Prudência Cristã Diante da Política e do Poder

"Mas os homens maus e enganadores irão de mal para pior, enganando e sendo enganados." [2 Timóteo 3:13].

Recursos úteis para sua maior compreensão

As Igrejas Cristãs Estão Abrindo as Portas Para o Anticristo


Título do Livro 2


Título do Livro 3

Aquela época terrível e turbulenta chegou novamente. A primeira fase já acabou e agora a decisão será entre os dois times principais (já que a mídia praticamente ignora todos os outros). Em breve o "Campeonato Presidencial" será decidido pelos espectadores — ou pelos menos é nisso que temos acreditado até aqui.

Como é de costume, a não ser que algo totalmente imprevisível aconteça, os atuais megalomaníacos, um pelo partido Republicano e outro pelo Democrata, se enfrentarão em uma partida disputadíssima, com assassinatos de caráter e muitos truques sujos durante o jogo. Enquanto isso, "nós, o povo", continuaremos a ser atacados e cercados por ridículos (e extremamente caros) anúncios de TV, jornais e revistas, preparados cuidadosamente para enganar os ingênuos. Sinceramente, devo confessar que fico espantado com aqueles que professam crer em Jesus Cristo, e que ainda não conseguem perceber o que está acontecendo! Mas o Senhor nos disse que esse tipo de coisa seria um problema:

"... porque os filhos deste mundo são mais prudentes na sua geração do que os filhos da luz." [Lucas 16:8b].

Também acredito que as palavras do apóstolo Pedro se encaixam nesta situação:

"E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas..." [2 Pedro 2:3a].

Embora essas passagens tenham sido tiradas de seu contexto imediato, acredito que a mensagem delas continua sendo aplicável.

Os Estados Unidos da América foram fundados como uma República representativa que deveria operar sobre o princípio do governo por estadistas, em que os governantes eleitos não se inclinariam a políticas partidárias, mas governariam com a obrigação de fazer o que é melhor para todos. Esse país seria governado por indivíduos altamente qualificados, escolhidos por um eleitorado informado, para representar fielmente em assembléia os interesses coletivos dos eleitores, e não funcionar como uma democracia, em que a maioria das massas é que governa! Meu amigo, por mais difícil que seja para admitir, apenas alguns dentre nós têm o que é preciso para ser esse tipo de líder: alguém em que se pode confiar a responsabilidade e o poder para tentar fazer aquilo que é o melhor para a nação, sem se importar se o "povão" vai sempre concordar ou não com as decisões tomadas. Ter integridade pessoal e decidir as questões difíceis com consciência, sem ser afetado por influências externas é a essência de um verdadeiro estadista.

Além disso, muitos dos primeiros líderes americanos recebiam pouca ou nenhuma remuneração pelos seus serviços, e foram servidores públicos no melhor sentido da palavra. Mas, como alguém já disse: "O poder corrompe, e o poder absoluto corrompe absolutamente!" É triste dizer, mas aqueles dias de altruísmo se foram há muito tempo e um desejo insaciável por poder e dinheiro corrompeu totalmente o processo político.

Se isto não fosse trágico o bastante, a percepção política da população está atualmente em um nível lastimável! A Bíblia diz que os pássaros têm percepção suficiente para saberem quando uma armadilha foi preparada para eles:

"Na verdade é inútil estender-se a rede ante os olhos de qualquer ave." [Provérbios 1:17].

Entretanto, milhões de pessoas continuam a ter um ponto cego a respeito do nosso governo — aquele lugar que já foi rotulado como "o hospício às margens do rio Potomac". Elas se envolvem profundamente com os partidos políticos, contribuindo com seu tempo e dinheiro em esforços inúteis para "salvar a América". Mas os EUA continuam em uma descida inexorável e escorregadia rumo à destruição, com rodas lubrificadas pelos mesmos indivíduos que comandam o espetáculo. Durante as longas campanhas políticas os candidatos tentam evitar a discussão de assuntos remotamente controversos, mas se forem pegos cometendo uma gafe não intencional, durante um discurso, seus "assessores" (especialistas em maquiar as situações) tentam encobrir ou amenizar qualquer dano que aquilo possa causar. Enquanto isso, a mídia de massa adora reportar os detalhes, junto com as várias estratégias que os candidatos vão usar para mudar a opinião pública — o que me faz lembrar de uma piada que um advogado me contou anos atrás:

O dono de uma grande companhia ia se aposentar, de modo que decidiu escolher seu substituto na equipe de executivos. O primeiro a ser convocado para uma entrevista foi o vice-presidente. Quando este entrou na sala, o chefe lhe pediu que fechasse a porta e respondesse a uma pergunta bem simples: "Quantos são dois mais dois?" Quando ele respondeu "Quatro", o chefe agradeceu e pediu que chamasse o gerente financeiro. Quando o gerente entrou na sala, o chefe lhe fez a mesma pergunta e recebeu a mesma resposta. O chefe então pediu que ele chamasse o advogado da empresa. Quando a mesma pergunta foi proposta ao advogado, este deu uma olhada ao redor, fechou as persianas da janela e sussurrou no ouvido do chefe: "De quanto precisamos que seja?".

Podemos rir da falta de escrúpulos do advogado, mas nos tornamos tão estúpidos que não conseguimos reconhecer quando somos enganados várias e várias vezes? A rede está sendo estendida bem na frente dos pássaros, mas as pessoas — principalmente os cristãos evangélicos — continuam a serem pegas!

Meu amigo, fará frio no inferno quando algum político de nível nacional fizer algo que não seja exaltar a si mesmo diante do público. Ah, e várias vezes ele vai puxar a brasa para a sardinha da sua base política nos projetos de lei no Congresso — se estiver lá por tempo suficiente para presidir alguma comissão importante. Mas, como diz o velho ditado: "É melhor tomar cuidado, porque aqueles que roubam para você, vão roubar de você!" Embora possam existir alguns políticos honestos, pode apostar que são mais raros que chifre em cabeça de cavalo!

Os cristãos tementes a Deus realmente acreditam que existam soluções políticas para os problemas das nações? Eles realmente pensam que os políticos que tendem à "direita religiosa" cumprirão suas promessas? Você pensaria que após passar todos esses anos vendo-os mentir, os eleitores acordariam e os colocariam para fora! Mas, os piores continuam sendo reeleitos, durante décadas, e raramente perdem uma eleição. Devido a esse fato extremamente suspeito, ninguém pode ser acusado de maldade por pensar que haja alguma tramóia na contagem dos votos. (Alguém conhece alguma autoridade destituível que possa garantir que os votos são realmente contados em um nível nacional — e com toda a exatidão?).

Além disso, onde Deus se encaixa em tudo isto? Se pudermos acreditar no resultado das eleições das últimas décadas, um grande número de cristãos professos votou com a expectativa que poderia mudar a nação para melhor. Mas depois de terem suas esperanças destruídas por um candidato após o outro, que falharam miseravelmente em honrar suas profissões de fé e em cumprir suas promessas de mudar as coisas, eles continuam insistindo. Que tipo de desastre será necessário para que eles acordem para a realidade?

Eles não entendem que a Bíblia ensina que Deus é absolutamente soberano e está no controle deste país e de todo o mundo? Deus não é surpreendido por nada e, apesar dos políticos corruptos, Seu plano e propósito continuam sendo cumpridos. A Bíblia também diz que as coisas não vão melhorar e que, no fim dos tempos, o mundo estará sob o comando do próprio Satanás encarnado. Durante sete anos, antes do retorno de Jesus Cristo para instaurar Seu Reino Milenar, o anticristo terá a liberdade de fazer o que quiser. Analisando os eventos atuais parece que esse dia terrível está bem próximo.

Entretanto, embora aguardemos a vinda do Senhor para retirar Sua igreja deste mundo, os cristãos têm a obrigação de serem bons cidadãos. Isto significa que temos de fazer uso correto de certas coisas pelas quais muitos lutaram e morreram nos últimos 200 anos. A liberdade e o direito de votar são privilégios preciosos e não podemos negligenciá-los. No entanto, o povo de Deus precisa entender a verdade que o presidente e todos os membros do Congresso não vão transformar este país no paraíso. A terrível verdade é que eles vão continuar realizando seus negócios, como de costume, e os preciosos jovens do Exército continuarão a ser feridos, mutilados e mortos pela causa de tornar o mundo um lugar "seguro para a democracia". Enquanto isso, gigantes multinacionais, como a Bechtel e a Halliburton (o vice-presidente dos EUA, Dick Cheney, foi o executivo-chefe desta última), continuarão a obter seus lucros obscenos reconstruindo tudo aquilo que a gigantesca máquina militar americana destruiu! Além disso, as companhias petrolíferas (o presidente George Bush fez sua fortuna no ramo do petróleo) também estão "ajudando" o governo iraquiano a bombear uma quantidade imensa de petróleo para a insaciável economia mundial. Assim, se os pássaros não estão conseguindo ver a "rede", eles precisam urgentemente fazer um exame de vista!

Acorde, povo! Se os cristãos vão tornar este país um lugar melhor, será por meio de nosso caráter coletivo de "sal e luz do mundo" (Mateus 5:16-14) e não por meio das urnas. Não entendemos que se Deus quisesse crentes genuínos na presidência Ele poderia colocá-los lá e a presença do Espírito Santo em suas vidas seria inegável? A conduta deles seria condizente com seu falar, e verdadeiras faíscas sairiam quando eles enfrentassem o Congresso e a Suprema Corte, lutando para endireitar os erros cometidos por esta nação ímpia. Mas isso não está acontecendo, está? A razão é que promessas eleitorais e serviços da boca para fora estão muito longe do que os mandamentos de Deus exigem de um cristão! Contemporização é a nova regra do jogo e nenhum cristão genuíno pode participar disso e permanecer fiel a Jesus Cristo. Portanto, aqueles que se consideram parte da "Direita Cristã" precisam reconhecer o fato que se conseguirem colocar cristãos em cargos de alto escalão, certamente estarão fazendo um desfavor para eles! Diariamente surgirão situações em que eles serão pressionados a desonrar seu Senhor e Salvador e a contemporizar em suas crenças. Você e eu sabemos muito bem que se eles se recusarem a ceder à pressão, não ficarão muito tempo no cargo.

Temos um exemplo parecido no livro de Daniel, quando ele, Sadraque, Mesaque e Abednego foram colocados, pelo rei Nabucodonosor e por seus sucessores, em cargos políticos de grande autoridade. Ao longo do tempo eles enfrentaram situações em que tinham de obedecer ao decreto real ou morrer! Então o que fizeram? Respeitosamente recusaram obedecer e receberam a punição estabelecida. Embora tenham enfrentado tremenda pressão para contemporizar suas crenças, nenhum deles cedeu e, em cada caso, Deus protegeu Seus servos justos de forma milagrosa. Mas eles nunca almejaram os cargos que receberam. Portanto, você então acha possível que hoje, Deus protegerá os cristãos que imploram para serem eleitos, sabendo muito bem que esse trabalho vai lhes impor exigências iníquas que eles terão de aceitar para poderem continuar no cargo?

O cenário político, do nível estadual para cima (junto com muitos municípios) se degenerou ao ponto em que as pessoas se perguntam se alguém no gabinete realmente se preocupa com os cidadãos desta outrora grande nação. A retórica e as promessas saem rápida e abundantemente da boca dos políticos, mas pouco é realizado, além de enriquecer aqueles que foram eleitos, junto com os grupos de interesses especiais cujos lobistas se agrupam ao redor deles como abelhas operárias em volta da rainha da colméia. Tudo isto é nojento, porém nada se faz para mudar as coisas, embora muitos políticos iniciantes e com a cara limpa, que diziam reconhecer o problema foram eleitos prometendo mudanças, mas depois, quando chegaram lá, silenciaram estranhamente! A seguinte citação do presidente Woodrow Wilson deve nos ajudar a entender o porquê:

"Alguns dos homens mais importantes nos EUA nos ramos do comércio e da indústria estão temerosos de alguém, de alguma coisa. Eles sabem que existe em algum lugar um poder tão organizado, tão sutil, tão atento, tão interligado, tão completo, tão disseminado, que é melhor sempre abaixar muito bem a voz ao dizer qualquer coisa em condenação a ele." [The New Freedom, Woodrow Wilson, 1913].

Já está na hora de o povo de Deus acordar para a realidade e reconhecer o fato que "nós, o povo", não estamos no controle de nosso governo.

Recentemente observei quando um de meus netos teve sua primeira experiência com um avião de aeromodelismo. Devido às medidas de segurança e ao custo do avião, aqueles que não estão totalmente qualificados precisam de um "co-piloto". Isto significa que seu transmissor com todos os controles tinham de estar funcionando eletronicamente em paralelo com o transmissor do oficial de segurança do clube que estávamos visitando. O transmissor do oficial podia anular os comandos do transmissor do iniciante, caso fosse necessário evitar uma colisão. Então, após um rápido vôo de cinco minutos, perguntei ao meu neto por quanto tempo ele tinha efetivamente controlado o avião e ele respondeu desapontado: "Só 6 ou 7 segundos!" Em um sentido bem real, é assim que nosso governo é controlado por trás dos bastidores. Os governantes eleitos parecem ter o controle do timão do navio do Estado, mas o timão e o leme não estão conectados.

Quarenta anos atrás, quando o ex-governador do Alabama, George Wallace, estava concorrendo ao cargo de presidente, pelo Partido Independente, ele fez uma declaração que ainda hoje deveria ser lembrada — especialmente pelos eleitores cristãos. Referindo-se aos seus oponentes naquela eleição (os candidatos dos dois grandes partidos), ele disse: "Não há um pingo de diferença entre um Democrata e um Republicano." Ele sabia que não importava o que eles dissessem para agradar o eleitorado, quando um deles fosse eleito presidente, suas ações não sairiam do status quo. Então se você realmente acha que a direção que este país (ou qualquer outro país) está seguindo pode ser mudada pela política, talvez queira atentar para os candidatos independentes e votar em um deles. As chances de eles serem eleitos são quase nulas, mas pelo menos seu voto não terá sido desperdiçado em candidatos escolhidos por aqueles que realmente controlam o navio.

Os cristãos deveriam compreender que a maioria do eleitorado de nossa nação é constituída de pessoas mortas espiritualmente, que raras vezes concordarão com a nossa visão nas grandes questões! O sistema de valores delas é totalmente diferente e elas não vão entender nosso ponto de vista — nem irão aceitá-lo — porque ele está baseado em princípios bíblicos. A desagradável e impopular realidade é que é um erro os crentes se aliarem a essas pessoas (filiando-se a partidos políticos, por exemplo), porque nas melhor das hipóteses, isso ainda será um descasamento de ideologias. Muitos anos atrás, o evangelista John R. Rice comparou esses esforços ao emparelhamento de um boi com uma mula em uma mesma canga para tentar arar o campo com os dois! É algo que não funciona!

"Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas? E que concórdia há entre Cristo e Belial? Ou que parte tem o fiel com o infiel? E que consenso tem o templo de Deus com os ídolos? Porque vós sois o templo do Deus vivente, como Deus disse: Neles habitarei, e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo. Por isso saí do meio deles, e apartai-vos, diz o Senhor; e não toqueis nada imundo, e eu vos receberei; e eu serei para vós Pai, e vós sereis para mim filhos e filhas, diz o Senhor Todo-Poderoso." [2 Coríntios 6:14-18: ênfase adicionada].

"Porventura andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?" [Amós 3:3].

A questão crucial, da disputa política em curso, que perturba os cristãos conservadores é a definição de moralidade. Baseamos nossa posição sobre o que a Palavra de Deus diz sobre o assunto, mas aqueles que não aceitam a Bíblia como autoridade não têm reservas quanto a ficar do lado contrário. Hoje, vemos isso demonstrado em questões polêmicas como o aborto, homossexualidade, eutanásia, etc. Lentamente, porém, o público, em sua maioria, está adotando uma atitude 'progressista' nessas questões e se tornando bem menos receptivo às leis que as proíbem.

Pessoal, a "escrita está na parede" e, a não ser que Deus decida realizar um grande reavivamento que varra esta nação — nenhum esforço político por parte dos cristãos impedirá a queda livre da moral da sociedade. As leis que estão nos códigos podem simplesmente ser anuladas quando os juízes da Suprema Corte declararem que elas são inconstitucionais. Esses juízes não são autoridades eleitas, de modo que não estão sujeitos à pressão política.

Então, quando chegamos à raiz do problema, vemos que o que esta e todas as outras nações precisam é de pessoas melhores!



Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia-a-dia.

Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.

Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", clique aqui http://www.cuttingedge.org

Que Deus o abençoe.

Autor: Pr. Ron Riffe
Tradução: Marcelo N. Motta, Blog PensandoBiblicamente
Data da publicação: 30/9/2008
Revisão: http://www.TextoExato.com
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/p302.asp