Ofensas e Retribuição

"Minha é a vingança; eu recompensarei, diz o Senhor." [Romanos 12:19].


Recursos úteis para sua maior compreensão

As Igrejas Cristãs Estão Abrindo as Portas Para o Anticristo


Título do Livro 2


Título do Livro 3

Na vida dos crentes, o conflito entre nossa natureza humana carnal e a do Espírito Santo que reside em nós é geralmente intenso. Estamos naturalmente inclinados para o mal e é a vontade Dele que façamos o bem. Assim, a dura realidade de ser nascido de novo e de ter recebido o Senhor em nossas vidas é que isso causa problemas! Se alguém professa ter recebido a Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador mas não experimenta esse conflito — a afirmação de fé não é genuína.

"Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis." [Gálatas 5:17].

Destarte, se um cristão insiste em praticar o mal a despeito da influência restritora do Espírito Santo, ele terminará pagando por isso!

"Porque o Senhor corrige o que ama, e açoita a qualquer que recebe por filho." [Hebreus 12:6].

"Eu repreendo e castigo a todos quantos amo; sê pois zeloso, e arrepende-te." [Apocalipse 3:19].

O contato diário com outros seres humanos — 100% dos quais possuem uma natureza pecaminosa exatamente como a nossa — garante atrito e o potencial para desavenças. Nascemos egoístas, tendo uma forte inclinação para procurar ser o número um, de modo que o choque de cabeças é inevitável. Por mais branda que seja nossa personalidade, mais cedo ou mais tarde alguém vai dizer ou fazer alguma coisa que vai ofender nosso ego e nos deixar bravos. A palavra "infantilidade" deriva, obviamente, da observação de crianças pequenas que brigam umas com as outras tentando impor sua vontade. Para verdadeiramente amadurecermos e nos tornarmos adultos responsáveis, precisamos aprender a ignorar muitas coisas que vão contra nosso instinto básico do "eu, é meu, é para mim".

Entretanto, amadurecer como um cristão é uma tarefa muito mais difícil do que a de uma criança crescer e se tornar um adulto. Amadurecer espiritualmente envolve um esforço diário para ir muito além de simplesmente evitar os conflitos que tipificam a sociedade civilizada. A pessoa mediana considera que teve um bom dia quando passa por ele sem ter tido um confronto com outras pessoas — embora freqüentemente a hostilidade não-resolvida permaneça logo abaixo do ponto de fervura na superfície. E a hostilidade sempre carrega consigo o desejo de retaliar se a oportunidade aparecer. Portanto, admita que todos nós "somos amostras do mesmo tecido" no que se refere a essas coisas.

É por isso que os princípios do reino delineados pelo Senhor em seu Sermão do Monte (Mateus 4 a 7) parecem para nós tão difíceis de cumprir. A exortação de "virar a outra face" (Mateus 5:39) quando formos difamados, insultados e maltratados por outros instantaneamente desperta uma resposta de "você deve estar brincando comigo" Certo? A razão é que rejeitamos a idéia de permitir que alguém escape após fazer uma afronta à nossa dignidade. Tudo dentro de nossa natureza carnal exige que o EU seja valorizado e protegido acima de todas as coisas.

Mas para agradarmos a Deus e crescermos na graça e no conhecimento de Jesus Cristo (2 Pedro 3:18), precisamos chegar à compreensão que o EU precisa ser destruído.

"Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis." [Romanos 8:13].

À medida que somos bem-sucedidos nesse processo de santificação — pondo de lado o EU e crescemos em Cristo — o Espírito Santo preenche o vazio que o EU antes ocupava. Em seguida, e no mesmo nível, Seu poder sobrenatural é demonstrado por meio de nossas vidas à medida que Ele exerce Sua influência sobre os outros. Nunca devemos ser enganados a pensar que essa influência é limitada apenas à salvação das almas. Muitos crentes (e especialmente pregadores) parecem que pensam que os convertidos são o único fruto das vidas entregues a Cristo, mas eles estão negligenciando totalmente outro aspecto. A restrição ao pecado em escala global por meio das vidas do povo de Deus é também um ministério vitalmente importante do Espírito Santo.

"Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que agora resiste até que do meio seja tirado." [2 Tessalonicenses 2:7].

Estou convencido que a atual preocupação evangélica com os números está mascarando outro fato: O povo de Deus como um todo não está permitindo que sua luz brilhe diante dos homens por que a apostasia está desmedida. E, novamente, esse princípio é definido no Sermão do Monte:

"Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus." [Mateus 5:16].

Que o EU está ganhando a batalha e o poder de restrição de Deus está lentamente sendo retirado é algo que deveria ser óbvio para qualquer um que esteja envolvido, mas aparentemente isso não está acontecendo.

Falar é fácil, mas as ações genuínas é que são importantes — especialmente quando elas brilham no meio da correria em que vivemos hoje. Assim sendo, saiba que o testemunho entusiástico e agressivo para os outros é na verdade prejudicial à causa de Cristo se os incrédulos não conseguirem ver a sua luz. Logicamente, precisamos falar aos outros acerca da salvação que pode ser obtida por meio de Jesus Cristo, mas certifique-se de "usar você mesmo o produto" antes de recomendá-lo aos outros!

De acordo com a Palavra de Deus, o EU (a carne, Romanos 4:8-12) está em parceria com o mundo e o Diabo para serem os grandes inimigos que enfrentamos diariamente em nossas vidas. O sistema de valores do mundo foi criado por Satanás para trazer para fora o que há de pior em nós e ele sempre está pronto, disposto e capaz de nos empurrar na direção em que estamos inclinados. Assim, na próxima vez que você for tentado a perder a compostura, ou a ter uma explosão de fúria (como dar uns tapas na cara de alguém), conte até 100 uma ou duas vezes enquanto lembra a seguinte passagem:

"A ninguém torneis mal por mal; procurai as coisas honestas, perante todos os homens. Se for possível, quanto estiver em vós, tende paz com todos os homens. Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira, porque está escrito: Minha é a vingança; eu recompensarei, diz o Senhor. Portanto, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque, fazendo isto, amontoarás brasas de fogo sobre a sua cabeça. Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem." [Romanos 12:17-21].

Muitos anos atrás (durante os tempos em que estive desviado em minha juventude) ouvi um comediante fazer a seguinte afirmação: "Ame seus inimigos e deixe-os doidos da vida". Ele disse isso para ser engraçado, mas se pararmos para pensar sobre o assunto, o princípio é bíblico. "Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus." [Mateus 5:44; o Sermão do Monte] — assim, engula seu orgulho pecaminoso, siga essa admoestação e a parte agressora pagará muito mais do que se você seguisse a carne na busca por uma revanche. Se nesta vida elas nunca receberem a Jesus Cristo como Senhor e Salvador, "brasas de fogo" — graus adicionais de punição — serão a sua recompensa por toda a eternidade como resultado direto daquilo que fizeram contra nós. "Minha é a vingança; eu recompensarei, diz o Senhor." Nenhum acerto de contas que pudéssemos fazer seria tão completo.

Além disso, existe o aspecto do "aqui e agora" do acerto de contas de Deus pelas injustiças feitas aos Seus filhos. Acredito que vemos esse princípio demonstrado na vida no apóstolo Paulo. Como Saulo de Tarso (antes de adotar o nome de Paulo), ele perseguiu com violência a igreja:

"Porque eu sou o menor dos apóstolos, que não sou digno de ser chamado apóstolo, pois que persegui a igreja de Deus." [1 Coríntios 15:9].

"Porque já ouvistes qual foi antigamente a minha conduta no judaísmo, como sobremaneira perseguia a igreja de Deus e a assolava." [Gálatas 1:13].

Então, quando o Senhor o encontrou no caminho de Damasco (Atos 9:4), para salvá-lo e comissioná-lo para ser um apóstolo, seu pecado de perseguir a igreja não foi negligenciado:

"E respondeu Ananias: Senhor, a muitos ouvi acerca deste homem, quantos males tem feito aos teus santos em Jerusalém; e aqui tem poder dos principais dos sacerdotes para prender a todos os que invocam o teu nome. Disse-lhe, porém, o Senhor: Vai, porque este é para mim um vaso escolhido, para levar o meu nome diante dos gentios, e dos reis e dos filhos de Israel. E eu lhe mostrarei quanto deve padecer pelo meu nome." [Atos 9:13-16; ênfase adicionada].

Assim sendo, tenha em mente que não devemos retaliar contra ninguém — especialmente contra os irmãos e irmãs em Cristo — independente do quanto achamos que eles "merecem", porque nosso Pai Celestial castiga aqueles a quem ama.



Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia-a-dia.

Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.

Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", clique aqui http://www.cuttingedge.org

Que Deus o abençoe.

Autor: Pr. Ron Riffe
Data da publicação: 2/10/2006
Patrocinado por: A. C. P. — Catanduva / SP
Revisão: V. D. M. — Campo Grande / MS e http://www.TextoExato.com
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/p263.asp