Escolha uma cor para o fundo:  

Estaria a Economia Norte-Americana Prestes a Afundar Como Muitos Analistas Prevêem? Diversos Indicadores Sinalizam "Desastre"

Recursos úteis para sua maior compreensão

Título do Livro 1


Título do Livro 2


Título do Livro 3

Embora o plano da Nova Ordem Mundial inclua o colapso total do sistema financeiro internacional para que um novo sistema realmente globalizado possa surgir, uma análise dos planos dos Illuminati, mais um estudo minucioso da profecia bíblica indicam um cenário muito diferente daquele que os analistas prevêem.

A Nova Ordem Mundial está chegando! Você está preparado?

Compreendendo o que realmente é essa Nova Ordem Mundial, e como está sendo implementada gradualmente, você poderá ver o progresso dela nas notícias do dia-a-dia!!

Aprenda a proteger a si mesmo e aos seus amados!

Após ler nossos artigos, você nunca mais verá as notícias da mesma forma

Agora você está com a
"THE CUTTING EDGE"

Sabedoria Econômica Convencional

Resumo da Notícia: "Dúvidas causam o pior desempenho do mercado desde os ataques", Patrice Hill, The Washington Times, 8 de junho de 2002.

"Ontem, a Bolsa de Valores terminou sua pior semana desde os ataques terroristas de 11 de setembro, com os principais índices chegando perto dos níveis mais baixos da recessão. A venda frenética de quinta-feira, que derrubou 172 pontos do Índice Industrial Dow Jones, continuou ontem de manhã, subtraindo outros 152 pontos, antes de uma procura por pechinhas começar. O Dow Jones terminou com 35 pontos de baixa, com 9.590, seu nível mais baixo desde 12 de novembro, coroando uma perda de 3.4% na semana...

"O ritmo diário de escândalos e o terceiro ano de um desempenho ruim das ações diminuiu a confiança e aumentou as dúvidas não apenas nos investidores norte-americanos, mas também nos estrangeiros que haviam comprado avidamente as ações americanas mesmo durante a recessão. A perda de entusiasmo deles é confirmada por uma queda de 6% no dólar, já que a compra por parte dos estrangeiros definhou nesse trimestre. 'Um conjunto de incertezas continua pairando sobre o mercado, desde o conflito no Oriente Médio até os alertas de terrorismo em casa', diz Ed Yardeni, estrategista-chefe de investimentos na Prudential Securities. 'Más notícias sobre as empresas chegam aos investidores diariamente'."

Resumo da Notícia: "Equipe de Proteção Contra a Depressão na Ativa?", Certified Mint Inc., 5/6/2002.

"Hoje, o mercado do ouro viu a correção de preço que muitos analistas, especialmente aqueles com uma tendência pessimista, previram desde que o ouro passou dos U$ 290. Na verdade, a queda começou na noite anterior no ACCESS, um sistema eletrônico operado pela NYMEX, em que o ouro é negociado simultaneamente com os mercados asiático e australiano. (O ACCESS permite às casas de Nova York reservarem uma fatia do mercado de 24 horas do ouro. A NYMEX é a proprietária do ACCESS e também do COMEX. O ACCESS fecha 20 minutos antes do pregão do COMEX abrir, onde os membros negociadores realmente fazem suas grandes fortunas.).

"De qualquer forma, pouco depois de o ACCESS abrir, umas 700.000 ou 800.000 onças foram oferecidas. O sempre politicamente correto Conselho Mundial do Ouro sugeriu em seu Comentário Diário que a venda ocorreu devido à análise técnica. Alguns analistas imediatamente viram o trabalho da Equipe de Proteção à Depressão (Plunge Protection Team — PPT), que eles dizem ter conspirado para impedir que o índice Dow entrasse em colapso e o preço do ouro disparasse. Eis a visão particular de um analista:"

"Richard Russel (Dow Theory Letters) comentou sobre o fato de que toda vez que a Bolsa de Valores pende para uma grande quebra, alguém (o PPT?) aparece às pressas com um plano bem orquestrado para combater a tendência de baixa. Terça-feira foi um perfeito exemplo disso, pois após a ação de mercado da quinta e da sexta anteriores fracassarem para reverter a maré, a ação de segunda-feira pareceu muito ruim, forçando o PPT a fazer um esforço especial na terça-feira..."

"Agora, a questão: essa é a correção ou é o primeiro dia de uma correção que durará várias semanas, trazendo, talvez, o ouro de volta ao patamar dos US$ 300? Certamente, os especuladores verão isso como o início de uma grande correção. Alguns declararão que a alta do ouro acabou. Como a recessão que nunca aconteceu, para os especuladores isso será a alta que nunca pôde acontecer — se o ouro abaixar significativamente."

Entretanto, como disse o analista citado anteriormente, essas são táticas de adiamento usadas por um exército que está perdendo. No final, forças inalteráveis levarão os eventos à sua inevitável conclusão. O papel-moeda não irá — não pode — triunfar sobre o ouro..."

Resumo da Notícia: "Intel Reduz a Previsão de Vendas para o Segundo Semestre; Ações Declinam (Atualização #5)", Cesca Antonelli, Bloomberg.com, 6/6/2002.

"Santa Clara, Califórnia, 6 de junho (Bloomberg) — A Intel, o maior fabricante mundial de semicondutores, reduziu sua previsão de vendas para o segundo semestre devido à demanda reduzida de chips para computadores pessoais na Europa. As ações caíram até 13%... 'Foi pior do que as pessoas esperavam', disse Marian Kessler, que ajuda a administrar U$ 25 milhões na Rutherford Investment Management, que possui ações da Intel. 'Estamos vendo uma fase ruim mais longa do que o esperado e uma recuperação mais lenta'."

"Não há sinais de uma repercussão na demanda dos clientes corporativos..."

Resumo da Notícia: "Investimento estrangeiro nos EUA cai 60%: A maior queda nos últimos dez anos pode tornar o financiamento da recuperação mais difícil já que a poupança interna é tradicionalmente baixa", The Straits Times, 6/6/2002.

"Washington — O investimento estrangeiro nos Estados Unidos sofreu uma queda de 60% no ano passado, à medida que o mercado americano perdeu um pouco de seu lustre devido à recessão econômica e aos ataques terroristas, de acordo com os últimos cálculos do governo... O cálculo sinaliza a maior queda de investimento estrangeiro nos últimos dez anos e, segundo alguns analistas, pode tornar o financiamento da recente recuperação econômica norte-americana mais difícil porque a poupança interna é tradicionalmente baixa."

Nos últimos 60 dias, as notícias sobre a ruína financeira foram quase tão freqüentes quanto as histórias que relatam as boas notícias econômicas. Uma vez que a Bolsa de Valores também declinou durante esses últimos sessenta dias, a Cutting Edge tem sido inundada por artigos que prevêem o colapso econômico. Esses artigos indicam, com toda a razão, que nossos atuais índices Dow Jones e NASDAQ são formulados com base em ficções econômicas, e que esse tipo de enganação financeira não pode prosseguir indefinidamente. Esses artigos também indicam definitivamente que, quando o colapso ocorrer, poderá ser mais devastador do que a Grande Depressão de 1929-1931.

Há um colapso econômico no nosso futuro? Em caso afirmativo, é mais provável que ocorra logo ou que demore?

É possível que esse colapso econômico ocorra em dois estágios como o desastre de 1929-1931, em que um colapso maior e mais devastador ocorreu em 1931 e realmente levou o mundo à depressão?

Os Illuminati Certamente Já Planejaram o Colapso Econômico

Os planejadores da Nova Ordem Mundial definitivamente planejaram um colapso econômico global que ajudará poderosamente a trazer seu Cristo maçônico ao cenário mundial. Permita-nos examinar uma citação interessante do autor cristão da Nova Era Bill Cooper:

"... Descobriu-se que a economia obedece às mesmas leis que a eletricidade, e que toda a teoria e prática matemáticas e toda a experiência com computadores desenvolvida no campo eletrônico podem ser diretamente aplicadas ao estudo da economia... a vida humana é avaliada em dólares... os receptores tornam-se propriedade do estado... aqueles que ficam viciados na droga econômica devem procurar a elite em busca da recuperação. Aqui, o método de introduzir grandes quantias de capacitância estabilizadora é feito emprestando-se o futuro 'crédito' do mundo. Isso... consiste em executar uma ação e abandonar o sistema antes que a reação reflexa retorne ao ponto de ação — uma reação adiada. O meio para sobreviver à reação é mudar o sistema antes que a reação possa começar... e a faísca elétrica gerada quando aciona-se um interruptor conectado a um indutor ativo é matematicamente análoga à deflagração de uma guerra." [Behold a Pale Horse, págs. 45-48, leia a resenha].

Assim que os Illuminati compreenderam que a economia age diante de um estímulo da mesma forma que um circuito elétrico, começaram a planejar primeiramente como construir essa economia e depois destruí-la para apavorar tanto as pessoas que elas aceitem a intervenção "sobrenatural" do Cristo. Veja, antes das dívidas acumuladas dos consumidores e dos países chegarem ao ponto de colapso absoluto, a Terceira Guerra Mundial está programada para acontecer, análoga ao "acionamento de um interruptor conectado a um indutor ativo". Do meio da fumaça, poeira e destruição dessa guerra, o Anticristo surgirá caminhando, apresentando-se como a figura religiosa do Messias que tantas religiões estão esperando, e apresentando-se como o Messias econômico que porá ordem na nova economia global. Nesse modelo, a deflagração de uma guerra é comparável ao acionamento de um interruptor para permitir que a corrente elétrica flua até um indutor ativo.

Muito embora os mercados financeiros existentes no mundo sofrerão o colapso durante a Terceira Guerra Mundial, o período de tempo do verdadeiro colapso será pequeno o bastante para que, quando o Anticristo surgir, a confiança nele e em seu programa seja suficientemente forte, e a duração do colapso suficientemente pequena, de modo que ele e os banqueiros internacionais possam ressuscitar uma economia mundial baseada em uma moeda global.

A destruição da Terceira Guerra Mundial estará limitada aos países do Terceiro Mundo, passando longe dos países industrializados, exceto por incidentes terroristas isolados, como aquele retratado no filme "A Soma de Todos os Medos". Uma vez que o Anticristo estiver em cena, tentará ressuscitar a economia das nações ocidentais, conquistando, dessa forma, o amor e a admiração de milhões de aposentados e de investidores em todo o mundo industrializado. Eles amarão ardentemente o Anticristo por colocar os fundos de pensão e de investimento em pé novamente depois de uma guerra mundial devastadora.

Depois que o Cristo maçônico [o Anticristo] completar seu plano para os primeiros sete anos para lidar com Israel e com o Oriente Médio [Peter Lemesurier, The Armageddon Script, leia a resenha], dará início ao seu plano global para "purificar" a terra. Será durante essa "purificação" que o terrivelmente draconiano plano da Nova Ordem Mundial de isolar enormes extensões de terra de modo que nenhuma atividade humana possa ocorrer será instituído. Durante essa "purificação", dois terços da população mundial serão destruídos.

O Plano dos Illuminati prevê tudo isso.

Entretanto, a Bíblia é bastante clara ao afirmar que o Anticristo terá apenas sete anos em seu mandato como o Messias ocultista. A Bíblia também é bem clara ao afirmar que, uma vez que os sete anos iniciem com a assinatura do pacto entre o Anticristo e os líderes políticos e espirituais de Israel, Deus ordenará às hordas demoníacas que conduzam os líderes mundiais de tal forma que o plano de Deus, e não o de Satanás, prevaleça; será durante esses sete anos que dois terços da população mundial será aniquilada nos julgamentos descritos no livro do Apocalipse.

Em outras palavras, Deus determinará a seqüência e o tempo em que os eventos ocorrerão, e quais eventos ele permitirá que ocorram. Alguns eventos planejados pelos Illuminati não receberão permissão para ocorrer. Outros eventos da profecia que não constam nos planos dos Illuminati ocorrerão simplesmente porque Deus é soberano. Muitos detalhes do plano iluminista ocorrerão antes ou depois do tempo planejado pelos Illuminati.

Com isso em mente, vamos retornar ao nosso foco inicial: os EUA. Quando ocorrerá a destruição dos EUA, e pelas mãos de quem ocorrerá? Assim que você compreender a profecia bíblica, entenderá melhor essa questão crítica.

Os EUA São a 'Babilônia Econômica' de Apocalipse 18!

Se estivermos realmente no fim dos tempos, como acreditamos que estamos, sabemos que estamos caminhando para o julgamento de Deus. Finalmente, sabemos dos planos da Nova Ordem Mundial para reorganizar o mundo em dez supernações imediatamente após estabelecer oficialmente as Nações Unidas como o Governo do Mundo Unificado. Esse ato será o cumprimento literal da profecia dos dez dedos [Daniel 2:28-48] e a profecia dos dez reis [Daniel 7:1-28]. Essa reorganização dos países do mundo em apenas "10" nações aconteceu a partir de 31 de dezembro de 1992, e durou até 1996. O NAFTA é a nação #1 desse plano [Para conhecer os detalhes, leia o artigo CE1042].

Deus diz nessas profecias que três dessas dez nações serão imediatamente destruídas depois de o mundo ser reorganizado. Essa destruição será tão completa que parece uma guerra, o que é consistente com as revelações de Deus referentes aos eventos da Grande Tribulação.

De acordo com o plano de reorganização da Nova Ordem Mundial, os EUA farão parte da supernação América do Norte, juntamente com o Canadá e com o México [NAFTA]. A América será uma dessas três supernações que serão destruídas? Hoje, mostraremos em detalhe, que os EUA podem ser a Babilônia Econômica de Apocalipse 18. Acreditamos que essa profecia encaixa-se como uma luva aos EUA, tão precisamente que não poderia referenciar a nenhuma outra nação na Terra.

Apocalipse 18 descreve destruição por fogo — fogo de Deus — da "Grande Babilônia", um sistema iníquo que provocou grandemente a ira de Deus.

Precisamos comparar a "Babilônia" do capítulo 17 e a Babilônia do capítulo 18. Essas duas Babilônias não são a mesma pelas seguintes razões:

"Depois destas coisas..." [18:1]. Os eventos descritos aqui não ocorrerão até que os eventos do capítulo 17 sejam cumpridos.

Os nomes nos dois capítulos são diferentes. A "Babilônia" no capítulo 17:5, chama-se "Mistério, a grande Babilônia, a mãe das prostituições e abominações da terra". Sabemos que essa Babilônia é religiosa por causa das palavras "mistério" e ´mãe das prostituições'. No entanto, o termo em 18:2 é simplesmente "a grande Babilônia". A Babilônia do capítulo 18 é uma Babilônia comercial.

Babilônia, a meretriz do capítulo 17 será destruída pelos reis (os governantes) da Terra. A Babilônia do capítulo 18 será destruída pelos juízos cataclísmicos de Deus.

A Babilônia do capítulo 17 será destruída pelos reis da Terra, que se alegram com a destruição dela. No capítulo 18, porém, os reis e os mercadores da Terra lamentam e choram por causa da destruição de Babilônia. [18:15-19].

Finalmente, o senso comum nos diz que, uma vez que algo é destruído, está acabado. Para que as Babilônias dos capítulos 17 e 18 sejam a mesma, o sistema teria de ser destruído duas vezes e isso não faz sentido.

Vamos agora iniciar nosso estudo de Apocalipse 18, verso por verso:

O ANJO CELESTIAL QUE EXECUTA OS JUÍZOS DE DEUS POSSUI GRANDE PODER E AUTORIDADE

"E depois destas coisas, vi descer do céu outro anjo, que tinha grande poder, e a terra foi iluminada com a sua glória." [18:1].

Evidentemente, Deus outorgou um poder especial a esse anjo — daí as palavras "que tinha grande poder".

ESSA NAÇÃO BABILÔNIA TORNOU-SE MORADA DE DEMÔNIOS

"E clamou fortemente com grande voz, dizendo: "Caiu, caiu a grande Babilônia, e se tornou morada de demônios, e covil de todo espírito imundo, e esconderijo de toda ave imunda e odiável." [18:2].

Essa Babilônia tornou-se habitação de Satanás e de seus demônios. Lembra das nossas discussões anteriores sobre pecados vis e repugnantes, que são estimulados por atividade demoníaca? Esses pecados tornaram-se tão generalizados que Deus finalmente passou para o julgamento físico. [Leia o artigo N1253, Possessão Demoníaca em Escala Nacional].

ESSE PAÍS DESCRITO É O PAÍS CENTRAL NO MUNDO.

"Porque todas as nações beberam do vinho do furor da sua prostituição, e os reis da terra se prostituíram com ela; e os mercadores da terra se enriqueceram com a abundância de suas delícias." [18:3].

Essa é outra afirmação poderosa. Essa cidade/país é a nação central no mundo no seu tempo. Considere os fatos logicamente deduzidos a partir desse verso:

  1. Os empresários de outros países enriqueceram-se excessivamente com o comércio com Babilônia.

  2. Babilônia deve ser a nação mais rica da terra.

  3. Babilônia possui dinheiro em abundância e está tão disposta a gastá-lo que esse processo enriquece os líderes e os empresários de todo o mundo.

  4. Babilônia é um país consumista sem igual, está repetidamente comprando, usando, descartando e comprando novamente. Muitos cidadãos babilônios compram artigos supérfluos: automóveis de luxo, aparelhos de TV, vídeos-cassete, casacos de pele, roupas de grife, brinquedos e iates.

  5. Considere a liderança. Babilônia é claramente a líder mundial em duas áreas simbolicamente mencionadas. (1) Vinho — valores, idéias, cultura. (2) "Luxúrias" são comerciais. O mundo atingiu este ponto — com os EUA.

O editor de Nova Era do jornal USA Today descreve essa tendência:

"Comunicações globais, tendências universais, e aspirações comuns estão nos tornando mais parecidos do que diferentes. Estamos gradualmente nos tornando um mundo unificado.

Mais e mais as pessoas estão:

"A cultura norte-americana tornou-se uma cultura GLOBAL..." ["The World's Billionaires", Forbes, 5 de outubro de 1987, pág. 82].

Considere atentamente a definição bíblica de "idolatria", em 1 João 5:21: "Filhinhos, guardai-vos dos ídolos -- os falsos deuses", literalmente significa, de qualquer coisa que ocupe o lugar que Deus deveria ocupar no seu coração, de qualquer tipo de substituto para ele, que deveria receber o primeiro lugar em sua vida.

O que os EUA exportam para todos os países da Terra? Exportam sua cultura popular, com os valores da supremacia do indivíduo e da satisfação pessoal, completa e instantânea; exportam a todo o mundo seu deus, que é a satisfação do próprio eu; exportam a idolatria do materialismo para o resto do mundo, corrompendo a mente e a alma de seus povos mais do que se possa acreditar!

DEUS CHAMA SEU POVO PARA FORA DE BABILÔNIA ANTES DE EXECUTAR O JUÍZO

"Ouvi outra voz do céu, dizendo: Sai dela, povo meu, para não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas." [18:4].

Essa mensagem é claramente uma exortação ao povo de Deus para deixar de participar da impiedade dessa sociedade, e escapar da ira de Deus que está prestes a ser derramada. Os crentes precisam sair de seus empregos, reduzir o padrão do estilo de vida, ou mudar seus objetivos de vida. Muitos cristãos hoje estão fazendo vista grossa para o pecado em suas vidas. Eles podem estar pecando simplesmente pela natureza de seus trabalhos. Eles podem estar trabalhando em uma loja de bebidas, ou em uma loja de artigos "para adultos somente". Se a natureza do seu trabalho requer que você participe no pecado, então precisa sair imediatamente desse emprego, ou enfrentará a certeza do julgamento eterno de Deus.

Também implícito nessa passagem é que as condições de vida parecerão normais, até que o juízo de Deus seja executado em um único dia. (Lucas 17:28-30).

Aqui está um princípio dos julgamentos de Deus: Ele faz repetidos convites ao arrependimento antes da destruição. No entanto, ele já definiu um DIA específico para a destruição. Esse dia amanhecerá como qualquer outro — o sol vai nascer; o céu terá seu aspecto normal; as pessoas irão à escola ou ao trabalho; os congestionamentos de trânsito ocorrerão da forma normal; os escritórios e as fábricas estarão operando; os trens, aviões e ônibus estarão circulando; o centro financeiro em Wall Street estará agitado.

Esse dia em que os juízos de Deus serão derramados parecerá um dia absolutamente normal. Não haverá nenhum sinal visível e especial.

Entretanto, a destruição será total.

OS PECADOS DE BABILÔNIA SE ACUMULARAM ATÉ AOS CÉUS, E DEUS SE LEMBROU DOS ATOS INÍQUOS QUE ELA PRATICOU

"Porque já os seus pecados se acumularam até ao céu, e Deus se lembrou das iniqüidades dela" — chegou a hora do juízo.

[18:5].

Essa é uma afirmação de tremendas proporções. Qual é a distância da terra até o céu? Quando esses pecados são empilhados, literalmente vão da terra ao céu, de acordo com o modo de Deus contar.

DEUS DOBRA A PUNIÇÃO QUE ESSA NAÇÃO RECEBERÁ

"Tornai-lhe a dar como ela vos tem dado, e retribui-lhe em dobro conforme as suas obras; no cálice em que vos deu a beber, dai-lhe a ela em dobro." [18:6].

A destruição dos EUA será por explosões nucleares e terremotos. Einstein provou claramente que uma pequena explosão nuclear no lugar certo em uma falha geológica produziria terremotos de tal magnitude que poderiam abalar um continente inteiro. A América do Norte tem muitas dessas falhas geológicas. Assim, os EUA terão uma destruição dupla, como Deus disse. Nossa destruição será por explosões nucleares simultâneas e por gigantescos terremotos. Ou, dizendo de outro modo, os terremotos poderão ser produzidos pelas explosões nucleares.

Além disso, compreendo o raciocínio de Deus em dobrar a punição dos EUA. Nosso país lidera a criação e disseminação das mentiras espirituais e do amor ao mundo, para nossos filhos e para as crianças de todo o mundo. Essas crianças depois atingem a idade adulta e passam esses valores anticristãos para a próxima geração.

Quantas almas eternas de crianças já foram perdidas por meio de:

  1. Ensino humanista nas escolas públicas, nas quais não existe lugar para Deus.
  2. Alcoolismo.
  3. Drogas.
  4. Televisão
  5. Filmes no cinema e em vídeo.
  6. Jogos que utilizam instrumentos de mediunidade, como o Tabuleiro de Ouija; o jogo Dungeon and Dragons [Caverna do Dragão].
  7. Música Rock, com todos seus temas terríveis.
  8. Música popular, com seus temas que glorificam a bebida e as canções que estimulam as paixões sensuais.

A liderança dos EUA nesses pecados acabaram levando milhões, talvez bilhões de almas preciosas para o inferno. Não é por menos que Deus manda "dobrar" a punição.

BABILÔNIA ORGULHA-SE DE SUAS RIQUEZAS, ACREDITANDO QUE CONTINUARÁ PARA SEMPRE NA PROSPERIDADE

"Quanto ela se glorificou, e em delícias esteve, foi-lhe outro tanto de tormento e pranto; porque diz em seu coração: Estou assentada como rainha, e não sou viúva, e não verei o pranto." [18:7].

Muitos de meus amigos acreditam que essa boa vida nunca terminará. Certamente, os muito ricos acreditam nisso de todo o coração. Os americanos ainda lideram o mundo na riqueza de seus empresários.

Número de bilionários por país:

["Getting Rich In America", Money Magazine, julho de 1986, págs. 49-53].

Os empresários norte-americanos ainda detêm a maior parte da riqueza do mundo. Qual é a atitude dos americanos em relação a essa riqueza? Acreditam que não precisam de mais nada e que os bons tempos nunca acabarão.

Essa passagem bíblica também implica que, no tempo do julgamento de Deus, este país estará no auge de seu poderio e influência monetária. Os EUA estão no ápice agora, ou estamos em sério declínio?

"...O americano médio nunca viu as coisas tão boas. Por quase qualquer medida de saúde e riqueza... estamos comprovadamente melhores agora do que nos anos 50 e 60."

  • A renda aumenta ano após ano...

  • Existem mais oportunidades de emprego.

  • Pode-se escolher mais produtos para comprar...

  • O americano médio tem o DOBRO do poder de compra que tinha em 1962, apesar da inflação e dos maiores impostos.

  • Os benefícios trabalhistas são duas vezes maiores do que eram 35 anos atrás...

  • Contando os subsídios governamentais, 1 em 10 americanos hoje é pobre, versus 1 em cada 5 em 1960.

  • A expectativa de vida do povo americano aumentou em 5 anos.

  • A mortalidade infantil... caiu 50% durante os anos 70 e 80.

  • Um número menor de adultos morre de doença cardíaca ou em acidentes.

  • Os custos de tratamento médico tiveram uma grande elevação, mas muito mais pessoas conseguem obtê-lo com o Medicare, Medicaid... bem como um amplo guarda-chuva de planos de saúde particulares... 85% da população tem alguma forma de cobertura, em comparação com 70% em 1962. Os americanos pobres conseguiram os melhores ganhos.

  • Uma família americana mediana precisa de 23 semanas da sua renda para comprar um carro médio hoje, versus 26 semanas em 1960...

  • A moradia própria é hoje mais cara que em 1960, porém mais pessoas conseguem financiá-la...

  • O apartamento médio atual é mais novo, mais espaçoso, e mais confortável que em 1960.

  • Os idosos trabalham menos e vivem mais, e ao mesmo tempo, estão mais saudáveis e mais independentes que nunca no passado... os idosos formaram um patrimônio nos fundos de pensão que nenhuma outra geração na história teve na sua velhice. ["The Wealth Of Nations", Fortune, 14/9/1987, pág. 35].

Os EUA estão agora no auge do poderio econômico, embora enfrentemos situações localizadas de recessão e perda de empregos.

OS JUÍZOS DE DEUS CAEM EM UM ÚNICO DIA, DESTRUINDO BABILÔNIA COMPLETAMENTE

"Portanto, num dia virão as suas pragas, a morte, e o pranto, e a fome; e será queimada no fogo, porque é forte o Senhor Deus que a julga." [18:8].

Neste ponto, considere cuidadosamente a afirmação de Deus em Jeremias 50:25, "O SENHOR abriu o seu arsenal e tirou dele [as nações que, sem saber são] as armas da sua indignação..." Impressionante!! Deus usa homens e nações para cumprir sua vontade na maioria das vezes em que derrama sua ira.

Nenhuma nação na história foi totalmente destruída em um único dia. A destruição de Hiroshima e Nagasaki, que foram arrasadas por artefatos nucleares primitivos, foi na verdade uma destruição que ocorreu dentro de UMA SÓ HORA. Ao olharmos para o verso 10, Deus nos diz que a destruição de Babilônia ocorrerá em uma só hora. A natureza da destruição nuclear é completa, de profunda devastação, dentro de segundos e minutos. Essa destruição ocorre com explosões, radiação e fogo de temperatura mais alta que a superfície solar.

Essa é a primeira e única vez na história do mundo que uma nação INTEIRA será destruída em uma só hora — com armas nucleares maciças.

OS LÍDERES DA TERRA LAMENTAM A DESTRUIÇÃO DE BABILÔNIA

"E os reis da terra, que se prostituíram com ela, e viveram em delícias, a chorarão, e sobre ela prantearão, quando virem a fumaça do seu incêndio." [18:9].

Essa nação forneceu grande liderança e era a locomotiva econômica do mundo. Os líderes mundiais choram porque essa perda ameaça sua própria riqueza. Os EUA compram de todos os outros países do mundo em uma escala tão importante?

"...O Terceiro Mundo depende dos EUA para vender 65% de suas exportações de produtos industrializados, em comparação com apenas 45% em 1979". [Ibidem].

Os EUA importam mais que o Japão e a Alemanha juntos. Lembre-se das palavras de Jesus "...ninguém mais compra a sua mercadoria..."! A tabela a seguir mostra os valores de exportações e importações em bilhões de dólares.

EUA 322 460
Japão 265 187
Alemanha 323 236

Lembre-se, a chave para essa profecia está nas importações que fazemos dos outros países. Essa Babilônia econômica sem dúvida tem um grande déficit comercial, pois importa muita mercadoria do resto do mundo. É claro, nos últimos vinte anos, nossos jornais têm estado repletos de notícias sobre os "déficits comerciais", lembrando-nos que é melhor começarmos a produzir mais do que importamos, ou certamente sofreremos um colapso econômico.

Finalmente, veja as palavras "fumaça do seu incêndio" — as inevitáveis nuvens de fumaça formadas por uma explosão nuclear e o imenso fogo que arde mais que a superfície solar.

OS MERCADORES DA TERRA PRANTEIAM O DESTINO DE BABILÔNIA. DESCRIÇÃO DA COMPLEXIDADE DA ECONOMIA DE BABILÔNIA

"Estando de longe pelo temor do seu tormento, dizendo: Ai! ai! daquela grande Babilônia, aquela forte cidade! pois numa hora veio o seu juízo. E, sobre ela, choram e pranteiam os mercadores da terra, porque já ninguém mais compra as suas mercadorias." [18:10-17a].

Deus então descreve a extensão da economia da nação, e é imensa. Não temos tempo para ler o texto em detalhe, mas o encorajamos a fazer isso, nos versos 12 a 14.

O pronunciamento do julgamento de Deus é severo:

"E o fruto do desejo da tua alma foi-se de ti; e todas as coisas gostosas e excelentes se foram de ti e não mais as acharás."

Agora considere alguns pontos pertinentes dessa passagem:

1. Nos versos 10 e 15, Deus diz que os reis e mercadores "estando de longe" em sua imensa lamentação sobre o desaparecimento dessa grande nação. Olhe o mapa do mundo. O continente norte-americano é CERCADO de todos os lados pelos oceanos. A grande maioria do nosso comércio é feita com duas partes importantes do mundo — com a Ásia para o oeste, pelo Oceano Pacífico; e com a Europa, para o leste, pelo Atlântico.

2. Verso 11: Essa grande nação era singular. Somente ela comprava tal quantidade grande de mercadorias das outras nações do mundo. Nas estatísticas mostradas acima, você pode ver que as demais nações industrializadas exportam muito mais do que importam. Nenhuma nação poderá substituir essa Babilônia econômica.

Somente os EUA SÃO EXTREMAMENTE DEPENDENTES das compras dos consumidores para a saúde de sua economia. Dois terços da nossa atividade econômica total são gerados por gastos do consumidor.

Outras estatísticas que mostram claramente que os EUA são singulares na economia mundial:

Compare a riqueza das nações em termos da paridade do poder de compra (PPC). Atribua aos EUA um índice de referência de 100... A seguir estão os índices relativos de outros países. [Ibidem].

Índia — 17 China — 19 Coréia do Sul — 31
Taiwan — 36 Cingapura — 46 Rússia — 47
Itália — 54 Hong Kong — 58 Grã-Bretanha — 66
Alemanha — 84 Japão — 77 França — 79

3. A perda dos EUA será devastadora para a economia mundial. O mundo perderá a agricultura mais produtiva e de exportação. Haverá fome no mundo em conseqüência da destruição dos EUA.

Voltando a Apocalipse 6:4: o segundo cavaleiro está montado em um cavalo vermelho; esse cavaleiro recebe uma grande espada, e traz grandes guerras sobre a terra, para que os homens se matem uns aos outros. Se compreendermos que essa grande matança foi a total destruição do Canadá e dos EUA no capítulo 18, então facilmente podemos ver como Apocalipse 6:5-6 e 6:8 podem ser cumpridos literal e rapidamente. Apocalipse 6:5-6 descreve fome e vida no limite da subsistência para a população do mundo. Esse cenário certamente ocorrerá bem depressa, depois que o continente agrícola mais produtivo, e a locomotiva econômica mais importante, forem destruídos. Instantaneamente após a aniquilação nuclear da América do Norte, os mercados de ações da Europa, Ásia e América do Sul entrarão em colapso, levando a economia global à mais profunda de todas as depressões.

O cumprimento literal de Apocalipse 6:8 seguirá rapidamente: fomes, pragas, doenças.

A economia dessa grande nação é descrita em 18:12-13,16 como uma economia vasta e multifacetada. A ênfase principal está no volume de mercadorias que essa economia IMPORTA.

OS CAPITÃES DOS NAVIOS, E SUAS TRIPULAÇÕES PRANTEIAM O DESTINO DE BABILÔNIA

"E todo piloto, e todo aquele que navega em naus, e todo o marinheiro, e todos os que negociam no mar se puseram de longe; e, vendo a fumaça do seu incêndio, clamaram, dizendo: Que cidade é semelhante a esta grande cidade? E lançaram pó sobre as suas cabeças, e clamaram, chorando, e lamentando, e dizendo: Ai, ai daquela grande cidade! na qual todos os que tinham naus no mar se enriqueceram em razão da sua opulência; porque numa hora foi assolada." [18:17-19].

Babilônia era singular, pois importava/exportava a maior parte dos produtos do seu comércio por via marítima. Como já dissemos, somente os EUA têm uma situação geográfica que lhes permitem enviar seus produtos tanto para o oriente quanto para o ocidente por via marítima.

Em 18:9, 15, 19 os líderes, mercadores, e comandantes dos navios vêem a fumaceira do incêndio dessa nação. Nem mesmo os imensos pilares de fumaça nuclear branca, erguendo-se sobre os EUA, poderiam ser vistos a olho nu a 3 ou 6 mil quilômetros de distância. Essa visualização da fumaça de distâncias tão grandes somente pode ocorrer hoje com as transmissões de TV de satélites em órbita.

BABILÔNIA SERÁ DESTRUÍDA COM GRANDE VIOLÊNCIA, COMO SE UMA GRANDE PEDRA DE MOINHO FOSSE LANÇADA NO MAR

"E um forte anjo levantou uma pedra como grande mó, e lançou-a no mar, dizendo: Com igual ímpeto será lançada Babilônia, a aquela grande cidade, e não será jamais achada." [18:21].

A destruição desta nação será evidentemente com violência sem paralelos, produzindo uma destruição sem similar na história mundial.

TUDO O QUE CARACTERIZA UMA CIVILIZAÇÃO É DESTRUÍDO

"E em ti não se ouvirá mais a voz de harpistas, e de músicos, e de flautistas, e de trombeteiros, e nenhum artífice de arte alguma se achará mais em ti; e ruído de mó em ti não se ouvirá mais. E luz de candeia não mais luzirá em ti, e voz de esposo e de esposa não mais em ti se ouvirá..." [18:22-23].

OS HOMENS DE NEGÓCIO DE BABILÔNIA SERÃO DESTRUÍDOS POR CAUSA DO MODO COMO SEDUZIRAM OS OUTROS

"...porque os teus mercadores eram os grandes da terra, porque todas as nações foram enganadas pelas tuas feitiçarias." [18:23].

Os Estados Unidos da América lideram o mundo na entrada para a satânica Nova Ordem Mundial, tanto em termos de política nacional e de liderança econômica, mas principalmente na liderança dos valores. Em todo o mundo, as pessoas procuram copiar o estilo de vida americano, pois ficam admirados com nossa riqueza, sucesso e poder. Essa posição leva as pessoas a imitar, fazendo com que elas mesmas sejam enganadas.

É o que está acontecendo hoje.

DEUS LANÇA SOBRE ESSA BABILÔNIA ECONÔMICA TODOS OS PECADOS QUE OCORRERAM ANTERIORMENTE

"E nela se achou o sangue dos profetas, e dos santos, e de todos os que foram mortos na terra." [18:24].

Embora a maioria das pessoas engasgue com essa passagem, pensando que um Deus justo não visitaria a punição de todo o martírio dos profetas e santos e todos os homicídios da história passada, elas simplesmente não conhecem suas Bíblias. Considere estes versos nos quais Deus fez esse tipo de coisa anteriormente.

* "Como Babilônia fez cair mortos os de Israel, assim em Babilônia cairão os mortos de toda a terra." [Jeremias 51:49].

* "... Para que desta geração seja requerido o sangue de todos os profetas que, desde a fundação do mundo, foi derramado; desde o sangue de Abel, até ao sangue de Zacarias, que foi morto entre o altar e o templo; assim, vos digo, será requerido desta geração." [Lucas 11:50-51; Jesus Cristo falando aos fariseus e doutores da Lei].

Eis o princípio bíblico sobre o qual esse tipo de julgamento se apóia: Deus é muito bondoso e misericordioso, esperando por muito tempo antes do julgamento para que a pessoa, ou nação, ou organização, tenha tempo de se arrepender. No entanto, chega um momento em que o pecado da pessoa, organização ou nação, atinge um grau tão elevado que o julgamento de Deus torna-se inevitável. Finalmente, se esse nível de pecado chega à altura mencionada no capítulo — 'acumulando-se até o céu' — Deus soma todos os julgamentos que já lançou sobre alguma pessoa, organização ou nação no passado pelo martírio dos seus santos e os acrescenta aos julgamentos que aquela determinada pessoa, organização ou nação está demasiadamente merecendo.

No caso da Babilônia econômica — os EUA -, responsabilizá-la pelo martírio de todos os santos desde o início dos tempos também está merecendo uma solução. Conforme provamos no Seminário 2, "America Determines the Flow of History" [Os EUA Determinam o Fluxo da História], os pais fundadores ouviram seus "espíritos-guia" e fundaram este país como a "Nova Atlântida" que conduziria o resto do mundo rumo à Nova Ordem Mundial — o reino do Anticristo.

Assim sendo, quando o profetizado martírio dos santos de Deus no período da Tribulação ocorrer, todos os líderes passados dos EUA terão que assumir o julgamento coletivo por esse martírio. Dessa forma, Deus apenas acrescenta peso ao julgamento da atual liderança americana ao lançar sobre ela todo o julgamento por todos os santos desde o início dos tempos.

Cronograma Provável

Uma vez que os Illuminati silenciosamente estabeleceram as dez supernações do mundo de 31 de dezembro de 1992 até o fim de 1996 — com o NAFTA sendo a nação #1 [leia o artigo CE1042] — sabemos que o mundo está agora entre os passos 1 e 2 da visão de Daniel. Em outras palavras, estamos entre a criação das dez supernações e o aparecimento do Anticristo! Deus não especifica quantos anos de intervalo existirão entre os passos 1 e 2.

Entretanto, nossa ênfase neste artigo está na Etapa 3. Depois que o Anticristo surgir, três das dez supernações originais serão totalmente destruídas, "arrancadas pela raiz" e totalmente exterminadas. A Babilônia econômica será provavelmente uma dessas três nações, e a supernação russa [a nação #5 no plano de reorganização da Nova Ordem Mundial] receberá seu julgamento das mãos de Deus ao atacar Israel com seu consórcio de exércitos, em cumprimento a Ezequiel 38-39.

Deus não identifica a terceira supernação que será destruída.

Acreditamos ser altamente provável que o NAFTA será destruído entre o momento em que o Anticristo surgir e o momento em que assinar o pacto com Israel em cumprimento a Daniel 9:27. Lembre-se, a assinatura do pacto é o estopim para o período de sete anos da Tribulação começar; a maioria dos cristãos acredita que o mero aparecimento do Anticristo disparará o início do período da Tribulação, mas essa visão não é bíblica.

O ponto é o seguinte: quando a Babilônia econômica for aniquilada pelas mãos de Deus no terrível julgamento do fogo que destrói em uma única hora de um único dia, ela estará em seu ápice econômico. Ela ainda será a nação que faz tantas importações que torna os empresários dos países estrangeiros podres de rico. Ela ainda estará importando seus "carros" através dos oceanos. As condições serão tão normais que os mercadores estrangeiros e os capitães do mar lamentarão sua destruição e tentarão, ao menos, imaginar alguma outra nação que possa substituí-la!

Assim sendo, lembre-se desse fato profético: a Babilônia econômica permanecerá financeiramente próspera até o momento em que for destruída imediatamente após o Anticristo surgir, de modo que a atual visão sinistra não se mantém.

Nesse ponto, as pessoas argumentam que uma destruição tão precoce não seria possível, pois o capítulo 18 está no fim do livro do Apocalipse; dessa forma, elas pensam que a destruição dos EUA deverá ocorrer no fim dos sete anos da Tribulação. Entretanto, Jesus escreveu o Apocalipse no antigo formato profético judaico chamado de "estrutura paralela"; isso significa que os eventos de um capítulo não seguem necessariamente os eventos do capítulo anterior, mas podem ocorrer paralelamente aos eventos de um capítulo muito anterior. Deus criou esse sistema para que o homem não possa saber o cronograma exato de todos os eventos, mas coloque sua fé nele à medida que os eventos profetizados forem se revelando.

No entanto, sabemos conclusivamente que todos os julgamentos do livro do Apocalipse terminam no capítulo 16, pois Jesus nos diz. Veja:

"E o sétimo anjo derramou a sua taça no ar, e saiu grande voz do templo do céu, do trono, dizendo: Está feito." [Apocalipse 16:17].

Se todos os julgamentos são concluídos no capítulo 16, e o tempo recomeça no "E, depois" do capítulo 19, então os capítulos 17 e 18 são capítulos parentéticos cujos eventos podem ocorrer em qualquer ponto do cronograma profético referente ao Anticristo. Os eventos dos capítulos 17 e 18 podem ocorrer a qualquer momento entre o ponto de seu surgimento e a conclusão do julgamento da sétima taça!

Acredito ser altamente provável que os EUA, a Babilônia econômica de Apocalipse 18, seja uma das três nações originais de Daniel 7:7-8 que será totalmente destruída após o Anticristo surgir. Alguns estudiosos contemporâneos da Bíblia postularam que a Rússia não poderia invadir Israel com a impunidade implicada em Ezequiel 38-39 a menos que destruísse primeiro os EUA, uma visão com a qual concordamos.

Assim, os EUA provavelmente serão destruídos depois da Terceira Guerra Mundial planejada para produzir o Anticristo, mas antes de ele "firmar" seu pacto com Israel.

Doc Marquis, um ex-satanista, garantiu-me com bastante firmeza que os Illuminati concluíram que os americanos precisariam ser prósperos até o momento dos eventos delineados para produzir o Anticristo. Amamos tanto nosso materialismo que jamais poderíamos aceitar os passos incrementais necessários para produzir o Anticristo a menos que continuemos sendo prósperos até o momento exato em que ele surgir no cenário mundial.

Doc ainda afirmou que os Illuminati utilizariam a feitiçaria mais poderosa, caso necessário, para manter os EUA prósperos até o momento em que os eventos finais para produzir o Anticristo começarem. Portanto, podemos apenas concluir que uma poderosa feitiçaria iluminista está sendo utilizada para manter nossa economia abastada até a hora em que o Anticristo possa surgir. Certamente, isso explica o inexplicável, pois as economias ocidentais demonstram todos os sinais de um colapso desde meados de 1996!

Os americanos não devem se preocupar com o colapso econômico; devemos temer ao Deus Todo-Poderoso, conforme ele estende sua mão de julgamento contra esta nação pecadora, cujos pecados "se acumularam até ao céu". Inúmeros americanos — muitos dos quais são cristãos — têm sido enganados quanto à natureza de Deus; temos aprendido que Deus é somente amor, tanto amor que jamais poderia realmente lançar alguém no inferno. Entretanto, a Bíblia pinta um quadro muito diferente; ela nos diz que a natureza de Deus é multifacetada, sendo que cada componente é tão perfeito e completo quanto o outro. O julgamento de Deus é tão perfeito e completo quanto seu amor [Leia o artigo CE1005, "As Perfeições de Deus"].

Quando Deus age em julgamento, sempre o faz como um cirurgião amável, extraindo o tumor cancerígeno para que o paciente doente possa viver. Veja, Deus vê o pecado como um câncer que irá, no final, matar sua criação. Portanto, ele agirá em julgamento profético para salvar a vida do mundo que criou. Um dos maiores objetivos do Período da Tribulação é matar todos os pecadores para purificar o mundo para o Reino Milenar de Jesus Cristo. Veja:

"Eis que vem o dia do SENHOR, horrendo, com furor e ira ardente, para pôr a terra em assolação, e dela destruir os pecadores." [Isaías 13:9].

Deus então revela exatamente quanta morte e destruição executará durante esse período conhecido como o "dia do Senhor".

"E visitarei sobre o mundo a maldade, e sobre os ímpios a sua iniqüidade... Farei que o homem seja mais precioso do que o ouro puro, e mais raro do que o ouro fino de Ofir." [Isaías 13:11-12].

Mas, primeiro, o Anticristo precisará surgir para elevar a iniqüidade do pecado ao nível mais alto já registrado. Quando você olha para a nossa sociedade atual, consegue ver nossos pecados se acumulando como lenha até as portas do céu, condenando-nos ao Julgamento?

O tempo está passando, aproximando cada vez mais o momento do aparecimento do Anticristo.



Se você recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, mas vive uma vida espiritual morna, precisa pedir perdão e renovar seus compromissos. Ele o perdoará imediatamente e encherá seu coração com a alegria do Espírito Santo de Deus. Em seguida, você precisa iniciar uma vida diária de comunhão, com oração e estudo da Bíblia.

Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia-a-dia.

Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.

Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", dê um clique aqui http://www.cuttingedge.org

Que Deus o abençoe.

Tradução: Eduardo Perez Neto
Data da publicação: 13/8/2002
Patrocinado por: E. S. — Itá / SC
Revisão: V. D. M. — Campo Grande / MS e http://www.TextoExato.com
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/n1669.asp