Escolha uma cor para o fundo:  

O Fim Anunciado do Conceito de Soberania Nacional

Recursos úteis para sua maior compreensão

Título do Livro 1


Título do Livro 2


Título do Livro 3

As Cortes Internacionais estão começando a se intrometer nos assuntos internos das nações anteriormente soberanas. O ex-presidente iugoslavo Slobodan Milosevic está sendo julgado por crimes de guerra e o estado norte-americano do Arizona foi repreendido por executar um criminoso condenado à morte pela Justiça estadual.

A Nova Ordem Mundial está chegando! Você está preparado?

Compreendendo o que realmente é essa Nova Ordem Mundial, e como está sendo implementada gradualmente, você poderá ver o progresso dela nas notícias do dia-a-dia!!

Aprenda a proteger a si mesmo e aos seus amados!

Após ler nossos artigos, você nunca mais verá as notícias da mesma forma.

Agora você está na
"THE CUTTING EDGE"


Resumo da notícia: "Milosevic Intransigente Diante do Tribunal", por Roger Cohen e Marlise Simons, The New York Times, informado em The Sun Chronicle, 4/7/2001.

"Haia, Holanda — Slobodan Milosevic compareceu ontem diante de uma Corte Internacional, que o acusa de crimes contra a humanidade e tratou a corte com desdém, como um 'órgão ilegal'. Com o queixo levantado em desdém, Milosevic sentou-se escoltado por dois guardas perto de sete cadeiras vazias reservadas para seus advogados. O ex-presidente iugoslavo, que mergulhou os Bálcãs em quatro guerras étnicas, preferiu comparecer sem assistência e fazer sua própria defesa: 'Considero este tribunal um falso tribunal e os indícios falsos indícios... O objetivo deste julgamento é produzir uma falsa justificativa para os crimes de guerra que a OTAN cometeu na Iugoslávia'."

Palavras mais verdadeiras não são proferidas há muito, muito tempo; esse tribunal internacional é ilegal, e está conduzindo a população mundial ao governo global único do Anticristo. Muito em breve, políticos não-eleitos, e juízes não-investidos pelos governos eleitos estarão dominando severamente sobre nós; não somente nos EUA, mas em todos os países do mundo. Muito em breve, as pessoas descobrirão que valores não-cristãos se tornarão princípios de referência pelos quais essa Corte Internacional tomará suas decisões.

As leis antiaborto serão derrubadas; as leis que têm sua base na Bíblia judaico-cristã serão derrubadas. Referendos locais e estaduais sobre assuntos locais que foram votados legalmente serão anulados pelos Tribunais Internacionais. Os direitos e as garantias individuais previstos na Constituição serão anulados pelos Tribunais Internacionais.

Este é o Plano e a representação atual que está ocorrendo em Haia, na Holanda, é o agente de condicionamento destinado a produzir essas mudanças em nossos corações. No entanto, antes que você declare Milosevic um herói na luta pela soberania nacional, deixe-me lembrá-lo da peça gigantesca a ser encenada no cenário global. As palavras de Peter Lemesuier, um autor que escreve sobre a Nova Ordem Mundial, são bem apropriadas aqui:

"O roteiro deles já está escrito, sujeito apenas à edição e adequação ao cenário no último minuto... O último minuto, os pequenos detalhes estão agora mesmo sendo completados. A maioria dos principais atores... já tomou seus papéis. Em breve será o tempo de subirem ao palco, prontos para que as cortinas sejam levantadas. O tempo para a ação terá chegado." [The Armageddon Script, pág. 252, publicado em 1981, leia a resenha].

Uma série de ações ocorreu desde que essas palavras foram escritas em 1981. A cortina se levantou; o tempo para desempenhar a parte atribuída chegou, e para alguns atores, já passou. Certamente Ronald Reagan e toda sua administração desempenharam seus papéis e estão fora do cenário global. O mesmo poderia ser dito sobre os presidentes Bush [pai] e Clinton. As ações e o condicionamento serão levados a cabo até que as pessoas do mundo estejam suficientemente condicionadas, e o tempo de Deus se cumprir, de forma que o Anticristo possa aparecer.

O ex-presidente iugoslavo Slobodan Milosevic recebeu agora um papel em uma parte diferente desse teatro global. Há poucos anos, ele era retratado como um tanto corrupto, poderoso, mas um fingido orgulhoso ousando resistir ao poder militar da OTAN e dos Estados Unidos. Agora, sabe que seu papel mudou; deve representar o papel do defensor da soberania nacional que ousa resistir a um Tribunal que real e verdadeiramente é ilegal.

Milosevic sabe que seu papel é de protagonista no processo dialético de conflito deliberado e planejado destinado a produzir uma mudança planejada. Chamamos essa parte da dialética de Plano das Seis Etapas para a Mudança do Comportamento, e no Seminário 1, demonstramos como esse processo foi usado nas últimas cinco décadas para gradual e invisivelmente mudar os valores e as atitudes da população.

Examinemos o Plano das Seis Etapas para a Mudança do Comportamento para ver como esse julgamento de Milosevic está seguindo a linha clássica desse plano. [Para uma abordagem aprofundada sobre esse plano, leia o artigo N1055.] Aqui está resumidamente como ele funciona:

Etapa 1. Alguma prática tão ofensiva que nem deveria ser discutida em público é defendida por um especialista respeitado em um fórum respeitável.

Etapa 2. A princípio, o público fica chocado, depois indignado.

Etapa 3. Porém, o simples fato que tal coisa tenha sido debatida publicamente torna-se o assunto do debate.

Etapa 4. No processo, a repetição prolongada do assunto chocante em discussão gradualmente vai anulando seu efeito.

Etapa 5. As pessoas não ficam mais chocadas com o assunto.

Etapa 6. Não mais indignadas, as pessoas começam a debater posições para moderar o extremo, ou aceitam a premissa, procurando, os modos de alcançá-la.

Para fazer esse conflito funcionar, são necessários dois protagonistas. De um lado, temos Milosevic, acusado de crimes contra a humanidade; do outro lado, temos a Corte Internacional, supostamente agindo na defesa dos melhores interesses de todo ser humano decente na face da Terra.

Comecemos com a Etapa 1. Qual é realmente a "prática ofensiva" que está sendo defendida nesta parte do teatro global? Você não encontrará essa "prática ofensiva" citada em qualquer um dos documentos criados durante esse julgamento. Não encontrará essa "prática ofensiva" mencionada em quaisquer discursos que serão feitos neste próximo ano. E, não encontrará essa "prática ofensiva" informada por qualquer um dos grandes veículos da mídia de massa que cobrem o evento.

No entanto, a "prática ofensiva" está escrita nas entrelinhas, visível para todo aquele que tem discernimento ver. Essa "prática ofensiva" que está sendo advogada por um especialista respeitado em um fórum respeitável é que um Tribunal Internacional agora tem jurisdição sobre questões pequenas e grandes dentro dos limites de qualquer nação da Terra. A soberania nacional está agora no fim, e a própria existência dessa Corte Internacional prova isso. A soberania nacional está agora obsoleta e ineficaz, como todo dia seus procedimentos tornam bem claro.

Etapa 2 — Primeiro, as pessoas ficam chocadas e ultrajadas. Os conservadores de todos os países estão sendo há muito ultrajados e têm falado contra essa imitação barata de Justiça. Assim, os planejadores procedem cuidadosamente, selecionando apenas os casos que são emocionais, e que acarretam grandes conseqüências, de forma que ninguém possa questionar que a Corte Internacional não tenha jurisdição; o que a maioria das pessoas vê é que o assunto é tão grave que alguém precisa trazer Milosevic a julgamento, mesmo que a justiça seja executada por uma corte ilegal. As pessoas serão dominadas por suas emoções, já que Milosevic é tido como responsável pela morte de centenas de milhares de inocentes. As famílias dessas vítimas serão dominadas pela emoção, totalmente incapazes de ver que a própria corte que lhes dá justiça hoje é a mesma que as escravizará e matará amanhã. A emoção domina o coração humano, e os Illuminati sabem disso.

Etapa 3 — O próprio fato de tal tribunal ser criado e operado com um ar de normalidade e legitimidade torna-se o assunto da questão. As pessoas estão recebendo notícias e vendo cenas desse tribunal ilegal operando quase que de forma idêntica aos tribunais que existem em seus próprios países; portanto, concluem que esse tribunal deve também ser legítimo. O que é o máximo em imposição da lei? "Posse é 90% da lei"? Neste caso, operar com um ar de legitimidade é 90% da conquista do debate. As pessoas incorretamente raciocinam que, se essa Corte Internacional fosse ilegal, alguém em autoridade a derrubaria — um raciocínio incorreto e fatal.

Etapa 4 — A repetição prolongada da "prática ofensiva" é sempre a chave para concluir com sucesso o Plano das Seis Etapas para a Mudança do Comportamento. Esse julgamento deve durar pelo menos um ano, provendo quase ilimitadas oportunidades para "repetição prolongada". Além disso, esse Tribunal Internacional já está operando há vários anos, e julgou casos emocionais bem-conhecidos, como o dos terroristas líbios que explodiram o avião da TWA na Escócia. Naquele julgamento, o ditador líbio Khaddaffi foi finalmente "forçado" a entregar os terroristas para serem julgados. Khaddaffi certamente conhecia seu papel de coadjuvante, não é?

Etapa 5 — As pessoas não estão mais chocadas pelo espetáculo de uma Corte Internacional julgando quando e onde um tribunal local/nacional não pôde fazer justiça. As pessoas enfocarão o assunto de uma forma conclusiva emocional, em que um monstro assassino como Milosevic finalmente foi trazido diante da Justiça; escolherão ignorar a muito mais relevante questão de que esse julgamento põe as liberdades e os direitos de todo cidadão livre de qualquer país sob grande risco. Quando a polícia vier atrás de você, por que uma Corte Internacional o condenou, você se lembrará que o seu apoio a tal "Justiça" Internacional armou o cenário para sua sujeição agora?

Etapa 6 — as pessoas realmente aceitam a premissa de que as Cortes Internacionais são legítimas, e têm um papel a desempenhar, discutindo entre si qual o melhor método de realmente implementar o sistema de justiça global. O mundo está perigosamente perto desse cenário agora. A maioria das pessoas é como a rã que fica chocada e paralisada ao ver a serpente se aproximar para devorá-la no almoço; a maioria das pessoas está ficando fascinada pelo conceito de governo global, que é tão belamente apresentado pelos propagandistas que trabalham para a mídia de massa controlada pelos Illuminati. Tais pessoas estão a ponto de se tornar o almoço e o jantar dos Illuminati, mas não podem agora se livrar da obsessão pela bela retórica da serpente que pretende engoli-las completamente.

A Soberania de um Tribunal Norte-Americano É Contestada Pela Corte Internacional!

Vamos examinar agora o recente caso em que uma Corte Internacional já interveio no sistema judicial norte-americano. Você ficará chocado ao saber que os EUA estão oficialmente — no papel — subservientes à Corte Internacional e às suas regras, e só pode apelar ao Conselho de Segurança das Nações Unidas!

Resumo da Notícia: "Corte Mundial Reivindica Jurisdição nos EUA", por Betsy Pisik, The Washington Times, 28/6/2001.

"Nova York — A Corte Internacional de Justiça criticou ontem o estado do Arizona por executar um cidadão alemão, em desafio à sua vontade, insistindo em sua mais explícita linguagem que as ordens da Corte Internacional de Justiça amarram os EUA e outras cortes nacionais. As autoridades norte-americanas debatiam ontem para entender as conseqüências."

Nossos líderes atuais não estão sendo sinceros e decididamente não estão sendo honestos; sabem exatamente quais são as conseqüências a longo prazo, porque seus predecessores, tanto Democratas quanto Republicanos, negociaram com a ONU a entrega total da nossa soberania nacional às Nações Unidas — e às organizações auxiliares, como a Corte Mundial em Haia, chamada aqui de CIJ [Corte Internacional de Justiça]. Nossos líderes só não querem que a população fique alarmada com esse cenário do processo da entrega da soberania, pois reagiria de forma contrária. Continuemos com esse artigo muito informativo, pois mostra o quão longe realmente estamos na estrada do passo 6 do Plano das Seis Etapas para a Mudança do Comportamento nesse assunto.

"A CIJ, também conhecida como Corte Mundial, tinha anteriormente criticado os Estados Unidos por desrespeitar a Convenção de Viena, ao deixar de notificar a um consulado quando estrangeiros são acusados de crimes. Em março de 1999, o Arizona executou Walter LaGrand, um indigente alemão que foi cúmplice com seu irmão em um assalto seguido de morte a um gerente de banco em 1982. A pedido da Alemanha, a Corte Mundial, baseada em Haia, expediu uma ordem provisional — uma espécie de injunção — ordenando que o Arizona não executasse até que fosse tomada uma decisão final sobre a questão. LaGrand foi executado, como previsto, no dia seguinte."

Nunca antes qualquer organismo internacional tentou "expedir uma injunção" a um sistema de corte estadual norte-americano, dizendo-lhe para obedecer as determinações do organismo internacional. Isso não tem precedentes históricos! Pela primeira vez, uma Corte Internacional de Justiça declarou que agora tem autoridade de dizer a uma corte norte-americana o que ela pode ou não fazer. Deixe-me dizer as principais razões por que é uma má idéia os EUA juntarem-se ao resto do mundo na entrega de sua soberania nacional e individual às Nações Unidas:

  1. As Nações Unidas foram estabelecidas de acordo com o Plano Iluminista para produzir o Cristo da Nova Era, o supremo Avatar dos Mestres da Hierarquia (o bíblico Anticristo) [Alice Bailey, The Externalization of Hierarchy, pág. 450].

  2. Portanto, as Nações Unidas foram estabelecidas de acordo com os valores do Anticristo. De acordo com Daniel 8:23, o Anticristo praticará a Magia Negra. Esses valores são opostos aos do cristianismo, e estão agindo furtivamente para começar a privar os cristãos do mundo inteiro de seus direitos e de suas vidas.

  3. As Nações Unidas estão operando de acordo com os princípios do vindouro reinado do Anticristo, oficialmente conhecido como a Nova Ordem Mundial. Portanto, toda lei baseada em princípios bíblicos está para ser anulada pela Corte Internacional. Isto significa que nosso direito de educar nossos filhos no "temor e na admoestação do Senhor" está para ser declarado ilegal; significa que nosso direito à propriedade privada está para ser anulado; significa que nossa liberdade de expressão, liberdade de associação, e todas as demais liberdades da Carta de Direitos estão para serem anuladas. Não se iluda nesse ponto!

  4. As Nações Unidas planejam secretamente governar o mundo com o "punho de ferro" do Anticristo. Essa parte do plano é uma falsificação da profecia bíblica em que Jesus Cristo governará com "cetro de ferro". Parte da política de punho de ferro das Nações Unidas será planejar uma redução de dois terços da população mundial. Não se iluda.

  5. Os funcionários das Nações Unidas não tão secretamente odeiam de morte nossa civilização industrial; são socialistas, ou mesmo comunistas, de coração. Mal podem esperar pelo tempo em que os representantes do governo começarão o processo de desmantelar nossa civilização sob o surgimento de uma série de crises simultâneas. Então, esses representantes das Nações Unidas finalmente porão suas mãos em nossas riquezas.

Agora retornemos a esse artigo para mais esclarecimentos.

"'Deixando de tomar todas as medidas à sua disposição para assegurar que Walter LeGrand não fosse executado até a decisão final [da CIJ]... os Estados Unidos descumpriram sua obrigação', os juízes escreveram em um parecer majoritário. A CIJ ouve as disputas entre as nações. Suas decisões são consideradas mandatórias e só podem haver apelação no Conselho de Segurança das Nações Unidas. A determinação de ontem essencialmente reforça isso." [Ibidem].

Aposto que você não sabia que o governo dos Estados Unidos há muito tempo assinou tratados que deram às Nações Unidas esse tipo de soberania sobre os tribunais norte-americanos. Sabia que a Corte Internacional de Justiça oficialmente tem esse controle sobre nossos tribunais? Sabia que dezenas dessas situações existem, em que a soberania e o controle nacional foram oficialmente entregues pelos nossos governantes? Ou, a única razão de não sabermos ainda, é por que o tempo das múltiplas crises planejadas ainda não chegou? Francamente, estou surpreso que a CIJ tenha deixado sua mão ser vista dessa vez.

Agora, ouçamos a declaração de fatos de um advogado norte-americano sobre o assunto. " 'Este é um passo à frente interessante em termos de auto-afirmação da CIJ,' diz Lee Casey, um ex-advogado do Departamento de Justiça e especialista em Direito Internacional. 'Isso mostra que a Corte está sendo mais assertiva do que foi no passado, e considerando-se onde estamos no desenvolvimento do Direito Internacional e desses novos Tribunais Penais, é algo relevante'."

Obviamente, Casey aprova o crescimento de autoridade da Corte Internacional de Justiça, como é de se esperar de alguém que foi advogado do Departamento de Justiça. Quando diz que é "importante" que a CIJ esteja agora subitamente mais "assertiva", não está apenas brincando! Essa súbita assertiva significa a morte de milhões, dezenas de milhões de cidadãos do mundo cujos valores não sejam condizentes com o vindouro reinado do Anticristo.

Em seguida, ele solta uma bomba. "Casey disse que a CIJ está claramente preocupada com o fato de o governo dos EUA não ter feito o suficiente para obrigar o estado do Arizona a cumprir a ordem. 'No entanto, o governo federal não tem necessariamente a autoridade para isso'."

Quer dizer que a CIJ acha que tem autoridade sobre um sistema judicial estadual norte-americano, quando nem mesmo o governo federal julga que tenha essa autoridade? Exatamente! Chegamos ao ponto em que nossos líderes anteriores permitiram que organismos internacionais tivessem autoridade local nas questões em que a Constituição norte-americana proíbe o governo federal de se intrometer. Significa que qualquer sistema judicial estadual pode ser obrigado pela CIJ a obedecer aos ditames das autoridades internacionais.

A única imposição que está faltando agora é a presença de tropas das Nações Unidas em nosso território. Em artigos anteriores, informamos sobre os planos para que os EUA sejam controlados por tropas estrangeiras que entrarão em nosso país — se ainda não estão aqui — sob o pretexto de uma grande crise interna que o presidente não tem como resolver. Uma vez que tropas das Nações Unidas estiverem em nosso território, em breve sentiremos as botas de aço das leis e das cortes das Nações Unidas sobre os nossos pescoços! [O Seminário 4, "Raging Spiritual Warfare", que pode ser adquirido em fitas cassetes no site da The Cutting Edge, discute esse assunto em profundidade.].

A Falta de Resposta da Administração Bush

Por mais chocante que essa história seja para todos que ainda pensam que somos livres e controlamos nosso próprio destino, a história real é a completa falta de responsabilidade do governo Bush. Acreditamos que o governo Clinton não faria qualquer coisa para corrigir essa situação, mas agora temos um presidente compassivo, conservador, cristão em George W. Bush, que não levará essa mentira adiante! Com certeza, ele dirá ao futuro ditador mundial para tirar suas mãos dos tribunais estaduais norte-americanos e ir procurar outro país para dominar! Com certeza, o presidente cristão Bush reconhecerá a natureza do Anticristo das Nações Unidas e da Corte Internacional de Justiça, e forçosamente as lembrará da perene soberania norte-americana!

Certo? Errado!

O governo Bush não tomou nenhuma dessas ações. De fato, vemos nesse artigo uma atitude oficial muito diferente. Ouça:

"Os representantes do Departamento de Estado reconhecem que a Convenção de Viena foi violada no caso LaGrand, e dizem que um programa está sendo preparado para instruir as jurisdições estaduais e locais sobre a notificação consular. 'Achamos que a notificação consular seja importante para os americanos que vivem no exterior e a encaramos com seriedade', disse ontem o porta-voz Reeker."

O Departamento de Estado da Administração Bush reconheceu oficialmente a superioridade da Convenção de Viena sobre o sistema judicial estadual norte-americano. Em vez de denunciar essa situação lamentável, o porta-voz covardemente admite que a Convenção de Viena foi violada e rapaz, pedimos desculpas pela nossa falha!

Todos precisamos acordar e perceber que nossa soberania nacional está gradualmente sendo entregue pelos próprios governantes que fizeram o juramento de manter a lei e de respeitar a Constituição. Assim, temos apenas mais um caso de outro "sinal dos tempos".

Enquanto ainda podemos contatar nossos representantes no Congresso e o presidente, acho que deveríamos tomar essa providência, para fazê-los saber o quanto realmente nos importamos e o quanto estamos precavidos do que estão tentando fazer conosco.

Verdadeiramente, o fim dos tempos está vindo rapidamente sobre nós.


Você está preparado espiritualmente? Sua família está preparada? Você está protegendo seus amados da forma adequada? Esta é a razão deste ministério, fazê-lo compreender os perigos iminentes e depois ajudá-lo a criar estratégias para advertir e proteger seus amados. Após estar bem treinado, você também pode usar seu conhecimento como um modo de abrir a porta de discussão com uma pessoa que ainda não conheça o plano da salvação. Já pude fazer isso muitas vezes e vi pessoas receberem Jesus Cristo em seus corações. Estes tempos difíceis em que vivemos também são tempos em que podemos anunciar Jesus Cristo a muitas pessoas.

Se você recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, mas vive uma vida espiritual morna, precisa pedir perdão e renovar seus compromissos. Ele o perdoará imediatamente e encherá seu coração com a alegria do Espírito Santo de Deus. Em seguida, você precisa iniciar uma vida diária de comunhão, com oração e estudo da Bíblia.

Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia-a-dia.

Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.

Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", dê um clique aqui: http://www.cuttingedge.org

Que Deus o abençoe.

Tradução: Walter Nunes Braz Jr.
Data de publicação: 11/8/2001
O patrocinador deste artigo prefere permanecer anônimo.
Revisão: http://www.TextoExato.com
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/n1513.asp