Escolha uma cor para o fundo:  

Estrategistas Árabes Estão Usando a Preocupação do Ocidente com o Programa Nuclear Iraniano Como um Modo de Forçar Israel a Abrir Mão de Seu Arsenal Nuclear!

Recursos úteis para sua maior compreensão

Título do Livro 1


Título do Livro 2


Título do Livro 3

Não se surpreenda se Israel concordar em descartar suas armas nucleares. Afinal, elas já estão mesmo obsoletas!

A Nova Ordem Mundial está chegando! Você está preparado?

Compreendendo o que realmente é essa Nova Ordem Mundial, e como está sendo implementada gradualmente, você poderá ver o progresso dela nas notícias do dia a dia!!

Aprenda a proteger a si mesmo e aos seus amados!

Após ler nossos artigos, você nunca mais verá as notícias da mesma forma.

Agora você está com a
"THE CUTTING EDGE"

Poderia Israel realmente abrir mão de seu arsenal nuclear e sobreviver?

Há anos, as pessoas com discernimento de todo o mundo sabem que Israel possui armas nucleares; além disso, muitas dessas pessoas acreditam que os EUA transferiram tecnologia nuclear a Israel. Essa crença foi popularizada pelo livro de Tom Clancy, A Soma de Todos os Medos, que teve um filme baseado nele.

Os apoiadores de Israel sempre viram seu arsenal atômico como sua tecnologia de último recurso, aquela arma que faria as hordas inimigas recuarem mesmo se já tivessem tomado os portões das cidades. Acredito que o judeu mediano veria com horror qualquer sugestão que Israel possa algum dia abrir mão de seu arsenal nuclear.

Todavia, acredito que isto é exatamente o que está prestes a acontecer! Com base em que sugiro esse cenário? Quatro motivos:

  1. O Plano dos Illuminati prevê que as nações do mundo entreguem seus arsenais nucleares à Organização das Nações Unidas.

  2. O armamento nuclear está obsoleto — os mísseis também estão obsoletos.

  3. Israel possui um sistema muito melhor, que pode produzir explosões das mesmas proporções que as nucleares, e na velocidade da luz.

  4. Se Israel abrir mão de suas armas nucleares, os árabes serão persuadidos a acreditar que, com sua superioridade numérica, podem sobrepujar o Estado judaico. Portanto, a mentalidade deles poderia mudar para que as profecias de Zacarias 12 sejam cumpridas.

Agora, vamos entrar nos detalhes, para que você possa ver exatamente o cenário que vejo:

Os Estrategistas Árabes

Subitamente, nos primeiros meses da administração do presidente Obama, as conversações diplomáticas voltaram-se para a questão do desarmamento nuclear, especialmente o desarmamento nuclear global. Em qualquer eliminação global das armas nucleares, Israel seria forçado a abrir mão de seu armamento nuclear.

Vamos revisar rapidamente as fontes de onde vem esse esforço diplomático. A matéria de notícias seguinte mostra o presidente Obama servindo como chefe do Conselho de Segurança da ONU, um evento historicamente sem precedentes! Nenhum outro presidente americano em exercício atuou como chefe do Conselho de Segurança.

Resumo da Notícia: "Obama saúda a resolução histórica da ONU para livrar o mundo das armas nucleares", The Guardian (Londres), 24 de setembro de 2009.

"O mundo deu seu primeiro passo orquestrado rumo à eliminação das armas nucleares hoje, quando o Conselho de Segurança da ONU votou por unanimidade uma resolução sobre desarmamento e não-proliferação. O encontro de cúpula em Nova York representou a primeira vez que o Conselho de Segurança conseguiu enfocar a eliminação das armas nucleares. Barack Obama, que ao mesmo tempo tornou-se o primeiro presidente dos EUA a presidir uma sessão do Conselho, descreveu a resolução como 'histórica', dizendo que 'ela santifica nosso compromisso compartilhado para o objetivo de um mundo sem armas nucleares.'".

Isto parece ser um objetivo nobre, até que você perceba que os Illuminati planejaram muito tempo atrás que chegaria um momento em que todas as nações seriam forçadas a entregar suas armas nucleares para a ONU! Vamos examinar esse fato agora:

Citaremos Alice A. Bailey, a líder global da sociedade secreta chamada Casa da Teosofia. Bailey escreveu um livro intitulado The Externalization of the Hierarchy, que canalizou de um espírito-guia demoníaco, Mestre D. K. Esse livro é uma coleção dos escritos teosóficos dela, de 1919 a 1954.

Primeiro, observe que Alice Bailey, em 1945, chamou o desenvolvimento da bomba atômica de "um exercício espiritual".

"Esta liberação de energia atômica, conforme determinada pela Grande Loja Branca, precisa ser confiada às Nações Unidas para evitar que essa energia liberada seja mal utilizada...' Se corretamente utilizada, essa energia atômica tornará possível um estado de vida em que o homem ficará livre para buscar os objetivos mais elevados do Espírito'." (pág. 498).

Mestre D. K., o espírito-guia de Bailey, especificou em 1945 que todas as armas atômicas "precisam ser confiadas às Nações Unidas". O mundo está agora em 2009, e o presidente Obama está falando sobre essa questão nas Nações Unidas — no Conselho de Segurança, para ser exato. Portanto, Obama está simplesmente executando o plano Illuminati de um dia forçar todas as nações a entregarem suas armas nucleares às Nações Unidas.

Essa ideia que a paz mundial somente poderá ser estabelecida e mantida pela Comunidade Internacional atuando por meio da ONU é antiga. Até mesmo Albert Einstein acreditava nessa bobagem. Imediatamente após o fim da Segunda Guerra Mundial, a comunidade intelectual de todo o mundo passou a apoiar esse conceito que as guerras eram iniciadas por nações individuais que agiam em busca de seus próprios interesses mesquinhos; portanto, o único modo de estabelecer a paz real é criar um governo mundial cuja autoridade esteja vinculada a todas as nações. Somente então o mundo poderá evitar as guerras.

Quando li originalmente esses comentários de Alice Bailey e crenças similares de outros autores de Nova Era, achei que ninguém levaria esse ponto de vista a sério. Afinal, o governo mundial que está descrito pela profecia bíblica nos livros do Apocalipse e Daniel é uma horrível ditadura global que forçará sua vontade sobre todos os cidadãos, chegando ao ponto de decapitar aqueles que se recusarem a receber a marca da besta. Esse reino final é o quarto reino restaurado no livro do profeta Daniel. Vamos ler a descrição desse reino, o quarto na visão de Daniel:

"Disse assim: O quarto animal será o quarto reino na terra, o qual será diferente de todos os reinos; e devorará toda a terra, e a pisará aos pés, e a fará em pedaços. E, quanto aos dez chifres, daquele mesmo reino se levantarão dez reis; e depois deles se levantará outro, o qual será diferente dos primeiros, e abaterá a três reis." [Daniel 7:23-24].

Observe que esse reino final será "diferente de todos os outros reinos", "devorará toda a terra" e governará de forma tão severa que as nações do mundo serão tripudiadas e despedaçadas. Como essa passagem explica e amplifica o relato original dos dez reis de Daniel 7:7-8, sabemos que os dez reis governarão toda a terra. Além disso, como o mundo foi dividido em muitas nações após a Torre de Babel, para chegar a somente dez nações, a estrutura existente de muitas nações precisará ser absorvida em uma reorganização global!

De fato, os eruditos bíblicos entenderam essa realidade profética muito tempo atrás. Portanto, não devemos estar surpresos em saber que os Illuminati conceberam um plano em que todas as nações do mundo serão absorvidas por precisamente dez supernações! Leia os detalhes completos no artigo N2363, "Uma Única Profecia Sequencial Fornece um Meio de Sabermos o Tempo Aproximado em Que o Anticristo Aparecerá".

Retornando à profecia em Daniel 7, vemos também que a Europa Ocidental não pode ser o cumprimento dessa profecia dos dez reis, embora sua carta original de constituição tenha sido assinada por dez nações. Como a profecia diz que o quarto reino governará toda a Terra, e esmagará os povos com uma força incrível, a Europa Ocidental não pode ser o cumprimento dessa profecia. Ela é a supernação 2 no Plano dos Illuminati, e é o "Império Romano Restaurado", a partir do qual o Anticristo virá, mas não é o cumprimento da profecia dos dez reis.

O contexto dessa confederação final de dez nações é o controle sobre toda a Terra!

Agora que sabemos que o quarto reino final será tão poderoso e tão terrível para os povos do mundo, o cristão com discernimento se defronta com um governo mundial se tornando realidade ao mesmo tempo em que Israel começou a retornar à sua terra. O cristão pode perceber a severa ditadura que esse reino mundial final representará.

Entretanto, os líderes mundiais incrédulos realmente acreditam que somente um governo mundial será capaz de dar fim às guerras de forma permanente. Na verdade, essa crença tornou-se uma norma entre os líderes intelectuais de todo o mundo.

Cheguei à abrupta compreensão que até os comandantes militares acreditam nessa bobagem. Em 14-15 de junho de 1999 fui convidado a participar de um simpósio no Colégio de Guerra Naval dos EUA, um evento que ocorre todos os anos. O título do simpósio de 1999 era "Discernindo o Futuro: Implicações da Transformação Global Para a Força Militar". Durante a sessão do período da tarde do segundo dia, fui colocado em um painel para responder diversas perguntas; o líder desse painel de civis era um comandante da Marinha. Em seus comentários introdutórios, ele demonstrou o ponto de vista militar americano de uma autoridade global sobre todas as nações do mundo. Você pode ler os detalhes desse painel no artigo N1298 (não traduzido). Vou incluir um excerto desse artigo aqui:

Eu estava no Seminário 45, presidido pelo comandante David Smith, que participava de um centro de estudos e debates do Colégio de Guerra Naval, chamado Análise dos Sistemas de Defesa Naval. Como parte de seu monólogo de abertura, o comandante fez a seguinte declaração chocante em favor de uma força militar global à qual nenhuma nação poderia se opor:

"— Ter o monopólio da violência militar é uma coisa boa."

Imediatamente, questionei a afirmação levantando minha mão e dizendo: "Isto é verdade somente se você tiver uma liderança que seja continuamente benigna e benevolente. Se a liderança da força que tenha o monopólio da violência militar se tornar maligna, então o que temos é uma ditadura militar global com um monopólio sobre a violência militar.".

Somente uma pessoa do painel concordou comigo, pelo menos publicamente. O aspecto chocante da afirmação daquele comandante é que ela sem dúvida reflete o pensamento do Pentágono. Logicamente, esse tipo de raciocínio está de acordo com o Plano da Nova Ordem Mundial, que prevê que o governo global do Anticristo — a Organização das Nações Unidas — tenha o "monopólio da violência militar".

Entretanto, aquele comandante da Marinha não via as coisas desse modo. Ele achava que era uma ideia esplêndida. Embora tenha ficado chocado com minha resposta e não tenha respondido à minha afirmação, ele também não refutou minhas conclusões.

Portanto, você pode ver que os oficiais militares norte-americanos estão vendidos ao conceito que uma autoridade global de forças irresistíveis seja o único modo de finalmente remover a guerra da história mundial. Mas, como um cristão que entende a profecia bíblica, posso dizer a você que essa autoridade global será o maior e mais repressivo governo que o mundo já viu em toda a história. Ainda mais chocante é a realidade profética que esse governo global será chefiado pelo Anticristo — um homem totalmente controlado pelo próprio Satanás.

Obviamente, pessoas como aquele comandante nunca aceitarão essa compreensão.

Agora, vamos retornar à matéria citada anteriormente:

"A resolução propõe que os Estados com armamento nuclear continuem se desarmando, ratifiquem um banimento no teste dessas armas e concordem com um tratado que encerre a produção de material físsil. Em retorno, os Estados sem armamento nuclear deverão aceitar salvaguardas mais fortes destinadas a encerrar o alastramento das armas nucleares." (The Guardian, Ibidem.).

O espírito-guia Mestre D. K, de Alice Bailey, também previu esse desenvolvimento:

"No período preparatório para a nova ordem mundial haverá um desarmamento contínuo e regulamentado. Esse desarmamento não será opcional. Nenhuma nação terá a permissão de produzir ou organizar qualquer equipamento para propósitos destrutivos... Uma das primeiras tarefas de qualquer conferência de paz futura será regulamentar essa matéria e gradualmente acompanhar o desarmamento das nações." [Alice A. Bailey, The Externalization of the Hierarchy, pág. 191, escrito em setembro de 1938; tradução nossa.].

Observe que as "primeiras tarefas de qualquer conferência de paz futura será regulamentar essa matéria e gradualmente acompanhar o desarmamento das nações.".

Teria sido esse encontro no Conselho de Segurança da ONU, presidido por Obama, o primeiro passo na implementação do planejado desarmamento das nações, conforme articulado por Alice Bailey? Acredito que sim.

A explosão em 1945 da bomba atômica e seu uso contra duas cidades japonesas leva a repensar toda essa questão de as nações serem forçadas a se desarmar. Afinal, esse novo armamento foi terrível em suas implicações. Novamente, o Mestre D. K. teve a resposta:

"A bomba atômica não pertence às três nações que a aperfeiçoaram e que possuem os segredos no tempo presente... ao contrário, pertence às Nações Unidas para uso (ou esperamos, simplesmente ameaça de uso) quando ação agressiva por parte de alguma nação levantar sua horrenda cabeça..." [Alice Bailey, The Externalization of the Hierarchy, pág. 548, escrito em 1946; tradução nossa.].

Você pode acreditar nisso? O Plano dos Illuminati prevê que todas as nações sejam forçadas a entregar suas armas atômicas às Nações Unidas (a Grande Loja Branca). Então, a ONU planeja usar a bomba atômica contra qualquer nação ou organização que discorde significativamente dela. Essa será uma guerra de aniquilação, pois a ONU, neste ponto, será a única organização que possuirá as armas nucleares. Assim, o desarmamento se torna o processo crítico pelo qual os países soberanos que possuem armamento nuclear transferem esses armamentos para a ONU.

Este é o resultado final das palavras piedosas que o presidente Obama proferiu na reunião do Conselho de Segurança da ONU. Quando o Cristo maçônico aparecer, o plano é que ele venha a um mundo em que somente a ONU possua armamento nuclear. O Anticristo então ameaçará usar esse arsenal atômico contra qualquer nação ou organização que se recusar a se inclinar diante de suas vontades.

Os líderes mundiais expressaram seu suporte a que toda nação na Terra que agora possui armas nucleares entregue essas armas à ONU. Vamos agora retornar à matéria do jornal britânico The Guardian:

"Os EUA e a Rússia deverão assinar um tratado em dezembro, reduzindo o número de suas armas estratégicas utilizadas de mais de 2.000 cada, para 1.500. Obama prometeu hoje que cortes muito maiores serão feitos no futuro... 'Os próximos 12 meses serão absolutamente críticos para determinar se essa resolução, e nossos esforços gerais de interromper o alastramento e uso das armas nucleares, serão bem-sucedidos', disse Obama.".

O primeiro-ministro britânico expressou seu apoio:

"Brown disse que a próxima rodada de cortes EUA-Rússia deverá envolver todos os tipos de armas nucleares — uma referência às armas de curto e médio alcance ainda armazenadas na Europa. Ele disse que a rodada de desarmamento seguinte deverá 'incluir todos os outros países, inclusive a Grã-Bretanha."

O presidente russo concorda:

"O presidente da Rússia, Dmitry Medvedev, chamou a sessão da ONU de 'um momento histórico', um momento que oferece um novo começo rumo a um novo futuro. Ele acrescentou: 'Isto é complicado, pois o nível de desconfiança entre os países permanece muito elevado, mas precisa ser feito.'" (The Guardian, Ibidem).

A China também exortou todas as nações a renunciarem ao compromisso do "primeiro ataque". Os Estados Unidos e Israel sempre se recusaram a se comprometer com uma política "de não fazer o ataque inicial". Israel, em particular, sempre reservou para si o direito de atacar primeiro um inimigo que venha em massa contra ele, usando qualquer arma que exista em seu arsenal. Essa matéria é de vida ou morte para Israel, pois o país é muito pequeno e tem poucos cidadãos, em comparação com os países árabes que se opõem a ele.

Os defensores do desarmamento apoiaram fortemente essa iniciativa.

"A resolução foi amplamente bem-recebida pelos grupos pró-desarmamento como um importante passo inicial. Anne Penketh, diretora em Washington do Conselho de Segurança da Informação Britânico-Americano, disse: 'Os 15 membros do Conselho de Segurança mostraram hoje que estão preparados para cooperar de um modo sem o cinismo que cerca a agenda para um mundo livre das armas nucleares. Como o presidente Obama disse, este é um dia para celebrar, e esperemos que existam outros.'".

Podemos ver que o presidente Obama está novamente seguindo o roteiro dos Illuminati que foi entregue a ele! O tempo chegou agora no Plano para iniciar as conversações sobre forçar todas as nações a entregarem seus arsenais nucleares à ONU!

Entretanto, os estrategistas árabes estão cinicamente tentando enfatizar o arsenal nuclear de Israel, procurando remover essa capacidade das Forças Israelenses de Defesa.

Resumo da Notícia: "Egito: Investiguem as capacidades nucleares de Israel", The Jerusalem Post, 23 de setembro de 2009.

"O ministro egípcio das Relações Exteriores, Ahmed Abou Gheit enviou uma mensagem ao Conselho de Segurança da ONU na semana passada, reiterando seu apoio pela não-proliferação e implorando que os 15 países que são membros do Conselho investiguem as capacidades nucleares de Israel, o ministro revelou na quarta-feira. Enfatizando que Israel ainda precisa assinar o Tratado da Não Proliferação, Gheit enfatizou a importância de definir um cronograma para um Oriente Médio livre das armas nucleares."

Como Israel é o único país no Oriente Médio que supostamente possui a capacidade nuclear, essa referência é voltada diretamente para o Estado judaico. Um "Oriente Médio livre de armas nucleares" é um código para forçar Israel a abrir mão de seu arsenal nuclear.

Resumo da Notícia: "A Síria pede que Israel se comprometa com o Oriente Médio livre de armas de destruição maciça", China View News, 29/9/2009.

"Nações Unidas, 28 de setembro (Xinhua) — Na segunda-feira, a Síria pediu que Israel se comprometa com a resolução adotada pela Agência Internacional de Energia Atômica (IAEA) e se submeta ao Tratado de Não Proliferação para que o Oriente Médio fique livre de armas de destruição maciça."

Até mesmo o presidente iraniano entrou em cena:

Resumo da Notícia: "Irã insiste no desarmamento nuclear global", Press TV, 29 de setembro de 2009.

"Dois dias antes das programadas conversações entre o Irã e as principais potências mundiais, o governo de Teerã exortou os Estados nuclearizados a cumprirem suas obrigações quanto ao desarmamento. 'O Irã propõe que os países que possuem armas nucleares permaneçam comprometidos com suas promessas sobre o desarmamento no mundo', o ministro iraniano das Relações Exteriores, Manouchehr Mottaki, disse em um encontro com o ministro sueco das Relações Exteriores, Carl Bildt, em Nova York, na segunda-feira."

Observe que todas essas propostas árabes para que Israel abra mão de suas armas nucleares estão vindo do mesmo encontro nas Nações Unidas que o presidente Obama presidiu. Acho que posso ver um roteiro sendo seguido aqui. E você?

O fato é claro: os Estados islâmicos querem desesperadamente que Israel abra mão de suas armas nucleares, pois elas sempre foram vistas como o "grande equalizador" entre as nações do mundo. Até mesmo um país minúsculo, como Israel, pode obter vitória militar contra qualquer força que venha contra ele. Israel poderia até mesmo obter a vitória usando armas nucleares se chegar ao ponto em que esteja prestes a ser massacrado por uma força convencional.

Será Que Algum Dia Israel Abrirá Mão de Suas Armas Nucleares?

Resposta: é possível que sim. Por que Israel concordaria com esse plano de ação aparentemente desastroso? Israel não precisa mais das armas nucleares, pois elas estão obsoletas! Israel é um dos poucos países do mundo que têm um sistema de armas escalares eletromagnéticas funcional, como este livro, "Oblivion", demonstra claramente.

Ninguém deve estar surpreso em ficar sabendo que alguns países possuem hoje sistemas de armas eletromagnéticas, pois o Secretário da Defesa dos EUA, William Cohen, disse ao grupo que participava de uma conferência sobre "Terrorismo, Armas de Destruição Maciça e Estratégia dos EUA", no Foro de Políticas Sam Nunn, em 28 de abril de 1997, que países inimigos dos EUA possuíam esses sistemas:

"... cientistas em seus laboratórios tentando criar certos tipos de agentes patogênicos que sejam específicos para certas etnias, para que possam eliminar apenas determinados grupos étnicos, enquanto outros estão projetando algum tipo de engenharia, algum tipo de inseto que possa destruir determinadas plantações. Outros estão envolvidos em um tipo de eco-terrorismo, por meio do qual poderão alterar o clima, provocar terremotos e vulcões remotamente por meio do uso de ondas eletromagnéticas." ["Terrorismo, Armas de Destruição Maciça e Estratégia dos EUA"].

Israel e Rússia são os dois principais países no mundo que possuem sistemas de armas escalares realmente avançados, que agora estão, segundo se supõe, na quinta ou sexta geração. Os EUA seguem um pouco atrás, com seu sistema de ondas eletromagnéticas HAARP, que são inferiores às ondas escalares. Já publicamos diversos artigos sobre o armamento escalar e a capacidade de Israel; relacionamos aqui alguns desses artigos:

N1776 — "Uma Visão da Tecnologia do Armamento Escalar — Parte 1: O Imperador Bush Está Nu".

N1776B — "Uma Visão da Tecnologia do Armamento Escalar — Parte 2: O Alinhamento Profético".

N2097 — "Será a Invasão a Israel Liderada Pela Rússia a Primeira Confrontação na História Envolvendo Dois Países Que Detêm a Tecnologia dos Armamentos Escalares?".

N2155 — "O Exército Israelense Parece Estar Equipando Seus Tanques Com o Escudo Escalar do Domo de Tesla".

Nota: este último artigo é o mais importante, pois revela que Israel provavelmente projetou a tecnologia escalar para operar em um campo de batalha, protegendo os tanques, e não somente em um cenário de alcance nacional, ou mundial.

Como você perceberá ao ler esses artigos, o armamento das ondas escalares pode produzir explosões de proporções nucleares sem causar radiação, e praticamente de forma instantânea, na velocidade da luz. Além disso, o armamento escalar pode erigir poderosos "Domos de Tesla" sobre todo um país, sobre uma cidade, sobre um campo de batalha, ou em volta de um tanque. Esse domo impede a penetração de qualquer objeto — mísseis, balas de morteiros, aviões, granadas de mão e até mesmo pássaros.

Portanto, as armas nucleares e os mísseis que as transportam, estão obsoletos, e isso desde 1986, quando a Rússia empregou pela primeira vez um sistema completo de armas escalares. Sem qualquer coincidência, foi nesse ano que a Rússia propôs pela primeira vez reduções sérias em seu arsenal nuclear. O presidente Mikhail Gorbachev não estava capitulando ao propor cortes profundos no armamento nuclear; ele sabia que as armas nucleares e os sistemas de lançamento estavam obsoletos.

Por essa razão, Israel poderá concordar em abrir mão de suas armas nucleares. Seus armamentos escalares literalmente podem fazer as hordas recuarem, ainda que estejam nos portões de suas cidades.

A questão é: quantos líderes islâmicos sabem a respeito do armamento escalar? Teriam a Rússia e a China contado para eles? Caso contrário, então os líderes islâmicos poderão ver o desarmamento nuclear de Israel como o elemento-chave em poderem finalmente destruir o Estado judaico com a vasta superioridade numérica que possuem. Neste ponto, o cenário começaria a ficar pronto para o cumprimento das profecias de Zacarias 12:

"E acontecerá naquele dia que farei de Jerusalém uma pedra pesada para todos os povos; todos os que a carregarem certamente serão despedaçados; e ajuntar-se-ão contra ela todo o povo da terra. Naquele dia, diz o SENHOR, ferirei de espanto a todos os cavalos, e de loucura os que montam neles; mas sobre a casa de Judá abrirei os meus olhos, e ferirei de cegueira a todos os cavalos dos povos. Então os governadores de Judá dirão no seu coração: Os habitantes de Jerusalém são a minha força no SENHOR dos Exércitos, seu Deus. Naquele dia porei os governadores de Judá como um braseiro ardente no meio da lenha, e como um facho de fogo entre gavelas; e à direita e à esquerda consumirão a todos os povos em redor, e Jerusalém será habitada outra vez no seu lugar, em Jerusalém." [Zacarias 12:3-6].

Verdadeiramente, o mundo está caminhando bem depressa rumo ao clímax de todos os eventos e podemos ver tudo isto acontecer nas notícias diárias.



Você está preparado espiritualmente? Sua família está preparada? Você está protegendo seus amados da forma adequada? Esta é a razão deste ministério, fazê-lo compreender os perigos iminentes e depois ajudá-lo a criar estratégias para advertir e proteger seus amados. Após estar bem treinado, você também pode usar seu conhecimento como um modo de abrir a porta de discussão com uma pessoa que ainda não conheça o plano da salvação. Já pude fazer isso muitas vezes e vi pessoas receberem Jesus Cristo em seus corações. Estes tempos difíceis em que vivemos também são tempos em que podemos anunciar Jesus Cristo a muitas pessoas.

Se você recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, mas vive uma vida espiritual morna, precisa pedir perdão e renovar seus compromissos. Ele o perdoará imediatamente e encherá seu coração com a alegria do Espírito Santo de Deus. Em seguida, você precisa iniciar uma vida diária de comunhão, com oração e estudo da Bíblia.

Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia a dia.

Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.

Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", dê um clique aqui: http://www.cuttingedge.org

Que Deus o abençoe.

Data da publicação: 10/10/2009
Revisão: http://www.TextoExato.com
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/n2385.asp