Escolha uma cor para o fundo:  

O Mito Que Grupos Terroristas Podem Atingir as Grandes Cidades com Armas Nucleares Sem Que Suas Exatas Ações Sejam Conhecidas de Antemão

Recursos úteis para sua maior compreensão

Título do Livro 1


Título do Livro 2


Título do Livro 3

Uma das mentiras que a Segurança Interna e o FBI repetem enganosamente é que os terroristas têm artefatos nucleares que podem detonar a qualquer momento. Demonstraremos que esses "alertas terroristas" são totalmente falsos. Quando um ataque nuclear terrorista ocorrer, todos precisam saber que agentes do próprio governo, trabalhando em nome dos Illuminati realizaram o serviço — exatamente como perpetraram os ataques de 11/9/2001.

A Nova Ordem Mundial está chegando! Você está preparado?

Compreendendo o que realmente é essa Nova Ordem Mundial, e como está sendo implementada gradualmente, você poderá ver o progresso dela nas notícias do dia-a-dia!!

Aprenda a proteger a si mesmo e aos seus amados!

Após ler nossos artigos, você nunca mais verá as notícias da mesma forma.

Agora você está na
"THE CUTTING EDGE"


Um dos cenários mais atemorizadores que uma pessoa pode imaginar é a detonação de um dispositivo nuclear por terroristas em uma grande cidade. Após os ataques de 11/9, esse temor subiu nas nossas mentes. Ao olhar para a carta World Trade Center à esquerda (leia os detalhes completos no artigo N1753), você observa que, embora o título diga, "Bomba Nuclear Terrorista", a carta retrata que o World Trade Center está sendo atacado exatamente no lugar em que o primeiro avião atingiu a Torre Norte.

Essa carta poderia também estar referenciando dois ataques terroristas na cidade de Nova York. Um dos ataques terroristas já ocorreu — em 11/9. Será se essa carta indica que outro ataque terrorista está para acontecer, desta vez com um dispositivo nuclear? Essa possibilidade é grandemente fortalecida quando examinamos os escritos de um influente autor da Nova Ordem Mundial, William Cooper:

"Logicamente, uma guerra muito curta, porém mortal, usando armas nucleares contra concentrações populacionais selecionadas foi contemplada, e para dizer a verdade, não foi descartada... Você pode imaginar o que acontecerá se Los Angeles for atingida por um terremoto de 9.0 graus, a cidade de Nova York for destruída por uma bomba atômica plantada por terroristas, a Terceira Guerra Mundial for iniciada no Oriente Médio, os bancos e as Bolsas de Valores entrarem em colapso, extraterrestres aterrissarem nos jardins da Casa Branca, a comida desaparecer dos supermercados, algumas pessoas desaparecerem, o Messias se apresentar ao mundo, e tudo isso em um período de tempo muito curto?" [Behold a Pale Horse, Bill Cooper, págs. 166, 177, leia a resenha.].

Ex-ocultistas — agora cristãos nascidos de novo — já reiteraram este fato: A cidade de Nova York é visada para ser destruída por um artefato nuclear como parte do plano global pelo qual os terrores da Terceira Guerra Mundial serão lançados sobre o mundo, para que a guerra das dores de parto finais destinada a permitir que o Anticristo apareça na cena internacional possa ser iniciada.

Vejamos agora as advertências atuais que a Al-Qaeda possui armas nucleares dentro dos EUA. Ao citarmos cada um destas matérias de notícias, observe atentamente a data.

Advertências Atuais

Resumo da Notícia: "Autor: Al-Qaeda Tem Armas Nucleares Dentro dos EUA", Stewart Stogel, NewsMax.com, 14/7/2004, http://www.newsmax.com/archives/articles/2004/7/13/171536.shtml

"Um novo livro escrito por um ex-consultor do FBI afirma que a Al-Qaeda não somente já obteve artefatos nucleares, mas também provavelmente os tem nos EUA e os detonará em um futuro próximo. Essas afirmações de causar arrepios aparecem em Osama's Revenge: The Next 9/11: What the Media and the Government Haven't Told You, de Paul L. Williams (Prometheus Books). Williams afirma que a Al-Qaeda está planejando um ataque nuclear espetacular usando seis ou sete bombas nucleares em pastas de executivo, que serão detonadas simultaneamente em cidades americanas."

"'Eles querem o máximo de explosão pelo dinheiro investido, e essa explosão é a nuclear", Williams disse à NewsMax. 'Acredito que esse ato ocorrerá entre agora e o fim de 2005', o autor disse."

"A posição de Williams não é longe daquilo que a inteligência americana acredita, uma fonte próxima de Tom Ridge, o Secretário da Segurança Interna, disse à NewsMax. A fonte disse que Ridge afirmou que a Inteligência dos EUA acredita que os terroristas já contrabandearam para dentro dos EUA dispositivos atômicos reais, em vez das assim-chamadas 'bombas sujas', que simplesmente são bombas convencionais que ajudam a espalhar radiação."

Se você conferir nosso imenso estudo das manchetes repetitivas no artigo N1888 (não traduzido), descobrirá que esse tipo de advertência apareceu regularmente na mídia de notícias desde os ataques de 11/9. Todavia, nem um dos alertas se tornou realidade, pela simples razão que eles são advertências de condicionamento, destinadas a nos atemorizar para que permitamos que o governo dissolva a República Constitucional e imponha uma severa ditadura como o preço que precisamos pagar para "derrotar o terrorismo".

Portanto, a NewsMax agora simplesmente repetiu a mentira-mestre da propaganda: A Al-Qaeda possui armas nucleares e já as posicionou nos EUA, aguardando a hora de iniciar um ataque. Antes de analisarmos essas matérias de notícias anteriores de bomba nuclear/bomba suja, lembre-se que uma das mentiras com base nas quais Bush/Blair justificaram a invasão do Iraque foi que Saddam tinha estabelecido vínculos muito próximos com Osama Bin Laden, permitindo assim que ele recebesse materiais nucleares do Iraque. Essa mentira foi totalmente exposta pelo recente relatório da Inteligência do Senado e pelos relatórios de Lord Hutton e Lord Buttler, na Grã-Bretanha. Mas, uma vez que você chegue ao fim deste artigo, perceberá que até esses relatórios oficiais são absolutamente falsos.

Entretanto, essa verdade não pára o propagandista de repetir a amedrontadora manchete: "A Al-Qaeda Tem Armas Nucleares nos EUA".

Agora, vamos revisar rapidamente algumas das histórias anteriores de ataques terroristas com bombas sujas no passado, usando como fonte a seção Daily News Update Archieves.

Advertências Fraudulentas no Passado

Resumo da Notícia: "Ameaça da Bomba Nuclear em Pastas de Executivo Contra os EUA Despertam Maior Preocupação", Brian Ross, ABCNews.com, reimpresso em Rense.com, 9/nov/2001, http://www.rense.com/general16/suitcasenikethreat.htm

"Poderia o próximo ataque aterrorizador contra a nação caber dentro de uma pasta de executivo? A possibilidade que terroristas da organização de Osama Bin Laden possam ter colocado as mãos em "bombas nucleares em pastas de executivo", pequenas e facilmente transportáveis, deixa algumas pessoas em Washington agora verdadeiramente preocupadas... 'Posso dizer a vocês sem sombra de dúvidas que construímos dispositivos similares a este e os soviéticos também construíram durante a Guerra Fria', disse o representante Curt Weldon (Republicano, Pensilvânia). 'O ministro da Defesa da Rússia me disse pessoalmente, 'Sim, deputado, construímos esses dispositivos. Exatamente como seu país também os construiu durante a Guerra Fria.'" Na verdade, o Departamento de Defesa criou um vídeo de treinamento nos anos 1960, para demonstrar como 'pequenas munições de demolição atômicas" poderiam ser lançadas de pára-quedas e colocadas em comandos da Marinha, que então mostram como as armas podem ser afixadas por baixo da água em pontes e em navios."

"'Estes dispositivos foram projetados para serem usados para destruir grandes instalações de infra-estrutura', disse Weldon... O general, que anteriormente foi o principal assessor de defesa da Rússia, disse que 86 das 132 bombas em pastas de executivos desapareceram e o paradeiro delas não pode ser explicado. Para onde foram as bombas que desapareceram? O presidente Bush soou o alarme nesta semana sobre a suspeita de Bin Laden estar se esforçando para obter armas nucleares. 'Eles estão buscando armas nucleares, biológicas e químicas'. Bush disse aos líderes de países anteriormente comunistas na terça-feira em Varsóvia, na Polônia. 'Dados os meios, nossos inimigos seriam uma ameaça a todo país e eventualmente à própria civilização."

Lembre-se que essa advertência está vindo do mesmo presidente que nos disse inequivocamente que Saddam possuía armas de destruição maciça e os meios para lançá-las rapidamente — uma afirmação que agora sabemos ser totalmente falsa.

Esse artigo então muda rapidamente para um assunto relacionado destinado a aterrorizar a todos: a existência de um "mercado negro nuclear" na Turquia.

"Mas Allison e a maioria dos outros especialistas dizem que a verdadeira preocupação não é a pasta de executivo, mas um florescente mercado negro nuclear, em lugares como Istambul, na Turquia. Há um mercado negro para o urânio concentrado para as bombas nucleares. Há um mercado negro para o plutônio concentrado. E há certamente um mercado para material radioativo em geral', disse Freidrich Steinhausler, da Universidade de Salzburg, na Áustria. Steinhausler é um dos especialistas mais proeminentes do mundo sobre o mercado ilegal de materiais nucleares roubados.' [A Al-Qaeda, a rede terrorista de Osama Bin Laden, está tentando ativamente obter armas radioativas ou material para armas nucleares, disse Steinhausler. 'Em termos de probabilidade de ameaça, eu diria que a bomba nuclear é bem baixa e a bomba suja radioativa é muito, muito mais alta.'" [Ibidem].

Nos mercados negros, o produto para venda normalmente está escondido atrás dos muros de casas comuns; entretanto, algumas vezes, um mercado negro funciona abertamente, dependendo da aquiescência das autoridades locais, que sabem onde o mercado está localizado, mas não fazem nada para impedir. Entretanto, em um mercado negro, o produto à venda normalmente está localizado ali. Tenha isto em mente quando chegarmos ao fim deste artigo.

Em seguida, Steinhausler especifica o estrago que uma 'bomba suja' pode causar:

"Uma assim-chamada bomba suja, uma arma convencional misturada com material radioativo, faria uma cena como o ataque ao World Trade Center ainda pior, disse Steinhausler. 'Imagine as brigadas que vimos no Ponto Zero em uma área contaminada por radioatividade. Eles não poderiam operar ali. Imagine o trabalhador de escritório totalmente coberto por pó que sobreviveu ao ataque ao World Trade Center. Ele não somente estaria coberto por poeira da detonação, mas teria inalado material radioativo. Seu corpo estaria contaminado. A tecnologia requerida é realmente do nível do colegial. Você nem precisa ser um engenheiro para fabricá-la. Se você pegar seu explosivo convencional, misturá-lo com radioatividade, é realmente brincadeira de criança." [Ibidem].

É um cenário aterrorizador? Pode apostar que sim, exatamente como foi concebido para ser.

O ex-primeiro ministro israelense Netanyahu chegou a entrar no ato de apavorar os povo americano:

Resumo da Notícia: "Netanyahu — Terroristas Atacarão Nova York com uma Bomba Nuclear", Carl Limbacher e equipe do NewsMax.com, 7/11/2001, http://www.rense.com/general16/ny.htm

"O ex-primeiro ministro israelense Benjamin Netanyahu advertiu na noite da segunda-feira que terroristas do Oriente Médio estão determinados a obter armas nucleares e, quando conseguirem, usarão essas armas contra Nova York. 'Eles vão atacar a América repetidamente', Netanyahu disse ao canal Fox News. E o grande perigo que enfrentamos é... se eles adquirirem armas nucleares — se qualquer parte dessa rede de terror adquirir armas nucleares — eles as usarão. E a história como a conhecemos virá a acontecer."

Artigos de propaganda destinados a nos atemorizar seguiram em uma rápida sucessão à medida que o mundo estava encerrando o ano de 2001:

Resumo da Notícia: "Arma Crua Mas Eficaz: Estrago Causado Pelas Bombas Sujas Poderá Criar Pânico Nuclear", Houston Chronicle, 19/12/2001, http://www.chron.com/cs/CDA/story.hts/special/terror/front/1178214.

"É o equivalente nuclear dos estiletes. Nenhuma divisão do núcleo atômico é necessária. Ela é chamada de 'bomba suja', montada com TNT e material radioativo. Equipes científicas de elite da SWAT estão preparadas para ataques nucleares maiores, mas seus planos, concebidos durante a Guerra Fria e refinados desde 11 de setembro, não foram feitos para se proteger de uma pequena bomba escondida em uma mochila ou em um caminhão. Para tratar esse tipo de ameaça terrorista, os especialistas dizem que muito mais precisa ser feito — desde segurança mais rígida em hospitais e laboratórios que tratam ingredientes radioativos a melhores sensores e rastreamento nos portos e fronteiras dos EUA."

Observe que a solução para esse desastre proposto é aumentar a vigilância em toda a sociedade, desde hospitais até portos e fronteiras. Quando o objetivo real é estabelecer uma ditadura, esses controles rígidos fazem perfeito sentido. Sob o disfarce de 'combater o terrorismo', os membros do governo estão meramente armando o cenário para a derrubada do governo constitucional. Lembre-se, todos os governos cujos membros são eleitos terão de ser derrubados imediatamente antes de o Anticristo aparecer na cena internacional. Como o governo global dele será ditatorial, todos os governos no mundo também terão de ser ditatoriais.

Esse artigo continua a apresentar detalhes aterrorizadores da capacidade de uma bomba suja nuclear matar e levar a população ao pânico.

"Ao contrário de uma arma nuclear, que poderia matar 100.000 pessoas em Manhattan, o Conselho Nacional Sobre Proteção à Radiação, criado pelo Congresso, diz que o dano por uma bomba convencional usada para espalhar poeira radioativa seria limitado a alguns quarteirões. Aqueles que não tiverem sido feridos pela explosão, mas estiverem próximos o suficiente para aspirar a poeira enfrentariam um risco crescente de desenvolver câncer prematuro e outras doenças. Entretanto, o mais importante é que uma bomba suja 'criaria um pânico nuclear', disse Amy Sands, do Instituto Monterey de Estudos Internacionais, na Califórnia. 'Há uma dimensão psicológica relacionada com qualquer coisa nuclear e os terroristas estariam explorando esse medo'... Na maioria dos casos, o conselho da radiação diz, os temores das pessoas seriam muito maiores do que o perigo real."

Temor é exatamente o que o propagandista deseja com todas essas manchetes. O que o Senhor Jesus predisse sobre os últimos dias?

"Homens desmaiando de terror, na expectação das coisas que sobrevirão ao mundo; porquanto as virtudes do céu serão abaladas." [Lucas 21:26].

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim." [Mateus 24:6].

Embora esses versos refiram-se à Grande Tribulação, essa atmosfera de medo parece proeminente em todo o tempo do Anticristo. Lembre-se que estamos nas últimas 'dores de parto' [Mateus 24:6-8], de modo que não devemos estar surpresos ao vermos essa atmosfera de medo permear o noticiário. Na verdade, quando você contempla cuidadosamente as 'dores de parto' das guerras e rumores de guerras nessa passagem, observa que o medo intenso é inevitável. Estamos nesse período agora, neste exato momento; na verdade, essas muitas advertências falsas estão simplesmente cumprindo a profecia dos 'rumores de guerras'.

Agora, vamos analisar outro artigo antigo sobre os terroristas de Osama possuírem bombas nucleares. Esse artigo fala sobre a crescente vigilância pelas forças de elite.

Resumo da Notícia: "Busca Desesperada Pelas Armas Nucleares de Osama: Prioridade das Forças Especiais Agora é Procurar as Armas de Destruição Maciça", WorldNetDaily, 7/12/2001, http://www.worldnetdaily.com/news/article.asp?ARTICLE_ID=25588

"No Afeganistão, os militares norte-americanos que vasculham o complexo de cavernas nas montanhas de Tora Bora, cerca de 480 km ao nordeste de Kandahar, a procura de Osama Bin Laden, seu principal auxiliar, Ayman al-Zawahiri, e 1.000 combatentes da Al-Qaeda — receberam a ordem de inverter suas prioridades. O objetivo principal agora é localizar as armas de destruição em massa da Al-Qaeda — incluindo artefatos nucleares — em uma desesperada corrida contra o relógio. De acordo com fontes da Inteligência, cerca de 3.000 homens em comandos dos EUA, Grã-Bretanha, Alemanha e Rússia estão atualmente vasculhando a região repleta de cavernas de Tora Bora — que significa Poeira Preta — em busca de depósitos de armas suspeitas."

"Os relatórios da Inteligência mais recentes em mãos americanas dizem que os chefes da Al-Qaeda removeram seus arsenais de armas nucleares, biológicas e químicas de esconderijos secretos em Kabul para Tora Bora seis dias antes dos ataques em 11 de setembro em Nova York e em Washington... Bin Laden e seu sócio, al-Zawahiri, estão agora planejando tirar proveito da redução na atividade aérea americana, forçada pelo clima inclemente, para completar seus preparativos para ataques terroristas maciços antes do Natal nos EUA, incluindo um possível ataque com arma nuclear ou radiológica. O período-alvo referido era entre 5 e 20 de dezembro. As equipes operacionais da Al-Qaeda estariam aguardando em vários pontos de partida, algumas esperando somente pela entrega dos explosivos, outras apenas para a última ordem para ir... Um alerta de terror nuclear foi declarado em 4 de dezembro nos Estados Unidos."

Logicamente, nenhum desses ataques ocorreu entre 5 e 20 de dezembro de 2001; nem qualquer matéria de notícias apareceu dizendo que os depósitos de bombas sujas de Osama tinham sido encontrados, ou que essas bombas tinham sido interceptadas no caminho para o alvo. Em vez disso, a WorldNetDaily apenas permitiu que 20 de dezembro de 2001 entrasse no esquecimento. Nossos líderes tinham aprendido bem a compreensão sobre a natureza humana fornecida pelos Protocolos dos Sábios de Sião:

"Em todos os tempos, os povos, mesmo os mais simples indivíduos, tomaram as palavras como realidades, porque se satisfazem com a aparência das coisas e raramente se dão ao trabalho de observar se as promessas relativas à vida social foram cumpridas. Por isso, nossas instituições terão uma bela fachada, que demonstrará eloqüentemente seus benefícios no que concerne ao progresso." [Protocolo 5 — Despotismo e o Progresso Moderno, oitavo parágrafo].

No dia após o prazo reportado no artigo da WorldNetDaily, a UPI ressuscitou a ameaça de terroristas de usarem um artefato nuclear.

Resumo da Notícia: "FBI Enfocando a Ameaça da Bomba Nuclear Portátil", UPI, Nicholas Horrock, correspondente na Casa Branca, 21/12/2001, http://www.upi.com/inc/view.php?StoryID=20122001-044906-9007r

"Washington, 20 de dezembro (UPI) — O principal especialista em pequenas armas nucleares portáteis da Rússia, disse à United Press International que o FBI reforçou sua investigação para descobrir se a Al-Qaeda ou outros grupos terroristas adquiriram esses dispositivos mortais dos estoques de reserva russos."

"O representante Curt Weldon (R-PA), presidente do Subcomitê de Pesquisa e Desenvolvimento do Comitê de Serviços Armados da Casa, disse na terça-feira que recebeu um breve relatório do FBI no fim da semana passada e que a investigação se grupos terroristas têm armas de destruição maciça, particularmente dispositivos nucleares, é agora uma prioridade máxima na agência, após anos de indiferença... 'Agora eles estão olhando para tudo e seguindo em cada direção', disse Weldon. Foi Weldon, por meio de seu Subcomitê de Pesquisa e Desenvolvimento, quem apresentou nos últimos três anos algumas das mais completas e surpreendentes informações sobre o estoque de reserva russo de armas que poderiam ser uma vantagem para Osama Bin Laden, sua rede Al-Qaeda ou outros grupos terroristas... Em 1997, Weldon trouxe o ex-chefe de segurança russo, o general Alexander Lebed diante de seu comitê. Lebed testificou que talvez cem pequenos artefatos nucleares estivessem faltando nos inventários sob seu controle. Lebed disse que os dispositivos eram uma 'arma perfeita para os terroristas', fabricados para parecerem pastas de executivo, "e poderiam ser detonados por uma pessoa em menos de trinta minutos de preparação', de acordo com os documentos do comitê."

Temos o livro de Stanislav Lunev em nossa estante; nesse livro, o autor detalha as revelações do general Lebed, e até publicamos um artigo em 1998 sobre as bombas nucleares portáteis do tamanho de uma pasta de executivo, supostamente contrabandeadas para dentro dos EUA por forças russas de elite e pré-posicionadas em alvos americanos selecionados. Entretanto, estávamos céticos, porque todos os artefatos nucleares — incluindo aqueles que têm o tamanho de uma pasta de executivo — precisam receber manutenção constante, ou deixam de funcionar. Essa manutenção também requer técnicos treinados e habilidosos, o que nenhuma fonte confiável sugere que Osama Bin Laden possui. Veja um relatório do Tech Station explicar:

Resumo da Notícia: "O Caso das Bombas Nucleares em Pastas de Executivo", Stephen Schwartz, publicado em 8/4/2004.

"Recentemente, dois tópicos fascinantes chamaram a atenção do público ocidental: a especulação que os russos venderam 'bombas nucleares do tamanho de uma pasta de executivo' para os terroristas da Al-Qaeda ... e um surto de incidentes terroristas na ex-república soviética do Usbequistão. Essas duas matérias estão ligadas, pois, como escrevi anteriormente no TCS, o Usbequistão está no meio de um perigoso ninho de potências nucleares, ex-nucleares, e potências que aspiram se tornar nucleares, incluindo sua antiga dominadora, a Rússia; seu vizinho Cazaquistão; o Paquistão e a China, que estão próximos. Além disso, o problema do terrorismo Wahhabi, apoiado pela burocracia religioso-ideológica extremista na Arábia Saudita, é tão mortal quanto as explosões perpetradas por homens-bomba suicidas nas ruas de Tashkent nas últimas semanas."

"Mas são as 'bombas nucleares em pastas de executivo' perigosas para a segurança global?"

"... o tratamento a ser dado aos explosivos nucleares não é trabalho para amadores. O fantasma das 'bombas nucleares em pasta de executivo' provocou extensos e confiáveis comentários de especialistas no campo, como Nikolai Sokov e William C. Potter, que estão publicados no site do Instituto Monterey de Estudos Internacionais (veja, por exemplo, http://cns.miis.edu/pubs/week/020923.htm)... Mas a evidência disponível de fontes abertas sugere, primeiro, que a probabilidade que as 'bombas nucleares em pastas de executivo' foram realmente roubadas ou vendidas para terroristas é baixa, e que se elas foram, sua eficácia já se tornou reduzida com a passagem do tempo. 'As bombas nucleares em pastas de executivo' não são algo que alguém possa guardar em sua casa e usar quando achar apropriado. Elas requerem manutenção constante e a substituição de componentes, e na ausência de técnicos que façam a manutenção, provavelmente têm pouca ou nenhuma eficácia..."

De fato, se qualquer dispositivo nuclear deixar de passar pela manutenção além do período previsto, a bomba não funcionará muito tempo depois daquele período. O único dano que esses dispositivos nucleares negligenciados poderiam então fazer é se os terroristas os explodissem com explosivos convencionais, espalhando a contaminação no ar, onde ela seria levada pelo vento. Esse tipo de uso de um dispositivo nuclear é chamado de 'bomba suja'. Desde que o general Lebed afirmou publicamente, em 1996, que a Rússia tinha perdido 100 bombas nucleares do tamanho de pastas de executivo, o conhecimento técnico como o dado acima, apareceu tão regularmente que a tática do temor mudou depressa para as 'bombas sujas'.

Nesses artigos de propaganda, você encontrará referência a artefatos nucleares do tamanho de pastas de executivo e às 'bombas sujas'.

Entretanto, como veremos posteriormente neste artigo, os EUA possuem a tecnologia para descobrir e localizar precisamente qualquer dispositivo que emita minúsculas quantidades de radiação.

Agora, vamos virar nossa atenção para o Paquistão em um artigo que apareceu no início de dezembro de 2001.

Resumo da Notícia: "Paquistaneses Colaboram com o Programa da 'Bomba Nuclear Suja' de Bin Laden", NewsMax.com, reimpresso em Rense.com, 8/12/2001, http://www.rense.com/general17/pakis.htm

"Islamabad, Paquistão — Cientistas nucleares paquistaneses, em colaboração com ex-oficiais da Inteligência paquistanesa, estavam ajudando a organização Al-Qaeda , de Bin Laden, no desenvolvimento de armas nucleares 'sujas', concluíram as agências da Inteligência paquistanesa e norte-americana. A UPI ficou sabendo na quinta-feira... oficiais da Inteligência em Washington e em Islamabad estão convencidos que documentos descobertos em Cabul e o interrogatório de cientistas nucleares, que eram visitantes freqüentes no Afeganistão governado pelo Talibã e ostensivamente envolvidos em trabalho humanitário, são evidências conclusivas que a Al-Qaeda estava tentando colocar um artefato nuclear na categoria de 'bomba suja'."

Observe as palavras que indicam um significado definitivo neste artigo: 'evidência conclusiva'. Esse é o mesmo tipo de palavra 'conclusiva' que o presidente Bush e o primeiro-ministro britânico Blair usaram para justificar a invasão ao Iraque, e agora sabemos o quão 'inconclusivas' realmente eram aquelas palavras!

Esse artigo então prossegue atemorizando ainda mais seus leitores. Veja:

"Existem potencialmente 18 milhões de veículos de entrega para introduzir ocultamente um artefato nuclear nos EUA. Esse é o número de contêineres de carga que chegam anualmente aos EUA. Somente 3% deles são inspecionados pela Alfândega, e as notas da carga não precisam ser apresentadas até que cheguem ao destino final." [Ibidem].

A implicação desse parágrafo amedrontador é que não há um modo de os fiscais da Alfândega ou em qualquer outro local de inspecionar em todo contêiner a procura de dispositivos nucleares; portanto está sendo dito aos leitores que a América está vulnerável. Entretanto, uma sentença mais tarde diz que a radioatividade emitida por esse tipo de dispositivo nuclear é detectável. Veja:

"A radioatividade é invisível, como era o caso com o desastre de Chernobyl, em 1985, mas não é indetectável."

Essa revelação pára aqui, mas é crítica para compreendermos exatamente o quão grande uma mentira pode ser, como você perceberá à medida que avançarmos neste artigo. Apenas lembre-se do que a frase sentença diz: a radiação emitida dos dispositivos nucleares é detectável.

Esse artigo do Rense.com continua falando das precauções que o Paquistão estava tomando para garantir a segurança de suas ogivas nucleares.

"Após o início da campanha americana de bombardeio, em 7 de outubro, Musharraf ordenou uma imediata redistribuição do arsenal nuclear do Paquistão em seis novas localizações secretas, incluindo instalações de armazenagem separadas para núcleos de plutônio e de urânio e seus mecanismos de detonação. Colegas do Exército agora dizem privadamente que Musharraf estava temeroso de ser assassinado por extremistas que já o estavam acusando de trair o Islã e se vender aos EUA. Existiam também rumores de um golpe por militares islâmicos de linha-dura... Os cientistas nucleares do Paquistão são considerados 'profundamente fundamentalistas' e antiamericanos." [Ibidem].

Lembre-se, esse artigo foi publicado em 8 de dezembro de 2001.

Após você analisar esses artigos com atenção e estudar as repetitivas manchetes reportadas em nosso artigo N1888 (não traduzido), perceberá que os americanos têm sido altamente condicionados desde os ataques em 11/9/2001 a esperarem que um artefato nuclear terrorista seja usado pelo menos contra uma grande cidade — Nova York — e talvez outras. Como dissemos anteriormente, um ataque nuclear contra uma grande área metropolitana é, sem dúvida, um cenário dos mais aterrorizadores possíveis. Desde 11/9/2001, esse quadro terrível tem sido vívida e repetitivamente pintado em nossas mentes.

Como um dos artigos acima advertiu, os dispositivos nucleares podem estar escondidos em qualquer um dos 18 milhões de contêineres que passam pelos portos marítimos nos EUA anualmente. Qualquer pessoa que tenha assistido ao filme "A Soma de Todos os Medos", baseado no livro de Tom Clancy, lembra-se como a bomba nuclear israelense roubada foi enviada a Baltimore em um navio cargueiro, colocada em um automóvel pickup e então transportada até um estádio de futebol escondida dentro de uma máquina de venda de cigarros.

Muito aterrorizador.

Muito impossível — mas este é o "resto da história".

A Capacidade de Detectar as Emissões Nucleares

Resumo da Notícia: "Satélites Americanos Detectam Armas Nucleares Portáteis", Rense.com, 7/11/2001, http://www.rense.com/general16/nucla.htm.

"Se um ataque nuclear interno ocorresse neste país sem uma grande falha de nossos sistemas de satélites... talvez devamos repensar quem realmente é o inimigo..."

Essas palavras iniciais são chocantes, e têm realmente o objetivo de serem chocantes. O autor queria que todos nós soubéssemos que os EUA têm a capacidade técnica de interceptar qualquer terrorista em seu percurso se eles algum dia se atreverem a infiltrar armas nucleares neste país. Vamos agora ver o "resto da história".

"Como você provavelmente já ouviu nas três principais redes de notícias, existe certa preocupação com os assim chamados dispositivos nucleares portáteis desenvolvidos pela antiga URSS. O ex-chefe da KGB confirmou a existência de 150 dispositivos portáteis: 100 dos quais estão atualmente desaparecidos... nem um desses dispositivos está desaparecido. Sabemos exatamente onde eles estão localizados a qualquer momento de tempo."

"É assim que sabemos: Durante os anos 1980, trabalhei como Engenheiro de Sistemas Sênior para várias empresas ligadas ao Departamento de Defesa em San Diego (Advanced Digital Systems, e SAIC). Enquanto eu estava nesse cargo, estive envolvido com o desenvolvimento de um 'Plano de Restauração Catastrófica Para um Conjunto de Satélites' para o Estado Maior das Forças Armadas. Meu grupo deveria desenvolver um método para a restauração da inteligência dos satélites no caso de um ataque nuclear no espaço pela União Soviética. No curso desse estudo, tivemos de analisar todas as capacidades e características dos satélites: tanto os atuais quanto os planejados para o início dos anos 90. Uma série de satélites planejados para iniciarem a operação em 1989... Eles contêm dispositivos sensores especiais (desenvolvidos pela SAIC) que podem detectar partículas derivadas de alta velocidade de urânio enriquecido (necessário para os artefatos nucleares). Devido ao pequeno tamanho e à velocidade dessas partículas, nenhuma quantidade de blindagem pode bloqueá-las; nem o chumbo, nem a terra! (o solo subterrâneo). O risco de radiação com essas partículas é mínimo devido à quantidade limitada. Nossos satélites podem detectar e determinar a localização do urânio enriquecido no mundo inteiro." [Ibidem, ênfase adicionada].

Você percebe que os satélites têm essa capacidade? Eles podem detectar com exatidão as partículas de alta velocidade derivadas do urânio enriquecido, mesmo se o dispositivo estiver dentro de uma caixa de chumbo ou enterrado no solo! Essa capacidade significa que podemos saber a localização exata de cada ogiva nuclear no planeta. Sabemos a localização de cada ogiva russa, e sabíamos que Saddam Hussein não tinha ogivas nucleares!

Essa notícia é simplesmente chocante em suas implicações. As notícias de primeira página em todo o mundo estão agora nos dizendo que os serviços de Inteligência MI6 britânico e a CIA americana cometeram uma gigantesca "falha da inteligência" em sua avaliação pré-guerra das armas de destruição maciça de Saddam Hussein. Mas, essa revelação nos diz que essa 'falha da inteligência' é impossível, porque temos a capacidade de determinar exatamente a localização de cada ogiva nuclear no mundo a qualquer momento de tempo! 'Países fora-da-lei' que são acusados de estarem desenvolvendo sua própria capacidade nuclear estariam entregando seus dispositivos nucleares rapidamente, por que eles saberiam que conhecemos a localização exata de cada ogiva.

Destruir uma capacidade de um inimigo depende em grande parte de vários fatores: 1) Conhecer a localização exata do alvo; 2) Ter as armas que possam destruir os alvos antes que o inimigo consiga movê-los; 3) Possuir armas precisas o suficiente para destruir o alvo.

A capacidade dos satélites americanos de detectar as partículas de alta velocidade que são emanadas até mesmo dos pequenos dispositivos nucleares dá aos EUA o mais importante fator de todos: Conhecer a localização exata do alvo.

Como essa informação é tão incrível, existem outras fontes para as quais podemos nos voltar para obter confirmação? Como costumava dizer o ex-presidente Reagan: "Confie, mas confirme."

O primeiro artigo para o qual nos voltaremos é um que já foi referido anteriormente:

Resumo da Notícia: "Ameaça da Bomba Nuclear em Pastas de Executivo Contra os EUA Despertam Maior Preocupação", Brian Ross, ABCNews.com, reimpresso em Rense.com, 9/nov/2001, http://www.rense.com/general16/suitcasenikethreat.htm

Após revelar a terrível possibilidade que Osama Bin Laden pode agora possuir artefatos nucleares em pastas de executivo e pode estar armazenando esses dispositivos no Afeganistão, o artigo então declara uma chocante realidade de um modo totalmente impassível. No entanto, ele confirma a história acima, que os satélites norte-americanos podem detectar as partículas de alta velocidade que são emitidas pelas ogivas nucleares.

"'A rede terrorista de Osama Bin Laden está tentando ativamente obter armas radioativas e/ou nucleares', disse Steinhausler. 'Em termos de probabilidade de ameaça, eu consideraria a bomba nuclear bem baixa e a bomba suja radioativa muito mais alta. Uma assim-chamada bomba suja, uma arma convencional misturada com material radioativo, faria uma cena como o ataque ao World Trade Center até pior. Sobrevôos dos campos de treinamento de Bin Laden no Afeganistão por aviões especiais de vigilância não detectaram a presença de materiais radioativos.'"

Você entendeu o significado da última frase?

"Sobrevôos dos campos de treinamento de Bin Laden no Afeganistão por aviões especiais de vigilância não detectaram a presença de materiais radioativos."

Não somente essa reportagem da ABC News confirma que os EUA têm a capacidade tecnológica de localizar as ogivas nucleares detectando a emanação radioativa, mas também nos diz que essa capacidade está instalada em "aviões especiais de vigilância". Essa capacidade de detectar o urânio não está confinada unicamente nos satélites, mas também nos aviões!

Essa capacidade significa que, se qualquer organização terrorista começasse a deslocar um artefato nuclear para dentro dos EUA, a capacidade de detecção imediatamente identificaria a movimentação. Se uma bomba em pasta de executivo fosse colocada em um veículo que começasse a percorrer as rodovias ou estradas vicinais nos EUA, a capacidade de detecção imediatamente registraria o movimento, permitindo que uma interdição imediata ocorresse.

Agora você sabe por que esse autor disse tão enfaticamente que:

"Se um ataque nuclear interno ocorrer neste país sem uma grande falha na nossa rede de satélites, talvez devamos repensar quem são realmente os inimigos..."

Mas, temos ainda mais fontes para as quais podemos nos voltar para confirmar essa chocante capacidade.

Durante novembro-dezembro de 2001, a Índia e o Paquistão deslocaram suas forças armadas para posições de luta para uma guerra de grandes proporções, um conflito que os especialistas advertiram que poderia se transformar em nuclear rapidamente, uma vez que o Paquistão não poderia resistir por muito tempo com forças convencionais contra a Índia. Se você revisar a seção Daily News Updates durante esse período, descobrirá histórias em que ambos os países realmente falaram abertamente do quão rápido suas armas nucleares prevaleceriam. A Índia e o Paquistão pareciam dispostos a se envolver em um conflito nuclear.

Diante desse pano de fundo, a seguinte matéria apareceu:

Resumo da Notícia: "Unidade Especial dos EUA 'em Prontidão Para Roubar Ogivas Nucleares'", Ben Fenton, news.telegraph.co.uk (Arquivado em 29/10/2001).

"Uma unidade militar americana de elite está se preparando para uma possível incursão no Paquistão para roubar o arsenal de armas nucleares, foi informado hoje. A unidade das forças especiais está treinando com a unidade antiterrorista mais confiável de Israel, e será chamada para ação caso o general Pervez Musharraf seja derrubado do poder no Paquistão, disse a revista New Yorker... planejamento intenso estava ocorrendo para o 'seqüestro' — ou roubo — das ogivas."

Esse tipo de ação para roubar as ogivas nucleares do Paquistão não é nem remotamente possível, a não ser que seja possível identificar a localização exata de cada ogiva. Mas, agora sabemos que as forças especiais têm a capacidade tecnológica de fazer exatamente isso, não sabemos? Embora o artigo mais tarde levante dúvidas se é possível conhecer a localização exata de cada ogiva, o gato saiu para fora da bolsa naquilo que nos interessa. O centro dessa história não teria sido remotamente possível a não ser que a localização exata pudesse ser conhecida pelos satélites especiais de vigilância e por aviões especialmente equipados.

O Filme "Meltdown"

O filme da Fox TV, "Meltdown", que foi ao ar no domingo 6 de junho e, novamente, na quinta-feira 10 de junho, revelou a capacidade dos satélites de detectarem as emanações de urânio de alta velocidade. Vamos revisar a história rapidamente, como a reportamos no artigo N1930 (não traduzido):

À medida que o filme se desenvolve, uma decisão é tomada no início que comandos de elite entrarão silenciosamente na área da central nuclear tomada pelos "terroristas". O plano era localizar e matar cada terrorista antes que eles pudessem colocar o centro do reator em um estado de vazamento. A câmera segue os comandos à medida que eles entram na área da usina nuclear.

Os comandos avançam sem resistência e entram no interior da área. Subitamente, os distintivos de alerta deles, que captam qualquer nível perigoso de radiação, começam a soar ruidosamente na lapela de cada agente. Acreditando que estão sendo atingidos por altos níveis de radiação potencialmente perigosa, o oficial no comando ordena que seus homens se retirem rapidamente.

Tanto o coronel no comando da operação e o agente do FBI ficam atordoados. Eles estavam extremamente preocupados que os terroristas tivessem lançado radioatividade no ar à medida que os comandos estavam se aproximando; se isso fosse verdade, os civis que vivem nas proximidades da central nuclear estariam em extremo perigo. Subitamente, porém, enquanto o coronel estava conferenciando com seus subordinados, o agente do FBI entra abruptamente, segurando uma fotografia da central nuclear tirada por satélites do alto. O agente do FBI exige saber como os sensores nos distintivos puderam disparar nos uniformes de cada agente se os satélites não tinham captado absolutamente nenhuma radiação proveniente da central nuclear.

A tecnologia para detectar radiação que emana de cada ogiva na Terra é aparentemente real, está operacional, e é tão bem conhecida que os roteiristas desse filme da Fox TV compreenderam a capacidade muito bem. Teria o gato saído da bolsa?

Mentiras, Mentiras e Mais Mentiras

As implicações dessa chocante descoberta são surpreendentes. Sem dúvida, você poderá pensar em mais implicações, mas algumas realmente óbvias surgem de imediato na mente:

  1. Cada uma das advertências de atentados terroristas envolvendo bombas atômicas em pastas de executivos já feitas — incluindo a mais recente em 14 de julho de 2004 — são totalmente mentirosas!

  2. Está revelado que o FBI, a Secretaria da Segurança Interna e a Casa Branca são os mentirosos que todos nós sabíamos que eles eram. Que essa revelação sirva para abrir as mentes que até aqui estavam fechadas;

  3. Todas essas histórias de alto nível alegando "falhas gigantescas da Inteligência" são completamente falsas e encenadas! Com essa capacidade tecnológica, é absolutamente impossível para o MI6 e a CIA cometerem os erros que são acusados de terem cometido. Ambas essas agências de Inteligência sabiam com 100% de certeza que Saddam Hussein não possuía armas nucleares. Comprovadamente, o presidente Bush, o vice-presidente Cheney, o Secretário de Estado Collin Powell, o primeiro-ministro britânico Tony Blair e todos os membros do seu gabinete da mesma forma são mentirosos deliberados;

  4. As agências estão mentindo para nós simplesmente para que fiquemos aterrorizados e aceitemos o plano de dissolver o governo e remover nossas liberdades.

A máscara caiu. Sabemos agora que nossas histórias originais que advertiam que o presidente Bush e o primeiro-ministro britânico Blair estavam invadindo o Iraque com base em mentiras estavam absolutamente corretas. Espalhe a notícia: todas essas histórias sobre terror são nada mais que mentiras.

A enganação é tão grande que estamos vendo Mateus 24:6-8 e 24:24 se tornando realidade nas notícias diárias.



Você está preparado espiritualmente? Sua família está preparada? Você está protegendo seus amados da forma adequada? Esta é a razão deste ministério, fazê-lo compreender os perigos iminentes e depois ajudá-lo a criar estratégias para advertir e proteger seus amados. Após estar bem treinado, você também pode usar seu conhecimento como um modo de abrir a porta de discussão com uma pessoa que ainda não conheça o plano da salvação. Já pude fazer isso muitas vezes e vi pessoas receberem Jesus Cristo em seus corações. Estes tempos difíceis em que vivemos também são tempos em que podemos anunciar Jesus Cristo a muitas pessoas.

Se você recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, mas vive uma vida espiritual morna, precisa pedir perdão e renovar seus compromissos. Ele o perdoará imediatamente e encherá seu coração com a alegria do Espírito Santo de Deus. Em seguida, você precisa iniciar uma vida diária de comunhão, com oração e estudo da Bíblia.

Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia-a-dia.

Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.

Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", dê um clique aqui: http://www.cuttingedge.org

Que Deus o abençoe.

Data de publicação: 21/10/2005
Patrocinado por: S. F. F. C. — Vargem Grande Paulista / SP
Revisão: http://www.TextoExato.com
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/n1938.asp