Proibição da Bíblia Pendente na Irlanda e na Califórnia

Autor: Jeremy James, 26/5/2018.

A escala e intensidade do ataque contra os valores cristãos continua a aumentar. A arrogância dos arquitetos da Nova Ordem Mundial e o séquito de sicofantas que os seguem e apoiam é verdadeiramente de fazer cair o queixo.

A implementação da NOM depende da contribuição desses sicofantas para sua obra tortuosa e enganadora. Muitos deles podem ser encontrados no campo da política. O papel deles é criar leis e regulamentações que façam avançar a agenda da NOM, normalmente exaltando os supostos méritos e benefícios não especificados.

Essas leis e regulamentações são frequentemente disfarçadas como alguma outra coisa e são carregadas com palavras enganosas cujo real significado somente se torna aparente quando elas são "interpretadas" pelos seus colegas no judiciário. Um projeto de lei, que parece significar uma coisa durante a tramitação, pode significar algo bastante diferente depois que a lei for aprovada e os tribunais começarem a usar seus aparentemente inocentes artigos e parágrafos para criar mais uma arma para atacar e solapar os valores bíblicos tradicionais.

Todos os principais partidos políticos nas democracias ocidentais estão trabalhando a favor da Nova Ordem Mundial. Eles marcham em sintonia com um plano imposto a partir de cima, onde uma liberdade civil após a outra está sendo juridicamente redefinida de acordo com os valores humanistas da NOM. Deste modo, os valores bíblicos tradicionais estão sendo deliberada e sistematicamente removidos das cláusulas constitucionais e estatutárias das democracias ocidentais.

Marxismo

Os objetivos deles são muito similares àqueles que foram expostos pelos teóricos marxistas do início do século 20, isto é, "redefinir" o casamento e a família, separar a sexualidade da procriação, abolir o direito à herança, proscrever qualquer religião diferente dos credos e instituições aprovados pelo Estado, legalizar o aborto e o divórcio, restringir a liberdade de expressão, restringir a liberdade de ir e vir, restringir o direito de se reunir em assembleias, restringir ou eliminar a acumulação de capital e tornar os direitos humanos fundamentais subservientes aos objetivos e aspirações do Estado.

Eles identificaram o gênero como um alvo fundamental neste programa. Como um bloco básico de construção em todos os relacionamentos sociais, um alicerce que permanece constante durante toda a vida, o gênero permite que as instituições sociais viáveis e produtivas permaneçam estáveis de uma geração para a próxima. Entretanto, se o gênero for fluído — ou visto como fluído — então essas mesmas instituições sofrem como consequência e perdem a integridade e estabilidade que anteriormente desfrutavam.

Alguns dos golpes infligidos até aqui têm sido atrozes. Dentro da lei irlandesa, um homem casado pode agora registrar seu gênero como "feminino" e até solicitar que sua certidão de nascimento seja alterada retroativamente. Ele não precisa consultar sua esposa nesta questão e também não precisa apresentar evidência médica alguma em suporte à sua solicitação. Depois que a solicitação for remetida pelos Correios, o casamento e os relacionamentos de família desse homem terão sido efetivamente obliterados.

Ou então, considere o caso de um menino que, aos dez anos de idade, fica convencido, depois de assistir a um programa na televisão, que "nasceu no corpo errado". Ele agora acredita que é, na verdade, uma menina, "presa" no corpo de um menino, uma situação que o deixa grandemente insatisfeito. Após uma legislação que foi introduzida em muitos países em anos recentes, os pais dessa criança terão grandes dificuldades para encontrar ajuda profissional apropriada para ele; muitos psiquiatras e conselheiros irão, na realidade, reforçar as ilusões do menino e, em alguns países, os pais poderão ser penalizados de alguma maneira se continuarem a insistir que o gênero da criança foi fixado no nascimento e não pode ser modificado.

Sinn Féin

Os marxistas modernos não operam mais usando seu antigo nome. Eles aprenderam que um dano muito maior pode ser infligido na sociedade se suas credenciais marxistas forem escondidas de vista. Portanto, enquanto se mascaram como socialistas progressistas, social democratas, ou algum dos muitos títulos similares, eles insidiosa e sorrateiramente chegaram até os centros de controle da maioria das democracias ocidentais.

O partido marxista irlandês é melhor conhecido como Sinn Féin. O povo irlandês muito tolamente pensa no Sinn Féin como o braço civil (ou civilizado) do IRA (Exército Revolucionário Irlandês), quando na realidade o IRA é o braço militar sempre preparado do Sinn Féin. Esses indivíduos sagazes prepararam seu caminho para dentro do espectro político irlandês ao longo das três últimas décadas, disfarçando-se como Partido dos Trabalhadores, Esquerda Democrática e Partido Trabalhista, respectivamente. Hoje, os membros mais prestigiosos conseguem se apresentar diretamente como Sinn Féin, um partido do povo. Essa estratégica foi tão bem sucedida que o partido recentemente superou o Fianna Fáil como o segundo partido político mais popular no país.

Como todo partido marxista nacional, o Sinn Féin é um instrumento da Nova Ordem Mundial. Como um agente de mudança subversivo, ele zomba da identidade nacional, ao mesmo tempo que finge defendê-la. Ele agora obteve uma forte inserção no Parlamento Irlandês e está começando a patrocinar legislação usando seu próprio nome.

Sua mais absurda contribuição até aqui é um projeto de lei apresentado na Câmara Alta do Parlamento, chamado de Lei de Proibição das Terapias de Conversão de 2018. Como ela parece estar modelada com base em um projeto de lei similar apresentado na Assembleia Legislativa do estado americano da Califórnia, veremos primeiro este último e seu desenvolvimento.

Fintan Warfield — Sinn Fein
Niall Ó Donnghaile — Sinn Fein
Pádraig Mac Lochlainn — Sinn Fein
Rose Conway-Walsh — Sinn Fein
Máire Devine — Sinn Fein
Paul Gavan — Sinn Fein
David Norris — independente
Victor Boyhan — independente
Lynn Ruane — independente
Alice-Mary Higgins — independente
Joan Freeman — independente
Colette Kelleher — independente
Gerard P. Craughwell — independente
Frances Black — independente
Ivana Bacik — Trabalhista
Kevin Humphreys — Trabalhista
Aodhán Ó Ríordáin — Trabalhista
Catherine Ardagh — Fianna Fail
Jerry Buttimer — Fine Gael
Grace O'Sullivan — Verde

Senadores listados na lei irlandesa como seus patrocinadores oficiais. O Sinn Féin é o partido patrocinador.

Califórnia

O estado da Califórnia aprovou uma legislação abrangente em 2012 [SB 1172] que proibiu o oferecimento de terapia de conversão para menores em base comercial. Agora não é mais possível para os pais preocupados garantir aconselhamento profissional para um filho ou filha que pensa que possa ser um homossexual. Um projeto de lei [AB 2943] está agora em tramitação, que procura estender essa proibição ao oferecimento de todos esses serviços no estado da Califórnia.

AB 2943

O projeto de lei californiano — AB 2943 — começa citando uma longa lista de órgãos profissionais que já condenaram a terapia de conversão, incluindo.

Entre as muitas afirmações feitas pelos órgãos, a terapia de conversão ou "esforços de mudança da orientação sexual" são "coercitivos" e "fraudulentos" e podem causar "sérios danos" ao indivíduo. De fato, o preâmbulo do projeto de lei, que procura justificar essa medida draconiana, traz um resumo dramático dos efeitos que esse tratamento alegadamente pode causar:

"... os esforços de modificação da orientação sexual podem representar riscos à saúde para pessoas lésbicas, homossexuais e bissexuais, incluindo confusão, depressão, culpa, falta total de ânimo, desesperança, vergonha, afastamento do convívio social, tendências suicidas, abuso de substâncias químicas, estresse, desapontamento, culpa, baixa auto-estima, falta de autenticidade em relação aos outros, maior aversão a si mesmo, hostilidade e acusação em relação aos pais, sentimentos de raiva e de traição, perda de amigos e de potenciais parceiros românticos, problemas na intimidade sexual e emocional, disfunção sexual, comportamentos sexuais de alto risco, um sentimento de estar desumanizado e sendo falso consigo mesmo, perda da fé e um senso de ter desperdiçado tempo e recursos."

Ironicamente, esta lista poderia igualmente ser tomada como uma descrição das consequências de viver um estilo de vida homossexual. Como podem os órgãos profissionais em questão identificar a diferença?

Mais Pseudociência da Nova Ordem Mundial

Grande parte da "ciência" que está por trás dessa pesquisa é puramente especulativa, baseada em grande parte nas convicções políticas e morais de seus autores, bem como, em muitos casos, em suas orientações sexuais. A profissão de psiquiatra parece nunca ter dificuldades em encontrar dados que provem suas amadas teorias. Como eles também exercem um monopólio neste campo, não temos modo de refutar suas afirmações (de acordo com o padrão deles de prova), além de citar evidência do contrário. Todos já ouvimos casos em que, por meio de intervenção eficaz ("terapia de conversão"), uma pessoa com fortes inclinações homossexuais conseguiu redescobrir e expressar sua verdadeira natureza heterossexual.

Também sabemos que muitas pessoas jovens, especialmente os adolescentes, passam por uma fase emocional caracterizada por atração ao mesmo sexo e algum grau de confusão de gênero. Essa condição transiente normalmente passa de forma natural e nenhuma intervenção é necessária. Entretanto, se a pessoa de tornar fixada em seus sentimentos e buscar orientação profissional, até aqui ela tem conseguido obtê-la.

SB 1172

A Lei de 2012 — SB 1172 — modificou completamente tudo isto. Ela tornou ilegal para qualquer profissional fornecer aconselhamento para uma pessoa menor de 18 anos com vistas a modificar sua orientação sexual. Os servidores civis que prepararam o memorando explanatório que acompanha a Lei 2018 explicaram a proibição como segue:

"Especificamente, a SB 1172 proibe um 'provedor de saúde mental' (definido como um médico especializado na prática da psiquiatria, um psicólogo, um assistente de psicólogo, estagiário, um terapeuta licenciado de casamento e família, um terapeuta registrado de casamento e família, um psicólogo escolar credenciado, um profissional de serviço social clínico licenciado, um servidor social clínico associado, um orientador clínico profissional licenciado, um orientador, estagiário clínico registrado, ou qualquer outra pessoa designada como um profissional da área de saúde mental dentro das leis ou regulamentações do estado da Califórnia) de realizar quaisquer 'esforços de modificação da orientação sexual' em qualquer paciente menor de 18 anos de idade. A lei SB 1172 também especifica que quaisquer esforços de modificação da orientação sexual por um fornecedor de serviços de saúde mental que envolva um paciente menor de 18 anos de idade é conduta não profissional e sujeita o fornecedor à disciplina pela entidade de classe licenciadora."

Portanto, se você tiver 17 anos e procurar orientação de um profissional qualificado com relação à sua orientação sexual, qualquer profissional que se ofereça para ajudá-lo correrá o risco de ter seu registro cassado.

Esta lei draconiana foi questionada nos tribunais. O primeiro questionamento relacionou-se com a liberdade de expressão (que é garantida pela Primeira Emenda). O tribunal rejeitou esse argumento com o fundamento que "os médicos são rotineiramente responsabilizados por darem orientação médica negligente para seus pacientes" sem qualquer sugestão que seus direitos da Primeira Emenda estavam sendo violados. Em outras palavras, o tribunal aceitou como auto-evidente a afirmação que a terapia de conversão é uma prática prejudicial e que não deve ser permitida.

O tribunal decidiu, além disso, que a liberdade religiosa do indivíduo (também garantida pela Primeira Emenda) não foi infringida, porque a política imposta sob a lei foi "geralmente aplicável, neutra e não regula as crenças do litigante como tais". Isto envolve uma séria corrupção daquilo que normalmente compreendemos pelo termo "liberdade religiosa". O tribunal a aplicou para a crença de alguém somente e não levou em conta o fato que a liberdade religiosa também envolve atividades e práticas que não podem ser reduzidas a "crenças como tais". Este é um chocante exemplo do modo como a Nova Ordem Mundial está distorcendo os conceitos jurídicos tradicionais para se encaixar com sua própria agenda.

Por este meio e outros similares, os direitos dos pais de cuidarem de seus filhos sem a indevida interferência do Estado estão sendo continuamente erodidos. Neste exemplo, o tribunal determinou que o Estado tem o direito de restringir o acesso a certos serviços que ele considera inseguros, exatamente do mesmo modo como pode exigir que os pais vacinem seus filhos. Em outras palavras, uma intervenção ilícita em um conjunto de circunstâncias está sendo usada como um precedente legal para justificar uma intervenção ilícita em outra. Isto é típico das táticas usadas pela Nova Ordem Mundial.

Como AB 2943 Difere de SB 1172

Em vez de oferecer nossa própria interpretação do que o projeto de lei atual, AB 2943, pretende alcançar, apresentamos aqui a análise fornecida no memorando explanatório oficial:

"Esta lei busca estender a proibição da SB 1172 a respeito dos esforços de modificação da orientação sexual. Embora a lei estadual existente torne ilegal para os provedores de saúde mental licenciados se envolverem nos esforços de modificação da orientação sexual com menores, a prática é lícita para os fornecedores de saúde mental (e todos os outros praticantes leigos e profissionais) realizarem com adultos consensuais. Esta lei procura estender a proibição da SB 1172 de vários modos. Primeiro, procura aplicar a proibição sobre o desempenho dos esforços de modificação da orientação sexual para todas as pessoas, independente da idade. Em segundo lugar, procura estender a proibição da SB 1172 — limitada a esforços de terapia por provedores de serviço mental e com menores — para todas as pessoas que se envolvem em esforços de modificação da orientação sexual. Finalmente, esta lei procura proibir a 'propaganda ou oferecimento' de esforços de modificação da orientação sexual, bem como os próprios esforços de modificação."

"Assim, ao contrário da SB 1172, esta lei se aplicaria a todas as pessoas, incluindo, mas não limitados aos fornecedores de saúde mental, que praticam esforços de modificação da orientação sexual de forma comercial, bem como a propaganda e oferecimento desses serviços."

Portanto, a Lei de 2018 é destinada a estender a proibição de 2012 para todas as pessoas, não apenas menores e os provedores de saúde mental. Entretanto, devido ao modo como a lei foi redigida, essa ampla proibição pode não ser aparente para muitos leitores. Isto é devido à inclusão de uma dupla proibição altamente incomum na lei, em que o próprio serviço é banido, junto com todas as formas de sua divulgação. Podemos naturalmente assumir que, se um serviço é banido, então não há necessidade de também incluir uma cláusula explícita para banir a propaganda que oferece o serviço. Por meio desse dispositivo desnecessário, a lei dá a impressão que somente tem o objetivo de banir a propaganda e divulgação e que o serviço propriamente ainda é legal. Como vimos, este não é o caso. A lei garante que nenhum provedor de saúde mental (ou qualquer outra pessoa) no estado da Califórnia pode fornecer esse serviço para qualquer um, independente de sua idade.

Liberdade Religiosa

O memorando explanatório toca em uma questão de grande importância para os pastores e ministros religiosos. A lei somente se refere ao serviço quando ele é fornecido comercialmente (quando o orientador é remunerado pelo serviço) ou é aplicável mesmo nos casos em que nenhum pagamento está envolvido? Os autores do memorando comentam da seguinte forma: "Aqui, a lei não se aplica às atividades não-comerciais e, portanto, parece isentar os orientadores religiosos e morais que não são remunerados." [ênfase adicionada].

É difícil encontrar conforto nas palavras "parece isentar". Eles prosseguem e dizem:

"Além disso, a lei não deve ter impacto sobre a capacidade dos possíveis conselheiros não remunerados, incluindo orientadores religiosos ou espirituais e qualquer outra pessoa que tente aconselhar os outros a modificarem sua orientação sexual, desde que esses esforços sejam realizados de forma não remunerada." [ênfase adicionada].

"Não deve ter"?

Claramente, a lei deixa aberta a possibilidade para que os pastores e clérigos possam ser acusados de uma infração criminal. Ninguém saberá com certeza até que isto seja testado nos tribunais, mas o resultado é previsível, pois os tribunais na Califórnia já mostraram repetidamente uma nítida hostilidade em relação aos valores bíblicos tradicionais.

Esta abordagem é claramente deliberada. A questão poderia ter sido tratada simplesmente definindo o que exatamente constitui um fornecedor de esforços de modificação da orientação sexual, mas não. Como diz o memorando: "A única diferença entre as duas definições é que a lei SB 1172 inclui uma descrição de quem fornece os esforços de modificação da orientação sexual e esta lei não." [ênfase no original].

A Lei Efetivamente Proíbe Certas Passagens na Bíblia

Portanto, aqueles que argumentam que a lei [AB 2943] tem o propósito de proibir os cristãos de defenderem e observarem certas passagens na Bíblia estão corretos. Efetivamente, a lei torna ilegal os versos da Escritura que condenam ou proscrevem a homossexualidade e criminaliza qualquer um que — nas circunstâncias descritas na lei — atue em obediência a esses versos.

Deve ser compreendido que uma lei que proíbe partes da Bíblia está na realidade proibindo toda a Bíblia, pois nenhum verso na Escritura pode ser excluído ou emendado. A Palavra de Deus foi dada como uma declaração indivisível da vontade de Deus para a humanidade. Assim, qualquer cristão que defenda a Palavra de Deus a defende em sua inteireza.

A lei tornará extremamente difícil para os pastores e ministros cristãos aconselharem os homossexuais de uma maneira bíblica. Os pregadores também serão grandemente restringidos. Como a linha não está traçada de forma clara, muitos preferirão exercer cautela. Poucos condenarão abertamente a homossexualidade e o estilo de vida homossexual para que suas palavras não sejam interpretadas como uma tentativa de aconselhar ou influenciar um ou mais membros de sua congregação.

A lei também colocará grande pressão sobre as editoras e livrarias para tornar disponível somente as traduções da Bíblia que foram significativamente modificadas e atenuadas em seu significado original nas passagens que condenam o comportamento homossexual. Isto sugere que um dos principais objetivos da lei é tirar a tradução Autorizada do Rei Tiago (King James Version) de circulação.

A Nova Ordem Mundial é a principal aliada de Satanás na Terra, em sua guerra contra Deus. Como os amalequitas, ela continuará a atacar aqueles que estiverem na retaguarda, assediando e rosnando contra aqueles que ficaram mais afastados e distantes. Os cristãos cuja fé em Deus e em Sua Palavra está mais fraca cairão primeiro. Esta lei acelerará grandemente esse processo, permitindo que os inimigos do Cristianismo se assentem nos bancos das igrejas e observem uma oportunidade de atacar a partir de dentro. Um pastor que seja verdadeiramente fiel à Palavra de Deus poderá em breve estar diante de um tribunal, gastando tempo, energia e recursos financeiros escassos e preciosos para se defender de acusações infundadas e vis como consequência dessa lei.

A Lei Irlandesa

A lei irlandesa é ainda mais extremista que sua correspondente californiana. No típico estilo do Sinn Féin, ela é totalmente sem sutileza. Ela declara claramente que um cidadão irlandês poderá ser preso por até seis meses e/ou multado em até 5.000 euros se oferecer a terapia de conversão a uma pessoa, se anunciar o serviço, ou se levar a pessoa para outro país para receber a terapia de conversão. (As penas são dobradas para os profissionais.)

Deve ser observado que a oferta da terapia de conversão é uma infração punível com prisão. Não há necessidade dentro da lei que a pessoa que esteja fazendo a oferta tenha as habilidades profissionais necessárias. Assim, um pastor preocupado que se refira à terapia de conversão como uma opção real (a ser obtida por iniciativa da própria pessoa, fora do país) poderia ser interpretado como tendo "oferecido" o serviço. O ônus da prova é tão vago que virtualmente qualquer menção positiva da terapia de conversão poderá ser interpretada como uma infração pela lei, da forma como ela está atualmente.

Significativamente, a lei torna muito claro que uma ofensa é cometida mesmo se nenhum pagamento financeiro estiver sendo oferecido ou feito.

A lei também inclui uma cláusula que é digna de um Estado totalitário que mantém Gulags. Qualquer pessoa que tente deixar o país com outra pessoa, com vistas a procurar uma terapia de conversão para aquela pessoa, é culpada de um crime. Stálin ficaria orgulhoso dos vinte senadores que colocaram seus nomes neste documento vil.

Se alguém duvida da venalidade da Nova Ordem Mundial e de sua agenda maligna, deve refletir a respeito dessa cláusula. Tenha em mente que os vinte senadores que estão por trás dessa lei representam todos os principais partidos políticos que existem na Irlanda. Isto é prova sólida, se prova for necessária, que o país está sendo controlado por uma única entidade política e que os vários "partidos" são meramente uma fachada por meio do qual essa entidade opera.

Quando o Cuidado Pastoral É um Crime

Podemos ver que, incluindo uma proibição à viagem, a lei vai ainda mais longe que sua correspondente californiana. Um pastor ou ministro cristão na Irlanda quase certamente será considerado culpado de uma infração se exortar um membro de sua congregação a buscar a terapia de conversão. Os pais que levarem seu filho ou filha para o exterior para receber esse tipo de terapia também seriam culpados de uma infração. É irrelevante se o jovem buscou ativamente a intervenção profissional e pressionou seus pais a ajudá-lo.

Em muitos aspectos, a Irlanda difere pouco de um país marxista de partido único. Atrás da fachada dos múltiplos partidos, um ataque organizado está sendo realizado contra os valores bíblicos tradicionais. A instituição do casamento foi destruída em 2015 quando a nação, orientada pelo governo, votou majoritamente a favor da legalização do "casamento" entre dois homossexuais. Com a passagem da Lei de Reconhecimento de Gênero, no mesmo ano, um homem pode agora se tornar "mulher" na lei e uma mulher pode ser tornar um "homem". A lei de inversão de gênero da Irlanda é, provavelmente, a mais liberal do mundo. Ontem, 25 de maio, após imensa pressão dos políticos de todos os partidos, o povo da Irlanda votou por uma margem folgada pela legalização do homicídio de uma proporção significativa de suas crianças nascituras. Além disso, com esta lei draconiana, cortesia dos marxistas do Sinn Féin, qualquer um que tentar manter a posição bíblica a respeito da homossexualidade poderá ser condenado por uma ofensa criminal e ficará sujeito a receber uma pena de 6 a 12 meses de prisão.

Se este horrendo projeto de lei for aprovado pelo Parlamento irlandês, ele tornará a Irlanda o regime político mais opressivo na Europa Ocidental para os cristãos nascidos de novo. Qualquer um que pregar a Bíblia como ela deve ser pregada correrá o risco de cometer um crime. Qualquer um que fizer uma exposição da Bíblia da forma como ela deve ser exposta, até mesmo por escrito, poderá ser acusado de promover ("divulgar") a terapia de conversão. Mesmo se a pessoa não estiver defendendo um fornecedor específico, o endosso de um serviço proscrito provalmente constituirá uma infração, de acordo com a legislação proposta.

Conclusão

Os eventos estão ocorrendo rapidamente. A Nova Ordem Mundial está deliberadamente promovendo as perversões sexuais, a sodomia e a pornografia em grande estilo, tudo com vistas a atacar e destruir o Cristianismo bíblico. Certos países parecem ter sido escolhidos para liderar essa agenda, notavelmente fortalezas maçônicas, como a Escócia, Canadá, Irlanda, Nova Zelândia e Austrália. A Escócia tem sua lei da "Pessoa Indicada", que permite que um servidor público designado levante com o filho ou filha de alguém a possibilidade que ele/ela possa ser um homossexual ou que tenha nascido no corpo errado e tenha de mudar de gênero. O Canadá tornou ilegal disseminar literatura que critique o transgenerismo ou que advirta a respeito de seus riscos. O Parlamento da Nova Zelândia recentemente mostrou a assim chamada Bandeira Intersexo, o primeiro Parlamento nacional a fazer isto. Os australianos estão tornando ilegal dar às crianças qualquer livro ou brinquedo que implique que ela seja definitivamente um menino ou definitivamente uma menina. Todos os livros e brinquedos precisaram passar por um teste de neutralidade de gênero. A Irlanda está liderando o caminho na inversão de gênero, censura da Bíblia e intimidação religiosa.

Isto é mais do que apenas uma "tendência". Este é um programa deliberado em escala mundial de subversão moral, financiado pela Elite e levado adiante pela cabala de famílias que são luciferianas há várias gerações e que atualmente controlam a maioria dos países ocidentais.

As duas câmaras do Parlamento Irlandês estão preenchidas em grande parte por membros das linhagens sanguíneas "reais", as dinastias governantes auto-indicadas, que desde tempos imemoriais adoram a Baal. O mesmo grupo sinistro erigiu o santuário a Baal no centro de Dublin em 2003, conhecido como Millennium Spire. Muitos deles são secretamente transgêneros.

Independente se essa lei estalinista for ou não aprovada em sua forma atual, sua própria existência é prova que a elite governante da Irlanda despreza o Cristianismo e que está determinada a impor as perversões da Nova Ordem Mundial sobre uma população impenitente e que não se envergonha mais de nada.

"Eu, eu sou aquele que vos consola; quem, pois, és tu para que temas o homem que é mortal, ou o filho do homem, que se tornará em erva? E te esqueces do SENHOR que te criou, que estendeu os céus, e fundou a terra, e temes continuamente todo o dia o furor do angustiador, quando se prepara para destruir; pois onde está o furor do que te atribulava?" [Isaías 51:12-13].

Aviso Especial

Incentivamos os leitores que visitam regularmente este website a baixarem o maior número possível de ensaios para fins de cópia de segurança e circulação futura, pois eles poderão não estar disponíveis para sempre.



Autor: Jeremy James, artigo em http://www.zephaniah.eu
Data da publicação: 17/6/2018
Transferido para a área pública em 29/4/2020
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/proibida.asp