Perseguição Revisitada

Você tem experimentado alguma forma de perseguição ultimamente?

Recursos úteis para sua maior compreensão

As Igrejas Cristãs Estão Abrindo as Portas Para o Anticristo


Título do Livro 2


Título do Livro 3

Em um artigo anterior sobre o assunto (P163, "Perseguição — O Distintivo de Honra do Cristão"), tentamos mostrar que "todos aqueles que "piamente querem viver em Cristo Jesus padecerão perseguição" (2 Timóteo 3:12). A inferência que precisamos ver na afirmação é que se alguém não está experimentando perseguição, é por que não está vivendo piedosamente em Cristo Jesus!

Uma vez que um indivíduo nasça de novo e receba o Espírito Santo em sua vida, todos os que entrarem em contato com ele experimentarão o efeito da sua influência. O grau relativo dessa influência é determinado pela intensidade em que o indivíduo permite que os planos e propósitos de Deus sejam cumpridos em sua vida. O pecado continua a ser um problema para todos os cristãos porque a salvação não remove nossa natureza pecaminosa e precisamos lidar da forma apropriada com esses pecados, confessando-os e deixando-os (1 João 1:9). Caso contrário, Deus limitará o poder sobrenatural que derrama sobre os outros por meio de nós. Entretanto, isso não significa que Deus seja de alguma maneira limitado pelas falhas do Seu povo, porque Sua vontade será cumprida de qualquer modo. O problema é que, se não cooperarmos, deixaremos de receber os galardões quando comparecermos diante do Trono de Cristo para o julgamento.

Quando cedemos à vontade e aos propósitos de Deus, da forma como devemos fazer, precisamos compreender que os incrédulos nos evitarão como a peste! — o que, a propósito, é uma forma sutil de perseguição.

Já usei esta ilustração em outro artigo, mas o lubrificante em aerossol WD-40 não se mistura com a água porque foi especificamente formulado para repeli-la. (As letras WD significam "Water Displacing"). Portanto, se você quiser fazer uma experiência interessante, simplesmente lance um pouco do aerossol sobre uma superfície molhada e observe o quão rapidamente a água se retrai. Essa remoção é uma vívida demonstração de como o mundo responde aos cristãos cheios do Espírito Santo. Observe que eu disse cheios do Espírito Santo. Meu amigo, há somente um batismo no Espírito Santo, que ocorre quando nascemos de novo, mas idealmente haverá um novo enchimento do Espírito Santo toda vez que cedermos à Sua vontade. Quando o Espírito Santo está no controle, esteja preparado para a reação que Ele causará entre os incrédulos: Eles se sentirão desconfortáveis com a sua presença por perto! Até mesmo os membros da família que não são salvos procurarão se afastar por que você se torna literalmente um estranho no meio deles — um ser espiritual no meio daqueles que estão mortos para os assuntos espirituais.

Portanto, se esta não tem sido sua experiência como um cristão professo em Jesus Cristo, algo está errado. Ou você (1) nunca realmente nasceu de novo, ou (2) deixou de crescer na graça e no conhecimento de Cristo.

Falando em termos gerais, as pessoas ainda não regeneradas não são declaradamente hostis aos cristãos por que elas tendem a evitá-los e somente quando provocadas é que recorrerão à perseguição severa. Ao mesmo tempo, dentro da cristandade sempre houve um segmento que gosta de condenar e perseguir aqueles de quem eles discordam. Como os fariseus na Bíblia, eles passam a xingar nomes feios, assassinar as reputações, dar facadas pelas costas, etc. e tentar dizer aos outros que eles estão condenados ao inferno por que se atrevem a discordar da posição deles. Como receptores autoproclamados e provedores da verdade, eles acreditam que é seu dever recebido de Deus destruir todos os outros. Mas a Palavra de Deus não dá essa licença a ninguém e os pregadores deveriam prestar atenção à seguinte admoestação:

"Instruindo com mansidão os que resistem, a ver se porventura Deus lhes dará arrependimento para conhecerem a verdade, e tornarem a despertar, desprendendo-se dos laços do diabo, em que à vontade dele estão presos." [2 Timóteo 2:25-26].

Discordâncias sobre doutrinas bíblicas sempre foram um ponto de disputa entre os irmãos, mas há um modo correto e incorreto de lidar com esses argumentos. Se uma repreensão for considerada necessária, ela deve ser feita de uma maneira cristã, visando a instrução e a correção. Apresente o argumento e então confie que o Espírito Santo mudará a posição do opositor — ou mudará a sua! No passado houve questões em que eu estava errado, mas simplesmente achava que estava com a razão. Portanto, não adote uma atitude egoísta de achar que sabe de tudo, porque este é um modo certo de provocar animosidade. O erro concernente à verdade pode ser cometido por cristãos genuínos devido à ignorância ou à enganação — o "laço do diabo".

Portanto, embora as massas não-regeneradas normalmente adotem uma abordagem relativamente sutil no que se refere ao desdém pelos cristãos, precisamos reconhecer que elas foram provocadas por meio da história dos EUA e essa provocação está crescendo a passos largos hoje. Mas como elas foram provocadas? Permita-me oferecer alguns exemplos e então vamos considerá-los objetivamente como possíveis, porque mais cedo ou mais tarde o efeito cumulativo levará à perseguição total.

Primeiro de tudo, existe um conflito entre nosso direito constitucional à liberdade de religião e a crença errônea que este país (os EUA) foram fundados como uma nação cristã, mas poucos cristãos reconhecem isto como sendo um problema. Embora não odiemos a ninguém, tenhamos motivos puros e insistimos que todas as outras religiões são livres para adorar da forma como desejarem, o fato inegável é que elementos dentro da sociedade americana continuam a serem forçados a seguir leis altamente impopulares que foram aprovadas pelo Congresso por pressão da cristandade!

Pergunte a si mesmo se você se sentiria realmente livre para adorar se vivesse em um país que supostamente garantisse a liberdade religiosa, mas em que o governo estivesse baseado em uma fé diferente e, sob o império da lei, eles impusessem certos dogmas daquela fé sobre todos. Você gostaria, por exemplo, se fosse forçado pela lei do país a fechar sua empresa às sextas-feiras ou aos sábados de cada semana? (A sexta-feira é o dia muçulmano de adoração e o sábado é o dia de descanso para os judeus).

Porém, na maior parte da história da nossa nação, uma "lei azul" foi imposta por todo o país para forçar (entre outras coisas) o fechamento de todas as empresas aos domingos. Logicamente, isso significa que os muçulmanos e os judeus religiosos tiveram de fechar suas empresas durante dois dias — sexta-feira e domingo, ou sábado e domingo, desse modo incorrendo em uma perda de receita ainda maior — para permanecer fiel às suas próprias crenças. Foi essa uma prática justa por parte de uma nação que garante liberdade de religião?

A definição a seguir dessa lei é da Enciclopédia Livre Wikipedia, na Internet:

"Uma lei azul, nos Estados Unidos e no Canadá, é um tipo de lei destinada a impor padrões morais, particularmente a guarda do domingo como um dia de adoração e de descanso. A maioria dessas leis já foi repelida, declarada inconstitucional, ou é simplesmente ignorada, embora as proibições para a venda de bebidas alcoólicas e, ocasionalmente, sobre quase todo o comércio aos domingos ainda sejam impostas em algumas regiões. Essas leis freqüentemente proíbem uma atividade somente durante certas horas e normalmente existem exceções à proibição do comércio, como por exemplo as mercearias e as farmácias. Em alguns locais, essas leis podem ser impostas devido aos princípios religiosos, mas outras são mantidas por uma questão de tradição ou por conveniência." [tradução nossa; ênfase adicionada].

Como podem essas leis ser completamente justas para aqueles que são de uma fé diferente ou preferem não seguir religião alguma? Sou da opinião que a Lei Seca foi um perfeito exemplo de como as pessoas reagem à imposição de leis baseadas nas crenças de uma religião dominante. Se um governo não esmaga toda a oposição recorrendo à medidas extremas, as pessoas protestarão até o ponto em que a imposição da lei seja derrubada ou ignorada. Além disso, esse ressentimento somente faz acumular o estoque de combustível para as fogueiras da perseguição.

Para começar, a aprovação dessas leis foi uma má aplicação da Lei do Velho Testamento. O mandamento de Deus "Lembra-te do dia do sábado, para o santificar" (Êxodo 20:8) é o princípio com base no qual as leis para manter as empresas fechadas aos domingos foram baseadas. Mas não há um único exemplo em que esse mandamento foi reiterado no Novo Testamento. Na verdade, ele é o único dos Dez Mandamentos que não é repetido de uma forma ou de outra. O sétimo dia de descanso no Velho Testamento (o sábado) foi dado para a nação de Israel como um sinal entre ela e Deus:

"Tu, pois, fala aos filhos de Israel, dizendo: Certamente guardareis meus sábados; porquanto isso é um sinal entre mim e vós nas vossas gerações; para que saibais que eu sou o SENHOR, que vos santifica." [Êxodo 31:13; ênfase adicionada].

Os cristãos do Novo Testamento adoram no "Dia do Senhor" — o domingo, o primeiro dia da semana — desse modo indicando uma ruptura com o judaísmo do Velho Testamento. Ao contrário do que muitos ensinam, não existe um "sábado cristão"! Portanto, se uma loja deve ser fechada aos domingos para honrar ao Senhor isso deve ser feito de forma voluntária pelos cristãos e não imposto sobre os incrédulos pela lei. Fazer de forma contrária é violar a liberdade deles de religião — a liberdade de adorar, ou de não adorar, em qualquer dia que eles escolherem.

Os seguintes são mais alguns exemplos do princípio que estou tentando passar:

Quando ingressei na Força Aérea em dezembro de 1962, os refeitórios ofereciam peixe no cardápio toda sexta-feira por que os católicos romanos precisavam se abster de comer carne naquele dia. (Posteriormente o papa aboliu essa restrição.) Mas embora comer carne de porco fosse ofensivo para judeus e muçulmanos, tanto quanto eu saiba, não eram feitas concessões nas Forças Armadas para atender às restrições alimentares deles. Isso parece como verdadeira liberdade religiosa para você?

A Lei Seca (mencionada anteriormente) proibiu o consumo de bebidas alcoólicas por que muitos cristãos consideravam um pecado beber e forçaram o Congresso a colocar essa proibição na lei. Mas após um breve período de treze anos, que entrará na história americana como um dos períodos em que houve mais criminalidade e turbulência, a revogação da emenda provou que um número muito maior de pessoas estavam contra sua imposição do que os que eram favoráveis a ela. Por causa do que ocorreu, a maioria incrédula ficou com um gosto ruim em suas bocas porque suas crenças pessoais foram sobrepostas por uma minoria cristã altamente organizada e que tinha voz para se expressar.

Hoje, a batalha contra o aborto legalizado é outra área em que a cristandade mais uma vez se encontra em choque contra a opinião da maioria. Liderados pela Igreja Católica Romana, muitos que professam fé em Cristo estão tentando usar a divergência política como um modo de forçar a Suprema Corte a derrubar a jurisprudência criada com o caso Roe X Wade e, desse modo, manter a pressão sobre um público que está cada vez mais imoral. Portanto, é apenas uma questão de tempo até que ocorra uma tremenda reação adversa devido ao efeito cumulativo dessa pressão. Mais cedo ou mais tarde, as massas de incrédulos se levantarão indignadas e tentarão remover tudo o que representa um incômodo para elas.

Compreenda que o ponto deste artigo não é se as questões citadas são certas ou erradas. O que estou tentando passar é que os cristãos nunca reformarão a sociedade por meios políticos e, agora que a corrida para a Casa Branca já começou de verdade, os candidatos estão novamente tentando conquistar o voto dos "evangélicos". Mas por que você acha que eles estão interessados em nós ou tentam receber nosso suporte? A resposta tem pouco que ver com os princípios que defendemos e tudo que ver com o poder que temos como um bloco nas eleições. Portanto, acorde e observe que a maioria dos políticos no nível nacional está disposta a vender suas almas em troca do sucesso nas urnas. Reconheço que não sou um indivíduo muito brilhante, mas aprendi muitos anos atrás que promessas políticas feitas, mas não cumpridas são mentiras.

Portanto, ao encerrar, vamos tentar olhar para tudo isto da perspectiva de Satanás. Como ele quer destruir a cristandade, que melhor modo poderia ser planejado do que infiltrar as igrejas e enchê-las com incrédulos (o "joio" de Mateus 13:24-30) e depois provocar uma grande aversão do público expondo um por um os hipócritas ávidos por dinheiro que se tornaram celebridades dirigindo algum ministério cristão? Então, quando essas coisas forem empilhadas sobre a animosidade que sempre existiu, quanto tempo mais será necessário antes que nosso mundo venha explodir em uma conflagração de perseguição? É triste contemplar isto, mas acho que esse dia está próximo e continuar a ser enganado pelos políticos somente vai apressar a chegada dele.

Mas, fora isto, tudo está às mil maravilhas no nosso canto do mundo!



Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia-a-dia.

Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.

Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", clique aqui http://www.cuttingedge.org

Que Deus o abençoe.

Autor: Pr. Ron Riffe
Data da publicação: 26/2/2008
Revisão: http://www.TextoExato.com
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/p292.asp