Escolha uma cor para o fundo:  

Em Meio a Toda a Controvérsia Sobre a Divisão de Jerusalém, o Plano Real Prevê a Unificação da Cidade

Recursos úteis para sua maior compreensão

Título do Livro 1


Título do Livro 2


Título do Livro 3

Se o Plano da Aliança da Nova Jerusalém estiver sendo seguido durante a vindoura "Conferência de Paz" em novembro, poderemos ver o acordo para a unificação de Jerusalém. Toda essa conversa sobre divisão é apenas um subterfúgio.

A Nova Ordem Mundial está chegando! Você está preparado?

Compreendendo o que realmente é essa Nova Ordem Mundial, e como está sendo implementada gradualmente, você poderá ver o progresso dela nas notícias do dia-a-dia!!

Aprenda a proteger a si mesmo e aos seus amados!

Após ler nossos artigos, você nunca mais verá as notícias da mesma forma.

Agora você está na
"THE CUTTING EDGE"


O Amor Por Jerusalém — Visão Geral

De modo a preservar a herança judaica e a linhagem sangüínea durante os quase 2.000 anos de Diáspora (a dispersão), Deus colocou um amor por Jerusalém no coração do povo judeu que é quase inacreditável. Veja alguns exemplos da demonstração desse amor pela cidade santa. Jerusalém é citada 860 vezes na Bíblia, de modo que é uma cidade amada também por Deus.

"Se eu me esquecer de ti, ó Jerusalém, esqueça-se a minha direita da sua destreza. Se me não lembrar de ti, apegue-se-me a língua ao meu paladar; se não preferir Jerusalém à minha maior alegria." [Salmos 137:5-6].

"Orai pela paz de Jerusalém; prosperarão aqueles que te amam. Haja paz dentro de teus muros, e prosperidade dentro dos teus palácios." [Salmos 122:6-7].

"Regozijai-vos com Jerusalém, e alegrai-vos por ela, vós todos os que a amais; enchei-vos por ela de alegria, todos os que por ela pranteastes." [Isaías 66:10].

"Porque assim diz o SENHOR: Eis que estenderei sobre ela a paz como um rio, e a glória dos gentios como um ribeiro que transborda; então mamareis, ao colo vos trarão, e sobre os joelhos vos afagarão. Como alguém a quem consola sua mãe, assim eu vos consolarei; e em Jerusalém vós sereis consolados. E vós vereis e alegrar-se-á o vosso coração, e os vossos ossos reverdecerão como a erva tenra; então a mão do SENHOR será notória aos seus servos, e ele se indignará contra os seus inimigos." [Isaías 66:12-14a].

Este é o amor por Jerusalém que sempre bateu no coração dos judeus de todo o mundo e em todas as épocas. Na verdade, no fim de cada Seder na Páscoa, os judeus expressam este desejo: "No próximo ano, em Jerusalém." Vamos examinar essa expressão em particular, pois ela é rica em significado pertinente ao nosso tempo.

"O que, então, significa para o judeu de hoje proferir as palavras "No próximo ano, em Jerusalém' no fim de cada ceia da Páscoa? A resposta mais simples e direta é que 'Jerusalém' refere-se à futura cidade — e seu Templo — reconstruído quando o Messias vier. A maioria dos judeus tradicionais sente-se bastante confortável ao expressar esse anelo messiânico ao fim da ceia da Páscoa, exatamente como no fim de cada sábado os judeus recitam a esperança de que o Messias deve vir 'rapidamente no nosso dia'. Para clarificar para os israelenses, alguns Haggadot tradicionais indicam que aqueles no Estado judaico deveriam substituir a frase por "No próximo ano em Jerusalém, no reconstruído', implicando um Templo reconstruído." ("Next Year in Jerusalem", www.MyJewishLearning.com)

Portanto, esse anelo por Jerusalém que Deus colocou nos corações da maioria dos judeus dos últimos 2.000 anos está inexplicavelmente interligado com o anelo pelo Messias judaico e pelo Templo que a profecia prediz que ele construirá! Não se engane sobre o fato que, hoje, esse suspiro por Jerusalém ainda é muito forte dentro dos corações de todos os judeus que crêem nas Escrituras.

"A Divisão de Jerusalém" — O Atual Tópico de Debate

Portanto, quando políticos israelenses seculares — liderados pelo primeiro-ministro Olmert — falam da divisão de Jerusalém entre forças israelenses e palestinas durante a próxima Conferência de Paz em Annapolis, a reação dos judeus que crêem nas Escrituras é instantânea e severa. Vamos examinar esse debate atual agora.

Resumo da Notícia: "Ramo da Oliveira de Jerusalém É Oferecido aos Palestinos: Israel Está Disposto a Ceder a Zona Leste Árabe de Jerusalém aos Palestinos Como Parte de uma Nova Iniciativa Pela Paz", Times On Line, 9 de outubro de 2007.

"Israel está disposto a entregar a zona leste árabe de Jerusalém aos palestinos como parte de uma nova iniciativa de paz, disse ontem o vice-primeiro-ministro... Haim Ramon, o vice-primeiro-ministro israelense, disse que a cessão de parte da zona leste predominantemente árabe de Jerusalém poderá estar na mesa de negociações durante a conferência regional a ser realizada nos Estados Unidos em novembro próximo. A Direita israelense opõe-se à transferência de partes de Jerusalém, que ambos os lados consideram sua capital. 'Precisamos fazer concessões na questão de Jerusalém... Ramon disse que esperava que uma administração especial possa ser criada para gerenciar o centro sagrado disputado da Cidade Antiga, o sítio do templo judaico destruído, o Domo da Rocha e a Mesquita de Al-Aqsa."

Outros líderes israelenses negaram que algum líder estivesse sequer contemplando a divisão de Jerusalém em uma seção árabe e uma seção judaica.

"A questão da divisão de Jerusalém é um patrimônio inalienável do Estado de Israel. Os refugiados palestinos não serão trazidos de volta a Israel e Jerusalém não será dividida', acrescentou o ministro dos Transportes, Shaul Mofaz."

Entretanto, essa questão recusa-se a sair de cena — provavelmente por que os líderes israelenses acham vantajoso para eles manter a panela da controvérsia no fogo e fervendo.

Resumo da Notícia: "Acadêmicos Lutam com as Ramificações de Divisão de Jerusalém", Stan Goodenough, Jerusalém Newswire, 21 de outubro de 2007.

"Um centro de estudos e debates cujas recomendações anteriores fundamentaram a proposta feita por pelo menos um líder esquerdista israelense a 'compartilhar' Jerusalém com a até aqui inexistente 'Palestina' está, segundo se informa, elaborando um documento de rascunho que identifica algumas das enormes complexidades que terão de ser tratadas se a capital de Israel for mesmo ser colocada na tábua de cortar carne. O governo Olmert e outros políticos que expressaram a disposição de considerar a divisão de Jerusalém em meses recentes também foram encorajados nesse rumo por recomendações do Jerusalem Institute for Israel Studies (JIIS)".

Quando os Illuminati querem convencer uma população a aceitar uma mudança radical, eles sempre parecem encomendar um estudo de um "centro de debates" que trombeteia para todo o mundo que idéia maravilhosa a mudança radical representa. Logicamente, o centro de estudos e debates pertence e é totalmente controlado pela Elite, mas poucas pessoas parecem compreender essa realidade!

Entretanto, essa questão de dividir Jerusalém entre árabes e judeus é muito mais complicada do que parece à primeira vista.

"Como separar ou cortar pela metade uma cidade que a Bíblia descreve como tendo sido transformada em uma rocha que não pode ser removida' — estas são as idéias que atualmente estão ocupando o JIIS... os benefícios dos serviços de saúde, benefícios para pessoas desempregadas, pensões e bolsas de auxílio para o bem-estar social — criam dificuldades. O diretor-geral do JIIS, Ora Ahimeir, explicou que 'Jerusalém funciona como uma cidade unida há 40 anos, duas vezes mais do que o período de tempo em que ela esteve dividida entre Israel e a Jordânia. 'Separar os bairros árabes, mesmo com um acordo, não será fácil. Isso envolve questões complexas do Direito Internacional e Israelense, questões de direitos e problemas práticos com relação às áreas separadas e à cidade da qual elas vão se separar.'"

"Centenas de milhares de árabes que vivem naquelas partes da cidade que agora estão na mesa de negociação têm usufruído da maioria dos direitos constitucionais de cidadãos israelenses normais. Entretanto, o 'cancelamento súbito dos serviços sociais, das bolsas de auxílio, e do direito de receber serviços de saúde e de outros direitos associados com a retirada do status de residentes permanentes [desses árabes] oferecerá forte fundamento para acusações de violação dos direitos a uma vida digna.'" [Ibidem].

Antes que você chegue à conclusão que as dificuldades de dividir Jerusalém e seus habitantes são tão severas que nunca possam ser feitas, ouça esta próxima sentença.

"O JIIS, que descreve seu papel como sendo o de 'iluminar as dificuldades e colocar todas as informações na mesa de discussão para que todas as implicações estejam claras' para os tomadores de decisão israelenses, vai até o ponto de sugerir que eles realmente se preparem para pagar essa compensação." [Ibidem].

Portanto, o JIIS pretende que, antes que os líderes de Israel viagem para participar da Conferência de Paz em Annapolis no fim de novembro, eles estejam municiados com todos os fatos e estatísticas necessários para a tomada de uma decisão bem-informada.

Enquanto isso, a controvérsia continua ocorrendo, entre os judeus de diferentes inclinações religiosas, sobre se seria vantajoso para Israel dividir Jerusalém entre árabes e israelenses. Até mesmo muitos judeus seculares têm suas dúvidas.

Resumo da Notícia: "A Maioria dos Israelenses Diz Não ao Compartilhamento de Jerusalém", Khaleej Times, 9 de outubro de 2007.

"Jerusalém — A maioria dos israelenses se opõe ao compartilhamento de Jerusalém com os palestinos como parte de um acordo de paz final, uma pesquisa de opinião revelou na terça-feira, após um ministro israelense provocar protestos ao sugerir a idéia. Ao serem perguntados se Israel deveria concordar com 'qualquer tipo de contemporização sobre Jerusalém', como parte de um acordo final para encerrar o conflito de décadas no Oriente Médio, 63% disseram não, de acordo com a pesquisa do jornal de grande tiragem Yediot Aharonot. 68% se opuseram à transferência dos bairros árabes na ocupada Jerusalém oriental ao controle palestino e 61% disseram que Israel somente deveria ter soberania pelos locais sagrados na Cidade Velha, reverenciados pelas três principais religiões monoteístas."

Esses números da pesquisa de opinião são muito fortes e indicam que qualquer sugestão de que Jerusalém seja dividida não tem a menor chance de ser aceita.

Não esteja tão certo.

Os palestinos, por outro lado, estão igualmente determinados a exigir que recebam Jerusalém oriental como a capital do novo Estado Palestino. O presidente Abbas (que é um maçom) adverte repetidamente que não pode ceder o controle do Monte do Templo e dos locais considerados sagrados pelos muçulmanos, especialmente o templo Domo da Rocha.

Portanto, neste intenso debate e manobras posicionais, você aparentemente tem a proverbial "Força Irresistível" chocando-se contra o "Objeto Irremovível". Embora a Casa Branca do presidente Bush tenha declarado que 'agora é o tempo' para a criação de um Estado palestino ("a Força Irresistível"), os judeus tanto do campo religioso e secular estão se opondo à idéia ("o Objeto Irremovível")

O que os Illuminati farão?

"O Projeto da Aliança da Nova Jerusalém"

Eles brincam com o velho jogo das conchas, fazendo você acreditar que o plano deles é realmente o de dividir Jerusalém! Veja: o plano não é dividir, mas unificar, sob uma liderança internacional! Para evitar todos os problemas criados pela divisão do controle entre judeus e árabes, ou de permitir que a Jordânia controle os sítios sagrados do islamismo, os Illuminati têm outro plano — um plano que foi criado quase vinte anos atrás! Toda essa bobagem sobre a divisão de Jerusalém e o controle dos sítios sagrados passar para a outra parte é apenas o antigo jogo das conchas, que tem o propósito de fazer você olhar para a concha errada.

Vamos examinar o plano genuíno dos Illuminati — chamado de "Projeto da Aliança da Nova Jerusalém"!

Citaremos porções pertinentes do Seminário da Casa da Teosofia no qual fui infiltrado em 18 de agosto de 1991. Esse seminário era exclusivo para membros e seus convidados e como John — um teosofista que tinha recentemente recebido a Cristo e se convertido — ainda era oficialmente um membro, ele me levou como seu convidado. Esse seminário me forneceu algumas das melhores compreensões que eu já recebi sobre o Plano da Nova Ordem Mundial.

Os Illuminati tinham acabado de tomar algumas decisões importantes e Bill Lambert, o Diretor da Casa da Teosofia na Nova Inglaterra, queria contar as novidades para os membros e seus convidados. Ele tinha vivido em Jerusalém nos três anos anteriores, trabalhando em um comitê chamado "Projeto da Aliança da Nova Jerusalém".

Alguns aspectos desse plano já tinham sido cumpridos (leia o artigo N1395, não-traduzido) e acredito que essa conferência de Paz em Annapolis no fim de novembro poderá cumprir muitas partes desse plano. Veja agora alguns excertos pertinentes do artigo N1052, as anotações que fiz durante esse Seminário da Casa da Teosofia.

O nome desse seminário foi muito interessante: "Eventos Possíveis e Prováveis no Futuro".

Logicamente, os eventos são "possíveis e prováveis" quando eles ocorrem por causa de um plano pré-concebido que determina que eles ocorram! Lembre-se, Lambert está revelando os detalhes de um plano humano, criado em cooperação com 'espiritos-guia' sobrenaturais para estabelecer a Nova Ordem Internacional. Eles não têm idéia que o plano deles simplesmente cumpre com precisão a profecia bíblica.

Veja como Lambert descreveu o plano final dos Illuminati para Jerusalém e determine se você consegue ver esse plano ser cumprido na próxima Conferência de Paz.

Primeiro, Lambert define o cenário falando sobre o cumprimento das profecias:

"A Natureza de Autocumprimento da Profecia"

"O que uma pessoa pensa, ela cria. A lei ocultista diz que a energia segue o pensamento. Portanto, a crença coletiva na profecia errada por milhões de pessoas pode causar um imenso nível inconsciente de sentimentos negativos que podem levar ao cumprimento das profecias."

"O Armagedom é um exemplo em vista. As pessoas acreditam no conceito do Armagedom, que é que este mundo atual precisa ser destruído antes que um novo mundo possa ser criado... Portanto, a crença coletiva maciça nesse conceito leva ao autocumprimento desse conceito. A crença no Armagedom está interligada em torno de Israel e do Oriente Médio, e está fazendo as nações se voltarem para essa região, possivelmente armando o cenário para uma guerra em larga escala, talvez até nuclear."

Essa crença é o raciocínio padrão de Nova Era. Eles acreditam que, quando uma pessoa profere uma profecia bíblica, essa profecia assume uma vida e uma energia próprias. À medida que os anos passam a força criada por essa profecia requer que ela seja cumprida. Quando uma pessoa "cumpre" essa profecia em particular, ela está somente fazendo isso como parte de uma "natureza de autocumprimento". Se uma determinada profecia nunca é cumprida, então sua força fica pairando sobre a cabeça da humanidade, até que alguém se apresente para cumpri-la.

Portanto, os Illuminati acreditam que o "cumprimento" de todas as profecias messiânicas precisa ser encenado de forma deliberada para que a humanidade possa aliviar-se da carga dessas antigas profecias, cuja força está ameaçando todos os povos do mundo até que elas sejam "descarregadas" de forma segura, como um relâmpago que é descarregado de forma segura no chão por um pára-raios.

Voltando agora a Lambert:

"O Projeto da Aliança da Nova Jerusalém"

"Entre 1985-2010, o seguinte cenário se desdobrará, dependendo somente do conjunto correto de circunstâncias:

* As áreas islâmica e judaica de Jerusalém serão combinadas com a cristã para criar a Aliança da Nova Jerusalém

Todas as religiões se reunirão para celebrar três festivais religiosos simultaneamente:

  1. Festival da Boa Vontade — normalmente em maio-junho.
  2. Festival da Páscoa — normalmente em abril (celebra o novo nascimento, como exemplificado pelo Cristo — Jesus Cristo para os cristãos)
  3. Festival de Wesak — normalmente em março (celebra o nascimento de Buda)

"Essa celebração de três festivais combinados criará a Religião da Nova Ordem Mundial e será o equivalente espiritual das Nações Unidas na área política."

"Quando as comunidades religiosas do mundo estiverem assim fundidas, os governos políticos simultaneamente realizarão as seguintes conferências políticas/empresariais:

  1. Congresso Planetário da Boa-Vontade
  2. Congresso Sobre Desarmamento e Recursos Humanos Planetários
  3. Congresso Sobre o Espaço e Recursos Ambientais Planetários

Observe que essas três conferências interligadas — religiosa, política (governos) e empresarial — foram realizadas durante um período de 13 dias, entre 28 de agosto a 10 de setembro de 2000. (Leia o artigo N1395 no site da Cutting Edge.) Acreditamos que a Nova Ordem Mundial foi oficial e caladamente estabelecida em 10 de setembro de 2000. Um ano e um dia depois, os ataques de 11/9/2001 foram perpetrados. Quando você compreender o significado na feitiçaria de "um ano e um dia", nunca mais duvidará que os Illuminati perpetraram de forma planejada os ataques como forma de derrubar a Antiga Ordem Mundial. (Leia no artigo N1883 uma incrível explicação sobre o significado do período de 'um ano e um dia'.)

Agora, vamos retornar às anotações que fiz durante o Seminário da Casa da Teosofia. Observe que Lambert subitamente faz uma mudança de marcha e entra diretamente em uma discussão sobre Jerusalém:

"Assim, quando as três conferências, a religiosa, a política e a empresarial forem realizadas simultaneamente, ocorrerá uma grande fusão de todas as forças no mundo inteiro e que moverá o mundo em qualquer direção desejada. Então, e somente então, será possível construir uma combinação de templo/igreja/mesquita em Jerusalém." [Ibidem].

Como chegamos do período de tempo de agosto-setembro de 2000 quando as três conferências foram realmente realizadas, para uma combinação de templo/igreja/mesquita em Jerusalém", que ainda está para ocorrer? O fato da matéria é que os Illuminati aparentemente planejaram com muita antecedência seguir a "grande fusão de todas as forças no mundo inteiro" que manobrará as partes no Oriente Médio para chegarem a um acordo para a construção desse edifício religioso combinado em Jerusalém, para todas as religiões monoteístas — judaísmo, cristianismo e islamismo.

Esta é a direção para a qual essa longamente aguardada Conferência de Paz poderá nos levar! Em vez de tentar dividir Jerusalém, os Illuminati planejam unificá-la em uma cidade de adoração monoteísta combinada, a ser administrada por um organismo internacional. Quando eu o questionei diretamente, Bill Lambert recusou-se a dizer se esse edifício combinado será construído no Monte do Templo. Mas, observe que a parte específica do plano da Nova Ordem Mundial, chamada de Projeto da Aliança da Nova Jerusalém, prevê o estabelecimento de uma Jerusalém religiosa combinada — cristã, islâmica e judaica.

Entretanto, Lambert deu outro salto surpreendente quando disse: "Qualquer acerto unicamente político no Oriente Médio não irá, por si mesmo, trazer a paz. Em outras palavras, um acerto unicamente político deixaria a natureza religiosa do problema não resolvida. Qualquer solução permanente para o conflito no Oriente Médio terá de incluir uma solução para o problema religioso. Uma vez que esse problema religioso estiver solucionado, então o poder e a influência dos judeus ortodoxos em Israel declinarão de forma permanente."

Portanto, esse centro de adoração mista em uma Jerusalém controlada pelas forças internacionais tem o real objetivo de reduzir e eliminar o poder e a influência dos judeus ortodoxos em Israel. Os Illuminati de origem judaica sempre foram vistos com aversão pelos judeus ortodoxos, que têm as Escrituras hebraicas (o Velho Testamento) como a única regra absoluta no mundo; portanto, os Illuminati acreditam que esse plano reduzirá ou eliminará de forma permanente a influência dos judeus ortodoxos em Israel.

Agora, porém, Lambert dá um novo salto em uma direção surpreendente: o papa católico romano!

"No momento certo na história, o papa católico romano visitará o setor combinado judaico/cristão/islâmico de Jerusalém para anunciar que todas as religiões devem ser combinadas em uma só. Essa ação finalmente romperá o impasse no Oriente Médio."

Se essa próxima Conferência de Paz de fato criar uma combinação de templo/igreja/mesquita em Jerusalém, então em breve deveremos ouvir os planos de o pontífice católico romano visitar Jerusalém para fazer esse pronunciamento histórico, isto é, o de que todas as religiões devem ser combinadas em uma só. Esse anúncio estabelecerá a Religião Ecumênica mundial do Falso Profeta, que será chefiada pelo pontífice romano. Essa decisão por parte dos Illuminati especifica oficialmente o papa como o Falso Profeta de Apocalipse 13:10-18.

Finalmente, Bill Lambert revelou a força externa que precisava ser aplicada de forma contínua em Israel para que esse plano seja implementado:

"O ímpeto para a realização desse tipo de acordo somente é tornado possível devido a um temor generalizado de guerra. Esse temor precisa ser mantido até que as desejadas mudanças políticas e religiosas sejam instituídas." [Ibidem].

Agora você sabe por que o mundo tem sofrido com esse cenário de "temor de guerra" desde agosto-setembro de 2000! Joel 3 e outras Escrituras nos dizem que uma guerra total real irromperá no Oriente Médio, mas até que esse plano tenha amadurecido totalmente, os cães de guerra continuarão restringidos e somente o "temor da guerra" prevalecerá.

A Etapa Final: O Anticristo

A etapa final nesse "Projeto da Aliança da Nova Jerusalém" é o aparecimento do Anticristo. Veja como Lambert explicou:

"O Espírito da Paz está pairando próximo da humanidade, buscando a oportunidade de fazer Sua Presença ser sentida. O Espírito da Paz não é um conceito abstrato, mas um Indivíduo potente, que detém forças até aqui desconhecidas do nosso planeta. Grandes Forças estão aguardando a hora quando poderão funcionar como as Libertadoras e Livradoras da humanidade. No entanto, a porta para a entrada delas precisa ser aberta pela própria humanidade e será aberta por um ato conjunto de vontade, expresso por meio de alguma fórmula de palavras e expresso em um som. Ele será trazido por uma atividade realizada simultaneamente por todos os homens e mulheres de boa vontade e por todos os aspirantes e discípulos do mundo. A porta não será aberta a não ser que o ato de invocação seja apoiado pela vontade enfocada. A determinação direcionada do homem, ou do grupo, que está usando a fórmula sugerida, a oração ou a invocação, é essencial." [The Externalization of the Hierarchy, Alice A. Bailey. Nota: Alice Bailey foi a líder da Casa da Teosofia por quase quarenta anos no início do século 20.].

Em outras palavras, minutos antes de o Anticristo (o "Espírito da Paz") aparecer, um som sobrenatural será ouvido — e sentido espiritualmente, por todos no planeta, ao mesmo tempo. Em nenhum outro momento na história tantas pessoas serão impactadas ao mesmo tempo, no mesmo instante de tempo. Essa ação destina-se a fazer todos olharem para os lados e para cima, admirados sobre o que acaba de ocorrer e imaginando o que aquilo significa. As pessoas estão se perguntarão o que causou aquele som inacreditável. Esse som literalmente abalará todas as pessoas, fazendo suas almas tremerem como a gelatina em uma tigela quando esta é sacudida. Em seguida, quando a atenção de todos estiverem despertadas e enfocadas (a 'vontade enfocada'), imagens do Anticristo aparecerão simultaneamente em toda a Terra, falando com as pessoas, em suas próprias línguas. Os "sinais e maravilhas" profetizados terão se iniciado.

Então, depois de falar sobre o aparecimento do Cristo da Nova Era (o Anticristo), Lambert fala sobre o arrebatamento da igreja!

"As energias querem fluir da Hierarquia para a Terra para produzir a manifestação física do Cristo; entretanto, esse fluxo somente poderá ocorrer quando a humanidade elevar sua consciência coletiva para serem receptores adequadamente despertados" (págs. 617-18, The Externalization of the Hierachy, parafraseado por Lambert).

Neste ponto, Lambert disse que o mundo consistirá apenas de três tipos de pessoas quando 'O Cristo' aparecer:

  1. "Aqueles cujas consciências foram adequadamente elevadas e que poderão aceitá-lo imediatamente."

  2. "Aqueles cujas consciências foram elevadas, mas não o suficiente para que possam aceitá-lo prontamente, mas que poderão aceitá-lo após uma maior iluminação."

  3. "Aqueles que nunca o aceitarão."

Ele então explicou o destino dos membros do terceiro grupo, aqueles cujas consciências pessoais não estavam agora, nem poderão jamais estar, elevadas o suficiente para aceitarem o Cristo. Ele as comparou a pessoas que passaram suas vidas inteiras em um quarto totalmente escuro; se subitamente uma luz intensa brilhasse dentro do quarto, os olhos delas não poderiam suportar a luminosidade e elas teriam de fugir da luz e procurar outro quarto escuro. As pessoas do terceiro grupo "decidirão partir para outro quarto". [Estas são as palavras exatas usadas por Lambert.].

Neste ponto, levantei minha mão e perguntei: "Como elas farão isso? Ninguém pode simplesmente dizer ao seu espírito para deixar este mundo. Essas pessoas cometerão suicídio?" Bill Lambert respondeu enfaticamente com um "Não". Ele disse: "Não sei como isso acontecerá, mas essas pessoas deixarão esta dimensão."

Após pensar um bocado, conclui que ele estava falando aqui sobre o arrebatamento da igreja. Ele se recusou a dizer se essas pessoas seriam mortas, e sabemos que a Bíblia ensina que o Anticristo somente começará a matar os cristãos por volta da metade do Período da Tribulação. Mas Bill Lambert disse que o tempo para essa partida das pessoas do terceiro grupo será imediatamente após o aparecimento do Cristo e que o método de partida será misteriosamente voluntário. Acredito que os espíritos-guia desses líderes de Nova Era criaram essa história como um modo de explicar o arrebatamento da igreja. Assim, quando o arrebatamento ocorrer, as pessoas não o creditarão a Deus e continuarão a ser enganadas.

Portanto, Bill Lambert listou uma seqüência de eventos que culmina com o aparecimento do Anticristo e o arrebatamento da igreja. Os passos seqüenciais são:

  1. Três conferências serão realizadas simultaneamente ou de forma sobreposta — religiosa, política e empresarial. Essas conferências foram realizadas de 28 de agosto a 10 de setembro de 2000, na ONU, em Nova York.

  2. Jerusalém unificada como uma cidade monoteísta, com a construção de um centro de adoração combinado para as religiões monoteístas.

  3. O papa católico romano viajará até Jerusalém para declarar que todas as religiões do mundo estão unificadas.

  4. O Anticristo aparecerá na cena internacional, operando tremendos sinais e maravilhas.

  5. Arrebatamento da igreja.

Como você pode ver, esse seminário da Casa da Teosofia continha tantas informações arrasadoras sobre o Plano dos Illuminati e como ele se encaixa na profecia bíblica, que eu mal conseguia me manter sentado na cadeira. Hoje, o ímpeto parece irresistível para uma Conferência de Paz em que concessões surpreendentes serão feitas em troca da paz, possivelmente incluindo a internacionalização de Jerusalém e a construção de um centro de adoração mista para as três religiões monoteístas do mundo.

Somente temos de esperar para ver como os eventos se desdobrarão. Verdadeiramente, a humanidade está no fim dos tempos.



Você está preparado espiritualmente? Sua família está preparada? Você está protegendo seus amados da forma adequada? Esta é a razão deste ministério, fazê-lo compreender os perigos iminentes e depois ajudá-lo a criar estratégias para advertir e proteger seus amados. Após estar bem treinado, você também pode usar seu conhecimento como um modo de abrir a porta de discussão com uma pessoa que ainda não conheça o plano da salvação. Já pude fazer isso muitas vezes e vi pessoas receberem Jesus Cristo em seus corações. Estes tempos difíceis em que vivemos também são tempos em que podemos anunciar Jesus Cristo a muitas pessoas.

Se você recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, mas vive uma vida espiritual morna, precisa pedir perdão e renovar seus compromissos. Ele o perdoará imediatamente e encherá seu coração com a alegria do Espírito Santo de Deus. Em seguida, você precisa iniciar uma vida diária de comunhão, com oração e estudo da Bíblia.

Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia-a-dia.

Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.

Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", dê um clique aqui: http://www.cuttingedge.org

Que Deus o abençoe.

Data de publicação: 6/11/2007
Revisão: V. D. M. — Campo Grande / MS e http://www.TextoExato.com
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/n2247.asp