Deus, Pecado e Salvação

Três tópicos sobre os quais todos refletem


Recursos úteis para sua maior compreensão

As Igrejas Cristãs Estão Abrindo as Portas Para o Anticristo


Título do Livro 2


Título do Livro 3

Acho fascinante que independente de quão primitivos e isolados os povos aborígenes possam ser, os antropólogos que os estudam sempre verificam que eles são "religiosos". Dentro dessas várias culturas existe um conceito do sobrenatural, um código de comportamento aceitável e alguma forma de adoração — nenhum dos quais, a propósito, já foi observado nos animais mais inteligentes. Portanto, de modo algum o termo "elo perdido" faz justiça para o abismo que existe entre homens e animais.

Em toda a história registrada, os filósofos sempre debateram a idéia que pode existir mais sobre a existência humana do que pode ser verificado pelos nossos cinco sentidos. A partir de todos os relatos, parece que a maioria dos grandes intelectuais do passado viu-se em algum momento na obrigação de lidar com o assunto. Mas a questão permanece hoje tão relevante e causadora de perplexidade como sempre foi, pois os fiéis que tentam defender suas posições são normalmente silenciados com o argumento de que "não é possível provar as questões de fé".

Assim, existe um Ser Supremo que habita em um plano de realidade exterior daquele em que vivemos? Em caso afirmativo, ele definiu um código de conduta que precisa ser seguido para que possamos agradá-lo? Há vida após a morte com felicidade eterna para os justos e condenação eterna para os incrédulos? As "três grandes religiões" monoteístas (um único Ser Supremo) — judaísmo, cristianismo e islamismo — geralmente concordam que essas coisas são verdadeiras, mas discordam com relação à identidade do Deus em questão. Existem então as várias religiões politeístas, que aceitam a existência de inúmeros deuses e deusas, tornando assim a poça d'água exponencialmente mais lamacenta!

O Deus do judaísmo e do cristianismo é Yahweh (transliterado como "Jeová" em português). No entanto, essas religiões diferem grandemente no sentido que o judaísmo recusa-se a aceitar Deus como um Ser triúno (Deus o Pai, e Deus o Espírito Santo) com Jesus Cristo sendo Deus o Filho. Enquanto o deus do islamismo é "Alá" (o deus da lua) e a crença é que Jesus Cristo foi apenas um grande instrutor/profeta segundo os dogmas do gnosticismo sobre o qual todas as falsas religiões estão baseadas. Tanto o judaísmo quanto o cristianismo consideram os escritos do Velho Testamento como a Palavra de Deus, mas o judaísmo rejeita o Novo Testamento com sua ênfase em Jesus Cristo e em Sua reivindicação de ser o Messias. E o livro sagrado do Islã — o Alcorão — diz conter as palavras de Alá conforme reveladas ao profeta Maomé.

Algumas das religiões politeístas também escreveram textos que eles seguem, mas quem está certo e quem está errado? Como uma pessoa pode desembaraçar o novelo de todas as reivindicações conflitantes e saber com certeza?

Havia um ditado durante a Segunda Guerra Mundial que dizia: "Não existem ateístas nas tocas das raposas". Quando os homens enfrentam a possibilidade de uma morte violenta e sabem que sua sobrevivência depende de algo que está além de sua capacidade de controlar, a vasta maioria clamará a um poder superior. Inata e instintivamente, as pessoas reagem àquilo que chamo de "buraco no coração da humanidade" — que é o título de um artigo anterior (P225, não traduzido). Essa tendência deve ser de interesse para qualquer pessoa que tenha uma mente aberta sobre a existência ou não de Deus. Todas as religiões adotam a crença em um reino sobrenatural — outra esfera de realidade, talvez um dos muitos universos paralelos que os físicos teóricos recentemente descobriram que existem — ocupados por Deus ou deus/deuses, de modo que milhões de pessoas em todo o mundo acreditam no conceito de um ser supremo, ou seres supremos. Portanto, o problema para quem busca seriamente a verdade é como classificar as reivindicações conflitantes e eliminar aquelas sem qualquer credibilidade.

Parece razoável sugerir que a primeira etapa deveria ser perguntar quem, ou que, é a autoridade que está por trás dos vários sistemas de crenças? São eles tradições humanas passadas de geração a geração oralmente, ou de forma escrita? Se eles foram escritos, então quem os escreveu? Se foi pela forma de tradições, pode-se confiar na palavra de homens falíveis? Pode o sistema de crenças resistir a um exame minucioso? Ele causa mudanças morais drásticas e positivas na vida daqueles que o adotam? (Nota: Com isso não quero dizer apenas zelo e crença fervorosa — independente de quão grandes eles possam ser. A não ser que essas mudanças tendam a desafiar a explicação em termos humanos, devem eles ser atribuídos a qualquer coisa menos do que a intervenção divina?) Então finalmente, ele promete vida eterna para o crente genuíno? Em caso afirmativo, o que alguém deve fazer para obtê-la? Logicamente essas etapas poderiam ser expandidas, mas quando cuidadosamente consideradas, elas devem se provar úteis em um processo de eliminação.

Assim, agora que estabelecemos uma base rudimentar pela qual podemos criticar os vários sistemas de crenças, vamos usá-la para examinar o cristianismo.

Quem, ou o que, é a autoridade que está por trás dele?

"Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra." [2 Timóteo 3:16].

Portanto, a própria Bíblia cristã afirma ser a plena e verbalmente inspirada Palavra de Deus. Tudo do Gênesis ao Apocalipse foi escrito por homens que foram movidos por Deus para escrever aquilo que eles fizeram e as informações transmitidas não são nada menos que Sua mensagem pessoal para a humanidade.

É a Bíblia meramente uma compilação das tradições dos homens?

"Mas, em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos dos homens." [Mateus 15:9].

O Senhor Jesus Cristo condenou os fariseus por substituírem por suas próprias tradições aquilo que Deus o Pai tinha dado a eles por meio de Moisés e dos profetas. Além disso, a tradição da igreja, como a tradição do catolicismo romano não tem validade ou autoridade além daquilo que é especificamente declarado na Bíblia. Nunca devemos confiar em qualquer coisa ou em qualquer pessoa além daquilo que Deus já disse.

Pode a Bíblia e o cristianismo resistirem ao teste do exame mais minucioso possível?

"Sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre. Porque toda a carne é como a erva, e toda a glória do homem como a flor da erva. Secou-se a erva, e caiu a sua flor; mas a palavra do Senhor permanece para sempre. E esta é a palavra que entre vós foi evangelizada." [1 Pedro 1.23-25].

Alguém já disse que a bigorna na oficina do ferreiro desgasta muitos martelos! A Palavra de Deus esteve sob ataques pelo diabo desde o Jardim do Éden e nunca sofreu o menor arranhão! Ela e os dogmas do cristianismo foram submetidos a ataques por muitos dos maiores intelectuais que este mundo já produziu, mas até aqui nenhum deles conseguiu chegar perto de provar que ela está errada.

Aqueles que chegam ao conhecimento da salvação em Jesus Cristo demonstram por suas vidas que experimentaram uma mudança drástica na direção e nos valores morais de suas vidas?

"E, naqueles dias, apareceu João o Batista pregando no deserto da Judéia, e dizendo: Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus." [Mateus 3:1-2].

"Desde então começou Jesus a pregar, e a dizer: Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus." [Mateus 4:17].

"Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo." [2 Coríntios 5:17].

"Arrepender-se" basicamente significa mudar de mente e parar de seguir na direção errada. Como mostram os dois versos acima, o arrependimento acompanha a verdadeira salvação em Cristo. Onde não há arrependimento — nenhuma mudança de coração, mente e direção — não há salvação!

Aqueles que experimentam um novo nascimento em Cristo literalmente recebem o Espírito Santo em seu ser interior e a presença Dele não pode ser escondida dos outros. Se a profissão de fé for genuína, as outras pessoas que conhecem o indivíduo perceberão a diferença. Em algumas pessoas que eram basicamente "bons sujeitos", as transformações poderão não ser tão drásticas, mas em outras a transformação será surpreendente! Por exemplo, alguns beberrões instantaneamente deixarão de se embriagar e começarão a viver de forma sóbria e responsável. Alguns viciados em drogas farão o mesmo. Em outras pessoas, os vícios sexuais serão abandonados e todas as formas de comportamento imoral serão deixadas para trás. Embora algumas pessoas demorem um pouco mais para conseguirem fazer uma mudança total de direção, elas eventualmente farão isso e assim demonstram a realidade de sua profissão de fé.

Já experimentei pessoalmente a salvação de Deus e gostaria muito que todos os homens em toda a parte buscassem o perdão de Deus para seus pecados.

"Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus." [Romanos 3:23].

"Portanto, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens por isso que todos pecaram." [Romanos 5:12].

Existem somente dois tipos de pecadores neste mundo: os salvos e os perdidos! Se você nunca foi salvo, o pecado em sua vida precisa ser tratado (isto é, você precisa reconhecer que é um pecador e arrepender-se) antes que Deus lhe conceda o perdão e a salvação em Cristo.

"Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor." [Romanos 6:23].

Por causa da natureza santa de Deus, Ele não pode tolerar o pecado — que por definição é qualquer ação, ou omissão, que deixa de atender ao Seu padrão de perfeição! Como nenhum mero mortal pode verdadeiramente afirmar perfeição, todos nós somos culpados de violar a Lei de Deus. Portanto, o único modo para Deus poder perdoar qualquer um de nós é pagando nossa pena Ele mesmo. Foi isso exatamente o que Ele fez na pessoa de Seu Filho Jesus Cristo, quando Ele morreu na cruz. Destarte, como essa morte sacrificial tornou a salvação possível, Ele prometeu dar vida eterna a todos que vierem a Ele pela fé, buscando sinceramente e pedindo por isto:

"A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação." [Romanos 10:9-10].

É bom demais para ser verdade? Meu amigo, ao longo dos séculos, milhões experimentaram essa salvação, como eu fiz. Existem testemunhos pessoais em abundância sobre a veracidade da oferta e dos resultados de transformação de vida que ela produz. Portanto, o que você está esperando? A Bíblia nos exorta a nos aproximarmos de Deus pela fé e a prosseguirmos em buscá-lo.

"Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto. Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno os seus pensamentos, e se converta ao Senhor, que se compadecerá dele; torne para o nosso Deus, porque grandioso é em perdoar." [Isaías 55:6-7].

Em toda a minha vida nunca soube de alguém, e muito menos conheci pessoalmente alguém, que após tomar essa decisão se arrependeu e "quis seu dinheiro de volta" porque a promessa de Deus não se cumpriu. Se esse fato não o impressionar, nada mais o fará.



Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia-a-dia.

Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.

Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", clique aqui http://www.cuttingedge.org

Que Deus o abençoe.

Autor: Pr. Ron Riffe
Data da publicação: 30/9/2007
Patrocinado por: S. F. F. C. — Vargem Grande Paulista / SP
Revisão: V. D. M. — Campo Grande / MS e http://www.TextoExato.com
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/p282.asp