxima semana testemunhará jogos de guerra muito maiores envolvendo tropas chinesas e russas dentro e ao redor da Península de Shandong, no Mar Amarelo. Observadores locais dizem que essa cooperação militar é sem precedentes e poderia marcar o inicio de algo novo. 'O exercício militar russo-chinês tem a intenção de mandar um recado a Taiwan", disse Andrew Yang, do Conselho de Estudos Políticos Avançado em Taipei. 'Mas é também um passo muito importante em termos de desenvolvimento das relações entre a Rússia e a China e esforços conjuntos para manter a paz regional. A China acredita que é hora de aumentar a cooperação estratégica com a Rússia para balancear o papel norte-americano na região. Ambos estão interessados em demonstrar que este é um mundo multipolar e não unipolar.'"

"A Rússia já era o maior fornecedor de armamentos e de energia para a China. A colaboração bilateral se aprofundará progressivamente não somente na área Ásia-Pacífico, mas também na Ásia Central, ele prevê. A perspectiva de um reformulado eixo Pequim-Moscou está enchendo os americanos de paranóia com relação ao desafio que a ascensão chinesa representará para a segurança e a economia americana... Max Boot, do Conselho de Relações Exteriores, um centro de debates de Nova York, advertiu ominosamente no mês passado de uma "guerra secreta" chinesa envolvendo conflitos financeiros, psicológicos, de mídia, de recursos e até mesmo ecológicos."

"Um recente relatório do Pentágono salientou novamente a preocupação que o crescimento armamentista da China poderia, com o tempo, representar uma 'ameaça considerável' aos EUA e seus aliados no teatro da Ásia-Pacífico..."

Esse relatório simplesmente grita para todos que a China agora possui armamentos de ponta em quantidade suficiente para representar uma ameaça muito significativa aos Estados Unidos.

Resumo da Notícia: "Mísseis Chineses Podem Atingir EUA, Japão e Austrália", www.rediff.com, 13/8/2005.

"O rápido crescimento militar da China é uma ameaça direta não somente para Taiwan, mas também para os Estados Unidos, o Japão e a Austrália, advertiu o presidente taiwanês, Chen Shui-bian... 'Alguns mísseis chineses têm um alcance de 10.000 quilômetros', disse Chen ao The Weekend Australian, em Taipei. 'Sendo assim, os alvos deles incluem os EUA, Japão, Austrália — todas as nações na região da Ásia-Pacífico', disse ele, incluindo que Pequim também está fortalecendo suas operações de espionagem mundiais. Um número estimado de 600-700 mísseis balísticos ao longo da costa chinesa estão apontados para Taiwan, apenas a 160 quilômetros de distância."

"O relatório diz que um exército chinês cada vez mais modernizado poderia representar uma ameaça para os EUA e outras potências. Os governos em toda a Ásia preocupam-se com o crescente poderio militar de Pequim, impulsionado por uma economia florescente e crescimento de dois dígitos nas despesas anuais. O gasto militar chinês já é o terceiro maior do mundo, entre 50 e 70 bilhões de dólares, perdendo apenas para os EUA e a Rússia, afirmou o relatório do Pentágono."

A China hoje está audaciosa o suficiente para ameaçar os Estados Unidos.

Resumo da Notícia: "China Ameaça EUA com Armas Nucleares Por Causa de Taiwan", www.rediff.com, 15/7/2005.

"Um general chinês afirmou que caso os Estados Unidos atacassem a China em um conflito por causa de Taiwan, ele acredita que Pequim responderia com armas nucleares... O general Zhu Chenghu, deão da Universidade da Defesa Nacional Chinesa, afirmou que estava expressando uma visão pessoal, e não a política oficial... Zhu estava respondendo a uma pergunta sobre como a China responderia ao envolvimento americano em um conflito com Taiwan. Os Estados Unidos são o maior fornecedor de armas para Taiwan e poderiam ser arrastados para a luta na defesa da ilha. 'Se os americanos apontarem seus mísseis e munições teleguiadas para o território chinês, acredito que teremos de responder com armas nucleares', disse o general."

Apesar de esse general não estar mais diretamente envolvido com o planejamento militar, ele também não ousaria dizer nada que fosse contrário ao que o governo chinês deseja, sabendo que sumiria fácil e rapidamente. Logo, só podemos concluir que, como um cidadão agora, está afirmando o pensamento oficial chinês de uma forma não-oficial, dando assim aos representantes do governo chinês a oportunidade de emitir uma "negação plausível".

Aliás, essa não é a primeira vez que um general chinês ameaça os EUA com uma guerra nuclear, caso venham a intervir em favor de Taiwan.

Em alguns casos, a China simplesmente enganou tanto a liderança americana como a russa.

Resumo da Notícia: "China Copia Códigos Russos Ultra-secretos de Controle de Fogo Para o Caça SU-27", DEBKAfile, 29/7/2002.

"Um engenheiro de software chinês de 33 anos, Zhu Rong Gong, duplicou o software secreto de controle de artilharia e integração de sistemas da série de caças russos SU-27, dando ao seu país um considerável salto em direção à produção autônoma desse potente armamento... Acredita-se que a China tenha atualmente em operação uma centena ou mais desses jatos topo de linha, que se equiparam ao russo Mig-29 e ao americano F-15C. Em fevereiro de 1996, a Rússia vendeu os direitos totais de produção dos SU-27 para a China por U$2,5 bilhões, mas reteve os segredos de produção de algumas tecnologias específicas, como o software usado para controlar o sofisticado sistema de artilharia integrado da aeronave, que era fornecido na forma de "caixa preta".

"... Os russos contavam com suas 'proibições e restrições', juntamente com as limitações práticas da China, para impedir Pequim de modernizar e exportar versões não licenciadas do SU-27 e do SU-30 sem sua ajuda. Eles apostaram no fato de que as turbinas AL-31F e todos os aparelhos eletrônicos e de rádio tinham de sair da Rússia. No entanto, a Inteligência chinesa procurou ativamente descobrir os segredos dos subsistemas da aeronave que a Rússia controlava..."

Assim, aplicando o principio da "engenharia reversa", a China desvendou as capacidades totais do mais sofisticado caça-bombardeiro russo!

Resumo da Notícia: "Marinha Chinesa Obtém Submarinos de Última Geração", Dr. Alexander Nemets, 21/11/ 2002.

"Em julho de 2001, um artigo sobre a modernização da Marinha chinesa, escrito em conjunto com o Dr. Thomas Torda (Marinha Chinesa: Das 'Águas Verdes' Para as 'Águas Azuis'), o autor deu a mais recente informação disponível (de junho-agosto de 2001) a respeito do Projeto 093, do submarino nuclear de ataque: Por volta de meados de 2001, o Estaleiro Militar, na província setentrional de Liaoning, terminou a construção de um submarino, ou mais provavelmente, dois submarinos desse tipo; esse submarino (ou esses submarinos) participou, em agosto de 2001, das manobras em grande escala da Marinha chinesa no Estreito de Taiwan".

Esse artigo então listou algumas capacidades recém-adquiridas pela Marinha chinesa:

"Em 2000-2001, a China, com grandiosa ajuda russa, concluiu o desenvolvimento e especializou-se na produção dos Mísseis de Cruzeiro para Ataque Terrestre (LACM, da abreviação em inglês) HN-2 (Hong Niao) e HN-3. Ambos possuem a capacidade de transportar ogivas nucleares."

"A série HN-2 inclui três tipos — HN-2A e HN-2B para lançamento terrestre, com um alcance de 1.800 km, e o HN-2C, para lançamento a partir de submarinos submersos, com um alcance de 1.400 km. De acordo com fontes confiáveis, os HN-2C são instalados em submarinos da classe Song, a diesel e elétricos, da Marinha chinesa; eles podem ser lançados verticalmente de lançadores de torpedos padrão de 533 mm."

"A série HN-3, com um alcance de 2.500-3.000 km e valor máximo de 0.9 Mach (velocidade do som), isso inclui a variante HN-3A para lançamento terrestre e o HN-3B, variante para lançamento a partir do submarino nuclear de ataque 'Projeto 093'."

"A China (inquestionavelmente com grande ajuda russa) está atualmente engajada no desenvolvimento de LACMs 'superavançados' com um alcance de 4.000 km."

"Muito provavelmente, em 2003-2005, a Marinha chinesa concentrará seus esforços na aquisição de submarinos nucleares Akula-II, da Rússia. Algumas fontes indicam que US$2 bilhões seja um possível preço de negociação. Ao mesmo tempo, o Estaleiro Huludao poderia obter a tecnologia para construção dos Akula-II. Ele é considerado o mais avançado submarino nuclear de ataque da Marinha russa. Seus armamentos incluem:"

  • Mísseis de Cruzeiro para Ataque Terrestre Granit (SS-N-21 Sampson) lançados por submarino, com um alcance de aproximadamente 3.000 km; geralmente eles são equipados com ogivas nucleares;
  • Mísseis supersônicos Yakhont, de navio contra navio, com uma velocidade máxima de 3 Mach (1.000 m/s) e um alcance de aproximadamente 300 km;
  • Torpedos e mísseis-torpedo avançados.

O submarino pode mergulhar a profundidades de 520-600 m e navegar autonomamente por 100 dias.

O tempo e espaço não permitem que eu continue adicionando mais histórias sobre o incrivelmente rápido avanço dos sistemas bélicos chineses. Durante os seis anos finais da administração Clinton, a China recebeu uma ajuda inacreditável em sistemas guiados por satélite, que tornam os sistemas de orientação dos mísseis extremamente mais precisos.

Clinton permitiu que a China "roubasse" os mais avançados projetos americanos de ogiva nuclear.

De quantas maneiras você puder contar, a China avançou ao status de superpotência. Agora, parece que os EUA estão tentando formular uma resposta à altura.

Resumo da Notícia: "EUA e China Entrando em Nova Guerra Fria", Taipei Times, 13/8/2005.

"O principal tema na história da Ásia Oriental nos últimos anos mudou dos problemas econômicos e da guerra contra o terror, e está agora focado no conflito geopolítico. O duelo entre as grandes potências — que está se tornando altamente tenso — parece mais e mais como uma 'Guerra Fria' entre os EUA e a China... a aliança antiterror entre EUA, Rússia, China e outros países praticamente se desintegrou."

"Ele foi substituído por um conflito geopolítico entre as grandes potências, particularmente EUA e China. Isso é claramente indicado pelos recentes incidentes, incluindo o fracasso da Corporação Nacional Chinesa de Petróleo Marítimo (CNOOC) na aquisição da companhia petrolifera norte-americana Unocal, a decisão do Uzbequistão de expulsar os militares americanos de seu território, e os boatos sobre o desarmamento nuclear na Península da Coréia... Preocupações com a segurança energética estão fazendo as autoridades de Pequim ficarem ansiosas em tirar as forças americanas da Ásia Central como forma de quebrar a 'restrição' americana... O último relatório anual do Pentágono sobre a força militar chinesa, que foi emitido em 19 de julho, pela primeira vez aponta que a expansão ativa do arsenal militar da China não está apenas focada em Taiwan, mas em 'Taiwan e além'."

"Todos os sinais indicam que a China e os EUA estão agora entrando em uma nova versão da Guerra Fria. Os dois ainda são importantes parceiros de comércio, mas também estão se envolvendo em uma disputa geopolítica centralizada em suas diferentes estratégias de energia. Essa disputa está agora aumentando."

Finalmente, tanto a China como a Rússia armaram o Irã até os dentes, um fortalecimento calculado para garantir que o presidente Bush não possa realmente atacar o Irã.

Resumo da Notícia: "China Maior: Os EUA e Aquele Outro Eixo", Jephraim P. Gundzik, Asia Times, 9 de junho de 2005.

"Os crescentes laços de proximidade de Pequim com Moscou e Teerã irão atrapalhar o objetivo da política externa de Washington de proteger as posições americanas já conquistadas no Oriente Médio, Ásia Central e Ásia... Desde o começo da guerra no Iraque, Pequim tem trabalhado freneticamente para fortalecer seus laços com Moscou e Teerã, em um aparente esforço de impedir as ações militares americanas contra os membros remanescentes do "Eixo do Mal", Irã e Coréia do Norte. Além dos recentes gigantescos acordos energéticos com Teerã, que colocam o Irã na rede segura da China, tanto Pequim como Moscou aceleraram a transferência de tecnologias de mísseis para Teerã, ao mesmo tempo em que vendiam à República Islâmica equipamentos militares cada vez mais modernos."

"Armado com um vasto arsenal de mísseis antinavio e de longo alcance, o Irã pode visar as posições de tropas americanas em todo o Oriente Médio e atingir os navios da Marinha americana. O Irã pode também usar suas armas para bloquear o Estreito de Hormuz, pelo qual é transportado um terço do petróleo negociado no mundo. Com a ajuda de Pequim e Moscou, Teerã está cada vez mais se tornando um alvo militar pouco atraente para os americanos."

Conclusão

Para o cristão com discernimento, que está continuamente olhando além da retórica e das noticias do dia para ver como o mundo está mudando de acordo com o modo previsto nas Escrituras proféticas, esse vasto armamento chinês, acoplado com a finalização de uma estrada que vai da China até as proximidades de Israel, uma sirene muita ameaçadora toca em sua mente.

A China está literalmente se preparando para os sete anos do Período de Tribulação, quando a Rússia e os EUA serão destruídos, e os "reis do oriente" serão convocados pelas hordas demoníacas para marcharem até a fronteira de Israel, preparando-se para um ataque. Ao longo do percurso, essa gigantesca força chinesa matará, matará e matará um pouco mais, tudo de acordo com a profecia.

E, quando esses 200 milhões de soldados cercarem Jerusalém, o Senhor Jesus Cristo virá para matar todos eles instantaneamente com a espada de Sua boca (Apocalipse 19:14-15). Esse tremendo evento não deve ser chamado de "Batalha do Armagedom", e sim "Massacre do Armagedom". Em um instante, todos esses soldados morrerão. E Deus já providenciou a limpeza e remoção dos cadáveres.

"E vi um anjo que estava no sol, e clamou com grande voz, dizendo a todas as aves que voavam pelo meio do céu: Vinde, e ajuntai-vos à ceia do grande Deus; Para que comais a carne dos reis, e a carne dos tribunos, e a carne dos fortes, e a carne dos cavalos e dos que sobre eles se assentam; e a carne de todos os homens, livres e servos, pequenos e grandes." [Apocalipse 19:17-18].

Agora você sabe por que Deus está causando o alvoroço — a população de abutres simplesmente cresceu exponencialmente em Israel nos últimos dez anos [Leia o artigo N1951, "A População de Abutres Está se Multiplicando Extraordinariamente em Israel".] Deus está fazendo com que todas as peças se encaixem.



Você está preparado espiritualmente? Sua família está preparada? Você está protegendo seus amados da forma adequada? Esta é a razão deste ministério, fazê-lo compreender os perigos iminentes e depois ajudá-lo a criar estratégias para advertir e proteger seus amados. Após estar bem treinado, você também pode usar seu conhecimento como um modo de abrir a porta de discussão com uma pessoa que ainda não conheça o plano da salvação. Já pude fazer isso muitas vezes e vi pessoas receberem Jesus Cristo em seus corações. Estes tempos difíceis em que vivemos também são tempos em que podemos anunciar Jesus Cristo a muitas pessoas.

Se você recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, mas vive uma vida espiritual morna, precisa pedir perdão e renovar seus compromissos. Ele o perdoará imediatamente e encherá seu coração com a alegria do Espírito Santo de Deus. Em seguida, você precisa iniciar uma vida diária de comunhão, com oração e estudo da Bíblia.

Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia-a-dia.

Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.

Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", dê um clique aqui: http://www.cuttingedge.org

Que Deus o abençoe.

Tradução: Raphael S. Linhares
Data de publicação: 28/9/2005
Patrocinado por: S. F. F. C. — Vargem Grande Paulista / SP
Revisão: http://www.TextoExato.com
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/n2066.asp