A Torre em Chamas — Um Evento Planejado

Autor: Jeremy James, 18 de junho de 2017.

Certa vez um ex-membro dos Illuminati foi questionado se o grupo tinha alguma fraqueza. Em sua resposta, ele disse que a principal fraqueza deles era sua incrível arrogância. Se alguma vez eles vacilassem na estrada para o Armagedom, seria provavelmente devido a este fato.

Cada vez mais estamos vendo exemplos dessa arrogância, que parece estar maior do que nunca antes. Em janeiro de 2017, a revista The Economist publicou um conjunto de oito cartas do Tarô na capa frontal de uma edição especial, com o propósito de predizer os principais eventos de significado internacional no ano que estava começando:

Poderíamos escrever um longo ensaio apenas para discutir o simbolismo arcano que está por trás dessa capa bizarra, mas, em vez disso, enfocaremos apenas a primeira carta — "A Torre".

A compreensão mais usal é que esta carta representa o súbito raio de verdade que causa uma ruptura no antigo regime. O raio é um símbolo comum do próprio Satanás. Assim, a carta aponta para a destruição da Antiga Ordem Internacional, que a revista The Economist implica que é caracterizada por dois campos políticos amplos — o campo cristão e o campo comunista. Os Illuminati têm a intenção de substituir esses dois pela Nova Ordem Mundial, operada por um sistema fascista e totalitário de governo.

Eles já usaram o tema da Torre em Chamas quando declararam a aurora da N. O. M., em setembro de 2001. Três torres (não duas) foram destruídas em Manhattan, na cidade de Nova York, em um ato audaciosamente arrogante de violência.

A Torre Grenfell

A revista The Economist anunciou parte do programa dos Illuminati para 2017 ao publicar essas oito cartas do Tarô. Essas pessoas estranhas apreciam os sinais e símbolos místicos. A predição da Torre em Chamas veio a se tornar realidade em 14 de junho quando um edifício de apartamentos foi quase totalmente incinerado. A Torre Grenfell tinha 66,6 metros de altura e ali residiam cerca de 600 pessoas — em grande parte mulheres e crianças — em seus 24 andares. O número final de vítimas ainda não é conhecido e uma grande proporção dessas pessoas ainda está desaparecida.

As testemunhas oculares reportaram que viram mulheres lançarem seus filhos dos andares superiores, esperando que aqueles que estavam no solo conseguiriam pegá-las. Houve reportagens similares de corpos em queda em 11/9/2001. É interessante que a carta do tarô Rider-Waite mostra a mesma cena horrível. Ela também mostra o raio na forma de um "W" muito distinto — o código de área para Torre Grenfell é W11. O número '11' é uma assinatura bem conhecida dos Illuminati, enquanto que o "W" representa a letra 'vav' no alfabeto hebraico, outro de seus símbolos favoritos. (Leia nosso ensaio de número 42, publicado em 2013.)

A Referência ao Anticristo

De modo a avaliar a importância do símbolo da Torre em Chamas para os Illuminati — os Filhos da Perversidade — precisamos ver um episódio tenebroso do livro de Juízes. Abimeleque era o filho de Gideão com sua concubina siquemita. Quando Gideão morreu, Abimeleque conspirou com alguns homens vis para assassinar seus setenta irmãos — somente um deles sobreviveu. A Palavra de Deus nos diz que todos os irmãos de Abimeleque foram executados sobre uma pedra. Após esse ato brutal, Abimeleque declarou-se rei de Israel.

O único irmão sobrevivente profetizou a destruição de Abimeleque da seguinte maneira:

"Mas, se não, saia fogo de Abimeleque, e consuma aos cidadãos de Siquém, e a casa de Milo; e saia fogo dos cidadãos de Siquém, e da casa de Milo, que consuma a Abimeleque." [Juízes 9:20].

Mais tarde, quando Abimeleque começou a encontrar alguma resistência, ele tratou seus opositores com brutalidade. Quando cerca de mil homens e mulheres tentaram se abrigar na torre de Siquém, Abimeleque mostrou aos seus seguidores exatamente o que queria que eles fizessem:

"Subiu, pois, Abimeleque ao monte Salmom, ele e todo o povo que com ele havia; e Abimeleque tomou na sua mão um machado, e cortou um ramo de árvore, e o levantou, e pô-lo ao seu ombro, e disse ao povo, que com ele havia: O que me vistes fazer apressai-vos a fazê-lo assim como eu. Assim, pois, cada um de todo o povo, também cortou o seu ramo e seguiu a Abimeleque; e pondo os ramos junto da fortaleza, queimaram-na a fogo com os que nela estavam, de modo que todos os da torre de Siquém morreram, uns mil homens e mulheres." [Juízes 9:48-49].

Abimeleque é uma das várias figuras do Anticristo na Bíblia. Ele exibiu a mesma sagacidade e selvageria que caracterizará o Anticristo no fim dos tempos, a quem os Illuminati reverenciam como o verdadeiro salvador da humanidade.

A decisão dele de incinerar vítimas inocentes acabou sendo sua ruína. Quando forçou os moradores de Tebes, uma cidade vizinha, a fugirem e buscarem abrigo em uma torre alta, ele "veio até à torre, e a combateu; e chegou-se até à porta da torre, para a incendiar." [Juízes 9:52]. Mas, uma mulher lançou um pedaço de uma pedra de moinho sobre a cabeça de Abimeleque e rachou-lhe o crânio. Para não morrer pelas mãos de uma mulher, ele ordenou que seu escudeiro o atravessasse com sua espada.

Imolação Demoníaca

A morte pelo fogo é conhecida como imolação. Ela tem um nome especial por que é conhecida há muito tempo. Como já escrevemos em ensaios anteriores, as bombas incendiárias que foram lançadas sobre cidades populosas da Alemanha e do Japão durante a Segunda Guerra Mundial não foram nada mais do que a deliberada imolação de dezenas de milhares de mulheres e crianças. Aqueles ataques não serviram a propósito estratégico algum.

A adoração a Moloque, que era endêmica nos tempos bíblicos, envolvia a voluntária imolação de uma criança por seus próprios pais. O aborto é uma forma moderna de imolação, em que uma mãe voluntariamente oferece sua própria criança nascitura sobre o altar dos seus próprios interesses e conveniências (uma forma de idolatria), após o que o corpo minúsculo da criança é queimado.

Os eventos trágicos na Torre de Grenfell não foram acidentais. Os residentes tinham reportado suas preocupações com a segurança aos órgãos municipais vários meses antes do incêndio. O próprio edifício, como todos os edifícios residenciais muito altos, foi projetado para conter um incêndio dentro do andar em que ele se originar e impedir que o fogo se propague rapidamente para outros andares. O fogo na Torre Grenfell propagou-se muito depressa porque foi transmitido para os andares superiores a partir de fora. Incrivelmente, o revestimento exterior que foi colocado no edifício muito depois de sua construção era inflamável. Além disso, os residentes foram instruídos a permanecerem dentro de seus apartamentos até que fossem resgatados pelos bombeiros. Todos os que seguiram esta orientação morreram.

Apenas como um parênteses aqui, a estrutura interna do edifício é sólida. Não há risco que ela venha a desabar. Esta é evidência adicional que os incêndios nas três torres em 11/9/2001 não poderiam ter infligido danos estruturais que as fizessem desabar e se transformar em um amontoado de poeira.

A Torre Grenfell cumpriu a primeira predição na capa da revista The Economist. Os Illuminati gostam de fingir que podem predizer o futuro, o que não é difícil para quem já planejou os eventos em questão e possui os meios para perpetrá-los.

Muitos acharão difícil acreditar que um ato como este foi deliberado. Eles não compreendem a importância do simbolismo ocultista para os Illuminati, ou o papel exercido pela imolação nas obras das trevas. Por esta razão incluímos outra evidência, com base nos ocultistas "aserins" da Londres Babilônia (veja nosso ensaio de número 56, intitulado "Babylonian London, Nimrod, and the Secret War Against God", publicado em 2014).

A Torre Grenfell está localizada em 51.30.50.38N e 0.12.56.42W. Isto coloca seu centro em uma "linha de poder" ocultista que passa por quatro grandes aserins (Veja o Apêndice A):

  1. Memorial da Guerra Meath, no Portão de Lancaster (51.30.40.42N e 0.10.47.91W)
  2. A torre da Capela de Grosvenor, em Mayfair (51.30.32.41N e 0.09.05.22W)
  3. Memorial da Guerra, em Southwark (51.30.15.35N e 0.05.27.21W)
  4. A torre da Igreja de Santa Maria, em Rotherhithe (51.30.04.92N e 0.03.15.13W)

O centro da torre também está localizado a uma mesma distância de dois grandes obeliscos em Londres — a Agulha de Cleópatra (altura de 69 pés) [veja foto à esquerda] e Ponte Lambeth NW (altura 40 pés) [veja foto à direita]. O primeiro é considerado como um dos mais prestigiosos obeliscos no mundo; anteriormente ele estava instalado na antiga cidade egípcia de Heliópolis.

A assinatura babilônia é inegável.

As chances de tudo isto acontecer por acidente são zero.



Apêndice A

A Torre Grenfell Está em Alinhamento com Quatro Grandes Aserins

Os leitores podem conferir esse alinhamento por si mesmos indo ao Google Earth e dando um clique em "Tools" e depois na opção "Ruler". Coloque o cursor sobre o centro da Torre Grenfell e dê um clique. Em seguida, trace a linha e coloque o cursor sobre St. Mary's Church, Rotherhithe, e dê um clique duplo. A linha deve agora ficar fixada na posição. Se você verificar os três outros aserins, descobrirá que eles se alinham da forma mostrada nas imagens a seguir:

A Torre Grenfell É Equidistante de Dois Grandes Obeliscos

Além de tudo isto, a Torre Grenfell é equidistante de dois grandes obeliscos situados na margem ocidental do rio Tâmisa — A Agulha de Cleópatra e o obelisco mais ao norte, ao lado da Ponte Lambeth . A distância de cada um até o centro da Torre Grenfell é exatamente de 21.835 pés (cerca de 6,6 km).

O significado ocultista desse fenômeno — a localização de uma estrutura a uma mesma distância de dois obeliscos — é explicado em nosso estudo da Londres Babilônia (veja o ensaio 56 referido anteriormente.).



Autor: Jeremy James, artigo em http://www.zephaniah.eu.
Data da publicação: 22/6/2017
Transferido para a área pública em 21/1/2020
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/torre.asp