Eu Enganado???

Algumas considerações sobre a possibilidade de um eleito de Deus ser levado pelo engano espiritual, que está desmedido em nosso tempo.

Recursos úteis para sua maior compreensão

As Igrejas Cristãs Estão Abrindo as Portas Para o Anticristo


Título do Livro 2


Título do Livro 3

Como muitos tópicos na Palavra de Deus, a possibilidade de um cristão ser espiritualmente enganado é debatido com prós e contras. Aqueles que dizem que é impossível apontam para os dois versos seguintes como textos de prova:

"Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos." [Mateus 24:24].

"Porque se levantarão falsos cristos, e falsos profetas, e farão sinais e prodígios, para enganarem, se for possível, até os escolhidos." [Marcos 13:22].

Obviamente, eles acham que as palavras "... se possível fora..." significam que não é possível e afirmam que o Espírito Santo não permitirá isso. Entretanto, acredito que essa interpretação está errada e tende a levar alguns a adotar um falso senso de invulnerabilidade. O relato do engano de Eva deve definir o debate porque ela estava em um estado de perfeição antes de ser tentada por Satanás!

Para mostrar que os tradutores da Bíblia não necessariamente queriam indicar impossibilidade pela frase "se possível fora", considere o uso que fizeram dela nos seguintes versos — onde a possibilidade certamente não é descartada:

"Porque já Paulo tinha determinado passar ao largo de Éfeso, para não gastar tempo na Ásia. Apressava-se, pois, para estar, se lhe fosse possível, em Jerusalém no dia de Pentecostes." [Atos 20:16].

"E, sendo já dia, não conheceram a terra; enxergaram, porém, uma enseada que tinha praia, e consultaram-se sobre se deveriam encalhar nela o navio." [Atos 27:39].

A única outra ocasião de seu uso é onde o Senhor Jesus Cristo orou por possibilidade, mas a vontade de Deus, o Pai, a tornou impossível:

"E, tendo ido um pouco mais adiante, prostrou-se em terra; e orou para que, se fosse possível, passasse dele aquela hora." [Marcos 14:35].

Quando olhamos mais atentamente Mateus 24:24 e Marcos 13:22 (citados anteriormente), descobrimos que as palavras "se fosse" (na frase "se for possível") estão em itálico, indicando que foram fornecidas pelos tradutores. No grego, a frase é simplesmente ei dunatos — "se possível", que no português moderno definitivamente deixa a porta aberta para a possibilidade.

Adicionalmente, nos dois casos seguintes, o Senhor falou aos seus discípulos e os advertiu sobre a possibilidade do engano:

"E, estando assentado no Monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos em particular, dizendo: Dize-nos, quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo? E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane; porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos." [Mateus 24:3-5; ênfase adicionada].

"E perguntaram-lhe, dizendo: Mestre, quando serão, pois, estas coisas? E que sinal haverá quando isto estiver para acontecer? Disse então ele: Vede não vos enganem, porque virão muitos em meu nome, dizendo: Sou eu, e o tempo está próximo. Não vades, portanto, após eles." [Lucas 21:7-8; ênfase adicionada].

Por que incluir estas admoestações se não há possibilidade de um filho eleito de Deus ser enganado?

"Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes." [1 Coríntios 15:33].

"Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará." [Gálatas 6:7].

"Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus? Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus." [1 Coríntios 6:9-10].

Aproveitando que estamos no assunto do engano, precisamos destacar para aqueles que acreditam que uma pessoa pode perder sua salvação se cometerem qualquer um desses pecados após serem salvos — o próximo verso [1 Coríntios 6:11] coloca definitivamente essa falsa noção para longe! Ele diz:

"E é o que alguns têm sido; mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em nome do Senhor Jesus, e pelo Espírito do nosso Deus."

Em outras palavras, os cristãos coríntios tinham sido feitos eternamente justos à vista de Deus! Eles estavam separados para Seu serviço e declarados inocentes de todas as acusações. A justificação confere a mesma justiça de Cristo ao indivíduo — removendo para sempre a condenação do pecado e "rótulos" como fornicador, idólatra, etc. A realidade constante e a possibilidade do pecado permanece um fato feio para o cristão, mas louvado seja o Senhor — para nós a penalidade foi removida por meio da justificação. Não se deixe enganar, o Maligno não tem um gancho em que se agarrar nos filhos da graça!!

Este não é o primeiro artigo que escrevo sobre a enganação e, provavelmente, não será o último. Por quê? Porque o engano espiritual está tão espesso hoje que pode-se até estender o braço e apanhar um punhado! Em minha opinião, em nenhuma outra parte ele é mais evidente do que no fato de tantos irmãos assumirem que outros são crentes genuínos simplesmente porque eles dizem que são. Então, se alguém se atrever a questionar a validade dessas profissões de fé, "Não julgueis para que não sejais julgados" é quase sempre uma resposta automática. Mas essa resposta é contrária ao ensino referente ao discernimento espiritual que aparece em todo o Novo Testamento. Devemos sempre dar aos cristãos professos o benefício da dúvida, mas ao mesmo tempo exercitar um princípio que o ex-presidente americano Ronald Reagan gostava de citar: "Confie, mas verifique." Em outras palavras, não devemos ser crédulos e apressados demais em acreditar nas profissões de fé! Uma falha geral para exercitar o discernimento apropriado está causando estragos em nossas igrejas, porque o joio agora excede em muito o trigo. O Espírito Santo habita nos crentes genuínos e, independente de quão imaturos e pouco instruídos eles possam ser, em algum grau o fruto do Espírito [Gálatas 5:22-23] sempre será evidente em suas vidas. É da mais alta importância que cada um de nós procure verificar esse fruto antes de abaixar a guarda e aceitar alguém como genuíno. Sob a melhor das circunstância o Diabo infiltrará alguns "debaixo dos nossos radares", mas a atitude permissiva e ultra-liberal que agora está sendo exibida pela maioria da cristandade é absolutamente catastrófica!

Nos anos anteriores à mania da contagem de cabeças do século XX, a maioria das igrejas exercitava restrições ao aceitar novos membros. Aqueles que faziam profissão de fé tinham de "caminhar o caminho e conversar a conversa" por um período probatório antes de serem recebidos na assembléia. Todos os membros da igreja em questão reconheciam sua responsabilidade de colocar de lado as questiúnculas políticas e as distinções sociais quando votavam — o único critério legítimo era se o candidato demonstrava ou não frutos espirituais em sua vida. Infelizmente, porém, essas medidas de bom senso há muito tempo caíram em desuso e hoje qualquer um que respire e possua o potencial de ocupar espaço em um banco na igreja será bem recebido com braços abertos.

Pode um cristão ser enganado? Não posso citar melhor exemplo que sim do que os muitos que são maçons e defendem ardorosamente a "arte" como sendo simplesmente uma organização dedicada a "tornar homens bons melhores". A avaliação míope deles deriva do ensino que é expressamente planejado para enganar e eles não conseguem ver a floresta a partir das árvores! Falando disso, acho que foi o famoso escritor John Steinbeck que contou de um passeio que fez pelas sequóias gigantes do norte da Califórnia. Seu pequeno cachorro o acompanhava e, por causa de um problema na bexiga, tinha de fazer freqüentes paradas ao longo do caminho. Mas quando eles entraram na floresta das árvores enormes, o cachorro obviamente tornou-se frustrado por causa de sua perspectiva que não havia "alvos" disponíveis!! O tamanho das árvores excedia em muito sua limitada percepção e, portanto, elas não existiam para ele. Esse é o mesmo princípio com a massacrante maioria dos maçons. Eles não têm uma pista sobre o que acontece no topo de sua pirâmide organizacional e as tentativas de adverti-los são rejeitadas — geralmente com a desculpa esfarrapada que nenhum estranho pode compreender seus ensinos. No entanto, os "segredos" deles estão na verdade disponíveis para todos que separarem um tempo para se informarem e o que aparece não é um quadro muito bonito. Entrar nos detalhes específicos está fora da abrangência deste artigo, mas recomendamos que todos os interessados leiam o seguinte:

http://www.espada.eti.br/free001a.asp

O que particularmente me entristece como ministro do evangelho é que o gnosticismo ocultista é a religião da Maçonaria e esse fato é mantido escondido do membro mediano. Aquilo que é ensinado abertamente na Sociedade Rosa-Cruz é velado em alegorias para o maçom. Por quê? Para enganar os incautos à medida que eles avançam pelos vários graus em sua busca por "iluminação". A maioria dos muitos milhares em todo o mundo que entram em uma loja maçônica estão contentes com os aspectos fraternais e benevolentes da organização e raramente progridem além dos primeiros graus. Mas alguns poucos que exibem particular aptidão e uma disposição de avançar são cuidadosamente observados à medida que progridem pelos graus mais elevados. Em certo ponto — algumas fontes dizem que é no Trigésimo Grau — aqueles que forem considerados como possuidores de um potencial para coisas maiores e melhores são informados que o mestre a quem eles servem é nenhum outro senão Lúcifer. Então, se essa informação não os detiver, eles estarão no caminho para alcançar a "verdadeira iluminação" e servir um papel vital na organização. Para aqueles irmãos que insistem que isso não é verdade, nós os desafiamos a atentarem para o considerável corpo de evidências que dizem o contrário! Os escritos maçônicos estão disponíveis na Internet em abundância e somente aqueles que separam um tempo para peneirá-lo (como fizemos e continuamos a fazer) podem considerar-se informados sobre a verdadeira natureza da Maçonaria.

Eis o que disse o apóstolo em Colossenses 2:2b-3; 8-9, ao advertir sobre o gnosticismo:

"Para que os seus corações sejam consolados, e estejam unidos em amor, e enriquecidos da plenitude da inteligência, para conhecimento do mistério de Deus e Pai, e de Cristo, em quem estão escondidos todos os tesouros da sabedoria e da ciência."

"Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo; porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade."

A "iluminação" ou "esclarecimento" oferecido pela Rosa-Cruz/Maçonaria é puro gnosticismo sem adulteração e precisa ser rejeitado pelo povo de Deus, pois Jesus Cristo é o divino repositório de tudo que é verdadeiramente alumiador. Precisamos orar poderosamente por discernimento espiritual porque as trevas estão se mascarando como luz e muitos do povo de Deus estão seguindo como mariposas atraídas por uma chama!

Assim, ofereço este pensamento em conclusão: Se os cristãos não podem ser enganados, por que, então existe hoje um terrível charco de doutrinas e ensinos conflitantes concernentes à salvação e à vida cristã? Deus não é autor de confusão [1 Coríntios 14:33], de modo que de onde você supõe que ela se origina? Eu enganado??? Irmãos, todos nós precisamos orar e pedir discernimento e estar dispostos a mudar nossas mentes quando o Espírito Santo expuser o erro, em vez de obstinadamente nos agarrarmos àquilo que é falso. Manejar corretamente a palavra da verdade [2 Timóteo 2:15] nunca foi mais importante do que é agora, porque as trevas estão descendo rapidamente sobre nós.



Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia-a-dia.

Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.

Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", clique aqui http://www.cuttingedge.org

Que Deus o abençoe.

Autor: Pr. Ron Riffe
Data da publicação: 8/2/2005
Revisão: http://www.TextoExato.com
Patrocinado por: A. J. R. C. — Fortaleza / CE
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/p231.asp