Escolha uma cor para o fundo:  

Conseguirão Alguns Países Manter sua Prosperidade Econômica Durante a Tribulação?

Recursos úteis para sua maior compreensão

Título do Livro 1


Título do Livro 2


Título do Livro 3

Por incrível que pareça, a profecia bíblica parece indicar que algumas nações continuarão a desfrutar de uma boa situação econômica durante uma parte significativa do período de sete anos da Tribulação.

A Nova Ordem Mundial está chegando! Você está preparado?

Compreendendo o que realmente é essa Nova Ordem Mundial, e como está sendo implementada gradualmente, você poderá ver o progresso dela nas notícias do dia-a-dia!!

Aprenda a proteger a si mesmo e aos seus amados!

Após ler nossos artigos, você nunca mais verá as notícias da mesma forma.

Agora você está na
"THE CUTTING EDGE"


Embora um grande desastre econômico acompanhe a Terceira Guerra Mundial que está planejada para produzir o Anticristo, alguns países importantes poderão conseguir restaurar a prosperidade econômica bem depressa assim que seus governantes fizerem a transição das economias individuais fracassadas do mundo para a única economia globalizada construída sobre o fundamento de uma nova moeda global — que não será o euro e nem o amero.

A profecia bíblica parece predizer que a prosperidade material poderá então continuar por algum tempo durante o Período da Tribulação. Acreditamos que esse tempo de prosperidade poderá continuar aproximadamente até a metade do período, após o que os julgamentos de Deus e a insanidade do Anticristo arruinarão essa prosperidade.

Considere as seguintes profecias do julgamento do Terceiro Selo:

"E ouvi uma voz no meio dos quatro animais, que dizia: Uma medida de trigo por um dinheiro, e três medidas de cevada por um dinheiro; e não danifiques o azeite e o vinho." [Apocalipse 6:6].

Essa profecia é muito interessante, pois lista dois tipos de nações no mundo naquele tempo. Entretanto, à primeira vista, ela parecer ser contraditória em suas duas partes.

1) Nações Pobres - Por um lado, a primeira parte da profecia descreve claramente os efeitos econômicos da fome e possivelmente da guerra, ou ambos. Essas pobres pessoas terão de gastar o equivalente ao seu salário diário apenas para comprar a ração de alimentos para aquele dia. Veja a porção da profecia:

"Uma medida de trigo por um dinheiro, e três medidas de cevada por um dinheiro."

2) Nações ricas — Por outro lado, o "óleo" e o "vinho" são símbolos judaicos tradicionais para a riqueza e prosperidade. Parece que Deus tem outro grupo de pessoas neste ponto no Período da Tribulação a quem ele estará protegendo temporariamente dos julgamentos que estarão caindo sobre o primeiro grupo.

Veja novamente a profecia:

"... e não danifiques o azeite e o vinho."

De fato, acredito que existem dois grupos aqui e, aparentemente, são os mesmos dois grupos de nações identificadas pelos Illuminati em seus escritos.

A) O primeiro grupo é o dos "Estados do Vão Não-Funcional", como explicamos no artigo N1833, "A Invasão da África e de Todos os Países Ainda Não Integrados na Economia Globalizada". Vamos citar excertos pertinentes desse artigo, um dos mais importantes que já publicamos.

Países que não estão atualmente funcionando no sistema global e provavelmente não farão isso em um futuro previsível, a não ser que sejam forçados pelas tropas dos EUA ou da Europa, ou pela ameaça de uma invasão. Esses países são chamados de "Vão Não-Funcional". A estratégia que está sendo seguida pelos EUA e pela União Européia é a de "encurtar o vão".

Agora, veja a arrogância desse planejador do Pentágono:

Resumo da Notícia: O Novo Mapa do Pentágono", Thomas P. M. Barnett, Colégio de Guerra Naval dos EUA, Esquire Magazine, março de 2003, págs. 174-79, 227-29.

"Nossa próxima guerra no Golfo marcará um ponto histórico — o momento quando Washington tomará real propriedade da segurança estratégica na era da globalização". [pág. 174].

É isso que a "Guerra Contra o Terrorismo" do presidente Bush objetiva fazer: Permitir que Washington "tome posse da Segurança Estratégica"? Acredito que esse é exatamente o objetivo em vista aqui. Nações individuais — em sua maioria pobres e do Terceiro Mundo — estão enfrentando a ameaça real que os países ocidentais controlados pelos Illuminati, liderados pelos EUA, invadam ou ameacem invadir os países do "vão não-integrado" para que possam tomar "posse real da segurança estratégica".

Os EUA já tomaram o controle da "segurança estratégica" do Iraque, não é mesmo? Além disso, as forças americanas, segundo se informa, já estão concentradas nas fronteiras do Iraque com a Síria e o Irã, e os EUA ameaçam esses países com a força militar que consideram necessária para tomar o controle da "segurança estratégica" deles também! É alguma surpresa que esses países estão procurando a proteção da Rússia e estão se unindo para lutarem contra o "Grande Satã"?

Vamos voltar ao artigo em análise:

"O potencial de um país em garantir uma resposta militar americana é inversamente proporcional à sua conectividade na globalização." [pág. 227].

Na página 176, esse autor coloca a questão de uma forma diferente: "Sempre que as tropas americanas aparecem — seja em combate, um grupo de batalha naval aproximando-se da costa como um 'lembrete', ou uma missão de paz — ela tende a ser em um local que está relativamente desconectado do mundo, onde a globalização ainda não fincou raízes por causa de um regime repressivo, da abjeta pobreza, ou devido à falta de um sistema jurídico sólido. São nesses lugares que o terrorismo global é incubado. Trace uma linha em torno desses envolvimentos militares e você terá aquilo que chamo de "Vão dos Países Ainda Não Integrados".

Esses países que não estão adequadamente "conectados" ao sistema global econômica ou politicamente deverão "garantir uma resposta militar americana", isto é, uma invasão, ou ameaça de invasão, e certamente uma exigência do público para uma "mudança de regime". Esses países desconectados são chamados de "Vão dos Países Ainda Não Integrados" e, de uma forma realmente arrogante e petulante, esse autor ameaça invadir esses países.

"Assim, onde programamos a próxima rodada de jogos distantes para as forças armadas dos EUA?" O padrão que emergiu desde o fim da Guerra Fria sugere uma única resposta: no Vão". [pág. 174].

A invasão americana a países como o Iraque nas Guerras do Golfo 1 e 2, com as conseqüentes mortes de civis e destruição da infra-estrutura é arrogantemente referida como "jogos distantes"! Você pode começar a entender por que as pessoas que vivem nesses países do "vão dos ainda não integrados" odeiam os EUA?

Esse grupo de nações pobres — claramente identificadas no mapa — estão provavelmente em vista aqui, quando o julgamento de Deus for executado no Terceiro Selo.

B) O segundo grupo dessa profecia pode ser pensado como os "Estados do Núcleo Funcional", a quem Deus parece estar protegendo quando diz: "... e não danifiques o azeite e o vinho"!

Essas são as nações cujas economias podem ser rapidamente fundidas na planejada economia "sem papel-moeda" do Anticristo. Por alguma razão, Deus achou apropriado retardar um pouco Seu julgamento sobre essas nações.

Quando o julgamento de Deus for derramado no Terceiro Selo, as nações pobres serão lançadas em uma pobreza e desespero que são quase inacreditáveis, mas por alguma razão, Deus simultaneamente manda que as nações prósperas sejam protegidas, pelo menos temporariamente.

Esta próxima profecia que vamos examinar parece mostrar que, finalmente, chegou o tempo para Deus trazer as nações ricas ao julgamento.

A Destruição da Babilônia Econômica

"Os mercadores destas coisas, que com elas se enriqueceram, estarão de longe, pelo temor do seu tormento, chorando e lamentando, e dizendo: Ai, ai daquela grande cidade! que estava vestida de linho fino, de púrpura, de escarlata; e adornada com ouro e pedras preciosas e pérolas! porque numa hora foram assoladas tantas riquezas. E todo o piloto, e todo o que navega em naus, e todo o marinheiro, e todos os que negociam no mar se puseram de longe; e, vendo a fumaça do seu incêndio, clamaram, dizendo: Que cidade é semelhante a esta grande cidade? E lançaram pó sobre as suas cabeças, e clamaram, chorando, e lamentando, e dizendo: Ai, ai daquela grande cidade! na qual todos os que tinham naus no mar se enriqueceram em razão da sua opulência; porque numa hora foi assolada." [Apocalipse 18:15-19].

Há muitos anos que a Cutting Edge ensina que os Estados Unidos da América são essa Babilônia econômica descrita em Apocalipse 18. [Leia os detalhes completos no artigo N1669, "Estaria a Economia Norte-Americana Prestes a Afundar Como Muitos Analistas Prevêem? Diversos Indicadores Sinalizam 'Desastre'"].

Tendo esse conceito em mente, você pode ver que essa nação é próspera, compra e vende produtos até a hora em que a destruição física da parte de Deus cai sobre ela. Como sabemos disso? Existem vários indicadores:

1) "... porque numa hora foi assolada" — Obviamente, se essa "riqueza" foi destruída subitamente em uma hora literal, essa nação possuía uma grande riqueza imediatamente antes do julgamento de Deus ser executado.

2) "E todo o piloto, e todo o que navega em naus, e todo o marinheiro, e todos os que negociam no mar se puseram de longe; e, vendo a fumaça do seu incêndio, clamaram, dizendo: Que cidade é semelhante a esta grande cidade? E lançaram pó sobre as suas cabeças, e clamaram, chorando, e lamentando, e dizendo: Ai, ai daquela grande cidade! na qual todos os que tinham naus no mar se enriqueceram em razão da sua opulência."

Por que estavam os capitães de navios e todos os marinheiros da Marinha mercante gemendo e resmungando de forma tão veemente? Eles acabam de ver o maior país no mundo, que importava produtos que eram entregues por via marítima ser subitamente destruído pelo fogo em uma única hora! Obviamente, os capitães dos navios estão chorando e lamentando porque sabem que nenhum outro país do mundo poderá substituir essa nação que foi destruída. De fato, a economia americana lidera o mundo pela forma como consome. Os consumidores americanos compram produtos como automóveis, usam os veículos por alguns poucos anos e os vendem para comprar modelos mais novos. Os consumidores americanos também lideram o mundo no índice mais baixo de poupança e no modo como compram usando cartões de crédito!

Esses capitães de navios compreendem corretamente a realidade. Nenhuma outra nação, ou grupo de nações, poderá substituir essa nação condenada. Entretanto, o simples fato de lamentarem profundamente essa perda significa que o comércio e a acumulação de riqueza material estarão continuando pelo menos até aquele ponto no Período da Tribulação!

Capítulos de Parêntesis no Livro do Apocalipse

Você também deve estar ciente que, apenas por que essa profetizada destruição da Babilônia econômica ocorre somente no capítulo 18 do Apocalipse, isso não significa que esse julgamento ocorrerá no fim do Período da Tribulação. Os eruditos bíblicos chamam Apocalipse 17 e 18 de "capítulos de parêntesis" porque os julgamentos finais de Deus são completados no Capítulo 16:17b, que diz:

"E o sétimo anjo derramou a sua taça no ar, e saiu grande voz do templo do céu, do trono, dizendo: Está feito."

A ação no livro do Apocalipse retorna somente no Capítulo 19. Assim, os eventos dos Capítulos 17 e 18 são um parêntesis e podem ocorrer a qualquer momento durante o Período da Tribulação.

Portanto, os eventos em Apocalipse 17 e 18 podem ocorrer a qualquer momento após o início do período de sete anos da Tribulação. A maioria dos eruditos acredita que Apocalipse 18 ocorrerá em algum momento perto do fim da primeira metade do Período da Tribulação. Na verdade, muitos eruditos acreditam que na primeira metade do Período da Tribulação haverá uma relativa paz e prosperidade. Concordamos plenamente com essa opinião.

Por alguma razão, Deus planejou que os ímpios pobres receberão primeiro Seu julgamento físico durante a Tribulação, enquanto que os julgamentos finais virão sobre os ricos mais tarde. Por que Deus planejou Seus julgamentos dessa maneira? Como o Plano dos lluminati de produzir o Anticristo está sendo implementado pelos líderes das nações mais ricas do mundo desde 1776, acredito que Deus estará permitindo que os pecados deles se acumulem um pouquinho mais.

A Bíblia revela que, na mente de Deus, o pecado de uma pessoa e os de uma nação se acumulam gradualmente até que Deus decide derramar Seus julgamentos.

"Porque já os seus pecados se acumularam até ao céu, e Deus se lembrou das iniqüidades dela." [Apocalipse 18:5].

Obviamente, levou um longo tempo para que os pecados dessa nação se acumulassem como lenha até que a pilha atingisse o céu. Deus deu a essa nação tempo suficiente para se arrepender de seus pecados e voltar-se para Ele com um coração coletivo partido pelo pecado. Entretanto, essa nação não quis se arrepender.

O apóstolo Paulo na verdade diz que Deus não executa Seu julgamento imediatamente após o pecado ser praticado, dando ao pecador o tempo necessário para se converter, se arrepender e deixar seus maus caminhos.

"Ou desprezas tu as riquezas da sua benignidade, e paciência e longanimidade, ignorando que a benignidade de Deus te leva ao arrependimento?" [Romanos 2:4].

Similarmente, Deus está permitindo que os pecados das nações ricas continuem a se acumular e chegar aos céus, dando-lhes tempo para se arrepender e se converter ao Seu Filho, para receberem o perdão. Logicamente, os ricos dessa nação recusaram-se a se arrepender.

Finalmente, o julgamento divino desce e cai com resultados aniquiladores. Não somente dois terços de toda a humanidade perecerão pelas mãos de Deus, mas os ricos serão particularmente afetados. Vamos primeiro examinar o princípio de Deus:

"Os bens do rico são a sua cidade forte." [Provérbios 10:15a]

Durante a primeira parte do Período da Tribulação, Deus não trará os ricos para o julgamento imediatamente, sabendo que eles acreditarão que suas riquezas serão sua proteção, que suas riquezas os livrarão durante aquele período difícil. Mas, finalmente, até mesmo os ricos serão levados à ruína, e quando eles perceberem isso, acredito que lançarão fora aqueles bens em que estavam confiando, exatamente como o profeta Ezequiel predisse que aconteceria antes do julgamento ser executado pelos babilônios.

"A sua prata lançarão pelas ruas, e o seu ouro será removido; nem a sua prata nem o seu ouro os poderá livrar no dia do furor do Senhor; eles não fartarão a sua alma, nem lhes encherão o estômago, porque isto foi o tropeço da sua iniqüidade." [Ezequiel 7:19].

Você observou a frase pertinente?

"... porque isto foi o tropeço da sua iniqüidade."

Na análise final, Deus planeja permitir que as nações ímpias e ricas dos Illuminati mantenham sua cobiçada prosperidade e suas riquezas por um pouco mais de tempo durante a primeira metade do Período da Tribulação. Todavia, quando o pecado atingir sua plenitude, os julgamentos de Deus finalmente cairão, arruinando completamente as nações ricas e sua próspera economia.

Verdadeiramente, o fim dos tempos está vindo sobre nós.



Você está preparado espiritualmente? Sua família está preparada? Você está protegendo seus amados da forma adequada? Esta é a razão deste ministério, fazê-lo compreender os perigos iminentes e depois ajudá-lo a criar estratégias para advertir e proteger seus amados. Após estar bem treinado, você também pode usar seu conhecimento como um modo de abrir a porta de discussão com uma pessoa que ainda não conheça o plano da salvação. Já pude fazer isso muitas vezes e vi pessoas receberem Jesus Cristo em seus corações. Estes tempos difíceis em que vivemos também são tempos em que podemos anunciar Jesus Cristo a muitas pessoas.

Se você recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, mas vive uma vida espiritual morna, precisa pedir perdão e renovar seus compromissos. Ele o perdoará imediatamente e encherá seu coração com a alegria do Espírito Santo de Deus. Em seguida, você precisa iniciar uma vida diária de comunhão, com oração e estudo da Bíblia.

Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia-a-dia.

Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.

Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", dê um clique aqui: http://www.cuttingedge.org

Que Deus o abençoe.

Data de publicação: 29/9/2007
Revisão: V. D. M. — Campo Grande / MS e http://www.TextoExato.com
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/n2239.asp