A Opção Brutus: A Crescente Ameaça de um Golpe Militar nos EUA

Autor: Jeremy James, Irlanda, 15/8/2021.

A história mostra que quando um país torna-se política ou economicamente instável, ele enfrenta a possibilidade de um golpe militar. Um general ambicioso, ou um grupo de militares, pode sentir uma oportunidade de tomar o poder em um momento em que a maior parte da população poderia apoiá-los. Algumas vezes, a força diretora por trás de um golpe vem, não dos militares, mas do grupo mais privilegiado dentro da sociedade, que correria o risco de perder sua riqueza e influência se a instabilidade continuasse. Portanto, eles conspiram com elementos nas forças armadas para derrubar o governo eleito e instalar uma junta militar governante. Eles geralmente fazem isso com a promessa que a normalidade será restaurada depois que os inimigos do Estado tiverem sido presos e processados em um Tribunal de justiça.

A Elite, que está planejando uma Nova Ordem Mundial, sabe que precisa primeiro "transformar" os Estados Unidos. Isto envolverá dividi-lo em várias regiões políticas e reduzir o padrão de vida para o de um país de Terceiro Mundo. O eixo do poder no mundo será então transferido para uma aliança de países comunistas, liderada pela China e Rússia.

Eles também sabem que, além de um despertamento geral da população, a maior ameaça para os objetivos deles é um golpe militar, sobre o qual eles não têm controle algum. A desordem que um golpe poderá causar certamente se adequaria ao propósito deles, mas carrega o risco real que seus próprios mandarins possam ser presos. Eles não querem uma situação em que figuras-chaves no Foro Econômico Mundial, na Reserva Federal, no CDC, na CIA, nos grandes bancos de Wall Street, mo Senado, na ONU, na indústria farmacêutica, nas grandes companhias da área de alta tecnologia, ou na grande mídia sejam presos e levados diante de um tribunal militar.

Por um lado, eles querem desestabilizar os EUA, tanto política e economicamente, mas, por outro, não querem arriscar provocar um golpe militar. Entretanto, como salientamos em vários de nossos estudos anteriores, eles não têm intenção alguma de correr esse risco. Como o evitarão? Produzindo o golpe eles mesmos.

As forças armadas americanas estão agora enfrentando, de longe, a maior ameaça desde a Segunda Guerra Mundial. Guerras regionais em locais como Vietnã, Iraque e Afeganistão nunca ameaçaram o bem-estar ou o poder das forças armadas dos EUA. Essas guerram nunca sequer chegaram perto de ameaçar. Mas, o presidente dos EUA, Joe Biden e seu Secretário de Defesa, Lloyd Austin, acabam de anunciar um programa que tem o potencial de infligir muito mais dano sobre as forças militares dos EUA do que qualquer combinação de envolvimentos militares desde a Segunda Guerra Mundial.

Vacinas Contra a Covid Compulsórias nas Forças Armadas Americanas

Em seu memorando de 9 de agosto (veja abaixo), o Secretário de Defesa disse que a vacina contra a Covid-19 se tornaria obrigatória para "todos os militares e pessoal civil do Departamento de Defesa — bem como para o pessoal com contratos de serviço e terceirizados." Um decreto nesse sentido será emitido provavelmente em meados de setembro, ou antes, quando a FDA der total aprovação à vacina da Pfizer. O Secretário diz, confiantemente, que "Todas as vacinas contra a Covid-19 autorizadas pela FDA são seguras e altamente eficazes."

Nem uma menção é feita com relação aos efeitos colaterais, o banco de dados VAERS de danos e mortes causados pelas vacinas, a natureza experimental da vacina, ou o direito à integridade física. O memorando é claro que ninguém receberá a permissão de ficar de fora. Isto parece incluir os cônjuges e filhos do pessoal envolvido.

Isto deveria deixar todos os americanos patriotas em choque. Todos os que trabalham em qualquer ramo das forças de defesa, incluindo civis e pessoas contratadas por companhias que prestam serviços para o Deparamento de Defesa, serão obrigados a receber uma vacina nova e experimental, que nunca foi testada em animais. Mesmo se eventos adversos não tivessem sido reportados até aqui e os fabricantes tivessem uma reputação impecável, tanto com relação à aderência aos padrões científicos e um histórico de comportamento ético, isso constituiria um ato grosseiramente irresponsável. Se for revelado que a vacina é defeituosa e que causou sérios danos em muitos que a receberam, digamos, seis meses ou um ano depois, a linha de defesa mais importante para os EUA continentais contra a invasão externa terá sido perigosamente enfraquecida.

Entretanto, não estamos a falar de uma indústria com essas credenciais, mas de uma indústria que cometeu muitas infrações criminais no passado, que regularmente contorna os padrões e procedimentos científicos aceitos e cujo produto — neste caso — sabidamente produz efeitos colaterais sérios e algumas vezes fatais. Visto por esta luz, o que o Secretário de Defesa está propondo é pura traição. Isto é um risco que pode debilitar e tornar incapacitada para o serviço uma proporção significativa das forças armadas que defendem os Estados Unidos.

O Enfraquecimento Deliberado das Forças Militares dos EUA

O tamanho das forças militares dos EUA foi grandemente reduzido desde 1990, quando tinham 2,1 milhões de pessoal em serviço ativo. Por volta de 2010, esse número tinha caído para 1,4 milhão — uma redução de mais de 30%. Dado o poder militar crescente da China Comunista ao longo desse período, essa redução maciça é incompreensível. Por volta de 2019, o número total em serviço ativo tinha caído ainda mais, para 1,3 milhão.

A composição atual das forças militares americanas é apresentada como segue na publicação 2019 Demographics Profile of the Military Community:

Como a relação de "pessoal militar" X "membros da família" (os cônjuges e filhos do pessoal militar) era de 1,4 a 1,9 em 2010, estimaríamos que o decreto de vacinação obrigatória afetará 3,5 milhões de militares e 4,75 milhões de membros de suas famílias, para não mencionar um número desconhecido de pessoal que trabalha para o Departamento de Defesa em contratos de prestação de serviços e/ou terceirizados.

Há uma possibilidade real que todas essas pessoas se tornarão um terreno de reprodução para variantes virais que reduzirão o número de pessoal em serviço ativo para uma fração do número atual. Se, como muitos especialistas médicos advertiram, essas variantes ou ingredientes da vacina derrotarem os sistemas imunológicos dos indivíduos afetados, causando dificuldades respiratórias agudas, ou outros sérios problemas de saúde, não haverá possibilidade de recuperação em muitos casos.

Portanto, estamos procurando uma situação onde, realisticamente — dado aquilo que sabemos sobre os efeitos colaterais da vacina, geopolítica e métodos de guerra empregados pelos chineses — os EUA poderiam se ver em uma grande desvantagem se a China decidisse invadir Taiwan. Esse tipo de incursão atrairia os EUA para um grande conflito no pior momento possível.

A Síndrome da Guerra do Golfo Foi Induzida pelas Vacinas

Já estamos familiarizados com os efeitos debilitantes da Síndrome da Guerra do Golfo. Aparentemente, isso foi causado pela inclusão de esqualeno na vacina contra antraz aplicada nos militares americanos e britânicos. O esqualeno causa problemas imprevisíveis no sistema imunológico, que podem persistir por vários anos. "Aproximadamente 250.000, dos 697.000 veteranos americanos que serviram na Guerra do Golfo de 1991, sofrem com doença crônica de múltiplos sintomas, um problema com sérias consequências." (Wikipedia). Se a vacina tivesse sido testada apropriadamente, então esse resultado calamitoso poderia ter sido evitado. Estamos agora prestes a testemunhar a administração de todo o pessoal militar americano (3,5 milhões de indivíduos e, possivelmente, mais 4,75 milhões de membros de suas famílias) de uma vacina experimental e altamente controversa que não foi sequer testada em animais! É quase impossível acreditar.

Há muito tempo que os chineses estudam a arte da guerra. Mesmo antes da fundação dos EUA, os chineses já tinham identificado um conjunto de princípios que, com base na experiência deles em incontáveis guerras terríveis na antiga China, eram essenciais para a vitória. Dois desses princípios estão sendo aplicados hoje: "A suprema arte da guerra é subjugar o inimigo, sem precisar lutar" e "A suprema excelência consiste em quebrar a resistência do inimigo, sem lutar." Esses princípios, formulados por Sun Tzu, têm o objetivo de infligir o maior dano que for possível antes do início das hostilidades.

Os Chineses Estão Aplicando os Princípios de Sun Tzu

O Secretário de Defesa referiu-se à Pfizer somente em seu memorando:

A companhia Pfizer não é americana em algum sentido significativo, mas uma companhia multinacional, com ações no mercado, cujo principal acionista, com 6%, é o Grupo Vanguard, um consórcio internacional de investimentos que é virtualmente uma lei em si mesmo. O Grupo Vanguard também possui, ou controla, muitas das companhias que têm um participação acionária substancial na Pfizer. Assim, por meio de uma rede extensa de propriedade cruzada, diretorias e outras conexões de investimentos, o Grupo Vanguard controla a Pfizer. Por sua vez, o Grupo Vanguard é controlado pelo mesmo grupo de famílias que controla o sistema bancário internacional. Em resumo, a Pfizer é administrada pelas mesmas pessoas que estão planejando impor uma Nova Ordem Mundial.

O público foi levado a acreditar que a vacina contra a Covid que a Pfizer está distribuindo nos EUA é fabricada totalmente no país. Entretanto, é difícil encontrar confirmação disso na página da companhia na Internet. A Pfizer tem operações de fabricação em 86 locais em todo o mundo, incluindo quatro instalações fabris estado-da-arte na China (Dalian, Suzhou, Wuxi e Fuyang). Além disso, dado que o público não sabe quais ingredientes específicos estão incluídos na vacina, não pode saber onde elas estão sendo fabricadas. É bem possível que alguns dos ingredientes que serão injetados em 3,5 milhões de militares americanos foram produzidos na China Comunista.

Muitos altos oficiais nas forças armadas americanas precisam estar profundamente abalados pelo anúncio do Secretário de Defesa. Eles verão imediatamente a ameaça que isso representa para a segurança nacional. Eles já viram o mal causado pela vacina contra o antraz na Guerra do Golfo, o implacável expurgo de generais patriotas durante a administração Obama, a cínica redução na prontidão militar americana e a corrupção política de fazer cair o queixo, que predomina em Washington. Muitos veteranos aposentados advertem a respeito disso há vários anos. Muitos também suspeitarão que a Covid é um esquema criado para enfraquecer a América e torná-la mais vulnerável a ataques.

Estes homens sabem que, a não ser que eles ajam em breve, será tarde demais.

Um Exemplo Francês Inspirador

Estamos vendo sinais disto na França. Um coronel reformado, Jacques Amiot, escreveu uma carta aberta para o presidente Macron, datada de 28 de julho, em que acusou o presidente e seus colegas no governo de traição e criminalidade. Ele encerrou com as seguintes palavras: "Eu não os saúdo, porque um militar homem não bate continência para criminosos."

Nesta carta, ele apresentou uma severa repreensão a tudo que Macron e seus colegas estavam fazendo para destruir a França. Aqui estão apenas alguns exemplos de sua reprimenda:

"... é monstruoso querer injetar à força no povo francês produtos que ainda estão sendo testados e cujos efeitos, especialmente no médio e longo prazo, ainda não são conhecidos. Vocês veem os franceses como nada mais que porquinhos-da-índia, sujeitos à boa vontade de poderosos laboratórios farmacêuticos..."

"As medidas que vocês decidiram em 12 de julho são o fruto da imaginação de psicopatas tirânicos. Somos um dos cinco países no mundo que entraram em uma tirania mais do que draconiana. Em que se transformou a terra dos direitos humanos?

"... de modo a impor um governo mundial, os globalistas tiveram de eliminar as nações soberanas de antemão; eu ainda tinha uma pequena dúvida, mas não tenho mais dúvida alguma."

"Klaus Schwab, Jacques Attali, Georges Soros, Bill Gates, Anthony Fauci e muitos outros não escondem isto; para se convencer, basta ler as declarações e escritos desses oligarcas, que já pensam que são os donos do mundo."

"Com eles, vocês estão participando ativamente na destruição da França, e estão atualmente preparando a variante Delta, certamente não mais letal do que as anteriores, de modo a subjugar a população um pouco mais."

[Uma versão mais completa desta carta pode ser encontrada no Apêndice B.].

Você pode ter certeza que muitos generais reformados nos EUA, bem como muitos atualmente no serviço ativo, têm opiniões similares às de Jacques Amiot, e com igual convicção.

Traidores em Washington

Em uma época de vigilância avançada, em que todos os militares de alto escalão podem ser rastreados em tempo real, sem que tenham conhecimento disso, a abrangência para uma resposta coordenada e de alto nível não é tão boa. Mas, ainda há a possibilidade que uma massa crítica de oficiais de menor escalão possam ser capazes de organizar uma resistência séria para aquilo que a cabala tirânica em Washington está tentando fazer. Somente podemos presumir que forma esse tipo de resistência tomará, mas seja lá a forma que ela tiver, se acontecer, será a primeira vez na história americana que os militares desafiaram abertamente seus mestres civis.

A Elite gosta de controlar tudo, até os mínimos detalhes. Eles não querem um ambiente sócio-político volátil, envolvendo 3,5 milhões de homens armados. Sim, eles querem o caos, mas precisa ser o caos que eles possam controlar. Assim, como sugerimos no início, eles podem estar se preparando para dar o golpe eles mesmos, com seus próprios agentes liderando a "resistência".

Demos a isto nome de Opção Brutus. Como discutido em ensaios anteriores, isso envolve o aparecimento de um homem forte que, em resposta a uma crise nacional, assumirá temporariamente o papel de um ditador benevolente. Ele obterá o suporte de atores-chaves com a promessa que sairá de cena assim que a ordem for restaurada.

Há muito tempo que este é o plano dos Illuminati. O expoente melhor conhecido dessa visão foi Edward Mandell House (também conhecido como Coronel House), a estranha figura e eminência parda que controlava o presidente Woodrow Wilson e que rascunhou os famoso Plano dos Catorze Pontos, que levou eventualmente à criação das Nações Unidas. Discutimos o papel desse homem em um estudo anterior, intitulado "A Crise Constitucional Que Está se Desdobrando nos EUA" (publicado originalmente em outubro de 2018). Aqui está um excerto:

House teve a audácia de publicar um livro em 1912, embora de forma anônima, que delineava uma estratégia que poderia ser usada para colocar os EUA sob o controle de um ditador. O livro tinha o título revelador: Philip Dru: Administrator: A Story of Tomorrow (Philip Dru: Administrador: Uma História do Amanhã) — em que o herói epônimo torna-se o "administrador" (ditador) em um cenário que o autor considerava que um dia se tornaria o futuro dos EUA. (Infelizmente, a última parte do título "Uma História do Amanhã", é frequentemente omitida das referências a esse livro.)

O seguinte excerto descreve o momento da transição:

"O general Dru convocou agora uma conferência com seus oficiais e anunciou seu propósito de assumir os poderes de um ditador, por mais desagradável que isto fosse para ele e como achava que também poderia parecer para o povo. Ele explicou que esse tipo de medida radical era necessária, de modo a expurgar rapidamente o governo daqueles abusos que tinham surgido e lhe dar a forma e propósito para o qual eles tinham lutado. Eles receberam a garantia que ele estava isento de ambições pessoais e ele se comprometeu a se aposentar depois que as reformas contempladas tivessem sido feitas, para que o país pudesse mais uma vez ter um governo constitucional. Nenhum deles duvidou de sua palavra e eles se comprometeram, junto com os seus subordinados, a apoiá-lo lealmente. Ele então fez uma declaração ao seu exército proclamando-se 'Administrador da República'."

"No dia seguinte após sua declaração ser publicada, o general Dru passou em revista as tropas e recebeu tantos aplausos que aquilo silenciou os críticos, pois estava claro que a nova ordem das coisas tinha sido aceita e veio uma onda de medo sobre aqueles que teriam desejado levantar suas vozes para protestar."

"Era visível que os bens e as vidas de todos estavam agora sob os cuidados de um homem."

Tenha em mente que o livro foi escrito pelo mesmo indivíduo que redigiu os Catorze Pontos do presidente Wilson e que o assessorou na criação da Liga das Nações (que agora existe na forma da Organização das Nações Unidas). Isto foi muito similar de muitas formas à República, de Platão, que exaltava a solução do "homem-forte" para todos os problemas políticos. A mentalidade dos Illuminati em todas as questões políticas está baseada em controle absoluto exercido por meio de uma ditadura e garantida pela vigilância em massa. Esta é a essência do Marxismo, da filosofia totalitária de Platão, do super-estado do Nazismo e da monarquia absoluta defendida por Maquiavel.

Observe as seguintes palavras prescientes: "pois estava claro que a nova ordem das coisas tinha de ser aceita e veio uma onda de medo sobre aqueles que teriam desejado levantar suas vozes para protestar."

Convencendo os Americanos a Aceitarem a Nova Ordem das Coisas

Como a maior parte da população americana será persuadida a aceitar "a nova ordem das coisas"? Muito provavelmente, por meio da confluência de crises que convencerão a todos que somente a solução de um homem-forte será suficiente. Tendo diante de si a possibilidade do caos econômico e social, todos concordarão em suspender o Congresso e abrir mão de seus direitos constitucionais temporariamente, até que a ordem seja restaurada. Isto provavelmente será legitimado e confirmado por um referendo nacional. Depois que estiver implicada desse modo, a maioria fará qualquer coisa que o homem-forte pedir.

Afinal, a maior parte já concordou, a princípio, em cooperar. Assim, desse modo, os Illuminati conseguirão avançar rapidamente com seus planos sem serem perturbados pela resistência popular. O homem-forte dirá continuamente à população atemorizada aquilo que ela quer ouvir. A linguagem clara e tranquilizadora dele, seus pronunciamentos confiantes na mídia e sua postura típica de um comandante persuadirá quase todos a obedecerem de boa vontade, uma submissão que deixará chocados os poucos que ainda conseguirem ver no meio da ilusão. Como é possível, eles perguntarão, liderar mais de trezentos milhões de pessoas assim tão facilmente?

Quais Crises Foram Preparadas?

Portanto, que tipo de crises a Elite planejadora preparou? Já discutimos a crise que está agora emergindo após o anúncio de inocular em todo o pessoal militar uma vacina experimental baseada em terapia genética e de alto risco.

Vimos também amplas evidências da extensão em que os procedimentos eleitorais adequados foram violados na última Eleição Presidencial e a recusa repetida de vários foros judiciais, incluindo a Suprema Corte, de considerar as evidências. Se essas acusações bem fundamentadas receberem permissão de ganhar tração, possivelmente por meio de uma decisão judicial que confirme que a eleição foi "roubada", a legitimidade da administração atual irá desmoronar e os decretos emitidos durante a administração Biden, incluindo as vacinações obrigatórias para os militares, serão furiosamente rejeitados.

Outra crise surgirá se o país foi atingido novamente por um confinamento relacionado com a Covid, com toques de recolher para todos, multas punitivas, vacinação em massa, quarentenas e prisão para os infratores. O documento "Zona Verde" publicado pelo CDC em 26/7/2020 — mais de um ano atrás! — mostra, sem qualquer dúvida, que medidas draconianas desse tipo estão previstas. [Veja nosso estudo "Campos de Internação de Zona Verde Estão Sendo Construídos nos EUA"].

Recebemos prova adicional do intento geral deles quando o governador do estado americado do Tennessee anunciou recentemente planos de abrir instalações de quarentena (campos de internação) em todo o estado, para abrigar pessoas não-vacinadas, mobilizar a Guarda Nacional para esse propósito e "involuntariamente confinar" as pessoas consideradas de mente instável, usando avaliações feitas pelo telefone! [Veja o Apêndice A].

A FEMA também executou um programa de treinamento recentemente sobre Isolamento e Quarentena para as Comunidades Rurais. Foi mostrado aos novos recrutas como implementar medidas de quarentena voluntárias e involuntárias! A FEMA preferiria que todas as vítimas da quarentena se submetessem voluntariamente à sua prisão. Como eles disseram em um dos slides do treinamento: "O isolamento e/ou quarentena voluntário... carrega consigo questões jurídicas, éticas e dos direitos humanos menos complicadas." (Imagine isto.) Para garantir que os novos recrutas soubessem o que era esperado deles, eles disseram: "O isolamento e/ou quarentena involuntário ocorre quando um indivíduo é forçado a entrar em isolamento e/ou quarentena."

Fonte: https://steverotter.com/concentration-camps-for-the-unvaccinated/

A pessoa que encontrou esses slides tomou a precaução de fazer as capturas de tela. Os slides foram depois removidos pela FEMA. Quando consideramos o seguinte slide — que parece prever a vacinação forçada de pessoas mantidas em quarentena — podemos compreender por que a FEMA não quer que seu plano tenebroso seja exposto por enquanto.

Slide publicado em https://ruraltraining.org/course/mgt-433/, mas atualmente não disponível.

Como você protege o público de uma pessoa que está em quarentena usando uma vacina se a pessoa se recusa a cooperar? Bem, se for possível manter uma pessoa em quarentena contra sua vontade, então pode também ser possível inoculá-la contra sua vontade.

É para este ponto que as coisas estão caminhando, caro leitor. É para este ponto que as coisas estão caminhando.

É também provável que vejamos uma crise emergir, à medida que o número de pessoas que sofreram danos físicos, ou que foram mortas pela "vacina" tóxica da Covid continua a aumentar em escala. As proteínas de pico (também chamadas proteínas de spike) que deixam o local da injeção (o músculo deltoide no ombro) e percorrem todo o corpo, vinculam-se aos receptores ACE-2 em órgãos vitais e causam inflamação. A taxa de miocardite somente nos EUA aumentou cerca de 200 vezes mais nos últimos meses. Diversos efeitos colaterais atemorizadores estão sendo reportados e a taxa de óbitos é muito maior do que o CDC irá admitir.

Além de tudo isto, o Foro Econômico Mundial previu uma "ciber-pandemia" (as palavras são deles) iminente, uma crise que irá paralisar a infra-estrutura crítica e causar confusão nos mercados financeiros.

Dado que confinamentos, toques de recolher, quarentenas involuntárias, prisões aleatórias, ataques cibernéticos, vacinações compulsórias nas forças armadas e a revisão judicial dos resultados das eleições são todos eventos controlados, pode parecer que as grandes crises necessárias para iniciar o cenário do "homem-forte" — a Opção Brutus — foram planejadas com bastante antecedência e estão agora prontas para serem ativadas. Além disso, com os atuais acontecimentos e o ritmo de transformação, pode parecer que o gatilho poderá ser puxado em algum momento nos próximos 3-4 meses.

Um Médico Experiente Fala Francamente

Cerca de uma semana atrás, um médico de Nova York, o Dr. Vladimir Zelenko, testificou diante do tribunal rabínico em Jerusalém sobre a Covid e a vacina contra ela. Ele tem ampla experiência no tratamento dos pacientes contra a Covid em sua prática médica em Nova York — todos os quais se recuperaram usando seu protocolo — e uma profunda familiaridade com os efeitos colaterais da vacina. Ele disse ao tribunal que os efeitos colaterais, que são potencialmente fatais, encaixam-se em três amplas categorias: (1) casos agudos envolvendo problemas cardíacos e outros problemas causados por coágulos e inflamação, bem como um aumento de 8 vezes mais em abortos espontâneos durante o primeiro trimestre; (2) casos sub-agudos em que o sistema imunológico mais tarde ataca a si mesmo quando apresentado com uma versão viva do vírus contra o qual ele foi vacinado (conhecido como aprimoramento dependente de anticorpos ou preparação/seleção (NT: no original priming) patogênica); e (3) casos de longo prazo em que a vacina causa esterilidade, câncer e uma variedade de doenças auto-imunes sérias.

Apresentamos abaixo uma seleção das citações surpreendentes do testemuho do Dr. Zelenko:

Picada com veneno mortal

[Falando sobre o plano de vacinar crianças, que são virtualmente imunes à Covid, ele disse:] "Assim, se você tem um segmento demográfico que não corre o risco de morrer de uma doença, por que injetar dele uma vacina com veneno mortal?"

Fábrica de proteína de pico

"De acordo com o Instituto Salk, quando uma pessoa recebe a vacina da Covid, o corpo torna-se uma fábrica de produção de proteína de pico, fabricando milhões de picos [isto é, proteínas de pico] que migram para o endotélio, que é o revestimento dos vasos sanguíneos. Basicamente, eles atuam como pequenos espinhos no interior da vasculatura. À medida que as células sanguíneas fluem pela vasculatura, elas podem ser danificadas [pelos picos], causando os coágulos sanguíneos."

O CDC está corrompendo os dados do VAERS

"Tenho colegas que perderam pacientes para a vacina. Eles tentaram apresentar seus relatórios, mas o sistema VAERS os rejeitou, sem razão alguma. Outro problema, e tenho evidências disso também, que os relatórios que foram recebidos estão agora sendo removidos do sistema e não é mais possível encontrá-los."

O governo israelense está fazendo o trabalho de Josef Mengele

[Ele disse que a taxa de vacinação em Israel, de 85%, é a mais alta do mundo.] "O presidente-executivo da Pfizer disse que Israel é o maior laboratório do mundo. E, assim, aqueles estudos humanos de longo prazo para descartar a preparação/seleção patogênica não foram feitos... Em minha opinião, o atual governo israelense é um fantasma de Josef Mengele. Ele permitiu a experimentação humana em seu próprio povo... Já recebi ameaças de morte, ameaças de morte diárias. Arrisquei minha vida, minha carreira, minha vida financeira, minha reputação, minha família, tudo apenas para vir, sentar aqui e contar o que estou fazendo.”

Esta é a Terceira Guerra Mundial

"... se seguirmos o conselho de alguns dos 'líderes globais', como por exemplo Bill Gates, que disse no ano passado: 'Sete bilhões de pessoas precisam ser vacinadas.' Se isso acontecer, o número de mortos será de mais de 2 bilhões de pessoas. Portanto, acordem! Esta é a Terceira Guerra Mundial! Este é um nível de prevaricação e malevolência que nunca vimos antes, provavelmente em toda a história da humanidade... Não existe justificativa alguma para usar essa armadilha do veneno da morte, a não ser que você queira sacrificar seres humanos."

Video: https://rumble.com/vkrdx6-dr.-zelenko-speaks-to-a-rabbinical-court-in-jerusalem.html

Transcrição: https://www.wadeburleson.org/2021/08/dr-zelenko-speaks-to-jerusalem.html

Conclusão

A igreja de Laodiceia é incapaz de compreender isto. Os membros dessa igreja rejeitam tudo isto como tolice. Isto simplesmente não faz sentido algum para eles. Para iniciar, isso significa que a normalidade que todos eles desejam nunca retornará. Isto significa que os planos que eles fizeram para si mesmos e para suas famílias estão prestes a serem virados de cabeça para baixo. Isto significa que os homens mais ricos e poderosos no mundo estão conspirando juntos para dividir os Estados Unidos e impor um sistema totalitário de governo mundial. Pior ainda, significa que esses homens também estão preparados para causar sofrimentos e dificuldades indizíveis — para não mencionar a perda de vidas — de modo a moldar o mundo da forma como eles querem que ele fique.

Sim, isto significa tudo isto e ainda mais.

O que esses cristãos não conseguem ver é que pouco mais de cem anos atrás, os líderes da igreja de Laodiceia fizeram as pazes com o sistema mundial satânico. Com isso, eles cruzaram a linha que é descrita de forma tão clara em Tiago 4:4:

"Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus."

Há mais de cem anos a igreja foi adulterada pelo mundo, poluída até o ponto em que a verdade literal da profecia do fim dos tempo foi, em grande parte, esquecida. Como resultado, o mundo ímpio com o qual os membros da igreja de Laodiceia fizeram amizade entrou em seus lares e tomou conta de suas residências. Como o mundo é inimigo de Deus, ele colocou Cristo para fora e travou a porta. É por isto que Jesus nos disse que, quando essa grave condição espiritual aparecer, Ele será obrigado a ficar do lado de fora e bater na porta para conseguir entrar:

"Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo." [Apocalipse 3:20].

No lar espiritual daqueles que realmente já nasceram de novo, a porta sempre está aberta. Jesus nunca precisa bater na porta para entrar. Mas, para aqueles cuja profissão de fé é doutrinária e não pessoal, a porta está fechada. A maioria deles não observou isso por que acredita que já possui tudo que necessita. Jesus estava se referindo a isso quando disse:

"Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu." [Apocalipse 3:17].

Para aqueles que estão grandemente abalados pela possibilidade de perder em breve tudo o que possuem, seria bom fazer como os apóstolos aconselharam:

"Examinai-vos a vós mesmos, se permaneceis na fé; provai-vos a vós mesmos. Ou não sabeis quanto a vós mesmos, que Jesus Cristo está em vós? Se não é que já estais reprovados." [2 Coríntios 13:5].

"Portanto, irmãos, procurai fazer cada vez mais firme a vossa vocação e eleição; porque, fazendo isto, nunca jamais tropeçareis." [2 Pedro 1:10].

Mas, para aqueles que amam ao Senhor e se alegram com Sua vinda — para quem a porta está sempre aberta — esses eventos iminentes são "só por um momento" [Isaías 26:20] no plano de Deus que está se desdobrando para a humanidade.

Sim, iremos entrar em luto e chorar, especialmente pelos nossos familiares queridos, mas para todos que se gloriam na cruz, esta hora solene não será motivo para nos fazer sentir algum temor.


Apêndice A


Apêndice B

Besançon, 28 de julho 2021.

Sr. Presidente da República
Sr. Primeiro-Ministro
Sr. Ministro da Saúde:

Seja lá o que isto possa me custar, não hesito em dizer que vocês são criminosos e associo com esta acusação todos aqueles que os apoiam em sua obra má: certas autoridades eleitas e jornalistas (não estou generalizando).

Seus primeiros crimes datam desde o início de 2020 quando, por decreto, recusaram aos clínicos gerais a possibilidade de tratar seus pacientes, com base em falsas alegações. Desde aquele tempo, vocês tiveram dezenas de milhares de mortes em sua consciência, por que muitos de nossos concidadãos poderiam ter sido tratados e salvos.

Eu os desafio a provar que estou errado, por que em todo o mundo, os remédios provaram sua eficácia. No início de 2020, foi também descoberto que a Cloroquina, amplamente usada há mais de 70 anos, especialmente na África, tinha misteriosamente se tornado um produto perigoso.

O único propósito dessa decisão totalmente ilógica e repreensível foi impor uma "vacina", tentando justificar que não havia outra solução.

A verdade eventualmente aparecerá; vocês não conseguirão ocultá-la por muito mais tempo.

Por mais de um ano, o general Delawarde realizou pesquisa meticulosa e publicou análises profundas em que demonstrou que os países que praticam tratamento precoce tiveram proporcionalmente muito menos mortes do que a França; o Instituto Pasteur acaba de confirmar o interesse pela Invermectina. O general também demonstrou que a "pandemia" foi vastamente super-estimada e poderia ter sido gerenciada de uma forma muito menos destrutiva. Existem outras doenças que são muito mais mortais, mas não falamos muito sobre elas.

Vocês são criminosos, ainda por causa dessa recusa de cuidado, os hospitais estão lotados, as operações e cuidados urgentes foram adiados com o resultado que muitas pessoas morreram; para não mencionar o "homicídio" de idosos por Rivotril, por causa de uma falta de meios devido à sua negligência.

Vocês são criminosos por que, ainda por esta razão, causaram o colapso da economia, com a consequência de desemprego em massa, suicídios...

Não sou anti-vacina, senhores do executivo: durante anos, minha mulher e eu tomamos a vacina contra a gripe e não critico aqueles que são "vacinados", pois esta é a escolha deles que, frequentemente, foi em grande parte provocada pela propaganda da mídia.

Não devemos estar surpresos por esta atitude de muitos veículos da mídia, por que muitos deles pertencem àqueles que levaram vocês ao poder, quebrando e entrando, com a ajuda eficaz do sistema de justiça, que bastante oportunamente desqualificou o Sr. Fillon.

Por outro lado, é monstruoso querer injetar à força nos franceses produtos que ainda estão sendo testados e cujos efeitos, especialmente no médio a longo prazo, são completamente desconhecidos. Para vocês, os franceses não são nada mais que porquinhos-da-índia, sujeitos à boa-vontade dos poderosos laboratórios farmacêuticos.

Obviamente, vocês estão escrupulosamente cumprindo o mapa da estrada planejado há um longo tempo pelos globalistas, cuja única preocupação é impor uma "vacina", de modo a ganhar bilhões de dólares.

Para impor este mapa da estrada, vocês mentiram constantemente para o povo francês e governaram pelo medo, com casos, hospitalizações e mortes em grande parte super-estimados.

As medidas que vocês decidiram em 12 de julho são o fruto da imaginação de psicopatas tirânicos. Somos um dos cinco países no mundo que entraram em uma tirania mais do que draconiana. Em que se tornou a terra dos direitos humanos?

A partir de várias leituras, compreendo que de modo a impor uma governança mundial, os globalistas tiveram de eliminar as nações soberanas antecipadamente; eu ainda tinha uma leve dúvida, mas não tenho mais dúvida alguma.

Klaus Schwab, Jacques Attali, Georges Soros, Bill Gates, Anthony Fauci e muitos outros ocultam isto; para ser convencido, é suficiente ler as declarações e escritos desses oligarcas, que já pensam que são os donos do mundo.

Com eles, vocês estão participando ativamente na destruição da França, e estão atualmente preparando a variante Delta, certamente não mais letal do que as anteriores, de modo a subjugar o povo um pouco mais.

O Conselho Constitucional e o Conselho de Estado mostram que nada pode ser esperado deles; eles são cúmplices.

Já compreendemos claramente que vocês querem fazer os não-vacinados se sentirem culpados e, acima de tudo, que seu principal objetivo é colocar os franceses uns contra os outros. Espero que eles tenham a inteligência para não caírem nessa armadilha maligna; caso contrário, qualquer coisa pode acontecer.

Para mim, isto não é apenas uma questão de liberdade de escolha, mas, acima de tudo, de preservar minha integridade física e a de meus queridos. Afirmar que "vacinas" não apresentam riscos sérios é uma questão de "clarividência" e não de ciência.

Se eu fosse vocês, não me sentiria à vontade, porque a história mostra que os tiranos e seus colaboradores geralmente terminam muito mal. Compreendo que alguns franceses, talvez ingênuos e incautos, querem se tornar membros do Parlamento (é um bom cargo); compreendo que os jornalistas querem preservar seus empregos, mas muitos deveriam estar cansados de colaborar tanto com um poder que se tornou tirânico, porque eles correm o risco de pagar um preço muito alto. Estamos atentos, estamos observando.

Não os saúdo, por que um militar homem não bate continência para criminosos.

Coronel Jacques Amiot.

Solicitação Especial

Incentivamos os leitores frequentes a baixarem os estudos disponíveis neste website para cópia de segurança e consulta futura. Eles poderão não estar disponíveis para sempre. Estamos entrando rapidamente em um tempo em que materiais deste tipo somente poderão ser obtidos via correio eletrônico. Os leitores que desejarem ser incluídos em uma lista para correspondência futura são bem-vindos a me contactar em jeremypauljames@gmail.com. Não é necessário fornecer o nome, apenas um endereço eletrônico.


Autor: Jeremy James, artigo em http://www.zephaniah.eu
Data da publicação: 25/8/2021
A Espada do Espírito: https://www.espada.eti.br/Apocalipse/brutus.htm