Transgenerismo, Pharmakeia e Feitiçaria: Farinha do Mesmo Saco

Autor: Jeremy James, 26/8/2016.

Os britânicos têm uma longa tradição de imitar mulheres no teatro, na pantomima e em programas de auditório. Isto parece ser uma parte estabelecida de sua cultura. Por exemplo, em praticamente todos os campos de prisioneiros em que soldados britânicos estavam detidos durante a Segunda Guerra Mundial, eles organizavam, para se distrair, apresentações de esquetes em que os homens mais efeminados se vestiam provocantemente como mulheres. Muitos programas de televisão que fizeram sucesso nos anos 1960s e 1970s mostravam famosos imitadores de mulheres, como Danny La Rue, Dick Emery, Benny Hill e o elenco do filme O Santo Circo Voador, de Monty Pythom. O travestismo também era muito proeminente na vulgar série Carry On.

Entretanto, em conjunto com o uso explícito da imitação de mulheres no cinema e na televisão nos anos 1960s, outro programa estava em ação. Esse programa envolvia o uso não revelado de atores transgêneros em toda a indústria do entretenimento. Uma súbita transição foi obtida por meio de um programa muito bem planejado de transformação social. Essa transformação foi constituída por três elementos: (1) uma revolução sexual, em que anticoncepcionais químicos recém-inventados levaram a um acentuado aumento da promiscuidade sexual entre os jovens; (2) uma revolução dos narcóticos, especialmente a maconha e uma nova droga sintética inventada, o LSD; e (3) uma nova variedade de música revolucionária conhecida como Rock-and-Roll. A revolução da música Rock foi grandemente auxiliada pelos dois primeiros elementos, ambos os quais dependiam da invenção e distribuição das novas drogas. Em resumo, a farmacologia foi uma peça central em todo esse programa de transformação social.

Com tantas novidades glamorosas sendo quase que continuamente empurradas goela abaixo do público britânico, ninguém parece ter questionado o gênero do estranho novo modelo da moda, Twiggy, ou perguntou se qualquer um dos elogiadíssimos astros da música Rock, como Mick Jagger, que frequentemente eram bastante efeminados em sua aparência, poderiam ter nascido meninas.

A Questão da Prova

É difícil provar que uma pessoa é secretamente um transgênero. Por este motivo, é útil ter acesso, via Internet, a uma infinidade de fotografias de astros e outras celebridades em diferentes estágios de suas carreiras. O processo de envelhecimento tende a diminuir o disfarce criado por meio de cirurgias e tratamentos hormonais. Muitas das fotografias mais reveladoras são aquelas tiradas sem aviso, normalmente em público, quando a pessoa não tem tempo para fazer uma pose ou aplicar maquiagem.

Os arquitetos da vindoura Nova Ordem Mundial estão usando a confusão de gêneros para efetivar uma extensa transformação social (tratamos disso em um ensaio anterior, intitulado "A Maligna Agenda dos Transgêneros e seu Vínculo com a Nova Ordem Mundial"). Apenas para lembrar os leitores do papel que o transgenerismo está exercendo nas indústrias do cinema e do entretenimento, consideraremos apenas um caso famoso, em que a evidência fotográfica é tão evidente que até o cético mais ardoroso certamente parará para pensar. A estrela em questão é Gloria Swanson, cuja ilustre carreira pode ser rastreada até o tempo do cinema mudo. Swanson foi honrada com duas estrelas na "Calçada da Fama" em Hollywood — uma por seu trabalho nos filmes e outra pelo trabalho na televisão. Hoje, ela é melhor lembrada por seu papel de Norma Desmond no filme Sunset Boulevard.

As fotos seguintes mostram — conclusivamente na nossa visão — que Gloria Swanson era um homem com trajes de mulher, se não um verdadeiro transgênero:

Swanson tem uma estranha semelhança com outro travesti/transgênero, Jerry Hall. O jornal britânico The Sun trouxe uma matéria impressionante sobre Hall em 24 de fevereiro de 2011 — veja o quadro seguinte.

A Elite puniu o idoso Rupert Murdoch, o proprietário do jornal The Sun, por publicar essa foto altamente reveladora. Em 2013, após um relacionamento aparentemente satisfatório que se prolongou por 14 anos, ele inesperadamente se divorciou de sua jovem esposa, a chinesa Wendi Deng, e se casou com Jerry Hall (em 2016). Ninguém faz algo assim voluntariamente aos 85 anos de idade. Claramente, Murdoch não estava tão alto assim na hierarquia social quanto tinha imaginado. Jezabel teve sua vingança.

A Ex-Modelo Jerry Hall

Parece que ser casada com Mick Jagger por 23 anos teve um efeito em Jerry Hall. Aos 54 anos, ela obviamente se esqueceu de arrumar a cara antes de aterrissar no aeroporto Heathrow, em Londres, ontem.

Jerry parecia cansada e indisposta ao sair pelo Terminal de Desembarque, muito diferente da texana gloriosa que estamos acostumados a ver.

É impressionante o que alguns tapas podem fazer — apenas dê uma olhada na fotografia no lado esquerdo, tirada no mês passado.

Sem dúvida, as muitas horas de voo dos EUA até a Inglaterra tiveram algo que ver com a aparência dela, mas Jerry não é normalmente o tipo de mulher que vacila e deixa abaixar a guarda.

Ela chegou a tempo de participar da Semana da Moda em Londres.

Programas Inteiros na Televisão São Transgêneros

O estranho mundo de Swanson e Hall está repleto de pessoas igualmente ambiciosas e implacáveis que querem avançar na indústria cultural e de espetáculos. Elas sabem que a Elite está usando a indústria do entretenimento para criar uma crise de identidade de gênero dentro da população geral. Recompensas lucrativas são oferecidas aos transgêneros que estejam dispostos a trabalhar na indústria e que possam convincentemente retratar uma pessoa do sexo oposto. Este padrão está agora tão firmemente estabelecido que muitos programas de televisão rotineiramente incluem transgêneros de ambos os sexos.

Durante minha infância na Irlanda nos anos 1960s, minha família acompanhava pela televisão uma comédia de situação que fazia muito sucesso na época, The Honeymooners. A história se passava no bairro do Brooklyn, em Nova York, e os atores principais eram Jackie Gleason e Art Carney. Como eu era uma criança, não conseguia compreender por que as pessoas no programa tinham uma aparência tão peculiar. Elas eram muito diferentes dos adultos que eu conhecia em minha cidade. Hoje, quando estudo os passos que estão sendo dados para produzir a N. O. M., posso ver como a estratégia de mudança de gêneros planejada pela Elite — e implementada por meio de programas de televisão como aquele — já estava em operação antes mesmo do advento da televisão.

É difícil para o cidadão comum aceitar a existência de atores e atrizes transgêneros. Qualquer um achará a ideia muito desconcertante. É ainda mais desconcertante descobrir que esses atores já apareciam regularmente na televisão há 50 anos, ou mais.

Farinha do Mesmo Saco

Poderíamos mencionar vários programas na televisão britânica que fazem uso extensivo de transgêneros, mas eles não nos levariam mais para perto de expor a enganação, a não ser que nossos leitores possam prontamente ver por si mesmos que algo não está "exatamente correto". O exemplo que escolhemos é a comédia de situação Birds of a Feather, produzida pela BBC, que esteve em exibição por cerca de dez anos, de 1989 até 1998 — e foi retomada pela ITV em 2014.

Em vez de "provar" que o programa é parte da agenda dos transgêneros, simplesmente apresentaremos algumas evidências fotográficas relevantes e permitiremos que os leitores decidam por si mesmos — vejas as fotos abaixo de Lesley Joseph, Linda Robson and Pauline Quirke.

Muitos acordarão para a agenda dos transgêneros somente de forma gradual. Precisamos de tempo para superar nossa aversão natural a toda esta ideia. O mesmo é verdadeiro com relação à Terra plana e estacionária. Apesar da ampla evidência que a Terra é plana e estacionária, exatamente como a Bíblia diz, a maioria das pessoas precisa de tempo para se ajustar à compreensão que o "globo que gira em seu próprio eixo" e as "profundezas do espaço" são fraudes diabólicas.

Fomos treinados a pensar que tudo se encaixa junto, exatamente do modo como fomos ensinados no Jardim de Infância, que todos que parecem ser homens são geneticamente masculinos, que todas que parecem ser mulheres são geneticamente femininas, e que a Terra é uma bola azul que gira e se desloca pelo espaço. Não superamos com facilidade os padrões mentais que foram implantados profundamente na nossa psiquê pela doutrinação e pelo condicionamento cultural.

Tanto quanto sabemos, os transgêneros que atuam nesses programas de televisão que moldam as mentes não são culpados de crime algum. É perfeitamente legal na maioria dos países trabalhar como um transgênero não declarado. Nossa reclamação neste ensaio é dirigida diretamente às grandes empresas do setor do entretenimento que estão usando essas pessoas há muito tempo para enganar e fazer lavagem cerebral no público.

Satanistas Há Várias Gerações

Não há dúvida que muitas famílias influentes na Grã-Bretanha e na Irlanda são secretamente seguidores de Baal há várias gerações e que, rotineiramente, fazem um ou mais de seus filhos se tornarem transgêneros como uma evidência permanente e verificável de sua afiliação. Embora seja teoricamente possível que algumas dessas crianças transgêneros rejeitem a doutrina luciferiana de seus pais mais tarde em suas vidas, a julgar pelo número dos que avançam e fazem seus próprios filhos se tornarem transgêneros, a proporção parece ser pequena.

A questão de onde os transgêneros "obtêm" seus próprios filhos poderá vir a ser uma das mais sórdidas revelações da Nova Ordem Mundial. A escritora canadense Margaret Atwood — outra transgênero não declarada — ofereceu uma rápida visão dentro dessa realidade tenebrosa em sua obra de ficção The Handmaid Tale (NT: Publicada em português como "O Conto da Aia" e "Crônica de uma Serva").

Pharmakeia — Feitiçaria

Por meio de seu conhecimento de feitiçaria — pharmakeia em grego — a Elite criou um pequeno exército de transgêneros, sustentado por hormônios artificiais e técnicas cirúrgicas avançadas. Eles também estão usando a farmacologia para quimicamente esterilizar as massas, suprimir a fertilidade das pessoas, contaminar e confundir suas emoções, idiotizar suas mentes e debilitar sua imunidade natural.

Eles odeiam a humanidade — exatamente como Satanás, o mestre espiritual deles — e estão mais do que dispostos a ajudá-lo a implementar seu plano maligno de destruir o Cristianismo e escravizar a humanidade. Usando o conhecimento amplo de farmacologia aplicada, grande parte da qual é desconhecida ou mal-compreendida pelo público em geral, bem como a capacidade deles de sintetizar e sub-repticiamente distribuir substâncias que alteram a mente e produzam mudança de gênero, eles estão silenciosamente tomando o controle total do mundo.

Isto é feitiçaria, ou pharmakeia, no verdadeiro sentido bíblico!

O comentarista Thayer define pharmakeia como "o uso ou aplicação de drogas... envenenamento... artes mágicas, frequentemente encontradas em conexão com a idolatria", enquanto que a Concordância de Strong (G5331) diz:

pharmakeía, far-mak-i'-ah; de G5332; medicação ("farmácia"), isto é (por extensão) magia (literal ou figurativamente): — feitiçaria, bruxaria.

Ao se referir à malignidade do ímpio e ao seu julgamento nos tempos do fim, o profeta Isaías diz:

"Porém ambas estas coisas virão sobre ti num momento, no mesmo dia, perda de filhos e viuvez; em toda a sua plenitude virão sobre ti, por causa da multidão das tuas feitiçarias, e da grande abundância dos teus muitos encantamentos." [Isaías 47:9].

"Deixa-te estar com os teus encantamentos, e com a multidão das tuas feitiçarias, em que trabalhaste desde a tua mocidade, a ver se podes tirar proveito, ou se porventura te podes fortalecer." [Isaías 47:12].

É significativo que o profeta referencie duas vezes, não somente as feitiçarias, mas a "multidão" delas, isto é, uma grande quantidade. O Senhor, em Sua misericórdia, está a nos dizer que a Elite utiliza a pharmakeia em grande escala para subjugar e controlar as massas humanas.

A vinculação desses indivíduos com a impiedade e perversidade é tão forte que, no curso devido, quando o grande julgamento vier, eles se recusarão a se arrepender:

"E os outros homens, que não foram mortos por estas pragas, não se arrependeram das obras de suas mãos, para não adorarem os demônios, e os ídolos de ouro, e de prata, e de bronze, e de pedra, e de madeira, que nem podem ver, nem ouvir, nem andar. E não se arrependeram dos seus homicídios, nem das suas feitiçarias, nem da sua fornicação, nem dos seus furtos." [Apocalipse 9:20-21].

É também significativo que a Palavra de Deus se refira explicitamente ao uso da pharmakeia pela elite governante para enganar as nações:

"... porque todas as nações foram enganadas pelas tuas feitiçarias." [Apocalipse 18:23].

Qualquer um que tenha dificuldade em acreditar na escala da enganação do transgenerismo ou na incrível arrogância daqueles que estão por trás disso deveria estudar esses versos! Eles vinculam as nações da Terra, os homens que as controlam, e o uso secreto e sistemático da pharmakeia para perpetrar uma grande enganação em escala mundial.

Conclusão

A agenda do transgenerismo é um sinal amargo das trevas que permeiam este mundo. O fato que algo tão profundamente maligno tenha passado sem ser observado durante tanto tempo é evidência clara que o nível de discernimento espiritual entre os cristãos bíblicos está extremamente baixo. Poucos parecem ter um interesse genuíno em expor as mentiras e a enganação que estão sendo usadas pela Elite para destruir o Cristianismo e escravizar a humanidade. Se esse programa dissimulado continuar, não demorará muito para que a distinção criada por Deus entre homem e mulher seja totalmente abolida. A fertilidade humana e a reprodução, bem como o casamento e a família cairão totalmente sob o controle da Elite — "os grandes da terra".

Dado tudo o que a Bíblia diz sobre a corrupção moral e o engodo espiritual que caracterizarão o fim dos tempos, exorto todos os cristãos bíblicos a considerarem esta questão com muita atenção e orarem ao Senhor, em busca de orientação.



Autor: Jeremy James, artigo em http://www.zephaniah.eu
Data da publicação: 3/9/2016
Transferido para a área pública em 15/1/2019
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/transgenero-2.asp