Escolha uma cor para o fundo:  

As Tempestades de Areia: Como a Contaminação Pelo Urânio Empobrecido Poderá Matar Populações Inteiras no Oriente Médio e na Ásia

Recursos úteis para sua maior compreensão

Título do Livro 1


Título do Livro 2


Título do Livro 3

A poeira contaminada pelo urânio exaurido depositado nos campos de batalha do Iraque e do Afeganistão está sendo levada pelo vento e chegando a muitos outros países vizinhos. É possível que essa contaminação letal pelo urânio seja parte do Segundo Selo de Apocalipse 6, a profecia da grande mortandade causada pelas guerras?

A Nova Ordem Mundial está chegando! Você está preparado?

Compreendendo o que realmente é essa Nova Ordem Mundial, e como está sendo implementada gradualmente, você poderá ver o progresso dela nas notícias do dia-a-dia!!

Aprenda a proteger a si mesmo e aos seus amados!

Após ler nossos artigos, você nunca mais verá as notícias da mesma forma.

Agora você está na
"THE CUTTING EDGE"


As Tempestades de Areia no Iraque Alastram o Veneno Radioativo Para Toda a População

Resumo da Notícia: "Bagdá sufocada por tempestade de areia que deixa a capital iraquiana sem ar", Yahoo News, 8 de agosto de 2005.

"Bagdá (AFP) — Milhares de pessoas ficaram sufocadas quando uma gigantesca tempestade de areia paralisou a vida na capital iraquiana já despedaçada pela guerra. Cerca de 1.000 casos de sufocação foram reportados no Hospital Yarmuk, onde uma mulher de 60 anos de idade morreu. Centenas de outras pessoas procuraram as clínicas particulares ou os médicos de família depois que uma nuvem de poeira de cor laranja cobriu a cidade. O trânsito ficou virtualmente paralisado, pois ninguém podia se locomover e aqueles que se atreveram a sair vestiam máscaras ou cobriam suas bocas com um pano para evitar a poeira. O principal aeroporto da cidade também ficou fechado e todas as decolagens foram suspensas."

"'Você mal consegue enxergar quinze metros à frente', disse o capitão da polícia Ali Hussein, enquanto lutava contra a terrível poeira em seu posto em uma praça central em Bagdá... Nunca vi algo assim antes", Hussein disse, usando óculos de sol e um protetor para a boca, mas com seu uniforme coberto de poeira. O Departamento de Polícia não nos fornece nenhuma proteção especial para esse tipo de tempo. Comprei esta máscara em um mercado na rua e preciso comprar mais algumas para meus colegas.'"

Embora os residentes estejam acostumados a usar máscaras para obter alguma proteção contra essas rotineiras tempestades de areia, o que eles não percebem é que o pó do urânio exaurido é tão pequeno que passa por essas máscaras. Esses dispositivos protetores são totalmente inócuos contra a poeira do urânio exaurido.

Observe que essa matéria de notícias diz que muitas pessoas ficaram literalmente "sufocadas" na tempestade. Embora essa tempestade em particular tenha sido mais forte do que o normal, fortes tempestades de areia acontecem com certa regularidade em todo o Iraque e no Oriente Médio. Durante as três primeiras semanas de combate após a invasão em 20 de março de 2003, as batalhas foram interrompidas pelo menos duas vezes, se não me falha a memória, porque tempestades de areia varriam a região.

Mencionamos de forma um pouco precipitada a letalidade do urânio exaurido, de modo que vamos agora falar sobre sua natureza científica. Somente então você poderá compreender como uma tempestade como a retratada na figura acima pode se tornar um instrumento de morte — uma arma tão mortal que você pode até pensar no Segundo Selo de Apocalipse 3.

Definição de Urânio Empobrecido (ou Exaurido)

"O urânio empobrecido é um subproduto que aparece quando a maior parte dos isótopos altamente radioativos do urânio e removida para uso como combustível nuclear ou nas armas nucleares. O urânio empobrecido é usado nas munições contra os blindados e na proteção da blindagem de alguns tanques Abrams e é também usado na indústria civil, principalmente em estabilizadores de aviões e embarcações. O urânio empobrecido é um metal pesado ligeiramente radioativo. Os metais pesados (urânio, chumbo, tungstênio, etc.) têm propriedades químicas toxicológicas que, em altas doses, podem causar problemas adversos para a saúde. O urânio empobrecido que permanece fora do corpo não pode fazer mal à pessoa." [Departamento de Defesa, Perguntas Freqüentes, Urânio Empobrecido].

No que se refere a essa declaração, não temos problemas com os fatos que o Departamento de Defesa está definindo; pois o urânio empobrecido é virtualmente inerte antes de ser disparado. Entretanto, uma vez que é usado em uma batalha, a contaminação perigosa se inicia. Essa é a essência deste artigo.

Como e Por Que o Urânio Empobrecido É Usado Pela Máquina Militar Norte-Americana

Quase quinze anos atrás, o Pentágono decidiu iniciar o uso do urânio empobrecido extensivamente nas munições. O urânio empobrecido é muito barato, pois é o material residual do processamento do urânio nas armas nucleares e estava normalmente apenas sendo jogado fora — em contêineres especialmente construídos em que toda a manipulação era feita por homens protegidos por um traje especial para evitar a radiação, pois no campo comercial, esse material é considerado "lixo tóxico"!

O urânio empobrecido também possui várias outras características que o tornam muito útil para uma forma moderna de combate. Ele é extremamente denso e pirofórico, o que permite que perfure e incendeie alvos muito rígidos, como os tanques. Portanto, o urânio empobrecido é usado extensivamente em todas as munições contra blindados. ["Depleted Uranium: America's Military 'Gift' That Keeps on Giving", Dan Fahey, LA Times, 18/2/01].

O urânio empobrecido provou ser tão eficiente que as forças armadas dos EUA o usam nos seguintes sistemas de armamentos:

  1. Os navios da Marinha que carregam os canhões de tiro rápido Phalanx podem disparar milhares de projéteis com urânio empobrecido por minuto. ["DOD Launches Depleted Uranium Training", Linda Kozaryn, American Forces Press Service, 13/8/99].

  2. Alguns mísseis Tomahawk lançados de navios e submarinos americanos têm urânio empobrecido em suas pontas. ["Nukes of the Golf War", John Shirley, zess@aol.com. Veja esse artigo nos arquivos de www.gulfwarvets.com].

  3. Os tanques M1-Abrams têm urânio empobrecido na blindagem, como também alguns tanques de fabricação britânica. [BBC News, "US To Use Depleted Uranium", 18/3/2003; US General Accounting Office, Operation Desert Storm: "Early Performance Assessment of Bradley and Abrams", 2/1/2002; coberto também por Shirley, op. cit.].

  4. O avião "caça-tanques" A-10 dispara projéteis de 30mm com urânio empobrecido contra equipamentos e pessoal no campo de batalha. [Shirley, op. cit.].

"Quando um projétil com urânio empobrecido é disparado, ele queima no impacto. O urânio, mais vestígios de plutônio e amerício, vaporizam em minúsculas partículas cerâmicas de pó radioativo. Uma vez inalado, os óxidos de urânio alojam-se no organismo e emitem radiação indefinidamente. Uma única partícula de urânio empobrecido alojada em um nodo linfático pode devastar todo o sistema imunológico de uma pessoa, de acordo com o especialista em radiação, o britânico Roger Coghill." ["US Shells Leave Lethal Legacy", Toronto Star, 31/7/1999; também "Radiation Tests for Peacekeepers in the Balkans Exposed to Depleted Uranium", www.telegraph.co.uk, 31/12/02].

Você entendeu a parte criticamente importante desse artigo acima? Vamos repetir aqui para você:

"Quando um projétil com urânio empobrecido é disparado, ele queima no impacto. O urânio, mais vestígios de plutônio e amerício, vaporizam em minúsculas partículas cerâmicas de pó radioativo. Uma vez inalado, os óxidos de urânio alojam-se no organismo e emitem radiação indefinidamente. Uma única partícula de urânio empobrecido alojada em um nodo linfático pode devastar todo o sistema imunológico...

Depois da explosão, as munições com urânio empobrecido transformam-se imediatamente em uma poeira muito fina. Essa poeira então se mistura com o pó no chão e começa a matar a população civil que aspira aquela poeira para dentro de seus pulmões. Se as pessoas pudessem evitar respirar essa poeira, conseguiriam evitar a contaminação e o início de uma morte lenta e dolorida causada pela radioatividade.

As Tempestades de Areia no Iraque Alastram a Contaminação Radioativa Para Toda a População

A maior parte das ogivas transforma-se em fragmentos extremamente pequenos — embora maiores também sejam possíveis — e muita poeira de radiação. Assim, quando uma pessoa percorre o campo de batalha, aspira as partículas que estão pairando no ar e recebe muita radiação em suas próprias roupas. Ouçamos o que diz um especialista sobre esse tipo de exposição à radiação:

"A Sociedade Real da Inglaterra publicou dados mostrando que os soldados no campo de batalha que inalam ou ingerem altos níveis de urânio radioativo podem sofrer de deficiências renais depois de apenas alguns dias. ["Depleted Uranium May Stop Kidney in Days", Rob Edwards, New Scientist.com, 12/3/02; também "Uranium Weapons Too Hot to Handle", Rob Edwards, New Scientist.co.uk, 9/jun/99].

Outros soldados que aspiram uma quantidade menor não sofrem imediatamente, mas têm uma alta probabilidade de aspirarem o suficiente para apresentar sérios problemas mais tarde. Quantos dos soldados do solo são contaminados pelos resíduos do urânio empobrecido?

"Qualquer soldado agora no Iraque que ainda não tenha inalado poeira radioativa letal é por que não está respirando" ["Death By Slow Burn — How America Nukes Its Own Troops", Worthington, Amy The Idaho Observer, 16/4/03].

Isso significa que todos os soldados que servem no Iraque — e também todos os civis — têm minúsculas partículas de urânio empobrecido já alojadas em seus pulmões, emitindo radioatividade para todo o organismo 24 horas por dia e sete dias por semana.

Essa tragédia médica foi confirmada para mim por telefone por minha fonte, que é um major reformado do Exército. Na verdade, ele confirmou as estatísticas dos veteranos da Primeira Guerra no Golfo, que analisaremos em seguida. Virtualmente 100% das tropas terrestres foram contaminadas pela radiação em um nível problemático; se a Primeira Guerra do Golfo serve como referência, 75% dos homens que agora servem naquele país desenvolverão uma ou mais das sérias condições médicas que relacionaremos em seguida, na seção sobre a Primeira Guerra no Golfo. Na verdade, os soldados que vêm após as tropas combatentes para ocupar e administrar o país são os mais afetados! Essa poeira radioativa é virtualmente impossível de ser removida porque é muito fina e cobre tudo — desde veículos queimados até casas na região e o terreno em que as crianças brincarão depois. Em áreas residenciais, como Basra, essa consideração é aterrorizadora.

Embora a maior parte da luta tenha ocorrido em áreas desérticas, os iraquianos tentaram de todas as maneiras não ter seus veículos pegos na área aberta; preferiram lutar em áreas mais congestionadas e em localidades residenciais. Além disso, diversos alvos urbanos foram bombardeados continuamente; embora muitos americanos tenham celebrado ao assistir as explosões das munições em Bagdá, poucas pessoas perceberam que aquelas munições estavam espalhando pó radioativo por toda a parte.

"Nas duas primeiras semanas de combate, 700 mísseis Tomahawks, ao custo de US$ 1.3 milhão cada, explodiram os edifícios no Iraque em nuvens de cogumelo radioativo. ["Navy Seeks Cash for More Tomahawks", David Rennie, em Washington, Telegraph Group Limited, 4-jan-03, news.telegraph.co.uk].

"As tropas americanas e britânicas que atuam na região são mortos-vivos. Humanos e animais, amigos e inimigos na zona contaminada estão destinados a uma longa espiral descendente de doenças crônicas e invalidez. Mau funcionamento dos rins, problemas nos pulmões, sangue nas fezes, fadiga extrema, dores nas juntas, dificuldade para caminhar, perda de memória, coceiras e, finalmente, câncer e morte prematura aguardam aqueles que foram expostos ao urânio empobrecido." [Worthington, op. cit.].

Agora, veja o que me disse um médico que serve nas forças armadas de um país estrangeiro, na continuidade de um depoimento:

"Compreenda que o governo americano admitiu agora que os soldados no Iraque estão lutando em uma guerra de guerrilha. Isso requer muita atividade sob um calor excessivo e a desidratação pode ocorrer rapidamente. Os homens não podem simplesmente fazer uma pausa a cada hora para beber um pouco de água, pois precisam permitir ao corpo tempo para se aclimatar e ajustar a uma quantidade menor de água em condições climáticas extremamente adversas. Os primeiros efeitos observáveis são a menor acuidade mental, com uma redução nos reflexos e um mal-estar geral. Isso coloca os soldados em perigo imediato extremo se houver necessidade de prontidão para o combate. Se os soldados não morrerem em ataques dos guerrilheiros, então certamente morrerão quando ocorrerem os efeitos mais severos da desidratação e de forma especialmente rápida sob condições tóxicas. Não sei se você viu a reportagem na semana passada, mas o governo está dizendo que o Iraque será uma experiência de um ano inteiro para alguns deles. Se esses homens conseguirem passar incólumes pelos ataques das guerrilhas e superarem a desidratação, então levarão suas doenças para casa!"

Parte da natureza insidiosa desse envenenamento pelo urânio empobrecido é que seus efeitos levam um longo tempo para aparecer. Portanto, quando um soldado adoecer, daqui a três ou dez anos, o Pentágono provavelmente negará que a causa da doença foi a Guerra no Golfo. Vários anos atrás, perguntei a um mecânico amigo meu se ele poderia usar seus conhecimentos para danificar meu carro em vez de consertá-lo. Embora eu já soubesse a resposta, a resposta completa dele me surpreendeu. Ele disse que não somente poderia usar seus conhecimentos para danificar meu carro, mas poderia danificá-lo de um modo que o defeito apareceria muitos meses depois, de modo que eu não poderia responsabilizar a oficina dele pelo problema. Esse é o princípio que o Departamento de Defesa está usando para rejeitar as reivindicações dos ex-combatentes da Primeira Guerra do Golfo. Qualquer vitória em fazer o governo federal pagar as despesas médicas para esses veteranos veio lenta e relutantemente.

Mencionamos anteriormente que as tempestades de areia são uma ocorrência natural e freqüente em todo o Oriente Médio, incluindo o Iraque. A população civil fica terrivelmente exposta à poeira contaminada pelo urânio empobrecido devido a essas tempestades, mas, da mesma forma, os soldados das tropas de ocupação também ficam. Considere atentamente esta fotografia. Os soldados parecem estar orando durante uma tempestade de areia. Observe que eles não estão usando nenhum tipo de máscara, de modo que estão aspirando a poeira levantada pelo vento.

Para começar a morrer, tudo o que um soldado precisa fazer é aspirar ou ingerir uma minúscula partícula de poeira contaminada. Portanto, esses homens provavelmente já são "mortos ambulantes".

Imensas Quantidades de Poeira com Urânio Empobrecido São Levadas Para Longe dos Campos de Batalha no Iraque e no Afeganistão

Cerca de dois anos atrás, uma chocante apresentação sobre as munições com urânio empobrecido foi publicada pelo almirante indiano reformado Vishnu Bhagwatt, ex-Chefe do Comando Naval. Desde que aprendi sobre o urânio empobrecido, fiquei imaginando quando militares competentes e treinados de outros países começariam a falar contra a contaminação que os EUA estão espalhando para todo o mundo com sua máquina militar que usa urânio empobrecido. O almirante Bhagwatt fala de forma enfática e científica.

Observe que 'armas de destruição maciça' é parte do título. Lembre-se do ensino da Cutting Edge que, desde 11/9/2001, a verdade de uma matéria muito freqüentemente pode ser descoberta olhando-se exatamente na direção oposta à indicada pela mídia de massa. (Leia o artigo N1558) Em nenhuma parte isso é mais evidente nas mentiras da propaganda que Bush/Blair espalharam antes da invasão, para justificar o ataque contra o Iraque. Chamado de "Liberdade Duradoura no Iraque", o ataque foi baseado na mentira que Saddam Hussein possuía quantidades assustadoras de armas de destruição maciça que poderia lançar contra seus inimigos no Oriente Médio e que poderia transferir para Osama Bin Laden usar contra as cidades americanas.

A verdade da matéria encontra-se na direção exatamente oposta à indicada para o público. Ao mesmo tempo em que Saddam Hussein nunca possuiu armas de destruição maciça que poderia usar, o presidente Bush e o primeiro-ministro britânico Blair lançaram uma guerra nuclear silenciosa com uma arma de destruição em massa contra o Iraque e o Afeganistão. Os EUA foram o primeiro país a usar o armamento atômico ao bombardear Hiroshima e Nagasaki em 1945; hoje, são os únicos combatentes que estão usando essas armas na guerra — contra o Iraque e o Afeganistão!

A guerra radioativa e silenciosa usando o urânio empobrecido foi lançada sobre todo o Oriente Médio, como esta próxima matéria deixa bem claro:

Resumo da Notícia: "Armas de Destruição Maciça Silenciosas — Os Efeitos do Urânio Empobrecido", Almirante Vishnu Bhagwatt, 29 de fevereiro de 2004, http://www.traprockpeace.org.

"As armas com urânio empobrecido emitem uma dose de partículas 'Alfa' para uma única célula do U-238, que é cinqüenta vezes o nível de dosagem anual. O câncer é iniciado com uma partícula alfa, seus isótopos-filhos afetam gerações, pois os isótopos concentram-se biologicamente nas plantas e nos animais e percorrem a cadeia alimentar. É uma arma nuclear... Eles entram no organismo por meio dos pulmões, do sistema digestivo, ou da pele. Um grama de urânio empobrecido libera mais de 12.000 partículas por segundo. A radiação mata lentamente as células que tornam a vida possível. A síndrome da Guerra do Golfo de 1991 fez justamente isso (informado pelo Dr. Asaf Durakovic, Professor de Medicina na Universidade Georgetown e descobridor da Síndrome da Guerra do Golfo)."

Este parágrafo está repleto de informações, de modo que vamos parar por um momento para digerir o que acabamos de aprender:

  1. O câncer é iniciado quando a pessoa ingere apenas "uma partícula alfa" de urânio exaurido. Quando um soldado ou um civil aspirar apenas uma única partícula contaminada com o urânio empobrecido, essa pessoa terá câncer depois de certo tempo. O processo pode levar de três a doze anos, dependendo da pessoa, mas ela eventualmente morrerá. Devido à ocorrência das tempestades de areia, é altamente provável que a maioria dos soldados das tropas de ocupação e os civis iraquianos em algum momento aspirarão essa poeira contaminada pelas explosões de munições com urânio empobrecido... Mais tarde em seu relatório, o almirante Bhagwatt diz que essa poeira contaminada já se alastrou em um raio de 1.600 km a partir de Bagdá;

  2. Cientificamente, o urânio empobrecido é considerado uma 'arma nuclear'. Assim, cada um dos últimos três presidentes americanos lançou uma guerra nuclear silenciosa contra países de população majoritariamente islâmica: Kosovo, em 1999, Afeganistão em 2001 e Iraque em 2003;

  3. Como o urânio empobrecido contamina o ar, o solo, a água e a cadeia alimentar, minhas fontes originais estavam certas novamente quando advertiram que as forças armadas dos EUA estavam tornando o Iraque impróprio para a habitação humana. Esse processo provavelmente demorará uma geração, mas ocorrerá;

  4. A Síndrome da Guerra do Golfo de 1991 foi em grande parte conseqüência da contaminação pelo urânio empobrecido. Minha fonte, que é um médico que serve no Exército de um país estrangeiro advertiu que o urânio interage de forma perigosa e imprevisível com as vacinas tóxicas, produzindo diversas enfermidades entre suas vítimas.

Todas as vezes que escrevi que bem possivelmente estávamos contaminando toda aquela terra, as pessoas objetaram, dizendo que não arruinamos o Japão ao detonar bombas atômicas sobre Hiroshima e Nagasaki. Como não sou um cientista ou um oficial treinado pelas forças armadas, nunca pude oferecer uma explicação razoável para esse fato inquestionável. O bom almirante indiano acaba de fazer isso, quantificando o desastre em termos compreensíveis aos leigos.

Agora, vamos retornar ao trabalho científico apresentado pelo almirante:

"A introdução de armas com urânio empobrecido no Iraque em 1991, o lixo radioativo das centrais nucleares, rompeu um tabu de 46 anos. Esse Cavalo de Tróia da guerra nuclear, uma arma omnicida tem desde então continuado a ser usada cada vez mais. O urânio empobrecido permanece radioativo por mais tempo que a idade da Terra (estimada em 4,5 bilhões de anos). Os efeitos a longo prazo de mais de uma década de exposição ao urânio empobrecido estão emergindo no sul do Iraque. Eles são devastadores. As crescentes quantidades de material radioativo (incluindo o urânio não empobrecido), usado no Afeganistão são de 3 a 5 vezes maiores que no Iraque em 1991. No Iraque em 2003, eles já são estimados entre 6 e 10 vezes a quantidade usada em 1991 e alcançarão uma área muito maior e afetarão um número muito maior de pessoas, bebês e nascituros. Os países dentro de um raio de 1.600 km a partir de Bagdá e Cabul estão sendo afetados pela contaminação pela radiação, e isso inclui a capital da Índia, Nova Délhi... " [Ibidem].

Você observou a estatística relevante? "Os países dentro de um raio de 1.600 km a partir de Bagdá e Cabul estão sendo afetados pela contaminação pela radiação..."

Examine um mapa do Oriente Médio e calcule um raio de 1.600 km a partir do Iraque e do Afeganistão e você descobrirá que todos os países — exceto Israel — para os quais a poeira contaminada pelo urânio empobrecido está sendo levada são países não-integrados. (Leia os artigos N1833 e N1906) Os países ao oeste do Iraque recebem uma fração da contaminação devido ao fato que os ventos prevalecentes sopram para o leste.

O almirante indiano então solta a bomba real da estatística de quantificação:

"Se achamos que o câncer é um problema agora, espere até que mais urânio empobrecido seja usando em guerras contra o terror, para impor 'mudanças de regime' e com base em relatórios 'errados' da Inteligência. Mais de 500 toneladas de munições com urânio empobrecido foram lançadas sobre o Afeganistão. O professor Yagasaki calculou que 800 toneladas de urânio empobrecido têm a atomicidade equivalente a 83.000 bombas de Nagasaki... A quantidade de urânio empobrecido usada no Iraque em 2003 é equivalente a aproximadamente 250.000 bombas de Nagasaki." [Ibidem].

Portanto, aqui está a resposta para as pessoas que dizem que o bombardeio de Hiroshima e Nagasaki não poluiu o Japão de forma permanente. Se os EUA tivessem explodido 250.000 bombas equivalentes àquela que foi lançada sobre Nagasaki em 1945, o Japão provavelmente seria impróprio para a habitação humana hoje, devido à contaminação radioativa. O Iraque não está com profundos problemas somente por causa do bombardeio de 2003, mas também por que essa foi a segunda vez em doze anos que o país ficou exposto à guerra nuclear do tipo 'Cavalo de Tróia'. Você consegue entender agora por que os iraquianos ficaram tão furiosos e não receberam os soldados americanos com ramalhetes de flores e beijos, mas sim a tiros e bombas?

Conclusão

Definitivamente, os EUA e a Grã-Bretanha lançaram uma guerra nuclear contra o Iraque e o Afeganistão. O almirante indiano da reserva estava correto no artigo N1907 quando declarou que as munições com urânio empobrecido são um tipo de guerra nuclear, pois o urânio empobrecido é derivado de um átomo nuclear e possui a mesma radiação que pode ser obtida do urânio U-235 e U-238. Na verdade, essa é exatamente a fonte do urânio exaurido! O urânio exaurido possui 30% da radiação que está presente no minério de urânio original! Embora muito cuidado seja tomado na vida civil para não expor ninguém a qualquer nível de radiação pelo urânio, as forças armadas dos EUA não pensam assim ao expor os civis e seus próprios soldados à contaminação pelo urânio, e não fazem nada para alertar os soldados acerca dos riscos.

Hoje, o Iraque está total e fortemente contaminado pelo urânio em um nível que torna a vida insustentável por muitos anos. Além disso, esse tipo de contaminação dura 4.5 bilhões de anos. Se você estudar o mapa dos "Países Não-Integrados", contido no artigo N1833, perceberá que os ventos estão levando essa poeira radioativa 1.600 km para o sul se os ventos Sharqi ou Sirocco estiverem soprando, e para o noroeste se os ventos Shamal estiverem soprando. Portanto, todos os "países não-integrados" ao sudeste e ao noroeste do Iraque e do Afeganistão estão sendo irradiados! O almirante indiano disse que Nova Delhi estava recebendo a poeira radioativa do Afeganistão, embora esteja a mais de 1.000 km ao sudeste de Cabul.

As tempestades de areia comuns que ocorrem em todo o Oriente Médio são o meio natural pelo qual a poeira contaminada pelo urânio depositado nos campos de batalha do Iraque e do Afeganistão está chegando a todos esses países, bem como a muitos outros países em todo o mundo. É possível que o urânio exaurido seja parte do Segundo Selo, a profecia de guerras em Apocalipse 6? Leia a profecia e chegue à sua própria conclusão:

"E, havendo aberto o segundo selo, ouvi o segundo animal, dizendo: Vem, e vê. E saiu outro cavalo, vermelho; e ao que estava assentado sobre ele foi dado que tirasse a paz da terra, e que se matassem uns aos outros; e foi-lhe dada uma grande espada." [Apocalipse 6:3-4].

Este verso descreve o Segundo Selo que, é claro, ocorre após o Primeiro Selo, que descreve a 'cavalgada' do Anticristo na cena internacional. Portanto, podemos dizer com segurança que uma guerra sem precedentes ocorrerá imediatamente após o aparecimento do Anticristo. Entretanto, o Anticristo precisará 'nascer' no mundo de acordo com Mateus 24:6-8, onde as 'dores' do verso 8 descrevem as 'dores do parto' de uma mulher lutando para dar à luz. Quais são as dores de parto profetizadas que forçarão o Anticristo a aparecer na cena mundial? Jesus Cristo nos diz:

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares. Mas todas estas coisas são o princípio de dores." [Mateus 24:6-8].

Portanto, o mundo está diante de duas grandes guerras. Primeiro, apenas para produzir o Anticristo, o mundo terá de passar pela guerra das dores de parto finais — a Terceira Guerra Mundial que os Illuminati planejaram desde 1870 (leia os detalhes em N1015 e N1056). A profecia bíblica prediz que guerras mundiais terríveis antecederão e seguirão o aparecimento do Anticristo — uma guerra mundial para colocá-lo no cenário internacional e outra guerra mundial (ou uma série de guerras mundiais) que ocorrerão após o aparecimento dele.

Verdadeiramente, o fim dos tempos está sobre nós.



Você está preparado espiritualmente? Sua família está preparada? Você está protegendo seus amados da forma adequada? Esta é a razão deste ministério, fazê-lo compreender os perigos iminentes e depois ajudá-lo a criar estratégias para advertir e proteger seus amados. Após estar bem treinado, você também pode usar seu conhecimento como um modo de abrir a porta de discussão com uma pessoa que ainda não conheça o plano da salvação. Já pude fazer isso muitas vezes e vi pessoas receberem Jesus Cristo em seus corações. Estes tempos difíceis em que vivemos também são tempos em que podemos anunciar Jesus Cristo a muitas pessoas.

Se você recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, mas vive uma vida espiritual morna, precisa pedir perdão e renovar seus compromissos. Ele o perdoará imediatamente e encherá seu coração com a alegria do Espírito Santo de Deus. Em seguida, você precisa iniciar uma vida diária de comunhão, com oração e estudo da Bíblia.

Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia-a-dia.

Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.

Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", dê um clique aqui: http://www.cuttingedge.org

Que Deus o abençoe.

Data de publicação: 25/1/2007
Patrocinado por: S. F. F. C. — Vargem Grande Paulista / SP
Revisão: http://www.TextoExato.com
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/n2063.asp