Escolha uma cor para o fundo:  

O Governo Britânico Parece Disposto a Destruir Toda a Pecuária e o Consumo de Carne

Recursos úteis para sua maior compreensão

Título do Livro 1


Título do Livro 2


Título do Livro 3

O conhecido autor Jeremy Rifkin escreveu um livro em 1992 em que propôs o colapso de toda a pecuária e do consumo de carne no mundo ocidental. O governo britânico parece estar cumprindo os objetivos delineados nesse livro; Rifkin é considerado "conselheiro dos reis". Estamos vendo o cumprimento de seus planos?

A Nova Ordem Mundial está chegando! Você está preparado?

Compreendendo o que realmente é essa Nova Ordem Mundial, e como está sendo implementada gradualmente, você poderá ver o progresso dela nas notícias do dia-a-dia!!

Aprenda a proteger a si mesmo e aos seus amados!

Após ler nossos artigos, você nunca mais verá as notícias da mesma forma.

Agora você está na
"THE CUTTING EDGE"


Já faz alguns meses que nós aqui na Cutting Edge Ministries estamos admirados com as ações aparentemente insanas do governo do primeiro-ministro britânico Tony Blair, pois seus subordinados estão reagindo de forma totalmente desproporcional a uma doença relativamente benigna que afeta os animais — a Febre Aftosa, e que não é fatal no ser humano — sacrificando mais de dois milhões de cabeças de gado bovino e ovino, mais de 95% das quais estavam perfeitamente saudáveis e não apresentavam nenhum sintoma da doença. Nenhuma pessoa em sã consciência reagiria dessa maneira com relação a essa doença. A reação do governo britânico está tendo o efeito de destruir a vida financeira de milhares de fazendeiros e de arruinar suas propriedades. [Para conhecer os detalhes, leia os artigos N1479 "A Febre Aftosa na Europa: Pânico Incompreensível Ataca Com Força Total" e N1480 "A Febre Aftosa Ataca em Todo o Mundo: Crises Globais = Governo Global?"].

Em seguida, descobrimos que as Zonas de Matança na Grã-Bretanha são muito parecidas com as Zonas de Biodiversidade das Nações Unidas [veja os detalhes lendo o artigo N1496 (não-traduzido); se desejar ver o mapa dê um clique aqui.]. Esse fato parece indicar que talvez o governo Tony Blair tenha um programa político ambientalista extremista. O único conforto que tivemos na década passada foi nossa crença que nossos líderes atuais não apoiavam as conclusões horrorosas dos ativistas. Em outras palavras, tínhamos a certeza que a proposta dos ambientalistas radicais de um colapso da nossa Civilização Industrial era apenas a voz radical de alguns malucos, e nunca seria implementada realmente por qualquer político eleito.

Entretanto, os últimos oito anos da Administração Clinton-Gore nos deram grandes razões para preocupação, pois os dois pareciam apoiar os terríveis objetivos dos ambientalistas. Muitas das Ordens Executivas de Clinton e sua designação de grandes áreas como Florestas Nacionais, pareciam atender aos sonhos dos ambientalistas. A lei American Heritage Rivers Act, de Bill Clinton, é um bom exemplo, pois reservou grandes sistemas fluviais e lacustres, restringindo-os da habitação humana; até mesmo as matas ciliares ao longo das grandes bacias hidrográficas foram reservadas. [Para conhecer os detalhes, leia o artigo N1101 (não-traduzido).] Obviamente, se essa Ordem Executiva, e numerosas outras como ela, fossem impostas, nossa Civilização Industrial chegaria a um fim abruptamente, pois a livre movimentação de bens, serviços e pessoas, que é absolutamente essencial para o funcionamento da nossa sociedade, ficaria seriamente prejudicada.

Todavia, alguns de nós ficaram aliviados com o fato de Clinton-Gore estarem terminando seu mandato, para serem substituídos pelos republicanos "conservadores" Bush-Cheney. Achávamos que Bush reverteria algumas das Ordens Executivas mais odiosas, e certamente não as utilizaria durante seu mandato. Nossa convicção da esperança que Bush cancelaria muitas das Ordens Executivas de Clinton foi por água abaixo em março de 2001, quando a Casa Branca anunciou que Bush manteria em vigor a maioria das Ordens Executivas de Clinton.

Entretanto, os eventos de março-maio deste ano na Grã-Bretanha despedaçaram todas essas esperanças no chão. Vimos um governo sacrificar animais perfeitamente sadios com desculpas implausíveis, tentando debelar uma doença que é benigna aos animais e que não é fatal para o ser humano. No artigo As Surpreendentes Conexões Entre o Ambientalismo Radical e a Crise da Febre Aftosa, informamos que os ativistas radicais que adoram o Green Man estão promovendo os Direitos dos Animais e a Adoração à Natureza na Grã-Bretanha. Novamente, ficamos perguntando a nós mesmos se o governo do primeiro-ministro Tony Blair está implementando o plano de destruição da Civilização Ocidental dos ativistas ambientalistas mais radicais.

Jeremy Rifkin — O Defensor da Baixa Entropia

Conheça Jeremy Rifkin, o extraordinário ativista de Nova Era, autor do famoso livro "O Fim dos Empregos". Ele se proclama a si mesmo como "conselheiro de reis e de rainhas" e seus livros certamente são alguns dos mais conhecidos na cultura de Nova Era. Se você fosse imaginar o mais vigoroso ativista que propõe abraçar as árvores, com uma mente brilhante, essa pessoa seria Jeremy Rifkin. A autora cristã Constance Cumbey, descreve Rifkin em termos interessantes. Ela diz que ele praticava uma forma peculiar de panteísmo e "espiritualidade centrada na criação".

Em outras palavras, Rifkin é um adorador da Mãe Terra, e um adorador da natureza. Entretanto, ele é tão enganoso em sua apresentação, que realmente consegue arregimentar muitos seguidores entre os cristãos evangélicos. [Cumbey, A Planned Deception, pág. 125]; Cumbey observa que Pat Robertson, usou sua rede de televisão CBN e o Clube 700, para dar aos líderes de Nova Era, como Alvin Toffler e Jeremy Rifkin, amplo acesso aos seus trinta milhões de telespectadores cristãos. [Ibidem, págs. 148-49]. Rifkin convenceu muitos cristãos sem discernimento que é um deles, embora negue a inerrância da Bíblia e adore a criatura e não o criador! [Romanos 1:25].

Rifkin é o autor do infame livro de Nova Era intitulado Entropy: A New World View [Entropia: Uma Nova Cosmovisão]. Como esse livro é provavelmente o mais importante que ele escreveu, precisamos passar algum tempo nele para ver a procedência de Rifkin. A palavra 'entropia' é usada constantemente pelos autores de Nova Era para justificar o tipo de mudanças radicais que defendem no mundo e, como é normal, essa palavra é usada para indicar "crise". O dicionário define 'entropia' como "Medida da quantidade de desordem dum sistema; a tendência de consumir". Rifkin e outros autores de Nova Era estão clamando há décadas que nossa Civilização Industrial é de Alta Entropia, isto é, está consumindo muita energia, que é instável, esgotável, não-sustentável e não-renovável. Sempre que você encontrar as palavras 'sustentável' e 'não-sustentável', pode saber que está vendo uma palavra-código para o desmantelamento da nossa Civilização Industrial.

Em seu livro Entropy, Rifkin argumenta que o mundo precisa retornar a uma civilização de Baixa Entropia. Veja um excerto de seus escritos: "Se continuarmos a ignorar a verdade da Lei da Entropia... então faremos isso ao risco de nossa própria extinção... Após finalizar este livro, alguns permanecerão não-convencidos... Outros estarão convencidos, mas concluirão, desesperados, que a Lei da Entropia é uma prisão cósmica gigante a partir da qual não há como escapar. Finalmente, haverá aqueles que verão a Lei da Entropia como a verdade que pode nos libertar. O primeiro grupo continuará a defender o paradigma do mundo existente. O segundo grupo estará sem uma cosmovisão. O terceiro grupo será o dos precursores da nova era." [Entropy, 1981].

Rifkin então nos diz quão importante é essa Lei da Entropia para o estabelecimento da Nova Ordem Mundial. "Haverá tentativas de usar inescrupulosamente a Lei da Entropia na cosmovisão existente, mas isso fracassará no final. Os políticos proclamarão a importância dela, enfocando questões que irão da energia ao desarmamento. Os teólogos construirão novas interpretações da autoridade bíblica com base nela." [Ibidem, pág. 7].

Seria essa ênfase no uso da Lei da Entropia como base para novas interpretações teológicas uma das razões por que tantas igrejas "cristãs" hoje se afastaram tanto da verdade bíblica que estão abraçando a cosmovisão pagã, embora ainda profiram suas palavras em uma linguagem que soa como cristã? Rifkin então nos diz o real espírito sobrenatural que está por trás dessa nova cosmovisão. "Embora a Lei da Entropia governe o mundo do tempo, do espaço e da matéria, por sua vez, é governada pela força espiritual primordial que a concebeu." [Ibidem, pág. 8]. A palavra 'primordial' literalmente significa 'arquétipo', o que para os pagãos significa o espírito luciferiano dos tempos passados. Não se deixe enganar: Rifkin acaba de nos dizer qual é o verdadeiro espírito que está por trás de toda a Nova Ordem Mundial.

Agora você também sabe que esse espírito luciferiano está por trás do movimento das igrejas modernas!

Vamos retornar rapidamente à visão de Rifkin sobre Entropia e depois estaremos preparados para passar para o assunto da pecuária em geral, e toda a produção carne em particular.

"Entropia é uma medida da quantidade de energia que não pode mais ser convertida em trabalho... A energia só pode ser transferida para um estado dissipado." [Ibidem, pág. 35].

Portanto, Rifkin e seus similares acreditam que precisamos adotar certas medidas para chegarmos à Baixa Entropia, um tipo de economia de estado estável. A conversão para esse tipo de economia requer não somente uma 'nova cosmovisão', mas também uma crise draconiana que transfira a civilização de um estado para o outro. Veja:

"A mudança radical na cosmovisão necessária para obter essa transição terá de ser realizada virtualmente da noite para o dia. Não haverá tempo para debate cortês, contemporizações sutis, ou equívocos momentâneos. O sucesso requererá uma determinação zelosa — uma militância, por assim dizer, de proporções hercúleas." [Ibidem, pág. 186].

Você pescou essa última frase?

"O sucesso requererá uma determinação zelosa ...militância... de proporções hercúleas."

Esse cenário não lembra o frenético e incompreensível sacrifício de mais de dois milhões de cabeças de reses com a premissa não-convincente de combater a Febre Aftosa? Os executores não perderam tempo com "debates corteses", nem ofereceram a possibilidade de "contemporizar" e nem mesmo cometeram "equívocos momentâneos", mas exibiram uma "determinação zelosa" e uma "militância de proporções hercúleas".

Ao escrevermos este artigo, Tony Blair acaba de ser reeleito primeiro-ministro na Grã-Bretanha por uma vasta maioria, provando que um político iluminista pode destruir um setor importante da economia — a pecuária — e ainda assim continuar tremendamente popular entre a população urbana. Suspeitamos que a matança do gado, do rebanho ovino e dos suínos ocorrerá com uma militância renovada e com determinação zelosa.

Jeremy Rifkin e Seu Livro "Beyond Beef"

Agora que sabemos que Rifkin acredita que nossa Civilização Industrial atual está vivendo em um estilo insustentável de Alta Entropia, vamos examinar seu livro Beyond Beef: The Rise and Fall of the Cattle Culture, publicado em 1992. Nesse livro, ele torna bem claro que considera toda a cultura de consumo de carne uma das principais culpadas na insustentabilidade da sociedade atual, e precisa ser destruída imediata e completamente.

Rifkin responsabiliza a pecuária pela maioria dos supostos males atuais, com a possível exceção da AIDS. Não vi nenhuma referência nesse livro que o gado seja responsável pelo surgimento da AIDS; no entanto, Rifkin culpa quase todos os outros males — reais ou imaginários — na pecuária. Se eu acreditasse nos "fatos" citados nesse livro, quereria que todas as reses fossem sacrificadas imediatamente, por quaisquer formas possíveis. Coloquei a palavra "fatos" na frase anterior entre aspas porque Rifkin mistura fatos reais com "fatos" fabricados, exatamente como fazem todos os ambientalistas radicais. Ele também cita muitas organizações de Nova Era como fontes de muitos desses "fatos". Muitas dessas organizações foram criadas com o propósito expresso de alastrar falsos "fatos" sob o disfarce da legitimidade.

Adolf Hitler disse certa vez, "A verdade não é o que realmente é; a verdade é aquilo que as pessoas acham que ela seja." Do mesmo modo como fez Hitler, os propagandistas de Nova Era atuais anunciam grandes e audaciosas mentiras e muitas pessoas acreditam nelas. Essa é a questão crucial da história — não se Rifkinn está dizendo a verdade; ele não está, mas muitas pessoas acreditam nisso atualmente, e a elite dos iluministas está usando essas mentiras descaradas como base para suas ações "zelosas" e "militantes". O primeiro-ministro britânico Tony Blair é um excelente caso atualmente e o presidente norte-americano George W. Bush está aguardando sua vez.

Vamos agora iniciar nossa discussão sobre o livro Beyond Beef.

O Ponto Essencial Primeiro

"Consumimos carne para adquirir poder sobre a natureza e sobre os outros seres humanos... decidindo não comer carne de boi, mostramos nossa disposição de entrar em uma nova aliança com essa criatura... Liberar o boi da dor e das indignidades sofridas nas modernas fazendas de confinamento e nos abatedouros é um ato humano de grande importância simbólica e prática. Liberar essas criaturas do processo da desonrosa castração, do bloqueio do cio, das injeções forçadas de hormônios, das doses maciças de antibióticos, dos banhos de inseticidas e de uma morte ignóbil em um abatedouro automatizado, é um ato de contrição. É um reconhecimento do dano que nós, os modernos, infligimos à criação por causa da nossa busca de poder irrestrito sobre as forças da natureza." [Beyond Beef, pág. 288].

Em resumo, essa é a pena que o governo do primeiro-ministro Tony Blair está infligindo aos fazendeiros e sitiantes britânicos. A campanha para destruir a Cultura da Produção da Carne está sendo e continuará a ser executada como "determinação zelosa", "militância" e assumirá "proporções hercúleas" agora que Tony Blair foi reeleito com uma larga margem de votos. O pior ainda está por vir para os britânicos, para os norte-americanos, e para quaisquer outros cidadãos dos países em que existe uma cultura baseada na pecuária.

Em seguida, Rifkin mostra que vê a destruição — o colapso deliberado — da pecuária como uma parte integrante do retorno de todos os povos do mundo a um estado de Baixa Entropia em que Sustentabilidade é a palavra-chave.

"Mudar nosso relacionamento com os bovinos... será o sinal do novo mundo em construção. Os benefícios de avançar para além do consumo da carne de boi serão imediatos e visíveis, oferecendo evidência tangível do futuro que garante a vida, que aguarda a geração dos nossos filhos." [Ibidem, pág. 289].

Agora podemos ver que a terrível e deliberada destruição de todo o setor da Pecuária não é somente o objetivo, mas eles acreditam que oferecerá à humanidade um "futuro que garante a vida, que aguarda a geração dos nossos filhos". Como esses iluministas que estão nos governos britânico e norte-americano acreditam que "Os fins justificam os meios", podemos compreender que não vacilarão na destruição que estão provocando, nem nas dores "temporárias" e nos sofrimentos que os fazendeiros e sitiantes sentirão durante este tempo. Afinal, esses fazendeiros e sitiantes estão procurando ganhar a vida de uma maneira que não tinham o direito de ganhar!

Responsabilizando a Pecuária Por Todos os Males do Mundo

"A redução da população do gado para um número ecologicamente sustentável facilitará um restauração ecológica da natureza em todos os continentes. A região oeste dos EUA voltará lentamente à vida outra vez. Os antigos rios fluirão, suas águas banharão e restaurarão milhares de zonas ribeirinhas danificadas nas grandes planícies. As flores silvestres e o capim brotarão e florescerão, revestindo toda a paisagem ocidental de um carpete verdejante. Os choupos-brancos e pretos oferecerão sombras nas pradarias novamente, fornecendo refúgio para milhares de pássaros nativos. Os ribeiros e as fontes voltarão a fluir, trazendo de volta a truta da água fresca e outros peixes nativos. Os grandes mamíferos das planícies — o alce, o cervo, o antílope, o carneiro de grandes chifres — repovoarão o oeste novamente, e o número deles crescerá, ocupando os milhões de hectares de campos restaurados. As espécies predadoras voltarão a aparecer e a se multiplicar. O coiote, o lobo, o leão da montanha e o lince voltarão para as grandes planícies do oeste, exercendo seus papéis tradicionais de limitar o crescimento dos grandes rebanhos, garantindo que as espécies nativas não excedam a capacidade dos ecossistemas das planícies."

"Na América Central e do Sul, a dissolução do complexo da pecuária ajudará a fazer cessar o ronco dos tratores e das escavadeiras e reduzirá o conhecido ruído das motosserras, que estão derrubando os antigos sistemas florestais. Incontáveis espécies de plantas, insetos e animais receberão livramento daquilo que antes parecia ser uma morte certa nas mãos dos pecuaristas e das grandes multinacionais. Milhões de criaturas, muitas das quais habitam o planeta há milênios, receberão a chance de se reagrupar, de se reproduzir e de repovoar as florestas." [Ibidem].

Aposto como você nunca imaginou que a pecuária estivesse causando todos esses malefícios ao meio ambiente. Trataremos desse assunto com maior profundidade em um próximo artigo, mas você pode ver a partir desses dois parágrafos, que iluministas como Jeremy Rifktin, Tony Blair, Bill Clinton, Al Gore, George W. Bush, e muitos outros acreditam de todo o coração que isso seja verdadeiro. Acreditam que a Indústria de Produção de Carne esteja destruindo diariamente as florestas tropicais, os ecossistemas e a vida selvagem das espécies nativas.

Em seguida, Rifkin fala sobre os benefícios que os seres humanos desfrutarão quando a pecuária for destruída.

"As gerações futuras terão a oportunidade de conhecer, de interagir e de apreciar essas muitas formas diversas de vida; essa multidão de criaturas exóticas e selvagens voltará a rastejar, a pastar, a voar, a nadar nos lagos e nos rios, e a caminhar pelas antigas florestas, todos companheiros de viagem na saga evolucionária. " [Ibidem, págs. 289-290].

Rifkin então descreve novamente os benefícios que cada região do mundo terá quando a pecuária for destruída. Mas então, nas duas últimas páginas do livro, volta ao seu assunto favorito — a destruição da pecuária.

"O colapso do complexo global da criação de gado provavelmente precipitará uma reação em cadeia, resultando na eliminação da dieta humana de outros animais que são alimentados por ração." [Ibidem].

Assim, você pode ver que eles não têm a intenção de parar após a destruição da pecuária. Vão destruir também os setores que oferecem carne de ovelha, de porco, frango, e todos os outros tipos de carne que as pessoas consomem. O vegetarianismo será a ordem do dia na vindoura Nova Ordem Mundial. Você já observou que algum problema de saúde/doença já surgiu subitamente em todos esses grupos de animais? Até mesmo os potros recém-nascidos estão subitamente morrendo de alguma doença grave; sem dúvida, algum grupo ativista dos Direitos dos Animais está tentando "libertar" os cavalos da servidão ao homem.

Rifkin continua:

"A dissolução do complexo comercial da pecuária poupará o rico e poderá ajudar a salvar os pobres. A eliminação do gado alimentado por grãos e a mudança para uma dieta sem carne reduzirá dramaticamente a incidência das doenças cardíacas, do câncer e do diabetes. Milhões de seres humanos desfrutarão de uma saúde melhor e de uma maior expectativa de vida. Bilhões de dólares deixarão de serem gastos em tratamentos de saúde... A liberação da terra para o cultivo de grãos para o homem dará início a uma migração humana em larga escala das favelas das congestionadas áreas urbanas para o campo... onde a população poderá se dedicar novamente à agricultura de subsistência, provendo as famílias com o sustento obtido diretamente da terra." [Ibidem, pág. 291].

Esse é o Fim do Jogo — fazer a humanidade retornar à terra, forçando-a deixar as "congestionadas áreas urbanas" para que possa ganhar seu sustento diretamente da Mãe Terra, a deusa Gaia. Logicamente, como a humanidade nunca apreciará o que esses líderes Iluministas estão planejando para ela, precisará ser arrastada aos chutes, gritos e sob ameaça de morte, a este Admirável Mundo Novo. Primeiro, a pecuária e toda a indústria de processamento da carne precisa ser forçosamente destruída e removida do mundo.

Em algum ponto adiante, após a terra ter retornado ao normal, então chegará o tempo de dissolver as grandes cidades, forçando a população urbana a voltar para o campo e a praticar uma agricultura de pequena escala. Se você acha que a destruição das fazendas e sítios está criando um desastre de proporções sem precedentes, espere até que os iluministas venham em busca da população urbana para forçá-la a voltar ao campo. Como sempre, eles nunca fazem nada em grande escala sem antes testar primeiro em pequena escala.

Os iluministas já testaram seu plano de forçar a população urbana a deixar as cidades e se estabelecer no campo: no Camboja! Estude o que o Kmer Vermelho fez ao povo do Camboja e compreenderá perfeitamente o destino que está sendo planejado para os moradores das cidades. Aqueles que conhecem e acompanham bem os fatos históricos, sabem que o Kmer Vermelho matou dois terços da população do Camboja e, por certo tempo, virtualmente esvaziou as cidades. Esse é o destino que aguarda a população urbana de todo o mundo.

Rifkin conclui seu livro assim:

"Batalhando com a 'direção mundial', uma nova geração expressa sua sensibilidade para com a biosfera e sua consideração pela situação dos mais pobres. Com a eliminação da carne da dieta humana, nossa espécie dá um passo significativo em direção à consciência das novas espécies, fazendo um esforço em um espírito de parceria compartilhada com os bovinos e, por extensão, como outras criaturas silenciosas com as quais compartilhamos o planeta." [Ibidem].

Com essas palavras floridas, Rifkin conclui seu livro draconiano. Como "o fim justifica os meios", toda a angústia, sofrimento e ruina financeira dos fazendeiros e sitiantes honestos e esforçados não significa nada, desde que a Utopia de uma cultura sem o consumo da carne seja alcançada.

A Grã-Bretanha hoje, os EUA [ou o Brasil] amanhã. Conforme dissemos em outros artigos, os funcionários do governo norte-americano estão fazendo preparativos para realizar em uma escala ainda maior o que os britânicos fizeram em pequena escala em seu sitiado país. Os funcionários do governo norte-americano já traçaram seus planos draconianos. Logo será nossa vez de vermos toda nossa pecuária ser cruelmente destruída.

Esses terríveis eventos servem como presságio do fim dos tempos, um período de desastres e mortes sem precedentes na história. Todos os outros sinais parecem apontar para o cumprimento das profecias bíblicas sobre o fim dos tempos, desde a planejada guerra no Oriente Médio ao terrorismo nas nossas cidades, e a guerra bacteriológica contra os fazendeiros e sitiantes. Verdadeiramente, o aparecimento do Anticristo nunca pareceu estar tão próximo.


Você está preparado espiritualmente? Sua família está preparada? Você está protegendo seus amados da forma adequada? Esta é a razão deste ministério, fazê-lo compreender os perigos iminentes e depois ajudá-lo a criar estratégias para advertir e proteger seus amados. Após estar bem treinado, você também pode usar seu conhecimento como um modo de abrir a porta de discussão com uma pessoa que ainda não conheça o plano da salvação. Já pude fazer isso muitas vezes e vi pessoas receberem Jesus Cristo em seus corações. Estes tempos difíceis em que vivemos também são tempos em que podemos anunciar Jesus Cristo a muitas pessoas.

Se você recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, mas vive uma vida espiritual morna, precisa pedir perdão e renovar seus compromissos. Ele o perdoará imediatamente e encherá seu coração com a alegria do Espírito Santo de Deus. Em seguida, você precisa iniciar uma vida diária de comunhão, com oração e estudo da Bíblia.

Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia-a-dia.

Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.

Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", dê um clique aqui: http://www.cuttingedge.org

Que Deus o abençoe.

Data de publicação: 4/8/2001
Patrocinado por: S. F. F. C. — Vargem Grande Paulista / SP
Revisão: http://www.TextoExato.com
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/n1507.asp