Alerta de Notícias de 17/10/2019 (Trechos Selecionados)

Cutting Edge Ministries

Se você é um leitor assíduo dos artigos, considere tornar-se um assinante e contribuir para a manutenção do site. Veja as informações aqui: http://www.espada.eti.br/contrib.htm

Análise das Notícias Mais Críticas

1. Líderes mundiais subitamente convergem a respeito do Oriente Médio, agora que uma conferência está no horizonte, que finalmente criará o "Curdistão Livre" como um país.

Jornalistas propõem que os líderes mundiais se reúnam e tratem da questão de dar finalmente aos curdos seu próprio país. Esta proposta é um primeiro passo retórico.

Resumo da Notícia: "A Turquia, os EUA e os Curdos", Paul Davis, Kurdistan24 News, 16/10/2019.

"A situação atual na Síria mais uma vez abriu velhas feridas e destacou os erros do passado... A Inglaterra e a França desenharam as fronteiras atuais em um Acordo conhecido como Sykes-Picot. Ao mesmo tempo que deixaram inicialmente o espaço para uma pátria para os curdos, a ascensão do nacionalismo turco e a revisão do tratado, depois do fim da guerra, fizeram com que os curdos fossem deixados dispersos em quatro países, nos quais eles não tinham vínculos culturais ou linguísticos."

De fato, os curdos estão dispersos em pelo menos cinco países, o que significa que eles irritam cinco países no Oriente Médio. Separe alguns minutos para estudar o mapa que ilustra essa população dispersa dos curdos — veja o mapa "Onde Está o Curdistão?"

Portanto, o plano da Elite globalista, conforme mostrado neste Mapa do Oriente Médio, do Pentágono, procura estabelecer um novo país curdo, aproximadamente na mesma localização geográfica que os curdos ocuparam durante os últimos 2.000 anos.

"O presidente americano Donald Trump afirmou uma das razões para suas ações era dar fim à guerra... Quando (e se) os EUA e a região puderem se recuperar desse erro gigantesco, algo precisa ser feito para atender aos desejos de independência dos curdos. Somente então proteção apropriada poderá ser dada aos curdos."

Este tipo de chamado poderia logicamente levar a uma importante conferência regional, com a participação e controle das principais potências globais.

Mas, primeiro, a Turquia tem de ser criada como a "personagem má" nesta história. O Irã e a Rússia emitiram um apelo para que a Turquia interrompa esta sua invasão ao nordeste da Síria.

Resumo da Notícia: "Irã e Rússia Exortam a Turquia a Finalizar a Incursão na Síria", Iran Front Page, 17/10/2019.

"Uma delegação russa de alto nível reuniu-se com Ali-Asghar Khaji, um assessor de alto escalão do ministro das Relações Exteriores do Irã, em questões políticas especiais... No encontro de quarta-feira em Teerã, os dois lados discutiram os acontecimentos na Síria, incluindo a situação mais recente no nordeste do país e a operação militar turca na região."

"Ambos os lados enfatizaram a necessidade de preservar a unidade e a integridade territorial, a independência e a soberania nacional da Síria. Eles propuseram o fim imediato das ações militares recentes e a resolução das diferenças, por meio de meios políticos e diplomáticos."

A Rússia imediatamente se intrometeu na volátil situação.

Agora que as tropas americanas se retiraram do nordeste da Síria, a Rússia não perde tempo em se intrometer no resultante "vácuo de poder"!

Resumo da Notícia: "Preenchendo o vazio, a Rússia procura cimentar seu papel como mediadora de forças na Síria", The Times of Israel, 16/10/2019.

"A Rússia se moveu para preencher o vazio deixado pelos EUA na região setentrional da Síria na terça-feira, mobilizando tropas para manter separadas as forças do governo sírio que avançam e as tropas turcas. Ao mesmo tempo, as tensões cresceram dentro da OTAN quando a Turquia desafiou a crescente condenação de sua invasão por parte de seus aliados ocidentais."

Portanto, para enfrentar a agressão russa, uma delagação americana de alto nível está chegando à região para iniciar "negociações"!

Resumo da Notícia: "Pence e Pompeo irão a Ancara", Kurdistan24 News, 16/10/2019.

"O vice-presidente Mike Pence, junto com o Secretário de Estado Mike Pompeo, chefiarão uma delegação que irá a Ancara, para se reunir na quinta-feira com o presidente turco Recep Tayyip Erdogan, a Casa Branca anunciou. Como Pence explicou, a delegação pedirá que a Turquia interrompa a invasão da Síria, declare um cessar-fogo imediato e inicie as negociações para restaurar a paz e a estabilidade na região."

As palavras-chaves nesta última citação é que Pence e Pompeo "iniciarão negociações para restaurar a paz e a estabilidade na região."

Há vários anos que dizemos que um poderoso alinhamento de nações é necessário para que as modificações propostas no Novo Mapa do Oriente Médio, do Pentágono, sejam realmente realizadas. É este o tempo e é o Curdistão a questão que forçará esse tipo de intervenção diplomática poderosa para implementar esse plano?

2. "Ordem a Partir do Caos", também conhecida como "Luta Dialética Hegeliana" está em velocidade máxima no plano Síria / Turquia / Curdistão.

Antes de vermos as notícias do dia com relação à criação do "Curdistão Livre", vamos definir a "Luta Dialética".

No Processo Dialético tão amado pelos Illuminati, o conflito controlado produz transformação controlada. Portanto, a continuação do conflito é buscada a todo custo, e levada adiante, independente se cria um bom teatro, ou não. Além disso, o Processo Dialético propõe que o progresso seja feito em uma linha repleta de curvas, não em linha reta. Por exemplo, se os Illuminati tentassem ir diretamente do Ponto A até o Ponto Z, em linha reta, seus adversários veriam facilmente o que eles estão tentando alcançar e formariam uma contra-ofensiva para impedir que eles alcançassem seu objetivo de chegar ao Ponto Z (governo global, economia global, religião global, tudo isto sob a liderança do Anticristo). Mas, se o progresso for feito do Ponto A até C, depois F, em um movimento em ziguezague, em movimentos para trás e para frente, as pessoas menos facilmente se convencerão que aquilo que está acontecendo será prejudicial a elas, de modo que é menos provável que acreditem e, menos ainda, que tomem alguma medida para se oporem ao plano.

Algumas vezes, esse Processo Dialético também é descrito como "Três passos para frente, dois passos para trás, cinco passos para frente, três passos para trás". Como o premiê soviético Kruschev comentou certa vez, quando o Comunismo está em um movimento de dar dois passos para trás, isso parecerá para o observador casual ou cético que o Comunismo está em um processo de retirada. Na realidade, tudo o que está acontecendo é que o Comunismo está retirando o martelo para preparar outro golpe, outro avanço em três passos.

O Processo Dialético está definitivamente sendo usado com o plano globalista iluminista, pois o conflito controlado é a base sobre o qual os eventos são criados deliberadamente. Os cristãos não estão acostumados a pensar desses modos tortuosos e diabólicos, mas os Illuminati certamente pensam assim.

Finalmente, a Luta Dialética Hegeliana sempre requer pelo menos dois inimigos.

A existência de um tipo de governo ou sociedade, chamado Tese, provoca o aparecimento do oposto daquele tipo de governo ou sociedade, que Hegel chamou de Antítese.

A Tese e a Antítese naturalmente começam a lutar uma contra a outra, pois eram exatamente sistemas opostos e, portanto, veriam as questões de forma diferente.

Se a Tese e a Antítese lutarem uma contra a outra por um longo período de tempo, sem que um lado aniquile o outro, essa batalha resultará em ambos os lados mudando para um sistema híbrido de governo e sociedade, que Hegel chamou de Síntese.

Neste caso, os EUA e seus aliados árabes representarão a força da Tese. A Rússia, Turquia, Síria e Irã representarão a força da Antítese.

O resultado obtido nessa mesa de negociação será o Mapa do Pentágono, de 2006, redesenhando completamente o Oriente Médio.

3. O primeiro-ministro britânico Boris Johnson anuncia que chegou a um acordo com a União Europeia a respeito do "Brexit".

Resumo da Notícia: "Johnson anuncia o acordo do Brexit com a UE, porém os Parlamentos ainda precisarão concordar", The Times of Israel, 17/10/2019.

"Bruxelas — A Grã-Bretanha e a União Europeia disseram na quinta-feira que chegaram a um acordo para o Brexit, após dias de intensas negociações — embora isto ainda precise ser formalmente aprovado pelo bloco e ratificado pelo Parlamento do Reino Unido e pelo Parlamento Europeu."

O primeiro-ministro estava absolutamente entusiasmado a respeito desse acordo.

"Horas antes de um encontro de cúpula de todos os 28 líderes nacionais da UE, o primeiro-ministro britânico Boris Johnson escreveu uma mensagem na rede social Twitter que os dois lados tinham chegado a um 'excelente novo acordo' e exortou os legisladores britânicos a ratificá-lo em uma sessão especial no sábado."

O presidente europeu concordou:

"O presidente da Comissão Europeia Jean-Claude Juncker tuitou: 'Chegamos a um acordo! Um acordo justo e equilibrado para a UE e para a GB e é prova de nosso comprometimento em encontrar soluções.'"

Mas, embora os políticos do alto escalão possam endossar entusiasticamente esse acordo, o fato é que existem líderes europeus e britânicos em grandes números que não querem que a Grã-Bretanha saia.

"O primeiro-ministro necessita de todo o suporte que ele possa obter para que um Parlamento profundamente dividido aprove algum acordo."

Existem apoiadores suficientes à "Permanência" no Parlamento para impedirem a Grã-Bretanha de deixar a Supernação 2 — a União Europeia?

Como você pode ver neste mapa global que mostra o Plano Illuminati para reorganizar o mundo inteiro em somente dez supernações — cumprindo assim Daniel 2:40-45, 7:7-8 e Apocalipse 17:12-17 — a Grã-Bretanha é parte da Supernação 2, a União Europeia.

Portanto, apesar da eleição em que uma maioria de eleitores britânicos votou a favor da saída da UE, quando a poeira se assentar, a Grã-Bretanha ainda precisará ser parte da UE.

[Texto original completo em https://www.cuttingedge.org/newsletters/newsalert.htm]



Data da publicação: 17/10/2019
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/alerta-2019-10-17.htm