Escolha uma cor para o fundo:  

Deus Mandou Que Ezequiel Comesse o Rolo Amargo dos Seus Julgamentos: Aplicações Para o Nosso Tempo

Recursos úteis para sua maior compreensão

As Igrejas Cristãs Estão Abrindo as Portas Para o Anticristo


Título do Livro 2


Título do Livro 3

Embora o profeta amasse seu país, descobriu que ao comer o rolo que continha os julgamentos amargos de Deus contra Israel, o gosto em sua boca era doce como o mel. A passagem em Ezequiel 3 contém muitas aplicações importantes para o mundo ocidental nos dias atuais.

A Nova Ordem Mundial está chegando! Você está preparado?

Compreendendo o que realmente é essa Nova Ordem Mundial, e como está sendo implementada gradualmente, você poderá ver o progresso dela nas notícias do dia-a-dia!!

Aprenda a proteger a si mesmo e aos seus amados!

Após ler nossos artigos, você nunca mais verá as notícias da mesma forma

Agora você está com a
"THE CUTTING EDGE"

A Bíblia ensina que nem toda época é exatamente igual às anteriores; de fato, a época em que uma pessoa vive, constrói uma família, e vive suas experiências pode ser muito diferente no plano de Deus para as épocas que o tempo de seus pais ou de seus avós.

Os teólogos chamam essa verdade bíblica de "dispensacionalismo". Vamos analisar a passagem-chave que ensina essa verdade crítica.

"Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou; tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar; tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar;... tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de lançar fora; tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar; tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz." [Eclesiastes 3:1-8].

Em seguida, apenas para se certificar que apreendemos a mensagem, o Pregador declara, no verso 11: "Tudo fez formoso em seu tempo; também pôs o mundo no coração do homem, sem que este possa descobrir a obra que Deus fez desde o princípio até ao fim."

Não somente pode isso ser verdadeiro na vida de uma pessoa, à medida que ela passa pelas diversas fases, mas também é verdadeiro no Plano de Deus para as épocas. Os eruditos judeus antigos do tempo de Moisés ensinavam que Deus tinha quatro períodos de tempo, ou dispensações, planejadas para a humanidade, e que o período de sete dias da Criação era o tipo.

Esses estudiosos postularam que o plano de Deus era ter 2.000 anos antes da Lei, 2.000 anos sob a Lei, 2.000 anos sob o Messias, e então 1.000 anos de descanso. A história demonstra a verdade da posição desses eruditos, pois tivemos três períodos de 2.000 anos cada, e todos os sinais apontam para o começo do Período da Tribulação, que será então seguido pelo reino de 1.000 anos de Jesus Cristo, o período profetizado de descanso.

Enfoquemos agora aquele período de tempo comumente chamado de fim dos tempos. Em Mateus 24, o Senhor Jesus predisse as "dores de parto" tanto da nação de Israel, quanto para o aparecimento do Anticristo. Ele disse que essas dores de parto seriam guerras, rumores de guerras, nação se levantando contra nação, reino contra reino, e terremotos em muitos lugares. [versos 6-7].

Ele então nos disse quando o fim dos tempos começaria; quando o primeiro bebê, Israel, nascesse! Nos versos 32-33, ele nos disse:

"Aprendei, pois, esta parábola da figueira: Quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão. Igualmente, quando virdes todas estas coisas, sabei que ele está próximo, às portas."

Com base nesses versos, os estudiosos da Bíblia ensinavam que, quando Israel voltasse para sua terra, então todas as profecias pertinentes ao fim dos tempos começariam a se cumprir, em uma seqüência natural! Desde que Israel voltou para sua terra em 1948, todas as profecias foram cumpridas ou o cenário está sendo armado para o cumprimento. Essa é a essência dos ministérios Cutting Edge/A Espada do Espírito; demonstramos como as muitas profecias bíblicas estão sendo cumpridas ou estão para serem cumpridas, nas notícias do dia-a-dia.

Jesus Cristo também ensinou outras questões pertinentes ao fim dos tempos.

Primeiro, disse que a marca característica seria o engano espiritual sem precedentes. Nos versos 4, 11, e 24, ele adverte sobre essa enganação; no verso 24, disse:

"Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos."

Em segundo lugar, ensinou que o fim dos tempos seria caracterizado por um número extremamente pequeno de discípulos verdadeiros. Em Lucas 18:8, Ele disse: "Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?" Em outras palavras, o número de discípulos que Jesus conta como seus será muito pequeno no fim dos tempos. Para aprofundar esse ponto, Ele disse: "E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem." [Mateus 24:37] Embora ele tenha continuado, dando exemplos da vida do dia-a-dia em que as pessoas estavam conduzindo seus negócios imediatamente antes de as chuvas começarem e submergirem a terra, devemos também observar que Noé pregou arrependimento para aquelas pessoas durante 120 anos sem obter nem mesmo uma única conversão! Na avaliação de Deus, somente oito pessoas — toda a família de Noé — eram justas e merecedoras de escapar do julgamento que estava por vir.

Em terceiro lugar, o apóstolo Pedro, escrevendo sob a inspiração do Espírito Santo, disse exatamente que tipo de atitude as pessoas teriam no fim dos tempos:

"… escarnecedores, andando segundo as suas próprias concupiscências, e dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação." [2 Pedro 3:3-4].

Finalmente, o Espírito Santo revelou ao apóstolo Paulo que a igreja cristã no fim dos tempos se desviaria tanto dos fundamentos da fé que literalmente abriria a porta para o Anticristo! Em outras palavras, o Anticristo somente poderá emergir se os líderes cristãos abrirem a porta para ele, ao abandonarem os firmes fundamentos da fé! Ouça:

"Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição." [2 Tessalonicenses 2:3].

Desde a Segunda Guerra Mundial, a igreja cristã tem se aprofundado cada vez mais na apostasia. Hoje, organizações como o Conselho Nacional e o Conselho Mundial de Igrejas levaram dezenas de milhares de congregações ao liberalismo, até mesmo ao ponto de negar a divindade de Jesus Cristo e outras doutrinas-chave da fé. Hoje, muitos dos líderes mais famosos e admirados são, na realidade, apóstatas da fé.

A Repetição da História: Israel nos Dias do Profeta Ezequiel, o "Atalaia na Muralha"

Mas, você sabe, aconteceu o mesmo nos dias do profeta Ezequiel. Deus o chamou para começar a profetizar seis anos antes da queda de Jerusalém. Os capítulos de 1 a 24 contêm predições terríveis antes da destruição de Jerusalém.

Aqueles eram tempos difíceis para ser um profeta de Deus e advertir com severidade as pessoas para que se arrependessem, ou então Deus traria julgamentos devastadores sobre suas cabeças. Nem o povo nem os líderes de Israel quiseram dar ouvidos à mensagem de Ezequiel. Não somente eles estavam em completa rebelião contra a Palavra de Deus, mas também a economia estava próspera, de modo que eles ficaram totalmente enlaçados no amor aos bens materiais.

Vejamos algumas das condições de Israel naquele tempo:

Deus disse que as pessoas estavam tão empedernidas no coração e tão espiritualmente cegas que não dariam ouvidos a Ezequiel, embora suas palavras viessem diretamente de Deus: "Mas, quando eu falar contigo, abrirei a tua boca, e lhes dirás: Assim diz o Senhor DEUS: Quem ouvir ouça, e quem deixar de ouvir, deixe; porque eles são casa rebelde." [Ezequiel 3:27].

Em 2:6-7, Deus disse a Ezequiel, "E tu, ó filho do homem, não os temas, nem temas as suas palavras; ainda que estejam contigo sarças e espinhos, e tu habites entre escorpiões, não temas as suas palavras, nem te assustes com os seus semblantes, porque são casa rebelde. Mas tu lhes dirás as minhas palavras, quer ouçam quer deixem de ouvir, pois são rebeldes."

A oposição a Ezequiel e às suas advertências sobre a condenação de Israel eram tão grandes que ele se sentiu como se estivesse rodeado por sarças e espinhos por toda a parte, e como se estivesse sendo picado por escorpiões! Essa é a oposição amarga ao homem a quem Deus estava realmente falando, e a quem Deus tinha responsabilizado de fielmente fazer suas advertências.

Deus então foi realmente específico em suas acusações contra Israel. Os líderes e os habitantes de Jerusalém pensavam que podiam mudar os mandamentos de Deus, porque pretensiosamente acreditavam que viviam em uma era "mais avançada". Deus disse por meio de Ezequiel:

"Assim diz o Senhor DEUS: Esta é Jerusalém; coloquei-a no meio das nações e das terras que estão ao redor dela. Ela, porém, mudou em impiedade os meus juízos, mais do que as nações, e os meus estatutos mais do que as terras que estão ao redor dela; porque rejeitaram os meus juízos e os meus estatutos, e não andaram neles. Portanto assim diz o Senhor DEUS: Porque multiplicastes mais do que as nações, que estão ao redor de vós, e não andastes nos meus estatutos, nem guardastes os meus juízos, nem ainda procedestes segundo os juízos das nações que estão ao redor de vós; por isso assim diz o Senhor DEUS: Eis que eu, sim eu, estou contra ti; e executarei juízos no meio de ti aos olhos das nações. E farei em ti o que nunca fiz, e o que jamais farei, por causa de todas as tuas abominações. Portanto os pais comerão a seus filhos no meio de ti, e os filhos comerão a seus pais; e executarei em ti juízos, e tudo o que restar de ti, espalharei a todos os ventos. Portanto, como eu vivo, diz o Senhor DEUS, certamente, porquanto profanaste o meu santuário com todas as tuas coisas detestáveis, e com todas as tuas abominações, também eu te diminuirei, e o meu olho não te perdoará, nem também terei piedade. Uma terça parte de ti morrerá de peste, e se consumirá de fome no meio de ti; e outra terça parte cairá à espada em redor de ti; e a outra terça parte espalharei a todos os ventos, e desembainharei a espada atrás deles. Assim se cumprirá a minha ira, e satisfarei neles o meu furor, e me consolarei; e saberão que eu, o SENHOR, tenho falado no meu zelo, quando eu cumprir neles o meu furor." [Ezequiel 5:5-13].

Naqueles dias, Israel tinha ido atrás dos deuses pagãos, exatamente como as pessoas hoje estão fazendo. Como bons pagãos, os israelitas criam em um Deus que era somente bom, que amava a todos. Eles tinham totalmente esquecido o conceito de que Deus é multifacetado em sua personalidade e executa julgamentos de forma tão severa que nenhum homem mortal, e nenhuma nação, pode se suster diante da sua ira. Essa compreensão está terrivelmente escassa hoje, e as igrejas liberais ensinam a mesma doutrina de que "Deus é só amor".

Como Israel estava desfrutando o mais alto nível de prosperidade econômica em sua história, as pessoas confiavam em suas posses materiais e em suas riquezas pessoais, achando-se seguras e pensando que os tempos ruins nunca poderiam afetá-las. Falsos líderes religiosos também pregavam nos púlpitos, apontando para a prosperidade econômica e dizendo: "Não dêem ouvidos às más novas de Ezequiel, porque se Deus estivesse verdadeiramente tão zangado conosco, como Ezequiel diz que está, então não teríamos toda esta prosperidade".

Deus removeu toda a dúvida:

"… nem a sua prata nem o seu ouro os poderá livrar no dia do furor do SENHOR; eles não fartarão a sua alma, nem lhes encherão o estômago, porque isto foi o tropeço da sua iniqüidade." [Ezequiel 7:19].

Hoje, as pessoas estão pensando da mesma falsa, tola e espiritualmente cega maneira! Muitas pessoas em geral, e cristãos em particular, acreditam que estão protegidos dos tempos ruins e dos julgamentos de Deus porque têm seus investimentos, seus planos de previdência privada e suas carteiras diversificadas de aplicações. Elas não compreendem que nos dias da ira e de julgamento que estão para cair, essas coisas não satisfarão, e não oferecerão proteção alguma.

Descrença na Certeza das Profecias do Julgamento de Deus

O povo de Israel tinha convencido a si mesmo que as profecias de Deus referentes a um julgamento nunca seriam cumpridas! Eles até mesmo tinham um provérbio sobre isso. Ouça:

"Filho do homem, que provérbio é este que vós tendes na terra de Israel, dizendo: Prolongar-se-ão os dias, e perecerá toda a visão? Portanto, dize-lhes: Assim diz o Senhor DEUS: Farei cessar este provérbio, e já não se servirão mais dele em Israel; mas dize-lhes: Os dias estão próximos e o cumprimento de toda a visão." [Ezequiel 12:22-23].

Hoje, os cristãos liberais em toda parte estão dizendo a mesma coisa, e Satanás alimenta a crença. Ele faz com que repetidas falsas visões e profecias sejam proferidas pelo seu próprio povo, de modo que as profecias verdadeiras passem despercebidas e sejam totalmente ignoradas. Hoje, muitos auto-intitulados cristãos estão ignorando as profecias verdadeiras em suas mentes, enquanto seus corações esperam que estes bons tempos econômicos continuem indefinidamente!

De fato, as pessoas hoje estão exibindo exatamente a mesma atitude em relação às profecias referentes ao fim dos tempos como Pedro disse que estariam:

"… escarnecedores, andando segundo as suas próprias concupiscências, e dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação." [2 Pedro 3:3-4].

Em resposta a essa atitude de galhofa, Deus troveja dos corredores do tempo: "Farei cessar este provérbio, e já não se servirão mais dele em Israel; mas dize-lhes: Os dias estão próximos e o cumprimento de toda a visão." [Ezequiel 12:23].

No fim do século XIX, um pastor não identificado previu que as pessoas não reconheceriam quando as profecias estivessem sendo cumpridas em seu tempo. Ouça às suas palavras com atenção, pois são muito esclarecedoras:

"Os maiores eventos que foram preditos por todos os santos profetas virão tão naturalmente como as conseqüências de certas causas, e a não ser que nossos olhos estejam iluminados pelo Espírito de Deus, e o espírito de revelação repouse sobre nós, deixaremos de ver que esses são os eventos preditos pelos santos profetas."

Não é essa a condição dos corações e das mentes das pessoas em relação aos eventos atuais? Os Illuminati se movem tão gradualmente que os eventos se desdobram como se fossem a conseqüência natural de outros eventos. Além disso, todo cidadão hoje foi educado em um sistema de escola pública cuidadosamente criado e controlado pelos Illuminati. A história foi reescrita; a verdadeira educação não está sendo ensinada; a leitura e a escrita decaíram drasticamente, de modo que as pessoas não lêem, não pensam de maneira crítica, e não reconhecem o laço cada vez mais apertado em volta de seu pescoço! Nós o encorajamos a reler o artigo N1558, "Aprenda a Raciocinar na Direção Oposta à Indicada Pela Retórica Apresentada ao Público na Mídia de Massa" para compreender plenamente esse assunto dos mais importantes.

Agora, voltemos para nosso estudo em Ezequiel:

Os Líderes Religiosos Apóstatas Impediam as Pessoas de Verem a Verdade de Deus!

A maior dificuldade que Ezequiel teve em fazer sua mensagem chegar ao povo comum foi o clero da época! Eles pareciam tão piedosos e religiosos por fora, e exigiam o respeito da população judaica, mas tinham seus corações cheios de engano e de idolatria no interior! Veja a descrição que Deus faz deles:

"E vieram a mim alguns homens dos anciãos de Israel, e se assentaram diante de mim. Então veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo: Filho do homem, estes homens levantaram os seus ídolos nos seus corações, e o tropeço da sua maldade puseram diante da sua face; devo eu de alguma maneira ser interrogado por eles? Portanto fala com eles, e dize-lhes: Assim diz o Senhor DEUS: Qualquer homem da casa de Israel, que levantar os seus ídolos no seu coração, e puser o tropeço da sua maldade diante da sua face, e vier ao profeta, eu, o SENHOR, vindo ele, lhe responderei conforme a multidão dos seus ídolos; para que eu possa apanhar a casa de Israel no seu coração, porquanto todos se apartaram de mim para seguirem os seus ídolos. Portanto dize à casa de Israel: Assim diz o Senhor DEUS: Convertei-vos, e tornai-vos dos vossos ídolos; e desviai os vossos rostos de todas as vossas abominações; porque qualquer homem da casa de Israel, e dos estrangeiros que peregrinam em Israel, que se alienar de mim, e levantar os seus ídolos no seu coração, e puser o tropeço da sua maldade diante do seu rosto, e vier ao profeta, para me consultar por meio dele, eu, o SENHOR, lhe responderei por mim mesmo. E porei o meu rosto contra o tal homem, e o assolarei para que sirva de sinal e provérbio, e arrancá-lo-ei do meio do meu povo; e sabereis que eu sou o SENHOR. E se o profeta for enganado, e falar alguma coisa, eu, o SENHOR, terei enganado esse profeta; e estenderei a minha mão contra ele, e destruí-lo-ei do meio do meu povo Israel. E levarão sobre si o castigo da sua iniqüidade; o castigo do profeta será como o castigo de quem o consultar. Para que a casa de Israel não se desvie mais de mim, nem mais se contamine com todas as suas transgressões; então eles serão o meu povo, e eu lhes serei o seu Deus, diz o Senhor DEUS. Veio ainda a mim a palavra do SENHOR, dizendo: Filho do homem, quando uma terra pecar contra mim, se rebelando gravemente, então estenderei a minha mão contra ela, e lhe quebrarei o sustento do pão, e enviarei contra ela fome, e cortarei dela homens e animais. Ainda que estivessem no meio dela estes três homens, Noé, Daniel e Jó, eles pela sua justiça livrariam apenas as suas almas, diz o Senhor DEUS." [Ezequiel 14:1-14].

As questões espirituais tinham se tornado tão más que Deus não preservaria a nação mesmo se três de seus maiores santos estivessem vivendo naquele mesmo tempo — Noé, Daniel e Jó! As congregações estavam totalmente entregues na busca pelo crescimento numérico, no enriquecimento, e em agradar aos membros. Como os líderes religiosos tinham maior conhecimento espiritual, seriam julgados com base em um padrão mais severo; além disso, os julgamentos de Deus começariam no templo, como veremos em instantes.

Deus então dá ainda mais detalhes sobre sua ira contra Israel. Ele compara os pecados de Israel com os de Sodoma; quando você lê isso, reconhece os EUA, e virtualmente todos os países ocidentais hoje. A maioria das pessoas equipara o "pecado de Sodoma" à homossexualidade, mas Deus diz que esse não foi o único pecado pelo qual trouxe a cidade ao julgamento físico.

"Eis que esta foi a iniqüidade de Sodoma, tua irmã: Soberba, fartura de pão, e abundância de ociosidade teve ela e suas filhas; mas nunca fortaleceu a mão do pobre e do necessitado. E se ensoberbeceram…" [Ezequiel 16:49-50].

As igrejas de hoje são como as congregações em Israel durante o tempo de Ezequiel. Elas, também, estão cheias de orgulho, e estão buscando a riqueza e o crescimento das ofertas. Elas também buscam a "ociosidade". A única área em que as igrejas de hoje parecem se sair bem é em "estender a mão ao pobre e ao necessitado", mas essa atividade é mais o resultado do Evangelho Social humanista do que de um coração puro diante de Deus.

Deus apelou por intermédio de Ezequiel aos israelitas envolvidos nesse tipo de pecado. Ele advertiu: "Portanto, eu vos julgarei, cada um conforme os seus caminhos, ó casa de Israel, diz o Senhor DEUS. Tornai-vos, e convertei-vos de todas as vossas transgressões, e a iniqüidade não vos servirá de tropeço." [Ezequiel 18:30].

Deus hoje está chamando homens e mulheres em toda parte, apelando para que se arrependam antes que seus grandes e terríveis julgamentos caiam sobre eles. Hoje, falsos cristãos e pecadores contumazes estão vivendo durante os tempos em que a areia da ampulheta está quase se esgotando; Jesus disse que, quando Israel voltasse para sua terra, a geração que estivesse vivendo naquele tempo não passaria sem que todos os eventos profetizados se cumprissem. A areia da ampulheta está se esgotando rapidamente, porém aqueles que são cristãos aos seus próprios olhos estão se recusando a dar ouvidos à Palavra de Deus e à proclamação dela, e a se arrepender antes que os eventos do fim dos tempos desabem sobre o mundo como uma onda gigantesca.

O profeta Isaías descreve a queixa de Deus a respeito da atitude das pessoas: "Porque este é um povo rebelde, filhos mentirosos, filhos que não querem ouvir a lei do SENHOR. Que dizem aos videntes: Não vejais; e aos profetas: Não profetizeis para nós o que é reto; dizei-nos coisas aprazíveis, e vede para nós enganos. Desviai-vos do caminho, apartai-vos da vereda; fazei que o Santo de Israel cesse de estar perante nós." [Isaías 30:9-11].

Essa mentalidade é exatamente o que está presente hoje. Tantas pessoas nos últimos anos me dizem: "Não seja tão negativo assim o tempo todo. Não esquente a cabeça, diga-nos algumas boas coisas para variar." Ouço isso o tempo todo. Minha resposta é sempre a mesma: Quando Deus o chama para documentar a queda espiritual de uma nação, e para advertir a população a respeito do iminente julgamento de Deus, como é possível ser "positivo"?

Ezequiel enfrentou esse dilema no seu ministério, e Deus soube disso muito bem. O New Analytical King James Study Bible, escrito em 1964, descreve com precisão o tipo de homem de Deus que foi o profeta Ezequiel:

"Ele foi duro e inflexível, condenando implacavelmente os pecados do povo, e rígido e firme em seu zelo pela justiça e na declaração da verdade. A fidelidade no cumprimento do seu ofício é um dos fatos notáveis do livro. Ele foi divinamente comissionado como um atalaia, e cumpriu fielmente seu dever! Como um servo de Jeová, desempenhou a tarefa que lhe foi incumbida ao pé da letra." [Ezequiel, Fatos em Destaque, págs. 986-7].

Ezequiel não mascarou os pecados do povo; não escolheu enfocar nas "coisas boas" que existiam na sociedade. Ele não apresentou mensagens do tipo "sinta-se bem consigo mesmo", mas continuou advertindo seus compatriotas de todo seu coração, porque isso é o que Deus especificamente lhe disse para fazer.

Deus fez então uma coisa muito interessante; escreveu todos os seus julgamentos físicos que estavam para cair e mandou Ezequiel comer o rolo! Vamos acompanhar o relato, a partir de 3:1.

"Depois me disse: Filho do homem, come o que achares; come este rolo, e vai, fala à casa de Israel. Então abri a minha boca, e me deu a comer o rolo. E disse-me: Filho do homem, dá de comer ao teu ventre, e enche as tuas entranhas deste rolo que eu te dou." [3:1-3a].

O que continha esse rolo descrito aqui? Deus tinha escrito nele todos os seus julgamentos físicos que estava para trazer sobre Israel. Deus então mandou que Ezequiel comesse o rolo — que recebesse em seu coração todos aqueles juízos terríveis. Como um cidadão que amava seu país, Ezequiel deve ter ficado tão desfalecido por essas revelações quanto Daniel ficou ao receber as profecias referentes a Israel no fim dos tempos. O conteúdo desse rolo deveria ser mais amargo que qualquer erva amargosa conhecida.

No entanto, lemos que Ezequiel experimentou a sensação contrária! "Então o comi, e era na minha boca doce como o mel." Agora, como se explica isso? Ezequiel acabara de receber uma mensagem das mais amargas dadas a qualquer pessoa, uma mensagem que faria qualquer um querer vomitar. Entretanto, ele achou o registro dos julgamentos de Deus doce em sua boca! Qual é a explicação para isso?

Veja, Ezequiel era um homem que vivia no centro da vontade de Deus, e vivia diariamente em doce comunhão com ele. Sua natureza espiritual rejubilava no fato de Deus finalmente agir em julgamento para limpar espiritualmente Israel. Como um homem justo, Ezequiel estava enjoado e cansado de ver todo o pecado constante em Israel. Revejamos rapidamente os pecados de que Israel era culpado:

"Então me gritou aos ouvidos com grande voz, dizendo: Fazei chegar os intendentes da cidade, cada um com as suas armas destruidoras na mão. E eis que vinham seis homens a caminho da porta superior, que olha para o norte, e cada um com a sua arma destruidora na mão, e entre eles um homem vestido de linho, com um tinteiro de escrivão à sua cintura; e entraram, e se puseram junto ao altar de bronze. E a glória do Deus de Israel se levantou de sobre o querubim, sobre o qual estava, indo até a entrada da casa; e clamou ao homem vestido de linho, que tinha o tinteiro de escrivão à sua cintura. E disse-lhe o SENHOR: Passa pelo meio da cidade, pelo meio de Jerusalém, e marca com um sinal as testas dos homens que suspiram e que gemem por causa de todas as abominações que se cometem no meio dela. E aos outros disse ele, ouvindo eu: Passai pela cidade após ele, e feri; não poupe o vosso olho, nem vos compadeçais. Matai velhos, jovens, virgens, meninos e mulheres, até exterminá-los; mas a todo o homem que tiver o sinal não vos chegueis; e começai pelo meu santuário. E começaram pelos homens mais velhos que estavam diante da casa." [Ezequiel 9:1-6].

"Começai pelo meu santuário".

Deus começou a matança em seu julgamento físico na porta do templo, tão enojado e cansado que estava dos falsos pastores e adoradores que ocupavam seu recinto sagrado há tanto tempo. O mundo ocidental é culpado desses mesmos pecados pelos quais Deus destruiu Israel, e mais lamentáveis pecados ainda. Os EUA estão conduzindo o mundo à Nova Ordem Mundial, o reino do Anticristo. E ainda assim, as falsas igrejas cristãs estão entretendo as pessoas, dizendo-lhes o que desejam ouvir, dizendo-lhes que Deus é só amor. Os líderes religiosos estão dando desculpas para pecados flagrantes como a homossexualidade. Algumas igrejas estão até mesmo começando a "ordenar" pastores homossexuais!

Teria Deus já escrito "Icabode — De Israel se foi a glória" — nas portas das nossas igrejas? [Veja 1 Samuel 4:18-22].

Ezequiel, o homem de Deus, a quem Deus falou pessoalmente, foi odiado por causa de seu testemunho verdadeiro, e foi odiado pelo seu próprio povo, a quem ministrou. Em vez de apreciarem seu trabalho, eles pediam "suaves ilusões" aos seus pastores. Você está agindo assim hoje com seu pastor?

Imploramos que você esquadrinhe seu coração e veja se é inflexível em dizer a verdade sobre nossa sociedade, ou se é um dos que desejam ouvir somente "palavras aprazíveis", coisas agradáveis, especialmente nas manhãs de domingo, quando se apronta para ir à igreja? A resposta pode dizer muito sobre a verdadeira natureza de sua alma diante de Deus.

"Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas." [Apocalipse 18:4].



Se você recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, mas vive uma vida espiritual morna, precisa pedir perdão e renovar seus compromissos. Ele o perdoará imediatamente e encherá seu coração com a alegria do Espírito Santo de Deus. Em seguida, você precisa iniciar uma vida diária de comunhão, com oração e estudo da Bíblia.

Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia-a-dia.

Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.

Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", dê um clique aqui http://www.cuttingedge.org

Que Deus o abençoe.

Tradução: Walter Nunes Braz Jr.
Data da publicação: 30/5/2002
Patrocinado por: A. R.
Revisão: http://www.TextoExato.com
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/n1633.asp