Escolha uma cor para o fundo:  

Usando o Processo Dialético do Consenso Para Gradualmente Levar os EUA, o México e o Canadá a se Unirem em Uma Só Supernação — o NAFTA

Recursos úteis para sua maior compreensão

Título do Livro 1


Título do Livro 2


Título do Livro 3

O presidente Bush está utilizando o Plano das Seis Etapas Para a Mudança do Comportamento para conduzir os EUA e o México ao NAFTA! Uma proposta de enviar tropas para patrulhar a fronteira com o México foi apresentada para promover o conflito verbal planejado tão necessário para a operação apropriada do Plano das Seis Etapas.

A Nova Ordem Mundial está chegando! Você está preparado?

Compreendendo o que realmente é essa Nova Ordem Mundial, e como está sendo implementada gradualmente, você poderá ver o progresso dela nas notícias do dia-a-dia!!

Aprenda a proteger a si mesmo e aos seus amados!

Após ler nossos artigos, você nunca mais verá as notícias da mesma forma.

Agora você está na
"THE CUTTING EDGE"


Quando o presidente Bush disse que queria tornar a segurança da fronteira sudoeste com o México uma prioridade durante o resto de seu mandato, estava dando o pontapé inicial em um esforço sério para começar o processo de convencer os americanos que a solução real para o problema dos imigrantes é mudar a cidadania americano-mexicana para a cidadania do NAFTA (Acordo de Livre Comércio na América do Norte). O único propósito de seu discurso foi dar continuidade à fase do debate (Etapa 4) do plano das Seis Etapas para Mudança de Atitudes, que não é nada mais do que uma aplicação interna da Luta Dialética — a luta planejada.

O discurso do presidente não foi exatamente uma novidade; pelo contrário, a realidade escondida é que seu discurso foi projetado para acelerar o Plano das Seis Etapas. Vamos revisar rapidamente as etapas desse Plano e então vermos como essa notícia atual combina com o plano perfeitamente.

Plano das Seis Etapas Para a Mudança do Comportamento

Etapa 1. Alguma prática tão ofensiva que nem deveria ser discutida em público é defendida por um especialista RESPEITADO em um fórum RESPEITÁVEL.

Etapa 2. A princípio, o público fica chocado, depois indignado.

Etapa 3. No entanto, o SIMPLES FATO que tal coisa tenha sido debatida publicamente torna-se o ASSUNTO do debate.

Etapa 4. No processo, a REPETIÇÃO PROLONGADA do assunto chocante em discussão gradualmente vai anulando seu efeito.

Etapa 5. As pessoas não ficam mais chocadas com o assunto.

Etapa 6. Não mais indignadas, as pessoas começam a debater posições para moderar o extremo, ou aceitam a premissa, procurando, os modos de ALCANÇÁ-LA.

Nada parece mais enganoso para a maioria das pessoas do que a idéia de que alguma força está manipulando e mudando suas vidas de forma silenciosa e invisível. As pessoas reagem tão negativamente, que parece que se sentem violadas, quase estupradas. Nos anos 60, se me lembro bem, descobriu-se que um processo de propaganda "invisível" conhecido como Propaganda Subliminar tinha sido desenvolvido e testado de forma bem sucedida nos cinemas. Um tumulto de protestos garantiu que a indústria cinematográfica se comprometesse a nunca mais utilizar o método subliminar com propósitos de propaganda novamente. Esse compromisso veio no momento certo, pois o Congresso ia tentar aprovar uma legislação para tornar ilegal a utilização dos métodos subliminares. O compromisso por parte da Indústria do Entretenimento reduziu a crise e o Congresso nunca aprovou aquela legislação. Até hoje, a utilização do método subliminar não é ilegal, ainda que a maioria das pessoas pense que sim.

Contudo, a questão é que as pessoas não gostam de ser manipuladas ou bombardeadas com estímulos, especialmente se não sabem que isso está acontecendo com elas. O medo do desconhecido é muito grande. Como é que a maioria das pessoas iria reagir se apenas soubesse quantas vezes por dia elas estão sendo bombardeadas secretamente com estímulos — com histórias, com debates pré-arranjados, com muitos eventos planejados, muitos deles criados ou engendrados de forma deliberada — para mudar seus valores e suas atitudes? Como as pessoas iriam reagir se descobrissem que não são suas "próprias pessoas", apesar de seu ardente desejo de serem exatamente isso? Elas se sentiriam violadas — mental e emocionalmente estupradas — e ficariam muito, muito zangadas!

Esse processo é completamente insidioso porque a mudança na atitude ocorre no subconsciente; assim, muitas pessoas nem ao menos percebem que suas atitudes foram mudadas.

Lembre-se, a chave para o sucesso é a Etapa 4, a repetição prolongada, que desgasta as atitudes das pessoas com relação a certo assunto. Mesmo que um defensor do assunto em discussão seja esmagado por um oponente em um debate, a causa da Nova Era avança, porque uma repetição prolongada foi alcançada. Assim, a televisão, os jornais e as revistas estão livres para produzirem documentários que parecem apoiar o ponto de vista cristão em um assunto controverso em particular, porque os executivos da imprensa sabem que muitas pessoas serão tocadas para apoiar seu ponto de vista não-cristão simplesmente por terem visto o debate.

Repetição Prolongada — Este é o estágio para o qual o assunto da imigração já progrediu. Por anos, o debate tem sido turbulento sobre o que fazer com os milhões de imigrantes ilegais que atravessam nossas fronteiras e ficam para trabalhar. Contudo, nada significativo parece ter advindo dos debates intermináveis. Não importava o que qualquer político de qualquer partido falava sobre o assunto, os imigrantes mexicanos simplesmente continuaram a vir para a América.

Mas, tudo isso mudou rapidamente algumas semanas atrás! Você se lembra?

No fim de março, o presidente Bush (Estados Unidos), o presidente Fox (México), e o primeiro-ministro Harper (Canadá) se encontraram para uma reunião de cúpula em Cancun, no México. Essa reunião tão importante deveria ser chamada de Cimeira do NAFTA, uma vez que esses três líderes abordaram quase todos os assuntos sob uma perspectiva continental. Em outras palavras, os três líderes estavam agindo como se o continente inteiro fosse uma única nação.

Veja as manchetes de notícias que claramente indicam que esse foi o caso.

Resumo da Notícia: "Bush, Fox, e Harper Discutem Assuntos Econômicos", The Guardian (Londres, 31/3/2006).

"Cancun, México (AP) — o presidente Bush e os líderes do Canadá e México trabalharam para resolver as divergências sobre comércio e segurança da fronteira e para manter uma barreira norte-americana contra a competição das potências emergentes, como a China".

Observe que essa linguagem está claramente falando de uma nação única — a América do Norte (NAFTA). Exatamente como prediz a profecia.

Poucas pessoas compreendem que a formação do NAFTA como um superestado econômico foi parte de uma reorganização global das nações do mundo nos "dez chifres de Daniel" preditos em Daniel 7:7-8, e mencionados em Apocalipse 17:12-17! O mundo inteiro foi reorganizado em dez superestados, em cumprimento a Daniel 7:7-8, do fim de 1992 — ao fim de 1996; as dez supernações já foram formadas, colocando assim o mundo no ponto exato em que a parte final dessa profecia de Daniel pode ser cumprida. Em outras palavras, o Anticristo é o próximo evento predito nessa profecia de Daniel.

Para maiores detalhes, leia os dois artigos seguintes no site Cutting Edge:

NEWS1002 — "NAFTA — The Shocking Rest of the History"

NEWS1311 — "U.S. War College Proposes That a NAFTA Military Force Be Created With The United States, Canada and Mexico!"

Nesta época de apogeu do NAFTA, dois outros importantes eventos também estão se desdobrando.

1) O Senado americano estava considerando uma legislação extremamente rigorosa. "... Fox sugeriu que um item prioritário em sua agenda está realmente fora de suas mãos. O Senado dos Estados Unidos está debatendo mudanças nas leis de imigração que poderiam afetar um número estimado de seis milhões de mexicanos que vivem ilegalmente nos Estados Unidos. Bush está pressionando por um programa de Trabalhador Convidado, que permitiria que os estrangeiros permanecessem temporariamente em trabalhos com baixos salários, o que Fox chama de um bom primeiro passo em direção a um tipo de status legal para todos os mexicanos ilegais." (Ibidem)

Essa frase revela o "segredinho sujo" deste assunto da imigração mexicana ilegal. Vamos revisar essa frase tão pertinente novamente: "... uma boa primeira etapa em direção a um tipo de status legal para todos os mexicanos ilegais."

O "segredinho sujo" é que os mexicanos estão sendo conduzidos de forma gradual à cidadania plena do NAFTA, e terão o mesmo status dos cidadãos americanos. Em breve, iremos acordar e ouvir a notícia que todos os cidadãos americanos, canadenses e mexicanos são cidadãos do NAFTA. Agora você pode entender por que os críticos diziam que o presidente Clinton não tinha uma "política de fronteira" real e por que outros críticos agora estão dizendo a mesma coisa a respeito do presidente Bush. A realidade é que ambos os presidentes Clinton e Bush têm uma "política de fronteira" muito detalhada, mas que ainda não pode ser compartilhada com o povo americano.

Até que alguns outros passos de ínterim sejam dados, e um maior condicionamento tenha ocorrido, os representantes de Bush continuarão a fingir que o status quo nacional não mudou; ao contrário, o debate continuará a ocorrer com base em que dar aos mexicanos ilegais algum tipo de status legal é algo bom para a economia.

Agora você sabe a verdade.

A imagem do México se tornando parte dos Estados Unidos por meio do mecanismo maior do NAFTA significa que os mexicanos "ilegais" se tornarão "cidadãos legais" do NAFTA.

2) Centenas de milhares de imigrantes mexicanos foram às ruas em protesto, cidade após cidade, neste grande pais. O impacto deles não poderia ter sido mais profundo do que se tivessem sido guiados por um roteirista. É claro que a Cutting Edge firmemente acredita que esses manifestantes foram guiados por um único roteirista, porque temos prestado muita atenção a esse assunto desde 1993, quando o NAFTA juntou-se à crescente reorganização global em dez nações — uma união econômica que gradualmente seria manipulada em uma única nação política com um único governo, economia, moeda, e força policial/militar.

Este é o plano e esses eventos parecem feitos sob medida para torná-lo realidade. Parece que, após anos de debate sobre a imigração ilegal, chegou o tempo para a repetição prolongada requerida pela Etapa 4.

Agora, vamos examinar o discurso do presidente Bush sobre a imigração, para que você possa ver como ele foi criado de forma a aprofundar o debate e afiar seu enfoque.

Resumo da Notícia: "Bush Defende Proposta de Segurança da Fronteira", Fox News, 16 de maio de 2006.

"Washington — O presidente Bush e os membros de seu governo estavam defendendo na terça-feira a proposta de segurança da fronteira do presidente, dizendo que eles têm recursos suficientes para colocar as tropas da Guarda Nacional na fronteira e executar as outras reformas da imigração. 'O programa para colocar guardas na fronteira capacitará a Patrulha da Fronteira a fazer seu trabalho de forma melhor. O programa é muito importante para o povo americano porque é a Patrulha da Fronteira que estará na linha de frente para deter as pessoas que estiverem tentando entrar em nosso país de forma ilegal..."

As primeiras manchetes após o discurso do presidente indicaram que ele planejava colocar as tropas da Guarda Nacional na fronteira, o que levou o presidente do México, a se preocupar com o fato de que a fronteira viesse a ser "militarizada". O presidente Bush posicionou-se rapidamente de forma a colocar fim nessa idéia, como indica a matéria a seguir.

Resumo da Notícia: "O Patrulhamento da Fronteira Não Será Feito Pela Guarda Nacional", Breitbart News, 15 de maio de 2006.

"Os vários milhares de patrulheiros da Guarda Nacional contratados para serviço na fronteira com o México não irão perseguir os imigrantes ilegais, mas, em vez disso, exercerão tarefas de apoio aos guardas da fronteira, disseram altos funcionários do governo na segunda-feira. Entre as tarefas que eles provavelmente irão desempenhar no ano vindouro estão: treinamento dos guardas federais da Patrulha da Fronteira, criação de barreiras perto da fronteira, melhoria das estradas, oferecer suporte para a vigilância aérea e terrestre, análise e compartilhamento de informações, e fornecimento de sistemas de comunicação e transporte. A intenção é aprofundar o apoio existente à Guarda pelas agências de imposição da lei — mas apenas temporariamente."

Em outras palavras, as unidades da Guarda Nacional fornecerão apoio e assistência de infra-estrutura à Patrulha de Fronteira, que já está fortalecida e que será reforçada em breve. Os oficiais da Patrulha da Fronteira estarão, na realidade, patrulhando a fronteira, não as tropas da Guarda Nacional, utilizando jipes militares, tanques, helicópteros, e outras armas pesadas de guerra.

As tropas da Guarda Nacional simplesmente estarão fornecendo apoio de infra-estrutura, liberando milhares de oficiais da Patrulha da Fronteira e dando maior capacidade aos postos de interdição da fronteira. Contudo, os guardas não estarão envolvidos na imposição da lei.

Agora, vamos retornar à matéria da Fox News para vermos que o final planejado desse debate sobre a patrulha da fronteira não tem nada que ver com o patrulhamento da fronteira, mas sim com tornar-se uma "nação de imigrantes" — os imigrantes mexicanos estão sob o microscópio neste momento.

"Bush renovou sua proposta de um programa de Trabalhador Temporário que seguirá em conjunto com uma segurança de fronteira mais rígida, que ele diz que deve acontecer junto com a reforma da imigração para que seja eficaz. 'O objetivo é, por um lado proteger nossas fronteiras e, por outro lado, nunca perder de vista aquilo que torna a América tão especial, que é fato de sermos uma nação de imigrantes... Não vamos fazer discriminação contra as pessoas, disse Bush." (Fox News, Ibidem).

O discurso do presidente Bush sobre imigração na noite passada teve o único objetivo de estimular o debate exigido pela Etapa 4 do Plano dos Seis Etapas Para a Mudança de Atitudes. Os governadores dos estados do sudoeste americano estão reclamando que sua Guarda Nacional já está sobrecarregada devido à Guerra no Iraque para conseguir assumir essa nova responsabilidade. Considere as observações feitas por esses governadores como parte da "repetição prolongada" necessária para o Etapa 4.

Já existe um crescente número de pessoas que não se choca mais com a proposta de legalizar quase onze milhões de imigrantes mexicanos, uma vez que eles "desempenham funções que nenhum americano está disposto a realizar" — outra parte importante do processo de condicionamento. Como você pode ver, a Etapa 5 já está a caminho.

Em breve, um discurso de contemporização será feito, as pessoas irão aceitá-lo e estaremos caminhando para a contemporização proposta na Etapa 6. Assim que a posição de contemporização estiver estabelecida, os cidadãos dos Estados Unidos e do México estarão em vias de tornarem-se cidadãos do NAFTA. A única pergunta é como e sob quais circunstâncias os canadenses serão trazidos para baixo do guarda-chuva do NAFTA, e como serão convencidos de que será mais vantajoso tornarem-se cidadãos do NAFTA do que continuarem como cidadãos canadenses. Será muito interessante observar como esse cenário se desenvolverá.

O fato mais revelador de que esse plano geral está funcionando foi a negociação ocorrida no fim de março. Os líderes das três nações planejaram incorporar suas respectivas nações no NAFTA político. Eles se encontraram em Cancun e trataram de assuntos mundiais e regionais, como se o NAFTA já estivesse politicamente ativo e em funcionamento.

A formação gradual de uma das dez supernações profetizada em Daniel 7:7-8 e Apocalipse 17:12-17 mostra que realmente estamos vivendo no fim dos tempos.



Você está preparado espiritualmente? Sua família está preparada? Você está protegendo seus amados da forma adequada? Esta é a razão deste ministério, fazê-lo compreender os perigos iminentes e depois ajudá-lo a criar estratégias para advertir e proteger seus amados. Após estar bem treinado, você também pode usar seu conhecimento como um modo de abrir a porta de discussão com uma pessoa que ainda não conheça o plano da salvação. Já pude fazer isso muitas vezes e vi pessoas receberem Jesus Cristo em seus corações. Estes tempos difíceis em que vivemos também são tempos em que podemos anunciar Jesus Cristo a muitas pessoas.

Se você recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, mas vive uma vida espiritual morna, precisa pedir perdão e renovar seus compromissos. Ele o perdoará imediatamente e encherá seu coração com a alegria do Espírito Santo de Deus. Em seguida, você precisa iniciar uma vida diária de comunhão, com oração e estudo da Bíblia.

Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia-a-dia.

Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.

Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", dê um clique aqui: http://www.cuttingedge.org

Que Deus o abençoe.

Tradução: Renata Martins de Rezende dos Santos
Data de publicação: 20/6/2006
Revisão: http://www.TextoExato.com
Patrocinado por: S. F. F. C. — Vargem Grande Paulista / SP
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/n2132.asp