Escolha uma cor para o fundo:  

Primeiro-Ministro Sharon Rompe com o Likud Para Formar um Novo Partido Político em Israel — O "Progressista" Shimon Peres Poderá Aderir

Recursos úteis para sua maior compreensão

Título do Livro 1


Título do Livro 2


Título do Livro 3

A brilhante jogada estratégica força tanto o conservador Partido Likud quanto o "progressista" Partido Trabalhista a saírem para as laterais — neutralizando ambos ao mesmo tempo!

A Nova Ordem Mundial está chegando! Você está preparado?

Compreendendo o que realmente é essa Nova Ordem Mundial, e como está sendo implementada gradualmente, você poderá ver o progresso dela nas notícias do dia-a-dia!!

Aprenda a proteger a si mesmo e aos seus amados!

Após ler nossos artigos, você nunca mais verá as notícias da mesma forma.

Agora você está na
"THE CUTTING EDGE"


Sharon Faz Sua "Inesperada" Jogada Política

Resumo da notícia: "Sharon procura antecipar as eleições com o novo partido: Uma aposta política ousada — É possível que Shimon Peres se alie a ele", The Independent, 21/11/2005.

"Em uma ousada jogada política, o primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, decidiu abandonar seu partido Likud, formar um novo movimento político e forçar eleições antecipadas. A decisão de Sharon reconfigura o mapa político de Israel, formalizando sua transformação de um linha-dura para a de um centrista e aumentando as chances de progresso no processo de paz com os palestinos após as eleições de março."

Para a maioria dos observadores, a atitude de Sharon veio como uma aguda surpresa. De fato, inúmeros artigos surgiram logo em seguida usando a palavra "terremoto" tanto no título quanto no texto. De fato, para a maioria, o ambiente político parecia lembrar os destroços espalhados após um terremoto real.

Ainda assim, por que alguém ficaria surpreso com a saída de Sharon do Likud e a criação de um novo partido político? Afinal, o Likud se opôs amargamente ao Programa de Retirada Unilateral, de Sharon. Em diversas ocasiões, Sharon teve primeiramente de superar a oposição do partido Likud antes de poder prosseguir rumo à sua meta. Em diversas ocasiões, a margem de vitória das políticas de Sharon veio do lado "progressista", e não do conservador.

As coisas finalmente ficaram tão sérias que, antes que as retiradas pudessem começar, Sharon teve de parar para conseguir um parceiro de coalizão, Shimon Peres, que apoiou Oslo tão completamente que estava tão vendido para a necessidade de uma retirada unilateral quanto Sharon. Sharon-Peres é a combinação de governo que executou a retirada da Faixa de Gaza — não exatamente o que os eleitores judeus conservadores tinham em mente quando deram seu voto ao antigo herói de guerra, o general Sharon.

Entretanto, se Sharon prosseguir com a retirada de porções selecionadas da Margem Ocidental (a Cisjordânia), terá de estar à frente de um governo muito mais sólido do que o governo de coalizão que ele tem no momento com Peres. Afinal, a demografia da retirada dos assentamentos na Margem Ocidental é muito mais assustadora do que na Faixa de Gaza. Israel retirou aproximadamente 9.000 colonos, porém existem 240.000 colonos na Cisjordânia.

Mesmo quando consideramos que Israel redesenhou as barreiras de segurança de modo a manter 180.000 colonos da Cisjordânia dentro do território oficial de Israel, isso significa que o governo de Israel terá que remover 60.000 colonos judeus, uma tarefa muito mais monumental do que a retirada de Gaza.

A verdade é que Sharon provavelmente não tinha o apoio firme necessário para a retirada de 60.000 colonos assentados. O partido Likud estava dificultando em muito a vida de Sharon. Portanto, aquele velho e astuto estrategista militar decidiu passar por cima do Likud, abandonando o partido para formar seu próprio partido, que ele poderá caracterizar como "centrista"! Tal designação forçaria naturalmente o Likud para a posição de "extremista" aos olhos do eleitorado; pelo menos Sharon e seus colegas da mídia de massa poderiam continuamente chamar o Likud por essa nomenclatura. Como todos os leitores da Cutting Edge sabem, os Illuminati odeiam o extremismo em qualquer grau e em qualquer parte do mundo, e estão sempre tentando destruir sua influência.

Vamos retornar agora para o artigo citado.

"A decisão de Sharon, que será formalmente anunciada hoje, provocou calafrios nos políticos israelenses, e preparou o cenário para uma campanha eleitoral dramática. Ela contraporia um Likud menor e de linha dura, possivelmente sob o comando do ex-primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, contra Sharon e o novo líder do Partido Trabalhista, o ex-chefe do sindicato dos trabalhadores Amir Peretz. Uma pesquisa hoje apontou que uma aliança entre o novo partido de Sharon com o moderado partido Trabalhista e os partidos de esquerda controlaria 74 cadeiras dos 120 membros do Parlamento."

Antes de Sharon anunciar essa decisão, ele certamente contou seus votos para assegurar que seu novo partido, juntamente com os verdadeiros liberais que seguem Shimon Peres, formaria a maioria no Parlamento. Afinal, Sharon venceu quase todas as confrontações com o Likud, e ganhou todas as disputas cruciais. Esse fato significa que Sharon tinha um forte apoio da maioria do Likud antes de anunciar o plano do seu novo partido.

Quando Shimon Peres se aliou a Sharon em um governo de coalizão unido, ele trouxe mais números que estavam comprometidos com a retirada unilateral exigida pelo Tratado de Oslo original de 1972-1973. Permita-nos retornar agora ao artigo mencionado, para vermos o papel que Peres poderá desempenhar nesse novo partido político.

"Espera-se que Sharon leve diversos ministros proeminentes do Likud com ele para o seu novo partido, juntamente com alguns do Partido Trabalhista. É possível que Shimon Peres — o líder removido do Partido Trabalhista — junte forças com Sharon."

Libertado dos impedimentos do Likud, Sharon estaria livre para seguir a linha mais moderada que tem exposto em anos recentes — parte da virada dramática de um forte apoiador dos colonos judeus para o primeiro líder israelense a desmantelar as comunidades da Cisjordânia e de Gaza. Verdadeiramente, Sharon tem sido um "homem milagroso" na história de Israel, indo de "conservador de linha dura", ex-general de guerra, a um político progressista nos moldes de Shimon Peres.

Não esqueça a conveniência de Shimon Peres ter perdido uma disputada eleição com Peretz. Os analistas foram surpreendidos quando Peres perdeu a eleição, já que era esperado que ele vencesse — facilmente. No entanto, agora que Peres não é mais o líder oficial do Partido Trabalhista, está livre para se unir a Sharon em um novo partido político! Se tivesse vencido a eleição, ele não estaria livre agora para lançar seu apoio a Sharon, e levar membros do Partido Trabalhista com ele.

Para fazer esse novo partido funcionar, Sharon precisa agora dissolver o atual Parlamento do Knesset, forçando, assim, uma eleição antes do planejado.

Resumo da notícia: "Knesset Se Agita Após o Terremoto de Sharon", Israel National News, 21/11/2005.

"Enquanto o presidente Katzav considera o pedido do primeiro-ministro Sharon para dissolver o Knesset e declarar novas eleições, o Knesset está tentando aprovar sua própria lei sobre o assunto. As eleições serão provavelmente realizadas em março. Sharon provocou um terremoto político na noite do último domingo quando decidiu abandonar sua posição como presidente do partido Likud e concorrer ao cargo de primeiro-ministro como chefe de um novo partido. Ele chegou à residência de Katzav em Jerusalém nesta manhã, e informou ao presidente que o Knesset 'atualmente não permite que o governo funcione normalmente'. Sharon pediu então que o Knesset seja dissolvido e novas eleições sejam realizadas em 90 dias, de acordo com a lei."

O presidente Katzav está considerando o assunto, mas virtualmente ninguém acredita que ele negará o pedido de Sharon.

As primeiras pesquisas indicaram que Sharon tinha tomado a decisão certa.

Resumo de notícia: "Pesquisas mostram Sharon de volta à cadeira de Premier", Gulf News, 22/11/2005.

"Um dia após Ariel Sharon abandonar o partido de linha-dura Likud, as pesquisas dos jornais israelenses mostram que o ancião de 77 anos acumulou apoio suficiente para retornar ao cargo de primeiro-ministro à frente do novo partido centrista que formou... o Partido Trabalhista, disse a pesquisa, receberia 26 cadeiras e o Likud receberia 15 cadeiras se o ex-primeiro-ministro Benjamin Netanyahu substituísse Sharon como líder do partido, conforme esperado. O diário Yediot Ahronot publicou uma pesquisa que apontava que o partido de Sharon ganharia 33 cadeiras, o Partido Trabalhista 26 e um Likud liderado por Netanyahu, 12."

Conforme você pode ver, o novo partido de Sharon — chamado "Responsabilidade Nacional" — teria a maioria no novo Parlamento. Durante a eleição, Peres poderia muito bem fazer em pedaços o apoio do Partido Trabalhista conforme as eleições se aproximassem.

Observe também os atuais membros do Parlamento (Knesset) tentando adiar a eleição o máximo que puderem, ao passo que Sharon tentará realizá-la o mais rápido possível. Por que isso acontece? Sharon parece desfrutar de um prestígio inicial com o eleitorado, que ainda não despertou para descobrir que Sharon o está conduzindo com falsas promessas de que a retirada trará maior paz e segurança com os palestinos. Se o Knesset puder adiar a data da eleição o suficiente, os palestinos poderão simplesmente persuadir o ingênuo eleitor israelense de que o método de Sharon não trará maior paz e segurança.

Entretanto, neste momento, temos de nos maravilhar com a perspicácia política do primeiro-ministro Ariel Sharon e o vice-premier Shimon Peres. Eles acabaram de manobrar seus respectivos lados exatamente da forma como precisavam para criar um novo partido político. Assim que esse novo partido político estiver formado, Sharon-Peres deverão ter estabilidade política suficiente para executar essa difícil retirada sem terem de se preocupar com uma frágil coalizão.

Essa manobra política levará Israel para mais perto do ponto em que suas Forças de Defesa poderão começar a cumprir Obadias 15-18 e Isaías 34 — a completa aniquilação do povo palestino. Assim que os colonos judeus tiverem sido removidos das zonas de perigo — tirados do "caminho do estrago" — o genocídio profetizado poderá começar. Embora não nos regozijemos com a morte de ninguém, estamos muito interessados no fato de que a profecia do fim dos tempos de Deus parece estar quase pronta para começar.

Para aqueles que não estão familiarizados com essa profecia, reservem um tempo para ler os seguintes artigos:

N1422 — "A Vindoura Aniquilação do Povo Palestino — A Casa de Esaú" — Publicado em outubro de 2000.

N1620 — "O Primeiro-Ministro Diz Que Israel Criará Zonas-Tampão para Separar-se Fisicamente dos Palestinos — Publicado em 22/2/2002 (não traduzido).

N2058 — "Ativistas Entre os Colonos Judeus Advertem Que o Governo Israelense Planeja um Ataque Maciço Contra os Palestinos na Faixa de Gaza Após a Remoção dos Colonos".

Observe Israel, pois é a chave do cronograma do restante das profecias do fim dos tempos e dos planos dos Illuminati.



Você está preparado espiritualmente? Sua família está preparada? Você está protegendo seus amados da forma adequada? Esta é a razão deste ministério, fazê-lo compreender os perigos iminentes e depois ajudá-lo a criar estratégias para advertir e proteger seus amados. Após estar bem treinado, você também pode usar seu conhecimento como um modo de abrir a porta de discussão com uma pessoa que ainda não conheça o plano da salvação. Já pude fazer isso muitas vezes e vi pessoas receberem Jesus Cristo em seus corações. Estes tempos difíceis em que vivemos também são tempos em que podemos anunciar Jesus Cristo a muitas pessoas.

Se você recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, mas vive uma vida espiritual morna, precisa pedir perdão e renovar seus compromissos. Ele o perdoará imediatamente e encherá seu coração com a alegria do Espírito Santo de Deus. Em seguida, você precisa iniciar uma vida diária de comunhão, com oração e estudo da Bíblia.

Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia-a-dia.

Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.

Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", dê um clique aqui: http://www.cuttingedge.org

Que Deus o abençoe.

Tradução: Eduardo Perez Neto
Data de publicação: 6/12/2005
Revisão: http://www.TextoExato.com
Patrocinado por: S. F. F. C. — Vargem Grande Paulista / SP
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/n2091.asp