Caráter

O que somos realmente quando ninguém está olhando


Recursos úteis para sua maior compreensão

As Igrejas Cristãs Estão Abrindo as Portas Para o Anticristo


Título do Livro 2


Título do Livro 3

Definição de um dicionário: "Caráter. A combinação de qualidades emocionais, intelectuais e morais que distinguem uma pessoa ou grupo de outro... Força ética ou moral; integridade."

Quando o rei Saul de Israel pecou, deixando de seguir as instruções de Deus, o profeta Samuel foi enviado em missão para escolher e ungir um novo rei dentre os filhos de Jessé. Quando Eliabe, o filho mais velho, foi levado à presença do profeta, Samuel impressionou-se e pensou que aquele era o homem que Deus tinha escolhido.

"Porém o SENHOR disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a grandeza da sua estatura, porque o tenho rejeitado; porque o SENHOR não vê como vê o homem, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o SENHOR olha para o coração." [1 Samuel 16:7].

Após os sete filhos serem apresentados a Samuel e Deus ainda não ter indicado aquele que deveria ser ungido, Samuel pergunta a Jessé se não havia mais filhos. A resposta foi que havia mais um — o menor — que estava apascentando as ovelhas. E quando Davi foi trazido a Samuel, Deus instruiu Seu profeta a ungir o rapaz como o próximo rei de Israel.

Para entender perfeitamente aquele momento crucial, precisamos compreender que originalmente não era a vontade de Deus que Israel tivesse um rei humano. Antes de Saul receber o trono, Israel era uma teocracia, em que o próprio Deus governava a nação. Mas o povo quis ser como as outras nações vizinhas e ter um rei que eles pudessem ver. Assim, Deus exerceu Sua vontade permissiva e permitiu que isso acontecesse:

"E falou Samuel todas as palavras do SENHOR ao povo, que lhe pedia um rei. E disse: Este será o costume do rei que houver de reinar sobre vós; ele tomará os vossos filhos, e os empregará nos seus carros, e como seus cavaleiros, para que corram adiante dos seus carros. E os porá por chefes de mil, e de cinqüenta; e para que lavrem a sua lavoura, e façam a sua sega, e fabriquem as suas armas de guerra e os petrechos de seus carros. E tomará as vossas filhas para perfumistas, cozinheiras e padeiras. E tomará o melhor das vossas terras, e das vossas vinhas, e dos vossos olivais, e os dará aos seus servos. E as vossas sementes, e as vossas vinhas dizimará, para dar aos seus oficiais, e aos seus servos. Também os vossos servos, e as vossas servas, e os vossos melhores moços, e os vossos jumentos tomará, e os empregará no seu trabalho. Dizimará o vosso rebanho, e vós lhe servireis de servos. Então naquele dia clamareis por causa do vosso rei, que vós houverdes escolhido; mas o SENHOR não vos ouvirá naquele dia. Porém o povo não quis ouvir a voz de Samuel; e disseram: Não, mas haverá sobre nós um rei. E nós também seremos como todas as outras nações; e o nosso rei nos julgará, e sairá adiante de nós, e fará as nossas guerras." [1 Samuel 8:10-20; ênfase adicionada].

Assim, para dar aquilo que eles queriam, Deus levou Samuel até Saul, filho de Quis (1 Samuel 9:15-16) e aqui está o que a Palavra de Deus nos diz sobre ele:

"E havia um homem de Benjamim, cujo nome era Quis, filho de Abiel, filho de Zeror, filho de Becorate, filho de Afia, filho de um homem de Benjamim; homem poderoso. Este tinha um filho, cujo nome era Saul, moço, e tão belo que entre os filhos de Israel não havia outro homem mais belo do que ele; desde os ombros para cima sobressaía a todo o povo." [1 Samuel 9:1-2].

Em outras palavras, Saul tinha a aparência de um rei! Ele era alto e atraente e o povo ficou impressionado com a escolha de Deus. Mas o que eles não sabiam era que Saul infelizmente tinha problemas de caráter e no fim acabaria abusando de seu poder e posição. O povo de Israel quis um rei e obteve um, mas ao fazer isso, na realidade rejeitou Deus como seu soberano. Embora se diga que a experiência seja o melhor professor, Israel continuou a ser um aluno muito ruim!

Portanto, quando Saul eventualmente fracassou (como Deus sabia que iria acontecer), Davi foi escolhido para ser o próximo rei por causa de seu caráter inato. Antes mesmo de essa escolha ser informada a Samuel, Deus deu por meio dele a seguinte mensagem a Saul:

"Então disse Samuel a Saul: Procedeste nesciamente, e não guardaste o mandamento que o SENHOR teu Deus te ordenou; porque agora o SENHOR teria confirmado o teu reino sobre Israel para sempre; porém agora não subsistirá o teu reino; já tem buscado o SENHOR para si um homem segundo o seu coração, e já lhe tem ordenado o SENHOR, que seja capitão sobre o seu povo, porquanto não guardaste o que o SENHOR te ordenou." [1 Samuel 13:13-14; ênfase adicionada].

Um homem segundo o coração de Deus! Isso não diz muito sobre como Davi realmente era por dentro e como ele se comportaria sob as circunstâncias mais difíceis? Todavia, apesar de seu caráter, reverência e uma vida caracterizada no geral por obediência a Deus, Davi ainda tinha uma natureza pecaminosa e cometeu alguns pecados terríveis ao longo de sua vida. Mas esse fato deve ser uma fonte de conforto para todos nós, porque nosso Pai Celestial nunca rejeitará aqueles que confiam em Cristo.

"Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora." [João 6:37].

Davi não somente cometeu fornicação e adultério com Bate-Seba, mas depois fez com que o marido dela fosse morto e tentou viver a vida e impedir a exposição de toda a sórdida história. Mas para seu crédito, ele confessou imediatamente seu pecado e se arrependeu após ser confrontado pelo profeta Natã — em vez de tentar se explicar, como fez Saul a Samuel. A diferença entre os dois indivíduos é que um era um homem de caráter e o outro não.

Acredito que Davi na verdade sentiu-se aliviado quando Natã apontou seu dedo para ele e disse "Tu és esse homem" [2 Samuel 12:7] Veja, Davi era um crente genuíno e o Espírito Santo de Deus habitava nele. Portanto, ele não podia se entregar ao comportamento pecaminoso e sentir satisfação, por causa do ministério de convencimento do pecado do Espírito Santo em seu coração. Portanto, quando teve a oportunidade de confessar, ele não hesitou — mesmo sabendo perfeitamente que, sob a Lei de Moisés, seu pecado era punido com a pena de morte por apedrejamento. Deus, porém, graciosamente poupou a vida de Davi e o fato de ele não ter procurado se evadir da culpa quando seu pecado foi exposto pode ter sido a razão.

Uma pessoa de caráter dirá a verdade mesmo se isso for doloroso e esse princípio é refletido em um salmo que Davi escreveu:

"SENHOR, quem habitará no teu tabernáculo? Quem morará no teu santo monte? Aquele que anda sinceramente, e pratica a justiça, e fala a verdade no seu coração. Aquele que não difama com a sua língua, nem faz mal ao seu próximo, nem aceita nenhum opróbrio contra o seu próximo; a cujos olhos o réprobo é desprezado; mas honra os que temem ao SENHOR; aquele que jura com dano seu, e contudo não muda. Aquele que não dá o seu dinheiro com usura, nem recebe peitas contra o inocente. Quem faz isto nunca será abalado." [Salmo 15; ênfase adicionada].

Bob Jones, o evangelista que fundou a Universidade Bob Jones, em Greenville, na Carolina do Sul, freqüentemente exortava os cristãos "a fazerem o que é certo até que as estrelas caiam"!! Fazer o que é certo independente das circunstâncias é uma demonstração de caráter de uma pessoa genuinamente temente a Deus.

As vidas de dois moços na Bíblia — José e Daniel — também nos inspiram quando lemos os relatos de seus triunfos sobre "o mundo, a carne e o Maligno":

"Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo. E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre." [1 João 2:15-17].

Tanto José quanto Daniel foram separados de suas famílias e levados para a cultura de povos pagãos quando ainda eram relativamente jovens (como deixar a família para cursar uma faculdade, ou ser enviado para cumprir o serviço militar em outra cidade) Ambos ficaram expostos às tentações que facilmente enlaçam a maioria de seus pares, mas em toda a vida eles nunca cederam um centímetro. E eles provam que o povo de Deus pode reter sua integridade durante tempos extremamente difíceis, dependendo unicamente Dele.

José foi falsamente acusado de tentativa de estupro e passou vários anos na prisão. Durante aqueles longos e penosos dias ele não se permitiu cair no desespero e na autocomiseração. Por quê? Por causa de sua fé inabalável em Jeová Deus, ele sabia intuitivamente que havia um plano e um propósito para tudo aquilo. E essa fé foi honrada quando ele, como o representante escolhido do Faraó, pôde dizer aos seus irmãos — os mesmos que o venderam à escravidão — que eles tinham intentado o mal, mas Deus tinha transformado a situação para o bem. (Gênesis 50:20).

Daniel estava entre aqueles do reino de Judá que foram tomados cativos pelo rei Nabucodonosor e levados para Babilônia. Como era da casa de Jeoiaquim, rei de Judá, (Daniel 1:3), ele foi escolhido como um potencial candidato para aprender a cultura e a língua dos caldeus. Ele e outros moços imediatamente enfrentaram a possibilidade de terem de se alimentar com uma comida que não era kosher e, portanto, proibida para os judeus. Daniel tentou solucionar o problema fazendo uma greve de fome ou usando outros meios para protestar? Não, ele respeitosamente solicitou que recebesse o privilégio de seguir uma dieta alternativa com o fundamento que ela na verdade seria mais saudável. Usando sua cabeça, ele obteve aquilo que queria e não causou consternação entre seus captores. Em seguida, com o tempo, seu comportamento e atributos de um rapaz temente a Deus atraíram o tipo certo de atenção e ele, como José, terminou sendo promovido a cargos executivos de grande importância nas cortes de três diferentes reis. Apenas como um parêntesis, acho fascinante que Deus tenha feito Daniel ser "o mestre dos magos, dos astrólogos, dos caldeus e dos adivinhadores." (Daniel 5:11) Esses instrumentos do diabo, todos eles praticantes das artes ocultas das trevas, foram forçados pelo rei Nabucodonosor a aceitar o homem de Deus como seu chefe! E os "magos" que visitaram o menino Jesus muitos séculos mais tarde, eram aderentes daquela mesma tradição gnóstica. Portanto, não podemos ver a suprema ironia de Deus ao forçar os homens de Satanás a se submeterem primeiro à liderança do seu homem, Daniel, e depois muitos anos mais tarde, a reconhecerem a realeza de Seu Filho Jesus Cristo e se prostrarem diante Dele?

Permita-me fazer uma pergunta que lhe dará uma boa indicação de como você se classifica neste assunto. Se encontrasse algo de grande valor que pertencesse a alguém e soubesse sem sombra de dúvida que poderia guardar aquilo sem que ninguém ficasse sabendo — você faria isso? Infelizmente, a maioria das pessoas neste velho mundo se apropriaria daquilo sem pestanejar, mas aqueles com caráter devolveriam o achado ao seu legítimo dono. Qual dos dois tipos melhor descreve você?



Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia-a-dia.

Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.

Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", clique aqui http://www.cuttingedge.org

Que Deus o abençoe.

Autor: Pr. Ron Riffe
Data da publicação: 11/6/2007
Patrocinado por: S. F. F. C. — Vargem Grande Paulista / SP
Revisão: http://www.TextoExato.com
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/p273.asp