Escolha uma cor para o fundo:  

Almirante e General Confirmam o Cenário de Terceira Guerra Mundial Delineado em Nossos Artigos

Recursos úteis para sua maior compreensão

Título do Livro 1


Título do Livro 2


Título do Livro 3

Conhecendo os planos da Nova Ordem Mundial para produzir o Anticristo e a profecia bíblica sobre o fim dos tempos, há anos dizemos que estão planejadas guerras simultâneas em três regiões do mundo, além do terrorismo nas cidades, o embargo do petróleo, o colapso econômico e os desastres naturais. Agora, o almirante Moorer e o general Singlaub confirmam esse cenário de Terceira Guerra Mundial!

A Nova Ordem Mundial está chegando! Você está preparado?

Compreendendo o que realmente é essa Nova Ordem Mundial, e como está sendo implementada gradualmente, você poderá ver o progresso dela nas notícias do dia-a-dia!!

Aprenda a proteger a si mesmo e aos seus amados!

Após ler nossos artigos, você nunca mais verá as notícias da mesma forma

Agora você está com a
"THE CUTTING EDGE"

Resumo da Notícia: "Os EUA à beira de uma guerra global", NewsMax.com, 5/10/2001.

"Dois dos principais comandantes militares reformados norte-americanos advertem que os EUA poderão rapidamente se envolver em uma guerra global. Numa entrevista exclusiva para a NewsMax, o almirante Thomas Moorer e o general Jack Singlaub revelam diversas preocupações perturbadoras a respeito de uma grande escalada nos próximos meses... Ambos possuem credenciais indiscutíveis. O almirante Moorer serviu como Chefe do Estado Maior, a maior patente de um oficial militar do país, e ajudou a encerrar a Guerra do Vietnã. O general Singlaub trabalhou no comando das forças americanas na Coréia do Sul; além de ter atuado como comandante de campo, também foi designado para trabalhar na CIA e é um especialista em guerra não-convencional. Moorer e Singlaub exerceram responsabilidades de comando em combate na Segunda Guerra Mundial, na Coréia e no Vietnã. Ambos compartilham da visão que a probabilidade de uma guerra maior é grande e temem que, caso diversas frentes sejam abertas contra os EUA em pontos estratégicos, como Taiwan e Coréia, os resultados poderão ser catastróficos."

Gostaríamos que você parasse agora e lesse alguns artigos referentes ao assunto:

N1476 O Oriente Médio Caminha em Direção à Guerra Total.

N1426 A Coréia do Norte Está se Preparando Para a Guerra, Embora Negocie a Paz.

N1319 Três Crises Planejadas Para Anteceder o Aparecimento do Anticristo.

N1015 O Plano Demoníaco de Albert Pike Para a Implementação da Nova Ordem Mundial.

Quando você ler esses artigos, verá que há muitos anos dizemos que o plano da Nova Ordem Mundial para produzir o Anticristo prevê a necessidade de três guerras mundiais. O líder maçom Albert Pike teve essa visão em 22 de janeiro de 1870. As duas primeiras guerras mundiais ocorreram exatamente como a visão demoníaca descrevia, o que significa que a Terceira Guerra Mundial provavelmente ocorrerá conforme previsto na visão. Essa guerra mundial deverá começar entre Israel e seus vizinhos árabes, e espalhar-se por todo o planeta. Literalmente, o Anticristo surgirá caminhando do meio da fumaça e das cinzas produzidas por essa Terceira Guerra Mundial.

Pesquisa Adicional da The Cutting Edge Sobre o Cenário da III Guerra Mundial

No entanto, conforme aprofundamos nossa pesquisa sobre o plano da Nova Ordem Mundial, descobrimos que ele foi ampliado para incluir muitos outros terrores que ocorrerão durante o período da Terceira Guerra Mundial. Esses outros terrores incluem:

A Terceira Guerra Mundial também foi especificamente planejada em detalhes. Após a guerra iniciar entre Israel e os palestinos, será alastrada rapidamente para incluir a Síria, o Iraque, a Jordânia e o Egito. Os EUA mobilizarão forças navais, aéreas e terrestres para a região, em auxílio a Israel. Quanto a isso, podemos apenas imaginar se a presença militar americana dentro e ao redor de Israel, mais o apoio ativo da Turquia, uma aliada da OTAN, não é um pré-posicionamento das unidades militares perto do palco da guerra para proteger o flanco israelense? Quanto mais demora para que as bombas americanas comecem a cair sobre o Taleban, mais acredito que a verdadeira razão para esse posicionamento militar é proteger Israel quando a Terceira Guerra Mundial começar, conforme planejado.

Pouco depois de as forças armadas americanas serem deslocadas para o Oriente Médio e estarem ativamente engajadas na proteção a Israel, a Coréia do Norte atacará a Coréia do Sul, utilizando armas não-convencionais, ou seja, nucleares, químicas e biológicas. O que restar das forças americanas será então deslocado às pressas a esse teatro de guerra, despojando assim os EUA de forças locais. A Guarda Nacional poderá repentinamente ser afastada da sua tarefa de "defender a pátria" para lutar na incursão norte-coreana.

Não muito depois de as forças americanas serem deslocadas para a Coréia, a China subitamente atacará Taiwan. Durante o Fórum de Estratégia Naval Atual em 1999, propus ao Dr. Kurth uma difícil questão durante a sessão de perguntas e respostas:

"Dr. Kurth, permita-me propor um cenário. Suponha que daqui a duas semanas, uma guerra seja deflagrada no Oriente Médio entre Israel e seus vizinhos árabes, atraindo a Marinha norte-americana à região para manter as vias abertas para os navios e o embarque do petróleo. Suponha que, duas semanas depois, a Coréia do Norte invada a Coréia do Sul usando armas nucleares. A Marinha americana também seria deslocada àquela região. Suponha que duas semanas mais tarde, a China ataque Taiwan. Poderemos impedir que a China ataque e conquiste Taiwan?" O Dr. Kurth olhou para baixo no pódio por alguns breves segundos e então disse: "Ontem, o almirante Johnson disse que a Marinha dos EUA precisaria de quinze grupos de batalha de porta-aviões para cumprir sua missão global. Se tivéssemos esses quinze grupos de batalha de porta-aviões, poderíamos defender Taiwan no cenário que você acaba de delinear."

Escrevi em minhas anotações que com apenas doze grupos de batalha de porta-aviões, não podemos defender Taiwan caso a Marinha norte-americana esteja envolvida em outros conflitos simultâneos antecedentes e paralelos ao ataque chinês a Taiwan. [Leia no artigo N1299 (não traduzido) todas as minhas anotações sobre a exposição do Dr. Kurth].

Este é o verdadeiro plano para produzir o Anticristo, mas ele deve ser conduzido de tal forma que pareça natural, não forçado, e definitivamente não sendo parte de um plano pré-concebido.

Revelações do Almirante Moorer e do General Singlaub

Portanto, foi com grande interesse que li a entrevista da NewsMax com dois iluministas, o almirante Moorer e o general Singlaub. Eles estavam informando suas "graves preocupações" de que os EUA caminham rumo a uma guerra mundial que pode trazer "conseqüências catastróficas" para o país. Conforme prosseguiam com suas "graves preocupações", confirmaram que o plano sobre o qual alertamos há doze anos está, de fato, planejado para ocorrer!

Veja:

"Moorer acredita que a guerra fará o serviço apenas se formos atrás das nações que apóiam o terrorismo, incluindo o Iraque, o Irã e a Síria. 'Acredito que a guerra irá se espalhar. Creio que o presidente deixou bem claro que esse é um puro caso do bem versus o mal, e aqueles que querem viver em paz devem se unir e eliminar aqueles que querem matar uns aos outros', disse o general Singlaub." [Ibidem].

"Ele acrescenta, de modo agourento: 'Temos apenas de reconhecer que isso irá se desenrolar numa guerra maior e existem muitos povos e países envolvidos'. Ambos os comandantes militares insistem que embora existam estrategistas do Pentágono trabalhando sobre como lidar com Osama Bin Laden, o principal foco do Pentágono deve ser impedir e se preparar para uma guerra mais grave. Singlaub explica: 'Devemos pensar nessa direção e não nos comprometermos com uma área'." [Ibidem].

Você pode esquecer essa advertência: já estamos supercomprometidos com apenas uma área, o Oriente Médio. Realmente, assim como Deus predisse, nos últimos dias ele trará todas as nações do mundo ao Oriente Médio [o Vale de Jeosafá] para os julgamentos de guerra [Joel 3].

Moorer e Singlaub então passaram para a probabilidade da planejada guerra coreana.

"Moorer e Singlaub vêem isso como uma grande possibilidade para a deflagração de uma guerra maior. Observando o tamanho reduzido do Exército americano, agora 40% menor do que era dez anos atrás, um país como a China pode fazer uma investida contra Taiwan enquanto os recursos militares americanos estiverem concentrados no Oriente Médio." [Ibidem].

Em 1952, os Illuminati publicaram um mapa que mostrava Taiwan como parte do continente chinês [leia o artigo N1282 (não traduzido)]. Assim sendo, estamos agora vendo o desenrolar do plano para permitir que a China retome Taiwan enquanto estamos "distraídos" em outro lugar.

Em seguida, Moorer e Singlaub retornam ao assunto da Coréia:

"Pior, a Coréia do Norte pode realizar a longamente aguardada invasão da Coréia do Sul. Mais de 30.000 soldados americanos permanecem estacionados próximos à Zona Desmilitarizada coreana e o general Singlaub, um especialista em Coréia, duvida que as forças norte-americanas possam repelir uma invasão com tanques. Os EUA podem ter de usar armamentos nucleares táticos para deter um avanço, acredita ele. Moorer acrescenta: 'Esse é o grande problema — se os EUA concentrarem muita força numa área, um ou mais dos nossos inimigos pode aproveitar a oportunidade para atacar'." [Ibidem].

Os EUA diminuíram tanto as forças defensivas na Coréia que provavelmente terão de usar imediatamente seu poder nuclear para repelir qualquer invasão. Essa probabilidade também significa que a Coréia do Norte provavelmente começará seu ataque utilizando armas de destruição em massa, ou seja, nucleares, químicas e biológicas. Um amigo meu é major reformado do Exército e fez diversas viagens à Coréia, especializando-se em logística. Ele teme que, caso os norte-coreanos ataquem primeiro com armamentos não convencionais, consigam destruir os depósitos de equipamentos militares, suprimentos e munições localizados no sul da península. Esses depósitos são bastante vulneráveis a ataques com mísseis com ogivas nucleares, o que tornaria, dessa forma, a situação sem sentido para que tropas sejam transportadas por via aérea à Coréia do Sul para reforçar as forças americanas e sul-coreanas. Elas não teriam equipamento algum para utilizar e prosseguir com a batalha!

Ainda pior, a Coréia do Norte pode esperar para atacar os suprimentos no sul com armas nucleares quando os reforços americanos estiverem no solo e preparando-se para a mobilização! O massacre seria enorme. A Coréia do Norte possui mísseis táticos com capacidade nuclear, portanto o Pentágono não poderia evitar um ataque como esse ao desembarcar as tropas norte-americanas para utilizar as armas e equipamentos.

"Garantam o Canal do Panamá Imediatamente" — Pedem o Almirante Moorer e o General Singlaub

Conforme demonstramos no artigo N1291 [não traduzido, disponível no site da The Cutting Edge], os Illuminati planejaram em 1952 que, uma vez que tenham estabelecido o controle global que desejam, os EUA cessarão de existir como uma entidade nacional soberana; ao invés disso, os EUA se tornarão cinco zonas de patrulha policial. Os chineses receberão o controle desde o canal do Panamá até o norte de Los Angeles [analise atentamente o mapa mostrado no artigo N1291].

Dessa forma, faz muito sentido que o presidente Jimmy Carter tenha iniciado a devolução do Canal do Panamá e que nenhum presidente, de Reagan a Clinton, tenha tomado qualquer ação para impedir que uma via marítima tão estratégica como essa caísse nas mãos de um inimigo mortal, a China. No passado, iniciamos uma série de artigos intitulada "Clinton's Fatal Leadership" (A Liderança Fatal de Clinton), em que detalhamos como as ações que o presidente Clinton estava tomando durante sua administração poderiam levar inúmeros americanos à morte mais tarde, possivelmente durante a administração de outro presidente. Se você não leu esses artigos, encorajamos que faça isso, pois somente então poderá compreender corretamente a situação em que os EUA poderão se encontrar em breve. [Nota: Nenhum desses artigos está traduzido e disponibilizado em A Espada do Espírito; se você puder ler no original, visite o site da The Cutting Edge e selecione o link Understanding Clinton na página inicial.].

A devolução do Canal do Panamá foi um dos assuntos em que sentimos que a conseqüência poderia ser a morte de muitos soldados americanos em combate no Oriente. Quando descobrimos que o Canal do Panamá foi prometido aos chineses em 1952, ficamos realmente preocupados. Essa preocupação tornou-se perplexidade ao lermos que uma empresa holding chinesa, diretamente controlada pelas forças armadas havia "vencido a concorrência" para administrar ambas as extremidades do canal.

Agora, conforme os eventos começam a caminhar rumo à conclusão que possibilitará o aparecimento do Anticristo, ouvimos esses dois oficiais militares iluministas preparando a população para a probabilidade de que ter o Canal do Panamá controlado pelos chineses pode significar a morte para muitos americanos durante a planejada guerra coreana.

Veja:

"Ambos os veteranos especialistas militares alertam os EUA para imediatamente protegeram o canal do Panamá. Moorer diz que os EUA não têm tropas no Panamá atualmente, e que precisamos fazer acordos com o governo panamenho para garantir que não haja interrupção na mobilização da Marinha entre o Atlântico e o Pacífico. Singlaub destaca que qualquer interrupção por terroristas, ou pela empresa chinesa que controla o canal, terá conseqüências catastróficas para as forças americanas na Ásia caso a Coréia do Sul seja invadida. Ambos os comandantes dizem que em tal cenário até mesmo uma questão de dias pode ser crítica na preservação da vida de milhares de americanos. 'Não podemos nos dar o luxo de perder a via marítima mais estratégica do mundo para os nossos inimigos', diz o general Singlaub." [Ibidem].

Quando leio essa clara avaliação militar, sinto vontade de arrancar meus cabelos! O Estado Maior americano sabia desse fato em 1978 quando o presidente Carter propôs abdicar da soberania americana sobre o Canal do Panamá. Todo presidente, de Reagan a Clinton teve um Estado Maior que sabia desse fato militar elementar, e mesmo assim ninguém agiu para impedir a devolução, que ocorreu em 31 de dezembro de 1999.

Agora, quando estamos diante da guerra planejada na qual a Coréia do Norte atacará a Coréia do Sul, esses dois líderes militares esfregam toda a situação nas nossas caras, agindo como se não tivessem nada a ver com isso e como se os presidentes a quem assessoraram não tivessem nada a ver com a atual situação! Agora, sugerem que guerreemos contra a China pelo controle do Canal do Panamá quando tudo o que tínhamos de fazer antes de 31/12/1999 era enviar uma carta ao governo panamenho e ao governo chinês dizendo que o acordo estava cancelado. Tivéssemos feito isso, nenhuma guerra seria travada pelo controle do Canal do Panamá, e nenhum americano morreria porque nossos reforços navais não puderam chegar a tempo.

Entretanto, eu o advirto agora: conforme esses desastres forem se desdobrando e dezenas de milhares dos nossos soldados morrerem, o cenário se desenrolará de tal forma a não apontar dedos diretamente a nenhum líder americano. Ao invés disso, as pessoas ouvirão e acreditarão que todos esses desastres militares aconteceram por "acidente".

Os EUA Não Podem Mais Defender o Kuwait Contra o Iraque!

De todos os esclarecimentos que esses dois oficiais militares iluministas fizeram durante a entrevista, a que absolutamente ganha o prêmio é a de que os EUA não poderiam mais reverter uma nova invasão iraquiana ao Kuwait! Veja:

"Apesar da grande mobilização americana atualmente no Oriente Médio, ambos os comandantes acreditam que haveria pouco que os EUA poderiam fazer para impedir que Saddam Hussein invadisse e capturasse o Kuwait, como fez em 1990. Uma ameaça semelhante existe contra a Arábia Saudita. Singlaub observou que durante a Guerra do Golfo os EUA tinham cinco divisões na Alemanha que foram rapidamente deslocadas para a região, com apoio aéreo e naval para levá-las até lá. Isso não seria verdade hoje, disse. No momento em que nos mobilizarmos para deter uma ofensiva iraquiana, será 'tarde demais'. Moorer concorda. Ele acredita que as forças americanas poderiam eventualmente desalojar Hussein, mas levaria muito mais tempo e os EUA deveriam esperar baixas pesadas desta vez." [Ibidem].

Novamente, sinto-me tão traído que tenho vontade de arrancar meus cabelos. Como podem as forças americanas serem tão fracas que não podemos impedir o Iraque de invadir o Kuwait! Afinal de contas, não chutamos a Força Aérea iraquiana como se fosse uma boneca de pano durante a última década? Não fomos aonde quer que fosse necessário e removemos as defesas aéreas iraquianas assim que ameaçaram nossos aviões de vigilância? É claro, sabemos disso, ao menos em diversas ocasiões, a "retaliação" americana foi simplesmente um exercício de atirar mísseis cruzeiros contra desertos vazios, apenas para que os eleitores em casa achassem que estávamos sendo durões e determinados.

Entretanto, agora nos damos conta que nosso Exército está tão desprovido de tropas que não poderia impedir que o Iraque conquistasse o Kuwait novamente! O que tal revelação significa para os nossos inimigos? Eles devem rir da nossa conversa imponente e da retórica vazia. Devem ser mais encorajados pela nossa fraqueza, sentindo que agora é o momento de atacar; agora é o momento que podem nos conquistar.

O que Israel deve achar? Os líderes israelenses devem perceber que estão por conta própria contra seus inimigos árabes e devem atacar para derrotar esses inimigos enquanto possuem uma força militar esmagadora. Além disso, a vitória desta vez deve ser a aniquilação das nações árabes que os ameaçam, e não apenas uma vitória militar normal. Se os EUA estiverem repentinamente fora da jogada, Israel não suportará por muito tempo a superioridade numérica árabe combinada, apoiada pelas armas e pelos estrategistas russos.

Verdadeiramente, o ex-presidente Bill Clinton tomou muito bem todas as ações necessárias para garantir que os EUA sejam a Babilônia econômica de Apocalipse 18, como demonstramos no artigo CE1038.

Tempos excessivamente difíceis estão à frente, conforme o plano iluminista avança, por meio das guerras, rumores de guerras, terrorismo, colapso econômico, desastres naturais, pragas e pestilências, para que o Anticristo surja. Todos os sinais proféticos estão acontecendo simultaneamente aqui e agora.



Você está preparado espiritualmente? Sua família está preparada? Você está protegendo seus amados da forma adequada? Esta é a razão deste ministério, fazê-lo compreender os perigos iminentes e depois ajudá-lo a criar estratégias para advertir e proteger seus amados. Após estar bem treinado, você também pode usar seu conhecimento como um modo de abrir a porta de discussão com uma pessoa que ainda não conheça o plano da salvação. Já pude fazer isso muitas vezes e vi pessoas receberem Jesus Cristo em seus corações. Estes tempos difíceis em que vivemos também são tempos em que podemos anunciar Jesus Cristo a muitas pessoas.

Se você recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, mas vive uma vida espiritual morna, precisa pedir perdão e renovar seus compromissos. Ele o perdoará imediatamente e encherá seu coração com a alegria do Espírito Santo de Deus. Em seguida, você precisa iniciar uma vida diária de comunhão, com oração e estudo da Bíblia.

Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia-a-dia.

Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.

Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", dê um clique aqui: http://www.cuttingedge.org

Que Deus o abençoe.

Tradução: Eduardo Perez Neto
Data da publicação: 24/10/2001
Patrocinado por: S. F. F. C. — Vargem Grande Paulista / SP
Revisão: http://www.TextoExato.com
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/n1555.asp