Sola Scriptura — Somente as Escrituras


Examinaremos os ensinos do catolicismo à luz da inerrante e completamente suficiente Palavra de Deus (Sola Scriptura). Quando você considera que Deus é Todo-Poderoso, onisciente e compassivo, sabe que ele nunca criaria um Plano de Salvação confuso, difícil de compreender, ou que requeresse explicações dos líderes espirituais. Realmente, as Escrituras ensinam esse fato repetidamente.

Considere estas Escrituras:

"A lei do SENHOR é perfeita, e refrigera a alma; o testemunho do SENHOR é fiel, e dá sabedoria aos símplices." [Salmos 19:7].

Obviamente, Deus espera que os "símplices" compreendam as Escrituras. Observe que não há inferência que as pessoas não possam compreender as Escrituras por si mesmas:

"A entrada das tuas palavras dá luz, dá entendimento aos símplices." [Salmos 119:130].

"Provérbios de Salomão... para dar aos simples, prudência, e aos moços, conhecimento e bom siso." [Provérbios 1:1,4].

"Por esta causa eu, Paulo, sou o prisioneiro de Jesus Cristo por vós os gentios. Se é que tendes ouvido a dispensação da graça de Deus, que para convosco me foi dada... Por isso, quando ledes, podeis perceber a minha compreensão do mistério de Cristo." [Efésios 3:1-2,4].

Em 1 Pedro 2:5 e 9, todos os santos são chamados de "sacerdócio real". A Nova Aliança de Jesus Cristo aboliu o sacerdócio do Antigo Testamento [Hebreus 7:11-25 e 8:5-13], cancelou a Velha Aliança e aboliu todos os sacerdotes. Deste ponto em diante, não há mais sacerdotes para "interpretarem" as Escrituras, as pessoas devem ler e compreender a linguagem simples das Escrituras.

Sendo tudo isso verdade, e como Deus espera que os homens e mulheres de todas as idades ouçam ou leiam sua Palavra e compreendam sua linguagem simples, então devemos esperar que ele tome grande cuidado para proteger sua Palavra da contaminação ou da má interpretação. De fato, Deus tomou medidas para evitar esse tipo de corrupção. Considere as seguintes Escrituras:

"Não acrescentareis à palavra que vos mando, nem diminuireis dela, para que guardeis os mandamentos do SENHOR vosso Deus, que eu vos mando." [Deuteronômio 4:2].

"Tudo o que eu te ordeno, observarás para fazer; nada lhe acrescentarás nem diminuirás." [Deuteronômio 12:32].

"Toda a Palavra de Deus é pura; escudo é para os que confiam nele. Nada acrescentes às suas palavras, para que não te repreenda e sejas achado mentiroso." [Provérbios 30:5-6].

Observe que quem faz acréscimos à Palavra pura de Deus é chamado de "mentiroso".

"Porque eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro que, se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro; e, se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte do livro da vida, e da cidade santa, e das coisas que estão escritas neste livro." [Apocalipse 22:18-19].

Portanto, podemos ver três advertências distintas sobre o acréscimo ou remoção da Palavra de Deus da Bíblia Sagrada. Os fariseus e saduceus do tempo de Jesus eram os líderes de um sistema religioso que era chamado "A Tradição dos Anciãos", um sistema que Jesus atacou e condenou vigorosamente. Nessa Tradição dos Anciãos, os sacerdotes e escribas criaram uma "Escritura" paralela à Santa Palavra de Deus. Jesus condenou a Tradição dos Anciãos porque ela mudava e pervertia o verdadeiro significado da Palavra de Deus, conforme tinha sido entregue a Moisés e aos profetas. Veja o que Jesus disse a respeito da Tradição dos Anciãos:

"Ele, porém, respondendo, disse-lhes: Por que transgredis vós, também, o mandamento de Deus pela vossa tradição? Porque Deus ordenou, dizendo, Honra a teu pai e a tua mãe; e: Quem maldisser ao pai ou à mãe, certamente morrerá. Mas vós dizeis: Qualquer que disser ao pai ou à mãe: É oferta ao Senhor o que poderias aproveitar de mim; esse não precisa honrar nem a seu pai nem a sua mãe, e assim invalidastes, pela vossa tradição, o mandamento de Deus." [Mateus 15:3-6].

"Depois, perguntaram-lhe os fariseus e os escribas: Por que não andam os teus discípulos conforme a tradição dos antigos, mas comem o pão com as mãos por lavar? E ele, respondendo, disse-lhes: Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito: Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim; em vão, porém, me honram, ensinando doutrinas que são mandamentos de homens." [Marcos 7:5-7].

Você vê que Jesus disse que qualquer um que observa a Tradição dos Anciãos está em vão honrando a Deus?

Veja Jesus condenar ainda mais a Tradição:

"Porque, deixando o mandamento de Deus, retendes a tradição dos homens; como o lavar dos jarros e dos copos; e fazeis muitas outras coisas semelhantes a estas. E dizia-lhes: Bem invalidais o mandamento de Deus para guardardes a vossa tradição." [Marcos 7:8-9].

Você entendeu o significado da frase? Jesus disse que os judeus que guardavam a Tradição estavam, na realidade, rejeitando os mandamentos de Deus.

Agora, veja o Apóstolo Paulo condenar as Tradições dos judeus:

"Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo." [Colossenses 2:8].

Aqui, vemos o apóstolo Paulo dizer que a tradição dos homens contamina os ouvintes, e leva-os para o mundo, e não para Jesus Cristo.

O apóstolo Pedro adverte os cristãos da mesma forma:

"Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais." [1 Pedro 1:18].

Observe que Pedro chama a tradição dos pais de "vã maneira de viver".

A Igreja Católica Romana criou um sistema de sacerdócio similar ao sacerdócio do Antigo Testamento, embora o autor da epístola aos Hebreus diga claramente que a Antiga Aliança foi abolida quando Jesus Cristo instituiu sua Nova Aliança. No entanto, o mais grave é que a Igreja Católica Romana criou um sistema paralelo de interpretações, que chama de Tradição dos Pais, ou a Igreja. Os paroquianos aprendem que essas Tradições paralelas têm a mesma importância e valor que as Escrituras. Portanto, são igualmente culpados diante de Jesus Cristo, por "ensinar doutrinas e mandamentos de homens" [Marcos 7:7]. Assim, estão praticando uma adoração tão vã quanto a que Jesus disse que os fariseus praticavam em Marcos 7:6, citado anteriormente.

Assim, criando esse sistema paralelo, a Igreja Católica Romana é culpada de fazer acréscimos à pura Palavra de Deus [Provérbios 30:5-6]. Além disso, incorporou muitos ensinos e doutrinas pagãs, "cristianizou-os" e deu-lhes nomes cristãos, e ensina-os como Escritura inspirada para os fiéis. Demonstraremos nos próximos artigos esses ensinos pagãos.

Gostaríamos de encerrar mostrando um exemplo concreto em que a Igreja Católica Romana ensina mandamento de homens como se fossem de Deus. O apóstolo Paulo advertiu Timóteo a ser cauteloso com um determinado tipo de herético. Veja:

"Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios, pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência." [1 Timóteo 4:1-2].

Esses homens poderiam realmente semear a discórdia na igreja cristã, pois ao mesmo tempo em que professam serem cristãos, estão dando ouvidos aos espíritos enganadores e às doutrinas de demônios. Estão ensinando doutrinas de demônios e dizendo que são doutrinas cristãs! Essas pessoas devem ser evitadas e, quando o pastor de uma igreja cristã ver esse tipo de pessoa na congregação, deve providenciar para que seja afastada imediatamente.

Agora, você pode perguntar, "Quais são as doutrinas de demônios?" É uma boa pergunta e, pensando nisso, o apóstolo Paulo cita dois exemplos. Vejamos cada um deles separadamente.

Exemplo 1 de Doutrina de Demônios — "Proibindo o casamento" [1 Timóteo 4:3a].

Você sabia que o celibato — a proibição de casar — não se encontra em parte alguma da Bíblia? Deus instituiu e abençoou o casamento no Jardim do Éden. Como Satanás parece gostar de fazer sempre o oposto daquilo que Deus diz, não devemos nos surpreender que ele ensine a prática do celibato. Não é de se admirar que a Igreja Católica Romana enfrente uma luta interminável com os pecados sexuais entre seus clérigos! Esses pobres sacerdotes estão seguindo uma vida de celibato, uma doutrina ensinada por demônios.

Exemplo 2 de Doutrina de Demônios — "Ordenando a abstinência dos alimentos que Deus criou para os fiéis, e para os que conhecem a verdade, a fim de usarem deles com ações de graças." Você sabia que o ensino da abstinência de certas carnes é doutrina de demônios? Quando a Igreja Católica adotou o ensino que não se deve comer carne na sexta-feira, ou durante outros dias especiais, isso é uma doutrina de demônios. Você também observou que Deus diz que as pessoas que conhecem a verdade comerão carne, dando graças a Deus?

Finalmente, observou o verso 2? Ele diz que as pessoas que ensinam essas doutrinas de demônios estão "falando a mentira em hipocrisia"! Além disso, aprendemos na segunda parte desse verso que essas pessoas podem ensinar essas mentiras em hipocrisia por não terem consciência. Veja: "Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência." Essa é a condição de qualquer pessoa, ou de qualquer igreja que ensine doutrinas de demônios.

Além disso, a Igreja Católica ensina outras doutrinas provenientes do paganismo. Nos últimos 1.200 anos, ela incorporou dezenas de ensinos do paganismo, deu-lhe nomes "cristãos" e ensina-os como doutrina cristã aos fiéis. Em outras palavras, a Igreja Católica fez acréscimos à santa Palavra de Deus! Ensina mandamentos dos homens como se fossem mandamentos de Deus!

Quanta doutrina falsa pode ser incorporada em uma igreja antes que Deus passe a considerá-la como uma igreja má? Não muita. Paulo advertiu sobre os falsos ensinos, chamando-os de "fermento":

"Não sabeis que um pouco de fermento faz levedar toda a massa?" [1 Coríntios 5:6].

Em outras palavras, apenas um pouquinho de fermento [falsas doutrinas] arruína toda a massa. Quanto veneno seria necessário para contaminar uma boa xícara de café; apenas uma gota de um veneno poderoso pode ser suficiente para matar uma pessoa, mas o café ainda assim teria um sabor normal.

Quando você analisa se deve ou não tomar um café que recebeu uma gota de um veneno mortal, pensa no café e desconsidera a presença do veneno, ou preocupa-se com o veneno? Certamente, você se preocuparia com o veneno, não com o café!

Da mesma forma, quando mostrarmos as terríveis práticas e ensinos pagãos que a Igreja Católica Romana importou das muitas religiões de mistérios satânicos, você precisa compreender que esses ensinos são venenos mortais colocados dentro de um café saboroso. Você não deve desconsiderar esses venenos espirituais, defendê-los e tentar dizer que a boa doutrina compensa a existência da falsidade. Não, esses ensinos são veneno espiritual mortal.

Por essa razão, insistimos em Sola Scriptura, isto é, somente a Bíblia como fundamento para nossa fé.



Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá.

Se quiser saber mais sobre como nascer de novo, e conhecer essa maravilhosa paz, vá para nossa Página de Salvação agora.

Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.

Data da publicação: 13/1/2001
Revisão: V. D. M. — Campo Grande / MS e http://www.TextoExato.com
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/rc101.asp