A Cosmologia Bíblica e a Pressão Para Que o Assunto Não Seja Discutido nas Igrejas

Autor: Jeremy James, Irlanda, 18/9/2018.

Deus Firmou a Terra em Seus Fundamentos Para Que Ela Não se Mova

Vivemos em uma época em que uma geração inteira cresceu sem uma familiarização minimamente razoável com a Palavra de Deus. Até mesmo entre muitos cristãos bíblicos seria justo dizer que cerca de 90% do conhecimento bíblico deles vem dos quatro Evangelhos e dos Salmos. Poucos memorizam as Escrituras e muitos estão satisfeitos com as traduções bíblicas que tratam sem muito cuidado o texto original.

Houve um imenso declínio no respeito pela Palavra de Deus. Um imenso declínio. Quando foi a última vez que você conversou com uma pessoa que poderia ser considerada digna de estar entre os fiéis citados no seguinte verso do profeta Isaías:

"Ouvi a palavra do SENHOR, os que tremeis da sua palavra. Vossos irmãos, que vos odeiam e que para longe vos lançam por amor do meu nome, dizem: Seja glorificado o SENHOR, para que vejamos a vossa alegria; mas eles serão confundidos." [Isaías 66:5].

A Palavra de Deus está sob ataque conjunto desde que os jesuítas lançaram a Contra-Reforma, em meados do século 16. Toda técnica acadêmica e artifícios escolásticos imagináveis já foram direcionados contra a Palavra de Deus, uma vez ou outra, em uma tentativa de esmagá-la, enfraquecer seu significado e fazê-la parecer em certa medida um produto da imaginação humana. Sola Scriptura tornou-se, para a vasta maioria dos cristãos professos, uma aspiração medieval que lentamente ruiu diante dos implacáveis ataques da ciência e da análise dialética.

A não ser que os cristãos se firmem na Palavra de Deus e confiem nela completamente, ficarão abertos para a enganação. O Maligno é sagaz. Ele expora, não a Escritura em que você acredita, mas a Escritura da qual você duvida.

O Espírito Santo que escreveu a Bíblia é o mesmo Espírito Santo que habita em cada um de nós. Como podemos confiar em um e não no outro? É impossível.

Isto somente explica as muitas heresias que permeiam a igreja visível hoje. A não ser que o som suave da Palavra de Deus esteja fresco em nossa memória, o mundo avançará sobre a nossa paz mental e se agarrará à nossa imaginação afetada pelo pecado. Depois de pouco tempo, estaremos vivendo na direção automática e deixando de adotar a verdade viva que nosso maravilhoso Criador coloca diante de nós todos os dias.

Cristo disse que o mundo nos odiará:

"Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia." [João 15:19].

Se o mundo nos odeia, então devemos aceitar o fato! Infelizmente, muitos pastores hoje estão ensinando seus rebanhos a fazerem a paz com o mundo. Aparentemente, este é um sinal de "amor" cristão, mesmo quando o mundo está muito obviamente atacando e solapando a igreja. Esse tipo de "amor" é meramente complacência misturada com hipocrisia. É uma coisa quando o mundo corre atrás dos ídolos e chafurda na luxúria, mas é algo totalmente diferente quando ele diz aos cristãos que eles não podem mais anunciar TODA a Palavra de Deus.

Estamos vendo isto hoje nas leis e regulamentações, nas regras de etiqueta social e nas normas do comportamento aceitável que negam aos cristãos o direito de compartilhar e declarar a totalidade de tudo o que nosso Criador nos apresenta em Sua Palavra.

Censura a Partir de Dentro da Igreja

Isto tem vindo sorrateiramente sobre nós nos últimos sessenta anos, mas recentemente deu uma virada muito tenebrosa. Não estamos mais enfrentando censura e repreensão das pessoas fora da igreja, mas cada vez mais de muitos dentro da igreja. Está se tornando mais difícil para os cristãos, mesmo entre eles mesmos, chamar a Igreja Católica Romana por aquilo que é, uma falsificação em forma de seita do verdadeiro Cristianismo, ou mencionar a realidade do inferno e seu tormento, ou falar da pecaminosidade da homossexualidade. A lista de tópicos que estão tacitamente banidos do discurso cristão está se tornando cada vez maior.

Este ano chegamos a uma nova fase nesse processo de decadência. Nosso ensaio anterior "Cosmologia Bíblica e Censura na Igreja", descreveu o tratamento que estava sendo dado por líderes em altas posições na igreja para qualquer um que decidisse explorar e discutir a cosmologia bíblica. As pessoas estão sendo evitadas e repreendidas. O desprezo derramado é tão grande que alguns podem ser sentir que precisam colocar de lado o assunto, ou deixar a igreja.

Como mostramos em ensaios anteriores existem mais de uma centena de versos na Escritura que, considerados em conjunto, definem a cosmologia bíblica (veja o Apêndice B). Até recentemente, a maioria dos eruditos bíblicos preferiu interpretar esses versos de acordo com o modelo cosmológico ensinado pela ciência moderna. Todavia, os avanços na tecnologia, em particular os instrumentos de medição e os recursos de informações on-line agora disponíveis para a pessoa mediana, motivou muitos fiéis cristãos a revisitarem esses versos. Da forma como eles veem a coisa, se a hermenêutica literal-histórica-gramatical que usamos para explorar e expor a verdade bíblica for aplicada para esses versos — como deve ser — a cosmologia que aparece é muito diferente daquela que é ensinada pela ciência moderna.

Muitos cristãos lerão esses versos e permanecerão não-convencidos. Entretanto, outros ficaram surpreendidos pela consistência do modelo cosmológico descrito na Bíblia e pela extensão em que ele difere do modelo ensinado pela NASA.

Em nosso ensaio "A Verdadeira Cosmologia: A Terra Que o Senhor Deus de Toda a Criação Criou para Seu Filho"##, incluímos um diagrama que sumariza as principais diferenças entre o universo descrito pela Bíblia (a realidade de Deus) e o universo descrito pela ciência moderna (a realidade alternativa de Satanás):

Realidade de Deus
Realidade Alternativa de Satanás
A Terra é plana. A Terra é uma esfera.
O Sol segue um caminho acima da Terra. A Terra orbita em volta do Sol.
A Terra está no centro do universo. A Terra está nas extremidades do universo.
A Terra é uma criação especial. A Terra é um minúsculo e trivial grão de poeira.
A Terra foi criada para o homem. O homem é um acidente cósmico esquisito.
A Terra é totalmente estacionária. A Terra está se movendo em várias direções.
As leis do universo foram estabelecidas por Deus. As leis do universo são acidentais.
As estrelas estão em rotação em torno da Terra. As estrelas apenas parecem estar em rotação em torno da Terra.
O Sol está razoavelmente próximo da Terra. O Sol está a 150 milhões de quilômetros de distância.
As estrelas não estão a anos-luz de distância. As estrelas estão a milhões de anos-luz de distância.
Nâo existe vida em outros planetas ou estrelas. É certo que a vida "evoluiu" em outros locais.
A Terra tem apenas alguns milhares de anos de idade. O universo tem 14 bilhões de anos de idade.
As estrelas são fixas. As estrelas estão se distanciando.
O volume do espaço é fixo. O universo está se expandindo continuamente.
O universo foi danificado pelo pecado. Não existe pecado.
Deus sustenta o universo pela sua misericórdia. O universo não precisa de Deus.
Cristo redimiu o universo. O universo está evoluindo.
Cristo voltará outra vez e reivindicará a Terra. Um homem perfeitamente evoluído governará a Terra.

A ciência moderna diz algumas mentiras óbvias. Todo cristão bíblico está ciente disso. Por exemplo, a ciência argumenta que os alimentos geneticamente modificados são seguros, porém nosso bom senso nos diz que, se Deus criou as plantas comestíveis, legumes e outros tipos de alimentos que são perfeitamente compatíveis com nosso metabolismo, então modificações aleatórias na estrutura genética desses alimentos poderão ter implicações para nossa saúde. Outra mentira grotesca ensinada pela ciência é a assim chamada Teoria da Evolução, que ela promove com incansável satisfação ateísta. Mas, sabemos que essa teoria é totalmente falsa, que foi criada por gnósticos e maçons para separar Deus de Sua Criação e solapar os capítulos iniciais do Gênesis.

Nullius in Verba Significa "Rejeitamos a Palavra de Deus"

A ciência, em sua forma moderna, foi planejada por maçons e rosa-cruzes ingleses e franceses no século 17 para eliminar Deus de todas as explicações do fenômeno natural. Isto é claramente antibíblico, mesmo que muitos cientistas afirmassem crer na Bíblia. As regras básicas da ciência têm o objetivo de ridicularizar e colocar no ostracismo qualquer um que se atreva a sugerir que o mundo tem um propósito, ou que foi projetado por um Criador misericordioso e amoroso. A Sociedade Real, fundada em Londres em 1660, lançou os fundamentos da ciência moderna. Desde o início, a Sociedade impôs uma metodologia puramente mecânica e ateísta. Ela até mesmo escolheu uma divisa que orgulhosamente rejeita a Palavra de Deus: Nullius in verba, que é geralmente compreendida com o significado de "não confie nas meras palavras de alguém". Isto é realmente um modo codificado de dizer: "Rejeitamos a Palavra de Deus".

Outra enorme mentira promovida com grande vigor pela ciência moderna é a Teoria da Grande Explosão. (Um programa na televisão está usando isto como seu título, presumivelmente para fixar a ideia nas mentes de milhões dos jovens espectadores. Tal é o poder da propaganda.) Esta teoria é ridícula, mesmo pelos padrões dúbios da física moderna, onde entidades hipotéticas são rotineiramente tratadas como se fossem reais, não apenas uma ficção conveniente em um modelo matemático. A ideia que o nada explodiu 14 bilhões de anos atrás e produziu o mundo surpreendente que vemos ao nosso redor hoje é não apenas absurda, é obcena. Deve ser imensamente agradável a Satanás zombar da criação do Senhor desse modo e fazer isso ser ensinado nas universidades de todo o mundo.

A Filha da Sociedade Real

O Senhor Deus nos disse em Sua Palavra que as maravilhas do mundo ao nosso redor são ampla evidência de Sua existência e de Seu amor pela humanidade. Portanto, não devemos nos surpreender que Satanás ataque essa verdade básica de todos os modos possíveis. Por meio da ciência ateísta — a filha da Sociedade Real — ele plantou nas mentes dos homens um conjunto de filtros que diminuem grandemente nossa capacidade de experimentar e apreciar a glória de tudo que Deus criou. Ele usa a "Evolução" para trivializar todos os seres vivos; usa os "átomos" para afirmar que a maior parte daquilo que chamamos de matéria não é nada além de espaço vazio; usa cíclotrons para supostamente "criar" novos elementos; define a verdade "real" em termos matemáticos para que poucos possam percebê-la; diz que os bebês nascituros são dispensáveis; e afirma que muitos fenômenos que são essenciais para nossa compreensão do mundo são pequenos demais para alguém ver, estão distantes demais para serem detectados e recuados demais no passado para serem determinados com exatidão.

Além disso, ele multiplicou esses efeitos criando a Terra tão pequena e insignificante, tão minúscula no vasto esquema das coisas, que ela se parece mais como um acidente do que uma obra gloriosa de criação. E ele fez isso convencendo a maioria da humanidade que vivemos em um globo minúsculo que está girando nas profundezas do espaço, enquanto que, distantes no "cosmos", existem galáxias repletas de potencial inimaginável e esperança real para a humanidade, se apenas descobrirmos como chegar até elas.

Algo disso é verdadeiro? Estamos realmente em um globo minúsculo que gira pelo espaço a 66.666 milhas por hora (100.000 km/h) — observe o significado babilônio desse número! Nunca teria ocorrido à maioria das pessoas fazer essa pergunta trinta anos atrás. Hoje, porém, a intromissão da ortodoxia científica é tão intensa e seu controle sobre as vidas das pessoas comuns propagou-se tanto, que sua dimensão política destaca-se como nunca antes. E isto está levando muitos a se perguntarem se a ciência está sendo utilizada para controlar e condicionar a humanidade, se mentiras pseudocientíficas, como a Teoria da Evolução e a Teoria Grande Explosão, são parte de um plano deliberado para escravizar nossas mentes e preparar o mundo para o Anticristo.

Aqueles que amam e creem na Palavra de Deus sabem que o mundo não está se tornando um lugar melhor, mas que está afundando cada vez mais na doença do materialismo e do liberalismo amoral, que eventualmente trarão os julgamentos descritos no livro do Apocalipse.

Precisamos Ser Verdadeiros Bereanos

À luz disto, os cristãos verdadeiros estão totalmente justificados em sua determinação de revisitar os versos na Palavra de Deus que falam sobre cosmologia. Logicamente, como servos fiéis, devemos fazer isso mesmo, mas as muitas afirmações conflitantes das assim chamadas autoridades científicas fornecem um incentivo adicional para cada um de nós comparar o mundo descrito por Deus com o mundo descrito pelos materialistas científicos.

A chegada da Internet deu um imenso impulso a essa iniciativa. As pessoas que até agora nunca tinham sido capazes de se encontrar e discutir as questões, agora podem fazer isso com grande facilidade. Temos uma oportunidade preciosa de examinar coletivamente um assunto que os mais influentes expoentes do materialismo conseguiram censurar e suprimir durante séculos. Temos câmeras e telescópios e outros produtos similares da tecnologia moderna que nossos avós nunca tiveram. Temos a Internet, pelo menos por enquanto (até que um regime de censura em escala mundial entre em vigor e toda a discussão deste tipo seja proibida). E temos liberdade dentro da igreja — por enquanto — para discutirmos este assunto com outros cristãos e compartilhar o que encontramos.

A Cosmologia Bíblia É um Assunto Tabu

Infelizmente, este último fator está se mostrando precário. Como mostramos em nosso ensaio "Cosmologia e Censura na Igreja", os servos da Nova Ordem Mundial gostam de transformar a cosmologia bíblica em um assunto tabu. Os cristãos estão sendo exortados a virarem as costas para qualquer um que tentar discutir este tópico. Muitas heresias perigosas estão sendo completamente ignoradas, mas no momento em que as palavras "Terra plana" são ouvidas, os auto-intitulados guardiões da Escritura uivam com desagrado e dizem bem alto, "Sectários! Sectários!"

Por que isto acontece? Afinal, a discussão está centrada naquilo que a Palavra de Deus realmente diz sobre a cosmologia. Por que a discussão dos versos em questão está sendo suprimida? Presumivelmente, todos os fiéis cristãos têm o direito de examinar esses versos por si mesmos e chegar às suas próprias conclusões sobre a realidade que os versos descrevem. Ou têm eles mesmo esse direito? Parece que não.

Vamos olhar para o exemplo mais recente de censura da Bíblia praticada por um ministério que se propõe a defender a verdade fundamental da Palavra de Deus.

O ministério em questão é Creation Ministries International (CMI), que tem seu escritório internacional na Austrália e bases em seis outros países, incluindo os EUA. Os leitores frequentes estão cientes que um ministério "criacionista" similar, Answers in Genesis, que é presidido por Ken Ham (que anteriormente trabalhou para a CMI), foi o assunto de um ensaio recente nesta série: "Evidence that the Televised Creation v Evolution Debate of 2014 was Nothing but a Sham" (#166, não traduzido).

Ambos esses ministérios se propõem a ensinar aquilo que é normalmente conhecido como criacionismo da Terra jovem, porém também ensinam que os dinossauros antigamente perambulavam pela Terra em grandes números. Mas, isto é ridículo; é impossível ensinar as duas coisas! Como todas as crianças sabem, os dinossauros supostamente existiram durante milhões de anos, de modo que toda vez que esses ministérios mostram uma imagem ou um modelo de um dinossauro, eles estão realmente dizendo que a descrição da criação no Gênesis é imprecisa. Eles se recusam a admitir que os dinossauros são apenas outra fraude pseudocientífica criada por maçons ingleses para solapar a veracidade da Bíblia. Para uma prova disto, veja nosso ensaio intitulado "A Arte do Engano: Por Que os Dinossauros São uma Fraude?".

A Palestra do Dr. Carter's em Myrtle Beach, em Julho de 2018

Um dos principais palestrantes no painel da CMI no EUA é o Dr. Robert Carter. Esse senhor fez uma palestra na "Superconferência da CMI Sobre a Criação", em Myrtle Beach, Carolina do Sul, em julho de 2018, que foi disponibilizada no YouTube em 27/8/2018 (duração de 55 minutos). Ela foi originalmente publicada com o título "Flat Earth &am; Gynocentrism (This really is a gospel issue!)", mas o título foi posteriormente modificado para "Flat Earth? The Bible and Science Say No!" (Terra Plana? A Bíblia e a Ciência Dizem Não!")

A palestra dele parece ser a resposta oficial do estamento para todos que se atreveram a desafiar a teoria da Terra como um globo. Ela foi apresentada por um alguém que se autodescreve como um estudioso com credenciais acadêmicas que, para o benefício de sua audiência cristã, afirmou que não apoia a Teoria da Evolução. Em vez de aproveitar a oportunidade para explorar a cosmologia bíblica, com referência particular para os versos apresentados no Apêndice B deste ensaio, mostrando como e por que, em sua opinião, ela é consistente com o modelo da Terra-globo, ele fez uma apresentação que foi, pelo menos inicialmente, em parte pantomina e em parte exposição de sala de aula do Ensino Médio. Ele estudadamente ignorou a evidência de uma Terra plana e estacionária, pois, alegou que essa evidência não existe e preferiu atacar o "conceito", como ele chamou, um conceito que somente pessoas simplórias e com uma mentalidade típica de seita podem acreditar. Ele encerrou sua palestra com uma das mais blasfemas tiradas que já vimos no YouTube.

A Palestra do Dr. Carter, Passo a Passo

Durante toda sua palestra, o Dr. Carter ficou diante de uma gravura de um dinossauro gigante, uma serpente com dois chifres. Do lado direito, a mandíbula selvagem de outro dinossauro é claramente visível. A rejeição dele da verdade literal do Gênesis já estava em evidência.

Ele iniciou afirmando:

"Os terraplanistas dirão que a NASA não tem fotografias da Terra do espaço. Isto é totalmente inverídico." [0.44].

Como prova disto, ele projetou na tela uma imagem produzida pela NASA, que é a mesma imagem que incluímos em um ensaio anterior (Cosmologia-3) para mostrar como patentemente fajutas essas "fotografias" realmente são!

A Internet tem muitos materiais que mostram as muitas discrepâncias entre as várias fotos "de bolinha de gude azul" publicadas pela NASA ao longo dos anos. Elas não são fotos da Terra vista do espaço, mas interpretações de como a Terra seria SE ela fosse um globo.

Ele então argumenta que o modelo da Terra plana e estacionária era virtualmente desconhecido antes da chegada da Internet, implicando que agentes contratados para enganar o público, pessoas contratadas para escrever opiniões tendenciosas nas seções de comentários de websites na Internet e criadores de conteúdo com intenções maldosas estavam promovendo a ideia simplesmente para causar confusão e enganar os tolos. Ele diz:

"... a ideia da Terra plana era essencialmente inexistente antes do surgimento do YouTube." [4.37].

Ele convenientemente se esquece que, muito antes do aparecimento da Internet, existiam muitos críticos firmes do modelo da Terra-globo e que uma literatura intensa tinha sido produzida para refutá-lo. Ele também ignora o fato que os editores e a grande mídia, nos últimos cento e cinquenta anos, ou mais, estiveram consistentemente contrários a todas as tentativas de desafiar o modelo impresso. A razão por que isto está agora sendo discutido com tanta paixão é que a Internet — pelo menos por enquanto — fornece um foro para o livre intercâmbio de opiniões sobre este assunto.

Ele Deliberadamente Ignora a Evidência

Ele também se recusa — sem nem um pouco de vergonha, em nossa opinião — a considerar o grande corpo de evidência que aponta para uma Terra plana e estacionária:

"As ideias da Terra plana não têm qualquer evidência de apoio. Literalmente zero." [6.01].

Como a evidência para a Terra plana e estacionária já foi apresentada em ensaios anteriores, bem como em muitos artigos informativos disponíveis on-line, não preencheremos este ensaio com exemplos.

Para alguém que se propõe a ter toda confiança na exatidão científica de sua posição, o Dr. Carter é surpreendentemente tímido em sua escolha de "alvos". Se a posição da Terra plana e estacionária é tão vazia de mérito, como ele sugere, então deve ser uma questão simples provar a teoria da Terra-globo com fortes evidências científicas. Entretanto, ele se concentrou o tempo todo naquilo que acredita serem as debilidades no modelo da Terra plana e estacionária e não ofereceu prova convincente de sua própria posição. Imagens antigas e bem-conhecidas da NASA parecem ser o melhor que ele pôde oferecer. Quando um cientista real prova uma teoria, ele sente prazer em mostrar por que ela é verdadeira e em apresentar evidência irrefutável para apoiar suas afirmações. Mas, o Dr. Carter não fez nada do tipo. Ele não parecia ter alguma coisa positiva a dizer sobre sua própria posição. É como se evidência objetiva sólida para um globo giratório era, em suas próprias palavras, "literalmente zero".

Ele então argumenta que a maior parte da civilização ocidental sempre acreditou que a Terra era um globo. Ele diz:

"As pessoas nos dias de Colombo — ninguém acreditava que a Terra era plana. Isto é um mito urbano inventado para tentar desacreditar o Cristianismo." [11:32].

Mas, isto simplesmente não é verdadeiro. Os marinheiros não gostavam de se aventurar muito longe no mar, entrando em águas nunca antes navegadas, sem alguma certeza que o oceano desapareceria abaixo deles. Entretanto, o Dr. Carter nos pede para acreditar que eles sabiam que a Terra era um globo, que o oceano encurvava-se dramaticamente e que eles eram perfeitamente seguros! Este é precisamente o tipo de "certeza" que os teria mantido em suas casas.

Ele também diz, um pouco adiante em sua palestra, que -

"Mais de dois mil anos... nenhum erudito cristão de boa reputação, talvez com dois pequenos exemplos — ensinou que a Terra era plana. Isto é unânime na tradição cristã (que) a Terra é um globo." [22:35].

Esta é uma afirmação muito insincera. Ele está essencialmente argumentando a partir do silêncio, que como a maioria dos autores medievais não afirmou explicitamente que a Terra era plana, eles certamente deviam acreditar que ela era um globo. Como observamos em um ensaio anterior, os escritores nos tempos antigos não estavam inclinados a dizer o óbvio. Por exemplo, os autores gregos antigos dificilmente iriam se referir ao fato de o céu ser azul. Devemos fazer um argumento a partir do silêncio e afirmar que eles realmente acreditavam que o céu era verde?

Isto é exatamente o que o Dr. Carter está fazendo quando afirma que nenhum erudito sério no início dos tempos medievais acreditava que a Terra era plana. O exato oposto é verdadeiro — todos eles acreditavam! É por isto que Copérnico demorou tanto em tornar conhecida sua nova teoria revolucionária.

Eratóstenes

O Dr. Carter também se referiu ao famoso cálculo feito por Eratóstenes, que ele afirma ser uma prova que a Terra é um globo. O Dr. Faulkner, de Answers in Genesis, citou o mesma experiência. Entretanto, nenhum desses acadêmicos se preocupou em mencionar que a mesma experiência pode ser usada para apoiar o modelo da Terra plana e até mesmo para calcular a altitude do sol. Reproduzimos abaixo um excerto do nosso ensaio "Answers in Genesis and Our Flat Stationary Earth" (#135, não traduzido), para mostrar por que isto é assim.

[Início do Excerto] O Dr. Faulkner cita uma famosa experiência feita por Eratóstenes (cerca de 200 AC), que chefiava a biblioteca em Alexandria. Quando esteve em Aswan, no sul do Egito, ele pôde confirmar que o sol estava diretamente acima, observando o modo como o fundo de um poço era bem iluminado. Ao retornar a Alexandria, no norte do Egito, ele calculou o ângulo do sol e seu ponto mais elevado por referência à sombra produzida por uma vara vertical. Conhecendo (a) a distância de Aswan até Alexandria e (b) a diferença angular (cerca de 7 graus) entre o sol em meus pontos mais elevados em ambas as localidades, Eratóstenes conseguiu calcular a circunferência da Terra. Isto foi usado pelos cientistas para constituir uma prova válida dos tempos antigos que a Terra é uma esfera, bem como um medição surpreendentemente exata da circunferência da Terra. Mas, isto é realmente verdadeiro?

Na verdade, não é. Eratóstenes já tinha assumido que a Terra era uma esfera. Se ela fosse, então suas medições forneceram uma estimativa válida de sua circunferência. Entretanto, isto não era uma prova que a Terra é uma esfera. O sol percorre os trópicos (incluindo Aswan) e está diretamente acima ao meio-dia em certos períodos do ano. Is

to é consistente com o modelo da Terra plana. Em sua elevação mais alta, o sol era visto a um ângulo muito pequeno em relação à vertical em Alexandria, que é também o que alguém esperaria do modelo da Terra plana. Usando a trigonometria, Erastóstenes deveria ter sido capaz de calcular a elevação real (altitude) do sol — cerca de 5.680 km acima da Terra. Em vez disso, ele preferiu interpretar seus dados de acordo com o modelo da Terra esférica.

Deve ser lembrado que Eratóstenas, como um membro de alto escalão do quadro de funcionários na Biblioteca de Alexandria, quase certamente era um discípulo (se não um alto iniciado) na religião egípcia de adoração ao sol. Como tal, ele teria reverenciado o sol como uma manifestação visível da divindade. Teria sido impensável em sua cosmovisão retratar o sol em termos puramente materiais e, certamente, não em um modo que estivesse em conflito com a crença egípcia arraigada que o sol percorria o Mundo dos Mortos durante a noite. [Veja nosso ensaio "The Secret of the Solar Barque" (#133, não traduzido), que explica a importância da Barca Solar na mitologia egípcia, bem como seu significado ocultista na Maçonaria.]

Como uma fortaleza maçônica moderna, a NASA ensina exatamente a mesma filosofia heliocêntrica da Terra como uma bola. A Maçonaria é um culto solar disfarçado, baseado em magia egípcia antiga. O objetivo da Maçonaria é colocar de lado o Cristianismo bíblico e substitui-lo eventualmente por sua própria cosmovisão panteísta. A cosmologia está inequivocamente no campo de batalha. Eles estão determinados, por todos os meios possíveis, a convencer as massas humanas que o modelo bíblico do mundo é falso e que a Terra que Deus criou não é nada mais que um minúsculo grão de poeira na vastidão escura do vácuo do espaço.

Por que Deus gastaria seis dias criando e enriquecendo um minúsculo grão de poeira? Além disso, por que Ele se refere tantas vezes em Sua Palavra a essa admirável realização? Entretanto, para aqueles que detestam o Senhor e seu Filho Jesus Cristo — que herdará a Terra no tempo devido — essa zombaria insidiosa das obras de Suas mãos é central na filosofia deles.

Vejamos novamente os números de Eratóstenes. Como mencionado no ensaio do Dr. Faulkner, Eratóstenes calculou o ângulo de elevação do sol em Alexandria como 1/50 do círculo, ou 7,2 graus. Alexandria está a cerca de 750 km de Aswan, em uma direção ao norte. Apresentamos aqui o cálculo da elevação (ou altura) do sol sobre Aswan usando a trigonometria:

Isto pode ser mais fácil de visualizar se reconstruirmos o diagrama a partir de uma perspectiva vertical: Este cálculo da elevação do sol acima de Aswan usando os números de Eratóstenes — 5.990 km — é bastante próximo da estimativa (5.680 km) dada em um dos nossos ensaios anteriores sobre a Terra plana. [Fim do Excerto].

Enquanto falava de Eratóstenes, o Dr. Carter disse que o sol em Aswan estava diretamente acima, ou "em linha reta" como ele explicou. Mais tarde, ele declarou que, por volta do horário em que ele estava fazendo sua palestra, o sol estava diretamente acima do sudeste de Cuba e projetou um mapa na tela para ilustrar isso (veja abaixo):

Isto deve ter deixado confusas as pessoas em sua audiência. Como pode o sol — um objeto maciço que estaria a 150 milhões de quilômetros de distância — estar "acima" com relação a ALGUMA localidade na Terra? Isto é absurdo. É como argumentar que uma bola de basquete a dois quarteirões de distância está "diretamente sobre" um grão de poeira em uma bola de golfe que você guarda na sala de sua casa. Elas precisariam estar muito mais próximas uma da outra, talvez somente alguns poucos centímetros de distância para que você pudesse falar nesses termos.

Entretanto, sabemos que o sol ESTÁ diretamente acima com relação a localidades específicas na Terra (dentro dos trópicos) e que, portanto, ele PRECISA estar consideravelmente mais próximo da Terra do que o Dr. Carter e seus colegas querem que acreditemos. Sua distância ou elevação deve ser medida em milhares, não em milhões de quilômetros.

O Horizonte

O Dr. Carter então passou a representar erradamente outro aspecto do modelo da Terra plana e estacionária ao dizer:

"Não existe horizonte no conceito da Terra plana." [36:41].

Isto faria pouco sentido para a pessoa mediana e o Dr. Carter sabe disso. O que ele realmente deveria ter dito é que aqueles que creem no modelo da Terra plana e estacionária têm uma explicação diferente para aquilo que comumente referenciamos como o horizonte. Em uma Terra-globo, o sol desapareceria atrás do horizonte à medida que a Terrra girasse. Em uma Terra plana, porém, o sol desaparece porque alcançou o ponto de desaparecimento no nosso campo de visão. O ponto de desaparecimento está no horizonte, como o diagrama a seguir ilustra:

Nossa mente processa os dados visuais por meio da perspectiva. Ela mantém a perspectiva fazendo sempre nosso campo de visão convergir em um ponto central. Se ela não fizesse isso somente seríamos capazes de perceber uma pequena porção de uma cena que está diante de nós. É por isto que as linhas paralelas, como os trilhos de uma estrada de ferro, sempre convergem em um ponto. Observe que eles não deixam de existir naquele ponto ou se fundem em um único trilho.

O mesmo acontece com o sol no fim da tarde. Ele não desaparece abaixo da linha do horizonte, mas passa pelo ponto de desaparecimento. Ele ainda está no mesmo plano, mas tão distante que — sem ampliação — não somos capazes de vê-lo. Entretanto, se olharmos com binóculos, o sol voltaria a se tornar visível — o que é algo que ele NÃO poderia fazer se tivesse desaparecido abaixo da linha do horizonte. (Ao contrário de arriscar causar danos aos seus olhos, experimente isto com um navio "que está desaparecendo" abaixo do horizonte. O mesmo princípio é aplicável.)

O Tamanho Percebido do Sol Durante o Dia

O Dr. Carter então passou a argumentar que o tamanho percebido do sol não muda durante o dia. Se a Terra fosse plana, ele diz, o sol deveria se tornar ligeiramente maior ao ficar mais perto de nós, mas de acordo com o modelo da Terra-globo — onde o sol está a 150 milhões de quilômetros de distância — o tamanho percebido do sol nunca mudaria. Ele chama isto "uma refutação direta da ideia da Terra plana".

Mas é mesmo?

Vamos examinar as fotos que o Dr. Carter tirou do nascer do sol na manhã anterior que, ele afirma, são prova que o tamanho percebido do sol não muda à medida que ele avança pelo céu.

À primeira vista, o tamanho do sol em cada foto parece permanecer o mesmo. No modelo da Terra plana, pode-se esperar encontrar alguma modificação mensurável, se levarmos em conta o fato que o sol não viaja muito longe entre a primeira e a última foto (possivelmente 25 minutos mais tarde). Entretanto, se olharmos mais atentamente para a foto do meio na linha superior e a última foto na linha abaixo, ENCONTRAMOS sim uma mudança discernível:

Como você pode ver, o tamanho percebido do sol aumentou na foto da direita.

É mais fácil discernir o aumento no tamanho do sol quando ele percorre o céu se um pouco mais de tempo transcorrer. As fotos seguintes, que foram tiradas de um clipe no YouTube, ilustram isto claramente.

À medida que o sol se move mais para perto da posição da câmera com a passagem do dia, o tamanho percebido dele aumenta.

Isto é prova que o sol não pode estar a 150 milhões de quilômetros de distância.

Fatia Tangencial

Na fase seguinte de sua palestra, o Dr. Carter reconhece que o horizonte é plano, como o modelo da Terra plana e estacionária afirma, porém ao mesmo tempo, faz uma afirmação muito bizarra:

"Logicamente o horizonte é plano. Você sabe por que o horizonte é plano? Por que o horizonte é a fatia tangencial de uma esfera. Esteja em qualquer lugar na Terra onde você possa ver o horizonte, aponte para o horizonte, gire em um círculo e... Oh, ela é plana!" [37:29].

Como ele não usou uma transparência para ilustrar o que quis dizer aqui, somos obrigados a conjeturar. Aparentemente, em seu modelo, se você ficar em um determinado ponto na Terra esférica, tudo ao seu redor é plano (em um plano). A razão para isto, ele diz (ou parece dizer), é que você está realmente sobre uma "fatia" da esfera, e como uma fatia de uma esfera é plana, então o que você vê ao seu redor também precisa parecer plano.

Mas, isto não faz qualquer sentido. Ele amarrou-se em nós aqui. Em seu modelo não estamos dentro de uma esfera chamada Terra, mas na superfície. A superfície não é uma "fatia tangencial" de uma esfera, mas um segmento de arco. A superfície de uma esfera não é um plano e chamá-la de "fatia tangencial" não a torna assim!

Por outro lado, ele pode estar argumentando que a Terra é tão grande que sua natureza esférica torna impossível para nós "vermos" a curvatura, mesmo se olharmos para o horizonte em todas as direções. Isto contradiz completamente o "fato" científico frequentemente declarado que a Terra tem cerca de 40.000 km de circunferência. Como tal, ela precisa se encurvar a uma taxa de 20 cm a cada 1,6 km (uma milha). Isto tornaria impossível, no nível do mar, para uma pessoa de estatura mediana enxergar algo além de uns 14 km. Entretanto, como todos sabem, podemos ver muito mais longe do que isto! ##

Em parte alguma em tudo isto ele trata de um dos aspectos mais absurdos do modelo da Terra-globo, isto é, a alegada curvatura dos oceanos. Como pode a assim chamada força da gravidade anular a tendência universal da água de sempre buscar seu próprio nível? Este é apenas um dos muitos aspectos idiotas de sua própria teoria que ele nunca se atreve a discutir!

A "Invenção" do Dr. Carter

A próxima parte da palestra dele também é bastante confusa e improvisada. Ele parece afirmar que inventou um dispositivo que mede a altitude do sol em graus e que isto lhe fornece medições que refutam totalmente o modelo da Terra plana e estacionária. Aqui está uma foto do Dr. Carter apresentando seu invento.

O problema com tudo isto, é claro, é que o dispositivo em questão, conhecido como sextante, já existe há vários séculos! Além disso, tabelas que mostram o ângulo do sol em várias latitudes e longitudes, em diferentes horários do dia, estão disponíveis para o público há várias décadas. Assim, o que exatamente ele está dizendo aqui?

Pedaços de Barbante

Ele então passa a referenciar algo que os estudantes do modelo da Terra plana e estacionária estão muito familiarizados, isto é, o grande aumento nas distâncias entre linhas de longitude no "hemisfério" sul em relação às linhas correspondentes no "hemisfério" norte. Como ele nunca explica isto para sua audiência, os ouvintes provavelmente não sabiam exatamente o que fazer da anedota a respeito de uma visita que ele fez à biblioteca da cidade com seus filhos:

"Fiz meu filho colocar seu dedo em Johannesburg, peguei um barbante e o estiquei até todas aquelas diferentes cidades e depois calculei a rota do grande círculo a partir de todas aquelas cidades e as comparei e, quando você compara a distância na Terra plana com as rotas no grande círculo, adivinhe o que na verdade você..." [40:52].

Ele parece estar afirmando que mediu (com um pequeno barbante) a distância entre Johannesburg (na África do Sul) e várias outras cidades (em um globo? — ele não diz) e as comparou com as distâncias implicadas pelo modelo da Terra plana e estacionária. Aparentemente um conjunto estava correto e o outro estava errado.

Novamente, não temos ideia do que ele estava falando. Em lugar de evidência sólida, vemos mais insinuações e conversa ruidosa. Apesar disto, estamos intrigados para ficar sabendo que a esfericidade da Terra pode ser demonstrada com um pedaço de barbante. (Espere até a NASA fazer uso disso.)

Atacando o Mensageiro

O Dr. Carter odeia a mensagem, de modo que ataca o mensageiro. Tendo esgotado seu estoque de argumentos "científicos" — que são tão frágeis quanto os retratamos (confira o vídeo dele) — ele então direciona seus vitupérios contra os cristãos que se atreveram a estudar e falar abertamente sobre a cosmologia bíblica.

Uma tática favorita nesses tipos de ataques ad hominem é vincular o alvo com alguém por quem a audiência tenha pouca simpatia e depois passar a difamar seu caráter por associação. O Dr. Carter tenta implicar que os cristãos que creem no modelo da Terra plana e estacionária são tolos simplórios que foram enganados por vigaristas pagãos e brincalhões na Internet. — "Vocês devem o que estão dizendo a essas pessoas." [40:28].

Ele afirma que os cristãos que acreditam no modelo da Terra plana e estacionária não são "estáveis e racionais": "O que estamos vendo é uma crise existencial na filosofia." [41:01]

"Simplesmente não podemos rejeitar 2.000 anos de erudição cristã." [41:47]

Por "2.000 anos de erudição cristã", ele realmente quer dizer séculos de propaganda católica romana.

Em um sentido, há uma crise existencial (um típico termo jesuíta), mas é uma crise existencial na filosofia babilônia. Os jesuítas estão preocupados — as ovelhas estão ficando insolentes demais.

Blasfêmia

Ele então passa a blasfemar da cosmologia bíblica. Na opinião dele, se o universo consiste principalmente dos "planetas" em que estamos vivendo, então ele é uma expressão totalmente inadequada da soberania e poder de Deus:

"A Terra é um lugar muitíssimo pequeno no modelo da Terra plana. Ela é feita por um Deus muito pequeno. Quase como um deus mórmon... somente o Deus de um pequeno planeta." [50:42].

Lamentamos ter de incluir essa afirmação, mas ela vai muito longe para expor o real espírito que está por trás da filosofia da Terra-globo.

"Como Alguém se Torna um Terraplanista?"

Nos minutos finais de sua palestra, o Dr. Carter faz uma tirada nauseante contra qualquer um que não compartilhe de sua visão sobre o formato da Terra. A atitude dele faz lembrar a era stalinista na União Soviética, onde a dissensão de qualquer tipo era punida com o exílio nos Gulags. O exílio que ele tem em mente para os "terraplanistas" é o ostracismo no velho estilo; os demais membros da igreja devem evitá-los como contaminados. Nem mesmo se envolva em uma discussão com eles:

"Não recomendo que você se envolva de verdade com essas pessoas." [52:22].

Por que isto? Aparentemente, alguém só pode se tornar um "terraplanista" por meio de "lavagem cerebrar similar a uma seita" [51:44]. E, é claro, todos sabemos o quão perigoso e imprevisível um membro de seita pode ser.

O termo "terraplanista" está sendo usado pelos jesuítas e seus congêneres como um epíteto abusivo. Eles gostam de usá-lo. Existem muitas heresias na igreja moderna, mas o que parece merecer um desdém especial é a teoria da Terra plana e estacionária. Entretanto, eles nunca usam a palavra "estacionária" ao falarem sobre a Terra ou o modelo da Terra plana, pois isto está muito de acordo com nossa experiência diária. É óbvio para nossos sentidos dados por Deus que a Terra não está se movendo, de modo que eles preferem não atrair muita atenção para este fato.

A Terra É Tanto Plana e Estacionária

Quando os cristãos falam sobre a Terra, deveriam mencionar que ela é tanto plana E estacionária. Isto é o que a Bíblia ensina. Josué mandou que o sol parasse no céu e ele fez exatamente isto. O rei Ezequias pediu que o trajeto do sol retrocedesse em dez graus, e ele retrocedeu. Nosso Pai Celestial colocou esses fatos em Sua Palavra por uma razão! Cabe a nós considerá-los com seriedade. [Para uma lista dos principais versos na Bíblia relacionadas com a cosmologia, veja o Apêndice B.].

Sabemos que o Dr. Carter e sua equipe não encaram a Bíblia com seriedade por que, em sua palestra, ele nunca se preocupou em discutir algum dos versos relacionados com a cosmologia. Em vez disso, ele fez referência a um artigo que ele e um colega tinham publicado on-line, que tinha o propósito de lidar com os mais de cem versos sobre cosmologia. Mas, quando você investiga, descobre que aquilo não é nada mais que uma rejeição desrespeitosa daquilo que a Bíblia realmente ensina.

A arrogância dessas pessoas é extraordinária. Eles certamente não "tremem" diante da Palavra de Deus.

O Dr. Carter e outros como ele, como os pastores David Cloud e Charles Lawson, querem silenciar toda a discussão sobre a cosmologia bíblica. Eles parecem estar seguindo uma estratégia comum — zombar e desprezar de qualquer um que mencione o modelo da Terra plana e estacionária, descrevê-los como malucos e membros de seitas, ridicularizá-los, distorcer as palavras deles e, acima de tudo, nunca sugerir por um momento que existe a menor substância em qualquer coisa que eles dizem. Finalmente, onde for conveniente, distorcer e rejeitar a Palavra de Deus — que é exatamente o que eles estão fazendo.

O Dr. Carter mostra o quão longe eles estão preparados para ir com sua agenda agressiva. Nos minutos finais de sua palestra, ele declara descaradamente:

"Até aqui não vi alguém sair disto por que é, na verdade, uma seita. Agora, não há um líder principal e eles não estão roubando o dinheiro de ninguém, e não há necessariamente desvios sexuais..." [53:25].

Desvios sexuais? Desde quando um interesse na cosmologia bíblica é um possível indicador de desvio sexual? Claramente, uma insinuação venenosa constituirá uma parte vital da estratégia deles nos anos vindouros.

Conclusão

Listamos a maioria dos ensaios nesta série no Apêndice A. Se os cristãos nascidos de novo considerarem atentamente as informações definidas nestes ensaios e ainda continuarem a acreditar que a Terra é um globo que gira pelo espaço, tudo bem. Somente podemos apresentar o tema da forma como o vemos e deixar a pessoas chegarem às suas próprias conclusões.

Entretanto, os jesuítas não querem que você vá tão longe assim. Se a teoria deles estiver correta, eles não têm nada a temer. Mas, é óbvio a partir da resposta que vimos do pastor Cloud, pastor Lawson, Dr. Faulkner, de AiG, e o Dr. Carter, que os cristãos absolutamente não têm de pensar sobre esta questão! Eles precisam acreditar naquilo que ouvem e voltar a entrar na linha.

Por que não desafiar essas pessoas arrogantes e ler o que a Palavra de Deus realmente diz sobre a cosmologia? Como cristãos verdadeiros devemos fazer isto mesmo!

A Terra é plana e estacionária. Não leve em conta a nossa palavra — leve em conta a Palavra de Deus!



Apêndice A

Passagens Bíblicas Relacionadas com a Cosmologia:

Categorias:

1. Os Fundamentos da Terra
2. As Águas em Cima
3. As Águas em Baixo
4. O Firmamento
5. A Ausência de Movimento da Terra
6. Os Céus Estendidos
7. A Terra Plana e Estendida
8. O Movimento do Sol
9. A Lua Possui Luminosidade Própria
10. As Estrelas Fixas e as "Errantes"
11. As Relações Espaciais Geocêntricas
12. A Impossibilidade das Viagens Espaciais.

1. Os Fundamentos da Terra

"... porque do SENHOR são os alicerces da terra, e assentou sobre eles o mundo." [1 Samuel 2:8b].

"O que sacode a terra do seu lugar, e as suas colunas estremecem." [Jó 9:6].

"Onde estavas tu, quando eu fundava a terra? Faze-mo saber, se tens inteligência." [Jó 38:4].

"Sobre que estão fundadas as suas bases, ou quem assentou a sua pedra de esquina." [Jó 38:6].

"A terra e todos os seus moradores estão dissolvidos, mas eu fortaleci as suas colunas. (Selá.)" [Salmos 75:3].

"Desde a antiguidade fundaste a terra, e os céus são obra das tuas mãos." [Salmos 102:25].

"Lançou os fundamentos da terra; ela não vacilará em tempo algum." [Salmos 104:5].

"O SENHOR, com sabedoria fundou a terra; com entendimento preparou os céus." [Provérbios 3:19].

"... porque as janelas do alto estão abertas, e os fundamentos da terra tremem." [Isaías 24:18b].

"Porventura não sabeis? Porventura não ouvis, ou desde o princípio não se vos notificou, ou não atentastes para os fundamentos da terra?" [Isaías 40:21].

"Também a minha mão fundou a terra, e a minha destra mediu os céus a palmos; eu os chamarei, e aparecerão juntos." [Isaías 48:13].

"E te esqueces do SENHOR que te criou, que estendeu os céus, e fundou a terra, e temes continuamente todo o dia o furor do angustiador, quando se prepara para destruir; pois onde está o furor do que te atribulava?" [Isaías 51:13].

"... Fala o SENHOR, o que estende o céu, e que funda a terra, e que forma o espírito do homem dentro dele." [Zacarias 12:1].

"E: Tu, Senhor, no princípio fundaste a terra, E os céus são obra de tuas mãos." [Hebreus 1:10].

2. As Águas em Cima

"E disse Deus: Haja uma expansão no meio das águas, e haja separação entre águas e águas." [Gênesis 1:6].

"E fez Deus a expansão, e fez separação entre as águas que estavam debaixo da expansão e as águas que estavam sobre a expansão; e assim foi." [Gênesis 1:7].

"Fez das trevas o seu lugar oculto; o pavilhão que o cercava era a escuridão das águas e as nuvens dos céus." [Salmos 18:11].

"Põe nas águas as vigas das suas câmaras; faz das nuvens o seu carro, anda sobre as asas do vento." [Salmos 104:3].

"Louvai-o, céus dos céus, e as águas que estão sobre os céus." [Salmos 148:4].

"Quem subiu ao céu e desceu? Quem encerrou os ventos nos seus punhos? Quem amarrou as águas numa roupa? Quem estabeleceu todas as extremidades da terra? Qual é o seu nome? E qual é o nome de seu filho, se é que o sabes?" [Provérbios 30:4].

[Esta é uma referência a Cristo no Velho Testamento e Sua participação na obra de Criação. A "amarração das águas" parece se referir ao firmamento e seu papel em restringir as águas em cima.]

"Fazendo ele ouvir a sua voz, grande estrondo de águas há nos céus, e faz subir os vapores desde o fim da terra; faz os relâmpagos com a chuva, e tira o vento dos seus tesouros." [Jeremias 51:16].

3. As Águas em Baixo

"Marcou um limite sobre a superfície das águas em redor, até aos confins da luz e das trevas." [Jó 26:10].

"Ou entraste tu até às origens do mar, ou passeaste no mais profundo do abismo?" [Jó 38:16].

"Ele ajunta as águas do mar como num montão; põe os abismos em depósitos." [Salmos 33:7].

"Quando ainda não havia abismos, fui gerada, quando ainda não havia fontes carregadas de águas." [Provérbios 8:24].

"Quando ele preparava os céus, aí estava eu, quando traçava o horizonte sobre a face do abismo; quando firmava as nuvens acima, quando fortificava as fontes do abismo, quando fixava ao mar o seu termo, para que as águas não traspassassem o seu mando, quando compunha os fundamentos da terra. Então eu estava com ele, e era seu arquiteto; era cada dia as suas delícias, alegrando-me perante ele em todo o tempo; regozijando-me no seu mundo habitável e enchendo-me de prazer com os filhos dos homens." [Provérbios 8:27-31].

"Dizendo com grande voz: Temei a Deus, e dai-lhe glória; porque é vinda a hora do seu juízo. E adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas." [Apocalipse 14:7].

4. O Firmamento

"E disse Deus: Haja uma expansão no meio das águas, e haja separação entre águas e águas. E fez Deus a expansão, e fez separação entre as águas que estavam debaixo da expansão e as águas que estavam sobre a expansão; e assim foi. E chamou Deus à expansão Céus, e foi a tarde e a manhã, o dia segundo." [Gênesis 1:6-8].

"Ou estendeste com ele os céus, que estão firmes como espelho fundido?" [Jó 37:18].

"Louvai ao SENHOR. Louvai a Deus no seu santuário; louvai-o no firmamento do seu poder." [Salmos 150:1].

"Ele é o que está assentado sobre o círculo da terra, cujos moradores são para ele como gafanhotos; é ele o que estende os céus como cortina, e os desenrola como tenda, para neles habitar." [Isaías 40:22].

[O círculo aqui é, provavelmente, uma referência à abóbada acima da Terra. Os moradores da Terra habitam abaixo de uma grande abóbada que se estende sobre eles como uma tenda.]

"No ano seiscentos da vida de Noé, no mês segundo, aos dezessete dias do mês, naquele mesmo dia se romperam todas as fontes do grande abismo, e as janelas dos céus se abriram, e houve chuva sobre a terra quarenta dias e quarenta noites." [Gênesis 7:11-12].

"Ele é o que edifica as suas câmaras superiores no céu, e fundou na terra a sua abóbada, e o que chama as águas do mar, e as derrama sobre a terra; o SENHOR é o seu nome." [Amós 9:6].

"E disse Deus: Haja luminares na expansão dos céus, para haver separação entre o dia e a noite; e sejam eles para sinais e para tempos determinados e para dias e anos. E sejam para luminares na expansão dos céus, para iluminar a terra; e assim foi. E fez Deus os dois grandes luminares: o luminar maior para governar o dia, e o luminar menor para governar a noite; e fez as estrelas. E Deus os pôs na expansão dos céus para iluminar a terra." [Gênesis 1:14-17].

"Porventura Deus não está na altura dos céus? Olha para a altura das estrelas; quão elevadas estão. E dizes: que sabe Deus? Porventura julgará ele através da escuridão? As nuvens são esconderijo para ele, para que não veja; e passeia pelo circuito dos céus." [Jó 22:12-14].

[Se considerarmos que circuito (chuwg) significa um círculo, então esta passagem pode estar se referindo à circularidade do firmamento.

"Os céus declaram a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos." [Salmos 19:1].

"Põe nas águas as vigas das suas câmaras; faz das nuvens o seu carro, anda sobre as asas do vento." [Salmos 104:3].

"E sobre as cabeças dos seres viventes havia uma semelhança de firmamento, com a aparência de cristal terrível, estendido por cima, sobre as suas cabeças. E debaixo do firmamento estavam as suas asas direitas uma em direção à outra; cada um tinha duas, que lhe cobriam o corpo de um lado; e cada um tinha outras duas asas, que os cobriam do outro lado. E, andando eles, ouvi o ruído das suas asas, como o ruído de muitas águas, como a voz do Onipotente, um tumulto como o estrépito de um exército; parando eles, abaixavam as suas asas. E ouviu-se uma voz vinda do firmamento, que estava por cima das suas cabeças; parando eles, abaixavam as suas asas. E por cima do firmamento, que estava por cima das suas cabeças, havia algo semelhante a um trono que parecia de pedra de safira; e sobre esta espécie de trono havia uma figura semelhante a de um homem, na parte de cima, sobre ele." [Ezequiel 1:22-26].

"Depois olhei, e eis que no firmamento, que estava por cima da cabeça dos querubins, apareceu sobre eles uma como pedra de safira, semelhante a forma de um trono." [Ezequiel 10:1].

"Os que forem sábios, pois, resplandecerão como o fulgor do firmamento; e os que a muitos ensinam a justiça, como as estrelas sempre e eternamente." [Daniel 12:3].

5. A Ausência de Movimento da Terra (Exceto em Tempos de Julgamento)

"Trema perante ele, trema toda a terra; pois o mundo se firmará, para que não se abale." [1 Crônicas 16:30].

"Tema toda a terra ao SENHOR; temam-no todos os moradores do mundo. Porque falou, e foi feito; mandou, e logo apareceu." [Salmos 33:8,9].

"E edificou o seu santuário como altos palácios, como a terra, que fundou para sempre." [Salmos 78:69].

(A palavra palácios não aparece no texto hebraico. A primeira parte provavelmente deveria ser assim: "E edificou seu santuário nas alturas..." Ele também a construiu como a Terra, que estabeleceu para sempre. A palavra hebraica aqui para edificou é yacad, que significa "lançar um fundamento".].

"O SENHOR reina; está vestido de majestade. O SENHOR se revestiu e cingiu de poder; o mundo também está firmado, e não poderá vacilar." [Salmos 93:1].

"Lançou os fundamentos da terra; ela não vacilará em tempo algum." [Salmos 104:5].

"A tua fidelidade dura de geração em geração; tu firmaste a terra, e ela permanece firme." [Salmos 119:90].

"Assim diz o SENHOR: O céu é o meu trono, e a terra o escabelo dos meus pés; que casa me edificaríeis vós? E qual seria o lugar do meu descanso?" [Isaías 66:1].

"O céu é o meu trono,e a terra o estrado dos meus pés. Que casa me edificareis? diz o Senhor, ou qual é o lugar do meu repouso?" [Atos 7:49].

(Como um trono permanece no mesmo local, estes dois últimos versos mostram que a Terra não se move. Além disso, com relação ao tamanho comparativo, a Terra está abaixo do terceiro céu como um escabelo fica abaixo de um trono. Portanto, ela não pode ser um minúsculo grão de poeira na vasta imensidão do espaço, como a Astronomia moderna alega.).

A Terra se Move Somente em Tempos de Julgamento

"O que sacode a terra do seu lugar, e as suas colunas estremecem." [Jó 9:6].

"O SENHOR reina; tremam os povos. Ele está assentado entre os querubins; comova-se a terra." [Salmos 99:1].

"Por isso farei estremecer os céus; e a terra se moverá do seu lugar, por causa do furor do SENHOR dos Exércitos, e por causa do dia da sua ardente ira." [Isaías 13:13].

"De todo está quebrantada a terra, de todo está rompida a terra, e de todo é movida a terra. De todo cambaleará a terra como o ébrio, e será movida e removida como a choça de noite; e a sua transgressão se agravará sobre ela, e cairá, e nunca mais se levantará." [Isaías 24:19-20].

6. Os Céus Foram Estendidos

"O que sozinho estende os céus, e anda sobre os altos do mar." [Jó 9:8].

"O norte estende sobre o vazio; e suspende a terra sobre o nada." [Jó 26:7].

"Ou estendeste com ele os céus, que estão firmes como espelho fundido?" [Jó 37:18].

"Bendize, ó minha alma, ao SENHOR! SENHOR Deus meu, tu és magnificentíssimo; estás vestido de glória e de majestade. Ele se cobre de luz como de um vestido, estende os céus como uma cortina." [Salmos 104:1-2].

"E todo o exército dos céus se dissolverá, e os céus se enrolarão como um livro; e todo o seu exército cairá, como cai a folha da vide e como cai o figo da figueira." [Isaías 34:4].

"Ele é o que está assentado sobre o círculo da terra, cujos moradores são para ele como gafanhotos; é ele o que estende os céus como cortina, e os desenrola como tenda, para neles habitar." [Isaías 40:22].

(A palavra hebraica no original para "círculo" neste verso é chuwg, que Strong (H2329] define como um 'círculo, circuito, perímetro. Em outro verso (22:18) Isaías usou a palavra hebraica duwr para significar "bola" (esfera), de modo que é improvável que esteja aqui se referindo a uma bola, ou a uma esfera.)

"Assim diz Deus, o SENHOR, que criou os céus, e os estendeu, e espraiou a terra, e a tudo quanto produz; que dá a respiração ao povo que nela está, e o espírito aos que andam nela." [Isaías 42:5].

(Tanto os céus quanto a Terra estão "estendidos". De acordo com Gesenius, a palavra hebraica no original para "estender" neste verso — raqa — significa "estender por meio de batidas". Em outro verso (34:4), os céus são referidos como um rolo. Em um caso, a ação é similar ao desenrolar de um tecido (e seu subsequente enrolamento), enquanto que no outro é similar ao achatamento de uma folha de metal por marteladas.)

"Assim diz o SENHOR, teu redentor, e que te formou desde o ventre: Eu sou o SENHOR que faço tudo, que sozinho estendo os céus, e espraio a terra por mim mesmo." [Isaías 44:24].

"Eu fiz a terra, e criei nela o homem; eu o fiz; as minhas mãos estenderam os céus, e a todos os seus exércitos dei as minhas ordens." [Isaías 45:12].

"Também a minha mão fundou a terra, e a minha destra mediu os céus a palmos; eu os chamarei, e aparecerão juntos." [Isaías 48:13].

"E te esqueces do SENHOR que te criou, que estendeu os céus, e fundou a terra..." [Isaías 51:13a].

"Ele fez a terra com o seu poder; ele estabeleceu o mundo com a sua sabedoria, e com a sua inteligência estendeu os céus." [Jeremias 10:12].

"Ele fez a terra com o seu poder, e ordenou o mundo com a sua sabedoria, e estendeu os céus com o seu entendimento." [Jeremias 51:15].

7. A Terra Plana e Estendida

"Pois assim como o céu está elevado acima da terra, assim é grande a sua misericórdia para com os que o temem. Assim como está longe o oriente do ocidente, assim afasta de nós as nossas transgressões." [Salmos 103:11,12].

(Isto precisa se referir a uma Terra plana, em que o oriente e o ocidente nunca se encontram.)

"Aquele que estendeu a terra sobre as águas; porque a sua benignidade dura para sempre." [Salmos 136:6].

"E levantará um estandarte entre as nações, e ajuntará os desterrados de Israel, e os dispersos de Judá congregará desde os quatro confins da terra." [Isaías 11:12].

"Assim diz o SENHOR, teu redentor, e que te formou desde o ventre: Eu sou o SENHOR que faço tudo, que sozinho estendo os céus, e espraio a terra por mim mesmo." [Isaías 44:24].

"Assim diz Deus, o SENHOR, que criou os céus, e os estendeu, e espraiou a terra, e a tudo quanto produz; que dá a respiração ao povo que nela está, e o espírito aos que andam nela." [Isaías 42:5].

"O norte estende sobre o vazio; e suspende a terra sobre o nada." [Jó 26:7].

"Então o SENHOR disse a Satanás: Donde vens? E respondeu Satanás ao SENHOR, e disse: De rodear a terra, e passear por ela." [Jó 2:2].

"Crescia esta árvore, e se fazia forte, de maneira que a sua altura chegava até ao céu; e era vista até aos confins da terra." [Daniel 4:11].

"Novamente o transportou o diabo a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles." [Mateus 4:8].

"E o diabo, levando-o a um alto monte, mostrou-lhe num momento de tempo todos os reinos do mundo." [Lucas 4:5].

8. O Movimento do Sol

"Então Josué falou ao SENHOR, no dia em que o SENHOR deu os amorreus nas mãos dos filhos de Israel, e disse na presença dos israelitas: Sol, detém-te em Gibeom, e tu, lua, no vale de Ajalom. E o sol se deteve, e a lua parou, até que o povo se vingou de seus inimigos. Isto não está escrito no livro de Jasher? O sol, pois, se deteve no meio do céu, e não se apressou a pôr-se, quase um dia inteiro." [Josué 10:12-13].

[Observe que Josué ordenou que o Sol e a Lua parassem, não a Terra e a Lua.]

"Assim, ó SENHOR, pereçam todos os teus inimigos! Porém os que te amam sejam como o sol quando sai na sua força." [Juízes 5:31].

"O que fala ao sol, e ele não nasce, e sela as estrelas." [Jó 9:7].

(Neste verso Jó ilustra o tremendo poder de Deus, mostrando que Ele pode fazer o Sol deixar de se mover e impedir as estrelas de darem sua luz.)

"Os céus declaram a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos... A sua linha se estende por toda a terra, e as suas palavras até ao fim do mundo. Neles pôs uma tenda para o sol, o qual é como um noivo que sai do seu tálamo, e se alegra como um herói, a correr o seu caminho. A sua saída é desde uma extremidade dos céus, e o seu curso até à outra extremidade, e nada se esconde ao seu calor." [Salmos 19:1,4-6].

"Designou a lua para as estações; o sol conhece o seu ocaso." [Salmos 104:19].

(Não se pode dizer que o sol conhece seu ocaso se ele não estiver em movimento real.).

"Nasce o sol, e o sol se põe, e apressa-se e volta ao seu lugar de onde nasceu." [Eclesiastes 1:5].

"Porque as estrelas dos céus e as suas constelações não darão a sua luz; o sol se escurecerá ao nascer, e a lua não resplandecerá com a sua luz." [Isaías 13:10].

"Eis que farei retroceder dez graus a sombra lançada pelo sol declinante no relógio de Acaz. Assim retrocedeu o sol os dez graus que já tinha declinado." [Isaías 38:8].

"E sucederá que, naquele dia, diz o SENHOR Deus, farei que o sol se ponha ao meio-dia, e a terra se entenebreça no dia claro." [Amós 8:9].

"O sol e a lua pararam nas suas moradas; andaram à luz das tuas flechas, ao resplendor do relâmpago da tua lança." [Habacuque 3:11].

(O profeta registra que o Sol e a Lua pararam, não a Terra e a Lua.)

9. A Lua Possui Iluminação Própria

"E fez Deus os dois grandes luminares: o luminar maior para governar o dia, e o luminar menor para governar a noite; e fez as estrelas." [Gênesis 1:16].

"E com os mais excelentes frutos do sol, e com as mais excelentes produções das luas." [Deuteronômio 33:14].

"Se olhei para o sol, quando resplandecia, ou para a lua, caminhando gloriosa." [Jó 31:26].

"Designou a lua para as estações; o sol conhece o seu ocaso." [Salmos 104:19].

"A lua e as estrelas para presidirem à noite; porque a sua benignidade dura para sempre." [Salmos 136:9].

"Porque as estrelas dos céus e as suas constelações não darão a sua luz; o sol se escurecerá ao nascer, e a lua não resplandecerá com a sua luz." [Isaías 13:10].

"E a lua se envergonhará, e o sol se confundirá quando o SENHOR dos Exércitos reinar no monte Sião e em Jerusalém, e perante os seus anciãos gloriosamente." [Isaías 24:23].

"E a luz da lua será como a luz do sol, e a luz do sol sete vezes maior, como a luz de sete dias, no dia em que o SENHOR ligar a quebradura do seu povo, e curar a chaga da sua ferida." [Isaías 30:26].

"Nunca mais te servirá o sol para luz do dia nem com o seu resplendor a lua te iluminará; mas o SENHOR será a tua luz perpétua, e o teu Deus a tua glória." [Isaías 60:19].

"Assim diz o SENHOR, que dá o sol para luz do dia, e as ordenanças da lua e das estrelas para luz da noite, que agita o mar, bramando as suas ondas; o SENHOR dos Exércitos é o seu nome." [Jeremias 31:35].

"E, apagando-te eu, cobrirei os céus, e enegrecerei as suas estrelas; ao sol encobrirei com uma nuvem, e a lua não fará resplandecer a sua luz." [Ezequiel 32:7].

"E, logo depois da aflição daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu, e as potências dos céus serão abaladas." [Mateus 24:29].

"Uma é a glória do sol, e outra a glória da lua, e outra a glória das estrelas; porque uma estrela difere em glória de outra estrela." [1 Coríntios 15:41].

"E, havendo aberto o sexto selo, olhei, e eis que houve um grande tremor de terra; e o sol tornou-se negro como saco de cilício, e a lua tornou-se como sangue." [Apocalipse 6:12].

"E a cidade não necessita de sol nem de lua, para que nela resplandeçam, porque a glória de Deus a tem iluminado, e o Cordeiro é a sua lâmpada." [Apocalipse 21:23].

10. As Estrelas Fixas e as Estrelas "Errantes"

"E disse Deus: Haja luminares na expansão dos céus, para haver separação entre o dia e a noite; e sejam eles para sinais e para tempos determinados e para dias e anos. E sejam para luminares na expansão dos céus, para iluminar a terra; e assim foi. E fez Deus os dois grandes luminares: o luminar maior para governar o dia, e o luminar menor para governar a noite; e fez as estrelas. E Deus os pôs na expansão dos céus para iluminar a terra, e para governar o dia e a noite, e para fazer separação entre a luz e as trevas; e viu Deus que era bom." [Gênesis 1:14-18].

"Desde os céus pelejaram; até as estrelas desde os lugares dos seus cursos pelejaram contra Sísera." [Juízes 5:20].

"Porventura Deus não está na altura dos céus? Olha para a altura das estrelas; quão elevadas estão. E dizes: que sabe Deus? Porventura julgará ele através da escuridão? As nuvens são esconderijo para ele, para que não veja; e passeia pelo circuito dos céus." [Jó 22:12-14].

"A lua e as estrelas para presidirem à noite; porque a sua benignidade dura para sempre." [Salmos 136:9].

"Conta o número das estrelas, chama-as a todas pelos seus nomes." [Salmos 147:4].

"Porque as estrelas dos céus e as suas constelações não darão a sua luz; o sol se escurecerá ao nascer, e a lua não resplandecerá com a sua luz." [Isaías 13:10].

"E todo o exército dos céus se dissolverá, e os céus se enrolarão como um livro; e todo o seu exército cairá, como cai a folha da vide e como cai o figo da figueira." [Isaías 34:4].

"Levantai ao alto os vossos olhos, e vede quem criou estas coisas; foi aquele que faz sair o exército delas segundo o seu número; ele as chama a todas pelos seus nomes; por causa da grandeza das suas forças, e porquanto é forte em poder, nenhuma delas faltará." [Isaías 40:26].

"Eu fiz a terra, e criei nela o homem; eu o fiz; as minhas mãos estenderam os céus, e a todos os seus exércitos dei as minhas ordens." [Isaías 45:12].

"Diante dele tremerá a terra, abalar-se-ão os céus; o sol e a lua se enegrecerão, e as estrelas retirarão o seu resplendor." [Joel 2:10].

"E, logo depois da aflição daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu, e as potências dos céus serão abaladas." [Mateus 24:29].

"E haverá sinais no sol e na lua e nas estrelas; e na terra angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas." [Lucas 21:25].

"Uma é a glória do sol, e outra a glória da lua, e outra a glória das estrelas; porque uma estrela difere em glória de outra estrela." [1 Coríntios 15:41].

"Ondas impetuosas do mar, que escumam as suas mesmas abominações; estrelas errantes, para os quais está eternamente reservada a negrura das trevas." [Judas 1:13].

"E o céu retirou-se como um livro que se enrola; e todos os montes e ilhas foram removidos dos seus lugares." [Apocalipse 6:14].

"E o quarto anjo tocou a sua trombeta, e foi ferida a terça parte do sol, e a terça parte da lua, e a terça parte das estrelas; para que a terça parte deles se escurecesse, e a terça parte do dia não brilhasse, e semelhantemente a noite." [Apocalipse 8:12].

"E a sua cauda levou após si a terça parte das estrelas do céu, e lançou-as sobre a terra..." [Apocalipse 12:4a].

(Estes dois versos se referem à terça parte das estrelas. No último verso, elas são geralmente compreendidas como uma referência à companhia dos anjos que se rebelaram. As estrelas e os anjos estão tão intimamente associados na Palavra de Deus que pode existir alguma conexão não explicada entre eles.)

11. Relações Espaciais Geocêntricas

É impossível fazer justiça à cosmologia bíblica sem levar em conta as centenas de passagens em toda a Bíblia que são claramente geocêntricas e cujos significados naturais implicam uma estrutura de referência que abrange o céu e a Terra. Os bilhões de quilômetros de espaço, que os astrônomos modernos propõem, estão em agudo conflito com a estrutura espacial usada na Bíblia. A Terra da Bíblia é inconcebivelmente maior do que o Sol em termos absolutos. É impossível reconciliar a cosmologia bíblica — como Deus descreve Sua própria Criação — com o "cosmos" bizarro da Astronomia moderna, em que a Terra não poderia ser mais patética ou insignificante. De fato, quantos mais pronunciamentos a NASA e seus aliados fazem sobre o "cosmos", o mais estridentemente eles contradizem o relato bíblico. Sempre é o mesmo grupo de "especialistas" auto-indicados que faz essas declarações bizarras, sem qualquer evidência concreta para suportá-las.

Os cristãos precisam perguntar a si mesmos por que acreditam no quadro do céu e da Terra retratado pela NASA, não apenas por que ele confilta com a narrativa bíblica, mas por que essa organização maçônica e sigilosa continua a proferir pronunciamentos que não fazem sentido e que zombam da Palavra de Deus. Você acredita seriamente que a Terra está sob risco de ser destruída por um asteróide gigantesco? Acredita seriamente que a Terra está girando em seu próprio eixo a 1.600 km por hora? Acredita seriamente que existe "vida inteligente" nas "profundezas" do espaço? Acredita seriamente que dois homens que vestiam pijamas de náilon, pousaram na Lua, a bordo de uma cápsula de alumínio em 1969? A única evidência para isso tudo é a incansável propaganda produzida pela NASA, Hollywood, as grandes emissoras de televisão e a mídia dominante. Por que os cristãos estão dispostos a colocar de lado a Palavra de Deus e acreditar em um relato alternativo da realidade para a qual eles não possuem a mínima evidência objetiva e verificável?

Subindo e Descendo

"Então desceu o SENHOR para ver a cidade e a torre que os filhos dos homens edificavam; e o SENHOR disse: Eis que o povo é um, e todos têm uma mesma língua; e isto é o que começam a fazer; e agora, não haverá restrição para tudo o que eles intentarem fazer. Eia, desçamos e confundamos ali a sua língua, para que não entenda um a língua do outro." [Gênesis 11:5-7].

"E sonhou: e eis uma escada posta na terra, cujo topo tocava nos céus; e eis que os anjos de Deus subiam e desciam por ela." [Gênesis 28:12].

"Quem subiu ao céu e desceu? Quem encerrou os ventos nos seus punhos? Quem amarrou as águas numa roupa? Quem estabeleceu todas as extremidades da terra? Qual é o seu nome? E qual é o nome de seu filho, se é que o sabes?" [Provérbios 30:4].

"Pois olhou desde o alto do seu santuário, desde os céus o SENHOR contemplou a terra." [Salmos 102:19].

"Abaixa, ó SENHOR, os teus céus, e desce; toca os montes, e fumegarão." [Salmos 144:5].

"E abaixou os céus, e desceu; e uma escuridão havia debaixo de seus pés." [2 Samuel 22:10].

[O Senhor "abaixou" (estendeu ou encurvou (como um arco)) os céus e "desceu", uma ação que teve início no terceiro céu e continuou, passando pelo firmamento, até as montanhas abaixo.]

"Oh! se fendesses os céus, e descesses, e os montes se escoassem de diante da tua face." [Isaías 64:1].

"E o reino, e o domínio, e a majestade dos reinos debaixo de todo o céu serão dados ao povo dos santos do Altíssimo; o seu reino será um reino eterno, e todos os domínios o servirão, e lhe obedecerão." [Daniel 7:27].

"Porque eis que o SENHOR está para sair do seu lugar, e descerá, e andará sobre as alturas da terra." [Miquéias 1:3].

"Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem, que está no céu." [João 3:13].

"E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos." [Atos 4:12].

12. A Impossibilidade da Viagem Espacial

"Assim diz o SENHOR, que dá o sol para luz do dia, e as ordenanças da lua e das estrelas para luz da noite, que agita o mar, bramando as suas ondas; o SENHOR dos Exércitos é o seu nome. Se falharem estas ordenanças de diante de mim, diz o SENHOR, deixará também a descendência de Israel de ser uma nação diante de mim para sempre. Assim disse o SENHOR: Se puderem ser medidos os céus lá em cima, e sondados os fundamentos da terra cá em baixo, também eu rejeitarei toda a descendência de Israel, por tudo quanto fizeram, diz o SENHOR." [Jeremias 31:35-37].

Índice de Versos Bíblicos Relacionados com a Cosmologia

Gênesis 1:6, 1:7, 1:8, 1:14-18, 11:5-7, 28:12
Deuteronômio 33:14
Josué 10:12-13
Juízes 5:20, 5:31
1 Samuel 2:8
2 Samuel 22:10
1 Crônicas 16:30
9:6, 9:7, 9:8, 22:12-14, 26:7, 26:10, 31:26, 37:18, 38:4, 38:6, 38:16; 38:18
Salmos 18:11, 19:1, 19:4-6, 33:7, 33:8-9, 75:3, 78:69, 93:1, 99:1, 102:19, 102:25, 103:11-12, 104:1-2, 104:3, 104:5, 104:19, 119:90, 136:6, 136:9, 144:5, 147:4, 148:4, 150:1
Provérbios 3:19, 8:24, 8:27-31, 30:4
Eclesiastes 1:5
Isaías 11:12, 13:10, 13:13, 24:18, 24:19-20, 24:23, 30:26, 34:4, 38:8, 40:21, 40:22, 40:26, 42:5, 44:24, 45:12, 48:13, 51:13, 60:19, 64:1, 66:1
Jeremias 10:12, 31:35, 31:36-37, 51:15, 51:16
Ezequiel 1:22-26, 10:1, 32:7
Daniel 4:11, 7:27, 12:3
Joel 2:10
Amós 8:9
Miquéias 1:3
Habacuque 3:11
Zacarias 12:1
Mateus 4:8, 24:9
Lucas 4:5, 21:25
João 3:13
Atos 4:12, 7:49, 7:55-56
1 Coríntios 15:41
Hebreus 1:10
Judas 1:13
Apocalipse 6:12, 6:14, 8:14, 12:4, 14:7, 20:9, 21:23

Nota: Esta lista não tem o objetivo de ser completa.

Solicitação Especial

Incentivamos os leitores frequentes a baixarem os ensaios disponíveis neste website para cópia de segurança e consulta futura. Eles poderão não estar disponíveis para sempre. Estamos entrando rapidamente em um tempo em que materiais deste tipo somente poderão ser obtidos via correio eletrônico. Os leitores que desejarem ser incluídos em uma lista para correspondência futura são bem-vindos a me contactar em jeremypauljames@gmail.com. Não é necessário fornecer o nome, apenas um endereço eletrônico.



Autor: Jeremy James, artigo em http://www.zephaniah.eu
Data da publicação: 17/10/2018
Transferido para a área pública em 15/5/2020
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/cosmologia-4.asp