Hipnose Total e a Implementação da Agenda dos Transgêneros/Andróginos

Autor: Jeremy James, 5 de junho de 2017.

É possível fazer uma pessoa que está sob hipnose acreditar quase em qualquer coisa. Não importa o quão tola ou irracional seja a afirmação. Os praticantes afirmam que a vítima não pode ser induzida a fazer algo que entraria em conflito com seus princípios morais — e talvez isto seja verdade —, porém a supressão da razão, que pode ser obtida via hipnose, é extraordinária.

Em um ensaio anterior, intitulado "A Exteriorização da Hierarquia: o Plano de Satanás para o Fim dos Tempos e Como Está Sendo Implementado", mostramos como a hierarquia de anjos caídos está fazendo uso da hipnose para estabelecer um controle rígido sobre a humanidade. Reproduzimos aqui um excerto:



Estados Alterados de Consciência

A segunda etapa é uma aplicação renovada, porém disfarçada, do mesmerismo, ou hipnose. O produto é o mesmo, mas o nome mudou. Hoje, ele é conhecido como um estado alterado de consciência. Independente de qual técnica seja usada para alcançar esse estado alterado, em todos os casos pode-se encontrar dois fatores presentes: (1) o indivíduo voluntariamente suspende a operação normal de sua mente; e (2) convida uma inteligência que não é a sua própria para influenciar sua vida de alguma maneira.

O homem em seu estado caído é naturalmente sensível aos pensamentos e imagens subversivos que os anjos rebeldes são capazes de projetar. Essa sensibilidade aumenta significativamente quando ele, de forma deliberada, anula sua mente na meditação, ou em outra prática similar. Quando persiste neste processo, ele está tolamente se expondo ao propósito e às enganações sagazes do Maligno.

Nossos avós demonstravam uma compreensão disto quando advertiam que "uma mente vazia é oficina do diabo".

Uma imensa proporção da população — não apenas adultos, mas estudantes e até adolescentes — são praticantes regulares da meditação, Ioga, oração contemplativa, recitação de mantras, regressão às vidas passadas, auto-sugestão, oração centrante, visualização criativa, imaginação guiada, orações repetitivas, sonhar de modo consciente, caminhada no labirinto, Lectio Divina, para não mencionar a psicoterapia, psicanálise, e modos de aconselhamento que utilizam técnicas hipnóticas de relaxamento. Se incluirmos também a dependência às drogas psicotrópicas e o uso da música Rock hipnótica para propósitos recreativos, é difícil escapar da conclusão que, em grande parte, as sociedades no mundo ocidental já estão hipnotizadas.

Uma consideração fundamental em tudo isto é a repetição. Quanto mais o indivíduo utiliza seu método preferido de atingir um estado alterado de consciência, mais receptivo e sugestionável ele se torna.

Os jovens também estão sendo hipnotizados pelos intensamente repetitivos jogos de computador, em que uma série de imagens genéricas aparentemente sem sentido são apresentadas muitas e muitas vezes e somente um pequeno nível de atenção é requerido. O ensino das técnicas de "concentração" em nossas escolas é outro modo de apresentar a meditação oriental às crianças.

Até mesmo em um estado brando de hipnose o discernimento do indivíduo fica prejudicado. A mente se torna muito mais aberta às sugestões e imagens que de outra forma seriam rejeitadas. Como a vítima não está ciente de sua maior sugestionabilidade, pode ser sutilmente manipulada. Quando esse condicionamento ocorre em um contexto religioso, ele pode ser alimentado com muitas falsas ideias que estão em conflito com o verdadeiro Cristianismo bíblico. É então apenas um passo pequeno adotar e tratar como normal práticas que são descaradamente pagãs. [Fim do excerto]



Normalidade Programada

O Maligno está usando uma forma de repetição hipnótica para programar a sociedade com uma falsa versão da realidade. Essa normalidade programada não é necessariamente desagradável. De fato, ela tende a produzir um falso senso de bem-estar, uma sensação de distanciamento dos fatos impalatáveis da vida diária. O Senhor Jesus estava provavelmente se referindo a isso quando falou à igreja de Laodiceia, a última das sete épocas na história da igreja antes da Tribulação: "Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu." [Apocalipse 3:17].

Sabemos que isto se refere à igreja no fim dos tempos, porque na carta à igreja de Laodiceia, Cristo aconselha os membros daquela igreja a corrigirem seus caminhos para que não experimentem a vergonha da exposição de sua nudez (Ap. 3:18). Mais tarde, quando a Tribulação está já bem avançada, Ele então diz (para o benefício dos membros professos, porém perdidos, da igreja de Laodiceia): "Eis que venho como ladrão. Bem-aventurado aquele que vigia, e guarda as suas roupas, para que não ande nu, e não se vejam as suas vergonhas." [Apocalipse 16:15).

A igreja hoje, que é a igreja de Laodiceia advertida por Jesus, está completamente alheia para a grande enganação que está ocorrendo. Os membros dessa igreja não compreendem que são desgraçados, miseráveis, pobres, cegos e nus. Falando em termos bem gerais, eles aceitam a cosmovisão falsificada que é promovida pela ciência e pela mídia. Essa cosmovisão faz sentido para eles, embora seja altamente irracional.

Fascinação

Como Paulo exclamou quando ouviu com que facilidade a igreja dos gálatas tinha escorregado de volta para o erro: "Ó insensatos gálatas! quem vos fascinou para não obedecerdes à verdade, a vós, perante os olhos de quem Jesus Cristo foi evidenciado, crucificado, entre vós?" [Gálatas 3:1]. O fascínio ao qual ele se refere é exatamente o mesmo que está em evidência na igreja hoje. "Fascínio" é verdadeiramente a palavra a observar aqui, pois aponta diretamente para a origem sobrenatural dessa cegueira e enganação.

Recentemente, ao visitar alguns idosos que residem em um asilo aqui na minha cidade, tive uma conversa com um dos internos sobre a natureza e propósito dos contos infantis. Durante a conversa, ele observou que o conto As Roupas Novas do Imperador, de Hans Christian Andersen, é um dos mais amplamente citados de todos os contos infantis. A razão para isto, concluímos em nossa conversa, era que o conto lida com um tema que nunca foi tratado tão bem, ou de forma tão clara, por algum outro autor.

O tema, é claro, é o engodo em grande escala. O autor Andersen mostra como toda a coisa está enraizada no orgulho e, especificamente, o modo como isto nos impede de ver o que está bem diante dos nossos olhos.

Muitos acreditam que somos sofisticados demais hoje para sermos enganados (ou silenciados) deste modo, mas isto é realmente verdade? A Terra é plana e estacionária, porém a maioria das pessoas não consegue ver isto, porque rejeita aquilo que seus sentidos dizem com clareza; a Teoria da Evolução é uma total bobagem, porém poucos que têm diploma universitário estão preparados para dizer isto abertamente; e quase todas as mulheres em papéis de destaque nos filmes de Hollywood são transgêneros, porém virtualmente ninguém quer reconhecer este fato.

Engodo em Larga Escala

O mundo da moda também está repleto de transgêneros. (Veja nosso ensaio anterior, intitulado "O Paradigma de Beleza 'Feminina' na Nova Ordem Mundial"). Até no mundo da moda, em que a androgina é, provavelmente, mais pronunciada do que na televisão ou nos filmes do cinema, há uma falha impressionante — em todo o mundo — de reconhecer que esses ícones da moda feminina não são mulheres coisa alguma! (Ó insensata humanidade, quem te fascinou?).

Veremos três exemplos — um dos esportes e dois da moda — que são tão extremos, tão desavergonhados e tão óbvios que nunca alguém poderia imaginar que esse tipo de engodo em larga escala seria possível. Mas, é possível — pois uma sociedade hipnotizada acreditará em qualquer coisa que lhe for apresentada da forma correta.

Os transgêneros não são sempre fáceis de identificar, mas algumas vezes uma "mulher" é tão evidentemente masculina que até uma criança poderia reconhecer. (Na verdade, é mais provável que a criança em sua inocência reconheça, como Hans Christian Andersen sabia muito bem.). Um bom exemplo desse tipo de "mulher" é Amélie Mauresmo, a tenista francesa profissional que venceu dois torneios Grand Slam em 2006: o torneio individual feminino em Wimbledon (Londres, Inglaterra) e o título feminino no Torneio Aberto da Austrália. Apresentamos aqui algumas fotos bastante desconcertantes desse indivíduo sem fazer comentários adicionais:

Quando a questão da beleza feminina autêntica está envolvida, alguém poderia pensar que as mulheres geralmente iriam reconhecer e rejeitar o gabarito andrógino, porém este não tem sido o caso. As indústrias da moda e dos cosméticos conseguiram com sucesso enganar as mulheres, levando-as a acreditar que esses impostores sem graça, os andróginos nas pistas e passarelas dos desfiles de moda são mulheres reais.

A Hipnose Oculta Aquilo Que Deveria Ser Óbvio

Mesmo quando mulheres são apresentadas junto com um impostor do tipo "Amélie" — um momento em que todas as células em seus corpos femininos deveriam ferver com indignação — elas alegre e descuidadamente oferecem a resposta programada.

Aqui estão dois exemplos do mundo da moda:

Estes dois indivíduos são supermodelos internacionais bem conhecidos. Saskia de Brauw é holandês e Stella Tennant é escocês. Ambos são obviamente homens, porém a mídia, a indústria da moda e, mais importante de tudo — o público — os trata como mulheres naturais, epítomes da beleza feminina.

Saskia de Brauw já trabalhou como modelo nas passarelas para mais de trinta casas de moda internacionais, incluindo Chanel, Versace, Givenchy, Prada, Louis Vuitton, Donna Karan, Hermés e Fendi. Ele/ela também apareceu diversas vezes nas capas das principais revistas internacionais de moda, como Vogue, Elle, Numéro e Harper's Bazaar.

Stella Tennant vem da linhagem sanguínea dos Cavendish, uma família de alto escalão entre os Illuminati na Grã-Bretanha. Dado que a inversão de gênero é comum entre a elite adoradora de Baal, não é surpresa que Tennant seja um andrógino. Entretanto, a elevação dele/dela ao estrelato internacional como um ícone celebrado de "beleza feminina" — não foi acidental. Ele/ela foi escolhido por Karl Lagerfeld em 1996 como a "nova face" de Chanel, substituindo outro andrógino, Claudia Schiffer:

Os Cristãos Não Mais Detestam o Mal

O mundo está agora sofrendo uma hipnose de amplo alcance, reforçada continuamente pelos poderes das trevas. Qualquer um que não esteja sob a proteção de Cristo e não tenha o Espírito Santo habitando em seu interior está totalmente aberto para essa influência enganosa. Até mesmo cristãos verdadeiros que deixam de praticar tudo aquilo que Cristo mandou e de guardar Seus mandamentos, provavelmente se submeterão a algum grau dessa normalidade programada.

Precisamos de cristãos que detestem o mal, mas eles estão se tornando cada vez mais difíceis de encontrar. Também precisamos de cristãos que gemam por causa de toda a impiedade que permeia nossa sociedade, porém eles também estão se tornando raros. Em vez disso, temos grandes números de cristãos professos que pensam somente em "amor" e falam somente em termos de "amor" — porém um cristão que não detesta o mal não sabe nada a respeito do amor de Deus. A compreensão desse cristão sobre o "amor" é falsa; é uma compreensão que não tem base bíblica. Ademais, isto o cega para o poder e verdade da Palavra de Deus.

Os cristãos parecem ter se esquecido que nosso Deus é um fogo consumidor e que "horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo." [Hebreus 10:31].

Caindo

Como os cristãos não detestam mais o mal e estão vivendo há tanto tempo em um estado de neutralidade tolerante, a maioria nem mesmo reconhece a existência de Satanás. Praticamente não passa pela cabeça deles que Satanás é um ser real, uma entidade sobrenatural poderosa, dedicada em tempo integral à escravização da humanidade.

A Queda de Adão foi um episódio verdadeiramente terrível na história da humanidade. A Igreja de Laodiceia, em grande parte, se esqueceu disso. Ela também se esqueceu que a Queda é um processo que continua até hoje. Judas estava se referindo a isto quando disse:

"Ora, àquele que é poderoso para vos guardar de tropeçar, e apresentar-vos irrepreensíveis, com alegria, perante a sua glória, ao único Deus sábio, Salvador nosso, seja glória e majestade, domínio e poder, agora, e para todo o sempre. Amém." [Judas 1:24-25].

Sem Cristo, "para nos guardar de tropeçar", afundaríamos cada vez mais nas profundezas da depravação. É por isto que a Bíblia frequentemente compara o pecado com a lepra, uma doença que avança progressivamente com o passar do tempo. Em seus estágios iniciais, a lepra exibe poucos sinais de sua presença, porém, à medida que os anos passam, ela se propaga no corpo da vítima até que virtualmente todo o corpo fique desfigurado pela podridão.

Jesus Cristo fez alusão ao papel de Satanás neste círculo de deterioração:

"E, quando o espírito imundo tem saído do homem, anda por lugares áridos, buscando repouso, e não o encontra. Então diz: Voltarei para a minha casa, de onde saí. E, voltando, acha-a desocupada, varrida e adornada. Então vai, e leva consigo outros sete espíritos piores do que ele e, entrando, habitam ali; e são os últimos atos desse homem piores do que os primeiros. Assim acontecerá também a esta geração má." [Mateus 12:43-45].

Os filhos da perversidade estão se abrindo cada vez mais para a hierarquia de anjos caídos. Hoje, estamos testemunhando uma aceleração preocupante neste processo, em que demônios mais malignos do que seus predecessores estão possuindo seus hospedeiros humanos e promovendo a agenda satânica com mais força do que nunca antes. O uso generalizado, porém não revelado, de andróginos nas indústrias da moda e do cinema é uma evidência chocante disto, um ataque clandestino contra a humanidade — e, particularmente, contra as mulheres e crianças — o que está despedaçando a sociedade.

O Trigo e o Joio

Quando Cristo contou a Parábola do Trigo e do Joio, estava revelando como a presença de ímpios impostores se tornaria cada vez mais óbvia à medida que a época da igreja avançasse:

"Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao homem que semeia a boa semente no seu campo; mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se. E, quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio. E os servos do pai de família, indo ter com ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste tu, no teu campo, boa semente? Por que tem, então, joio? E ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres pois que vamos arrancá-lo? Ele, porém, lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele. Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no meu celeiro." [Mateus 13:24-30].

Em seguida, Ele explicou o que quis dizer:

"O que semeia a boa semente, é o Filho do homem; o campo é o mundo; e a boa semente são os filhos do reino; e o joio são os filhos do maligno; o inimigo, que o semeou, é o diabo; e a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos. Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim será na consumação deste mundo. Mandará o Filho do homem os seus anjos, e eles colherão do seu reino tudo o que causa escândalo, e os que cometem iniquidade. E lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá pranto e ranger de dentes. Então os justos resplandecerão como o sol, no reino de seu Pai. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça." [Mateus 13:37-43].

O joio são os "filhos do maligno" — também conhecidos com "filhos da perversidade" (2 Samuel 7:10). O joio tem um aspecto semelhante ao trigo nas fases inicial intermediária do crescimento. Mesmo depois de crescido, pode ser difícil distinguir o joio do trigo. O joio também é altamente susceptível a um fungo que pode ser letal ao ser humano, se consumido. (O nome científico da planta, Lolium temulentum reflete isto, pois temulentum significa bêbado ou intoxicado.)

Embora Jesus Cristo não esteja se referindo especificamente aos andróginos nesta parábola, é significativo que o joio é uma imitação do trigo, do mesmo modo como os andróginos são uma imitação dos humanos naturais. Na medida em que são participantes conscientes no grande engodo satânico, eles são filhos do maligno. Além disso, como resolutamente se recusam a se arrepender, a fornalha de fogo os aguarda.

Conclusão

Em apenas algumas poucas décadas, os filhos da perversidade "normalizaram" o aborto, a sodomia, a mudança de gênero, o casamento entre pessoas do mesmo sexo, a pornografia "suave", a falta de modéstia no vestuário, a vulgaridade e uma ampla variedade de ideias, práticas e crenças ocultistas e de Nova Era. Eles convenceram o público que a verdade é relativa, que a imaginação pode modificar a realidade e que a verdadeira religião está enraizada na tolerância e na diversidade. Além disso, eles instilaram nas mentes facilmente influenciáveis dos jovens uma caricatura pervertida da beleza feminina.

Isto é feitiçaria de alta ordem.

A Elite, em sua impiedade, está se tornando mais audaciosa a cada dia, até o ponto em que um homem que se "identifica" como uma mulher pode entrar em um banheiro feminino (até mesmo quando crianças estão ali presentes), em que filmes do cinema e da televisão apresentam muitos atores transgêneros não declarados, em que "mulheres" andróginos aparecem nas capas das principais revistas de moda e estilo e em que qualquer discussão íntegra e sadia sobre moralidade sexual é condenada como discurso de ódio.

O poço do abismo é do "abismo" por que os caídos — aqueles que descaradamente rejeitam o Evangelho — nunca param de cair. Como diz a Palavra de Deus, "eles deleitam-se em mentiras" (Salmos 62:4). O prazer que eles obtêm com a iniquidade os empurra mais e mais para as profundezas da depravação.

A Igreja Adormecida:

Nesta época de Laodiceia, a igreja professa tolamente imagina que nada disto está acontecendo, que quase todos em posição de autoridade estão agindo em boa fé, que os ímpios nunca iriam cooperar deste modo para enganar e escravizar o justo e que, se tentassem, nunca conseguiriam esconder seus esquemas sinistros durante um período tão grande de tempo.

Por outro lado, um cristão que lê e acredita na Palavra de Deus saberá que os ímpios são bem capazes disto tudo! Além disso, ele saberá para onde isto tudo está levando: para a aceitação do Anticristo no mundo inteiro e para os eventos traumáticos descritos no livro do Apocalipse.

A agenda secreta dos transgêneros está sendo implementada há pelo menos um século, talvez até mais. Esta é uma malignidade organizada em uma escala tão grande que muitas pessoas — não informadas e incautas — acharão difícil de compreender. Em nossa condição humana tendemos a nos esquecer o quão incrivelmente esperto o Maligno realmente é e com que facilidade sucumbimos às suas mentiras. Essas mentiras foram interligadas com tanta habilidade e sagacidade e reforçadas de tantas formas, que a elite tem agora um poderoso controle hipnótico sobre as massas humanas.

Consequentemente, milhões agora acreditam que homens feios são belas mulheres, que vivemos em um bola giratória que se desloca pelas profundezas do espaço, que o próprio "universo" surgiu a partir de uma grande explosão e passou a existir bilhões de anos atrás e que os seres humanos simplesmente evoluíram no único "planeta" habitável já encontrado! Estas são apenas algumas das mentiras absurdas que as nações hipnotizadas deste mundo agora alegre e descuidadamente aceitam como realidade.

Amélie, Stella e Saskia são apenas três gotas d'água neste mar de insanidade.

Outros Artigos Já Publicados Sobre o Mesmo Assunto:

O Paradigma de Beleza 'Feminina' na Nova Ordem Mundial

A Maligna Agenda dos Transgêneros Está Solapando o Fulcro Espiritual da Sociedade Ocidental

Políticos Transgêneros: A Guerra Contra as Mulheres Naturais Continua

A Guerra dos Illuminati Contra as Mulheres Naturais

Androginia, a Realeza Europeia e a Guerra Contra o Gênero

O Movimento Feminista Tem Como Ícones de Liderança Transgêneros Homem-para-Mulher Que Odeiam as Mulheres Naturais

Transgenerismo, Pharmakeia e Feitiçaria: Farinha do Mesmo Saco

A Maligna Agenda dos Transgêneros e seu Vínculo com a Nova Ordem Mundial



Autor: Jeremy James, artigo em http://www.zephaniah.eu
Data da publicação: 8/6/2017
Transferido para a área pública em 3/5/2019
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/transgenero-10.asp