Escolha uma cor para o fundo:  

Conhecendo os Tempos Proféticos

Recursos úteis para sua maior compreensão

Título do Livro 1


Título do Livro 2


Título do Livro 3

Em que tempo profético estamos? Qual tempo profético corresponde a este período da história em que vivemos? Podemos saber, e os sinais são sombrios.

A Nova Ordem Mundial está chegando! Você está preparado?

Compreendendo o que realmente é essa Nova Ordem Mundial, e como está sendo implementada gradualmente, você poderá ver o progresso dela nas notícias do dia-a-dia!!

Aprenda a proteger a si mesmo e aos seus amados!

Após ler nossos artigos, você nunca mais verá as notícias da mesma forma.

Agora você está na
"THE CUTTING EDGE"


Com as notícias vindas do Oriente Médio rufando guerras e rumores de guerra de um lado, e as falsas conversações de paz sobressaltando nossos corações do outro, pode muito instrutivo determinar exatamente em que momento da história mundial estamos vivendo agora.

Abra a Bíblia comigo em Eclesiastes 3:1-8:

"Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou; tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar; tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar; tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar; tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de lançar fora; tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar; tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz."

Então, a pergunta deste momento é "Em Que Tempo Estamos?". Claro, todos querem que o tempo em que vivem seja de paz e segurança, já que todos querem paz para poderem crescer, casar, formar uma família e ver os netos, do mesmo modo como muitas famílias fizeram no passado, e esse sentimento é compreensível.

Entretanto, nossos sentimentos não podem prejudicar a compreensão correta de um princípio bíblico. A Bíblia ensina que nem toda época, toda geração ou toda era é como a outra. Jesus chorou sobre Jerusalém logo antes de descer até a cidade para iniciar sua última semana de ministério antes da cruz. Ele lamentou:

"Porque dias virão sobre ti, em que os teus inimigos te cercarão de trincheiras, e te sitiarão, e te estreitarão de todos os lados; e te derrubarão, a ti e aos teus filhos que dentro de ti estiverem, e não deixarão em ti pedra sobre pedra, pois que não conheceste o tempo da tua visitação." [Lucas 19:43-44].

A profecia de Jesus de uma total destruição cumpriu-se exatamente quando os romanos devastaram a Judéia no ano 70, queimando e desmantelando completamente o templo e crucificando tantos judeus que desnudaram a paisagem natural das árvores. Veja: o período de tempo desses judeus dos dias de Jesus não foi como os muitos que o precederam.

Da mesma forma, as pessoas que viveram na época de Martinho Lutero certamente viveram em uma época que foi diferente de qualquer outra que o mundo já tivesse visto. Subitamente o Espírito Santo soprou sobre Lutero, abrindo seus olhos espirituais para que pudesse ver o paganismo e a falsidade do catolicismo romano. Nos próximos 300 anos a Europa e a Inglaterra foram sacudidas pelas revoluções, pelas guerras e pela terrível Inquisição, à medida que Roma tentava recuperar o poder e a autoridade perdidos. No fim dessa época, oito milhões de protestantes nascidos de novo tinham sido martirizados.

O século XX foi uma era como nenhuma outra na história mundial. Esse século viu mais guerras, rumores de guerras, fomes, desastres naturais e carnificinas do que qualquer outro na história. Pela primeira vez na história humana, experimentamos guerras mundiais. Você sabia que, até a Primeira Guerra Mundial, nunca havíamos visto algo como uma guerra global? O mundo tinha experimentado algumas guerras regionais bastante amplas, mas nunca uma guerra mundial.

Tenha isso em mente, pois retornaremos ao assunto posteriormente neste artigo. Agora que estabelecemos que nem toda época da história é como alguma outra, façamos a pergunta: Nesta época em que vivemos — é tempo de amar ou de odiar, de rasgar ou de coser, de paz ou de guerra? A Bíblia responde de forma bem clara.

Abra sua Bíblia em Joel 3:1: "Porque, eis que naqueles dias, e naquele tempo, em que removerei o cativeiro de Judá e de Jerusalém..." Pare aqui por um instante — pense na história moderna — sabemos exatamente quando Deus restabeleceu Israel de volta na sua terra, não sabemos? Ele restabeleceu Israel em 14 de maio de 1948. Assim, você pode escrever esta nota nas margens de sua Bíblia ao lado desse verso: "Cumprida em 14/5/1948".

Continuemos com essa incrível profecia:

"Congregarei todas as nações, e as farei descer ao vale de Jeosafá; e ali com elas entrarei em juízo, por causa do meu povo, e da minha herança, Israel, a quem elas espalharam entre as nações e repartiram a minha terra."

Assim, devemos esperar ver o julgamento de Deus caindo repetidamente sobre os inimigos de Israel em seqüência imediata de seu renascimento como nação. E vemos exatamente isso! Como um dos tipos mais comuns de julgamentos de Deus é a guerra, não ficamos surpresos em ver a guerra ser deflagrada algumas horas após a formação do Estado de Israel, em 14 de maio de 1948. Os vizinhos árabes atacaram imediatamente de todos os lados; mesmo Israel estando em uma terrível inferioridade numérica e em armamentos, Deus lhe deu o mesmo tipo de vitória militar que vemos repetidamente no Antigo Testamento. Essa primeira guerra me lembrou da guerra na qual Gideão obteve a vitória contra um exército de 132.000 inimigos, embora contasse com apenas 300 homens! Deus deu a vitória a Gideão mesmo tendo ele apenas a proporção de um homem contra 440 inimigos. A vitória de Israel em 1948 sobre os exércitos árabes combinados deveria ter enviado ao mundo incrédulo a mensagem de que Deus está de volta ao trabalho de proteger Israel, da mesma maneira como fez no Antigo Testamento.

Desde então, guerras foram disputadas em 1956, 1967, 1973 e 1982. Os menos numerosos israelitas venceram cada uma dessas guerras, mas em todas as vezes a paz permanente não foi obtida, pois seus inimigos árabes se tornavam ainda mais implacáveis e raivosos.

Voltemos a Joel 3:7, onde Deus adverte os inimigos do seu povo: "...farei tornar a vossa paga sobre a vossa própria cabeça." Os palestinos deveriam ter essa advertência em mente, quando atacam, matam e mutilam inúmeros judeus num esforço de aniquilar homens, mulheres e crianças. De fato, Deus está se referindo diretamente aos árabes aqui, conforme os versos 3-6 desse capítulo referido indicam claramente.

Agora, Deus volta sua atenção para todo o mundo durante esses tempos finais, após Israel ter retornado à sua terra. Nos versos 9-10, lemos:

"Proclamai isto entre os gentios; preparai a guerra, suscitai os fortes; cheguem-se, subam todos os homens de guerra. Forjai espadas das vossas enxadas, e lanças das vossas foices; diga o fraco: Eu sou forte."

Observe que essa profecia é um inverso exato da profecia que se refere ao fim de todas as guerras, quando Jesus inicia seu reinado milenar. Em Isaías 2:4, vemos que o Messias porá fim à guerra:

"...e estes converterão as suas espadas em enxadões e as suas lanças em foices; uma nação não levantará espada contra outra nação, nem aprenderão mais a guerrear."

No entanto, na era imediatamente após Israel ser restaurado à sua terra, vemos a profecia da guerra, de todas as nações vindo sistematicamente ao vale de Jeosafá [termo genérico para o Oriente Médio] para o julgamento de guerra de Deus.

"Suscitem-se os gentios, e subam ao vale de Jeosafá; pois ali me assentarei para julgar todos os gentios em redor. Lançai a foice, porque já está madura a seara; vinde, descei, porque o lagar está cheio, e os vasos dos lagares transbordam, porque a sua malícia é grande. Multidões, multidões no vale da decisão; porque o dia do Senhor está perto, no vale da decisão." [Joel 3:12-14].

Depois, em Zacarias 12, vemos Deus predizendo um plano muito especial para sua cidade, Jerusalém. Começando no verso 1, vemos Deus anunciar um julgamento para Israel, conforme começa a prepará-lo para o retorno de Jesus Cristo. No verso 2, Deus diz:

"Eis que eu farei de Jerusalém um copo de tremor para todos os povos em redor, e também para Judá, durante o cerco contra Jerusalém. E acontecerá naquele dia que farei de Jerusalém uma pedra pesada para todos os povos; todos os que a carregarem certamente serão despedaçados; e ajuntar-se-ão contra ela todo o povo da terra."

Finalmente, no verso 9, Deus diz: "... procurarei destruir todas as nações que vierem contra Jerusalém".

Portanto, quem lutar contra Jerusalém estará realmente lutando contra o Deus de Israel, da Bíblia Sagrada, contra o próprio Jesus Cristo! Entretanto, Deus permitirá que as coisas fiquem fora de controle para Israel, pois dessa forma, quando ele estender sua mão para salvar Israel, receberá a glória. Isto é o que vemos em Daniel 12:1, onde as coisas ficam tão difíceis que o arcanjo Miguel, o protetor de Israel, tem de se "levantar" no céu e vir em sua defesa.

A menos que você tenha vivido em outro planeta nestes dias, sabe que a guerra total parece estar estourando entre Israel e os palestinos, com o resto do mundo árabe esboçando intenções de vir em auxílio dos palestinos. Poderia ser essa a faísca para o tipo de julgamento global sobre o qual Deus fala em Joel 3? Sim, é, e sabemos disso por causa de Obadias 15-18. Abra sua Bíblia aí.

Os primeiros catorze versos desse livro de um único capítulo já foram cumpridos; no entanto, no verso 15, Deus abre caminho para o fim dos tempos. "Porque o dia do Senhor está perto, sobre todos os gentios." Com esta referência ao dia do Senhor, vemos que essa profecia ainda deve ser cumprida, e quando for cumprida, será no fim dos tempos. Da mesma forma, quando notarmos o cenário sendo distintamente preparado para seu cumprimento, saberemos que este é mais um sinal de que o mundo está, de fato, próximo do fim de todas as coisas.

Deus então anuncia uma aniquilação total do povo de Edom, a quem chama de casa de Esaú. Em 1993, enviei uma mensagem de correio eletrônico à Embaixada de Israel para perguntar quem era a casa de Esaú e se eles possuíam descendentes nos dias atuais. Dois dias depois, recebi a resposta de um rabino, dizendo-me que os descendentes contemporâneos da casa de Esaú são os palestinos, liderados por Arafat. No entanto, o lar deles era em Edom, e mais palestinos vivem lá do que em Israel.

De repente, a terrível precisão das notícias atuais me atingiu bem em cheio! Pude ver o cenário sendo armado para uma guerra total entre os palestinos de Yasser Arafat e Israel, uma guerra que resultará na completa aniquilação dos palestinos. Finalmente, Deus revela no verso 18 que essa guerra se acenderá em Israel e queimará a casa de Esaú até "consumi-la", para que sejam destruídos como se nunca tivessem existido.

Esse é o ato que está sendo armado nas notícias diárias, todo santo dia! No entanto, essa guerra será apenas uma faísca que está programada para explodir ao redor do globo, eventualmente tornando-se conhecida como Terceira Guerra Mundial, e da fumaça, do pó e do desastre dessa guerra surgirá o Anticristo, operando grandes sinais e maravilhas da mentira.

Agora, vamos retornar a um dos maiores ocultistas da história, Albert Pike. Como a maioria dos ocultistas, Pike tinha espíritos-guia sobrenaturais, que lhe ensinavam "Sabedoria Divina" sobre como atingir a Nova Ordem Mundial. Um 'espírito-guia' é um 'ser' que vem ao encontro de alguém que tenha se envolvido na prática do ocultismo; no entanto, compreenda que muitas pessoas que praticam as religiões da Nova Era não vêem isso como uma coisa má. Na verdade, elas rebatem veementemente, dizendo que ficam repletas de alegria e de felicidade com a interação com seus "espíritos-guia", não percebendo que estão sendo temporariamente enganadas por Satanás que, exatamente como seus demônios, pode aparecer como anjo de luz para enganar ["E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz. Não é muito, pois, que os seus ministros se transfigurem em ministros de justiça..." — 2 Coríntios 11:14-15].

Assim, Pike recebeu uma visão demoníaca, descrita em seguida. Em 22 de janeiro de 1870, Albert Pike e Giuseppe Mazzini, um de seus co-conspiradores internacionais, publicaram o Plano para estabelecer a Nova Ordem Mundial. Esse plano foi mantido em grande segredo, revelado dentro dos círculos da Maçonaria, desde o tempo de sua concepção, somente aos outros conspiradores Iluministas ocultistas. [Essa informação foi obtida em um livro escrito por Doc Marquis, um ex-luciferiano Iluminista. O nome do livro é Secrets of the Illuminati e revela muitos detalhes ocultos que antigamente só eram conhecidos dos Iluministas].

O Plano secreto de Pike para controlar o mundo previa a necessidade de três guerras mundiais.

A Primeira Guerra Mundial foi planejada para permitir que o governo czarista na Rússia fosse totalmente derrubado. O novo governo russo foi previsto como ateísta e militarista. Além disso, Pike especificou que esse novo governo russo seria comunista.

A história registra que essa Primeira Guerra Mundial realmente ocorreu como descrito. As potências ocidentais na Europa, em conjunto com os EUA, financiaram a expedição de Lênin até a Rússia, financiaram seu governo, e depois disso, financiaram o comunismo russo pelo menos uma vez a cada década dali para frente.

A Segunda Guerra Mundial foi prevista para originar-se entre a Grã-Bretanha e a Alemanha. Entretanto, um dos resultados planejados dessa guerra era fortalecer o novo governo comunista russo, para que ele enfraquecesse e destruísse os outros governos e as religiões.

A história registra novamente que a Segunda Guerra Mundial realmente cumpriu esse objetivo. A guerra iniciou quando a Alemanha invadiu a Polônia, fazendo com que a Grã-Bretanha declarasse guerra à Alemanha. Em breve, a trinca de potências envolveu-se nessa guerra. Os ocultistas de Magia Negra aliaram-se quando a Alemanha firmou um pacto com a Itália e com o Japão; os ocultistas de Magia Branca aliaram-se quando a Grã-Bretanha uniu-se com os EUA e com a Rússia. Não se engane; essa guerra ocorreu entre duas forças da Nova Ordem Mundial, a aliança "maligna" das Potências do Eixo, e a aliança "boa" das Potências Aliadas; a guerra foi entre as forças de Magia Negra contra as forças da Magia Branca.

Certamente, a visão de Pike da Segunda Guerra Mundial de transformar o comunismo russo em uma superpotência foi cumprida em um nível surpreendente. Os historiadores sempre ficaram perplexos e nunca conseguiram compreender por que Churchill e Roosevelt entregaram toda a Europa Oriental aos soviéticos, se a preponderância de poder estava contra eles. Claramente, quando Roosevelt e Churchill cederam toda a Europa Oriental aos russos, o governo comunista da Rússia, agora conhecido como URSS (União das Repúblicas Socialistas Soviéticas), completou sua transição para superpotência, exatamente como previsto na visão de Pike. E, não nos esqueçamos que a Segunda Guerra Mundial deu à Rússia capacidades que ela não possuía antes da guerra. Não somente criamos as forças militares russas em um nível aterrorizador, mas também construímos fábricas inteiras ao leste de Moscou, que deram à Rússia uma grande base industrial. Embora a Rússia tenha pago muito alto em vidas humanas durante a guerra, emergiu do conflito como uma superpotência. Graças a Roosevelt, a Rússia agora tinha um reino para acompanhar sua nova base militar e industrial.

Agora, você sabe que o maçom Franklin Delano Roosevelt deu esse território à Rússia simplesmente e somente por que estava sendo fiel à visão de Pike de 1870!! Você nunca lerá essa verdadeira história em nenhum de seus livros!!

A Terceira Guerra Mundial foi prevista para ser entre o judaísmo e o islamismo. Essa profecia é incrível sob muitos aspectos, começando com o fato de essa profecia sobre uma Terceira Guerra Mundial ter sido feita em 1870, quando Israel ainda não existia como país e quando somente os cristãos fundamentalistas acreditavam que Israel voltaria a existir novamente.

Israel Nunca Mais Será Derrotado Militarmente!

Deus prometeu que, uma vez que Israel retornar à sua terra antiga, dada a Abraão, nunca mais será derrotado militarmente de novo. Veja:

"E trarei do cativeiro meu povo Israel... e não serão mais arrancados da sua terra que lhes dei, diz o Senhor teu Deus." [Amós 9:14-15].

"O Egito se fará uma desolação, e Edom [casa de Esaú] se fará um deserto assolado, por causa da violência que fizeram aos filhos de Judá, em cuja terra derramaram sangue inocente." [Joel 3:19].

Lembre-se desse verso na próxima vez que ouvir falar que um terrorista árabe provocou uma explosão e matou pessoas inocentes. Os palestinos perpetram o pior tipo de violência, derramando sangue inocente. Eles estão fazendo por merecer o julgamento de aniquilação prometido pelo Senhor em Obadias.

Então, Deus continua: "Mas Judá será habitada para sempre, e Jerusalém de geração em geração... porque o Senhor habitará em Sião." [Joel 3:20].

Durante toda essa pregação árabe de ódio e morte aos sionistas, lembre-se que o Senhor Deus é o maior sionista do mundo, e que prometeu um julgamento físico total e devastador a todos que ameaçarem Israel ou o Monte Sião, que é o Monte do Templo.

Observe os eventos em Israel atentamente, pois o capítulo final está sendo escrito ali. Os 'espíritos-guia' demoníacos da Maçonaria e dos líderes do Plano da Nova Ordem Mundial, estão planejando uma Terceira Guerra Mundial final, que iniciará entre Israel e seus vizinhos árabes e se alastrará para todo o mundo. Literalmente, do meio da fumaça e da destruição dessa Terceira Guerra Mundial, o Anticristo entrará em cena!

Assim, quando você ouvir notícias de que a paz está próxima, saberá que não deve acreditar. Quando ouvir que um cessar-fogo foi anunciado, saberá que não irá durar! Nenhum cristão deve permitir que seu coração seja atormentado pela dúvida se haverá ou não paz no Oriente Médio, ou se a guerra será evitada. Sabemos pelas Escrituras que a época atual é, infelizmente, de guerra e não de paz, de ódio espalhado numa guerra global, e não de amor entre os homens.

De fato, nos últimos 2.500 anos de história mundial a humanidade provou ou a incansável guerra ou a escravidão. Certa vez, um historiador descreveu a história como "Um registro das guerras humanas com uns poucos anos de paz no meio". Essa descrição é bem precisa. Já que o coração do homem é inerentemente mau [Jeremias 17:9], sabemos que desentendimentos e guerras serão constantemente a norma, e não a exceção. O povo norte-americano, desde a Segunda Guerra Mundial e, especialmente depois do presidente Reagan, teve tanta paz interna, sem guerras envolvendo norte-americanos no exterior, e prosperidade material sem precedentes, que não podemos conceber que isso tudo possa estar chegando ao fim muito rápido.

Agora, não me entenda mal; não sou, por natureza, uma pessoa pessimista. Tenho um filho adotivo de quatro anos e outros quatro filhos com idades entre 24 e 30 anos. Tenho também uma linda netinha ruiva de um ano. A vida que Deus me concedeu é ótima.

Entretanto, Deus quer que sejamos realistas, não idealistas que não consigam ver o que está acontecendo ao nosso redor. Jesus nos disse para sermos "prudentes como as serpentes e inofensivos como as pombas." [Mateus 10:16] Ele também nos disse que conheceremos o fim dos tempos quando olharmos para o mundo e virmos os sinais indicados na Bíblia, pelos quais saberemos que o Anticristo está próximo. Veja as palavras dele:

"... quando virdes todas estas coisas, sabei que ele está próximo, às portas. Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam." [Mateus 24:33-34].

Hoje em dia, os sinais do fim dos tempos estão em todo lugar. Pela primeira vez na história mundial, vemos que as nações do planeta foram reorganizadas exatamente em dez supernações [blocos econômicos], sendo o NAFTA a supernação número um e a Europa Ocidental a número dois. Essa realidade cumpre a profecia em Daniel 7:8, dando-nos a única seqüência de eventos pela qual o Anticristo poderá aparecer. Veja:

"Estando eu a considerar os chifres, eis que, entre eles subiu outro chifre pequeno, diante do qual três dos primeiros chifres foram arrancados; e eis que neste chifre havia olhos, como os de homem, e uma boca que falava grandes coisas."

A seqüência é esta: 1). Daniel vê o mundo sendo reorganizado em apenas dez supernações; isso ocorreu de 1992 a 1996. 2). Daniel vê o Anticristo levantando-se dentre os dez chifres, obviamente sendo como um deles, o mesmo tipo de pessoa que eles são. Em outras palavras, cada um dos dez reis será como o Anticristo. Dessa forma, podemos saber que, desde 1996, o próximo evento do calendário profético de Deus é o aparecimento do Anticristo. 3). O Anticristo destrói, ou faz com que sejam destruídas, três das dez supernações originais.

Estamos verdadeiramente à beira do precipício do maior evento da história desde a ascensão de Jesus ao céu, cerca de 2.000 anos atrás. Já que o "nascimento" do Anticristo está predito em Mateus 24, vamos rapidamente até lá para obtermos maiores esclarecimentos. Nesse capítulo, Jesus diz no verso oito que os sinais do fim dos tempos serão como as "dores do parto" quando uma mulher vai dar à luz. No entanto, qual o bebê que está para nascer com essas dores do parto de guerras, rumores de guerras, fome e terremotos? Existem dois bebês profetizados para nascer em Mateus 24:

No verso 15, vemos repentinamente Jesus falando sobre a abominação da desolação no templo, conforme predito em Daniel 9:27; mas espere um pouco, o templo foi destruído no ano 70, juntamente com a nação. Claramente, se uma abominação terá que ser cometida, então o templo tem de ser reconstruído, e a nação de Israel tem de renascer. Assim, quando Israel renasceu em 14 de maio de 1948, o primeiro bebê veio à existência.

Além disso, o Anticristo é aquele que Daniel prediz que cometerá a abominação da desolação. Dessa forma, o Anticristo é o segundo bebê a nascer em Mateus 24. Esse é o evento que está para acontecer agora, sendo preparado nas notícias do dia-a-dia. As mesmas dores do parto que acompanharam o nascimento de Israel também acompanharão o nascimento do Anticristo — guerras, rumores de guerras, nação levantando-se contra nação e reino contra reino, fome e terremotos em muitos lugares do mundo.

Esse tipo de dores do parto é o que estamos vendo atualmente, e que ficarão tão mais fortes a ponto de produzirem o Anticristo. A igreja será arrebatada antes de o Anticristo firmar seu pacto com os líderes de Israel, mas passaremos pelo período das dores do parto descrito em Mateus 24. Seremos poupados dos julgamentos similares encontrados no livro do Apocalipse, mas teremos de passar por essas terríveis dores do parto de Mateus 24. [Veja mais informações sobre isso lendo o artigo N1332, "Confirmação de Grandes Discrepâncias no Ensino Profético Padrão".].



Você está preparado espiritualmente? Sua família está preparada? Você está protegendo seus amados da forma adequada? Esta é a razão deste ministério, fazê-lo compreender os perigos iminentes e depois ajudá-lo a criar estratégias para advertir e proteger seus amados. Após estar bem treinado, você também pode usar seu conhecimento como um modo de abrir a porta de discussão com uma pessoa que ainda não conheça o plano da salvação. Já pude fazer isso muitas vezes e vi pessoas receberem Jesus Cristo em seus corações. Estes tempos difíceis em que vivemos também são tempos em que podemos anunciar Jesus Cristo a muitas pessoas.

Se você recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, mas vive uma vida espiritual morna, precisa pedir perdão e renovar seus compromissos. Ele o perdoará imediatamente e encherá seu coração com a alegria do Espírito Santo de Deus. Em seguida, você precisa iniciar uma vida diária de comunhão, com oração e estudo da Bíblia.

Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia-a-dia.

Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.

Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", dê um clique aqui: http://www.cuttingedge.org

Que Deus o abençoe.

Tradução: Eduardo Perez Neto
Data de publicação: 23/6/2001
Patrocinado por: E. S. — Itá / SC
Revisão: http://www.TextoExato.com
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/n1419.asp