O Braço da Carne

"Com ele está o braço de carne, mas conosco o SENHOR nosso Deus, para nos ajudar, e para guerrear por nós. E o povo descansou nas palavras de Ezequias, rei de Judá." [2 Crônicas 32:8a].

Recursos úteis para sua maior compreensão

As Igrejas Cristãs Estão Abrindo as Portas Para o Anticristo


Título do Livro 2


Título do Livro 3

Estas são as palavras que o rei Ezequias de Judá disse aos capitães que tinha escolhido para defender a nação contra Senaqueribe, rei da Assíria. Elas indicam claramente que ele tinha seus olhos na direção certa! Embora estivesse enfrentando um exército vastamente superior, o verso precedente nos diz qual era a base para a bravura de Ezequias:

"Esforçai-vos, e tende bom ânimo; não temais, nem vos espanteis, por causa do rei da Assíria, nem por causa de toda a multidão que está com ele, porque há um maior conosco do que com ele." [2 Crônicas 32:7; ênfase adicionada].

Aproximadamente cento e cinquenta anos antes, o mesmo sentimento foi expresso pelo profeta Eliseu para acalmar seu amedrontado assistente:

"E o servo do homem de Deus se levantou muito cedo e saiu, e eis que um exército tinha cercado a cidade com cavalos e carros; então o seu servo lhe disse: Ai, meu senhor! Que faremos? E ele disse: Não temas; porque mais são os que estão conosco do que os que estão com eles." [2 Reis 6:15-16; ênfase adicionada].

Mais tarde, nos tempos do Novo Testamento, o apóstolo João disse:

"Filhinhos, sois de Deus, e já os tendes vencido; porque maior é o que está em vós do que o que está no mundo." [1 João 4:4; ênfase adicionada].

Portanto, à luz dessas tremendas promessas ao povo de Deus, por que deveria qualquer um de nós ser tolo o bastante para pensar que nossa segurança depende de quem for eleito presidente? Não compreendemos que "as potestades foram ordenadas por Deus" [Romanos 13:1] e aqueles que ocupam os cargos (junto com todos os outros postos de liderança no mundo) foram colocados lá por Deus? Meus amigos, servimos a um Deus absolutamente soberano e nada na Terra escapa de Sua atenção e controle.

"E todos os moradores da terra são reputados em nada, e segundo a sua vontade ele opera com o exército do céu e os moradores da terra; não há quem possa estorvar a sua mão, e lhe diga: Que fazes?" [Daniel 4:35; ênfase adicionada].

Como já afirmei muitas vezes em outros artigos, exercer o direito de votar é muito importante, mas os cristãos não devem sucumbir à falsa noção que o destino do mundo depende deles! Deus ainda está no controle completo da situação e, se Ele ordenar que alguém ocupe certo cargo — nossos votos podem contribuir para que o trabalho seja feito; entretanto, se não for da vontade de Deus selecionar aquele que pensamos ser a pessoa correta para o cargo, nenhuma quantidade de zelo patriótico e envolvimento político de nossa parte mudará o resultado.

"Porque nem do oriente, nem do ocidente, nem do deserto vem a exaltação. Mas Deus é o Juiz: a um abate, e a outro exalta." [Salmos 75:6-7].

Nota de interesse: Este verso nos diz que a promoção e a exaltação não vem do oriente, nem do ocidente, nem do sul. Portanto, pelo processo de eliminação, sabemos que há somente uma direção que resta: tem de ser do trono de Deus situado no extremo norte. Encontramos isso confirmado no livro de Isaías, onde também aprendemos que alguém deseja ocupar essa posição e que obviamente transcende o contexto imediato do rei de Babilônia (definido em Isaías 14:4) — uma entidade que somente pode ser Satanás, o inimigo de Deus.

"E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, aos lados do norte." [Isaías 14:13].

Mas Satanás é um "buldogue preso por uma corrente" e não pode tocar em um único fio de cabelo da nossa cabeça sem a permissão de Deus! Portanto, se o maior ser sobrenatural que Deus criou é incapaz de contornar a vontade soberana de Deus, por que insistimos que apertar nossas mãos quando nossa escolha para o posto político não é eleito?

Somos realmente tão ingênuos ao ponto de acreditar que os políticos em geral, e o presidente em particular, cumprirão (ou que possam cumprir) suas grandiosas promessas de campanha? Confiar em cada palavra de um determinado partido ou candidato e pensar que o clima geral na capital do país mudará para melhor se eles forem eleitos para o cargo é muito mais do que simples ingenuidade! Como o título deste artigo sugere, eles somente possuem o "braço da carne" e estão severamente limitados naquilo que são capazes de fazer — mesmo com a ajuda de Satanás. Portanto, se estão seguindo secretamente um plano concebido para destruir nossa soberania nacional e nos levar a uma Nova Ordem Mundial (a respeito do que não tenho absolutamente a menor dúvida) esse plano não pode frutificar sem a permissão de Deus!

De acordo com a profecia bíblica, o Anticristo governará o mundo durante o período de sete anos da Tribulação. Portanto, não deve ser surpresa para nós quando vemos movimentos políticos, religiosos ou financeiros ocorrendo que são obviamente necessários para a implantação de seu governo e religião globais. Armados com o conhecimento que Deus já predisse que tudo isso ocorrerá, podemos enfrentar o futuro sabendo que graça suficiente será fornecida para que consigamos perseverar.

Este país está sofrendo atualmente com uma crise financeira de proporções históricas e está envolvido em uma guerra global contra o terrorismo que torna o dreno financeiro na economia muito pior. O novo presidente terá de lidar com problemas monumentais e, embora todos os sinais apontem para a continuidade usual no que se refere à promoção da agenda da Nova Ordem Mundial, é dever de todos os cristãos orar por ele:

"Admoesto-te, pois, antes de tudo, que se façam deprecações, orações, intercessões, e ações de graças, por todos os homens; pelos reis, e por todos os que estão em eminência, para que tenhamos uma vida quieta e sossegada, em toda a piedade e honestidade; porque isto é bom e agradável diante de Deus nosso Salvador." [1 Timóteo 2:1-3; ênfase adicionada].

Além disso, a passagem seguinte define um princípio que muitos cristãos em nosso país rejeitam. A razão para essa rejeição provavelmente deve-se ao fato que por meio do sistema compulsório de educação pública, aprendemos que é nosso dever derrubar um governo que tente nos oprimir. A Declaração de Independência Americana diz isso e cada cidadão do país foi levado a acreditar que aquele pedaço de papel é um documento sacrossanto. Mas, no que se refere aos cristãos genuínos, a Palavra de Deus é a autoridade final e está acima desses sentimentos da carne:

"Toda a alma esteja sujeita às potestades superiores; porque não há potestade que não venha de Deus; e as potestades que há foram ordenadas por Deus. Por isso quem resiste à potestade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos a condenação." [Romanos 13:1-2; ênfase adicionada].

Diante de Deus, temos a obrigação e o direito de expressar nossa desaprovação à liderança tirânica e usar todo instrumento juridicamente legal que esteja à nossa disposição para lutar contra ela. Mas a rebelião e a força das armas não são opções válidas.

A ironia é que em algum grau, a liderança política da nação americana sempre foi suspeita por causa da influência iluminista! Mas, independente de quem seja o presidente e os membros do Congresso em um determinado tempo — ou os governadores e deputados no nível estadual — Deus os colocou lá e nos instrui a orar por eles e a nos submetermos à autoridade deles.

"Sujeitai-vos, pois, a toda a ordenação humana por amor do Senhor; quer ao rei, como superior; quer aos governadores, como por ele enviados para castigo dos malfeitores, e para louvor dos que fazem o bem. Porque assim é a vontade de Deus, que, fazendo bem, tapeis a boca à ignorância dos homens insensatos." [1 Pedro 2:13-15].

"Admoesta-os a que se sujeitem aos principados e potestades, que lhes obedeçam, e estejam preparados para toda a boa obra." [Tito 3:1].

Alguns continuam a me questionar por causa desta posição e, quando insisto que ela é claramente ensinada na Bíblia, frequentemente eles replicam: "Está dizendo então que Hitler foi a escolha de Deus para a Alemanha?" (Stalin para Rússia, Mao para a China ou Saddam Hussein para o Iraque, etc.) Minha resposta sempre é: "Certamente que sim!" Meu amigo, o princípio não é novo, pois a Palavra de Deus tem muitos exemplos em que Deus julgou Israel e levantou reis gentios para dominá-los (por exemplo, Nabucodonosor, Belsazar, Ciro) e alguns deles, como o Faraó do Egito, foram tiranos maus:

"Porque diz a Escritura a Faraó: Para isto mesmo te levantei; para em ti mostrar o meu poder, e para que o meu nome seja anunciado em toda a terra. Logo, pois, compadece-se de quem quer, e endurece a quem quer." [Romanos 9:17-18].

Existem diversas passagens em Isaías que se referem a Ciro, rei da Pérsia, que Deus colocou sobre Israel durante o cativeiro e até mesmo o chamou pelo nome antes de ele nascer.

"Assim diz o SENHOR ao seu ungido, a Ciro, a quem tomo pela mão direita, para abater as nações diante de sua face, e descingir os lombos dos reis, para abrir diante dele as portas, e as portas não se fecharão." [Isaías 45:1].

Em uma ocasião Deus instruiu o profeta Elias a ungir um gentio como o próximo rei de um país estrangeiro:

"E o SENHOR lhe disse: Vai, volta pelo teu caminho para o deserto de Damasco; e, chegando lá, unge a Hazael rei sobre a Síria." [1 Reis 19:15].

Portanto, o princípio da soberania de Deus sendo exercida por líderes opressores que foram levantados por Ele para dominar sobre Seus filhos rebeldes certamente não é algo novo. À medida que as igrejas em nosso país continuam a cair na apostasia (o que também aconteceu com as igrejas na Alemanha antes da ascensão de Adolf Hitler) não se surpreenda se Deus julgar nossa nação e terminarmos sob um ditador tirano que faça Hitler parecer um amador em comparação!

A única solução viável disponível para aqueles de nós que não estão contentes com o modo como nosso país está sendo conduzido é dobrar os joelhos, unir os corações em oração e pedir que Deus retifique a situação. Entretanto, se não for a vontade Dele atender nosso pedido, precisamos lembrar que nossa segurança está na pessoa de Jesus Cristo — não naquele que chefia o governo, ou naqueles que criam as leis, ou naqueles que interpretam as leis.

"Em Deus tenho posto a minha confiança; não temerei o que me possa fazer o homem." [Salmos 56:11].



Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia a dia.

Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.

Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", clique aqui http://www.cuttingedge.org

Que Deus o abençoe.

Autor: Pr. Ron Riffe
Data da publicação: 9/1/2009
Revisão: http://www.TextoExato.com
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/p308.asp