Escolha uma cor para o fundo:  

Todos os Sinais Apontam Para um Ataque ao Irã! Um Sinal Específico Serve de Alerta aos Analistas dos Serviços de Inteligência!

Recursos úteis para sua maior compreensão

Título do Livro 1


Título do Livro 2


Título do Livro 3

A profecia em Isaías 13 diz que o julgamento final contra a Antiga Babilônia (o Iraque atual) deflagrará o julgamento de Deus contra toda a terra.

"Eis que vem o dia do SENHOR, horrendo, com furor e ira ardente, para pôr a terra em assolação, e dela destruir os pecadores." [Isaías 13:9].

Se o Irã for atacado, é possível que a guerra se propague por todo o Oriente Médio e a Terceira Guerra Mundial inicie!

A Nova Ordem Mundial está chegando! Você está preparado?

Compreendendo o que realmente é essa Nova Ordem Mundial, e como está sendo implementada gradualmente, você poderá ver o progresso dela nas notícias do dia-a-dia!!

Aprenda a proteger a si mesmo e aos seus amados!

Após ler nossos artigos, você nunca mais verá as notícias da mesma forma.

Agora você está na
"THE CUTTING EDGE"


Após quatro anos de ameaças e provocações, os eventos que parecem estar se formando sinalizam fortemente que o presidente Bush está para ordenar um ataque contra as instalações nucleares do Irã. No momento em que este artigo foi escrito (última semana de março de 2007), quatro porta-aviões norte-americanos e seus respectivos grupos de batalha naval estão na região do Mar da Arábia e do Golfo Pérsico, realizando agressivos exercícios de "jogos de guerra".

Por outro lado, as forças navais e aéreas iranianas também estão no Mar da Arábia, realizando seus próprios exercícios de "jogos de guerra". Muitos observadores temem que, com todas essas forças militares operando agressivamente na mesma área de um oceano, seria fácil para o governo produzir outro falso incidente que poderia ser usado como uma desculpa para iniciar uma guerra. O incidente fabricado do Golfo de Tonkin vem imediatamente à lembrança, um incidente deliberado que foi usado pela administração do presidente Johnson para afirmar que as forças americanas tinham sido atacadas por barcos norte-vietnamitas, fornecendo assim o pretexto para a guerra total no Vietnã do Sul. Após treze anos de guerra infrutífera e com mais de 58.000 soldados americanos mortos, os norte-vietnamitas emergiram vitoriosos em toda a Península Vietnamita. Portanto, cada soldado americano que morreu naquela guerra, morreu em vão.

Algumas pessoas temem que a recente captura de quinze fuzileiros navais britânicos por barcos da Marinha iraniana próximo da área conhecida como Canal Shatt al-Arab possa se transformar em uma desculpa para provocar a guerra, exatamente como o incidente no Golfo de Tonkin foi usado como desculpa pelo presidente Lyndon Johnson para aumentar o envolvimento na Guerra do Vietnã para 550.000 soldados, incluindo o pessoal da Força Aérea e da Marinha.

O Pretexto Para um Ataque ao Irã

Vamos agora analisar algumas das fortes indicações que o presidente Bush está armando o cenário para um ataque ao Irã.

Resumo da Notícia: "Operação Mordida: Ataque Surpresa em 6 de Abril — Advertem Fontes Militares da Inteligência Russa", War In Iraq.ru, Webster G. Tarpley, 26 de março de 2006.

"Washington DC — O longamente aguardado ataque militar dos EUA ao Irã está agora preparado para acontecer na primeira semana de abril, especificamente às 04h00 da manhã do dia 6, no início do feriado da Semana Santa, escreve o bem-conhecido jornalista russo Andre Ulan, no semanário moscovita Argument Ne deli. Ulan cita especialistas militares russos vinculados ao Ministério do Exército."

"O ataque está previsto para durar doze horas... No curso do ataque, que tem o codinome Operação Mordida, cerca de vinte alvos estão marcados para serem bombardeados; a lista inclui as instalações para o enriquecimento de urânio, centros de pesquisa e laboratórios. O primeiro reator na central nuclear de Bushehr, onde engenheiros russos estão trabalhando deverá ser poupado da destruição. O plano de ataque americano requer que o sistema de defesa aéreo iraniano seja degradado, diversos navios de guerra iranianos sejam afundados no Golfo Pérsico e que os mais importantes quartéis-generais das forças armadas iranianas sejam destruídos."

"Os observadores comentam que esse despacho representa um vazamento orquestrado de alto nível do Kremlin, na verdade um alerta de guerra, que tem como base os recursos formidáveis dos serviços da Inteligência russa e que merece ser encarado com a máxima seriedade pelas forças a favor da paz em todo o mundo... Divas observou que não se podia excluir a possibilidade de o Pentágono usar pequenas armas nucleares táticas contra alvos da indústria nuclear iraniana. Esses ataques paralisariam o ritmo da vida cotidiana, criariam pânico na população e produziriam em geral uma atmosfera de caos e incerteza em todo o Irã, Ivashov disse à RIA-Novosti. 'Isso criará uma luta pelo poder dentro do Irã e então uma delegação de paz será enviada para instalar um governo pró-americano em Teerã'..."

Obviamente, esse cenário pressupõe que o ataque será bem-sucedido e que a Rússia assistirá impassível enquanto as forças pró-EUA derrubam o regime linha-dura iraniano. Como veremos posteriormente, esse acontecimento em particular arruinaria a credibilidade da Rússia diante do mundo islâmico de forma tão profunda que a profecia de Ezequiel 38-39 não poderia se cumprir! Como sabemos que essa profecia com toda a certeza será cumprida, acreditamos que o desdobrar real dos eventos será muito diferente do proposto no parágrafo anterior.

Resumo da Notícia: "A Marinha dos EUA Faz Demonstração de Força na Costa Iraniana", CBS4 News, 27 de março de 2007.

"(AP) Dubai, Emirados Árabes Unidos — A Marinha dos EUA iniciou na terça-feira a maior demonstração de força no Golfo Pérsico desde a invasão do Iraque em 2003, com dois porta-aviões e o apoio de aviões que fazem simulações de manobras de ataque perto da costa iraniana. As manobras envolvem dois grupos de batalha naval e mais de cem aviões que realizam simulação de guerra aérea sobre as congestionadas linhas marítimas no Golfo... No total, os exercícios envolvem mais de dez mil militares nos navios de guerra e nos aviões que fazem ataques simulados contra navios inimigos, caçam submarinos inimigos e localizam minas."

Alguns navios de guerra franceses também estão operando na região.

"Um grupo de batalha naval francês, liderado pelo porta-aviões Charles de Gaulle, estava operando simultaneamente um pouco para fora do Golfo. Mas os navios franceses estavam apoiando as forças da OTAN no Afeganistão e não estavam participando das manobras com as forças americanas, disseram representantes do governo."

Os iranianos, ao que tudo indica, organizaram seu próprio exercício naval.

Resumo da Notícia: "Marinha Iraniana Inicia Manobras no Golfo Pérsico", RUI rian.ru, 22/3/2007.

"Teerã, 22 de março (RIA Novosti) — A Marinha do Irã iniciou uma série de exercícios militares no Golfo Pérsico para testar as capacidades de seus armamentos navais de fabricação nacional... Na última década, o Irã gastou uma parcela considerável de seu orçamento militar com suas forças navais. Durante um exercício em novembro passado, o país realizou o teste de lançamento de três novos modelos de mísseis antinavio de fabricação nacional, com alcance estendido. Os atuais jogos de guerra são o quarto desde o início de 2007 e são considerados parte das preparações para possíveis ataques dos EUA e de Israel contra as instalações nucleares iranianas."

Com tantas unidades navais operando na mesma região de um oceano, é fácil provocar "acidentalmente" um incidente que possa ser interpretado como uma grande provocação. Um incidente do tipo Golfo de Tonkin poderia ser facilmente criado por agentes provocadores norte-americanos.

Resumo da Notícia: "Sinais Ominosos Sugerem Que a Guerra Contra o Irã Está Próxima", Paul Joseph Watson, Prison Planet, 27 de março de 2007.

"À medida que as tensões em torno da captura de quinze marinheiros britânicos continuam a aumentar, sinais ominosos que a guerra está se aproximando dão uma indicação que isso poderia ser um novo 'Golfo de Tonkin" que Bush e Blair há muito tempo desejam para justificar os ataques aéreos contra o Irã."

Listaremos as indicações dos "sinais ominosos" no formato de itens:

Os EUA aumentaram os jogos de guerra na região. "As manobras envolvem os porta-aviões USS John Stennis e USS Dwight D. Eisenhower, marcando a primeira vez que os dois grupos de batalha operaram em um exercício conjunto sob a direção da Quinta Frota da Marinha dos EUA."

Canais de notícias russos estão reportando que essa atividade representa "Elevação dos preparativos militares dos EUA para operação aérea e terrestre contra o Irã", que é muito parecida com a situação imediatamente anterior à invasão do Iraque em março de 2003.

"O primeiro-ministro britânico Tony Blair deu ao Irã apenas alguns dias para libertar os fuzileiros navais em segurança antes que medidas severas sejam tomadas."

Observe como a Marinha Britânica foi "desnecessariamente provocativa" ao abordar e inspecionar os navios na região, exatamente antes da captura pelos iranianos dos quinze fuzileiros navais britânicos.

"O ex-embaixador britânico no Usbequistão, Craig Murray, criticou a retórica em que Tony Blair envolveu a crise, indicando que a Marinha Real abordou os navios não para realizar inspeções sobre o contrabando de armas, mas para procurar a evasão fiscal. 'Na lei internacional o governo iraniano não estava errado ao deter militares estrangeiros em águas que ele legitimamente reivindica como sendo suas', disse Murray, acrescentando 'Para a Marinha Real, interditar navios dentro do limite de doze milhas de mar territorial em uma região que eles sabem muito bem que está sob disputa de fronteira marítima, é uma provocação desnecessária'."

Portanto, a Marinha Britânica pode ter deliberadamente interditado o trânsito de navios dentro do limite de 12 milhas, reivindicado pelo Irã como sendo suas águas territoriais. Os britânicos poderiam afirmar estar em águas internacionais, enquanto o Irã poderia afirmar que os britânicos estavam operando em águas iranianas. Ambos os lados estariam corretos, porque essas águas estão sob disputa. Entretanto, esse tipo de situação é perfeita para um tipo de incidente de provocação.

A Inteligência russa confirmou o aumento da presença militar americana nas proximidades do Irã.

Resumo da Notícia: "Inteligência Russa Vê Aumento da Presença Militar Americana na Fronteira com o Irã", RIA, rian.ru, 27/3/2007.

"Moscou, 27 de março (RIA Novosti) — Os serviços da Inteligência Militar russa estão reportando um súbito aumento nas atividades das forças armadas dos EUA perto da fronteira com o Irã... 'Os dados mais recentes da inteligência militar apontam para um aumento dos preparativos militares dos EUA para uma operação aérea e terrestre contra o Irã', o oficial disse, acrescentando que o Pentágono provavelmente não tomou uma decisão final sobre quando iniciar o ataque. O coronel-brigadeiro Leonid Ivashov, vice-presidente da Academia de Ciências Geopolíticas, disse na semana passada que o Pentágono está planejando um ataque aéreo maciço contra a infra-estrutura militar do Irã no futuro próximo."

"Um novo porta-aviões e seu grupo de batalha acompanhante foram despachados para o Golfo."

Verdadeiro Sinal de Guerra

A matéria a seguir é uma daquelas que faria qualquer pessoa da Inteligência militar se levantar e prestar atenção, pois é um verdadeiro sinal de guerra. Observe a estrutura de tempo para maio, o mesmo mês em que o príncipe Harry deverá chegar à região de Basra.

Até mesmo a Rússia está evacuando seus cidadãos e trabalhadores!

Resumo da Notícia: "Linha Traçada no Chão: Países Começam a Evacuar Seus Cidadãos do Irã", Raiders News Network, 27 de março de 2006.

"As potências mundiais se preparam para evacuar seus cidadãos do país... A Kommersant ficou sabendo que empresas russas que operam no país estão desenvolvendo planos para evacuar seus funcionários e diplomatas russos também reconhecem que os preparativos para evacuar os cidadãos russos do país estão sendo feitos e que a evacuação poderá iniciar já em maio."

"A saída está próxima — Rumores que quase todas as principais potências mundiais estão preocupadas com uma futura evacuação de seus cidadãos do Irã estavam circulando no fim da semana passada... Moscou está trazendo de volta todos os cidadãos russos que trabalham atualmente na construção da central de produção de energia nuclear de Bushehr, no Irã... uma fonte oficial em Rosatom confirmou para a Kommersant que os planos de evacuação estão sendo preparados com toda a seriedade. 'Naturalmente, meios de evacuar os cidadãos russos estão sendo considerados... Funcionários de várias empresas russas que trabalham no Irã também confirmaram que os preparativos para a evacuação já começaram. Por exemplo, de acordo com informações obtidas pela Kommersant, a empresa Interenergoservis passou uma carta circular entre seus funcionários alertando-os que logo eles poderão ser forçados a fugir do país em aviões do Ministério de Emergências da Rússia."

"... uma fonte anônima da Kommersant no Ministério das Relações Exteriores da Rússia reportou que planos para trazer os cidadãos russos do Irã estão em andamento, embora a figura principal nessa situação seja o Ministério de Emergências, não o Ministério das Relações Exteriores e as decisões finais sobre quaisquer passos futuros serão tomadas em um nível mais elevado do que os ministérios."

"Embora diplomatas russos estejam se preparando para uma situação tensa em Teerã, seus colegas britânicos já estão enfrentando uma crise. Na última sexta-feira, a Marinha do Irã capturou 15 fuzileiros da Marinha britânica nas águas fronteiriças do rio Shatt al-Arab, um canal que é disputado pelo Iraque e pelo Irã... A prisão dos britânicos foi obviamente a primeiro ataque retaliatório do Irã." (Ibidem).

Este segmento final demonstra que o Irã está se preparando para a guerra.

"O Irã também está se preparando para uma guerra de verdade. No fim da semana passada, a Marinha Iraniana iniciou um grande programa de exercícios militares no Golfo Pérsico. O comandante responsável pelos exercícios de treinamento, o almirante Mortaza Saffar, anunciou antes do início dos exercícios que 'se os EUA iniciarem uma guerra contra o Irã, não a finalizarão.'"

Se um ataque americano contra o Irã será ou não bem-sucedido depende inteiramente do Plano dos Illuminati. Certamente, a Rússia tem a capacidade de derrubar os mísseis e aviões americanos com seu armamento escalar de quinta geração. Se os EUA atacarem, a Rússia deve estar preparada para usar seu armamento escalar porque, se não fizer isso e se os aviões e mísseis americanos forem bem-sucedidos nos ataques, a situação da Rússia diante do mundo árabe e/ou islâmico ficará arruinada por no mínimo uma geração. Então, nem uma das nações listadas em Ezequiel 38-38 terão confiança suficiente nas capacidades militares da Rússia para marchar com ela contra Israel.

Há muito tempo que a Cutting Edge mantém a crença que o governo linha-dura iraniano está protegido de uma mudança de regime pela profecia de Ezequiel 38-39.

Além disso, lembre-se que o presidente russo Putin colocou seu país diretamente no caminho, bloqueando novos ataques americanos destinados a forçar 'mudanças de regime' no Oriente Médio. Reportamos esse fato diversas vezes antes, mas precisamos repetir aqui essa advertência da Rússia. Citando nosso artigo N2003, "Um Xeque-Mate da Rússia no Oriente Médio?", reportamos:

Resumo da Notícia: "Nada de ataques a outros países, Putin adverte os EUA", Sify News, 12 de abril de 2003:

São Petersburgo — O presidente russo Vladimir Putin advertiu na sexta-feira a coalizão liderada pelos EUA a não atacar outros países sob o pretexto de promover valores capitalistas e democráticos após ter derrotado o regime ditatorial do Iraque. 'Não vamos exportar revoluções capitalistas e democráticas', disse o líder russo aos repórteres, ao mesmo tempo em que os rumores em Washington dão conta que alguns elementos da administração dos EUA estão ruminando o lançamento de operações militares contra outros países do Oriente Médio. 'Se fizermos isso, vamos terminar em uma ladeira escorregadia de conflitos militares intermináveis. Não podemos permitir que isso aconteça', disse Putin em uma conferência conjunta à imprensa com o chanceler alemão Gerhard Schröeder e o presidente francês Jacques Chirac, após manter conversações com eles."

Observe vários fatores com relação a essa reportagem:

  1. Putin fez essa advertência em 12 de abril de 2003, quando as forças americanas ainda estavam celebrando sua vitória tranqüila sobre Saddam Hussein.

  2. Putin usou repetidamente o pronome "nós", o que significa que também estava falando pela Alemanha e pela França.

  3. Desde essa advertência, a retórica americana tem sempre aumentado somente para depois voltar ao nível anterior e unidades militares foram despachadas para a região, somente para depois serem trazidas de volta. Desde a advertência da 'linha traçada na areia' de Putin, nenhum país de fato atacou o Irã.

Desde essa advertência feita em abril de 2003, a Rússia tem fornecido os mais avançados armamentos antiaéreo que existem para o Irã e para a Síria. Informa-se que Putin despachou algumas semanas atrás unidades de elite da força russa Spetznaz para proteger as unidades iranianas vitais. Além disso, a Rússia possui armamento escalar de quinta geração com o qual pode repelir qualquer ataque americano, se Putin decidir fazer isso.

A Cutting Edge também já observou que o presidente Bush, o vice-presidente Cheney e outros na administração Bush, não têm a boca solta, não são insanos, nem estão correndo atrás de seus próprios interesses. O membro da Caveira e Ossos George W. Bush está seguindo cuidadosamente seu papel de acordo com o roteiro dado a ele pelos Illuminati. Além disso, como a operação desse Plano de Luta Dialética requer que os Illuminati controlem os dois lados, a Rússia também é fundamental no controle dos iranianos. Cada evento de grande importância ocorrerá como está previsto no roteiro e no tempo exato em que está planejado para ocorrer.

Sabemos que todo esse cenário é uma propaganda orquestrada pelas seguintes razões óbvias:

1) O Irã possui armas nucleares desde 2002 (Leia o artigo N2047.) Podemos agradecer ao general russo que deixou a verdade sair de sua boca durante uma conferência de imprensa em Moscou!

Portanto, a verdade é o oposto ao que está sendo indicado na retórica para o público. O Irã não está buscando um programa de armas nucleares, pois já tem a capacidade nuclear.

2) O programa nuclear do Irã não viola acordo internacional algum! Todo o episódio é simplesmente propaganda criada, uma tempestade em um copo de água, por assim dizer.

Portanto, sabemos que toda esta crise é orquestrada e que ela se desdobrará de acordo com o Plano dos Illuminati. Conhecemos vários aspectos desse plano:

  1. O presidente Bush deverá ser totalmente desacreditado e possivelmente até apeado do poder. (Leia o artigo N1929, disponível no sítio da Cutting Edge.) Portanto, esse ataque, com toda a probabilidade, não resultará em um sucesso que transformará o presidente Bush em um herói. Um cenário mais provável é que o ataque obtenha pouco êxito e se volte contra Bush.

  2. Estão planejadas ações terroristas em todos os países ocidentais em que a população atualmente elege seus governantes, de modo que todos os governos possam ser derrubados, usando o terrorismo como desculpa. O Irã já advertiu que tem agentes posicionados, que iniciarão imediatamente ataques terroristas se o país for atacado. Esses ataques terroristas são parte do cenário de 91 dias (ou 13 semanas) da Terceira Guerra Mundial. Portanto, o ataque ao Irã que precipitará esse tipo de ataque somente ocorrerá se os Illuminati estiverem prontos para iniciarem a Terceira Guerra Mundial.

  3. Os Illuminati planejam destruir as economias industriais em todo o mundo, uma destruição que se tornará provável instantaneamente com um ataque ao Irã. Os embarques do petróleo ficarão interrompidos pelo Estreito de Ormuz e a Rússia, o Irã e a Venezuela provavelmente suspenderão o fornecimento diário de petróleo, tornando uma quebra da economia mundial inevitável. Entretanto, os Illuminati determinaram décadas atrás que o povo americano deve ser mantido na prosperidade até imediatamente antes da deflagração da guerra mundial.

Mais uma vez, um ataque ao Irã somente ocorrerá se o lançamento da Terceira Guerra Mundial estiver iminente.

4) H. G. Wells declarou em seu livro The Shape of Things To Come, escrito em 1933, um plano muito interessante dos Illuminati:

"... o plano para o 'Estado Mundial Moderno será bem-sucedido em sua terceira tentativa (a Terceira Guerra Mundial) e surgirá a partir de algo que acontecerá em Basra, no Iraque." [The Globalists: The Power Elite Exposed, Dr. Dennis Cuddy, pág. 50].

Podemos pensar em dois incidentes na região de Basra que poderão dar início à Terceira Guerra Mundial:

  1. Uma invasão terrestre pelo Irã à área no sul diante de Basra. Alguns informes dizem que o Irã já posicionou mais de 100 mil soldados ao longo dessa fronteira e está removendo as minas terrestres deixadas da guerra contra o Iraque entre 1980-1988. Certamente, se as tropas iranianas vão atacar em Basra, é necessário primeiro remover as minas terrestres.

  2. O príncipe britânico Harry deverá chegar à região de Basra em maio, para iniciar seu serviço como oficial do Exército. O príncipe estará comandando um grupo formado por 12 soldados de elite de uma força de reconhecimento avançado. Essa força poderá ser emboscada por comandos de elite islâmicos, o que resultaria na captura de Harry. Se o príncipe for torturado e decapitado, a Terceira Guerra Mundial poderá iniciar. Afinal, o assassinato do arquiduque Franz Ferdinand, o herdeiro do império austro-húngaro e sua mulher, Sofie Chotek, em Saravejo, a capital da Bósnia, iniciou o conflito que gradualmente cresceu e se transformou na Primeira Guerra Mundial. O assassinato brutal de um membro da família real britânica poderia da mesma forma levar o mundo à Terceira Guerra — exatamente como previu o escritor iluminista H. G. Wells.

Este cenário é especulação, mas parece possível. Como o príncipe Harry deverá chegar a Basra em maio, podemos esperar que o tempo possa ser certo para um ataque ao Irã em abril ou maio. Pela primeira vez, estamos realmente acreditando que esse possa ser o tempo para o ataque ao Irã que deflagrará a Terceira Guerra Mundial.



Você está preparado espiritualmente? Sua família está preparada? Você está protegendo seus amados da forma adequada? Esta é a razão deste ministério, fazê-lo compreender os perigos iminentes e depois ajudá-lo a criar estratégias para advertir e proteger seus amados. Após estar bem treinado, você também pode usar seu conhecimento como um modo de abrir a porta de discussão com uma pessoa que ainda não conheça o plano da salvação. Já pude fazer isso muitas vezes e vi pessoas receberem Jesus Cristo em seus corações. Estes tempos difíceis em que vivemos também são tempos em que podemos anunciar Jesus Cristo a muitas pessoas.

Se você recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, mas vive uma vida espiritual morna, precisa pedir perdão e renovar seus compromissos. Ele o perdoará imediatamente e encherá seu coração com a alegria do Espírito Santo de Deus. Em seguida, você precisa iniciar uma vida diária de comunhão, com oração e estudo da Bíblia.

Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia-a-dia.

Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.

Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", dê um clique aqui: http://www.cuttingedge.org

Que Deus o abençoe.

Data de publicação: 10/4/2007
Revisão: http://www.TextoExato.com
Patrocinado por: S. F. F. C. — Vargem Grande Paulista / SP
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/n2199.asp