O Solstício de Verão, as Fogueiras do Dia de São João, o Jogo de Computador Stattered Union e a Crise Financeira Mundial

Autor: Jeremy James, 18/6/2016.



Os leitores frequentes dos muitos ensaios publicados neste sítio nos últimos sete anos estão cientes da crise que está para acontecer no cenário internacional. Procuramos alertar os cristãos bíblicos a respeito dos planos perpetrados pelos arquitetos da Nova Ordem Mundial e, em vários ensaios sobre a economia mundial, revelamos a severidade da destruição que eles pretendem infligir ao sistema financeiro internacional.

Fizemos referência diversas vezes à possibilidade que uma "data" tenha sido definida por essa cabala, possivelmente muitos anos atrás, para garantir que o colapso, quando ocorrer, se desdobre de uma forma controlada e se encaixe com outros elementos do plano deles, notavelmente os passos que estão sendo dados para provocar a Terceira Guerra Mundial.

Em um ensaio anterior, intitulado "Sinais Estranhos, João Batista e a Nova Ordem Mundial", chamamos a atenção para um incomum ritual dos Illuminati que ocorreu em 24 de junho do ano passado (2015). Mostramos como a rainha da Inglaterra viajou até Berlin para "autorizar" a chanceler alemã, Angela Merkel, a seguir com a fase final do plano para criar uma Nova Ordem Mundial. Em um sentido simbólico, a rainha estava assinando uma ordem que a Sra. Merkel então deveria executar.

Esse ritual ocorreu no "Dia de São João", um dia de festividades em homenagem a São João Batista, no calendário litúrgico católico-romano. Do mesmo modo como João morreu decapitado, os Illuminati pretendem "decapitar" a Velha Ordem Mundial e substitui-la por uma nova ordem política, econômica e religiosa baseada inteiramente em princípios ocultistas, socialistas e humanistas.

As datas e horários são imensamente importantes para essas pessoas. Na cosmovisão delas, certas ações e planos somente podem ser bem-sucedidos, se começarem em datas de significado astrológico. O Dia de São João, também conhecido por seu nome pagão de Solstício de Verão (no hemisfério norte), é um dia muito importante no calendário ocultista e, possivelmente, a data mais estimada de todas na Maçonaria.

O Referendo da Saída Britânica

Portanto, podemos ver que qualquer evento político internacional importante, agendado para essa data, provavelmente tem um papel importante no planejamento dos Illuminati para o governo mundial. Como o referendo para decidir se a Grã-Bretanha deixará ou não a União Europeia (chamado de "Brexit") foi agendado para o dia 23 de junho — a véspera do Dia de São João — e o resultado será conhecido no Dia de São João, há boa razão para acreditar que esse evento foi deliberadamente planejado para disparar a crise que a rainha "aprovou" na mesma data no ano anterior. A decisão britânica de sair poderá acionar o gatilho que destruirá o já vacilante Deutsche Bank - a espinha dorsal da economia alemã. Assim, podemos ver por que a Sra. Merkel teve de ser envolvida, pois é a principal representante do povo alemão e responsável final pelas decisões que afetam o sistema bancário de seu país.

O referendo britânico também terá outro papel importante nesse plano cuidadosamente planejado. O gatilho será puxado, não por qualquer decisão tomada em um nível institucional ou político, mas com base em uma decisão tomada pela população. A "culpa moral" cairá sobre os ombros da própria população, por ter tomado a decisão "errada". Este é o Princípio de Ájax, em que um guerreiro que não poderia ser vencido na batalha é destruído por sua própria mão, exatamente como Ájax na mitologia grega.

Esses manipuladores sinistros gostam de marcar as etapas importantes em seu grande plano com um sacrifício humano. Uma semana antes do referendo, um membro do Parlamento Britânico, uma legisladora, Jo Cox, foi morta por um desequilibrado mental, Thomas Mair. Na simbologia dos Illuminati, "Joke Ox" (piada boi) foi morta pela "mare" (égua). [NT: Estão sendo feitos aqui trocadilhos com o nome da vítima e o sobrenome do homicida). A Bíblia fala de Cristo como um boi que serve seu povo, enquanto que a égua é um símbolo do Egito e do poder do homem.

Os Illuminati gostam de brincar com as palavras, com duplos sentidos, com derramamento de sangue, blasfêmias e com símbolos das trevas. Por meio do vil assassinato de uma mulher, eles fizeram tudo isso, e ainda mais.

O Que os Illuminati Parecem Ter em Mente?

Eles parecem imaginar a seguinte sequência de eventos: O gatilho será puxado na Grã-Bretanha e o Deutsche Bank quebrará. Isto será seguido por uma crise, não somente em toda a Europa, mas em um dos sistemas bancários mais vulneráveis do mundo — o japonês. Neste estágio, grandes fogueiras serão acesas no sistema financeiro mundial e o objetivo final do plano dos Illuminati, os EUA, serão colocados de joelhos.

Dado o cenário que está prestes a se desdobrar, a simbologia do Solstício de Verão é muitíssimo adequada. A foto ao lado mostra uma enorme fogueira que está sendo construída em Alesund, Noruega, para celebrar o o Solstício de Verão (que os noruegueses chamam de Sankthans). Ela tem quase 40 metros de altura, com uma base quadrada de cerca de 20 metros. A conflagração anual atrai um grande número de espectadores, tanto por terra firme quanto em embarcações.

Como Alexander Hislop observou em seu livro The Two Babylons, "As grandes solenidades da Véspera de São João são as fogueiras do Solstício do Verão." Em The Olden Bough (1922), sua famosa pesquisa da mitologia mundial, James Frazer descreveu os festivais de fogueiras como segue:

"A época em que esses festivais de fogueiras são mais comumente realizados em toda a Europa é durante o Solstício de Verão, que é a Véspera do Início do Verão (dia 23 de junho) ou Dia de Verão (24 de junho). Um tênue tingimento de Cristianismo foi aplicado a eles, dando ao Dia de Início de Verão o nome de Dia de São João Batista, mas não podemos duvidar que a celebração vem desde tempos muito anteriores ao início da nossa era."

Enquanto os católicos pensavam que estavam venerando João Batista, cujo nome latino era Johannes, ou Joannes, os pagãos estavam adorando Tamuz, também conhecido como Ninrode ou Oannes.

Este festival pagão era celebrado pelos camponeses em toda a Europa, desde a Rússia até a Irlanda, desde a Suécia até a Espanha, desde tempos imemoriais. Citando um dos relatos das fogueiras do Solstício de Verão na Irlanda, o autor Hislop escreveu:

"Quando a fogueira queimava durante algumas horas e se tornava baixa, uma parte indispensável da cerimônia começava. Todos os camponeses presentes passavam por ela e várias crianças eram lançadas de um lado a outro, por cima das brasas."

Isto era a reencenação de uma prática estritamente proibida na Bíblia: "Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro." [Deuteronômio 18:10]. Como essa prática foi explicitamente condenada na Palavra de Deus, ela tem sido celebrada com grande determinação pelos seguidores de Baal há milhares de anos. O Book of Day, de Chambers, descreve a universalidade disto do seguinte modo:

"Ao redor dessa fogueira as pessoas dançavam com grande alegria, os homens e meninos ocasionalmente pulavam a fogueira, não para mostrar agilidade, mas em conformidade com um costume antigo. Não pode haver dúvida que pular a fogueira é uma das mais antigas de todas as superstições conhecidas..."

Em um ritual relacionado, conhecido como adoração a Moloque, um bebê era realmente lançado às chamas para morrer queimado.

O Jogo de Computador Shattered Union (A União em Frangalhos)

Os Illuminati acreditam que a força e magia simbólica de seus vários rituais podem ser aprimorados se eles forem realizados à plena vista. Eles também têm satisfação especial em declarar seus planos para suas vítimas, normalmente de um modo figurativo ou disfarçado. Por exemplo, os filmes produzidos pela indústria do cinema em Hollywood são algumas vezes usados para "prever" eventos que estão programados para ocorrerem em alguma data futura no calendário dos Illuminati. Acredita-se também que essas "previsões" condicionem os espectadores a responderem passivamente a esses eventos e os aceitarem como inevitáveis.

Os jogos de computador estão sendo amplamente usados para dessensibilizar os jovens para a violência, especialmente a brutalidade gratuita e conflitos nas zonas urbanas. O jogo Shattered Union, lançado em 2005, levou esse tema um passo à frente e o baseou na destruição dos EUA por sua própria população. Como um exercício em programação preditiva, ele é muito forte.

A premissa do jogo é que os EUA caem inesperadamente em uma guerra civil depois que uma eleição presidencial dá origem à intensa instabilidade social, com protestos e saques generalizados em cidades em todo o país. A contagem dos votos no Colégio Eleitoral resultou em um empate entre os dois principais candidatos. Quando o Congresso interveio e arbitrariamente escolheu um "vencedor", os que apoiavam o candidato perdedor ficaram extremamente insatisfeitos. Aos olhos deles, a eleição tinha sido roubada. O novo presidente era imensamente impopular, implementando a Lei Marcial nas áreas mais gravemente afetadas e até subvertendo a Suprema Corte de modo a permanecer no cargo. Um ataque terrorista na capital Washington, por volta deste tempo, foi tão destrutivo que eliminou todo o governo. No caos resultante, vários estados decidiram se separar da União (secessão) e muitos outros fizeram isso mais tarde. Dentro de pouco tempo, o país estava dividido em seis territórios autônomos, cada um dos quais procurava estender seu controle sobre os estados vizinhos e reconstruir a união esfacelada.

Em 2012, publicamos um ensaio intitulado "A Startling Military Essay That Seems to Predict a Coup By The US Armed Forces in 2012" (não traduzido). Nesse ensaio, destacamos o papel fundamental que uma crise constitucional poderia exercer em desestabilizar os EUA, especialmente um que envolve uma eleição presidencial sob disputa. Não tínhamos conhecimento da existência do jogo Shattered Union naquele tempo, porém o mesmo cenário foi imaginado.

O ensaio ao qual nosso ensaio anterior se referiu pode ele mesmo ter sido uma forma de programação "preditiva", pois teve sua origem dentro do sistema militar americano e o autor recebeu um prêmio do general Colin Powell. Dado que o ensaio foi escrito mais de 20 anos atrás e aponta para debilidades críticas dentro do sistema de governo dos EUA, devemos prestar muita atenção. Vamos comparar o que está acontecendo hoje com o enredo do jogo Shattered Union. Se fôssemos apresentá-lo em uma linha do tempo similar, aqui está como ele poderia ficar:

Uma forte candidata ao cargo presidencial (Hillary Clinton) tem como opositor um novato na política (Donald Trump), cuja popularidade parece crescer a cada dia. Embora a grande mídia, que pertence aos Illuminati, possa difamar Trump com acusações vagas, e ajudar Clinton, movendo as notícias e análises ruins sobre ela para as páginas internas, isto não está sendo feito. A Sra. Clinton está sendo cada vez mais apresentada como uma mulher de temperamento difícil, com um passado dúbio, enquanto Trump está sendo saudado como o único candidato com visão e integridade para tirar os EUA de sua deterioração econômica. No período até as eleições, muito provavelmente testemunharemos uma grande crise no sistema financeiro, um choque de proporções épicas que afetará todos os cidadãos estadunidenses. A tensão política que aparecerá com isto será exacerbada por atos esporádicos de terrorismo em solo americano. As eleições se tornarão, nas mentes de muitos cidadãos, uma disputa marcante para decidir o destino da nação. Exatamente como no jogo Shattered Union, um empate no Colégio Eleitoral (ou o assassinato de Trump) levará a tensão política até um ponto de crise. Milhões de apoiadores de Trump se recusariam a aceitar Clinton como presidente legítima sob tais circunstâncias, mesmo se o Congresso votar, por referência a algum critério arbitrário, "entregar-lhe" a Casa Branca. A Suprema Corte não conseguirá tomar uma decisão, não somente por causa da vagueza constitucional sobre como julgar esse tipo de situação, mas por que atualmente é constituída por oito membros e poderia terminar com um resultado de 4x4 no julgamento. (A morte súbita do juiz Antonin Scalia, sem que a vaga tenha sido substituída até aqui faz muito sentido neste contexto.)

Não é difícil ver como uma crise constitucional dessa magnitude poderia levar a manifestações e protestos nas ruas e imensa instabilidade social. As ansiedades causadas por um colapso econômico, em particular seu impacto sobre 47 milhões de beneficiários dos programas de distribuição de tíquetes (auxílio-alimentação) do governo, lançariam ainda mais gasolina na fogueira. Anarquistas internos, gangues dos guetos e vários outros grupos de descontentes se apressariam em explorar a situação. Uma mentalidade "o que temos a perder?" se propagaria bem depressa e faria a instabilidade social aumentar até o ponto em que a presidente — a muito impopular Sra. Clinton, vista por muitos como uma criminosa impune — imporia a Lei Marcial nas cidades mais afetadas.

Se, como sugere o jogo Shattered Union, Putin enviar suas tropas para o Alasca, o povo americano poderá não oferecer muita resistência. A perda de território soberano no Círculo Ártico significaria pouco, ou nada ao cidadão americano mediano, que luta para alimentar e proteger sua família. Isso poderia encorajar a China a tomar Taiwan e, muito possivelmente as Ilhas Havaianas. Neste estágio, os Illuminati teriam aquilo que querem provocar há várias décadas: outra Guerra Mundial.

Dividir e Conquistar

Por que escrever sobre isto? Esse tipo de tópico é muito preocupante. Parece não haver mérito em especular sobre os cenários dos piores casos. Infelizmente, o século 20 deve ter nos ensinado que eventos terrivelmente sérios podem ocorrer de forma muito rápida, que eles são planejados e financiados por uma cabala muito influente e sigilosa, que milhões de pessoas serão sacrificadas no processo, e que o objetivo final em cada passo é avançar um pouco mais rumo a um governo do mundo unificado.

Pensamos na Primeira Guerra Mundial e na Segunda Guerra Mundial como conflitos que tiveram como objetivos repelir e subjugar agressores, mas o teatro europeu em ambas as ocasiões poderia igual e facilmente ser descrito como uma guerra civil. Por dois períodos de vários anos na história recente, as populações da Europa voltaram-se umas contra as outras e se envolveram em matanças e mutilações físicas em uma escala jamais vista, até que milhões morreram. Os Illuminati estão planejando algo muito similar para os EUA. Uma guerra civil é um modo ideal de fragmentar um país continental.

O plano deles poderia ser frustrado se o povo americano acordasse e reconhecesse que está sendo atraído para uma armadilha mortal. Se a nação permanecesse firme e continuasse a confiar no Senhor, poderia estorvar e rejeitar os agentes dos esquemas de Satanás.

Devemos Dar Ouvidos às Palavras do Senhor

Estas pessoas nunca mudam. A situação hoje é a mesma que existia no tempo em que Isaías escreveu:

"Os seus pés correm para o mal, e se apressam para derramarem o sangue inocente; os seus pensamentos são pensamentos de iniquidade; destruição e quebrantamento há nas suas estradas." [Isaías 59:7].

Eles querem tudo que pertença aos justos — suas heranças e suas propriedades — e farão tudo o que estiver ao seu alcance para conseguir:

"Ai daqueles que nas suas camas intentam a iniquidade, e maquinam o mal; à luz da alva o praticam, porque está no poder da sua mão! E cobiçam campos, e roubam-nos, cobiçam casas, e arrebatam-nas; assim fazem violência a um homem e à sua casa, a uma pessoa e à sua herança." [Miquéias 2:1-2].

A maioria dos pregadores e pastores cristãos traiu suas congregações e muitos líderes "cristãos" bem-conhecidos conspiram contra a igreja:

"Conspiração dos seus profetas há no meio dela, como um leão que ruge, que arrebata a presa; eles devoram as almas; tomam tesouros e coisas preciosas, multiplicam as suas viúvas no meio dela." [Ezequiel 22:25].

Repetidamente ouvimos a opinião errônea: "Não existe conspiração!", quando a Palavra de Deus diz claramente o contrário. O plano que Satanás e seus servos terreais estão implementando é uma conspiração em todos os sentidos. O prêmio para esses servos terreais é a riqueza e propriedade de toda a humanidade, enquanto que para o próprio Satanás, o prêmio são as almas dos homens! O profeta Jeremias resumiu isto quando disse:

"Porque ímpios se acham entre o meu povo; andam espiando, como quem arma laços; põem armadilhas, com que prendem os homens." [Jeremias 5:26].

Comentário Final

Este ensaio deve ser visto somente como uma análise dos assuntos atuais, levando em consideração tudo o que o Senhor revelou em Sua Palavra. Esperamos e oramos que nossas conclusões estejam erradas e que o dia mau seja adiado por um pouco mais de tempo.



Autor: Jeremy James, artigo em http://www.zephaniah.eu
Data da publicação: 7/7/2016
Transferido para a área pública em 24/4/2018
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/crise.asp