Escolha uma cor para o fundo:  

Dez Anos Após a Guerra no Iraque, a Mídia de Massa Finalmente Admite Que a Invasão Foi Ordenada com Base em Mentiras, Distorções e Exageros e Que Resultou em um Imenso Fracasso

Recursos úteis para sua maior compreensão

Título do Livro 1


Título do Livro 2


Título do Livro 3

A operação "Liberdade Duradoura" significou somente destruição da infra-estrutura e morte para milhões de iraquianos indefesos, mas o pior ainda está por vir.

A Nova Ordem Mundial está chegando! Você está preparado?

Compreendendo o que realmente é essa Nova Ordem Mundial, e como está sendo implementada gradualmente, você poderá ver o progresso dela nas notícias do dia-a-dia!!

Aprenda a proteger a si mesmo e aos seus amados!

Após ler nossos artigos, você nunca mais verá as notícias da mesma forma.

Agora você está na
"THE CUTTING EDGE"

"A Guerra no Iraque foi planejada durante os Encontros do Grupo Bilderberg, em 1954". (Ex-satanista Bill Schoebelen).

A estratégia adotada pela Cutting Edge é passar cada parte do plano dos Illuminati para alcançar a Nova Ordem Mundial pelo filtro da doutrina e da profecia bíblicas. Portanto, imagine nosso choque quando descobrimos que o julgamento final de Deus contra a antiga Babilônia (o Iraque moderno) parecia singularmente cumprido com os acontecimentos da Guerra no Iraque, iniciada pelo presidente George W. Bush.

Retornaremos mais tarde para essa determinação profética em todo o triste episódio da Guerra no Iraque. Primeiro, porém, iremos analisar matérias de notíciais recentes para ver o quanto a mídia de massa e a população em geral finalmente entenderam aquilo que nós já sabíamos, antes mesmo do presidente Bush ordenar a invasão ao Iraque, em 20 de março de 2003.

Resumo da Notícia: "Dez anos após a Guerra no Iraque: O que temos para mostrar?", Eric Black, Minnesota Post, 14/3/2013.

"... o aumento da presença no Iraque... foi uma tática para tentar recuperar os EUA de seu maior erro pós-Vietnã, a Guerra no Iraque. A história toda — da qual o aumento das tropas foi um detalhe sem muita relevância — é tão horrível que é difícil encará-la diretamente."

Neste ponto, o Sr. Black lista quatro das principais preocupações e erros dessa guerra terrível:

1) "A Guerra no Iraque ainda não terminou" — Em 2007, começamos a informar nossos leitores que um dos efeitos dessa guerra era que o Iraque estava sendo fatiado em três segmentos: 1) Sunitas; 2) Xiitas e 3) Curdos. (Leia os detalhes no artigo N2150, "A Formação do Curdistão no Norte do Iraque e Suas Implicações Proféticas".).

Logicamente, como provamos em N2150, as profecias bíblicas sobre Babilônia no fim dos tempos são o ato final da aniquilação física de Babilônia, perpetrada por um grupo chamado "medos". Os curdos atuais são os medos da antiguidade. Portanto, chegamos à conclusão que os sunitas e xiitas lutarão entre si e, quando exaurirem suas forças, um novo e reequipado exército curdo atacará a partir do norte.

2) "... uma das lições mais corretas é a seguinte: Quando você é o país mais poderoso na história mundial, é muito fácil entrar em guerras, porém é difícil sair delas. Os EUA, que — vamos encarar os fatos — se envolvem em mais guerras do que qualquer outro país e quase todas elas são guerras de escolha..."

Desde 4 de julho de 1776, os EUA têm sido a nação de escolha para a Elite Global para liderar o resto do mundo para dentro da Nova Ordem Mundial. Portanto, quando os llluminati iniciaram oficialmente seu ímpeto final para o reinado do Cristo Maçônico, em 28 de julho de 1914, os EUA eram a nação-chave. O país exerceu um papel significativo na Primeira Guerra Mundial, um papel indispensável na Segunda Guerra Mundial, foi a nação mais importante na Guerra da Coreia, iniciou e lutou na Guerra do Vietnã, liderou a luta contra Saddam Hussein nas Guerras do Golfo I e II, e agora que a guerra mudou o foco para a região do "Vão Não-Integrado" do mundo, os EUA estão realmente com a responsabilidade maior.

Sim, este jornalista está correto. Os EUA "se envolvem em mais guerras do que qualquer outro país e quase todas elas são guerras de escolha...". Exatamente como sinaliza o verso da nota de um dólar, os EUA são a escolha da elite globalista para levar as nações de todo o mundo para dentro da Nova Ordem.

Por que o presidente Bush e seu Congresso republicano ordenaram a invasão do Iraque? Por que Bush — que é um adepto vitalício na sociedade secreta Caveira e Ossos — decidiu que invadir o Iraque era uma das "guerras de escolha" da Elite? Como a invasão foi planejada em 1954 no Encontro dos Bilderbergs, por que a Elite decidiu invadir um país cujos líderes não estavam envolvidos nos ataques de 11/9/2001, não estavam auxiliando os grupos terroristas internacionais e cujo programa de armas nucleares tinha sido encerrado em 1992?

Existem várias razões. Depois que você compreender por que os Illuminati estavam ansiosos para invadir o Iraque, entenderá o fundamento luciferiano de todo esse esforço para alcançar a Nova Ordem Mundial.

Razão Número 1 para Invadir o Iraque — "A antiga Babiliônia" (o Iraque moderno) situa-se no Paralelo 33. Você pode se perguntar o que este fato tem que ver com a invasão. Os Illuminati acreditam que sangue derramado no Paralelo 33, ou em suas proximidades, é ritualmente muito poderoso:

"Se uma vida for tirada próximo do Paralelo 33 setentrional, isto se encaixa com a mitologia demoníaca dos maçons em que eles demonstram seu poder terreal derramando sangue em um local pré-determinado." [Masons and Mystery At The 33rd Parallel, Day Williams].

O número "11" foi uma poderosíssima assinatura ocultista que esteve subjacente nesses eventos. Quando eles foram perpetrados com sucesso, os ocultistas de todo o mundo souberam exatamente o que tinha acontecido, quem tinha realizado o ato e que o propósito era o de armar o cenário para o próprio "Número 11", o Anticristo.

Por que o número 11 é importante para os ocultistas? Como Wescott explica, "... assim o 11 é a essência de tudo que é pecaminoso, prejudicial e imperfeito." [Ibidem, pág. 100] Embora o 11 seja muito importante, os múltiplos também são importantes, como 22, 33, 44, 55, 66, 77, 88 e 99.

Entretanto, o mais importante é que a profecia bíblica atribui o número 11 ao Anticristo em Daniel 7:7-8! Veja:

"Depois disto eu continuei olhando nas visões da noite, e eis aqui o quarto animal, terrível e espantoso, e muito forte, o qual tinha dentes grandes de ferro; ele devorava e fazia em pedaços, e pisava aos pés o que sobejava; era diferente de todos os animais que apareceram antes dele, e tinha dez chifres. Estando eu a considerar os chifres, eis que, entre eles subiu outro chifre pequeno, diante do qual três dos primeiros chifres foram arrancados; e eis que neste chifre havia olhos, como os de homem, e uma boca que falava grandes coisas."

Os eruditos bíblicos sempre chamaram o Anticristo de o "décimo primeiro chifre".

Assim, essa preocupação dos ocultistas e dos Illuminati com o número 11 à medida que eles lutam para produzir seu Anticristo, é ditado pela profecia bíblica referente ao Anticristo. Leia os detalhes completos obre essa preocupação ocultista com os números sagrados no artigo N1766, "Os Ocultistas Reverenciam o Número '33' Mais do Que Qualquer Outro. Muitos Atos de Guerra e Assassinatos Ocorreram no Paralelo 33 Setentrional, ou em Suas Proximidades".

Esta guerra no Iraque junta-se à lista de importantes eventos históricos que ocorreram no Paralelo 33, ou em suas proximidades. Alguns desses eventos são:

1) A Guerra Civil Americana — No dia 12 de abril de 1861, forças confederadas bombardearam o Fort Sumter, da União, em Charleston Harbor, na Carolina do Sul, dando início à Guerra Civil. Charleston, no Paralelo 33, é conhecida oficialmente como a "Loja-Mãe do Mundo". Essa loja maçônica foi fundada por Moses Lindo como a Loja do Rei Salomão. Assim, a Guerra Civil foi iniciada no Paralelo 33, um modo muito maçônico de fazer as coisas!

2) Assassinato do presidente John F. Kennedy — O presidente Kennedy foi alvejado e morto na Praça Dealey, em Dallas, Texas, situada no Paralelo 33, no dia 22 de novembro (22+11=33). A Praça Dealey é o local onde está situado o primeiro templo maçônico de Dallas, além de um obelisco maçônico.

3) Em 1945, bombas atômicas foram lançadas sobre as cidades japonesas de Nagasaki e Hiroshima — ambas estão situadas perto do Paralelo 33.

Você ficará chocado com a quantidade de eventos históricos que ocorreram perto do Paralelo 33. Para uma lista mais completa, consulte o artigo N1766.

Razão Número 2 para Invadir o Iraque — O presidente Bush estava seguindo uma estratégia conhecida como "Novo Mapa do Pentágono". Em particular, os Illuminati estão muito preocupados com as nações obstinadamente atrasadas que estão situadas em uma região do mundo conhecida como "Vão Não-Integrado". O comandante que desenvolveu esse conceito, Thomas P. M. Barnett, leciona no Colégio de Guerra Naval.

Depois que você compreender esta realidade — que alguns países e regiões estão ficando atrasados em relação ao resto do mundo na incorporação na economia global e no governo global, e precisam ser empurrados aos pontapés para que ingressem nos órgãos mundiais — compreenderá por que os EUA estão agora em guerra, e por que continuarão a ir à guerra, no Oriente Médio, na Península Coreana, na Indonesia, no Paquistão, em Cuba, Somália, Timor Leste, etc.

De acordo com o pensamento iluminista existem somente dois tipos de países no mundo hoje:

  1. Países que já estão funcionando no novo sistema global, ou que estão caminhando clara e firmemente nessa direção — o chamado "Núcleo Funcional".

  2. Países que não estão atualmente funcionando no sistema global e provavelmente não farão isso em um futuro previsível, a não ser que sejam forçados pelas tropas dos EUA ou da Europa, ou pela ameaça de uma invasão. Esses países são chamados de "Vão Não-Integrado".

A estratégia que está sendo seguida pelos EUA e pela União Europeia é a de "encurtar o vão".

A invasão do Afeganistão em outubro de 2001, ordenada pelo presidente Bush, foi a primeira invasão do Pentágono dentro do "Vão Não-Integrado". A invasão ao Iraque, em março de 2003 foi sua segunda invasão na região do Oriente Médio. O pensamento do Pentágono em sua nova estratégia é que os recursos militares sejam realocados para outras nações dentro do "Vão Não-Integrado".

Até aqui, ditadores entrincheirados foram derrubados na Líbia, Egito, Marrocos, Tunísia e a Síria está prestes a cair. Leia atentamente o artigo N2436, intitulado "As Chamas da Guerra Estão Agora Encobrindo os Países Que Constituem as Supernações 7 e 8", pois então você compreenderá por que guerras estão sendo levadas para toda essa região. O Iraque foi visto como um alvo importante não apenas por estar situado no Paralelo 33, mas também por ser uma nação do "Vão Não-Integrado".

Razão Número 3 para Invadir o Iraque — O país está situado geograficamente em uma área do mundo onde o plano do Clube de Roma prevê que um dia existirá a Supernação 7. Em cumprimento a Daniel 7:7-8, os Illuminati criaram um plano para reorganizar todas as nações do mundo em exatamente dez supernações, cada uma com um líder. (Leia os detalhes em N2436.).

O Iraque e o Afeganistão foram os primeiros alvos nessa estratégia de enfraquecer e derrubar ditadores entrincheirados, de modo a permitir que essa reorganização proposta pelo Clube de Roma possa ocorrer.

Razão Número 4 para Invadir o Iraque — Travar uma guerra demorada utilizando munições com urânio exaurido. O pó radioativo não somente engolfará o Iraque, mas será propagado por mais de 1.600 km a partir dos campos de batalha. (Veja os detalhes em N2063, "As Tempestades de Areia: Como a Contaminação Pelo Urânio Empobrecido Poderá Matar Populações Inteiras no Oriente Médio e na Ásia".).

Agora, vamos retornar à última "preocupação e erro" da Guerra do Iraque:

3) "A Guerra do Iraque custou aos EUA mais de 3 trilhões de dólares, segundo os cálculos de pelo menos um economista laureado pelo Prêmio Nobel (em contraste com as estimativas do governo Bush que a guerra custaria meros 50 a 60 bilhões de dólares)."

Eu me lembro bem o quanto ri quando ouvi o presidente Bush declarar que a invasão ao Iraque não custaria mais de 60 bilhões. A escrita estava na parede, que o Plano da Elite propunha uma guerra longa e que isso significaria que os gastos seriam consideráveis. Como esse jornalista pergunta: "O que temos a mostrar com esta guerra?" Resposta: muitos túmulos para civis e soldados.

4) "Talvez algo perto de 1 milhão de iraquianos mortos como resultado da decisão dos EUA de libertarem aquele povo da tirania de Saddam Hussein (embora esse número seja facilmente disputado, ele ainda está subindo)."

A Cutting Edge publicou de 30-70 matérias de notícias por dia durante toda a Guerra do Iraque. Essas notícias diárias estão arquivadas e você pode lê-las quando desejar. Nem todas elas ainda têm links válidos, porém você pode ter uma boa compreensão do progresso e da severidade da guerra lendo apenas os títulos das notícias. Também publicamos dois alertas de notícias e um boletim a cada semana durante os oito anos da guerra; eles também estão arquivados e podem ser consultados.

Se você ler nossas reportagens durante esse período de tempo, descobrirá que documentamos corajosamente a forma brutal como as Forças da Coalizão — lideradas pelos EUA — escolheram os civis iraquianos para serem bombardeados e metralhados, na maior parte das vezes com as letais munições com urânio empobrecido. Não é surpresa que tantos civis iraquianos já tenham morrido; depois que o envenenamento por urânio emprobrecido operar sua mágica mortal, o Iraque se tornará inabitável. Dentro de mais dez anos, tantos iraquianos estarão morrendo diariamente que seus corpos serão levados por caminhões. Em mais dez anos depois disso, o Iraque se tornará a primeira nação morta" na história — exatamente como a profecia bíblica declarou 2.500 anos atrás.

Veja como a profecia se encaixa perfeitamente com os eventos atuais no Iraque:

"Já vem de uma terra remota, desde a extremidade do céu, o SENHOR, e os instrumentos da sua indignação, para destruir toda aquela terra." [Isaías 13:5].

Você se lembra que 48 nações de todo o mundo se uniram para atacarem o Iraque? Assim, Isaías 13:5 foi cumprido singularmente pela invasão iniciada pelo presidente Bush. Além disso, as Forças da Coalizão tomaram toda aquela terra e, com as munições de urânio empobrecido, estão no processo de destrui-la. (Leia os detalhes completos em N2372, "O Iraque Está Devastado Pela Radioatividade e a Contaminação Pelo Urânio Empobrecido Está Fazendo Vítimas Entre a População Civil").

"E assombrar-se-ão, e apoderar-se-ão deles dores e ais, e se angustiarão, como a mulher com dores de parto; cada um se espantará do seu próximo; os seus rostos serão rostos flamejantes." [Isaías 13:8].

Os soldados e civis iraquianos ficaram espantados diante do efeito das armas inacreditáveis que foram usadas contra eles. Que tipos de armas as Forças da Coalizão usaram contra aqueles indefesos civis? Veja a descrição da ampla variedade de armas modernas usadas contra o Iraque:

"Temos radares terrestres, interceptores endoatmosféricos, interceptores exoatmosféricos, sensores aéreos, sensores colocados no espaço, interceptores de propulsão química, pistolas eletromagnéticas, armas de feixe de partículas, lasers de alta energia, amarrados todos juntos por sistemas maciços de controle e de comando... Sistemas maciços. Maravilhas eletromagnéticas. Lasers nucleares de poder surpreendente. Talvez até lasers de raios-X e de raios gama. Armas de radiofrequência de energia dirigida. Railguns estupendos. Sensores em toda a parte. Redes gigantes de comunicações. Bancos de computadores e sistemas de controle." [Beardon, Fer De Lance, pág. 331

O cidadão mediano não entende os vários tipos de armamentos que as Forças da Coalizão usaram contra os praticamente indefesos civis e soldados iraquianos e que o povo daquela terra está experimentando em primeira mão. Claramente, eles ficaram chocados e pasmados — não ao ponto de se entregarem — mas mesmo assim pasmados pelas armas que foram usadas contra eles.

No que se refere ao soldados da Força de Coalizão, o ten-cel. David Hackworth reportou antes de sua morte em 2005, que o número de óbitos de soldados americanos estava sendo mantido artificialmente baixo, porque um homem somente era declarado como morto na guerra se morresse no Iraque. Se ele fosse transportado de helicóptero do campo de batalha e depois enviado de avião para receber tratamento médico fora do país antes de morrer, sua morte não era contada como uma baixa na guerra. Por exemplo, se um soldado morresse a caminho de um hospital na Alemanha, sua morte não seria contada como morte na guerra. Portanto, o coronel Hackworth acreditava que o número real de soldados americanos mortos na guerra era dez vezes maior do que os números informados. Além disso, existem as histórias dos feridos, muitos dos quais ficaram tão severamente mutilados que nunca terão novamente uma vida normal. Por usarem uniformes, capacetes, máscaras, luvas, etc. nos campos de batalha, sob um calor de 40 graus centígrados, a maioria dos soldados está desidratada em algum nível. Assim, quando seus organismos lutam contra a contaminação pelo urânio empobrecido, eles ficam doentes mais depressa, por estarem desidratados.

Finalmente, temos os veteranos mais desesperadamente feridos de qualquer guerra na história. Veja o que escreveu um deles ao ex-presidente Bush, pouco antes de morrer:

Resumo da Notícia: "Veterano da Guerra no Iraque redige 'última carta' a Bush e Cheney", Yahoo News, 20 de março de 2013.

"Um veterano da Guerra no Iraque, que ingressou no Exército dos EUA dois dias após o 11/9 escreveu uma carta aberta poderosa para o ex-presidente George W. Bush e para o ex-vice-presidente Dick Cheney, acusando-os de crimes de guerra, 'saque' e 'assassinato de milhares de jovens americanos — meus colegas veteranos — que tiveram seus futuros roubados'."

Esse veterano ferido se tornou uma baixa muito rapidamente:

"Tomas Young, que foi ferido e paralizado durante um ataque dos insurgentes na Cidade de Sadr, em 2004, cinco dias depois de ter sido mobilizado, redigiu a carta a partir de sua casa, em Kansas City, MO, onde está agora em asilo hospitalar."

Uma pessoa vai para o "asilo hospitalar" em seus últimos dias ou semanas de vida, para que possa morrer tranquilamente e sem dor, tanto quanto possível.

"'Não escrevo porque acho que os Srs. compreendem as terríveis consequências morais e humanas de suas mentiras, manipulações e avidez por riquezas e poder. Escrevo esta carta porque, antes de minha morte, quero tornar claro que eu, e centenas de milhares de meus colegas veteranos, junto com milhões de meus concidadãos, juntos com centenas de milhões no Iraque e em todo o Oriente Médio, sabemos perfeitamente quem os Srs. são e o que fizeram. Os Srs. podem se evadir da justiça, mas aos nossos olhos ambos os Srs. são culpados de crimes de guerra terríveis, de saque e, finalmente, de assassinato, incluindo a morte de milhares de jovens americanos — meus colegas veteranos — cujos futuros os Srs. roubaram."

Esse jovem veterano moribundo usou sabiamente o tempo de vida que lhe restava para investigar a razão real por que Bush mentiu para justificar a invasão ao Iraque. O parágrafo acima resume precisamente o quadro real da Guerra no Iraque. Entretanto, o jovem veterano não investigou o suficiente para determinar as razões por que Bush e Cheney quiseram desesperadamente invadir o Iraque. As razãos são diversas, como já citamos anteriormente:

1) A profecia bíblica em Isaías 13 tinha de ser cumprida. Essa profecia detalha a aniquilação da antiga Babilônia no fim dos tempos, pois Babilônia foi a fonte de todas as religiões falsas e satânicas na história da humanidade. Quando você ler o quão exata foi a destruição do Iraque, ficará admirado que ela tenha sido predita 2.500 anos atrás. (Leia os detalhes completos em N2372, referido anteriormente.) Deus colocou a ideia de invadir o Iraque na mente dos líderes da Elite Globalista que se reuniram na Conferência dos Bilderbergs, em 1954, exatamente como Apocalipse 17:17 predisse!

2) Os Illuminati acreditam que o derramamento de sangue humano no Paralelo 33, ou em suas proximidades, tem um poder muito especial. A Babilônia (o Iraque atual) situa-se no Paralelo 33 (leia os detalhes completos em N2488, intitulado "Uma Sanguinária Obsessão Ocultista com o Número 33".).

3) As guerras no Afeganistão e no Iraque foram planejadas para serem trampolins para guerras futuras no "Vão dos Países Não-Integrados".

4) As munições com urânio empobrecido foram usadas no Afeganistão e no Iraque por que o objetivo final era uma guerra de aniquilação contra os muçulmanos em toda a região.

Conclusão

Agora que estudamos algumas das "lições" da guerra de oito anos a partir da mídia secular, aumentando as observações dela com as reportagens que arquivamos à medida que os eventos se desdobraram, vamos seguir para a Parte 2, onde veremos que o presidente George W. Bush, seu gabinete e os republicanos no Congresso levaram os EUA à guerra com base em mentiras e mais mentiras.

Quando você ler estas autópsias sobre a Guerra no Iraque, verá que os eventos estão levando a humanidade rapidamente no caminho para a ruína completa conhecida como Período da Tribulação. O vinho da ira de Deus, não diluído em água, está prestes a ser derramado sobre toda a humanidade. Eventos como a Guerra no Iraque são apenas blocos de construção para o Reinado do Anticristo, também chamado de Nova Ordem Mundial.



Se você recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, mas vive uma vida espiritual morna, precisa pedir perdão e renovar seus compromissos. Ele o perdoará imediatamente e encherá seu coração com a alegria do Espírito Santo de Deus. Em seguida, você precisa iniciar uma vida diária de comunhão, com oração e estudo da Bíblia.

Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia-a-dia.

Fale conosco direcionando sua mensagem a um dos membros da equipe de voluntários.

Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", dê um clique aqui: http://www.cuttingedge.org

Que Deus o abençoe.

Data de publicação: 3/4/2013
Transferido para a área pública em 19/12/2014
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/n2497.asp