Escolha uma cor para o fundo:  

A Possibilidade de Decretação de Lei Marcial Para Enfrentar uma Eventual Crise da Gripe Aviária

Recursos úteis para sua maior compreensão

Título do Livro 1


Título do Livro 2


Título do Livro 3

Para lidar com o problema da gripe aviária, o governo planeja impor a quarentena da população atingida e decretar a lei militar!

A Nova Ordem Mundial está chegando! Você está preparado?

Compreendendo o que realmente é essa Nova Ordem Mundial e como está sendo implementada gradualmente, você poderá ver o progresso dela nas notícias do dia-a-dia!!

Aprenda a proteger a si mesmo e aos seus amados!

Após ler nossos artigos, você nunca mais verá as notícias da mesma forma.

Agora você está na
"THE CUTTING EDGE"


"Seria Mais Fácil Se Eu Fosse o Ditador"

A descrição na carta "Ditadura" do Jogo de Cartas dos Illuminati é bastante reveladora. Veja: "Jogue esta carta quando for sua vez, em qualquer país que você controle. Esta é uma ação para aquele país ou para seu mestre. O alvo é agora uma ditadura. A carta tem +2 de poder. O país se torna violento, se já não era." (Nota: Para saber mais sobre o jogo INWO — A Nova Ordem Mundial dos Illuminati, leia a série de cinco artigos na área Terceira Guerra Mundial.).

Você entendeu a condição do país que acaba de cair nas garras de uma ditadura? "O país se torna violento, se já não era."

Tenha isso em mente ao ler a proposta do presidente Bush para impor o controle militar para executar uma quarentena que se faz "necessária" devido à gripe aviária.

Resumo da notícia: "Bush Sugere Usar as Forças Armadas na Quarentena da Gripe Aviária", WRAL TV, Canal 5, 4 de outubro de 2005.

"Washington — O presidente George W. Bush, cada vez mais preocupado com uma possível pandemia da gripe aviária, revelou na terça-feira que qualquer parte do país em que o vírus atacar será provavelmente posta em quarentena e que ele está pensando em utilizar as forças armadas para impor a lei. 'A melhor forma de lidar com uma pandemia é isolar e manter isolada a região onde ela começou', afirmou durante uma conferência à imprensa em Rose Garden."

Os Illuminati têm um desejo tão grande de estabelecer o controle militar sobre este país que avançaram inúmeras causas para que possam impor esse regime. Além de propor a utilização da força militar para executar uma "quarentena" (leia-se Lei Marcial com Zonas de Patrulhamento Militar), o presidente sabe que pode impor as zonas de patrulhamento militar e a Lei Marcial nos seguintes casos, usando o NORTHCOM como estrutura de comando:

  1. Se os Estados Unidos forem atingidos por um segundo grande desastre natural em seis meses — cognominado Operação Ofélia.

  2. Se os Estados Unidos forem invadidos por alienígenas — "Mais Rumores de Armas Nucleares — Possível Incidente de Segurança Nacional no Início de Outubro"

  3. Se os Estados Unidos sofrerem a detonação de uma arma nuclear em uma área metropolitana — (Ibidem).

(Nota: Se um artefato nuclear for detonado em uma cidade norte-americana, você deve entender que os perpetradores são os Illuminati, pois os satélites russos e americanos são capazes de localizar com precisão cada artefato nuclear na Terra, mesmo se estiverem encapsulados em caixas de chumbo pesado. Quando você ler o artigo N1938, "O Mito Que Grupos Terroristas Podem Atingir as Grandes Cidades Com Armas Nucleares Sem Que Suas Exatas Ações Sejam Conhecidas de Antemão", perceberá que é impossível para os terroristas infiltrarem um artefato nuclear e levá-lo a qualquer lugar sem que os satélites o detectem. Os satélites conseguem rastrear uma ogiva em movimento com tanta precisão que as autoridades podem ver qual saída os terroristas pegam conforme se movimentam pela estrada. Portanto, é totalmente impossível para os "terroristas" transportarem um artefato nuclear para qualquer lugar dentro dos EUA).

Lembre-se que o governo norte-americano agora pode impor legalmente a Lei Marcial sobre qualquer parte dos Estados Unidos pelas três razões relacionadas acima. Tenha isso em mente, pois retornaremos a esse assunto no fim deste artigo.

Agora, vamos retornar à manchete mencionada.

"O presidente foi questionado se seu recente discurso de dar às Forças Armadas o comando para responder aos grandes desastres naturais, como o furacão Katrina e outras catástrofes foi, em parte, resultado de suas preocupações de que as autoridades estaduais e municipais não estão à altura para lidar com uma epidemia de gripe. 'Sim', ele respondeu." (Ibidem).

Agora, observe como o "fiasco" deliberado do governo federal por meio da FEMA (Agência Federal de Gerenciamento de Emergências) está fazendo com que o presidente acumule mais poder em suas mãos:

"Após a fracassada resposta federal inicial ao furacão Katrina, Bush sugeriu colocar o Pentágono à frente dos esforços de busca e resgate no momento de um grande ataque terrorista ou de um desastre natural igualmente catastrófico. Ele argumentou que as forças armadas têm a capacidade de mobilizar rapidamente equipamentos e recursos humanos, além das capacidades de comunicação necessárias em tempos de crise. Mas tal mudança pode requerer uma alteração na lei, e alguns no Congresso e nos estados temem que isso possa aumentar o poder do governo federal à custa do controle local."

Palavras mais verdadeiras do que essas nunca foram ditas! Todos os controles e barreiras que serviram tão bem a este país por mais de cem anos para impedir a formação de um governo ditatorial, as proteções que delegaram aos estados todas as questões que a Constituição não deu especificamente ao Governo Federal. Entre essas proteções está a lei Posse Comitatus, que proíbe o uso das forças armadas regulares contra a população civil e hoje ouvimos o presidente pedir ao Congresso que mude a lei ou a elimine completamente!

Um artigo jornalístico afirmou sucintamente a realidade óbvia que seria rapidamente imposta caso o presidente Bush decida executar uma quarentena com tropas militares. Leia com atenção:

Resumo da notícia: "As tropas poderão ocupar nossas ruas? O papel das forças armadas cresceu em resposta às emergências domésticas", Raiders Updates, 5 de outubro de 2005.

"Washington — Estão os americanos preparados para que soldados armados patrulhem as ruas de suas cidades após um ataque terrorista ou um desastre natural? Décadas atrás, a resposta seria um enfático 'não!' Mas após os furacões Katrina e Rita, a resposta é 'talvez'. Uma lei promulgada após a Guerra Civil, chamada Posse Comitatus, proíbe as forças armadas de se envolverem na imposição da lei civil. Mas, na semana passada, o presidente Bush iniciou uma discussão com seus assessores, o Secretário de Defesa Donald Rumsfeld, comandantes militares e alguns membros do Congresso para discutir se a lei deve ser alterada para dar ao presidente autoridade para despachar soldados a qualquer local onde ocorra um desastre natural imediatamente."

"Após a passagem do furacão Katrina e as equipes de televisão filmarem a criminalidade nas ruas de Nova Orleans, muitos americanos exigiram que as tropas nacionais fossem enviadas para restaurar a ordem... O porta-voz da Casa Branca, Scott McClellan, disse: 'Quando você tem um severo evento catastrófico, como o furacão Katrina, precisa ter a autoridade, um mecanismo que permita que as forças armadas assumam a responsabilidade total pela resposta imediata, de modo a estabilizar a situação e depois se retirem, permitindo que outros assumam o controle'... A Lei Posse Comitatus, aprovada em 1878, foi modificada desde então. Existem exceções para o impedimento do uso de tropas federais autorizadas internamente pela Constituição e pelo Congresso. A Guarda Costeira é utilizada no combate ao tráfico de drogas. O Exército pode dar assistência técnica às agências civis de imposição da lei. A Marinha pode fornecer aviões. E a Guarda Nacional não está proibida de se envolver na imposição da lei civil, a não ser que tenha sido federalizada pelo presidente. Em anos recentes, tropas militares foram estacionadas para patrulhar bairros rebelados de grandes cidades porque isso é considerado um uso 'passivo'. Os soldados supostamente não devem prender cidadãos, o que é considerado um uso 'ativo' das forças armadas... Agora o debate se tornou público e não há consenso partidário."

Os primeiros passos do Plano de Seis Etapas Para a Mudança do Comportamento foram agora implementados. O presidente propôs de forma oficial que lhe seja permitido enviar imediatamente forças militares para lidar com uma destruição maciça, como a provocada pelo furacão Katrina. Podemos apenas assumir que ele faria isso após ter federalizado a Guarda Nacional, tomando, assim, o controle dessas forças das mãos dos governadores dos estados afetados.

A Lei Posse Comitatus tem servido como um escudo contra o controle militar federal, uma possibilidade que aterroriza os conservadores desde os dias do governo de Franklin D. Roosevelt. Agora, o presidente Bush está propondo que a proteção desse escudo seja removida, ou dissolvida de tal forma que se torne ineficaz. Verdadeiramente, nossas liberdades estão sob ataque como nunca antes na história americana.

Porém, há mais nessa história do que podemos ver.

Dividindo os EUA em Zonas de Patrulhamento Militar

Olhe atentamente para este mapa, criado durante um Encontro dos Bilderbergers, em 1952. Observe que todos os países soberanos do mundo foram divididos em zonas de patrulhamento militar individuais. Em seguida, observe que cada país anteriormente soberano será administrado por tropas estrangeiras! Os EUA estarão divididos em cinco zonas de patrulhamento militar.

Vamos agora examinar as tropas que deverão ser estacionadas na América do Norte, de acordo com esse plano de 1952.

  1. Nordeste — Tropas colombianas e venezuelanas

  2. Sul dos EUA até a Califórnia — Tropas russas. A linha começa na Virginia e segue para o oeste até a fronteira da Califórnia.

  3. Meio-oeste — Tropas belgas

  4. Noroeste, incluindo a Califórnia — Tropas irlandesas

  5. Canadá — Tropas mongóis [chinesas] e russas

  6. México — Tropas mongóis [chinesas]. Observe que essa zona se estende ao norte, entrando na Califórnia, para incluir Los Angeles.

Tropas estrangeiras estarão no controle total de todo o continente da América do Norte. Nenhuma tropa americana substancial será permitida no país. Então, o que deve acontecer ao contingente de 1.146.959 soldados que costumavam ficar estacionados no país? Eles terão que ser dispensados ou enviados para além-mar. Desde os dias do presidente Clinton, as tropas americanas têm sido continuamente enviadas para o exterior. Hoje, soldados americanos estão estacionados em cerca de 120 pontos em todo o mundo, além de estarem envolvidos no Afeganistão e no Iraque. As forças armadas norte-americanas estão realmente no limite. Vamos retornar por um momento ao artigo anterior do Raiders Updates, para tratarmos desse problema.

"Um dos principais argumentos sendo levantados contra a idéia de abandonar a proibição da Lei Posse Comitatus é a confissão do próprio Pentágono de que as forças armadas estão no limite. Com uma grande remessa para o Iraque e milhares de soldados ainda no Afeganistão, muitos estão preocupados que não haja soldados suficientes para uso doméstico e no estrangeiro. As tropas da Guarda Nacional estão sendo despachadas em número recorde para preencher a lacuna no Iraque." (Ibidem).

Precisamente! Lembre-se do que Henry Kissinger disse muitos anos atrás:

"Hoje, os americanos ficariam indignados se as forças da ONU entrassem em Los Angeles para restaurar a ordem. Amanhã, darão as boas-vindas."

Uma afirmação mais sucinta dessa parte do plano da Nova Ordem Mundial não seria possível! Henry Kissinger afirmou o plano total e completo para os seus ouvintes, mas como a maioria dos americanos não conhece essa parte do plano, as observações de Kissinger passaram despercebidas pela maioria.

Não se deixe enganar: os Estados Unidos não irão apenas entregar voluntariamente sua soberania, mas seus líderes permitirão que tropas estrangeiras entrem no país para impor a lei militar! Está planejado que tropas estrangeiras patrulharão os EUA assim que as zonas de patrulhamento militar forem definidas para combater as crises criadas de forma deliberada, que afetarão o país. Uma vez que a Cutting Edge tem conhecimento disso há anos, nossa única dúvida era sob quais condições essas tropas seriam trazidas? E quais tropas estrangeiras seriam as primeiras a chegar?

Uma coisa é certa: assim que as primeiras tropas estrangeiras forem convidadas a vir ao solo americano e sejam de fato recebidas, os americanos com discernimento deverão saber com certeza que as partes finais do plano estão muito próximas de serem implementadas. Veja a seguinte manchete que informa que fuzileiros navais de elite holandeses e mexicanos desembarcaram no Texas após a passagem do furacão Katrina.

Resumo da notícia: "México e Holanda enviam tropas a Biloxi", Duluth News Tribune, 9 de setembro de 2005

"9 de setembro — A Bordo do ARM Papaloapan — Os fuzileiros navais desembarcaram em Biloxi — os fuzileiros navais mexicanos. E os fuzileiros navais holandeses também. Pela primeira vez desde o século XIX, tropas mexicanas desembarcaram em solo norte-americano na sexta-feira, enviadas do navio da Marinha mexicana ARM Papaloapan, ancorado próximo ao USS Bataan. O nome do navio mexicano significa 'Rio de Borboletas'. Os fuzileiros navais do México, da Holanda e dos EUA são parte de um esforço internacional de limpeza após a passagem do furacão Katrina, que está sendo organizado em navios a cerca de 32 quilômetros da costa no Golfo do México. Quatro navios canadenses estão a caminho."

Agora, observe quem autorizou que essas tropas estrangeiras entrassem em solo americano:

"'Nosso presidente ligou para George Bush e três dias depois viemos para cá.' disse Oscar Martinez Pretelin, um oficial almirante a bordo do Papaloapan, um porta-aviões de fabricação americana de 134 metros de comprimento... O navio holandês, o Van Amstel, é uma fragata fortemente armada que deixou uma patrulha antidrogas perto de Aruba após a passagem do Katrina, em 29 de agosto. O subcomandante Henk Suurveld, do Van Amstel, segundo oficial no comando do navio, disse que seus homens irão patrulhar a baía para garantir que os barcos de recreio não interfiram nas operações militares de resgate. Um contingente de cerca de 70 fuzileiros navais holandeses também desembarcou na praia em Biloxi na quinta-feira para limpar as proximidades." (Ibidem).

Tropas estrangeiras estão aqui, em resposta a um desastre natural provocado pelo furacão Katrina, que sabemos que foi criado e dirigido pela tecnologia de Ondas Eletromagnéticas Escalares e que continha uma fortíssima "assinatura ocultista".

Portanto, sabemos que os EUA entraram em um estágio final rumo ao cumprimento desse plano de longo prazo dos Illuminati.

Agora, vamos retornar à parte inicial deste artigo para propormos a questão final. Observamos que a Lei Marcial pode agora ser declarada de acordo com qualquer um destes quatro cenários:

  1. Se os Estados Unidos forem atingidos por um segundo grande desastre natural em seis meses — cognominado Operação Ofélia.

  2. Se os Estados Unidos forem invadidos por alienígenas — "Mais Rumores de Armas Nucleares — Possível Incidente de Segurança Nacional no Início de Outubro".

  3. Se os Estados Unidos sofrerem a detonação de uma arma nuclear em uma área metropolitana — (Ibidem).

  4. Se os Estados Unidos sofrerem uma epidemia da gripe aviária

Por que nossos líderes criariam quatro cenários diferentes pelos quais poderiam legalmente impor a Lei Marcial? Qualquer um desses desastres pareceria suficiente para decretar a Lei Marcial no país. Entretanto, revendo os fatos, talvez a Lei Marcial não esteja planejada para ser decretada em todo o país de uma só vez. Os patriotas norte-americanos sempre consideraram que a Lei Marcial em todo o país seria imposta de uma só vez, em decorrência de um desastre.

Entretanto, e se os Illuminati estivessem planejando uma implementação gradual da Lei Marcial, com base em diversos desastres? Por exemplo:

  1. A Costa Oeste poderia ter a Lei Marcial imposta por que a terceira "predição" da FEMA (um grande terremoto na falha de San Andreas) veio a ocorrer. Talvez a Lei Marcial possa ser declarada na Califórnia e nas proximidades de Nevada e Utah. Neste ponto, o restante do país não estaria sob a Lei Marcial.

  2. Se o Oregon fosse atingido por uma onda gigante (leia o artigo N2076, "Sinais Sombrios: Ocorrências Naturais Agora Imitam Filmes Recentes de Desastres"), os estados do Oregon e Washington poderiam ser colocados sob a Lei Marcial. Neste ponto, apenas a Califórnia, Utah, Nevada e o Pacífico Noroeste estariam sob a lei militar; o restante do país não estaria sob a Lei Marcial.

  3. Se a área ao redor dos laboratórios do Centro de Controle de Doenças — que recriaram a letal gripe espanhola em 2003 — repentinamente sofresse um surto da gripe aviária, a Lei Marcial poderia ser declarada no sudeste. Neste ponto, o sudeste e o noroeste poderiam ficar sob a Lei Marcial, ao passo que o restante do país não estaria — ainda.

  4. Se um artefato atômico fosse detonado na cidade de Nova York, toda a porção norte da Costa Leste poderia ser declarada sob a Lei Marcial. Afinal, a radioatividade poderia ser declarada um risco desde a capital Washington, até o Maine. As pessoas acreditariam nisso, já que poucas delas se dariam ao trabalho de verificar se a radioatividade realmente se alastra para tão longe.

  5. Se alienígenas pousassem em Denver e/ou em Chicago, a Lei Marcial poderia ser declarada na região centro-norte do país.

De acordo com esse cenário proposto, a Lei Marcial poderia ser declarada aos poucos e não de uma só vez. Essa estratégia poderia neutralizar qualquer tentativa dos grupos patriotas de levarem suas 100 milhões de armas para as ruas para se oporem à tomada de controle pelo governo. Entre 1933-1939, Adolf Hitler enfrentou o perigo das milícias organizadas — veteranos da Primeira Guerra Mundial — que haviam se comprometido a se opor militarmente a qualquer tentativa de Hitler de impor uma ditadura nacional; portanto, Hitler deu passos lentos e com cuidado, de modo que os grupos de milícia não ficaram alarmados ao ponto de entrarem em ação. Na verdade, esse momento de ação nunca chegou e Hitler assumiu poderes ditatoriais sem qualquer oposição significativa dos veteranos líderes das milícias alemãs.

Podemos ver o mesmo cenário ocorrendo aqui? Sim, podemos e essa pode ser a razão para termos pelo menos quatro cenários diferentes que poderiam deflagrar a imposição da Lei Marcial. Claramente, portanto, os EUA avançaram para os estágios finais desse plano da ditadura militar.



Você está preparado espiritualmente? Sua família está preparada? Você está protegendo seus amados da forma adequada? Esta é a razão deste ministério, fazê-lo compreender os perigos iminentes e depois ajudá-lo a criar estratégias para advertir e proteger seus amados. Após estar bem treinado, você também pode usar seu conhecimento como um modo de abrir a porta de discussão com uma pessoa que ainda não conheça o plano da salvação. Já pude fazer isso muitas vezes e vi pessoas receberem Jesus Cristo em seus corações. Estes tempos difíceis em que vivemos também são tempos em que podemos anunciar Jesus Cristo a muitas pessoas.

Se você recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, mas vive uma vida espiritual morna, precisa pedir perdão e renovar seus compromissos. Ele o perdoará imediatamente e encherá seu coração com a alegria do Espírito Santo de Deus. Em seguida, você precisa iniciar uma vida diária de comunhão, com oração e estudo da Bíblia.

Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia-a-dia.

Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.

Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", dê um clique aqui: http://www.cuttingedge.org

Que Deus o abençoe.

Tradução: Eduardo Perez Neto
Data de publicação: 18/11/2005
Revisão: http://www.TextoExato.com
Patrocinado por: S. F. F. C. — Vargem Grande Paulista / SP
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/n2079.asp