Escolha uma cor para o fundo:  

A Síndrome Respiratória Aguda Severa (SARS) — Propaganda Orquestrada ou Ameaça Real?

Recursos úteis para sua maior compreensão

Título do Livro 1


Título do Livro 2


Título do Livro 3

"Que tal contrair uma cepa do vírus da gripe que propaga um tipo de câncer fulminante pelo espirro?" Dr. Leonard Horowitz.

"Podemos decidir usar nosso crescente conhecimento para escravizar as pessoas... controlando-as por meios tão cuidadosamente selecionados que elas talvez nunca tomem conhecimento da perda da sua individualidade." (Carl Rogers, psicólogo humanista).

A Nova Ordem Mundial está chegando! Você está preparado?

Compreendendo o que realmente é essa Nova Ordem Mundial, e como está sendo implementada gradualmente, você poderá ver o progresso dela nas notícias do dia-a-dia!!

Aprenda a proteger a si mesmo e aos seus amados!

Após ler nossos artigos, você nunca mais verá as notícias da mesma forma.

Agora você está na
"THE CUTTING EDGE"


Resumo da Notícia: "Bush Dá a Aprovação à Quarentena Para os Casos de SARS", Laura Meckler, The Washington Post, The Associated Press, 4/4/2003.

"Washington — O presidente Bush deu nesta sexta-feira autoridade aos funcionários federais da área da Saúde para colocarem em quarentena os cidadãos americanos que contraírem a misteriosa doença contagiosa. Os funcionários disseram que não existem planos imediatos para usar os poderes emergenciais. Em uma ordem executiva assinada na sexta-feira, Bush acrescentou a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS) na lista de doenças para as quais as autoridades têm o poder de forçar a internação dos cidadãos."

"Se propagada na população, a SARS teria graves conseqüências na saúde pública."

Quando li esse artigo que detalha a rápida resposta emergencial do presidente a essa novíssima cepa de coronavírus, fiquei impressionado. Além disso, quando li a declaração oficial que a SARS poderia ter "graves conseqüências na saúde pública", fiquei estupefato. Com somente alguns poucos cidadãos americanos que até aqui contraíram a doença e com uma taxa de óbito de somente 4%, esse tipo de rotulação radical à essa nova doença parecia fora do procedimento normal. Imediatamente suspeitei que a SARS poderia ser mais um plano de propaganda do que uma ameaça real aos EUA, um país que tem uma população de 280 milhões de pessoas, ou para o mundo, com sua população de 6 bilhões de indivíduos.

Essa suspeita ficou ainda mais fortalecida dois dias depois quando li esta história do Guardian, de Londres.

Resumo da Notícia: "Laboratório britânico na eminência de fazer um grande avanço na questão do vírus", Jo Revill, Editora de Saúde, 6/4/2003, Guardian Unlimited.

"Os cientistas que estão estudando o vírus letal que atacou milhares de pessoas em todo o mundo acreditam que estão prestes a fazer um grande avanço em criar um teste para a doença."

A primeira sentença chamou muito minha atenção! Como poderiam os funcionários da saúde e o presidente americano saberem que um novo vírus teria tal efeito devastador sobre a população, quando os cientistas não tinham nem mesmo criado um teste que conclusivamente identificasse as pessoas que têm a doença? Além disso, como poderíamos falar em colocar pessoas em quarentena contra sua vontade quando não podemos identificar quem na população em geral realmente tem a doença?

Além disso, se conhecemos tão pouco sobre essa doença que nem ainda existe um teste para ela, como poderíamos decretar essa verificação minuciosa a respeito dela? Liguei para um assinante que é médico e ele concordou totalmente comigo. Ele disse que em sua opinião todo o episódio é risível e totalmente contrário ao procedimento científico.

Imediatamente, pensei nos planos dos Illuminati para a varíola. Eles planejaram colocar populações inteiras em quarentena com base em uma ameaça geral declarada e forçar as pessoas a aceitarem a vacinação, mesmo contra a vontade delas. Com vistas a isto, após os ataques de 11/9/2001, o governo americano exortou todos os cinqüenta estados a aprovarem uma legislação para forçar as pessoas a permanecerem nos estádios e outros locais de grande ajuntamento, para aplicar a vacina contra a varíola. (Leia o artigo News1577, não traduzido, disponível no site da Cutting Edge).

Entretanto, essa legislação ficou paralisada, quando quase a maioria dos estados se recusou a aprovar essa legislação draconiana. Nos dezesseis meses desde os ataques de 11/9/2001, numerosos artigos apareceram advertindo a população americana sobre os perigos de tomar essa vacina. Como se sabe, a varíola existe no mundo há muitos anos e já foi tão combatida que está praticamente erradicada. Portanto, os médicos conhecem o suficiente sobre a varíola para advertir o público dos riscos de tomar a vacina, versus os riscos de não tomar a vacina. Em outras palavras, os médicos de todo o mundo sabem muito sobre a varíola para realmente poderem levar o público ao pânico. Assim, embora o governo federal tenha agora distribuído 100 milhões de doses da vacina da varíola, existem sérias dúvidas sobre se o governo realmente poderia forçar a população americana a um pânico por causa da varíola.

Seria o vírus da SARS um substituto para a planejada campanha do bioterrorismo? Ele é certamente novo o suficiente que a maioria das pessoas seria forçada a acreditar naquilo que o governo diz. Vejamos a opinião de um par de profissionais para descobrirmos alguns fatos pertinentes a respeito da SARS. Examinaremos os escritos da Dra. Patricia Doyle, que já citamos em outros artigos anteriores, e o Dr. Leonard Horowitz.

O Dr. Horowitz é controverso entre os cristãos nascidos de novo, pois sabidamente mantém algumas visões cristãs falsificadas e radicais de Nova Era, juntamente com alguns conceitos judaicos místicos misturados no meio. Eu o conheci durante uma conferência profética em Calgary, no Canadá, no fim de 1999. Nós dois éramos preletores naquele evento. Não somente assisti às suas exposições, mas também adquiri seus livros. Cheguei rapidamente à conclusão que quando ele fala sobre fatos médicos, conhece bem seu material e tem muita credibilidade; entretanto, quando fala sobre questões espirituais, não merece crédito.

Limitaremos nossas citações dele estritamente às questões médicas.

Primeiro, porém, vamos examinar a Dra. Patricia Doyle. Fique ciente que ela não escreve sentenças completas e não fizemos nenhum esforço para corrigir seus erros gramaticais. Reimprimimos exatamente da forma como ela escreveu.

A SARS Foi Criada Pelo Homem?

Resumo da Notícia: "Poderia a SARS Ser uma Criação Humana? Existem Partes de Vírus Humano, Bovino, e dos Ratos", 8/4/2003.

"Poderia a SARS Ser uma Criação Humana? Contém parte de vírus humano, bovino e do rato... Os coronavírus naturalmente não saltam a barreira das espécies. É muito raro. Além disso, temos material genético ainda não identificado. Não bate com qualquer outro vírus humano ou dos animais. Tem características nunca vistas antes em qualquer vírus animal ou humano... fiquei imaginando se 'alguém' na Província de Guangdong [Cantão] tinha tirado amostras da doença misteriosa em Madagáscar que ficamos sabendo ser uma cepa A do vírus da gripe, depois disseram que era uma cepa B... A doença em Madagáscar e também aquela que rebentou no Congo na mesma época também causava uma pneumonia atípica. Alguém poderia ter tirado amostras e feito a manipulação delas com os coronavírus e até com algum material genético sintético e/ou material genético de micoplasma e ai está. O vírus foi liberado e atacou (provavelmente de meados para o final de outubro de 2002). A gripe de Madagáscar foi reportada primeiro em agosto. Ela também, estava provavelmente no ambiente em julho. Isso daria a um laboratório tempo suficiente para manipular o vírus e, devido à sua alteração, ele escapou. Provavelmente infectou o pessoal que trabalhava no laboratório... Isso ainda é uma conjetura..."

Assim, a Dra. Doyle mistura fatos médicos com "especulação informada". Entretanto, ela provavelmente está muito perto da verdade quando diz que esse vírus da SARS — que é um coronavírus — foi especificamente criado em um laboratório mesclando-se pelo menos dois tipos diferentes de vírus da gripe, mais "partes de vírus humanos, dos bovinos e dos ratos"! Qualquer vírus é uma notícia má, pois a ciência médica nunca conseguiu derrotar um vírus. Quando chegar o tempo bíblico e profético de soltar "a Grande Doença" sobre a humanidade, ela certamente será causada por um vírus. Vamos revisar essa profecia:

"E haverá em vários lugares grandes terremotos, e fomes e pestilências; haverá também coisas espantosas, e grandes sinais do céu." [Lucas 21:11].

"E olhei, e eis um cavalo amarelo, e o que estava assentado sobre ele tinha por nome Morte; e o inferno o seguia; e foi-lhes dado poder para matar a quarta parte da terra, com espada, e com fome, e com peste, e com as feras da terra." [Apocalipse 6:8].

Embora essa profecia do Apocalipse preveja que esses julgamentos, incluindo as pestes mortais, matarão 25% da população mundial, o total de pessoas mortas nos capítulos 6-16 de Apocalipse corresponde a 66% da população do planeta! Por incrível que pareça, os Illuminati também planejam a mesma redução de 65% na população! [Seminário 1, "America´s Leadership of the New World Order"].

Nunca vi um documento iluminista que lista a quantidade real de mortes em todo o mundo planejadas apenas por doenças, mas será terrível. Entretanto, estamos atualmente no período de tempo que levará ao aparecimento do Anticristo, enquanto essas profecias cobrem o período de tempo após o Anticristo aparecer. Se estamos verdadeiramente próximos do Fim dos Tempos, poderemos ver o contorno das profecias preditas no horizonte? Acredito que sim, mas isso não responde à questão a respeito da SARS, exceto possivelmente para excluí-la das profecias sobre as pestilências, referidas anteriormente.

No entanto, o número de mortes por SARS até 9 de abril de 2003 não a qualifica como uma pandemia global.

Portanto, o que realmente é a SARS e por que os governos estão entrando em pânico com ela agora? Por que o presidente Bush assinou uma Ordem Executiva incluindo a SARS na relação de doenças para as quais o governo federal pode decretar a quarentena forçada, quando a ciência médica nem ainda tem um teste que possa revelar aos médicos quem tem a doença?

Doutor Horowitz

Vamos agora examinar as opiniões do Dr. Horowitz, que acredita que a SARS possa ser "um tipo de ensaio... para a Grande Doença, a pandemia da gripe mortal, que os especialistas dizem que pode aparecer a qualquer momento. [Dr. Leonard Horowitz, boletim, 27-30 de março de 2003].

O Dr. Horowitz começa examinando o pânico oficial e clínico da SARS em Toronto, no Canadá.

"Tendo sido bem treinado na promoção de saúde na mídia e métodos de persuasão em meus estudos de ciência do comportamento na Universidade de Harvard, conclui que algo similar a um experimento social estava em andamento. Com a SARS, as pessoas estavam sendo aterrorizadas além da razão... A definição clássica de fobia estava sendo manifestada em uma escala social, se não global. Certamente a taxa de óbitos provocados pela SARS, aproximadamente 3%, era uma causa insuficiente para tal pânico generalizado. A mídia conseguiu transformar a população canadense em uma massa atemorizada de 'ovelhas' que vestem máscaras e aceitam ser colocadas em quarentena. Os altos funcionários foram forçados a comandar o fechamento dos hospitais, restaurantes, escolas e empresas com somente duas mortes reportadas no início do ataque da mídia. Dentro de alguns dias, mais de mil funcionários da área da saúde se apresentaram como voluntários para a quarentena nos lares, por causa da SARS. Caso contrário, enfrentariam prisão e encarceramento, conforme previsto pela Organização Mundial da Saúde.

Você notou o conceito significativo aqui? "Com a SARS, as pessoas estavam sendo aterrorizadas além do razoável."

Não é exatamente o cenário de "terror" ao qual temos repetidamente sido expostos desde os ataques de 11/9/2001? Dezenas de alertas do FBI foram emitidos nos últimos dezenove meses, nenhum dos quais se concretizou; no entanto, esses alertas foram usados para justificar a aprovação da draconiana Lei Patriot II, e diversas outras leis complementares que dão hoje ao governo o tipo de controle ditatorial que Stalin e Hitler exerceram, exatamente o tipo de controle necessário para estabelecer um governo ditatorial.

Esses falsos alertas de terror também foram usados como a justificativa para a criação de uma gigantesca reorganização do governo federal, em que 22 grandes agências foram combinadas para criar a monstruosa Secretaria de Segurança Interna. A encenação repetida do temor é quase tão eficiente quanto o temor real para coagir as pessoas a mudarem seus comportamentos e atitudes do modo como os Illuminati querem que eles sejam mudados. Veja o que escreveu Vance Packard em 1977:

"Podemos decidir usar nosso crescente conhecimento para escravizar as pessoas... controlando-as por meios tão cuidadosamente selecionados que talvez elas nunca tomem conhecimento da perda da sua individualidade." (Carl Rogers, psicólogo humanista, citado por Vance Packard, The People Shapers).

Voltaremos a esse assunto na parte final deste artigo, mas tenha-o em mente ao ler o resto da história. Ouçamos o Dr. Horowitz novamente:

"Examinando a etiologia (a parte da medicina que trata da causa das doenças), que está mais no terreno da política global, dos lucros das corporações, e no controle da população... as pessoas mais inteligentes concluirão com as informações a seguir que esse novo ataque microbiológico foi premeditado e define um precedente. Em outras palavras, a SARS é um experimento social bem orquestrado. Quem está por trás dessa loucura? O amplamente reconhecido cartel 'global militar-médico-petroquímico-farmacêutico' é o único suspeito que tem os poderes necessários para colocar em efeito esses resultados amedrontadores."

Esse fato deve ser imenso em sua mente! Quem e qual organização poderia ter os recursos financeiros, humanos, e os conhecimentos científicos necessários para criar e distribuir um novo vírus criado pelo homem e recombinante, como o da SARS? Fizemos essa pergunta em novembro/dezembro de 2001, quando onze pesquisadores de destaque no campo da guerra biológica começaram a morrer ou a desaparecer! Lembra-se?

Publicamos um artigo, N1592, que discutiu essa notícia e é agora para esse artigo que voltamos nossa atenção. No início daquele artigo, citamos o insigne autor judeu Barry Chamish:

"Biólogos e cientistas nucleares israelenses estão sendo eliminados um a um e essa guerra encoberta está passando desapercebida".

Israel é um país pequeno, de modo que a perda repentina de tantos de seus principais biólogos e cientistas nucleares é devastadora. No entanto, se não fosse por Barry Chamish, jamais saberíamos dessa súbita perda de cientistas treinados na área específica de especialização em armamentos biológicos e nucleares.

Chamish diz que essa é uma "campanha assassina encoberta" e devemos atentar para essas palavras, pois ele já provou ser um jornalista responsável. Parece até que alguma pessoa em posição de autoridade, com os recursos necessários ao seu dispor, não quer que seu país consiga preparar um contra-ataque eficaz contra os ataques biológicos e químicos! Uma vez que os cientistas especializados, que poderiam oferecer o conhecimento sobre como preparar uma resposta eficaz, são eliminados, o que resta é um sistema reativo nacional extremamente exaurido.

Cientistas americanos, britânicos e australianos de primeira linha também foram mortos, sob circunstâncias variadas, o que levantou suspeitas sobre o que realmente estava acontecendo; entretanto, um fato parecia inescapável — cientistas de renome internacional com a especialização necessária para criar uma doença mortal, ou para encontrar uma cura, uma vez que uma doença tenha aparecido, estavam sendo encontrados mortos. A Dra. Doyle deu novamente sua opinião, que citamos naquele artigo referido:

A Dra. Patricia Doyle acha que cada um desses cientistas compartilhava um conhecimento comum sobre uma nova variedade de guerra biológica que acaba de ser desenvolvida. "Nas últimas semanas pesquisadores renomados, gênios reconhecidos, especializados em doenças infecciosas, bem como no seqüenciamento de DNA foram encontrados mortos ou estão desaparecidos. Acredito que esses cientistas não sabiam de sua participação no desenvolvimento de uma bioarma genética que matará um terço da população do planeta Terra." [Rense.com, 13/12/2001, http://www.rense.com/general18/returb.htm].

Em outras palavras, a Dra. Doyle está dizendo que esses cientistas poderiam não estar cientes do grau em que suas pesquisas estavam prestes a serem utilizadas em um agente patogênico específico para um DNA, de modo a matar um bilhão de pessoas no mundo inteiro. Esses pesquisadores poderiam muito bem ter planos e objetivos totalmente benignos em suas pesquisas. Não somente ficariam inacreditavelmente chocados ao ver como sua pesquisa foi corrompida quando um novo agente patogênico afetasse a população, mas também saberiam exatamente quem teria a capacidade de transformar suas pesquisas em armas mortíferas. Esses pesquisadores poderiam decidir ir a público com seu conhecimento e revelar exatamente quem são as pessoas responsáveis pela perversão. Por essa razão, eles foram assassinados.

Esse súbito desaparecimento de tantos pesquisadores renomados em disciplinas relacionadas ou sobrepostas também pode nos dizer que o tipo de liberação desses agentes patogênicos específicos para certos DNA está para ocorrer em breve. A hora pode estar iminente para a liberação dessas novas armas de guerra biológica.

Com tudo isso em mente, vamos voltar ao Dr. Horowitz e ver o que ele diz a respeito da SARS.

"Realmente, as pessoas estão morrendo de SARS. Entretanto, diagnostico essa doença por parâmetros médicos-sociológicos, como uma grotesca farsa... Proponho que a Síndrome Respiratória Aguda Grave possa ser melhor diagnosticada pelo indicador de dependência na propaganda usada para divulgar sua presença, promover a histeria, e envolver em larga escala os recursos sociais e econômicos. Nos círculos da inteligência militar, isso é chamado de 'operações psicológicas' padrão."

Esse fato é o que primeiro me fez olhar para a realidade da SARS, por que não há razão para o presidente dos EUA agir de forma tão rápida e colocar a SARS na lista de doenças pelas quais uma pessoa pode ser forçada a permanecer em quarentena contra sua vontade, quando a medicina nem mesmo tem um teste que ajude as autoridades a determinar quem realmente está infectado! O presidente Bush colocou o carro na frente dos bois, e isso deve alertar a todos!

De volta ao Dr. Horowitz:

"Sugiro também que o propósito mais provável desse terror está em facilitar o desenvolvimento de agendas econômicas e políticas que incluem eventualmente visar perto de metade da população mundial atual para a eliminação. Muito disso será realizado, não com a SARS, mas de forma eficiente e eficaz pela largamente prevista "Grande Doença"... Os 'especialistas' prevêem a chegada de uma superpraga há décadas. O que é ALTAMENTE SUSPEITO sobre a misteriosa e aterrorizante chegada da SARS é a hora em que está acontecendo. Ela chegou virtualmente em sincronia com a guerra global contra o terrorismo, e a guerra anglo-americana contra o Iraque." [ênfase no original].

Quando a SARS começou a aparecer em matérias importantes na imprensa, o que provocou pânico oficial e um sentimento profundamente pessimista, pensei na estrutura de tempo em que esse terror estava ocorrendo. Jesus Cristo nos deu muitos sinais da sua vinda, quando estará às portas para voltar. Ele disse que quando virmos os seguintes sinais proféticos, saberemos que ele está às portas.

"Guerras, sedições... levantar-se-á nação contra nação, e reino contra reino". [Lucas 21:9-10].

"E haverá em vários lugares grandes terremotos, e fomes e pestilências; haverá também coisas espantosas, e grandes sinais do céu." [Lucas 21:11].

Estamos definitivamente vendo esses sinais nos noticiários, não estamos? Vimos mais guerras nos últimos cem anos do que em todos os séculos anteriores somados! Estamos atualmente no meio de uma guerra contra o Iraque que poderá desencadear a Terceira Guerra Mundial destinada a produzir o Anticristo. Portanto, devemos esperar que doenças contagiosas ergam sua horrenda cabeça. Entretanto, a questão é se a SARS é uma dessas doenças, ou se é uma doença precursora e que condicionará a população para a "Grande Doença".

O Dr. Horowitz acredita que essa "Grande Doença" já foi criada e está aguardando sua vez, para devastar e produzir uma redução em 50% na população humana.

"Em 1969-1970, o sexto maior fornecedor de armas biológicas do Exército americano preparou mutantes do vírus da gripe e para-gripe recombinados com os vírus da leucemia linfócita aguda. Em outras palavras, que tal contrair uma cepa de vírus da gripe que alastra o câncer pelo espirro? Você pode até mesmo racionalizar o desenvolvimento de tal leucemia virótica-linfócita que mata a maior parte dos doentes em apenas algumas poucas semanas após a transmissão pelo ar?" [Horowitz, Ibidem].

Se um câncer que age rapidamente se espalha pelo ar, como a gripe, e mata em poucas semanas, fosse lançado contra a população mundial, você pode ver como a descrição do Quarto Selo do Apocalipse poderia se cumprir literalmente:

"E olhei, e eis um cavalo amarelo, e o que estava assentado sobre ele tinha por nome Morte; e o inferno o seguia; e foi-lhes dado poder para matar a quarta parte da terra, com espada, e com fome, e com peste, e com as feras da terra." [Apocalipse 6:8].

SARS — Perpetuando a Ditadura

Onde a SARS entra nesse cenário? É como uma doença de pré-condicionamento para nos amassar e colocar ainda mais no molde mental que as autoridades querem nos deixar? Vamos agora para o principal ponto do nosso artigo: um exame da ditadura silenciosa e invisível que está sendo imposta sobre o povo americano desde os ataques de 11/9/2001.

O quê? Uma ditadura? Embora os EUA tenham passado por muitas mudanças desde 11/9, certamente não se tornaram uma ditadura, você pode protestar. Eu diria que os ataques ao World Trade Center colocaram em movimento um condicionamento mental e emocional pré-ditadura que preparará bem o povo americano para o tempo em que estiver vivendo realmente em um estado policial.

Os Illuminati acreditam na Dialética Hegeliana, que diz "O conflito traz mudanças; e o conflito controlado produz mudanças controladas".

Desde os ataques de 11/9/2001, ficamos expostos a dezenas de falsos alertas de terror sobre uma ampla variedade de "ameaças", nem uma das quais realmente ocorreu. Além disso, ficamos expostos a constantes notícias de guerras e rumores de guerras; as guerras no Afeganistão e no Iraque foram as guerras, enquanto as ameaças contra a Coréia do Norte, a Síria, o Irã e o Paquistão foram os "rumores de guerras". Tal estímulo exterior cria o condicionamento mental que os Illuminati precisam para forçar a população a um modo de pensar e agir pré-ditadura.

Sendo esse o caso, vamos rapidamente definir o que constitui um governo ditatorial.

Definição de um Governo Ditatorial

Um governo ditatorial é um governo liderado ou por um homem, ou por um grupo pequeno de homens, que trabalham por trás do ditador visível. Todo o país funciona de acordo com a vontade do pequeno grupo que o controla como quer. Uma ditadura procura colocar em efeito as seguintes mudanças na população:

  1. O ditador e seu Departamento de Propaganda criam o espectro de uma ameaça externa. Para Adolf Hitler, a ameaça era o comunismo; desde 11/9/2001, os Illuminati têm constantemente apresentado a ameaça de Osama Bin Laden, Saddam Hussein e o terrorismo muçulmano global que eles supostamente representam. A história demonstra que uma ameaça externa é absolutamente necessária em uma campanha para colocar toda a população sob o controle do ditador.

  2. O ditador começa a propagandear o mantra que o indivíduo está sujeito à comunidade. As necessidades nacionais são mais importantes que as necessidades da comunidade. Assim, Hitler e Clinton propuseram os grupos nacionais de voluntários, enquanto Bush procura patrocinar esse conceito por meio de seus contatos com a comunidade cristã e programas como a Iniciativa Baseada na Fé.

  3. Os ditadores procuram restringir a movimentação física da população. Desde 11/9/2001, essas ameças contínuas modificaram tanto os movimentos físicos das pessoas que as companhias aéreas estão começando a entrar em concordata! Dezenas de milhares de pessoas não viajam mais como costumavam fazer; além disso, um número ainda maior de pessoas modificou seu comportamento de diversas formas, tudo sob a ameaça do ataque terrorista e do medo do antraz.

  4. Os ditadores buscam dramaticamente o aumento da vigilância sobre a própria população, para o propósito de identificar os dissidentes. Usando a "ameaça" dos ataques terroristas dos muçulmanos, mais a agonia com o antraz enviado pelas cartas do Correio, dezenas de milhões de pessoas nos EUA modificaram seu comportamento. O uso do sistema de correio eletrônico, via Internet, disparou após o temor do antraz, tanto que o Correio americano reclama da perda da receita. No entanto, veja que o governo pode mais facilmente interceptar suas mensagens enviadas por correio eletrônico do que por meio do correio normal.

Além disso, usando a ameaça representada pelos ataques de 11/9/2001, o presidente exigiu e obteve uma legislação que aumentou de forma dramática o poder e a autoridade do governo para espionar o próprio povo, especialmente no terreno da espionagem eletrônica. Hoje, a legislação estende-se até ao sistema benigno das bibliotecas públicas, onde os bibliotecários estão obrigados a responder ao pedido de qualquer governo que queira informações sobre os hábitos de leitura de uma pessoa, e outras atividades na biblioteca. Ainda nesta semana, publicamos uma notícia na seção Daily News Update informando que bibliotecários de todo o país estão participando de seminários sobre as formas de proteger legalmente os leitores da Lei Patriot! ["Librarians learn how to protect patrons from Patriot Act", Byron Donohue, The Star Ledge News, New Jersey, 7 de abril de 2003].

As câmeras de vigilância estão agora onipresentes em nossa sociedade. A pessoa mediana é fotografada mais de dez vezes por dia, à medida que realiza suas atividades absolutamente legais. Agora, existem câmeras até mesmo nas lojas de conveniência!

As compras realizadas em supermercados e lojas usando-se um "cartão de fidelidade" estão sendo registradas e depois vendidas aos interessados, incluindo sua empresa de plano de saúde, que pode não gostar de saber quanto óleo e açúcar você está consumindo! Sem dúvida você pode imaginar muitos outros exemplos onde a vigilância eletrônica está sendo aplicada atualmente. O Anticristo não poderia controlar a economia do modo como Apocalipse 13:16-18 exige, a não ser que a alta tecnologia atual seja aperfeiçoada e empregada em toda a parte.

5. Os ditadores começam a condicionar a população em geral para a necessidade de eventualmente lançar os dissidentes na prisão. O mantra normalmente invocado para essa campanha é "Unidos Estaremos". Hitler certamente invocou esse tipo de campanha ao levar o povo alemão a um frenesi a respeito da ameaça representada pelo comunismo e pela Rússia. Desde 11/9/2001 o governo americano tem invocado esse tipo de mantra repetidamente, e em todos os tipos de mídia, para patrocinar esse conceito: se você não está unido com o governo, então é um inimigo do estado.

Nesta guerra contra o Iraque, vemos muitas pessoas expressarem a opinião que é antiamericanismo alguém discordar do presidente Bush! Pelo contrário, os pais fundadores tanto apreciavam a divergência, que ergueram proteções específicas para garantir que ela pudesse ocorrer sem represálias.

Agora que definimos o que é um governo ditatorial, vamos examinar a inteligente ditadura que os Illuminati planejaram para nós, pelo menos no curto prazo, antes que o Anticristo ascenda para começar a "limpar" a Terra. Os Illuminati pretendem implementar uma ditadura de fato em que a pessoa mediana não perceba que está sendo controlada quase tão rigidamente como estaria em uma ditadura.

Vamos examinar a citação que referenciamos no subtítulo: "Podemos decidir usar nosso crescente conhecimento para escravizar as pessoas... controlando-as por meios tão cuidadosamente selecionados que talvez elas nunca tomem conhecimento da perda da individualidade." (Carl Rogers, psicólogo humanista, citado em The People Shapers, de Vance Packard, 1977).

No curto prazo, até que o Anticristo apareça, este é o objetivo. Se algum de vocês ainda não assistiu ao filme "The Truman Show", incentivamos que faça isso o mais cedo que puder; a vasta maioria da população é controlada como o astro do programa mostrado nesse filme. A única diferença é que somente uma pessoa não sabia a verdade nesse filme, pois os demais personagens eram atores e atrizes contratados; na vida real hoje, a maioria das pessoas não percebe o grau em que estão sendo controladas.

Os Illuminati chamam isso de "Guerra Silenciosa com Armas Silenciosas". Veja:

"O público não pode compreender essa arma e, portanto, não consegue acreditar que está sendo atacado e subjugado por uma arma. O público pode instintivamente achar que algo está errado, mas, por causa da natureza técnica da arma silenciosa, não consegue expressar seus sentimentos de um modo racional ou tratar o problema com inteligência... eles não sabem como gritar e pedir ajuda e não sabem como se associar com outros para se defenderem eles mesmos. Quando uma arma silenciosa é aplicada gradualmente, o público ajusta-se ou adapta-se à sua presença e aprende a tolerar sua intrusão em suas vidas até que a pressão torna-se grande demais e eles então sucumbem." [Behold a Pale Horse, de Bill Cooper, págs. 40-1, leia a resenha].

Após 11/9/2001, a pressão tornou-se tão grande a partir dos próprios ataques e com a torrente contínua de falsos alertas de terror, que muitas pessoas simplesmente sentiram-se tão ameaçadas, que sucumbiram e correram para o governo, pedindo que solucionasse o problema; o governo estava ansioso demais para "solucionar" o problema, bastava que o público concordasse em abrir mão de algumas liberdades e direitos, o que o povo estava disposto a fazer!

Vamos agora voltar para o autor Cooper:

"A experiência provou que o método mais simples de obter uma arma silenciosa e ganhar o controle do público é manter a população indisciplinada por um lado e ignorante dos princípios básicos dos sistemas por outro, e ao mesmo tempo mantê-la confusa, desorganizada e distraída com questões irrelevantes... Isto é obtido por meio de:

(1) Desengajamento de suas mentes, sabotando suas atividades mentais; fornecendo um programa de baixa qualidade na educação pública em matemática, lógica, projeto de sistemas e economia e desencorajando a criatividade técnica.

(2) Envolvendo suas emoções, aumentando a auto-indulgência e a indulgência em atividades emocionais e físicas por meio de:

(a) Afrontações e ataques emocionais implacáveis (estupro mental e emocional) por meio de uma torrente constante de sexo, violência e guerras na mídia, especialmente na televisão e nos jornais. [Nota da Cutting Edge: Também por meio dos videogames.].

(b) Dando-lhes o que desejam — em excesso — apenas porcarias para a mente e privando-os daquilo de que realmente necessitam.

(c) Reescrevendo a história e as leis e sujeitando o público à uma criação desviada (Evolução), desse modo podendo desviar o raciocínio das suas necessidades pessoais para as prioridades de fora altamente fabricadas."

"A regra geral é que há lucro na confusão; quanto mais confusão, maiores os lucros. Portanto, a melhor abordagem é criar problemas e então oferecer as soluções... Manter o público atarefado, atarefado, sem tempo para pensar; de volta à fazenda com os outros animais." [Ibidem, págs. 56-57].

Esses planos bem delineados dos Illuminati revelam muito sobre o por quê de estarmos vivendo em uma sociedade que está tão cheia do sentimento anticristão e tão repleta de tantos tipos de perversidade, e uma população que não se preocupa com o que aconteça, desde que possa continuar buscando seus prazeres.

Assim, três principais fatores formam nossa mente na rígida caixa de propaganda que é nossa mente.

1. As Escolas Públicas — O fato histórico é que a primeira figura pública a defender o sistema público de ensino controlado e financiado pelo governo foi Karl Marx, em seu Manifesto Comunista! Marx percebeu que tal sistema escolar tiraria as crianças de seus pais e ensinaria para elas os valores que o governo quer que possuam.

Antes da Primeira Guerra Mundial, os Illuminati tinham adquirido todas as editoras de livros didáticos [Seminário 1: "America´s Leadership of the New World Order"]. antes da Segunda Guerra Mundial, os educadores iluministas Dewey e C. F. Potter tinham alcançado uma tomada prática do sistema de Escola Pública [Ibidem]. Portanto, desde a Segunda Guerra Mundial, toda criança que entrou no primeiro ano primário foi ensinada exatamente do modo como os Illuminati queriam que elas fossem educadas.

Desde a Segunda Guerra Mundial, as escolas públicas evoluíram cada vez mais para o tipo de estabelecimento de ensino inferior que esse plano, delineado anteriormente, descreve. As crianças não somente deixaram de receber uma boa educação básica, mas também não aprenderam o raciocínio lógico; a história foi reescrita para que as crianças acreditem que todos os eventos ocorrem por acaso, de modo que ninguém considere a resposta mais óbvia — uma conspiração! Embora a conspiração tenha sido um dos principais elementos que trouxe abaixo o Império Romano, hoje a maioria das pessoas acredita que uma conspiração séria e de longo prazo não seja possível.

A história foi reescrita para que os alunos sejam ensinados a confiar no Grande Governo e buscar nele primeiro as soluções para seus problemas. As pessoas hoje perderam o temor que os Pais Fundadores tinham em relação ao governo. Por vários séculos, antes de 1776, os governos eram a pior ameaça à vida e à liberdade do cidadão individual. No século XX, essa tendência cresceu tremendamente. Somente nos EUA o governo não encarcerou e matou seu próprio povo. No entanto, as indicações são que a mão de Deus pode finalmente permitir que isso aconteça, pelo menos se as autoridades que estão propondo a Lei Patriot receberem tudo o que estão pedindo. ["Barbed Wire Over America: God Final Warning" — Vídeo].

2. A Mídia de Massa — A televisão arruinou mais vidas e mentes que qualquer outro meio na história! Invisivelmente e de forma gradativa, as pessoas sofreram uma total mudança de valores e de atitudes, ao mesmo tempo em que estão totalmente ignorantes que alguma mudança ocorreu. Hoje, os valores predominantes nos programas e filmes na televisão são totalmente anticristãos, e recentemente moveram-se aberta e claramente para o reino do ocultismo — para o satanismo.

Os noticiários na televisão são destinados a facilitar a caixa de propaganda iniciada pelas Escolas Públicas. Você ouve aquilo que os Illuminati querem que ouça, com a exclusão de todos os outros tipos de notícias. As pessoas que obtêm informações principalmente da televisão e de sites na Internet que pertencem ao sistema vão acreditar do modo que o governo quer que acreditem. Até mesmo os debates nos programas de rádio e da televisão são entre iluministas, com as diretrizes para o debate tão claramente traçadas, que você nunca verá a verdade real sobre a questão.

Para a maioria das pessoas, a caixa mental da propaganda está tão completa, que eles vivem como o astro no filme The Truman Show!

3. A Falta de Conhecimento Bíblico — Nada disso teria sido possível se não fosse pela apostasia da igreja ocidental. Um corolário dessa apostasia é a ignorância bíblica. As pessoas que freqüentam as igrejas cristãs provavelmente nunca aprendem que a Bíblia ensina conspiração antes mesmo da criação do universo, e até o fim dos tempos. Muitos cristãos nunca compreenderam a verdade de Apocalipse 17:17, que os líderes no fim dos tempos estarão "atuando em harmonia" para criar a situação em que o Anticristo possa aparecer! Isso é conspiração da mais alta ordem!

Muitos cristãos acreditam na mentira que não vamos chegar a uma conclusão sobre a verdadeira natureza espiritual de uma pessoa com base no exame atento de seus frutos espirituais! Muitos cristãos apenas papagueiam a mentira que não devemos julgar para não sermos julgados. [Leia o artigo pastoral "O Que a Bíblia Realmente Ensina Sobre Julgar os Outros".].

A falta de conhecimento bíblico completa a caixa mental da propaganda. Infelizmente, as pessoas hoje estão cativas mental e emocionalmente e nunca reconhecerão essa realidade. É por esta razão que a Cutting Edge parece ser tão radical para muitas pessoas; porque quebramos a caixa da propaganda, e podemos ver claramente, pela graça de Deus.

Conclusão

O modo em que as autoridades políticas e da área da saúde estão tratando o vírus da SARS, parece provável que esse vírus é apenas outra doença que permite que as autoridades aterrorizem ainda mais o público crédulo a aceitar a caixa da propaganda. O medo é o maior dos instrumentos de controle, e estamos sendo submetidos ao medo extremo desde os ataques de 11/9/2001.

O Dr. Horowitz sabe que a SARS não é a vindoura "Grande Doença", que cumprirá a profecia do Apocalipse, porque descobriu qual será essa doença:

"Leucemia linfócita que mata a maioria dos doentes em apenas algumas semanas após o contágio por meio do ar."

Enquanto isso, doenças como a SARS servem para aterrorizar o público, ao mesmo tempo em que engordam os lucros das companhias farmacêuticas e permitem que os governos obtenham um pouco mais de controle sobre um público já atemorizado. Lembre-se que o Dr. Horowitz disse sobre essas ameaças à saúde patrocinadas pelo governo:

"Há fama, fortuna e grandes orçamentos em soar o alarme da 'emergente infecção' e em advertir sobre nossa terrível estupidez de estarmos despreparados." [Michael Fumento, National Post, 28/3/2003].

Verdadeiramente, todos os sinais proféticos estão ou aqui, ou já podem ser vistos no horizonte.



Você está preparado espiritualmente? Sua família está preparada? Você está protegendo seus amados da forma adequada? Esta é a razão deste ministério, fazê-lo compreender os perigos iminentes e depois ajudá-lo a criar estratégias para advertir e proteger seus amados. Após estar bem treinado, você também pode usar seu conhecimento como um modo de abrir a porta de discussão com uma pessoa que ainda não conheça o plano da salvação. Já pude fazer isso muitas vezes e vi pessoas receberem Jesus Cristo em seus corações. Estes tempos difíceis em que vivemos também são tempos em que podemos anunciar Jesus Cristo a muitas pessoas.

Se você recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, mas vive uma vida espiritual morna, precisa pedir perdão e renovar seus compromissos. Ele o perdoará imediatamente e encherá seu coração com a alegria do Espírito Santo de Deus. Em seguida, você precisa iniciar uma vida diária de comunhão, com oração e estudo da Bíblia.

Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia-a-dia.

Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.

Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", dê um clique aqui: http://www.cuttingedge.org

Que Deus o abençoe.

Data de publicação: 3/6/2003
Patrocinado por: S. F. F. C. — Vargem Grande Paulista / SP
Revisão: http://www.TextoExato.com
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/n1797.asp