Escolha uma cor para o fundo:  

O Presidente Obama Busca Recomeçar Imediatamente o Processo de Criação do Estado Palestino

Recursos úteis para sua maior compreensão

Título do Livro 1


Título do Livro 2


Título do Livro 3

Em vez de condenar Israel pelos ataques ao Hamas, imediatamente após assumir o cargo o presidente Obama contatou o presidente palestino Mahmoud Abbas para recomeçar o processo de criação do Estado Palestino! Com o Hamas muito enfraquecido no momento, Abbas pode ser capaz de representar todo o povo palestino e conseguir um acordo com Israel. Agora você sabe o quão importante o ataque de Israel ao Hamas realmente foi, e quão alinhado estava com o Plano dos Illuminati de criar um Estado Palestino.

A Nova Ordem Mundial está chegando! Você está preparado?

Compreendendo o que realmente é essa Nova Ordem Mundial, e como está sendo implementada gradualmente, você poderá ver o progresso dela nas notícias do dia a dia!!

Aprenda a proteger a si mesmo e aos seus amados!

Após ler nossos artigos, você nunca mais verá as notícias da mesma forma.

Agora você está na
"THE CUTTING EDGE"


Há anos que afirmamos que qualquer presidente dos Estados Unidos apenas segue um roteiro diário que lhe é fornecido pelos Illuminati. Nenhum presidente realmente toma alguma decisão própria, mas age totalmente de acordo com o papel que lhe cabe. Um dos principais autores de Nova Ordem Mundial afirma esse fato claramente:

"O roteiro deles já está escrito, sujeito apenas à edição de última hora e direções de palco. O próprio palco... está quase pronto. No fosso do palco, a orquestra subterrânea já está afinando os instrumentos. Os papéis coadjuvantes de última hora estão, mesmo agora, sendo preenchidos. A maioria dos atores principais, suspeita-se, já assumiu seus papéis. Logo será o tempo de subirem ao palco, prontos para a cortina se abrir. O momento da ação terá chegado." [Peter Lemesurier, The Armageddon Script, pág. 252, leia a resenha.].

O presidente Obama e a Secretária de Estado Hillary Clinton são apenas os mais novos atores a estrear no cenário mundial, substituindo George W. Bush e Condoleezza Rice, respectivamente. Essa dura realidade explica por que muitas políticas são continuadas durante múltiplas administrações presidenciais.

A criação de um Estado Palestino é, com certeza, uma dessas políticas. Ela foi iniciada com os Acordos de Paz de Oslo, 1992-1993, durante a administração Clinton (leia o artigo N1911); continuou durante os oito anos do presidente Bush; e agora está sendo seguida com vigor pelo presidente Obama. Essa sequência de eventos prova que uma conspiração internacional está operando, porque tal continuidade de estratégias comuns durante "várias mudanças ministeriais" é a definição clássica de uma conspiração.

Thomas Jefferson nos alertou, 200 anos atrás, que esse padrão de comportamento por parte de nossos líderes, por um período de tempo, é a prova da existência de uma conspiração! Veja:

"Atos únicos de tirania podem ser atribuídos ao parecer acidental de um dia; mas uma série de opressões, iniciadas em um período distinto de tempo e seguidas sem alteração em cada mudança ministerial, prova a existência de um plano deliberado e sistemático de nos reduzir à escravidão." [The Works of Thomas Jefferson, ("As Obras de Thomas Jefferson"), Volume 1, pág. 130, citado em The Unseen Hand, pág. 196; leia a resenha.].

Como entendemos essa realidade há tempos, esperávamos que a criação de um Estado Palestino fosse uma das grandes prioridades de Obama; no entanto, não esperávamos que ele telefonasse para o presidente palestino Abbas já em seu primeiro dia de governo! Esse acontecimento chocante mostra que Obama considera a criação de um Estado Palestino uma alta prioridade.

Resumo da Notícia: "Abbas ganha o apoio de Obama", Gulf News, 21 de janeiro de 2009:

"O presidente dos EUA, Barack Obama, mergulhou de cabeça no conflito do Oriente Médio em seu primeiro dia de governo, ligando para o presidente palestino e para o primeiro-ministro de Israel na quarta-feira, quando o último soldado israelense saiu de Gaza."

Temos de enfatizar como foi importante para Israel cumprir duas missões cruciais, antes de Obama assumir a presidência:

  1. Dar um duro golpe no Hamas, comprometendo seu poder de obstruir a criação de um Estado Palestino;

  2. Retirar a maioria dos soldados antes da posse de Obama, ao meio-dia do dia 20, e encerrar a retirada perto o bastante da posse, para que o novo presidente não tivesse de lidar com essa questão como um desastre de relações públicas.

Pelo que ficamos sabendo, Israel cumpriu essas duas missões. Portanto, em seu primeiro dia no cargo, Obama pôde ignorar a ofensiva israelense e se concentrar na atual tarefa de criar o Estado Palestino.

"Obama garantiu a Mahmoud Abbas que pretende 'trabalhar com ele como parceiro para estabelecer uma paz duradoura na região', disse o porta-voz do líder palestino. 'Obama reiterou que ele e seu governo trabalharão em total parceria com Abbas para alcançar a paz na região', disse Saeb Erekat, um dos principais negociadores palestinos nas conversações de paz com Israel."

Entretanto, a importância simbólica do telefonema de Obama ao líder palestino Abbas, em seu primeiro dia no cargo, foi ofuscado por outro fato pertinente:

"O novo líder americano disse a Abbas, que ele era o primeiro líder estrangeiro para quem estava telefonando desde que assumiu."

Ao ligar primeiro para Abbas, antes de para qualquer outro líder estrangeiro, Obama sinalizou para o mundo inteiro que considera a implantação da solução de "dois Estados" seu principal objetivo na política externa. Na verdade, a ofensiva de Israel contra o Hamas e o tempo do cessar-fogo e da retirada ganham cada vez mais importância, conforme os fatos continuam a se desenrolar!

O novo presidente americano, conversando com Ehud Olmert, o premiê israelense, também estava preocupado se Abbas conseguiria estabelecer seu poder sobre toda a Faixa de Gaza.

"Israel disse que Obama e Olmert discutiram a situação na Faixa de Gaza controlada pelo Hamas. Israel concluiu sua retirada ontem de manhã, o quarto dia de um cessar-fogo que encerrou as operações militares em Gaza, que deixaram mais de 1.300 palestinos mortos e um rastro de destruição."

Israel está tão preocupado que o presidente palestino Abbas consiga controlar toda a Faixa de Gaza, que está recorrendo à ajuda financeira "por debaixo dos panos".

Resumo da Notícia: "Israel Procura Restaurar o Fatah em Gaza — Abrindo a Carteira de Dinheiro", Hillel Fendel, Israel National News, 21 de janeiro de 2009.

"Aqueles que temiam que Israel estivesse tentando restaurar o controle do Fatah em Gaza militarmente, agora temem que Israel tente fazer isso financeiramente. Uma fonte confiável em Jerusalém disse ao correspondente Haggai Huberman que Israel está ansioso para que o financiamento para a reconstrução de Gaza flua para a Autoridade Palestina controlada pelo Fatah, e não pelo Hamas. O motivo: 'Restabelecer Mahmoud Abbas no poder via porta dos fundos."

Agora você tem a confissão que o plano original de Israel era restabelecer o poder do presidente palestino Abbas na Faixa de Gaza. É claro que Israel não teve tempo suficiente para derrubar o Hamas completamente. A ofensiva militar durou exatos 22 dias; se tivessem sido 33 dias, o Hamas poderia ter sido derrubado, e o caminho para Abbas voltar ao poder estaria totalmente livre.

Por que os Illuminati se sentem tão seguros trabalhando apenas com o presidente Abbas e desprezam a liderança palestina do Hamas na Faixa de Gaza? Você pode se surpreender com o motivo, pois tem a ver com a Maçonaria.

Como mostramos em artigos anteriores, toda a luta entre o Hamas e o Fatah da Autoridade Palestina é uma luta entre a liderança maçônica do Fatah e a não-maçônica do Hamas! Veja: o presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, é um maçom reconhecido, como o livro Codex Magica revela na pág. 509. A liderança do Hamas não quer se envolver com sociedades secretas e resiste com todas suas forças a Abbas e ao grupo militante Fatah.

[NT: Codex Magica pode ser lido on-line em http://www.bibliotecapleyades.net/sociopolitica/codex_magica/codex_magica.htm#Contents]

Agora, por que deveríamos ficar surpresos em saber que o presidente George W. Bush (membro da sociedade secreta Caveira e Ossos) comprometeu os Estados Unidos em um apoio total ao Fatah de Abbas? Afinal, Bush estava simplesmente ajudando seu colega maçom, Mahmoud Abbas! "Promover conflito", também conhecido como "Processo Dialético", é um dos elementos mais importantes no Plano da Nova Ordem Mundial. É claro, os Illuminati não querem que haja paz e união entre os palestinos, não importa qual seja sua retórica pública, pois o plano final é a vitória completa da liderança maçônica de Abbas e do Fatah. O parágrafo a seguir mostra que a liderança do Hamas compreende essa realidade muito bem:

"Um segundo porta-voz do Hamas, Ismail Radwan, foi ainda mais direto: 'Quando os Estados Unidos veem que os palestinos estão prestes a se unir novamente, enviam Condoleezza Rice à região, ou anunciam publicamente o envio de armas e dinheiro a Abbas, porque não querem união entre o povo palestino..."

Correto, o que os Illuminati querem desesperadamente é criar um Estado Palestino dentro das terras bíblicas de Israel, para que possam iniciar a aniquilação do povo palestino (Leia os detalhes completos no artigo N2095.). Assim que os palestinos (a Casa de Esaú) forem totalmente destruídos, o Cristo Maçônico aparecerá para tomar o controle do monte do Templo e construir seu templo de adoração, uma réplica do Templo de Salomão. (Veja o artigo N1643, "O Desejo Ardente de Reconstruir o Templo é o Ímpeto Propulsor que Está por Trás dos Eventos no Oriente Médio").

Como o "novo rei Davi" (o Cristo Maçônico) planeja se apoderar do monte do Templo?

"Para que o Messias apareça, ele precisa ser criado. E criar o Messias... é tanto uma questão de humanidade quanto de divindade... Sem dúvida, existem muitos judeus... que estarão dispostos a considerá-lo como seu longamente aguardado Messias. Alguns muçulmanos podem ter uma visão similar... pode ser possível ao novo Davi entrar montado em Jerusalém em toda sua refulgente majestade." Observe a expressão 'entrar montado em um jumento', conforme profetizado em Zacarias 9:9... seria aconselhável ao novo Messias repetir isso, com o jumento e tudo... O trajeto da procissão passará, é claro, diretamente pelo ribeiro de Cedrom, o mais perto possível do monte do Templo... ele precisará ser corretamente entronizado e ungido com azeite (um símbolo de Salmo 45:6-7) entre as ruínas do Domo da Rocha..." [The Armageddon Script, págs. 233-35; ênfase adicionada; leia a resenha].

Você entendeu? O plano para produzir o Anticristo (o novo Davi) prevê que, quando ele aparecer na zona leste de Jerusalém, montado num jumento, como Jesus fez no Domingo de Ramos, passará pelas "ruínas do Domo da Rocha"! O Plano dos Illuminati sempre afirmou que a destruição do Domo da Rocha será o gatilho que dará início à planejada Terceira Guerra Mundial.

Esse é o desejo mais ardente dos Illuminati globais. Antes que possam colocar em cena seu Cristo Maçônico, precisam ter o caminho livre para construir o Templo de Salomão, o que significa que precisam tomar o monte do Templo dos árabes, o que significa que os lugares sagrados deles precisam ser removidos. Para conseguir isso, os Illuminati planejam iludir os palestinos, dando-lhes seu próprio Estado. Logo após isso, os palestinos serão aniquilados, em cumprimento a Obadias 15-18 e outras profecias (Leia os detalhes no artigo N2095).

Agora que Obama é o novo presidente dos Estados Unidos, e agora que o Hamas foi duramente atingido e enfraquecido, esta pode ser a hora de concluir o processo de criação do Estado Palestino — antes que o Hamas se rearme e recupere sua autoridade na Faixa de Gaza. O ataque israelense ao Hamas pode ter dado um empurrãozinho para que Obama, então, possa criar esse Estado Palestino dentro de seus primeiros cem dias.

Verdadeiramente, o fim dos tempos está sobre nós.



Você está preparado espiritualmente? Sua família está preparada? Você está protegendo seus amados da forma adequada? Esta é a razão deste ministério, fazê-lo compreender os perigos iminentes e depois ajudá-lo a criar estratégias para advertir e proteger seus amados. Após estar bem treinado, você também pode usar seu conhecimento como um modo de abrir a porta de discussão com uma pessoa que ainda não conheça o plano da salvação. Já pude fazer isso muitas vezes e vi pessoas receberem Jesus Cristo em seus corações. Estes tempos difíceis em que vivemos também são tempos em que podemos anunciar Jesus Cristo a muitas pessoas.

Se você recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, mas vive uma vida espiritual morna, precisa pedir perdão e renovar seus compromissos. Ele o perdoará imediatamente e encherá seu coração com a alegria do Espírito Santo de Deus. Em seguida, você precisa iniciar uma vida diária de comunhão, com oração e estudo da Bíblia.

Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia a dia.

Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.

Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", dê um clique aqui: http://www.cuttingedge.org

Que Deus o abençoe.

Tradução: Marcelo N. Motta, Blog PensandoBiblicamente
Revisão: http://www.TextoExato.com
Data de publicação: 31/1/2009
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/n2338.asp